Você está na página 1de 3

Composição – como o evangelho de João está estruturado e qual o seu gênero

literário?
O estilo literário empregado no Evangelho de João é marcado pela simplicidade,
não possuindo muita elegância, sendo sua forma estritamente peculiar entre os
Evangelhos, principalmente quando levamos em consideração os vocábulos
usados, bem como sua gramática.Seu estilo literario é uma Narrativa.
Em uma visão mais ampla, podemos dividir a macroestrutura desse evangelho
em 4 partes:

I. Prólogo (1.1-18).

II. Livro dos Sinais (1.19-12.50).

III.Livro da Glória (13.1-20.31).

IV. Conclusão (21).

A estrutura (desenvolvida).

Prólogo 1.1-18

Livro dos Sinais (1.19-12.50).


Nesta seção do “Livro dos Sinais”, João escolhe a dedo sete sinais realizados
por Jesus (número 7 como expressão de plenitude/perfeição na mentalidade
judaica). Os sinais são:

1º Sinal: Transformação da água em vinho no casamento em Caná (2.1-11).

2º Sinal: Ato profético da purificação do templo (2.13-22).

3º Sinal: Cura a distancia do filho do oficial do rei (4.46-54).


Capítulos 5-10 são caracterizados pela controvérsia crescente entre Jesus e
seus oponentes judeus.

4º Sinal: A cura de um homem aleijado havia 38 anos, e a controvérsia sobre o


sábado (cap. 5).

5º Sinal: A multiplicação de pães para a multidão (cap. 6).

6º Sinal: A cura do cego de nascença (cap. 9).

7º Sinal: O ápice dos sinais – A ressurreição de Lázaro (seção de transição nos


caps. 11-12).
Ressurreição de Lázaro (11.1-57)
A unção em Betânia (12.1-11)
Entrada triunfal de Jesus em Jerusalém (12.12-19)
A era dos gentios (12.20-36)
Os sinais do Messias e a rejeição por parte de Israel (12.37-50)
Livro da Glória

Nesta segunda seção maior desse evangelho (ou 3º na macroestrutura), é


caracterizada pela exaltação/glorificação de Jesus em Sua morte e ressurreição.
Entretanto, antes disso, Jesus prepara seus discípulos para as coisas que
haveriam de acontecer, purificando-os e ensinando-os em Seu último discurso.
A estrutura dessa seção é:

O discurso de Despedida (caps. 13-17).


Preâmbulo
A purificação da nova comunidade messiânica: Lavagem dos pés e a partida de
Judas (13.1-30).

O discurso (13.31-16.33).
A partida de Jesus e o envio do Espírito (13.31-14.13).
Jesus, a videira verdadeira (15.1-17).
O Espírito e o testemunho dos discípulos no mundo (15.18-16.33).
Oração Final (cap. 17).
A narrativa da paixão
A traição e a captura de Jesus e seu julgamento judaico (18.1-27)
O julgamento romano de Jesus (18.28-19.16a).
A crucificação e o sepultamento de Jesus (19.16b-42).
A ressurreição de Jesus e o propósito do evangelho (20.1-31)
Epílogo (21.1-25).

Jesus aparece a 7 discípulos (21.1-14)


Jesus e Pedro (21.15-19)
Jesus e seu discípulo amado (21.20-25)

Quando foi escrito: A descoberta de certos fragmentos de papiros em cerca


de 135 AD requer que o livro tenha sido escrito, copiado e distribuído antes
disso. Enquanto alguns acreditem que tenha sido escrito antes da destruição
de Jerusalém (70 AD), 85-90 AD é uma data mais aceita para a sua escrita.

Você também pode gostar