Você está na página 1de 6

PEÇA 2

CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO

As contrarrazões são elaboradas seguindo a mesma forma e estrutura


das razões, ou seja, contém 2 peças:

1ª peça => a folha de rosto, dirigida ao juízo a quo com requerimento de


juntada e remessa do anexo ao tribunal. O prazo é o mesmo da interposição
(15 dias) e não há preparo.

2ª peça => as contrarrazões anexas, onde haverá:

I – uma breve narrativa do recurso: consistente em basicamente


narrar as razões do apelante.

II – a fundamentação: em preliminar, suscitar eventual inobservância


aos pressupostos recursais; e, no mérito, refutar todos os argumentos do
apelante (se for conveniente ou cabível essa defesa).

III – o requerimento: de não conhecimento (caso tenha havido


alegação de ausência de pressupostos recursais), ou, subsidiariamente, se for
conhecido, o não provimento, mantendo-se a sentença recorrida in totum.
MODELO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA Xª VARA CÍVEL DA COMARCA DE


.....

Protocolo nº xxxxx (na comarca de Gyn, código de barras)

APELADO ou APELADOS, ambos devidamente


qualificados nos autos da Ação XXXX em epígrafe, vem, por via de seu
procurador que esta subscreve, (com fundamento no art. 1.010, §1 o, do NCPC –
SE PROVA DA OAB), oferecer CONTRARRAZÕES AO RECURSO DE
APELAÇÃO interposto por APELANTE, também já qualificado nos autos, nos
termos em anexo, cuja juntada aos autos requer.

Requer, outrossim, após cumpridas as formalidades


legais, sejam os autos remetidos ao Egrégio Tribunal de Justiça do Estado
de ..............

Termos em que

Pede o deferimento.

Local e data.

Advogado

OAB/UF.....
CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO

Apelante: XXXX
Apelado: XXXX
Origem: processo nº XXXXXX, Xª Vara Cível (Comarca de .....)

EGRÉGIO TRIBUNAL,

COLENDA CÃMARA,

Eméritos Desembargadores,

I – PRELIMINARMENTE

a) Da intempestividade
(....)

II - BREVE SÍNTESE DA APELAÇÃO

Inconformado com a sentença de fls...., o autor (ou o réu)


apelou da mesma, visando, primeiramente, a sua reforma sob a alegação
de....., e, em seguida, subsidiariamente, a sua anulação, sob o fundamento de
que.....
Em síntese, o apelante alega que houve erro.....
Todavia, cumpre esclarecer que razão não assiste ao
apelante, senão vejamos a seguir.
III – DO MÉRITO
Primeiramente, há que se esclarecer que, ao contrário do que
alega o apelante, .......
3.1 Da..... (1 subitem para contra-atacar cada erro apontado
na apelação)

IV – REQUERIMENTOS

Diante do exposto, requer que o presente recurso NÃO SEJA


CONHECIDO por intempestivo....; caso contrário, que seja NEGADO O
PROVIMENTO, mantendo-se a r. sentença do juiz a quo nos exatos temos em
que foi proferida (Obs: se subsidiários os pedidos do apelante, desdobrar aqui
o requerimento de não provimento em subitens separados).

Termos em que

Pede o deferimento.

Local e data.

Advogado

OAB/UF.....
CASO SIMULADO (PEÇA 2)

Antônio Augusto interpôs recurso de apelação no dia 22/08/16 contra


sentença proferida pelo juiz da 7ª Vara Cível da Comarca de Goiânia/Go
(publicada no DJ/GO em 29/07/16), que, na ação de indenização por danos
materiais e morais por ele proposta em face de Lojas de Eletrodomésticos Ltda.
e Max TV S.A. , excluiu aquela do pólo passivo com fundamento nos artigos 12
e 13 do Código de Defesa do Consumidor, bem como reconheceu a decadência
do direito do autor, alegada em contestação pela 2ª apelada, com fundamento
no art. 26, inciso II, do CDC.
Em suas razões, o apelante requereu ao Egrégio Tribunal de Justiça do
Estado de Goiás o conhecimento e provimento do respectivo recurso no sentido
de reformar a r. sentença para:
1º) reconhecer a legitimidade passiva da 1ª apelada, por entender que a
responsabilidade pelo vício do produto adquirido, a saber, uma TV de LED com
sessenta polegadas e que, após 30 dias de uso, apresentou superaquecimento
que levou à explosão da fonte de energia do equipamento, provocando danos
irreparáveis a todos os aparelhos eletrônicos que estavam conectados ao
televisor, era solidária entre o fabricante e o comerciante; e
2º) afastar a decretação da decadência, com o consequente julgamento de
mérito, nos termos do art. 1.013, §4º, NCPC, uma vez que, à época do
ajuizamento da ação (10/03/16), não havia decorrido o prazo de 90 dias da
data da entrega efetiva do produto (20/10/15), pois havia formulado
reclamação perante os fornecedores em 10/12/15, capaz assim de obstar tal
prazo de acordo com o previsto no art. 26, §2º, I, CDC.
Na condição de advogado(s) dos apelados, ofereça a resposta recursal no
último dia do prazo, considerando que estes foram intimados, para tanto, em
26/08/16.