Você está na página 1de 3

E Aqui estou eu, finalmente, na suíça,

terra do queijo e do chocolate, do relógio e do canivete.


Não importa o motivo. Visitar a Suíça é encontrar lugares belíssimos por todos os
lados. Rios, lagos, vales. Casinhas marrons em meio à neve. Uma verdadeira pintura.
País magnífico, eficiente, organizado. Seja na parte francesa, na alemã ou na italiana.
Um misto de beleza natural, eficiência, cultura.
A Suíça é um dos melhores países da Europa!

O verão Suíço vai trazer você de volta à natureza – com os seus próprios poderosos
músculos! Seja em trilhas espetaculares, caminhadas intermináveis, rotas sinuosas nas
montanhas ou

Cidades:
Enquanto a Suíça seja talvez mais conhecida pela sua beleza natural, os principais
centros urbanos do país oferecem uma gama variada e animada de atrações culturais.
Para obter uma visão geral do que existe para ver e fazer nas maiores cidades
helvéticas como Zurique, Genebra, Berna, Basileia, Lucerna e Locarno.

Zurique

Com aproximadamente 1,3 milhões de habitantes, formam a maior cidade suíça. Ela
oferece excelente centro de comércio e grandes lojas, museus e uma vida noturna tão
intensa, que parece personificar o “coração” turístico e financeiro da Suíça. Zurique,
geralmente, é a primeira paragem obrigatória dos turistas que visitam a Suíça e que
do aeroporto ao centro da cidade, de comboio, gastam apenas 10 minutos.

Permanentemente, Zurique aparece nos primeiros lugares das pesquisas sobre


qualidade de vida, por se localizar à beira de um lago e permitir prático acesso às
facilidades de seu centro urbano, de recreação e de tudo o que sua florescente
economia proporciona.

Para o turista, entretanto, que busque tranquilidade, a cidade orgulha-se em poder


oferecer mais de 100 galerias e 50 museus, entre os quais se destacam o Museu
Nacional Suíço.

Genebra
Situada no extremo do sudoeste suíço, Genebra se tornou famosa por ser a sede
europeia das Nações Unidas, do Comitê Internacional da Cruz Vermelha e de
numerosos outras importantes organizações governamentais e não-governamentais.

O velho centro da “cidade de Calvino” - nome pelo qual Genebra também é conhecida
– é dominado pela Catedral Saint-Pierre (São Pedro). No Lago, próximo, as mouettes –
barquinhos de aluguel - navegam pelas águas agitadas em torno do jato d’água, de
140 m de altura e grande atração turística.

Berna

Certamente, uma das mais belas cidades do país – e quiçá da Europa – Berna capital
da Suíça, também se beneficia do charme adicional que o rio Aar lhe empresta com
suas encrespadas e verdes águas.

Basileia

Situada na zona noroeste da Suíça, na confluência das fronteiras com França e


Alemanha, Basileia tornou-se o grande centro industrial e comercial do país, dádiva
das águas do Reno, rio de tráfego intenso que corta a cidade.

Lucerna

Lucerna é uma cidade anualmente visitada por dezenas de milhares de turistas.


Compete com a capital, Berna, na categoria da mais bela cidade suíça.

Desporto/lazer
A Suíça, abençoada pela natureza, com alguns dos mais altos e desafiadores picos
europeus, seus lagos de águas cintilantes e suas densas florestas, leva muito a sério os
programas turísticos de recreação ao ar livre.
Por duas boas razões, caminhar e esquiar por suas pistas nevadas são dois dos mais
populares passatempos locais. A Suíça possui mais de 60 mil quilômetros de trilhas
sinalizadas por todo o país. E, qualquer pequeno vilarejo, com uma montanha por
perto, possui um teleférico, para se chegar ao pico.
A Suíça dispõe de 3.300 quilômetros de rotas para bicicletas.

Luta Suíça: Antigamente ela era usada para medir forças entre moradores e
camponeses em festas alpinas – hoje ela é um desporte de competição com regras
determinadas.

Interesses relacionados