Você está na página 1de 5

29/05/2018 EPS

CEL0193_EX_A5_201505469449_V1

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM
Lupa
5a aula
Vídeo PPT MP3

Exercício: CEL0193_EX_A5_201505469449_V1 16/04/2018 10:48:58 (Finalizada)


Aluno(a): ANDREA CARDOSO DOS SANTOS SARDINHA 2018.1
Disciplina: CEL0193 - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 201505469449

Ref.: 201505623536

1a Questão

A organicidade da educação jesuítica foi consagrada quando Pombal os expulsou levando o ensino brasileiro ao caos,
através de suas famosas aulas régias, a despeito da existência de escolas fundadas por outras ordens religiosas, como
os Beneditinos, os franciscanos e os Carmelitas (Niskier, 2001, p. 34).
Sobre a reforma de Pombal no Brasil-Colônia, podemos afirmar que:
I - As aulas régias eram autônomas e isoladas, com professor único e uma não se articulava a outra.
II - O ensino se tornou disperso e fragmentado, sendo as aulas ministradas por professor com uma formação precária.
III - As aulas régias foram a primeira experiência de ensino promovido pelo Estado na história brasileira.
IV - As aulas régias tinham um caráter universal, ou seja, atendia a formação de toda a população da colônia.
Assinale a alternativa correta:

Somente os enunciados I, II e III estão corretos


Somente os enunciados III e IV estão corretos
Somente os enunciados II e III estão corretos
Somente os enunciados II, III e IV estão corretos
Somente os enunciados I e III estão corretos

Explicação:

Através do Alvará Régio de 28 de junho de 1759 que o Marquês de Pombal, ao mesmo tempo expulsou os jesuítas de
Portugal e de suas colônias, suprimindo as escolas e colégios jesuíticas de Portugal e de todas as colônias; criou as aulas
régias ou avulsas de Latim, Grego, Filosofia e Retórica, que deveriam substituir os extintos colégios jesuítas e criou a
figura do ¿Diretor Geral dos Estudos¿, para nomear e fiscalizar a ação dos professores.

As aulas régias eram autônomas e isoladas, com professor único e uma não se articulava com as outras. Destarte, o
novo sistema não impediu, a continuação do oferecimento de estudos nos seminários e colégios das ordens religiosas
que não a dos jesuítas (Oratorianos, Franciscanos e Carmelitas, principalmente).Em lugar de um sistema mais ou menos
unificado, baseado na seriação dos estudos, o ensino passou a ser disperso e fragmentado, baseado em aulas isoladas
que eram ministradas por professores leigos e mal preparados.Com a implantação do subsídio literário, imposto colonial
para custear o ensino, houve um aumento no número de aulas régias, porém ainda muito precário devido à escassez de
recursos, de docentes preparados e da falta de um currículo regular. Então, podemos afirmar que os enunciados I,II e III
estão corretos.

http://simulado.estacio.br/alunos/ 1/5
29/05/2018 EPS

Ref.: 201505783907

2a Questão

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi criado em 1998 para avaliar o desempenho do estudante ao final da
Educação Básica. Marque a resposta que NÃO corresponde a esta avaliação:

o novo formato do ENEM tem propiciado um debate sobre a reforma do currículo do ensino fundamental, com a
crescente integração entre as disciplinas que compõem cada área.
ENEM é uma forma de seleção unificada nos processos seletivos das universidades públicas
A partir de 2010, o ENEM tornou-se obrigatório para todos os estudantes do ensino médio público, permitindo,
desta forma, a certificação dos cursos.
o novo formato do ENEM tem propiciado um debate sobre a reforma do currículo do ensino médio, com a
crescente integração entre as disciplinas que compõem cada área.
O ENEM é utilizado para selecionar estudantes interessados em receber bolsa do Programa Universidade para
Todos (PROUNI).

Explicação:

O novo formato do ENEM dialoga com o Ensino médio

Ref.: 201505623631

3a Questão

Resulta do paradigma quantitativo da aprendizagem e reduz a sua dimensão à apreciação dos resultados obtidos. Dessa
forma, acaba por privilegiar o grau de domínio do conhecimento por parte do aluno. Na prática é um instrumento
pontual de verificação e quantificação da aprendizagem e seus resultados são expressos numericamente. Numa
dimensão mais ampla acaba por classificar os alunos ao final do período, semestre, ano, mês ou curso, a partir de níveis
de aproveitamento.
O fragmento acima está se referindo a qual modelo de avaliação?

