Você está na página 1de 126

CURSO BÍBLICO INTERNACIONAL

ENCONTRO COM A PALAVRA


Livro 10

ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO


(VERSÍCULO POR VERSÍCULO)
(PRIMEIRA PARTE - CAPÍTULOS 1-10)

PR. DICK WOODWARD


Toda glória e honra ao Senhor nosso Deus! Este material foi escrito e
impresso pelo Ministério Cooperativo Internacional (ICM - International
Cooperating Ministries) para ser uma bênção em sua vida.

É permitida a reprodução total e parcial deste livro, sem a autorização


por escrito do ICM, para uso pessoal e na sua igreja.

“Portanto, fortifique-se na graça que há em Cristo Jesus. E as coisas que


me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confia a homens
fiéis, que sejam também capazes de ensinar a outros” (II Timóteo 2.1,2).

Woodward, Dick

Estudo do Evangelho de João


Versículo por Versículo
(Capítulos 1-10)

Curso Bíblico Internacional


ENCONTRO COM A PALAVRA

Tradução em Português: Ruth Gialluca


Correção Ortográfica: Lídia Damasceno Gialluca e Marlene Frade
Editoração Eletrônica: Elen Canto
Capa: Paulo Sergio Baeta e Jersio Dreissing
Impresso no Brasil por: Fine Graf Gráfica e Editora Ltda.
Supervisão Geral: Pr. Leandro Ferreira
E-mail: pastorleandroferreira@gmail.com

1ª Edição: Fevereiro/2005 = 1.000 exemplares


2ª Edição: Setembro/2007 = 2.000 exemplares
3ª Edição: Março/2011 = 2.500 exemplares
4ª Edição: Julho/2014 = 3.000 exemplares
5ª Edição: Abril/2017 = 3.500 exemplares
Nota Importante
O material que você tem em mãos é um complemento dos estudos
que vêm sendo ministrados por uma rede variada de emissoras de rádio e
pela internet (www.desfrutedeus.com) e é enviado, gratuitamente, ape-
nas aos ouvintes que estão acompanhando, regularmente, os estudos por
uma dessas emissoras. Para recebê-lo, basta solicitar, escrevendo para o
endereço divulgado no final de cada aula.
Por se tratar de um curso, é necessário responder o questionário de
cada livro; com isto você garante o recebimento do próximo, bem como de
um lindo Certificado de Conclusão ao término do curso.
ÍNDICE
Introdução (ao aluno iniciante) ...............................................................................06

CAPÍTULO 1
Uma Abordagem do Evangelho de João .............................................................07

CAPÍTULO 2
“A Palavra Viva” (João 1.1-18) ........................................................................15

CAPÍTULO 3
“A Testemunha” .............................................................................................. 22

CAPÍTULO 4
“Graça e Verdade” ...........................................................................................28

CAPÍTULO 5
“Nascer de Novo: O que, Como e Por Quê?” (João 2.1-11) ......................32

CAPÍTULO 6
“Você Tem Que Nascer de Novo” ...................................................................39

CAPÍTULO 7
“Água Viva” .....................................................................................................46

CAPÍTULO 8
“A Colheita” .......................................................................................................52

CAPÍTULO 9
“O Homem Junto ao Tanque” .......................................................................61

CAPÍTULO 10
“Mentiroso, Lunático ou Senhor?” ...............................................................65

CAPÍTULO 11
“A Parábola da Visão Missionária de Jesus” .......................................................70

CAPÍTULO 12
“O Ensino de Deus” ................................................................................. 76
CAPÍTULO 13
“Três Verdades do Pecado e da Salvação” (João 8.1-36) .................................82

CAPÍTULO 14
“As Três Dimensões da Fé” (João 8.30-36)..................................................90

CAPÍTULO 15
“Crer Para Ver” (João 9.1-12) ...........................................................................97

CAPÍTULO 16
“Os Chamados” (João 10.1-16) .................................................................105

CAPÍTULO 17
“Rebanho Seguro” (João 10.17-42) ...............................................................114
Introdução (ao aluno iniciante)
Quando você se aprofunda na Palavra de Deus e deixa que a Palavra
transforme sua vida, coisas maravilhosas e tremendas acontecem.
Bem-vindo ao ENCONTRO COM A PALAVRA. Juntos faremos um
estudo de toda a Bíblia, dividido em 13 livros. Essa jornada nos levará
do Livro de Gênesis ao Apocalipse e nos dará uma visão panorâmica de
cada livro da Bíblia. Observaremos a estrutura do livro, o seu contexto
histórico e, o que é mais importante, buscaremos uma aplicação para
nossas vidas, a partir do ensino de cada livro.
Algumas pessoas acham a Bíblia um livro confuso. Realmente, não
é fácil relacionar os acontecimentos com a sua época e o seu significado.
Mas, cada versículo da Bíblia é um pedacinho desse quebra-cabeça, cujo
conteúdo é muito glorioso. Minha oração é que, no final dessa jornada,
você tenha adquirido uma compreensão maior de cada livro da Bíblia, do
modo como eles se completam, e possa situá-los dentro da história de
Deus com o homem. No final, você terá uma compreensão de como Deus
trabalhou nos tempos do Velho Testamento; terá também compreendido
o que mudou com a vinda de Jesus Cristo e a razão da mudança; aquilo
em que você antes cria no coração, será confirmado em sua mente, e
você poderá testemunhar sua fé com mais confiança e conhecimento.
Espero que você faça todo o curso e convide outras pessoas para que
nos acompanhem nesse estudo da Bíblia, o livro mais importante do mun-
do. Faça suas malas e prepare-se para embarcar. Estamos prestes a partir!

Ferramentas que serão utilizadas


Segundo o apóstolo Paulo, a única maneira de não passarmos ver-
gonha, quando se trata de Bíblia, é tornarmo-nos obreiros que manejem
bem a Palavra. A única maneira de entender a Bíblia é saber usá-la. Por
isso, o meu desafio é que você assuma o compromisso de estudá-la com
dedicação e sinceridade. Nenhum livro merece mais dedicação e em-
penho da nossa parte que a Bíblia. Se você quiser se aprofundar ainda
mais neste estudo, além de dedicação e empenho há outras ferramentas
que o ajudarão a ir mais fundo no conhecimento das Escrituras.
Antes de qualquer coisa você precisa de uma Bíblia e, se possível,
adquira mais de uma tradução. Você também vai precisar de um cader-
no para anotações.
Como qualquer outro trabalho, esse será cumprido com mais fa-
cilidade e atingirá melhores resultados, se você possuir as ferramentas
certas. O estudo da Bíblia fica mais produtivo, quando se utilizam os
recursos disponíveis. Procure equipar-se com as ferramentas que men-
cionamos e você se surpreenderá com os resultados.
ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 1
Uma Abordagem do Evangelho de João
Em outro livro (Livro 5) estu- Cristo viveu na terra operou muitos
dado fizemos observações para “sinais”.
aqueles que ouviram as transmis- No último capítulo do seu
sões do resumo do Evangelho de Evangelho, João afirmou que não
João, através do estudo do Novo registrou todos os sinais de Jesus,
Testamento; quanto a este, é a pri- porque nem mesmo no mundo
meira parte do estudo do Evange- inteiro haveria espaço suficiente
lho de João. Neste e no próximo para os livros que seriam escritos.
(Livro 11) foram resumidos cento Este Evangelho é um relato de
e vinte e oito programas acerca do alguns milagres que Jesus operou,
Evangelho de João, versículo por os quais foram selecionados por
versículo. João, que elaborou este relatório,
Ao ler este Evangelho, per- a fim de que creiamos que Jesus
cebemos o propósito de João ao é o Cristo, o Messias, o Filho de
escrevê-lo, que é o mesmo que te- Deus.
mos com este estudo, o que está João era absolutamente con-
registrado nos versículos 30 e 31 vencido de que, no momento em
do capítulo 20, que dizem: “Jesus que cremos, temos a qualidade de
realizou na presença dos seus dis- vida que Deus quer que todos os
cípulos muitos outros sinais mira- seres humanos tenham, a qual ele
culosos, que não estão registra- chama de “vida eterna”.
dos neste livro. Mas estes foram Outra característica muito
escritos para que vocês creiam bonita do Evangelho de João é a
que Jesus é o Cristo, o Filho de “linguagem de sinais” que encon-
Deus e, crendo, tenham vida em tramos nele, um exemplo do que
seu nome”. Paulo falou em I Coríntios 1.22: “Os
Um “sinal” é um milagre que judeus pedem sinais miraculosos,
prova algo, ou o que chamamos e os gregos procuram sabedoria”.
de “evidência miraculosa”, e, de Quando João escreveu o Livro
acordo com João, enquanto Jesus do Apocalipse, logo no primeiro

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 7


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

versículo do primeiro capítulo e isso não é uma lenda, mas um


ele contou como lhe foi entregue fato histórico. Depois de citar este
aquela revelação: “Revelação de caso, Paulo escreveu: “Pois está
Jesus Cristo, que Deus lhe deu escrito que Abraão teve dois fi-
para mostrar aos seus servos, o lhos, um da escrava e outro da li-
que em breve há de acontecer. vre. O filho da escrava nasceu de
Ele enviou o seu anjo para torná modo natural, mas o filho da livre
-la conhecida ao seu servo João”. nasceu mediante promessa. Isto
A revelação que João recebeu é usado aqui como uma alegoria;
de Deus, na Ilha de Patmos, veio estas mulheres representam duas
em uma “linguagem de sinais” que alianças; uma aliança procede do
precisou ser decodificada, como se monte Sinai e gera filhos para a
expressou Paulo acerca da história escravidão: esta é Hagar” (Gála-
dos judeus, em I Coríntios 10.11: tas 4.22-24).
“Essas coisas aconteceram a eles Portanto, Paulo estabeleceu
como exemplos, e foram escritas um precedente: os fatos históricos
como advertência para nós, so- relatados na Bíblia podem ser apli-
bre quem têm chegado o fim dos cados alegoricamente. Isto quer
tempos”. dizer que pessoas, lugares e obje-
A palavra grega traduzida por tos, nesta passagem das Escritu-
“exemplos”, neste versículo, é “tu- ras, como os dois filhos de Abraão,
pos”. Esta palavra significa “tipo”, têm um significado espiritual para
como o de uma máquina impres- nós.
sora antiga. Paulo estava dizendo É isto o que eu quero dizer
que a literatura histórica da Bíblia quando afirmo que o apóstolo
está repleta de exemplos e de aler- João escreveu o quarto Evangelho
tas que são alegorias. e o Livro do Apocalipse em uma
Se você procurar saber o que é “linguagem de sinais” judaica, ins-
“alegoria”, descobrirá que é “uma pirada e alegórica.
história, na qual pessoas, lugares O Livro do Apocalipse é diri-
e objetos têm um significado mais gido ao povo de Deus, através de
profundo, com uma lição espiritual sinais, por meio de uma lingua-
ou moral”. gem codificada. Para entender
O apóstolo Paulo cita o exem- esta linguagem, nós precisamos
plo de Abraão, que teve dois filhos, ter chaves decodificadoras, o que

8 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

também acontece com o Evange- Coríntios 2.9-16; João 16.13).


lho de João. De acordo com Paulo, aquele que
Este Evangelho possui dois não é espiritual, ou seja, o homem
níveis de interpretação, pois, ao natural, não consegue entender
mesmo tempo em que uma criança verdades espirituais e, por isso, as
pode compreender a linguagem de considera loucura.
João, que escreveu o mais simples Portanto, se quisermos des-
dos quatro Evangelhos, se buscar- vendar o código mais profundo
mos em sua linguagem de sinais do quarto Evangelho, a primeira
o sentido alegórico que pessoas, chave que devemos ter é o Espí-
lugares e objetos possuem, encon- rito Santo habitando em nós como
traremos um significado mais pro- nosso Mestre.
fundo, com uma lição espiritual A segunda chave que abre o
para todos nós, o que torna este código do Evangelho de João é
Evangelho, em seu nível mais den- perceber que 90% do seu con-
so, o mais profundo dos quatro, e, teúdo não são encontrados nos
para compreendê-lo, precisamos Evangelhos de Mateus, Marcos e
ter as “chaves” que interpretam Lucas, os chamados “Evangelhos
este código. Sinópticos”, assim denominados
Quando lemos o Evangelho de por possuírem o mesmo conteúdo.
João, usando essas chaves deco- A terceira chave do quar-
dificadoras, atingimos esse nível to Evangelho é compreender que
profundo de verdade tão precioso este é o único livro da Bíblia dirigi-
neste Evangelho. do aos incrédulos.
Antes de enfocarmos esse Segundo o apóstolo Paulo,
magnífico livro, estudando-o versí- “Toda a Escritura é inspirada por
culo por versículo, quero compar- Deus e útil para o ensino, para
tilhar com você algumas dessas a repreensão, para a correção e
chaves que abrem o código para para a instrução na justiça, para
esse nível de interpretação tão bo- que o homem de Deus seja apto e
nito do quarto Evangelho. plenamente preparado para toda
A primeira chave é o Espíri- boa obra” (II Timóteo 3.16,17).
to Santo, porque só conseguimos Esta passagem mostra que o
discernir verdades espirituais se propósito de a Bíblia ter sido escri-
Ele estiver habitando em nós (I ta foi para que todo homem e toda

