Você está na página 1de 1

Zanluca ([2018]) diz que, o planejamento tributário é um conjunto de sistemas legais que visam diminuir o

pagamento de tributos. O contribuinte tem o direito de estruturar o seu negócio da maneira que
melhor lhe pareça, procurando a diminuição dos custos de seu empreendimento, inclusive dos
impostos. Se a forma celebrada é jurídica e lícita, a fazenda pública deve respeitá-la.

Sendo assim, as empresas recorrem ao planejamento tributário para que da melhor forma possível,
não deixem seus lucros serem consumidos em tributação. A competitividade no mercado já é bastante
acirrada, com as altas tributações tornou-se uma questão de sobrevivência as empresas formalizarem um
planejamento tributário consistente e que auxilie a reduzir a carga tributária.

Muitas vezes a decisão pela produção ou venda de um produto pode estar ligada diretamente a
tributação deste. Principalmente empresas que possuem mix de produtos no seu negócio, podem ter
tributações diferentes para seus produtos dentro do seu regime tributário.

O planejamento tributário auxilia evidenciando as formas de tributação e pode ser fundamental em


uma tomada de decisão, para continuar ou descontinuar determinados produtos. Dentro de uma empresa
o planejamento tributário pode auxiliar na tomada de decisão dos gestores, desde a compra de uma
matéria-prima, o processamento interno ou externo a realizar, até a sua venda, ou seja, cabe uma análise
profunda do tipo de negócio, do processo envolvido, dos componentes, seu processamento e seu produto
final.

No primeiro artigo (A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA AS EMPRESAS


de Rodrigo e Marina), é realizada uma pesquisa bibliográfica com diversos autores, reconhecendo que o
momento atual exige que seja realizado o Planejamento tributário como forma de garantir a manutenção
das empresa. Trazem também a importância de não realizar práticas que possam caracterizar uma evasão
fiscal, que é a sonegação, no lugar da elisão fiscal, que é a prática de analisar as normas tributárias
encontrando formas dentro da legalidade de reduzir tributação.

No segundo artigo (UTILIZAÇÃO E IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO por


Helen, Silvana, Sady e Sérgio), são relacionadas as formas de enquadramento tributário e resultados
obtidos em artigos anteriores. Foi realizada uma pesquisa com empresas do município de Chapecó e
estudantes da área que atuam em funções de gestão no município de Chapecó. Dentro da amostra(109),
os destaques são: 46 %no ramos de prestação de serviços, 35% são empresas de médio porte, sendo que
31% tem o faturamento entre 360.000 e 3.600.000 o que é considerado pequeno porte, quanto a tributação
38% Lucro Real e empatado o simples Nacional também com 38%. Para a amostra pesquisada, a descrição
que obteve maior frequência nas respostas, como sendo conceito de planejamento tributário foi: “É um
conjunto de atuações e procedimentos operacionais de uma empresa que tem como resultado uma redução
legal do ônus tributário, com intuito de propiciar o maior nível possível de rentabilidade.” Dentre as
possibilidades elencadas no que tange a análise tributária, 49% realizam estudos que proporcionem
benefícios fiscais. Das empresas (Lucro real) pesquisadas 27%, pagam juros como remuneração de
investimento como forma de deduzir os juros como despesa na base de cálculo do IR e da CSLL.
Evidenciaram também que 48% dessas empresas não realizaram uma análise comparativa entre os
regimes tributários. Ainda, são relacionados dados como a utilização dos benefícios fiscais, analise de
localização de fornecedor e tributação nas compras e viabilidade de troca de para o regime de lucro real.

Fica evidente que o planejamento tributário é necessário e pode ser muito eficiente, desde que
realizado da forma correta. Nas ultimas análises do segundo estudo, ficou evidente que muito embora as
empresas digam que fazem uso do planejamento tributário, elas não o utilizam na sua totalidade, utilizam
apenas em partes dos seus processos, muitas vezes sem analisar o mercado e até mesmo sem saber se
o regime ao qual está enquadrada é o mais compensatório. Desta forma, percebe que o planejamento
tributário é cada vez mais importante e torna as empresas muito mais competitivas mas, para ser eficaz,
deve ser explorado na sua totalidade, analisando toda sua cadeia produtiva, seus fornecedores, o mercando
interno e externo desde a entrada de matéria-prima até a saída de seu produto final.

ZANLUCA, Júlio César. PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO. [2018]. Disponível em:


<http://www.portaltributario.com.br/planejamento.htm>. Acesso em: 23 mar. 2018.
OLIVEIRA, Rodrigo Rios Faria de; GONÇALVES, Marina. A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO
TRIBUTÁRIO PARA AS EMPRESAS. E-locuÇÃo: REVISTA CIENTÍFICA DA FAEX, Extrema, v. 1, n. 4,
p.36-44, dez. 2013. Anual.