Você está na página 1de 1

que as ligações foram feitas do terminal do

consumidor, é possível que o juiz não conside-


re esse um caso de má fé.
A Embratel informou, por meio de sua
assessoria de imprensa, que a linha que sofreu
a cobrança de ligações para Cuba pertence a
outra operadora e que análise feita pela equi-
pe técnica identificou que as chamadas, de
fato, foram efetuadas, e, por isso, cobradas.
Contudo, por entender que as ligações não
foram intencionais, a Embratel devolveu o
valor pago, excepcionalmente.
órgãos de proteção ao crédito. Não sei o que fazer. Posso pedir
indenização por danos morais?
FALTA DE PRODUTO NO ESTOQUE
JOSÉ VASCONCELOS PEREIRA, SÃO PAULO (SP)
Comprei um notebook no Magazine Luiza
e só depois de 15 dias, quando o pagamento Se o consumidor optar por pagar o débito para que seu
já havia sido efetuado, fui avisado de que o nome seja retirado do SCPC, ele pode, depois, exigir a devolu-
aparelho não estava disponível no estoque. O ção do valor pago em dobro, com base no artigo 42, parágrafo
Magazine Luiza cancelou a compra, mas paguei único, do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Já em rela-
o valor no cartão de crédito e ainda não fui ção à inclusão de seu nome em cadastro restritivo de crédito,
estornado. Além disso, precisei comprar um é possível, sim, ingressar com ação de reparação por danos
computador em outra loja, pois necessitava dele morais combinado com pedido de tutela antecipada para reti-
para gerenciar um novo sistema de raios X digi- rada do nome do SCPC, com base no artigo 43, §3o, do CDC.
tal. O que devo fazer? Veja nos links a seguir, um modelo de carta e uma petição que
MARCOS DE OLIVEIRA, SÃO PAULO (SP) podem ser usados: goo.gl/Y2Avpe e goo.gl/ftXy9E.
A Claro informou apenas que entrou em contato com o
Este é um caso de descumprimento de cliente e esclareceu a questão.
oferta por parte do Magazine Luiza. Dessa
forma, o consumidor pode exigir seus direitos
CARTÃO DE CRÉDITO “FANTASMA”
com base nos artigos 30 e 35 do Código de
Defesa do Consumidor: o cancelamento do Em maio de 2017, fiz compras na Leroy Merlin e lá me oferece-
contrato ou a obrigação de entregar o bem ram o cartão de crédito Celebre Losango Visa. Preenchi um cadas-
ofertado. O modelo de carta disponível em tro que liberou o cartão para compras. Eu deveria tê-lo recebido
goo.gl/2DVA2g pode ser adaptado. num prazo de 15 dias, mas ele nunca chegou. Já entrei em contato
A assessoria de imprensa do Magazine com a loja várias vezes argumentando que recebo mensalmente a
Luiza lamentou o ocorrido e informou que o fatura (no valor de R$5,65, referente à anuidade) e a senha do car-
estorno do valor pago será realizado em 30 tão, mas eles não sabem me informar o motivo de eu não ter rece-
dias ou daqui a duas faturas, de acordo com a bido o cartão. Mesmo sem poder usá-lo, pago a fatura todo mês.
data de fechamento da fatura do cliente. ANA CLAUDIA DE OLIVEIRA, RIO DE JANEIRO (RJ)

Diante da não entrega do cartão, recomendamos que a con-


NOME NO SCPC SEM MOTIVO
sumidora questione a operadora do cartão de crédito com base
A empresa de telefonia Claro colocou meu nos artigos 30 e 35 do Código de Defesa do Consumidor, ale-
nome no SCPC, sendo que nada devo a ela. gando que houve descumprimento da oferta. Poderá questionar
Continuo recebendo boletos pedindo a regu- também a cobrança da anuidade, pois como não desbloqueou o
larização do débito para retirar meu nome dos cartão, ela pode ser considerada indevida.

REVISTA DO IDEC MAI-JUN 2018 7


l