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 9


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

mulher de Deus estejam perfeitos específico de apresentar a Sua


e completamente equipados para vida, mas nenhum deles é tão
toda boa obra que o Pai Celeste sistemático e evidente quanto o
quer que eles façam. Evangelho de João.
Isto quer dizer que existe ape- Esta argumentação é apre-
nas uma mensagem na Bíblia para sentada nos versículos finais do
o incrédulo: que ele se arrependa e capítulo 20, que assim declaram
creia no Evangelho. Quando o in- o motivo porque João registrou os
crédulo se arrepende e nasce de milagres de Jesus: para que creia-
novo, Deus tem para ele 66 livros mos que Jesus é o Cristo, o Filho
sagrados, incluindo o Evangelho de Deus e assim recebamos a vida
de João, para instruí-lo, equipá-lo eterna (20.31).
e aperfeiçoá-lo para toda boa obra Procure identificar a argumen-
que Deus tem para ele fazer. tação de que Jesus é o Cristo, o
Existem muitas riquezas no Messias, o Filho de Deus presente
Evangelho de João de proveito em todo o Evangelho e você terá
para todo crente; entretanto, ele é nas mãos mais uma chave para a
dirigido especialmente ao incrédu- compreensão e apreciação deste
lo, para que ele venha a crer, o que Evangelho.
faz deste Evangelho um livro único
dentro do cânon da Escritura Sa- Três perguntas
grada, com seu propósito evange- Quando lemos sobre o pro-
lístico, que é uma das chaves para pósito porque João escreveu este
compreendê-lo. Evangelho, descobrimos mais uma
chave decodificadora, que são três
A argumentação do Evangelho de perguntas existentes em todo o li-
João vro, cujas respostas são dadas em
Outra chave que deve ser con- cada capítulo.
siderada para a compreensão do A pergunta número um é:
Evangelho de João é perceber a ar- Quem é Jesus? A resposta para
gumentação sistemática que este esta pergunta é dada do começo ao
livro possui do começo ao fim. fim deste Evangelho.
Os Evangelhos de Mateus, A segunda pergunta que João
Marcos e Lucas são biografias responde é: O que é fé, o que signi-
únicas de Jesus, com um objetivo fica crer em tudo o que é relatado

10 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

sobre Jesus? Além de nos desafiar João com esta perspectiva, eu


a crer, João mostra o que isto signi- descobri alguns retratos de Jesus.
fica de uma maneira maravilhosa. No capítulo primeiro, Jesus é
A terceira pergunta, que é res- a Palavra que se fez carne, o Cria-
pondida com consistência, capítu- dor, a Vida, a verdadeira Luz que
lo por capítulo, é: O que é vida e ilumina todo homem, aquEle que
que vida eterna é essa sobre a qual dá poder para nos tornarmos filhos
você fala, João? Você também en- de Deus, o Cordeiro de Deus que
contrará a resposta para esta per- veio tirar o pecado do mundo, o
gunta em cada um dos capítulos Ungido, o Filho de Deus, o Mes-
do Evangelho de João. sias, o Cristo, Jesus de Nazaré, o
Estas três perguntas e suas Filho de José, o Rei de Israel, o Fi-
respectivas respostas são uma lho do Homem e o Mestre que pra-
chave importante para que você ticou e viveu tudo o que ensinou.
faça uma aplicação devocional e No capítulo 2, Jesus é o Doa-
prática da mensagem contida nes- dor da alegria, aquEle que ama a
te rico Evangelho, que deve ser casa de Seu Pai, o Purificador da
lido, buscando as respectivas res- casa de Seu Pai, a Prova Viva de
postas para estas perguntas. tudo o que Ele diz que é, aquEle
que se compromete com os que se
A galeria de arte espiritual comprometem com Ele e aquEle
Alguns gregos se aproximaram que transforma a água em vinho.
do apóstolo Filipe e fizeram a ele um No capítulo 3, Ele é o Mestre
pedido que representa outra chave que veio de Deus, o Mestre opera-
de vital importância para a com- dor de milagres, o Homem Celes-
preensão e apreciação do Evange- tial, aquEle que foi erguido, o Filho
lho de João, que foi: “Senhor, que- Unigênito de Deus, a Única Solu-
remos ver Jesus” (12.21). ção de Deus, o Único Salvador de
Considere o Evangelho de Deus, o Único Requisito para sal-
João como uma “galeria de arte vação e o Noivo.
espiritual”, sendo que cada capítu- No capítulo 4, Ele é o judeu
lo é uma “sala” dessa galeria, em sem preconceito, um homem can-
cujas paredes (os versículos) estão sado, o Dom de Deus, o Doador da
expostos os mais belos “retratos” Água Viva, o Conselheiro que diri-
de Jesus. Ao ler o Evangelho de ge Seu povo de maneira objetiva,

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 11


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

um Profeta, o Messias, aquEle que Homem com uma direção na vida,


contou à mulher tudo o que ela ti- que sempre agradou o Pai, a Ver-
nha feito, o Senhor da colheita, o dade que fez os homens incondi-
Salvador do mundo e o Doador da cionalmente livres e o Eterno que
vida. existia antes de Abraão.
No capítulo 5, Jesus é o Gran- No capítulo 9, Jesus é o Ho-
de Médico que não ignorou uma mem que deve fazer as obras do
multidão de fracos, um Homem Pai e o Senhor que aceita adora-
que deliberadamente quebrou a ção de um homem que foi curado;
interpretação formal da Lei de Moi- Ele é a Luz que dá visão aos es-
sés, a fim de provocar uma discus- piritualmente cegos e revela a ce-
são sobre legalismo, quando Ele gueira espiritual daqueles que não
afirmou ser igual a Deus e ser o sabem que são cegos.
Juiz de toda a terra, a Ressurreição No capítulo 10, Jesus é o
e a Chave para toda a Escritura. Bom Pastor das ovelhas, o sobe-
No capítulo 6, Jesus é o Pão rano Pastor, e a Porta do aprisco,
da Vida e, no capítulo 7, Jesus é enquanto que, no capítulo 11, Ele
o Mestre que afirma que o Seu en- é a Ressurreição e a Vida, a Solu-
sino é de Deus com palavras tão ção para a doença e a morte.
marcantes que os soldados, quan- No capítulo 12, Ele é o grão
do O ouviram, esqueceram o moti- de trigo que caiu na terra e morreu
vo porque foram prendê-Lo. para glorificar a Deus e proporcio-
Quando retornaram sem o pri- nar uma grande colheita de frutos;
sioneiro, a única explicação que Ele é o Cristo glorificado, o Cristo
deram foi: “Ninguém jamais falou adorado e o Cristo conhecido por
da maneira como esse homem todos.
fala” (7.46). No capítulo 13, Ele é o servo
Ele também é a Fonte das humilde que assume o papel de es-
duas maiores experiências da cravo e lava os pés dos Seus apósto-
vida: nascer de novo e ser um veí- los; Ele é o Cristo que estava partin-
culo, através do qual rios de Água do, que dá um novo mandamento,
Viva fluam para outras pessoas criando uma nova comunidade.
(7.37,38). No capítulo 14, Ele é o Cristo
No capítulo 8, Jesus é o Amigo que afirma ser o Caminho, a Ver-
dos pecadores, a Luz do mundo, o dade e a Vida, que ninguém vai ao

12 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Pai a não ser por Ele, que está pre- Agora que estamos iniciando
parando um lugar para onde levará este estudo, quero desafiá-lo a ler
Seus seguidores, a fim de estarem todo o Evangelho de João e encon-
para sempre com Ele; Ele é o Cris- trar em cada um dos seus capítu-
to que prometeu enviar o Conso- los palavras que retratem a pessoa
lador e, por isso, ninguém deveria de Jesus; depois, em atitude de
ficar com o coração perturbado. oração, medite sobre o Evange-
No capítulo 15, Ele é a Videi- lho de João e sobre os retratos de
ra à procura de ramos, o Cristo Jesus Cristo que você encontrou,
doador da vida; Ele é o Cristo que procurando selecionar ao menos
condena, o Cristo odiado e o Cristo um retrato em cada capítulo deste
que escolhe. Evangelho.
No capítulo 16, Ele confirma o Dessa forma, você encontrará
socorro que o Espírito Santo pres- várias respostas para a pergunta
tará, consolando e capacitando “Quem é Jesus?”, o que o levará a
Seus discípulos. É também o Cris- montar uma “galeria de arte espi-
to abandonado, porém, vitorioso. ritual” de Jesus Cristo, com vários
No capítulo 17, Ele é o Gran- retratos maravilhosos do Senhor.
de Sacerdote que intercede pelos Certa ocasião, alguém pergun-
apóstolos e por todos aqueles que tou à madre Teresa o que Jesus sig-
nEle crerem, sendo que, no capí- nificava para ela e a sua resposta
tulo 18, Jesus é a Testemunha Fiel pareceu uma galeria de arte espi-
que nasceu neste mundo para dar ritual do Evangelho de João, pois
testemunho da verdade. rapidamente ela recitou, do fundo
No capítulo 19, Ele é o Cristo do seu coração, várias definições
crucificado e o Cristo sepultado, do que Jesus representava em sua
mas, no capítulo 20, Ele é o Cristo vida, descrevendo o seu Cristo pes-
Ressuscitado e, no de número 21, soal, à medida que citava versícu-
Ele é o Cristo que comissiona. los, não apenas do Livro de João,
Com base no propósito deste mas do Gênesis ao Apocalipse.
livro, que foi declarado no capítulo Qual a visão que você tem de
20, versículos 30 e 31, encontra- Cristo? Quem é Jesus para você e
mos muitas respostas em todo o qual o significado que Ele tem em
Evangelho para a pergunta “Quem sua vida? Enquanto você estuda e
é Jesus?”. medita sobre o Evangelho de João,

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 13


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

responda essas perguntas e desco- Este relato mostra que fé é “ir


brirá que é possível conhecer aquE- e ver”, “viver com Ele” e pergun-
le que o salvou e também saber tar: “o Seu ensino funciona na vida
tudo o que Ele quer ser para você. real?”, porque, quando aplicamos
Ao ler este Evangelho, procu- os ensinos e valores de Jesus na
re encontrar uma resposta para a nossa vida, descobrimos o que
pergunta “O que é fé?”, enquan- é fé, de acordo como o apóstolo
to João explica o que ele entende João, como vemos em todo este
por “crer”. Evangelho, onde encontramos
Logo no primeiro capítulo, exemplos maravilhosos do que
quando lemos sobre o primeiro en- significa crer.
contro de Jesus com seis dos Seus Com base na declaração do
discípulos, descobrimos algumas propósito de João ao escrever este
respostas bem práticas para aque- livro, encontramos nele resposta
la pergunta. para três outras perguntas: “O que
Dois destes homens eram dis- é vida?”; “O que é a vida eterna
cípulos de João Batista e foram sobre a qual o apóstolo João es-
orientados por ele a seguir Jesus creveu?” e “Que qualidade de vida
e, quando eles estavam literal- é esta descrita por João?”.
mente seguindo-O por uma estra- Encontraremos belas respos-
da, Jesus virou-se para eles e per- tas a estas perguntas em todo o
guntou: “O que vocês querem?”, Evangelho de João, como quando
ao que eles responderam: “Rabi aprendemos que vida eterna é be-
(que significa mestre), onde estás ber da água que sacia nossa sede
hospedado?”. para sempre, ou comer o pão que
Eles “foram, por volta das satisfaz nossa fome para o resto
quatro horas da tarde, viram onde da vida (4.1-42; 6.48-51).
ele estava hospedado e passa- Agora, acompanhe comigo
ram com ele aquele dia”. O re- este estudo dos vinte e um capí-
lato bíblico continua dizendo que tulos do Evangelho de João, versí-
eles passaram a viver com Jesus culo por versículo. Ao estudar este
e cada um deles morreu por Ele, Evangelho, deixe que uma das suas
por causa do que viram, quando chaves decodificadoras seja as res-
assumiram o compromisso de ir e postas para as perguntas: quem é
ver onde e como Jesus vivia. Jesus, o que é fé e o que é vida.