Avaliação Formativa
Avaliação Somativa
Avaliação Diagnóstica
Avaliação Qualitativa
Auto-Avaliação

Explicação:

Essa é a Avaliação Somativa é uma modalidade avaliativa pontual que ocorre ao fim de um processo educacional (ano,
semestre, bimestre, ciclo, curso etc.). Atém-se à determinação do grau de domínio de alguns objetivos pré-estabelecidos
propondo-se a realizar um balanço somatório de uma ou várias seqüências de um trabalho de formação. É também
chamada de avaliação das aprendizagens.A avaliação somativa está preocupada com os resultados das aprendizagens.
Ela pretende, assim, fazer um balanço somatório de uma ou várias sequências do trabalho de formação. Essa
modalidade avaliativa sintetiza as aprendizagens dos alunos tendo por base critérios gerais.Sua principal característica é
a capacidade de além de informar, situar e classificar o avaliado, tendo a perspectiva de conclusão em evidência, pois
acontece no final de um processo educacional.A avaliação somativa fornece informações sintetizadas que se destinam ao
registro e à publicação do que parece ter sido assimilado pelos alunos. Ou seja, seus resultados servem para verificar,
classificar, situar, informar e certificar.

Ref.: 201505623439

4a Questão

http://simulado.estacio.br/alunos/ 2/5
29/05/2018 EPS

A complexidade da organização da vida social na cultura urbano-industrial se amplia a partir de uma determinada lógica
da eficiência e da produtividade, ou seja, a da elaboração e implantação de mecanismos de controle e de avaliação do
pensar e do fazer educativo. Portanto, podemos afirmar que:
I - A prática avaliativa resulta de determinadas formas de organização e atende a interesses e necessidades de um
contexto histórico-social específico.
II - As práticas avaliativas decorrem da construção de uma visão específica sobre o pensar e o fazer humano, ou seja, de
toda uma fundamentação teórica.
III - No processo de ensino e aprendizagem a prática avaliativa é uma prática individual e que o docente tem autonomia
sobre a mesma no processo de ensino e aprendizagem.
Assinale a alternativa correta:

Somente o enunciado II está correto


Somente os enunciados I e II estão corretos
Somente o enunciado III está correto
Somente o enunciado I está correto
Somente os enunciados II e III estão corretos

Explicação:

A educação de adultos inclui a educação formal, a educação não-formal e o espectro da aprendizagem informal e
incidental disponível numa sociedade multicultural, onde os estudos baseados na teoria e na prática devem ser
reconhecidos.

Ref.: 201505623633

5a Questão

Procura acompanhar o desenvolvimento do aluno e se os objetivos pretendidos em tal processo estão se configurando.
Este modelo é fundamental para que se possa avaliar o desenvolvimento da prática docente e discente e permite
identificar erros e acertos. Além disso, possibilita a reflexão, o diálogo e, portanto, a tomada de consciência dos todos os
envolvidos no mesmo processo.
O fragmento acima está se referindo a qual modelo de avaliação?

Auto-Avaliação
Avaliação Somativa
Avaliação Classificatória
Avaliação Reguladora
Avaliação Formativa

Explicação:

Uma das mais importantes características da avaliação formativa é a capacidade


em gerar, com rapidez, informações úteis sobre etapas vencidas e dificuldades
encontradas, estabelecendo um feedback contínuo sobre o andamento do
processo de ensino e aprendizagem. Com esse tipo de avaliação é possível ter os
subsídios para a busca de informações para solução de problemas e dificuldades
surgidas durante o trabalho com o aluno. Na avaliação formativa, os fatores
endógenos, ou seja, os fatores internos à situação educacional são levados em
conta para proceder à avaliação. Por acontecer durante o processo de ensino e
aprendizagem, a avaliação formativa se caracteriza por possibilitar a
proximidade, o conhecimento mútuo e o diálogo entre professor e aluno.

Ref.: 201505623624

6a Questão

Arnaldo, ao chegar em casa, reuniu a família e deu a notícia de que havia chegado a hora de comprar a casa própria e
http://simulado.estacio.br/alunos/ 3/5
29/05/2018 EPS
precisava escolher uma das três casas encontradas por ele em sua pesquisa. Contudo, não sabia qual escolher e
resolveu fazer o seguinte: mostrar as fotos de cada casa e onde elas se localizavam. Ao final, cada um deveria
apresentar um motivo para que se comprasse uma das três casas.
Catarina, a esposa, escolheu a casa azul e disse:
- Ela é mais central. Fica mais perto da escola das crianças e do nosso trabalho. Teremos menos despesas.
Qual o critério que determinou a escolha da esposa?

