Você está na página 1de 8

Métodos e técnicas Psicanalíticas

• Freud considera que a resolução dos


problemas psicológicos só é possível trazendo
ao consciente os processos mentais
inconscientes responsáveis por tais
perturbações.

• Ele pretende que o doente tome consciência


das causas inconscientes profundas dos seus
problemas.
Associação livre de ideias.
Consiste em :
• Pedir ao sujeito para dizer tudo quanto lhe
ocorre ao pensamento sem nada esconder.
• O sujeito deve descrever tudo sem reservas,
sem preocupações lógicas, sem se preocupar
com o sentido das suas afirmações, ainda que
estas lhe pareçam insignificantes.
• O paciente revive o passado e a sua infância,
encontrando a raiz dos problemas.
• O objectivo é provocar resistência no paciente
(tentativa de adiar a vinda do material
inconsciente porque lhe causa sofrimento).
• O psicanalista deve favorecer a ultrapassagem
das resistências.
A interpretação dos sonhos,
recordações, emoções, fantasias...
• O sonho não é um retrato fiel do que se
passa no inconsciente.
• As imagens que ele nos apresenta têm um
valor simbólico.
• A leitura do material onírico tem de ser feita
pelo psicanalista que, pela sua experiência,
é capaz de interpretar a linguagem onírica e
perceber os mecanismos do inconsciente.
• No sonho a censura que o ego e o superego
exercem sobre os desejos inconscientes
encontra-se atenuada.
• Freud distingue no sonho o:

Conteúdo manifesto:
descrição feita pelo paciente daquilo que recorda
da história vivida no sonho. Este é apenas uma
fachada e por isso requer interpretação. Sentido explícito.

Conteúdo latente:
sentido oculto do sonho, resultante da interpretação feita
pelo analista com base na descrição feita pelo paciente.
Sentido implícito.
Análise dos atos falhados

• Conjunto de ações perturbadas, de lapsos que


têm um sentido mas que o sujeito não tem
consciência.
• Os atos falhados resultam da interferência de
intenções diferentes que entram em conflito. São
os desejos recalcados que dão origem aos atos
falhados.
• No processo terapêutico, a análise de tais atos,
vai permitir uma melhor interpretação dos
sintomas neuróticos do paciente.
Exemplos de Actos falhados

• Erros de leitura e interpretação de textos.


• Erros de compreensão daquilo que o
interlocutor afirma, falsa audição.
• Lapso e deformações nas palavras e nas
frases, lapsos de linguagem, falsa leitura.
• Lapsos de memória, esquecimentos de
objetos usuais.
• Certos tiques.
• Fazer o contrário do que se pretende etc.
Processo de transferência
• A transferência é uma • Pelo processo de contra-
relação especial transferência, o analista
estabelecida durante o vai, pela via da
tratamento entre o analista interpretação, devolver ao
e o paciente, em que se analisado a ligação desses
revive as situações da sentimentos com o que se
infância como se estivessem passou na sua infância.
presentes nesse momento.

• Durante a infância o sujeito


experimentou sentimentos,
que são agora transferidos
para a pessoa do
psicanalista.

Você também pode gostar