14 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 2
“A Palavra Viva” (João 1.1-18)

“No princípio era aquele que vontade de algum homem, mas


é a Palavra. Ele estava com Deus, nasceram de Deus. Aquele que
e era Deus. Ele estava com Deus é a Palavra tornou-se carne e vi-
no princípio. Todas as coisas fo- veu entre nós. Vimos a sua glória,
ram feitas por intermédio dele; como a glória do Unigênito vindo
sem ele, nada do que existe teria do Pai, cheio de graça e de ver-
sido feito. Nele estava a vida, e dade. João dá testemunho dele,
esta era a luz dos homens. A luz dizendo: ‘Este é aquele de quem
brilha nas trevas, e as trevas não eu falei: aquele que vem depois
a derrotaram. Surgiu um homem de mim é superior a mim, porque
enviado por Deus, chamado João. já existia antes de mim’. Todos re-
Ele veio como testemunha, para cebemos da sua plenitude graça
testificar acerca da luz, a fim de sobre graça, pois a Lei foi dada
que por meio dele todos os ho- por intermédio de Moisés; a graça
mens cressem. Ele próprio não e a verdade vieram por intermédio
era a luz, mas veio como teste- de Jesus Cristo. Ninguém jamais
munha da luz. Estava chegando viu a Deus, mas o Deus Unigêni-
ao mundo a verdadeira luz, que to que está junto do Pai, o tornou
ilumina todos os homens. Aquele conhecido” (João 1.1-18).
que é a Palavra estava no mundo, No primeiro capítulo, fizemos
e o mundo foi feito por intermédio a introdução deste estudo, mos-
dele, mas o mundo não o reconhe- trando algumas chaves importan-
ceu. Veio para o que era seu, mas tes para a compreensão da mensa-
os seus não o receberam. Contu- gem do Evangelho de João; neste,
do, aos que o receberam, aos que iniciaremos o estudo versículo por
creram em seu nome, deu-lhes versículo.
o direito de se tornarem filhos Sempre que preparamos uma
de Deus, os quais não nasceram pregação, devemos atentar para três
por descendência natural, nem coisas importantes: informar sobre
pela vontade da carne nem pela o que vamos falar, desenvolver o

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 15


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

assunto sobre o que vamos falar e, comunicá-lo, a palavra faz o trans-


por fim, revisar tudo o que foi falado. porte do pensamento da minha
Foi exatamente isto o que o mente para a sua mente.
apóstolo João fez ao escrever o O que João está dizendo é o
seu Evangelho, já que os dezoito mesmo que está escrito no Livro
primeiros versículos do seu Evan- de Gênesis, que no princípio da
gelho são um prólogo, no qual o criação Deus já existia e não es-
apóstolo informa aos leitores acer- tava sozinho, já que o pronome
ca do que se trata o seu livro. pessoal usado está no plural (nós).
A partir do versículo 19 do Ao orar pelos seus apóstolos,
capítulo 1 até o versículo 29 do Jesus pediu ao Pai que lhe desse de
capítulo 20, ele disserta sobre o volta a glória que tinha com Ele an-
assunto e, dos versículos 30 e 31 tes de o mundo existir (João 17.5).
deste capítulo em diante, ele fala Deus tinha uma verdade que queria
sobre tudo o que dissertou, sendo transmitir ao homem e Jesus Cristo
que estes dois versículos revelam foi o Seu veículo de expressão, ou
o motivo do relato de João. seja, a Palavra que transportou essa
Podemos dizer que tudo o que o verdade que Deus queria transmitir
apóstolo João apresenta nos vinte e para as nossas mentes.
um capítulos do seu Evangelho está O prólogo de João termina
resumido neste prólogo. Quando com uma declaração resumida
João falou que a “Palavra” estava no muito importante sobre Jesus:
princípio com Deus e ela era Deus, “Ninguém jamais viu a Deus, mas
ele estava se referindo a Jesus. o Deus unigênito que está junto
O quarto Evangelho é total- do Pai o tornou conhecido” (1.18).
mente enfocado em Jesus Cristo, Nos versículos 14 e 18, João
por isso devemos ler o Evangelho de afirma que esta Palavra se tornou
João procurando por Cristo. Quando carne e viveu entre nós, para que
João se refere à “Palavra”, ele apre- pudéssemos ter acesso às verda-
senta o primeiro retrato de Jesus. des de Deus plenamente reveladas
O que ele quer dizer ao se a nós por Jesus Cristo, enquanto
referir a Jesus Cristo como a “Pa- que, mais adiante, João cita Je-
lavra”? Uma palavra é um veícu- sus dizendo: “Eu sou a Verdade” e
lo de expressão; se eu tenho um “por essa razão nasci e para isso
pensamento em mente e quero vim ao mundo: para testemunhar

16 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

da verdade” (14.6; 18.37). Jesus conhecido” foi “exegese”. O pri-


foi a Verdade que Deus quis reve- meiro ano do seminário é dedica-
lar a você e a mim. do ao estudo elementar da língua
Várias passagens da Bíblia grega e, depois disso, os restantes
afirmam que nenhum homem ja- são chamados de “exegese”.
mais viu Deus, embora algumas Para se fazer a exegese de
pessoas tenham experimentado um versículo da Bíblia extraímos
manifestações e revelações de dele todo o significado embutido
Deus realmente impressionantes, na palavra. Por exemplo, a pala-
mesmo que ainda não expressem vra “exegese”: “ex” significa “fora”
toda a Sua plenitude. e “gese”, verdade ou conhecimen-
O Velho Testamento afirma to. O que João deixou claro foi que
que não existiu ninguém que pu- toda verdade que é possível ao
desse ter tido essa experiência e homem conceber sobre Deus foi
sobreviver (Êxodo 33.20), mas, “exegesada” por Jesus Cristo.
de acordo com João, podemos ver Conforme já observamos ao
Deus através de Jesus Cristo e esta estudar a vida de pessoas como
é outra razão porque essa “galeria Abraão, Moisés e Davi, no Velho
de arte espiritual” do quarto Evan- Testamento, quando Deus quer co-
gelho é minha preferida. municar um conceito importante,
“Ninguém jamais viu Deus, como fé, por exemplo, Ele coloca
mas o Deus unigênito que está este conceito numa pessoa. Desse
junto do Pai...”, quer dizer que modo, João ensinou que Jesus foi
nosso Senhor Jesus Cristo estava a Pessoa em quem o Deus colocou
e está em comunhão íntima com o toda a verdade que Ele queria co-
Pai; se Ele está junto ao Pai, quer municar ao mundo.
dizer que Ele está sentado à direita Jesus também foi a Pessoa,
do Pai, ou seja, no lugar de comu- através de quem Deus existiu e
nhão mais íntimo que existe. Estes fez todas as coisas na terra, cum-
versículos querem dizer que o Filho prindo Seu papel através de tudo
(a Palavra), que estava e está em que disse. Os Evangelhos con-
comunhão íntima com o Deus Pai, tam que “Ele as ensinava como
revelou Deus de maneira plena. quem tem autoridade”; Jesus foi
A Palavra grega usada no a maior revelação de Deus que o
original para a expressão “tornar mundo já teve.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 17


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Era isto que João queria dizer se tornou carne e expressou Deus
quando escreveu que Jesus Cristo para nós. O objetivo de João foi
era (e é) a Palavra de Deus, a Pala- salientar que Jesus não era ape-
vra Viva de Deus, que estava com nas divino, mas que Ele era Deus,
Deus no princípio e era Deus, a o que se tornou o ponto forte da
Palavra que Se tornou carne, veio alegação de Jesus, no diálogo que
ao mundo e revelou Deus para to- travou com os líderes religiosos,
dos nós. registrado nos capítulos 5, 6, 7 e
Hoje, a ciência e a tecnologia 8 deste Evangelho.
avançadas desafiam questões éti- Essa verdade tão profunda
cas envolvendo a engenharia gené- que João compartilha conosco
tica, a clonagem humana, o abor- está sintetizada na palavra “encar-
to e a eutanásia. Não importa qual nação”, quando nos diz que Deus
seja a questão, devemos sempre se tornou carne, o que Ele fez para
começar com Jesus e nos pergun- trazer a salvação a todos nós.
tar: “Jesus tratou desta questão ou Estou determinado a fazê-lo
pelo menos do seu princípio?”. compreender bem este conceito
O que pensamos deve sempre de encarnação e, para isto, que-
começar com Jesus, porque Jesus é ro que você use a sua imaginação
a Verdade, a qual deve ser a base do por alguns minutos.
que cremos, se quisermos ser en- Imagine que sua cozinha e
contrados dignos de sermos chama- toda sua casa estejam infestadas
dos de discípulos de Jesus Cristo. de formigas. Vamos supor que
você decida resolver este proble-
Jesus era Deus ma e descubra que todas as for-
O tema e objetivo principais migas vêm de um formigueiro no
do Evangelho de João estão ma- fundo do seu quintal, já que existe
nifestados nas últimas palavras uma trilha de formigas que vai da
do primeiro versículo, onde le- sua casa até esse formigueiro.
mos: “Ele estava com Deus, e era Se você pudesse se comu-
Deus”. A “Palavra” sobre a qual nicar com essas formigas, talvez
João escreveu, além de estar no encontrasse uma solução junto
princípio com Deus, era Deus. com elas; quem sabe você pode-
O argumento do Evangelho de ria deixar um pouco de comida
João é que a Palavra que era Deus perto do formigueiro, caso elas

18 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

concordassem em não entrar era a Palavra que estava com Deus


mais em sua casa. no princípio, antes da criação do
Observando as formigas, vocêmundo, e que ela era Deus; que
percebe que elas, de alguma for- Ele se tornou carne e habitou en-
ma, se comunicam, mas o proble- tre nós, a fim de que tivéssemos a
ma é que você não consegue se revelação de Deus vivendo como
comunicar com elas. Porém, se as homem, além das sagradas pági-
amasse tanto, a ponto de abdicar nas da Bíblia.
da sua forma de ser humano e se A expressão grega usada para
tornar uma formiga, talvez você “viveu entre nós” é “ergueu Sua
pudesse entrar no formigueiro e tenda entre nós”. Quando Deus se
dizer para as formigas: “Eu pos- tornou homem, revelou para nós a
so parecer uma formiga, mas, na Sua natureza e tudo o que o ho-
verdade, sou o dono desta casa aímem poderia compreender sobre
fora e estou disposto a dar a vocês
Deus (1.1,14,18).
dois quilos de açúcar, os quais eu João também afirma em seu
deixarei aqui no canto do jardim,prólogo: “Ele estava com Deus no
se vocês concordarem em perma- princípio... Veio para o que era
necer fora da minha casa”. seu (referindo-se ao povo judeu),
Esta ilustração pode parecermas os seus não o receberam.
meio ridícula, mas mostra o signi-
Contudo, aos que o receberam,
ficado do conceito bíblico de “en-
aos que creram em seu nome,
carnação”. Imagine o desafio que deu-lhes o direito (autoridade)
representou para Deus decidir de-de se tornarem filhos de Deus, os
clarar o milagre e a mensagem de quais não nasceram por descen-
salvação para os seres humanos. As
dência natural, nem pela vonta-
Boas Novas anunciadas no quarto de da carne nem pela vontade de
Evangelho são que Deus amou tan- algum homem, mas nasceram de
to o homem que se tornou carne, aDeus” (1.12,13).
fim de trazer salvação e vida eterna Este amado apóstolo descre-
para você e para mim. veu da seguinte maneira o que fala-
ria nos capítulos seguintes: “Quan-
Resumo do a Palavra se tornou carne e viveu
Neste prólogo, João declara entre nós, apresentou-Se para algu-
sobre o que irá falar: que Jesus mas pessoas deste mundo, que se

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 19


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

tornaram o Seu povo, o povo judeu, Em outras palavras, quando


que não O recebeu, principalmente Jesus dizia quem Ele era, a maio-
os líderes religiosos”. ria não cria nEle; alguns, porém,
A palavra “receber”, no versí- creram e a esses foi dado o poder
culo 12, significa “crer”. Quando de se tornarem o que Deus queria
Jesus estava vivendo em carne, que eles fossem: filhos de Deus.
não mandou ninguém baixar a Essas pessoas, então, tiveram
cabeça e deixar que Ele entras- experiências, como se tivessem
se em seus corações; Ele não fez nascido outra vez, não como já
isto, porque ainda estava vivendo tinham nascido, fisicamente, do
em carne entre os homens e não sangue, da vontade da carne e da
era desta forma que eles deveriam vontade do homem, mas, quando
recebê-Lo. receberam de Jesus o poder de
A palavra “receber”, neste ver- se tornarem filhos de Deus, eles
sículo, é um sinônimo de “crer”. experimentaram um nascimento
Lemos neste prólogo: “Aquele espiritual.
que é a Palavra estava no mun- João conta que eles “nasce-
do, e o mundo foi feito por inter- ram de Deus” ou “nasceram do
médio dele, mas o mundo não o alto” e, no terceiro capítulo deste
reconheceu”. Evangelho, Jesus chama esta ex-
Um poeta escreveu: “Ele foi periência de “novo nascimento”.
crucificado numa cruz de madei- Ao ler este Evangelho, ob-
ra e criou o monte onde estava serve que depois de relatar em seu
aquela cruz”. Não foram apenas prólogo o que iria falar, João des-
os judeus que rejeitaram Jesus, creveu os diferentes diálogos que
conforme diz um antigo cântico: Jesus teve com pessoas que ti-
“Senhor, não sabíamos quem o nham nascido de novo, sendo que
Senhor era!”. as primeiras foram Seus apóstolos;
As boas novas são que al- depois, Jesus conversou com o ra-
guns O receberam, como os doze bino Nicodemos, que aprendeu de
apóstolos e ainda outros judeus Jesus que deveria nascer de novo.
creram, e a esses que creram “Ele No capítulo 4, Jesus conver-
lhes deu a autoridade (em grego, sou com uma mulher junto a um
a palavra é ‘autoridade’) para se poço, em Samaria, a quem des-
tornarem filhos de Deus”. creveu o novo nascimento, usando

20 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

outra figura de linguagem, ao se quando elas acreditavam, Ele


referir à água viva que mataria a lhes dava o poder de se tornarem
sede dela para sempre. filhos de Deus, sendo novas cria-
No capítulo 5, Jesus conver- turas, através do novo nascimen-
sou com um homem junto a um to espiritual.
tanque, enquanto que no capítu- Como já vimos, no final do
lo 9 curou um cego de nascença. seu Evangelho, no capítulo 20,
Enfim, este Evangelho registra o João resume tudo o que falou nos
encontro e o diálogo de Jesus com capítulos anteriores. Em outras pa-
várias pessoas; mas, o que todos lavras, foi isto o que ele escreveu:
esses encontros e diálogos têm a “Eu não contei todos os sinais de
nos ensinar? Jesus, mas contei esses, para que
João deixou bem claro a li- vocês creiam que Jesus é o Cristo,
ção que tiramos de todos esses o Filho de Deus, porque, se vocês
diálogos ao mostrar que, quan- crerem em tudo o que lhes contei
do as pessoas não criam em Je- sobre Jesus, nascerão de Deus e
sus, nada lhes acontecia, porém, terão a vida eterna”.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 21