Econômico
Estético
Social
Ético
Entretenimento (lazer)

Explicação:

Catarina, pensou no critério econômico, dimimuindo as depesas.

Ref.: 201505623512

7a Questão

A respeito da educação jesuíta no Brasil Colônia, é correto afirmar que:


I - O trabalho educativo desenvolvido nas escolas pelos Jesuítas tinha como base o documento Ratio Studiorum, tendo
como ideal de formação o homem universal, humanista e cristão.
II - Sua prática pedagógica foi profundamente marcada pelo dogmatismo, pelo exercício da memória e pelo
desenvolvimento do raciocínio.
III - Era comum a prática de exames orais e escritos com a finalidade de se avaliar o aproveitamento do aluno.
IV - Defende-se um novo conceito de avaliação em que a característica principal é a negociação, o equilíbrio é buscado
entre as pessoas de valores diferentes, ou seja, procura-se respeitar as divergências de que quanto maior a participação
das questões avaliativas, dos métodos, e da interpretação dos resultados, maior é o nível de negociação.
Assinale a alternativa correta:

Somente os enunciados III e IV estão corretos


Somente os enunciados II, III e IV estão corretos
Somente os enunciados I e III estão corretos
Somente os enunciados I, II e III estão corretos
Somente os enunciados II e III estão corretos

Explicação:

O método pedagógico utilizado seguia as normas do Colégio de Évora, de 1563, e da RatioStudiorum, manual
pedagógico jesuíta do final do século XVI. Nos cursos inferiores valorizava-se a gramática, considerada indispensável à
expressão culta, e a memorização como procedimento para a aprendizagem; nos superiores, subordinava-se a filosofia à
teologia. Para alguns intérpretes a educação jesuítica teria deixado marca excessivamente literária na formação
brasileira.A pedagogia jesuítica tinha um caráter tridentino, ou seja, remetia ao Concílio de Trento da Igreja Católica,
organizado no século XVI e com propósitos contrarreformistas, e contrapunha-se ao modelo de ensino que se apregoava
em outros países da Europa, influenciados pela ciência moderna e pelo racionalismo. Essa incompatibilidade acirrou-se
no século XVIII com o advento da filosofia iluminista, sobretudo aquela que se desenvolveu na França. Portugal, que se
caracterizava por suas raízes medievais, teve que empreender uma reforma cultural e educacional nesse período, que foi
comandada pelo Marquês de Pombal.As reformas pombalinas tiveram grande impacto nas colônias portuguesas,
especialmente no Brasil, haja vista que, como elas, os jesuítas foram expulsos dos domínios portugueses. E a educação,
antes administradas por esses missionários, passou a ser de responsabilidade do Estado Português. A expulsão da
Ordem dos jesuítas ocorreu por intermédio do decreto de 3 de setembro de 1759, mas antes mesmo disso, Pombal havia
elaborado um alvará no dia 28 de junho de 1759 para a criação das aulas régias, isto é, aulas que eram ministradas
por professores nomeados pelo governo.Então, somente os enunciados I, II e III estão corretos

Ref.: 201505623572

8a Questão

http://simulado.estacio.br/alunos/ 4/5
29/05/2018 EPS
Até o final da Primeira República, também conhecida como República Velha, o ensino que predominou nas escolas
brasileiras foi baseado em uma perspectiva humanística, tradicional e religiosa. Desta forma, a escola tradicional, que
surgiu para ensinar aos filhos da elite nacional, centra o processo de ensino e aprendizagem no mestre, ou seja, na
autoridade intelectual do professor, que tinha por função transmitir os conhecimentos sistematizados de forma lógica e
precisa aos alunos. Estes, por sua vez, se encontravam em uma condição passiva e de meros receptores das verdades
anunciadas pelo mestre e deveriam reproduzi-las nos testes ou provas da época.
Qual o modelo avaliativo que prevaleceu neste período?

Classificatório como medida do conhecimento.


Classificatório por atender a todos os alunos de forma igualitária.
Formativo por possibilitar um acompanhamento do processo de ensino e aprendizagem.
Diagnóstico e Formativo por oferecer elementos para o desenvolvimento das políticas educacionais da época.
Diagnóstico para se identificar a prática docente e discente.

Explicação:

A avaliação somativa ( chamada também de classificatória), tem como função básica a classificação dos alunos, sendo
realizada ao final de um curso ou unidade de ensino. Classificando os estudantes de acordo com os níveis de
aproveitamento previamente estabelecidos.

http://simulado.estacio.br/alunos/ 5/5

Você também pode gostar