Você está na página 1de 2

Namoro não é casamento

Um dia eu estava mudando de canal na televisão e vi um programa


onde uma moça de mais ou menos 20 anos dizer sobre o namorado:
"Estamos juntos há 6 meses e somos tão íntimos que já nos
consideramos casados". Detalhe: ambos diziam ser cristãos! E eu sei
que, assim como eles, muitos casais de namorados têm vivido um
relacionamento de marido e mulher muito tempo antes de subirem ao
altar. Porém, é preciso que essas pessoas entendam uma coisa: namoro
não é casamento! É por isso que a Bíblia diz: "Tudo neste mundo tem
o seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião" (Eclesiastes 3:1 Ntlh).

O namoro deve ser a fase em que o rapaz e a moça se conhecerão


melhor e decidirão se querem firmar um compromisso mais sério,
porém, é importante saber que o namoro é um relacionamento que pode
ser rompido a qualquer momento, sem que haja maiores consequências.
Já o casamento é para sempre; até que a morte os separe. Notou a
diferença? Quando alguém se casa, o cônjuge passa a ser a pessoa
mais importante de sua vida - abaixo de Deus, é lógico. Com isso, a lista
de prioridades de uma pessoa casada deve ser assim:

1) Deus

Nada e ninguém pode ocupar o lugar de Deus no seu coração, pois este
é o principal mandamento dEle para nós: "Respondeu Jesus: 'Ame o
Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e
de todo o seu entendimento'" (Mateus 22:37);

2) Família

Quando me refiro à família, não estou falando dos pais e irmãos de quem
se casou, e sim do cônjuge. Jesus disse: "Por essa razão, o homem
deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão
uma só carne" (Gênesis 2:24). Agora, o marido/esposa é a sua família
e deve ser colocado acima dos outros membros de sua "família de
sangue". A vontade de Deus para o casamento é esta: "Maridos,
amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e
entregou-se a si mesmo por ela" (Efésios 5:25); "do mesmo
modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se
alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem
palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a
conduta honesta e respeitosa de vocês" (1 Pedro 3:1-2).

3) Outras prioridades
Em seguida, vem a sua família de sangue; depois o trabalho/estudos;
igreja/ministério; amigos; lazer; e aí por diante. Esta lista de
prioridades deve ser a lista de pessoas casadas e não de namorados.
Para aqueles que ainda estão namorando, a lista deve ser a seguinte:
Deus; família (pais e irmãos); trabalho/estudo; igreja; e só depois, o
namorado ou namorada! Para que coisas dêem certo na vida de um
jovem, é preciso que a ordem dessa segunda lista não seja invertida,
caso contrário, o namoro poderá se tornar possessivo, sem metas, e o
pior de tudo: estará longe dos propósitos de Deus. Por isso o meu
conselho é este: trate o seu/sua namorado(a) apenas como
namorado(a). Nada mais do que isso!