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 3
“A Testemunha”

“Surgiu um homem enviado refletir sobre a vida deste homem


por Deus, chamado João. Ele veio enviado por Deus.
como testemunha, para testificar O autor deste Evangelho deixa
acerca da luz, a fim de que por bem claro que João Batista não era
meio dele todos os homens cres- a Luz, mas foi enviado para dar tes-
sem. Ele próprio não era a luz, temunho da Luz. Observe quantas
mas veio como testemunha da vezes aparece o verbo “era” referin-
luz. João dá testemunho dele. do-se a Jesus, mas ao falar de João
Ele exclama: ‘Este é aquele de Batista, o evangelista afirma várias
quem eu falei: aquele que vem vezes que “ele não era”.
depois de mim é superior a mim, Devemos notar, também, que
porque já existia antes de mim’. quando Jesus, a Palavra Viva, tor-
Todos recebemos da sua plenitu- nou-se carne afirmou: “Eu sou, Eu
de, graça sobre graça. Pois a Lei sou, Eu sou”, enquanto João Ba-
foi dada por intermédio de Moi- tista dizia exatamente o contrário:
sés; a graça e a verdade vieram “Este foi o testemunho de João,
por intermédio de Jesus Cristo” quando os judeus de Jerusalém
(1.6-8,15-17). enviaram sacerdotes e levitas
Este trecho do capítulo primei- para lhe perguntarem quem ele
ro apresenta João Batista, a quem era. Ele confessou e não negou;
Jesus fez um elogio que nenhum declarou abertamente: ‘Não sou
outro homem recebeu: “Entre os o Cristo’. Perguntaram-lhe: ‘E en-
nascidos de mulher não surgiu tão, quem é você? É Elias?’. Ele
ninguém maior que João Batista” disse: ‘Não sou’. É o Profeta?’.
(Mateus 11.11 e Lucas 7.28). Ele respondeu: ‘Não’. Finalmen-
De acordo com Jesus, João te perguntaram: ‘Quem é você?
Batista foi o maior de todos os Dê-nos uma resposta, para que
profetas e, simplesmente, o me- a levemos àqueles que nos en-
lhor homem que já existiu na face viaram. Que diz você acerca de
da terra, o que deveria nos levar a si próprio?’. João respondeu com

22 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

as palavras do profeta Isaías: ‘Eu ao noivo e que o atende e o ouve


sou a voz do que clama no deser- enche-se de alegria, quando ouve
to: Façam um caminho reto para a voz do noivo. Esta é a minha
o Senhor’. Alguns fariseus que alegria, que agora se completa”
tinham sido enviados interroga- (3.28-29).
ram-no: ‘Então, por que você ba- O segredo da grandeza desse
tiza, se não é o Cristo, nem Elias, homem é muito simples: ele acei-
nem o Profeta?’. Respondeu João: tou suas limitações e a responsa-
‘Eu batizo com água, mas entre bilidade que recebeu, porque sabia
vocês está alguém que vocês não qual era o seu papel; por esta ra-
conhecem. Ele é aquele que vem zão, quando o pressionaram com
depois de mim, e não sou digno perguntas, ele respondeu: “Eu sou
de desamarrar as correias de suas a voz do que clama no deserto”.
sandálias’. Tudo isso aconteceu Ele sabia que era isto o que Deus
em Betânia, do outro lado do Jor- tinha planejado para ele ser e que
dão, onde João estava batizando” seria tolice tentar ser mais ou ser
(João 1.19-28). menos que isto.
Quando as autoridades re- Uma das perguntas que os
ligiosas mandaram perguntar a líderes religiosos fizeram a João
João se ele era o Cristo, Elias ou Batista foi: “Que diz você acerca
um profeta, ele respondeu: “Não, de si próprio?”. Esta expressão “si
eu não sou”. Observe como João próprio” tem a ver com a indivi-
foi enfático nesta resposta, bem dualidade de João Batista que o
como no capítulo 3, quando seus fazia diferente de todas as outras
discípulos lhe disseram: “Mestre, pessoas.
aquele homem que estava contigo Quando Deus criou João Ba-
no outro lado do Jordão, do qual tista, você e eu jogou a forma fora,
testemunhaste, está batizando e por isso não existe ninguém igual
todos estão se dirigindo a ele”, ao a você e jamais haverá! Deus nos
que João Batista respondeu: “Vo- fez indivíduos únicos.
cês mesmos são testemunhas de Existem mais de sete bilhões
que eu disse: Eu não sou o Cristo, de pessoas no mundo e cada uma
mas sou aquele que foi enviado delas tem uma impressão digital
adiante dele. A noiva pertence ao diferente, o que se torna uma evi-
noivo. O amigo que presta serviço dência de que Deus fez cada ser

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 23


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

humano um ser único. O DNA é podemos descobri-la quando va-


outra prova irrefutável deste gran- mos até Cristo. Um dos primeiros
de milagre. resultados da nossa ida a Cristo é
De acordo com as Escrituras, a recuperação da boa, agradável e
uma das primeiras consequências perfeita vontade de Deus para nos-
da nossa salvação é o que Paulo sas vidas.
chama de “a boa, agradável e per- Aquelas pessoas que, como
feita vontade de Deus” (Romanos João, descobrirem o plano perfeito
12.2). Em outras palavras, quando de Deus para elas aceitarão suas
nascemos de novo, descobrimos limitações e responsabilidades
nossa individualidade em Cristo. para serem o que Deus quer que
Antes do Novo Nascimento elas sejam, onde e da maneira que
estamos acostumados a copiar, a o Senhor quiser.
nos moldarmos e a sermos domi- O exemplo de João Batista é
nados, até que fiquemos iguais a apresentado nestas páginas das
todo mundo, assemelhando-nos a Escrituras como um desafio para
Esaú, quando “trocamos nosso di- nós, pois o mesmo Deus que tinha
reito de nascimento por um prato um propósito para a vida de João
de sopa” (Gênesis 25.29-34). Batista também tem um propósito
Em alguns textos, as Escritu- para nossas vidas.
ras fazem referência a essa pes- Você sabe o que Deus quer
soa única que Deus quer que você que você seja? Você acredita que
seja, como quando Jesus disse: Deus tem um plano para você nes-
“Pois, que adianta ao homem ga- te mundo? Esta é a aplicação prá-
nhar o mundo inteiro e perder a tica que tiramos da vida de João
sua alma? Ou, o que o homem po- Batista, a respeito de quem Jesus
deria dar em troca de sua alma?” disse que “entre os nascidos de
(Marcos 8.36,37). Nesta passa- mulher não surgiu ninguém maior
gem, Jesus estava se referindo à que ele”. Você acredita que Deus
individualidade do homem plane- tem um plano para você que in-
jada por Deus, que nos faz dife- clui o que você vai fazer e onde vai
rentes de todas as outras pessoas. estar neste mundo? Não podemos
Existe uma vontade de Deus deixar de aplicar em nossas vidas
para você e para mim, que é o que as Escrituras falam deste
boa, agradável e perfeita, mas só grande homem e profeta.

24 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

O testemunho de João mim um homem que é superior a


Lemos no primeiro capítulo mim, porque já existia antes de
de João, versículo 19: “Este foi o mim. Eu mesmo não o conhecia,
testemunho de João”; depois, no mas por isso é que vim batizando
versículo 32: “Então João deu o com água: para que ele viesse a
seguinte testemunho”. Ainda no ser revelado a Israel”.
versículo 34, João Batista é cita- “Então João deu o seguin-
do, dizendo: “Eu vi e testifico que te testemunho: Eu vi o Espírito
este é o Filho de Deus”. descer dos céus como pomba e
O testemunho de João Batista permanecer sobre ele. Eu não o
coincide com o tema do Evange- teria reconhecido, se aquele que
lho de João, como já comentamos me enviou para batizar com água
sobre a argumentação sistemática não me tivesse dito: Aquele so-
deste livro, onde o apóstolo deixa bre quem você vir o Espírito des-
claro que Jesus é o Cristo, o Mes- cer e permanecer, esse é o que
sias, o Filho de Deus, para que, batiza com o Espírito Santo. Eu
nEle crendo, nasçamos de novo e vi e testifico que este é o Filho
tenhamos vida eterna. de Deus”.
Quando perguntaram a João Ao enviar João Batista para
Batista “... por que você bati- batizar, Deus avisou-o de que um
za, se não é o Cristo, nem Elias, dia ele batizaria um certo Homem
nem o Profeta?”, ele respondeu: sobre quem viria o Espírito em
“Eu batizo com água, mas entre forma de pomba e n’Ele permane-
vocês está alguém que vocês não ceria e, quando isto acontecesse,
conhecem. Ele é aquele que vem João Batista saberia que aquEle
depois de mim, e não sou digno era o Filho de Deus, do que ele
de desamarrar as correias de suas deu testemunho: “Vejam! É o Cor-
sandálias” (vv.25,26). deiro de Deus, que tira o pecado
A seguir, nos versículos 29 ao do mundo!” (1.29).
34, lemos: “No dia seguinte João O maior e o último dos pro-
viu Jesus aproximando-se e dis- fetas viu o significado de milhões
se: Vejam! É o Cordeiro de Deus, de cordeiros que tinham sido sa-
que tira o pecado do mundo! Este crificados em obediência à Lei de
é aquele a quem eu me refe- Deus, descrita nos Livros de Êxo-
ri, quando disse: Vem depois de do e Levítico, que era a forma de

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 25


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

adoração judaica da Páscoa (Êxo- número incontável de animais que


do 12; Lucas 22.15,16). eram sacrificados no Templo de
A apresentação que João Ba- Salomão e no Tabernáculo do de-
tista fez de Jesus relacionou a Sua serto (Isaías 53; I Pedro 1.18,19;
morte na cruz a todos aqueles 2.23,24; II Coríntios 5.21).
sacrifícios de animais que faziam
parte da liturgia de adoração dos A testemunha
judeus, que foi instituída quando Antes de encerrarmos o co-
Deus deu a Moisés instruções so- mentário sobre a vida de João
bre a Tenda de Adoração. Batista, quero destacar mais um
Vários capítulos do Livro de conceito muito importante que
Êxodo foram dedicados a explicar aprendemos com ele: o de ser
com simplicidade e clareza como uma testemunha.
Deus queria que fosse essa litur- Jesus disse: “Mas receberão
gia: ela deveria mostrar a um povo poder, quando o Espírito Santo
pecador como se aproximar de um descer sobre vocês, e serão mi-
Deus santo. nhas testemunhas em Jerusalém,
O Templo de Salomão foi um em toda a Judeia e Samaria, e até
centro de constante adoração, no aos confins da terra” (Atos 1.8).
qual os mesmos padrões litúrgicos Uma testemunha é alguém
praticados na Tenda de Adoração que presenciou ou viveu alguma
foram observados durante séculos. coisa e tem a responsabilidade
Eu já ouvi de algumas pesso- de dividir o que viu ou viveu. “Ser
as não familiarizadas com o Velho uma testemunha” implica “ser” e
Testamento que, quando os roma- não “fazer”, ao mesmo tempo que
nos crucificaram Jesus, Seus segui- envolve o dever de falar a respeito
dores inventaram essa história de do que foi visto ou vivido.
que Ele era o Cordeiro de Deus. No Imagine que você receba
entanto, João Batista já havia apre- uma intimação para ser testemu-
sentado esta verdade logo no início nha num julgamento; você vai
do ministério de Jesus Cristo. para o banco das testemunhas e
Os apóstolos uniram-se aos ouve perguntas a respeito do que
profetas do Velho Testamento e a você viu ou viveu; mas, como o
João Batista, vinculando a morte tribunal reagiria, caso você se re-
de Jesus à Páscoa dos Judeus e ao cusasse a falar, justificando: “Eu

26 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

vou deixar que minha vida fale mostrou outra dimensão do que
por mim”? Você acha que algum significa ser testemunha.
tribunal aceitaria isto? Você seria A palavra grega que os auto-
intimado a falar ou seria acusado res do Novo Testamento usaram
de desrespeito e desobediência à para “testemunha” é uma palavra,
autoridade. cuja raiz significa “mártir”. Como
Por causa dos seus sermões João Batista foi, nós também de-
e de sua coragem em confrontar vemos ser testemunhas fiéis, para
o pecado de um rei ímpio, ele foi a justiça e para a glória do nome
lançado numa masmorra e de- do Senhor, sejam quais forem as
capitado. Com este exemplo ele circunstâncias.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 27


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 4
“Graça e Verdade”

