Você está na página 1de 4

CAPÍTULO 7 - FLAMBAGEM

7.1 Um pilar de madeira (peroba rosa) birrotulado, de seção transversal retangular, com
24m de comprimento apresenta contraventamento a cada 4m na direção do eixo y e a cada
6m na direção do eixo z. Determinar as dimensões “a” e “b” de tal forma que a flambagem
seja elástica e admita a máxima carga possível (E=10Gpa, σp =6MPa), e a carga crítica de
flambagem.

Resp.:
λ lim=128.3
a=16.3 cm
b=10.8 cm
PCR=106857 N

7.2 Determinar a carga crítica admissível de flambagem do pilar de aço bi-engastado com
7m de comprimento, sabendo-se que a seção transversal é composta por 2 perfis I soldados
entre si, conforme indicado abaixo. Adotar E=270 GPa.

Resp.:
λ lim=128.3
Iz G =2133.17 cm4
IyG =1500.67 cm4
σ CR=223.67 MPa
PCR=1387KN

7.3 Um pilar de madeira de seção transversal retangular (b x h) birrotulado, com 15m de


comprimento total está sujeito a uma carga P axial de compressão.O pilar é contraventado
na metade da altura na direção do eixo y e a cada 5m na direção do eixo z. Pede-se para
determinar as dimensões “b” e “h” de tal forma que a flambagem seja elástica e admita a
máxima carga possível (E=11000 MPa, σc=10 MPa, σp =7 MPa ).

Resp.:
λ lim=124.54
b=13.91 cm
h=20.86 cm
7.4 Para o pilar birrotulado abaixo, calcular a carga crítica.

Resp.:
λ lim=121.673
λ max144.338
PCR=68218.71 kgf

7.5 Um pilar birrotulado de seção transversal indicado abaixo está sujeito a uma carga P de
compressão. Sabendo-se que o mesmo tem altura total de 12 m e é contraventado na metade
da altura na direção do eixo zG, determinar a carga crítica de flambagem. Desenhar a elipse
central de inércia da seção transversal. Adotar E=210 GPa.

4 1 4 4 1 4 (cm)
Resp.:
λ lim=101.8 1
Iz G =3609.17 cm4
IyG =2676.67 cm4 3
σ
CR (MPa)
240
A=110 cm2
PCR=519.47 KN
izG =5.73 cm G 200
iyG=4.93 cm ZG 7

1
50 λ
lim λ
YG

7.6 Para o pilar birrotulado abaixo, com seção transversal composta por 2 perfis C250x45
em aço, determinar a máxima carga P de compressão.
Resp.: λ lim=101.8 e λ max=116.02
Iz G =85.8x106 mm4
IyG =84.53x106 mm4
PCR=1752.25 KN
7.7 Dois pilares, birrotulados, com 10 m de altura, seções transversais de mesma área,
quadradas de seção cheia (a) e vazada (b), conforme a figura abaixo. Determinar a carga
crítica (em KN) de flambagem de cada um deles. Qual deles é o mais eficiente quanto à
flambagem. Justifique.
Obs.: Admitir flambagem elástica (E=210 GPa).

Resp.:
PCRs.cheia=13990 KN
PCRs.vazada=63733 KN
A seção tubular é a mais eficiente pois suporta 356% mais
carga que a seção quadrada cheia.

7.8 O sistema estrutural indicado abaixo é composto por duas colunas metálicas de seção H
e por uma viga que recebe um carregamento P aplicado por um dispositivo móvel. Quando
o dispositivo é posicionado no meio do vão (ponto A), 60% da carga crítica de flambagem
atua em cada uma das colunas. Pede-se para determinar:
a) o valor de P (em KN)
b) As distâncias máximas (p/ esquerda e p/ a direita, a partir do meio do vão da viga) que o
dispositivo móvel; pode se deslocar.
Obs.: Adotar E=210 GPa, e considerar as colunas como engastadas na base e livres no topo.
Desprezar a ocorrência de ações horizontais.

Resp.: Área= 72 cm2


IZ =4501.5 cm4
IY =5906 cm4
λ lim=110.4 e λ max=105.31
σ CR=172.53 MPa
PCR=1614.84 KN
Máx. dist.=L/3
7.9 Para a estrutura abaixo, definir os contraventamentos necessários nas direções y e z para
que as cargas aplicadas nos pilares não ultrapassem a carga crítica de flambagem. Cada
pilar é composto por 4 perfis cantoneira de abas iguais. As vigas recebem uma carga
uniforme distribuída de 60 KN/m e está simplesmente apoiada nos pilares.
Adotar E=210 GPa.

Resp.:
*2 contraventamentos na direção do eixo
y, espaçados de 5 m.
*1 contraventamento na direção do eixo z,
espaçado de 7.5 m.

7.10 Dois pilares, birrotulados, com 10m de altura, seções transversais de mesma área,
quadradas de seção cheia (a) e vazada (b), conforme figura ao lado. Determinar a carga
critica (em kN) de flambagem de cada um deles. Qual deles é o mais eficiente quanto a
flambagem. Justifique.
Obs.: Admitir flambagem elástica (E= 210GPa)

Resp.: (a) (b)


O mais eficiente quanto a flambagem é o pilar de
seção tubular quadrado, pois suporta 356% mais
carga que o de seção cheia.
d e

d e

d = 30 cm e = 50 cm