Você está na página 1de 3

Aula Prática 3:

Preparação e Análise da Capacidade Tamponante de


Soluções-Tampão
Introdução:

Dizemos que uma solução está tamponada quando ela “resiste” às variações de
pH quando adicionados ácidos ou bases, mesmo que sejam esses sejam fortes, ou
sofrem diluições nestas soluções. As variações de pH ocorridas nas soluções
tamponadas são insignificantes quando comparadas às variações nas soluções não
tamponadas. Por este motivo, estas soluções são utilizadas para manter constante o
pH de um sistema e para preparar soluções de pH definido. pH significa "potencial
Hidrogeniônico", uma escala logarítmica que mede o grau de acidez, neutralidade ou
alcalinidade de uma determinada solução aquosa. O termo pH foi introduzido, em
1909, pelo bioquímico dinamarquês Søren Peter Lauritz Sørensen (1868-1939) que
realiza diversas experiências em bioquímicas relacionadas com aminoácidos,
proteínas e enzimas, conduzindo-o à descoberta da medição do pH.
Toda solução possui um pH ou potencial hidrogeniônico. Que é definido através
de um cálculo que utiliza o logaritmo negativo da contratação hidrogeniônica da
solução. Através dos resultados do pH de uma solução, a mesma pode ser definida
com caráter ácido se seu pH for inferior a 7.00 ou com caráter básico se seu pH for
superior a 7.00 e ainda há a água pura cujo pH é equivalente a 7.00, sendo esse
neutro. Contudo o pH de uma solução não é um valor fixo, podendo ser alterado
quando entrar em contato com uma solução de um pH com valor diferente. Porém há
uma forma de impedir a alteração significante do pH, fazendo uso de uma solução
tampão ou solução tamponante. Ela atenua a alteração de pH no meio e isso é o efeito
tampão como dito anteriormente. Há duas formas de obter uma solução tampão: uma
solução de um ácido fraco e um sal correspondente a esse ácido; ou uma solução de
uma base fraca e um sal correspondente a essa base. As soluções tampões resistem
a variação de pH dependendo das formas que são feitas para obtê-las. Usando uma
solução de ácido fraco e seu sal correspondente. Segue as equações abaixo:

CH3COOH + H2O ⇌ H3O+ + CH3COO-


CH3COONa + H2O ⇌ Na+ + CH3COO- + H2O
Ácido fraco (Acético) se ioniza pouco.
O sal correspondente, por sua vez, está totalmente dissociado.
Juntando um ácido qualquer a essa solução, seus H+ serão imediatamente
consumidos pelo primeiro equilíbrio, na primeira equação
http://www.quimica.ufpr.br/nunesgg/CQ108/Eqilibrio%20em%20solu%C3%A7%C
3%A3o%20aquosa/solucao%20tampao.pdf