Lemos, no prólogo deste mas Eu consigo; se você estiver


Evangelho: “Pois a Lei foi dada ligado a Mim da maneira correta,
por intermédio de Moisés; a graça receberá de Mim a dinâmica para
e a verdade vieram por intermédio ser e fazer, pois vou equipá-lo e lhe
de Jesus Cristo” (1.17). darei poder para ser tudo o que
O que isso quer dizer? A pala- quero que você seja e para fazer
vra grega para “graça” é “charis”. tudo o que quero que você faça”.
Quando a graça é manifestada em Às vezes, quando alguém
nossas vidas, é chamada de “ca- pensa em se tornar seguidor de
risma”. A graça de Deus é definida Cristo, ao ver que isto exige da sua
como um favor e uma bênção de parte completa e total mudança
Deus que não merecemos; como de estilo de vida, esse alguém diz:
não merecemos nada de Deus, “Eu jamais conseguirei fazer isso
tudo de bom que Deus nos dá é ou viver desse jeito”.
por Sua graça. O que ocorre é que essa pes-
Além de ser um favor que não soa está absolutamente certa,
merecemos, a graça também é o porque ninguém consegue coisa
poder e a dinâmica de Deus: é a alguma, a não ser que lhe seja
obra divina em nós, sem a nossa derramada a graça de Deus, con-
interferência. forme está registrado no capítulo
A graça é o milagre do Novo 1, versículos 15 ao 17: “Todos re-
Nascimento que Deus opera em cebemos da sua plenitude, graça
nós, sem qualquer ajuda nossa, a sobre graça”.
não ser a nossa fé. “A vontade de Estas são as boas novas:
Deus jamais nos levará onde a Sua “porque a Lei foi dada por in-
graça não possa nos sustentar” termédio de Moisés; a graça e a
Esta é outra definição do que deve- verdade vieram por Jesus Cristo”
mos entender como graça de Deus. (v.17). Deus deu, através de Moi-
Se dissermos a Deus: “Eu não sés, maravilhosas verdades ao Seu
consigo”, Ele responde: “Eu sei, povo, mas, quando Ele manifestou

28 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

a revelação da Verdade, através que Tiago afirmou que a Palavra


da Palavra eterna que se tornou de Deus é como um espelho, para
carne, também nos deu a graça o qual devemos olhar todas as ma-
sobrenatural para aplicarmos esta nhãs, a fim de ver nossas imperfei-
verdade em nossas vidas. ções (Tiago 1.22-25).
Sem dúvida alguma esta é Onde encontramos poder e
uma referência ao Dia do Pente- graça para endireitar os caminhos
costes, quando o Espírito Santo tortuosos da nossa vida, que são
veio sobre os seguidores de Cristo evidenciados através do espelho,
e passou a habitar neles. O resul- que é a Palavra de Deus?
tado deste acontecimento é des- É exatamente sobre isto que
crito no Livro de Atos da seguinte João está falando neste prólogo ao
forma: “... grandiosa graça estava afirmar que recebemos graça sobre
sobre todos eles” (Atos 4.33). graça, as boas novas que vieram
Os crentes judeus que tinham por intermédio de Jesus Cristo.
vivido o Pentecoste já conheciam
as Escrituras, pois a Lei de Deus “Venham e verão”
lhes havia sido entregue através Quando João Batista apre-
de Moisés, o que lhes ofereceu sentou Jesus como o Cordeiro de
a oportunidade de usufruir a ver- Deus, havia dois homens com ele
dade, a qual lhes mostrava como que eram seus discípulos e André
viver, embora ainda não tivessem era um deles.
a dinâmica para aplicar essa ver- Embora não se saiba exata-
dade em suas vidas. mente quem era o outro, existem
É por isso que a vida das pes- duas razões para que alguns teó-
soas tementes a Deus do Velho logos acreditem que João, o autor
Testamento representa alertas e deste Evangelho, fosse o compa-
exemplos a serem seguidos (I Co- nheiro de André naquela ocasião.
ríntios 10.11). Vejamos a primeira razão
Autores do Novo Testamento, neste texto: “O primeiro que ele
como o apóstolo Paulo, por exem- (André) encontrou foi Simão (que
plo, descreveram a Lei como uma depois se tornou conhecido como
linha traçada junto a nossa iniqui- Pedro), seu irmão, e lhe disse:
dade, evidenciando o nosso peca- Achamos o Messias (isto é, o
do (Romanos 3.19,20), enquanto Cristo)”. João também tinha um

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 29


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

irmão, e estes quatro tinham em escolha do homem é muito impor-


conjunto um negócio de pesca. tante. Deus jamais violaria esta
A segunda razão para os te- liberdade que Ele mesmo deu ao
ólogos acreditarem que este outro homem de fazer suas escolhas e
discípulo era João está ligada ao traçar seu próprio caminho.
fato de ele referir-se a si mesmo O Salmo 37.4 é para alguns
com muita humildade, como “o teólogos uma das promessas mais
discípulo a quem Jesus amava”, importantes de Deus encontradas
omitindo o seu nome, o que po- na Bíblia, ao afirmar que Deus sa-
deria ter ocorrido também nesta tisfaz os desejos do nosso coração.
passagem em estudo. Porém, quais são os desejos do
Depois de João Batista orien- nosso coração?
tar esses dois discípulos, eles se- Que estilo de vida você es-
guiram Jesus que, ao vê-los, lhes colheu? O que você almeja para
perguntou: “O que vocês querem? sua vida? A escolha é sua, mas as
Eles disseram: Rabi (que significa consequências dessa escolha tam-
Mestre), onde estás hospedado? bém lhe pertencem e não pode-
Respondeu ele: Venham e verão. remos escapar delas, como diz o
Então foram, por volta das quatro poema: “cedo ou tarde, todos nos
horas da tarde, viram onde ele es- sentaremos para um banquete de
tava hospedado e passaram com consequências”.
ele aquele dia” (1.38,39). Os ensinos de Jesus traziam
Como já ressaltamos na in- esse conceito de consequência
trodução deste estudo, o Evange- (Mateus 7.13-27), por esta razão,
lho de João possui um significado a pergunta de Jesus “O que vocês
mais profundo. Por exemplo, o querem?” é tão importante. O que
que vocês acham que Jesus quis você quer? Quais são os desejos
dizer com a pergunta “O que vo- do seu coração?
cês querem?”, feita àqueles dois A pergunta que aqueles dois
discípulos, quando viu que eles O homens fizeram a Jesus foi muito
estavam seguindo? prática: “Rabi, onde estás hospe-
Esta pergunta tem um gran- dado?”. Eles queriam saber onde
de significado, já que Deus nos Jesus vivia e se Ele praticava tudo
fez criaturas com capacidade de o que estava ensinando, isto é,
livre escolha e para Ele esta livre eles queriam ver na prática!

30 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Acho que todo pastor deveria Já destacamos que João,


ter esta pergunta num quadro pen- além de mostrar no que devemos
durado em seu escritório: “Pastor, crer, também explicou o que é crer,
onde o senhor vive?”. O sermão através dessa passagem. Portanto,
mais importante que podemos podemos dizer que fé é assumir o
pregar é o nosso dia-a-dia. compromisso de “ir e ver”, de an-
Quando “entramos na Palavra dar com Jesus e pedir a Ele que
de Deus e a Palavra de Deus en- nos dê a graça para viver de acor-
tra em nós”, devemos sempre nos do com o que Ele quer para nós.
lembrar desta pergunta profunda Você já fez isto? Você já dis-
que Jesus fez àqueles dois discí- se ao Cristo Vivo e Ressuscitado:
pulos: “O que vocês querem?”, “Quero que sejas o meu Senhor e
estando cientes de que a respos- preciso receber a Sua graça para
ta que dermos pode mudar todo seguir os Seus passos”. Faça isto,
nosso estilo de vida, se seguirmos pois Jesus estende a todos o con-
nosso Salvador e Senhor Jesus vite: “Venham e verão”.
Cristo. Durante o Estudo do Evan-
Jesus era tão prático quanto gelho de João, vamos encontrar
eles e lhes respondeu com o con- respostas para estas duas pergun-
vite: “Venham e verão”. A seguir, tas: Quem é Jesus e o que é vida.
lemos estas palavras: “Então fo- Vida é reconhecer que Jesus é o
ram, por volta das quatro horas Cordeiro de Deus e, depois, assu-
da tarde, viram onde ele estava mir o compromisso de seguir suas
hospedado e passaram com ele pisadas para que Ele nos mostre,
aquele dia”. nas situações do dia-a-dia, como
Como já dissemos na introdu- a graça e a verdade vieram através
ção deste estudo, todos eles vive- dEle, Jesus Cristo.
ram para Jesus. Na verdade, de O meu desafio é que você
acordo com as Escrituras e com a continue a estudar o Evangelho de
História da Igreja, todos eles mor- João comigo. À medida que cami-
reram por Ele, por causa do que vi- nharmos, capítulo por capítulo e
ram e da opção que fizeram, em ra- versículo por versículo, descobrire-
zão do compromisso resultante do mos quem é Jesus, o que é fé e o
“ir e ver” onde e como Jesus vivia. que é vida.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 31


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 5
“Nascer de Novo: O Que, Como e Por Quê?” (João 2.1-11)

“No terceiro dia houve um e, depois que os convidados já


casamento em Caná da Galileia beberam bastante, o vinho infe-
e a mãe de Jesus estava ali; Je- rior é servido; mas você guardou
sus e seus discípulos também o melhor até agora’. Este sinal
haviam sido convidados para o miraculoso, em Caná da Galiléia,
casamento. Tendo acabado o vi- foi o primeiro que Jesus reali-
nho, a mãe de Jesus lhe disse: zou. Revelou assim a sua glória,
‘Eles não têm mais vinho’. Res- e os seus discípulos creram nele”
pondeu Jesus: ‘Que temos nós (2.1-11).
em comum, mulher? A minha João declarou que o seu pro-
hora ainda não chegou’. Sua mãe pósito ao escrever este Evangelho
disse aos serviçais: ‘Façam tudo era relatar os sinais ou milagres
o que ele lhes mandar’. Ali perto que Jesus operou, acreditando que
havia seis potes de pedra, do tipo depois de examinarmos este relató-
usado pelos judeus para as pu- rio estaríamos convencidos de que
rificações cerimoniais; em cada Jesus é o Cristo, o Filho de Deus.
pote cabiam entre oitenta e cen- João queria que crêssemos,
to e vinte litros. Disse Jesus aos porque, quando cremos, recebe-
serviçais: ‘Encham os potes com mos a Vida Eterna. Tendo explica-
água’. E os encheram até à bor- do sobre o que falaria e declarado
da. Então lhes disse: ‘Agora, le- o seu propósito ao escrever este
vem um pouco ao encarregado da Evangelho, o primeiro milagre de
festa’. Eles assim fizeram e o en- Jesus que João relatou foi a trans-
carregado da festa provou a água formação de água em vinho numa
que fora transformada em vinho, festa de casamento.
sem saber de onde este viera, Nas Escrituras, o vinho sim-
embora o soubessem os serviçais boliza alegria e eu tenho certeza
que haviam tirado a água. Então de que, além dessa história ser o
chamou o noivo e disse: ‘Todos relato de um lindo milagre, tam-
servem primeiro o melhor vinho bém é uma alegoria.

32 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Como já observamos, quan- Observe como a Bíblia descreve


do digo que é uma alegoria, não alguém que nasceu de novo: “Por-
significa que a história não tenha tanto, se alguém está em Cristo, é
realmente acontecido, já que uma nova criação. As coisas antigas já
alegoria é uma história cujos per- passaram; eis que surgiram coi-
sonagens, objetos e cenário pos- sas novas. Tudo isso provém de
suem um significado mais pro- Deus...” (II Coríntios 5.17,18).
fundo com uma lição moral ou Se você ler Gálatas 5.22,23
espiritual. e João 10.10 e depois considerar
Esta história é uma alegoria o fruto do Espírito ou a vida abun-
que cumpre o objetivo deste Evan- dante daqueles que nasceram de
gelho. João disse que contaria os novo, talvez você pense: “Isso não
sinais de Jesus e, depois de res- tem nada a ver comigo”. É como se
ponderem devidamente, as pesso- você dissesse: “Não tenho vinho”.
as nasceriam do Espírito, nasce- De acordo com essa alegoria,
riam do alto. este é o primeiro passo que você
Este milagre que Jesus realizou deve dar para nascer de novo:
é uma alegoria do milagre do Novo confessar que não tem mais vinho,
Nascimento, do nascimento do alto não tem alegria verdadeira ou, em
ou de Deus e da regeneração que outras palavras, que você ainda
Deus promove em nossas vidas. não nasceu de novo.
O primeiro passo para o Novo Nessa alegoria, destacamos
Nascimento está representado o segundo passo, que simboliza
nas palavras de Maria para Jesus: o Novo Nascimento, quando Je-
“Eles não têm mais vinho”. Alego- sus manda os serviçais encherem
ricamente, eles não tinham mais aqueles potes com 80 litros de
alegria. O sofrimento do povo de água. Na Bíblia, “água” simboliza
Deus naquele tempo, sob o domí- a própria Escritura (Efésios 5.26).
nio dos romanos, que governavam A Palavra de Deus é o agente
com pulso de ferro, era a razão que Ele usa para operar os milagres
porque eles não tinham alegria. em nossas vidas, como o apóstolo
Aprendemos com esta alego- Paulo escreveu: “a fé vem por se
ria que o primeiro passo para nas- ouvir a mensagem, e a mensagem
cer de novo é justamente confessar é ouvida mediante a palavra de
que não somos nascidos de novo. Cristo” (Romanos 10.17).

