Você está na página 1de 46

OVARIOSALPINGOHISTERECTOMIA

OSH

Prof. Dr. Emerson Antonio Contesini


Ovário-histerectomia
Castração (termo popular)
Ovariectomia
Histerectomia
 Controle populacional
 Piometria, Hemometria, Mucometria,
Hidrometria
 Alterações comportamentais
 Distocias com comprometimento uterino
 Tumores mamários hormônio dependentes
 Neoplasias ovarianas ou uterinas
 Histeroceles
 Hiperplasia endometrial cística
 Cistos ovarianos
 Fetos macerados/mumificados
 Torção uterina
 Ruptura uterina
 Intussuscepção uterina
 Prolapso uterino
 Doenças hereditárias
 TERAPIA AUXILIAR
 Neoplasia mamária
 Hiperplasia mamária
 Diabetes
 Epilepsia
 Distúrbios comportamentais
 Hiperplasia vaginal
 Pseudociese
Displasia coxo-femoral
Prognatismo
grave Lábio-leoporino e fenda palatina
 OSH menos de 1 ano = mais benefícios:
 Evita comportamentos indesejáveis
 Evita formação de alguns tumores

 OSH entre 5 e 7 meses :


 Mais freqüente
 OSH entre 6 e 16 semanas:
 Manipulação delicada
 Cuidados anestésicos
 Evitar hipoglicemia e hipotermia
 Anamnese

 Exame físico geral:


 fc = bpm
 fr = mpm  Coloração de
 Temp. = °C mucosas
 Hidratação  TPC
 Pulso  Estado nutricional
 Palpação  Linfonodos
 Ecografia
 Citologia vaginal
 Radiografia
 Hemograma
 Plaquetas
 Creatinina
 Uréia
 Estabilização do paciente
 Fluidoterapia
 Antibiótico
 Transfusão
 Antieméticos

 Jejum
 Pré-oxigenação

 MPA
 Opióides
 Tranquilizantes
 Indução
 Propofol
 Etomidato
 Máscara
 Manutenção
 Halotano
 Isoflurano
 Tricotomia
 Posicionamento do paciente
 Anti-sepsia
 Colocação de campos
 Técnica das três pinças

 Técnica das três pinças modificada


 Vídeo

 http://www.ufsm.br/tielletcab/TECvet/
 Antiinflamatório
 Opióides
 Colar Elizabetano
 Limpeza diária da ferida cirúrgica
 Retirada pontos em 7 – 10 dias
 Repouso

 Se necessário:
 Antibióticos
 Fluidoterapia
 Antieméticos
 Hemorragias
 Pedículos ovarianos
 Parede e vasos uterino
 Vasos ligamento largo e suspensor
 Piometria de coto uterino
 Ligadura do ureter
 Estro recorrente (Síndrome de ovário remanescente)
 Incontinência urinária
 Tratos fistulosos e granulomas
 Vulva juvenil
 Autotraumatismo
 Ganho de peso corporal
 Síndrome eunucóides
 Complicações relacionadas a celiotomia
 Infecções
 Deiscências