Você está na página 1de 4

Definição de TAG de máquinas e

equipamentos
Luis Cyrino
11 jun 2016
5
14097
COMPARTILHE: FACEBOOK TWITTER GOOGLE

GESTÃO E SEGURANÇAPPCM

Definição de Tag – Máquinas e Equipamentos

Definição da palavra “Tag”

Tag – Uma das traduções dessa palavra significa “etiqueta” que normalmente se usa para
fazer uma identificação de alguma coisa, portanto quando falamos em fazer um
tagueamento de máquinas e equipamentos nada mais é do que fazer uma etiqueta de
identificação para cada um deles.

É uma forma importante de fazer cadastro e rastreamento de máquinas e equipamentos


quanto à manutenção desses ativos. Podemos dizer em outras palavras que o tagueamento
nada mais é que a emissão de uma identidade para cada máquina e equipamento e sua
localização na planta industrial.

Baseado nessas informações é que entendemos que na Manutenção, esse tipo de


identificação ou tagueamento é a base para a gestão de máquinas e equipamentos.

Principalmente pela área do PCM que por conta do uso de um software de manutenção,
pode fazer um controle mais apurado de todas as intervenções feitas pelo setor de serviços
da manutenção, planejamento dos serviços, geração de indicadores mais confiáveis por
máquina, equipamento, conjuntos ou subconjuntos.

Norma de tagueamento

Existe um norma internacional de tagueamento, a Norma ISA 5.1 (International Society


for Measurement and Control) que estabelece uma padronização para designar os
instrumentos e sistemas de instrumentação usados para medição e controle em
equipamentos e processos industriais.

Mas que no caso de máquinas e equipamentos industriais que trata essa matéria,
normalmente cada empresa procura estabelecer seu padrão de tagueamento (níveis). São
definidas de acordo com alguns critérios podendo ser conforme seus padrões de
qualidade, funcionalidade e porte principalmente.

Nota: No Brasil a norma da ABNT – NBR 8190 que trata do mesmo assunto sobre
tagueamento, foi cancelada em 02/12/2010, como não foi substituída ainda é usada para
sua funcionalidade específica.

Fazendo o tagueamento

Vamos definir um padrão nessa matéria, ou seja, uma diferenciação de tagueamento para
dois casos, um que trata especificamente de máquinas de produção e outro que trata dos
equipamentos como sendo todos os recursos para realizar urna determinada tarefa
produtiva que seja ligada direta ou indiretamente à produção.

Tag de Máquinas

Nesse exemplo vamos tratar de máquinas de três processos: Extrusão, Termoformagem e


Impressão, cada qual do mesmo fabricante o que facilita a identificação. Nesse exemplo
usaremos 6 caracteres: XXX-XX (tipo de máquina – número sequencial).

Extrusora – EXT (EXT-01; EXT-02; EXT-03…)

Termoformadora – TMF (TMF-01; TMF-02; TMF-03…)

Impressora – IMP (IMP-01; IMP-02; IMP-03…)

Tag de Equipamentos

Quanto aos equipamentos como exemplo, bombas de vácuo (área da Impressão),


vibradores (área da Extrusão) e compressores de ar (área da Utilidades), sua identificação
basicamente é formado pelo nome da área, tipo do equipamento e um número sequencial.
Nesse exemplo usaremos 9 caracteres.

XXX-XX-XX (área – tipo equipamento – número sequencial).

Bombas de vácuo – BV (IMP-BV-01; IMP-BV-02; IMP-BV-03…)

Vibradores – VB (EXT-VB-01; EXT-VB-02; EXT-VB-03…)

Compressores de ar – CP (UTL-CP-01; UTL-CP-02; UTL-CP-03…)


Basicamente cada empresa cria suas normas de tagueamento de máquinas e equipamentos
como dito anteriormente, o importante é que seja feito esse trabalho para que o controle
de manutenção seja bem mais eficiente.