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 33


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Pedro, por sua vez, comparou tudo o que ele lhes mandar”, que
o Novo Nascimento ao nascimen- podemos entender da seguinte
to físico. Para o nascimento físico maneira: enquanto você estiver
são necessários um sêmen ou se- enchendo o seu vaso com a Pala-
mente, um óvulo, a concepção, o vra de Deus, “tudo o que Ele lhe
desenvolvimento da vida pré-natal mandar fazer, faça!”.
e o parto. Pedro explica que no O que faz a Palavra de Deus
nascimento espiritual a semente, ser viva em sua vida não é somen-
ou o sêmen, é a Palavra de Deus (I te familiarizar-se com ela, estu-
Pedro 1.23). dando seus textos, mas praticando
O enchimento dos vasos com o que você aprende com Ela. Este
água, na alegoria do primeiro mi- é um fator de vital importância.
lagre de Jesus, corresponde ao se- Muitos de nós não precisamos
gundo passo do Novo Nascimento: somente escutar, mas atentar ao
depois de confessar que ainda não que a Palavra diz. De acordo com
nasceu de novo, você enche o seu a Parábola do Semeador, produzi-
vaso, sua mente e sua vida com a mos frutos, quando obedecemos a
Palavra de Deus. Palavra que foi semeada em nos-
Esta foi a razão porque fui sos corações (Lucas 8.15).
levado a criar o estudo Encontro Por isso, quando sua mente e
com a Palavra, quando descobri seu coração estiverem se enchen-
que, no momento em que o “vaso” do com a Palavra de Deus, e você
é cheio da Palavra de Deus, quase ouvir a voz dEle mandando-o fazer
sempre acontece o Novo Nasci- alguma coisa, faça!
mento, porque a fé vem pelo ou- Pode ser também que, en-
vir a Palavra de Deus, a semente quanto você estiver enchendo o
que concebe o Novo Nascimento. seu vaso com a Palavra de Deus, o
Portanto, se você quiser nascer de Espírito Santo o convença de algu-
novo, encha o seu vaso, sua men- ma coisa que você está fazendo e
te, seu coração, sua vida com a Ele lhe diga: “Pare!”. Quando isto
Palavra de Deus. acontecer, obedeça!
O terceiro passo no processo O quarto passo do Novo Nas-
do Novo Nascimento, nessa alego- cimento nesta alegoria é servir o
ria, está ilustrado no ato de Maria, vinho. Depois que você já tiver
quando diz aos serviçais: “Façam dado o primeiro, o segundo e o

34 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

terceiro passos, retire a água que do nosso relacionamento. O mara-


foi transformada em vinho de ma- vilhoso milagre da transformação
neira miraculosa e sirva-a. da água em vinho é um exemplo
Pode ser que, como no caso do que João falou que acontece-
do milagre da multiplicação dos ria: as pessoas nasceriam de novo
pães, você se pergunte: “Em que depois de responderem apropria-
momento o milagre aconteceu? damente a Jesus e à Sua Palavra.
Qual foi exatamente o momento Este milagre também pode
em que a água se transformou em representar o reavivamento. De-
vinho?”. Tenho convicção de que o pois do Novo Nascimento, haverá
milagre da transformação da água momentos em que podemos achar
em vinho ocorreu no momento em que precisamos nascer mais uma
que Jesus mandou os serviçais vez e outra e outra, embora não
servirem e eles tiveram fé para seja exatamente isto o que precisa
fazê-lo. acontecer, mas sim um reaviva-
A mensagem que tiramos des- mento, uma renovação espiritual.
ta parte da alegoria é: quando o Jesus falou sobre esse assun-
Cristo Vivo transformar a água em to com Pedro, quando disse que
vinho, compartilhe com outros, não precisamos “tomar um novo
porque a experiência do Novo banho”, mas, depois que nossos
Nascimento deve fazer diferença pés caminharem pelo mundo e
no seu relacionamento com as se sujarem, o que precisamos fa-
pessoas. zer é simplesmente lavá-los (João
Será que sua mulher, seu ma- 13.10).
rido, seus filhos, seus colegas de Este milagre de Jesus oferece
trabalho vão saber que você nas- para nós uma fórmula para quan-
ceu de novo? É claro que vão, por- do acharmos que precisamos de
que a experiência do Novo Nas- um reavivamento, dando o primei-
cimento não só transforma você, ro passo que é confessar que não
mas também muda profundamen- temos mais vinho (Salmo 51.12).
te os seus relacionamentos. Simplesmente confesse a Deus:
A distribuição da água trans- “Não tenho mais a alegria que de-
formada em vinho representa a veria ter. Não tenho mais vinho”.
transformação da nossa vida sen- Dê o segundo passo enchendo
do compartilhada com as pessoas o “vaso” com a Palavra de Deus.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 35


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Busque um lugar onde você pos- Jerusalém muitos creram nEle,


sa se isolar e encha o seu coração quando viram os milagres que Ele
com a Palavra de Deus até che- operou, mas Jesus não confiava
gar ao terceiro passo, que é estar neles, pois conhecia a todos (2.23-
atento à voz de Deus, quando Ele 25), isto é, Jesus não precisava
disser “Faça isso!” ou “Não faça que ninguém dissesse a Ele o que
isso!”. se passava no coração dos homens.
Você estará dando o quarto Encontramos aqui outra res-
passo ao pedir a Deus que use o posta para a pergunta “O que é
reavivamento espiritual que está fé?”. Descobrimos o que é fé ob-
buscando como uma bênção para servando o que não é fé. Nem
todas as pessoas que participam todo mundo que professa a fé é
da sua vida. um crente verdadeiro, porque mui-
Depois que forem dados estes tos somente crêem ao verem mila-
quatro passos, representados ale- gres. Mas, e aquele que vê mila-
goricamente neste milagre de Je- gres e não crê?
sus, você descobrirá que sua vida De acordo com esta metáfora,
em Cristo foi renovada. vemos que fé é uma via de duas
O impacto imediato que este mãos. Ter fé implica em um com-
milagre provocou foi que, pela pri- promisso seu com Cristo e Ele com
meira vez, os discípulos creram você. “Sigam-me e eu os farei”; é
em Jesus. Quando eles pergunta- assim que a fé em Cristo funciona:
ram onde Jesus vivia e Jesus lhes você assume um compromisso em
disse “Venham e verão”, iniciou-se seguir Jesus e Ele assume o com-
a jornada de fé daqueles homens. promisso de fazer alguma coisa
No entanto, João diz clara- por você.
mente que eles creram pela pri- Parece que naquele caso as
meira vez, quando viram que a pessoas creram, mas apenas in-
água tinha se transformado em telectualmente, sem assumirem
vinho. De acordo com o Evange- qualquer compromisso em seus
lho de João, ao seguirem Jesus os corações, por isso Jesus também
discípulos tiveram uma revelação não tinha compromisso com elas,
contínua do que é fé. porque elas não tinham assumido
No final do capítulo 2, lemos compromisso nenhum com Jesus
que enquanto Jesus estava em (João 20.29; Romanos 10.9).

36 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Ainda no capítulo 2, João Ele é aquEle que transforma a


registrou a purificação que Jesus água em vinho, assim como trans-
promoveu no Templo, episódio forma as suas fraquezas e resolve
este que podemos encontrar, tam- os seus problemas, quando você O
bém, nos Evangelhos sinópticos. convida para entrar em sua vida.
Era importante para João re- Podemos tirar muitas aplica-
latar o episódio da purificação do ções deste milagre e inseri-las à
Templo, por ser um importante si- pregação e ao ensino da Palavra
nal de que Jesus é o Cristo. Quan- de Deus.
do Jesus afirmava ser Ele Deus e Um dos meus professores pre-
o Messias, os líderes religiosos, de feridos, Dr. J. Vernon McGee, com-
maneira consistente, pediam que partilhou com jovens seminaristas
Jesus mostrasse sinais que com- de 1952 que, quando pregava
provassem o que Ele estava fa- para quatro mil pessoas todos os
lando. Ao pedirem por um sinal, domingos, ocorria-lhe o seguinte:
Jesus respondeu: “Destruam este “Às vezes acho que a mensagem
templo (referindo-se a Ele mes- que Deus me deu para pregar é
mo), e eu o levantarei em três como água, uma mensagem mui-
dias” (João 2.19). to fraquinha! Não passa de água!
João conta que, quando Je- Então, Deus diz para mim: ´Pre-
sus ressuscitou dos mortos, Seus gue esta mensagem que Eu faço a
discípulos se lembraram das Es- Minha parte´.
crituras, da promessa contida no Em algum momento, enquan-
Salmo 16, onde Pedro se baseou to eu caminho até o púlpito, Deus
para pregar no Dia do Pentecoste, me dá o Seu toque e aquela água
bem como da afirmação que Jesus se transforma em vinho. Eu não
fizera ao purificar o Templo. sei como Deus faz isto, mas sei
O episódio da purificação do que Ele faz”.
Templo significou um importan- Este professor foi uma inspi-
te sinal de Jesus que, na opinião ração para seus alunos: “Quan-
de João, seria suficiente para nos do Deus lhe der uma mensa-
convencer de que Ele é o Cristo, o gem, pregue-a. Você pode achar
Filho de Deus. que ela não passa de água, mas
Resumindo, quem é Jesus no pregue-a! Em algum momento
capítulo 2 do Evangelho de João? Deus transforma essa ‘água’ em

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 37


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

vinho” e, desde 1952, eu tenho compartilhe as Escrituras e a ale-


comprovado a veracidade dessas gria que você agora tem com as
palavras. pessoas que Deus colocar no seu
O que é fé no capítulo 2 de caminho.
João? Fé é seguir os passos para O que é vida no capítulo 2 do
o Novo Nascimento ou para o rea- Evangelho de João? Este livro fala
vivamento: ser honesto com Deus de várias maneiras, em vários ca-
e confessar que o seu vinho aca- pítulos, que vida é nascer de novo.
bou, que você ainda não nasceu Aprendemos até aqui que vida
de novo, que você não tem mais é ter a água transformada em vi-
a alegria do Espírito e que precisa nho; que vida é tudo o que resulta
de um reavivamento. de uma parceria de fé com Jesus
A seguir, encha o seu vaso Cristo, na qual você assume um
com a Palavra de Deus e utilize compromisso com Ele e Ele assu-
o maior tempo que puder com a me um compromisso com você.
Palavra de Deus e, enquanto você Saber que Jesus está com-
estiver lendo as Escrituras, o que prometido com você, com tudo o
Deus lhe mandar fazer, faça! que Ele é e tem, é uma qualidade
Em seguida, testemunhe os de vida maravilhosa, que só pode
resultados do seu reavivamen- existir se tivermos nosso templo
to espiritual com outras pessoas; purificado do pecado.

38 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 6
“Você Tem Que Nascer de Novo”

O capítulo 3 de João é conhe- mais duas vezes em seu Evange-


cido de quase todos nós, pois é lho, quando defendeu Jesus diante
nele que encontramos o relato da do Sinédrio (7.50-52) e quando,
conversa que Jesus teve com um numa atitude corajosa, participou
rabino chamado Nicodemos. do sepultamento de Jesus (19.39).
Enquanto lemos e estudamos Segundo a tradição, ele realmente
este capítulo, lembre-se do propó- nasceu de novo e, com alegria, per-
sito de João ao escrever este Evan- deu tudo o que tinha por causa de
gelho: no prólogo do livro, ele afir- Cristo.
mou que faria um relato dos sinais Nicodemos iniciou o seu diá-
de Jesus para que as pessoas cres- logo com Jesus, dirigindo-se a Ele
sem nEle e nascessem de novo. como “Mestre”, detalhe este muito
Através da alegoria do primei- importante, já que não podemos
ro milagre de Jesus, a transforma- nos esquecer que, sob a ótica hu-
ção da água em vinho, relatado no mana, Jesus era um simples carpin-
capítulo 2, vimos representado o teiro de uma cidadezinha de pouca
Novo Nascimento. importância, chamada Nazaré.
Nos capítulos 3, 4 e 5, João Mesmo assim, este famoso
registrou exemplos de pessoas mestre em Israel chamou Jesus de
que nasceram de novo, sendo o “Mestre” e disse: “sabemos que
primeiro o rabino Nicodemos que, ensinas da parte de Deus, pois
segundo o texto original em grego ninguém pode realizar os sinais
era um mestre de prestígio e fama miraculosos que estás fazendo, se
em Jerusalém (3.10) e, conforme Deus não estiver com ele” (3.2).
nos conta a tradição, era irmão de É importante observar que Ni-
Josefo, o famoso historiador judeu codemos foi procurar Jesus à noi-
do primeiro século. te, talvez em razão de seu trabalho
Apesar do capítulo 3 não in- durante o dia ou porque não qui-
dicar que Nicodemos tenha nas- sesse que alguém soubesse que
cido de novo, João o mencionou ele tinha procurado Jesus.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 39


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Independente do motivo que verdade: ninguém pode entrar no


tenha levado Nicodemos a procu- Reino de Deus, se não nascer da
rar Jesus à noite, o fato é que ele água e do Espírito. O que nasce da
estava impressionado com as coi- carne é carne, mas o que nasce
sas que viu Jesus fazer, por isso O do Espírito é espírito. Não se sur-
procurou. preenda pelo fato de eu ter dito:
É óbvio que ele queria ouvir o É necessário que vocês nasçam
que Jesus tinha a dizer e, se pro- de novo” (3.3-7). Estas palavras
curássemos dar outra explicação de Jesus fazem do terceiro capítulo
para esse encontro, estaríamos de João o capítulo do “Novo Nasci-
nos enganando. As pessoas só mento” da Bíblia. Mas, o que sig-
querem ouvir o que temos a falar, nifica “nascer de novo”?
se ficarem impressionadas com as Antes de abordarmos a ques-
nossas atitudes. tão do Novo Nascimento, devemos
Para Jesus nossas atitudes são nos fazer a seguinte pergunta:
muito mais importantes que nossas “qual é o propósito do Novo Nas-
palavras, conforme já foi dito que cimento?”. Observe que Jesus não
“nós praticamos aquilo em que re- ensina que o Novo Nascimento é o
almente cremos; quanto ao resto, propósito final, mas um meio para
não passa de discurso religioso”. se chegar a um fim.
Aquele rabino só foi ouvir o Jesus disse apenas: “você tem
discurso religioso de Jesus, por- que nascer de novo, porque, se
que ficou impressionado com o isto não acontecer, você não verá o
que O viu fazendo. As pessoas só Reino de Deus nem entrará nele”.
se interessam pelo nosso discurso Portanto, o Reino de Deus é o fim,
religioso, se as nossas atitudes as é o propósito final, enquanto que o
impressionarem. novo nascimento é um meio para
É assim que tem início este chegar a este fim.
diálogo tão interessante: depois de De acordo com Jesus, de-
Nicodemos se dirigir a Jesus dessa vemos nascer de novo, porque o
forma, Jesus abre-lhe a porta para que é nascido da carne não passa
compartilhar com ele seu discurso de carne. Quando a Bíblia usa o
religioso: “Digo-lhe a verdade: nin- termo “carne” está se referindo à
guém pode ver o Reino de Deus, “natureza humana sem o cuidado
se não nascer de novo. Digo-lhe a (tratamento) e a ajuda de Deus”.

