Você está na página 1de 2

DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO II - CCJ0031

Título
SEMANA 3

Descrição
Caso Concreto Durante os anos de 1989 a 1994 o Governo Federal, através do extinto
DAC (Departamento de Aviação Civil) tabelou os preços das passagens aéreas que as
empresas cobrariam dos passageiros, e na composição daquele preço o ICMS não foi
incluído. Não obstante, os Estados cobravam das Cias aéreas uma vultosa quantia a título
de ICMS. Posteriormente, aquele ICMS veio a ser considerado inconstitucional, sendo
possível, em tese, o pedido de restituição. Imediatamente a CIA AÉREA VOE BEM -
tempestivamente - pleiteou a restituição, via ação de repetição de indébito, em dobro, do
ICMS indevidamente recolhido. A Fazenda Estadual, no entanto, contestou o pedido
alegando, em preliminar, a ilegitimidade da CIA AÉREA, por descumprimento do art.
166 do CTN, uma vez que o ICMS é imposto indireto, no qual ocorre a transferência do
encargo financeiro, bem como ocorreu a prescrição. No mérito, sustenta a

impossibilidade de devolução do valor pago em dobro. Enfrente todos os argumentos


trazidos pelas partes e aborde, com fundamento na doutrina, na legislação e na
jurisprudência, se são procedentes ou improcedentes as alegações apresentadas.
Resposta: Terá direito a repetição de indébito de acordo com o art. 166 do CTN. Tem como uma das
exigências que a companhia não repassou o valor do ICMS, a empresa não tem direito a repetição
de indébito em dobro por causa do previsto no art. 167, a prescrição ocorre de acordo com o art.
168, II do CTN.

Questão objetiva
João realizou pagamento a maior do IPVA relativo ao fato gerador ocorrido em 2007.
Tendo consultado o valor do imposto em relação ao fato gerador ocorrido em 2008, o
contribuinte identificou que o valor pago a maior em 2007 é suficiente para quitar o
tributo devido em 2008. Diante disso, pretende requerer a seu Estado a utilização do
excesso pago em 2007 para liquidar o imposto de 2008. Considerando que inexiste lei
específica disciplinando a matéria no Estado, marque a alternativa correta:

a. (X ) João deverá proceder ao pagamento do IPVA/2008 e requerer a restituição do


IPVA/2007 pago a maior.
b. ( ) João poderá compensar o IPVA/2007 com o IPVA devido em 2008.
c. ( ) O pedido de compensação deverá ficar sobrestado até que sobrevenha lei estadual
específica.
d. ( ) O pedido de compensação será indeferido porque o IPVA/2007 pago a maior só
pode ser utilizado na compensação de débitos de exercícios anteriores.
Desenvolvimento