40 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Poderíamos dizer que, no você seja no Reino dEle e jamais


fundo, o que Jesus está dizendo terá um relacionamento com Ele
é que o nascimento físico faz de se não nascer de novo. Mas, de-
nós nada além de animais sofis- pois que você nascer de novo, verá
ticados, por isso, se você quer ser Deus como Seu Rei e passará a ter
uma criatura espiritual, precisa um relacionamento com Ele. Você
nascer espiritualmente. não vai precisar morrer para que
O que é o Reino de Deus? isso aconteça; pode ser agora!”.
Aprendemos qual é a resposta De acordo com Jesus, o primeiro
para esta pergunta, quando estu- resultado do Novo Nascimento é a
damos o Velho Testamento e tam- confissão, como a de Tomé: “Se-
bém o Sermão do Monte, em Ma- nhor meu e Deus meu!” (20.28).
teus, capítulos 5 a 7. O apóstolo Paulo ensinou esta
A verdade é que Deus é um mesma verdade, quando declarou
Rei e Ele tem um Reino sobre o que ninguém pode dizer que Jesus
qual reina, portanto, se Deus reina é Senhor, a não ser pelo Espírito
sobre você, então você faz parte Santo (I Coríntios 12.3). No Novo
do Reino dEle; se você é um súdito Testamento, observamos que as
leal a Deus e Ele é Rei sobre sua pessoas vêem o Reino de Deus e
vida, então você já conhece e faz entram nele, quando chamam Je-
parte do Reino de Deus. sus de Senhor e Salvador, a partir
Muitos acreditam que o Reino do que participam do milagre do
de Deus se refere ao céu, que nos Novo Nascimento.
espera depois da morte, e inter- Certa vez eu organizei um retiro
pretam assim as palavras de Jesus com os líderes da igreja da qual eu
para Nicodemos: “Se você não nas- era pastor e passei-lhes uma tare-
cer de novo, não vai para o céu”. fa. Pedi-lhes que meditassem sobre
Eu, porém, estou convencido de duas perguntas e que me dessem
que não foi isso o que Jesus quis por escrito as respectivas respostas.
dizer, quando proferiu estas pala- A primeira pergunta era: Ba-
vras para Nicodemos, com as quais seados no ensino de Jesus, cons-
todos estamos familiarizados. tante da segunda metade do capí-
O que Jesus disse para Nico- tulo 6 de Mateus, quais devem ser
demos foi o seguinte: “Você jamais suas prioridades? Quanto à segun-
enxergará o que Deus quer que da, era: Baseado em como você

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 41


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

tem usado o seu tempo, dinheiro, Isto não quer dizer que Ele estará
energia, afeição e tudo o mais que sempre no primeiro lugar de nossas
compõe sua vida, quais têm sido, vidas, o que faria de nós pessoas
de fato, suas prioridades? perfeitas, mas significa que, pelo
Eles deveriam ser honestos e menos, você viu e entrou nesse tipo
o foram. Aquela igreja tinha come- de relacionamento com Ele”.
çado comigo e a maioria daqueles Isso aconteceu numa reunião
líderes a frequentava havia anos. de uma igreja evangélica, onde
Todos eles já tinham ouvido meus todos, para ingressarem na igre-
estudos, por isso fiquei surpre- ja, tinham professado ter nascido
so quando um deles respondeu: de novo. Eu disse àqueles líderes:
“Esta foi a primeira vez na minha “Muitos de vocês disseram que
vida que entendi que Jesus quer nunca antes tinham visto essa ver-
ser minha prioridade número um. dade sobre o Reino e que jamais
O ensino de Jesus é claro e eu tiveram este tipo de relacionamen-
nunca tinha percebido isto!”. to com Deus e com Cristo, no qual
Respondendo à segunda per- Ele é o Rei dos reis e o Senhor dos
gunta, ele disse: “Baseado em senhores em suas vidas. Como ver
como tenho usado minha vida, o Reino de Deus e entrar neste
para ser bem franco, o que tenho Reino são as duas primeiras evi-
de importante para mim são minha dências do Novo Nascimento, será
mulher, meus filhos, aposentadoria, que vocês têm o direito de dizer
segurança, coisas deste tipo. Since- que são nascidos de novo?”.
ramente, eu nem sei onde Jesus se Quando Jesus compartilhou o
encaixa em minhas prioridades”. seu discurso religioso com Nicode-
Depois de ver que a maioria mos, este membro do Sinédrio fez
tinha respondido quase a mes- a Jesus a mesma pergunta duas
ma coisa, compartilhei com eles o vezes: “Como alguém pode nas-
terceiro capítulo de João e falei o cer, sendo velho? É claro que não
seguinte: “Jesus disse que, ao nas- pode entrar pela segunda vez no
cermos de novo, entendemos que ventre de sua mãe e renascer!”. E,
Deus será nosso Rei. Quando você “Como pode ser isso?” Jesus deu
nasce de novo, passa a ter um rela- a seguinte resposta a Nicodemos:
cionamento com Deus, no qual Ele “Você é mestre em Israel e não en-
é, de fato e de verdade, o seu Rei. tende essas coisas? Asseguro-lhe

42 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

que nós falamos do que conhe- bronze e serão curados!” (Núme-


cemos e testemunhamos do que ros 21.4-9).
vimos, mas, mesmo assim, vocês Alguns deles disseram: “Olhar
não aceitam o nosso testemunho. para um pedaço de bronze não vai
Eu lhes falei de coisas terrenas e me curar desta picada de cobra”,
vocês não creram; como crerão certamente morrerei; outros, po-
se lhes falar de coisas celestiais? rém, disseram: “Isto não faz ne-
Ninguém jamais subiu ao céu, a nhum sentido, mas esta é a única
não ser aquele que veio do céu: o esperança que tenho”, sendo cura-
Filho do homem” (3.4,9-13). dos instantaneamente.
Jesus estava dizendo para Este é um dos tantos milagres
aquele destacado rabino que Ele relatados no Velho Testamento,
mesmo estava no céu, enquanto até que chegamos ao capítulo 3
estava de pé, bem na frente dele. deste Evangelho. A essa altura do
Quando Jesus disse isto, Nicode- Seu diálogo com Nicodemos, Je-
mos não perguntou mais: “como?”. sus faz a declaração mais impor-
A resposta de Jesus remon- tante registrada pelos autores dos
ta a um episódio que Nicodemos Evangelhos (3.14-21).
conhecia muito bem, uma história Parafraseando, de forma re-
registrada no Livro de Números, a sumida, foi isto o que Jesus disse
qual eu vou resumir para você: Os para aquele importante rabino:
filhos de Israel estavam no deserto “Eu terei que ser erguido (crucifi-
e reclamavam. Como Deus odeia cado) sobre uma cruz porque Sou
reclamação (leia Números 14.26- o Único Filho de Deus e, morren-
31 e Filipenses 2.14), enviou ser- do na cruz como o Único Filho
pentes para picar os reclamantes; de Deus, Sou a Única Solução,
após uma mensagem de miseri- o Único Salvador de Deus para o
córdia, Deus mandou que Moisés pecado. Quando Eu for levantado
erguesse uma serpente de bronze na cruz, da mesma forma como
numa haste no centro do acam- aquelas pessoas picadas por co-
pamento, anunciando a seguinte bras foram curadas, as pessoas
mensagem a todos os que tinham que olharem para mim com fé
sido picados por serpentes: “Che- serão curadas do seu problema
guem ao centro do acampamen- causado pelo pecado e elas terão
to, olhem para a serpente de Vida Eterna”.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 43


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

De acordo com João Batista, Jesus estava dizendo a Nico-


o Homem-Deus, Jesus Cristo, era demos, a você e a mim que todo
o Cordeiro de Deus, que veio tirar o que crê pode nascer de novo, o
o pecado do mundo, como apren- que significa que temos uma parti-
demos com Jesus, quando Ele cipação no Novo Nascimento.
disse que iria morrer na cruz para Nossa parte neste grande mi-
resolver o problema do pecado de lagre é crer que Jesus Cristo morreu
todos nós, deixando isso bem cla- na cruz pelos nossos pecados, mas
ro ao dizer a Nicodemos: “Porque a parte de Deus no Novo Nasci-
Deus tanto amou o mundo que mento foge à nossa compreensão.
deu o seu Filho Unigênito, para Você não precisou entender
que todo o que nele crer não pe- nada acerca do corpo humano
reça, mas tenha a Vida Eterna” quando nasceu, porque sua parti-
(3.16). cipação foi passiva: você simples-
Esta foi essencialmente a res- mente nasceu.
posta de Jesus para a pergunta No entanto, Jesus ensinou que
“como” de Nicodemos. Jesus res- devemos nascer espiritualmente e,
pondeu-lhe com a palavra “crer”. para que isto aconteça, temos que
E o que significa “crer”? cumprir certas condições: fazemos
Conforme já observamos, em a nossa parte que é “crer” e Deus
todos os capítulos deste Evangelho, faz a parte dEle, concedendo-nos
João fala o que significa “crer” e, Vida Eterna, através da experiên-
de acordo com o que vimos neste cia do Novo Nascimento.
capítulo, a fé é ilustrada através da Jesus comparou ao vento a
cura daqueles que foram picados ao parte de Deus no Novo Nascimen-
olharem para a serpente de bronze. to, quando disse que ouvimos o
Da mesma forma, por um sim- som do vento, mas não podemos
ples ato de fé, você e eu olhamos vê-lo. Ele usou esta metáfora e
para Jesus na cruz e dizemos para disse: “O vento sopra onde quer.
Deus: “Eu creio que Jesus é o Seu Você o escuta, mas não pode di-
Único Filho; eu creio que Ele é Sua zer de onde vem nem para onde
Única Solução para o problema do vai. Assim acontece com todos os
pecado e o Seu Único Salvador; nascidos do Espírito” (3.8).
eu confio no Filho de Deus como Os versículos que parafraseei
o meu Salvador pessoal”. acima se tornaram a declaração

44 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

dogmática de Jesus, quando Ele Jesus Salvador. Vê, vê, viverás. Te-
disse a Nicodemos que aqueles rás vida em olhar para Jesus Salva-
que crêem no significado da Sua dor. Ele diz: Vida em Mim acharás”.
morte na cruz não estão condena- A Verdade do Evangelho de Jesus
dos, mas têm a Vida Eterna; po- Cristo é simples, “ver e viver”. Isto
rém, aqueles que não crêem estão é fé no capítulo 3 de João.
condenados, não por causa dos O que é vida neste capítulo?
seus pecados, mas porque não Vida é nascer de novo, desfrutar o
creram no que Jesus afirmou so- Novo Nascimento, ver o Reino de
bre o significado da Sua morte na Deus e entrar nele. Vida é ver que
cruz (3.16-18). Esta é a declara- Deus quer ser o nosso Rei, que
ção mais importante que Ele fez. precisamos entrar num relaciona-
Além de tudo isso que com- mento com Ele.
partilhei sobre o ensino de Jesus, Querido amigo, eu finalizo
vale acrescentar que Ele mandou este capítulo perguntando: você já
uma mensagem para os líderes olhou para Jesus como a única so-
espirituais do povo judeu, através lução para o seu problema de pe-
desse ilustre membro do Sinédrio, cado? Você crê, não apenas com
e a essência desta mensagem foi: a sua mente, mas também com o
“Vocês precisam começar tudo ou- seu coração, que Ele morreu pelos
tra vez e de outra maneira. Vocês seus pecados? Você já nasceu de
têm que começar Comigo!”. novo? Você O vê como o Rei da
sua vida? Se ainda não, leia no-
As três perguntas vamente os três primeiros capítu-
Quem é Jesus no capítulo 3 los do Evangelho de João e peça a
de João? Jesus é o Único Filho de Deus que o ajude a ver o Reino de
Deus, a Única Solução de Deus Deus e a entrar nele.
para o problema do pecado. Deus Se você já entrou no Reino de
não tem outra solução, nem outro Deus e é um seguidor de Cristo, eu
Salvador além do Seu Filho, Jesus o desafio a compartilhar essa alegria
Cristo. Este é Jesus no capítulo 3 da salvação com todos que Deus
de João. trouxer para você. Como Maria disse
O que é fé neste capítulo? Fé aos serviçais, eu o desafio a ser obe-
é “ir e ver”, como diz um hino que diente e fazer tudo o que Ele disser,
conheço: “Terás vida em olhar pra tudo o que Ele quer que você faça.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 45


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 7
“Água Viva”

No prólogo do seu livro, João alguns quilômetros a mais, a fim


conta que as pessoas nasciam de de contornar aquela cidade.
novo a partir da resposta que ti- Jesus, no entanto, preferiu
nham depois do seu encontro com passar por Samaria, o que não dei-
Jesus. Foi isto o que ele mostrou, xa de ser um detalhe importante,
através de uma alegoria, no ca- porque mostra o ensino sobre pre-
pítulo 2, e este certamente era o conceito que Jesus quis dar para
seu objetivo no capítulo 3, quando os seus discípulos.
relatou o extraordinário diálogo de Jesus passou bem pelo meio
Jesus com o rabino Nicodemos. de Samaria, na cidade de Sche-
No capítulo 4, João descre- chem, atual Nabus, onde está lo-
ve a conversa de Jesus com uma calizado o poço de Jacó, depois de
mulher em Samaria. Este capítulo ter enviado os discípulos a uma
tem início relatando uma viagem vila próxima, a fim de comprar
de Jesus de Jerusalém para a Ga- alimento, o qual recusou quando
lileia. Geralmente, por alguma ra- eles retornaram.
zão, as Escrituras apresentam de- Na conversa que teve com a
talhes geográficos como esse. mulher samaritana, Jesus apresen-
Aqueles que já estiveram na ta técnicas de comunicação muito
Terra Santa ou que têm certo co- eficazes. Observe, primeiramente,
nhecimento da geografia daquele a dedicação de Jesus nessa con-
lugar sabem que essa viagem im- versa (“Dedicar” significa “separar
plicava ir de uma ponta a outra para um propósito específico”).
de Israel e que esse trajeto incluía Jesus pôs de lado o preconcei-
passar por Samaria. to da cultura judaica e o Seu próprio
Devido ao preconceito exis- conforto para que a conversa acon-
tente entre judeus e samaritanos, tecesse, como a Bíblia relata que
quando os judeus ortodoxos iam era meio-dia, quando a temperatura
para a Galileia não passavam devia estar excessivamente quente,
por Samaria, preferindo percorrer e que Jesus estava cansado.

46 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Ele também deu atenção à Jesus pede-lhe água e assim


pessoa com quem estava conver- inicia a conversa, submetendo-se
sando; tendo decidido conversar a ela. Como os judeus não fala-
com aquela mulher em particular, vam com os samaritanos, prin-
mostrou-lhe total atenção, o que cipalmente com uma mulher e,
nos ensina outra grande lição. mais ainda, com a reputação que
Quando conversamos com al- ela tinha, Jesus quebrou um tabu
guém, devemos ter a consciência cultural, além do preconceito exis-
de que as pessoas ficam mais à tente entre judeus e samaritanos,
vontade para abrir seus corações e focalizando a conversa para a sede
falar de assuntos íntimos quando dela, que, para ser saciada, teria
estão sozinhas. Há momentos em que voltar constantemente à fonte.
que é muito importante estarmos Na verdade, a pergunta de
sozinhos com a pessoa com quem Jesus foi: “Você gostaria de beber
queremos conversar. algo que saciasse sua sede para o
É significativo observar o dis- resto da vida?”. Quando ela com-
cernimento de Jesus durante essa preende o que Jesus está falando,
conversa, onde Ele usou de gran- diz: “Senhor, dê-me dessa água,
de perspicácia para interpretar e para que eu não tenha mais sede,
ler nas entrelinhas o que a mulher nem precise voltar aqui para tirar
samaritana lhe falava. água”. Então Jesus lhe diz: “Vá,
Jesus vai até o poço para tirar chame o seu marido e volte”. Ela
água, porque Ele está com sede. responde: “Não tenho marido”.
Desta vez Jesus não está falando Parafraseando, esta é a resposta
com um renomado rabino, por isso de Jesus: “Você está absoluta-
não usa o termo “nascer de novo”. mente certa! Você já teve cinco
Tenho convicção de que nesse diá- maridos e o homem com quem
logo o tema da conversa de Jesus está vivendo agora não é seu ma-
com a mulher samaritana é o mes- rido” (4.7-18).
mo da conversa que ele teve com Por que Jesus trouxe este as-
o rabino Nicodemos, apenas Ele sunto à tona? Mais uma vez de-
usou outras palavras, descrevendo paramos com a mesma questão
o Novo Nascimento com uma fi- vista na conversa que Jesus teve
gura de linguagem compreensível com Zaqueu: arrependimento (Lu-
àquela mulher. cas 19.8,9). Sem arrependimento

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 47


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

ela não poderia provar a Água Viva “Eu sou o Messias! Eu, que estou
que saciaria sua sede para o resto falando com você” (4.25,26).
de sua vida. Com estas palavras Jesus esta-
Voltando às técnicas de co- va dirigindo aquela mulher samari-
municação empregadas por Jesus, tana para o Messias; Ele claramen-
vemos que Ele foi objetivo e con- te estava se declarando o Messias
duziu Sua conversa diretamente e esta declaração enfatiza a ar-
ao ponto em que queria chegar. gumentação sistemática de João
No momento em que Jesus neste Evangelho de que Jesus é o
confrontou aquela mulher, falando Cristo, o Messias, o Filho de Deus.
da sua vida particular, Ele já lhe Nesse contexto, Jesus também
havia transmitido Seu amor incon- lhe diz: “Se você conhecesse o dom
dicional e sua total ausência de de Deus, e quem lhe está pedindo
preconceito. água, você lhe teria pedido e ele
Se nós, você e eu, transmiti- lhe teria dado água viva” (4.10).
mos uma aceitação incondicional O que você pede ao Deus Oni-
para uma pessoa com quem esta- potente e Todo-Poderoso, quando
mos conversando, sendo diretos e ora e fala com Ele? Jesus diz clara-
objetivos, essa pessoa vai aceitar mente para aquela mulher que Ele
nossa palavra, nossos conselhos e é o Messias e que, se ela cresse
nossa direção. Jesus não foi ape- nisto, lhe pediria a Vida Eterna, a
nas direto e objetivo, mas também salvação, a Água Viva que saciaria
apresentou direção. sua sede para o resto da vida.
Observe a forma como Je- Quando Jesus diz para aquela
sus apresentou solução e direção mulher ir e chamar o seu marido,
para aquela mulher: Ele a condu- indo direto ao seu pecado e à ne-
ziu para o seu problema, que era cessidade de arrependimento, ela
o seu pecado e para a solução do fez o que as pessoas geralmente
problema, que era a Água Viva. No fazem, quando são confrontadas
momento certo, Ele mostrou-lhe a com seus pecados e com a ne-
salvação, tanto que, terminando cessidade de arrependimento: ela
a conversa, ela diz: “Eu sei que fez uma pergunta controversa e de
o Messias (chamado Cristo) está conteúdo religioso: “Vocês, judeus,
para vir. Quando ele vier, explicará acreditam que Jerusalém seja o
tudo para nós”. E Jesus responde: quartel-general de Deus, mas os

48 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

samaritanos crêem que Deus deva o Deus que é Espírito, numa das
ser adorado no Monte Gerizim”. mensagens mais lindas, através
É como se ela perguntasse a desse diálogo em que é anunciada
Jesus: ”qual é a sua opinião sobre a linguagem de sinais de João.
esta questão? Eu sempre quis sa- Como já disse, na introdução
ber quem está realmente certo, se do estudo deste Evangelho, sem-
os presbiterianos, ou os metodis- pre que lemos os escritos de João
tas, ou os batistas ou os católicos? devemos procurar pelo significado
Puxa! Que confusão!”. mais profundo que está por trás da
Isto já aconteceu com você, linguagem simbólica usada.
estar conversando com alguém e, Neste episódio, por exemplo, o
no momento em que essa pessoa cântaro da mulher é um símbolo da
enfrenta a realidade do seu peca- sua sede e, é claro, não era sede de
do e a necessidade de se arrepen- água simplesmente. O fato de ter
der, ela começa a fazer perguntas tido cinco maridos e, naquele mo-
polêmicas? mento, estar vivendo com um ho-
Quando a mulher fez essas mem que não era seu marido suge-
perguntas, Jesus não perdeu o re um tipo de sede mais profunda.
rumo da sua argumentação, mas No início da conversa, ela se
continuou a dirigi-la para além das espanta com o fato de Jesus não ter
religiões daqueles dias. um cântaro para tirar água. Como o
Basicamente, o que Jesus diz cântaro simboliza sede, nesta his-
é o seguinte: “Deus é Espírito e tória podemos definir Jesus como o
ninguém O coloca em uma caixi- Homem sem um cântaro de água,
nha. Vocês, samaritanos, acham o Homem que não tem sede, que
que colocaram Deus no Monte Ge- não tem a necessidade de salvação
rizim, mas nós, judeus, não temos que tinha a mulher.
a exclusividade de Deus em Jeru- Vejam a parte mais bonita
salém. Deus é Espírito e aqueles desta narrativa: “Então, deixando
que O adoram em Espírito e em o seu cântaro, a mulher voltou à
verdade podem fazê-lo em qual- cidade e disse ao povo: Venham
quer lugar!” (4.20-24). ver um homem que me disse tudo
Com estas palavras, Jesus o que tenho feito. Será que ele
levou aquela mulher samaritana não é o Cristo?” (28,29). Depois
para além da religião; levou-a para de conduzir a mulher ao Novo

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 49


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Nascimento, Jesus também a con- O encontro de Jesus, relatado


duziu ao ministério que tinha para neste capítulo, é uma descrição
ela. das duas experiências mais im-
É importante observar que portantes na vida de uma pessoa:
depois disto ela foi falar com os nascer de novo e ser instrumento
homens na cidade. Como na cul- para que outras pessoas também
tura samaritana as mulheres não nasçam de novo.
se comunicavam livremente com Alegoricamente, Jesus mos-
os homens, João está deixando trou para aquela mulher as duas
implícito que ela era uma prosti- maiores experiências da vida:
tuta, quando cita que ela vai para “Quem beber desta água terá
a cidade e anuncia aos homens: sede outra vez, mas quem beber
“Venham ver um homem que me da água que eu lhe der nunca
disse tudo o que tenho feito e que mais terá sede; ao contrário, a
me conhece profundamente. Ele água que eu lhe der se tornará
tocou meu coração!”. nele uma fonte de água a jorrar
Conforme o relato bíblico, os para a Vida Eterna”, isto é, “Além
homens foram ouvir Jesus por cau- de você nascer de novo e saciar
sa do que a mulher lhes tinha fala- a sua sede para sempre, você se
do, tanto que, mais tarde, depois tornará uma fonte da qual outras
de encontrar Jesus, eles disseram pessoas também beberão, sacia-
à mulher: “Já não é pela tua pa- rão sua sede e nascerão de novo”.
lavra que nós cremos, pois agora Isto aconteceu com aquela
nós mesmos temos ouvido e sabe- mulher: depois que ela experimen-
mos que este é verdadeiramente tou o Novo Nascimento, foi até Sa-
o Salvador do mundo (4.42)”. maria e alcançou aqueles homens
Mais uma vez João está cum- para Cristo.
prindo o propósito deste Evange- Para resumir esta conversa de
lho, ao descrever o Novo Nasci- Jesus, incluindo o resultado dela,
mento da mulher samaritana e que vai até o versículo 42 deste
dos homens que foram alcançados capítulo, vamos fazer as perguntas
em Samaria; mais uma vez ele re- que servem de base para o estudo
lata o Novo Nascimento daqueles do Evangelho de João, que são:
que respondem apropriadamente “Quem é Jesus?”, “O que é fé?” e
a Jesus. “O que é vida?”.

50 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Neste diálogo, Jesus é a Água acompanhada do arrependimento.


Viva, que pode saciar a nossa sede Como ocorreu com Zaqueu, Jesus
espiritual, como a água que bebe- primeiro prescreveu o arrependimen-
mos todos os dias mantém a vida do to para, depois, anunciar que tinha
nosso corpo físico. acontecido salvação (Lucas 18.18-
O que é fé neste diálogo? Jesus 23; 19.8,9).
disse para aquela mulher: “Se você No relato de João acerca da
conhecesse o dom de Deus e quem mulher samaritana, devemos bus-
lhe está pedindo água, você lhe te- car a resposta para a pergunta “O
ria pedido e ele lhe teria dado...”. O que é vida?”. Vida é ter duas gran-
que você pediria a Deus? des experiências: o Novo Nascimen-
Fé é perceber que quando ora- to e tornar-se um instrumento, atra-
mos a Deus estamos nos dirigindo vés do qual outras pessoas nasçam
ao Rei do Universo, àquEle que tem de novo.
recursos e poder ilimitados. Além Todos nós temos nossas sedes
disso, podemos extrair deste diálogo e necessidades, mas as Boas No-
a resposta para a pergunta “O que vas são que, quando nascemos de
é fé?”, tendo por exemplo, quan- novo, deixamos nossos “cântaros de
do vamos beber um copo de água, água”, isto é, a maneira antiga de
por acreditarmos que ela vai saciar saciar nossa sede.
a nossa sede, mostrando que real- A sua sede já foi saciada? Você é
mente cremos nisto quando a bebe- daqueles que crêem que Jesus pode
mos. Muitas pessoas crêem, que Je- saciar sua sede, mas que jamais to-
sus pode saciar sua sede, mas não mou a Água Viva pela fé? Se você
bebem desta Água Viva pela fé. ainda não teve esta alegria, arrepen-
Jesus disse para a mulher ir da-se do seu pecado, deixe seus ve-
chamar o seu marido, se de fato lhos “cântaros de água” para trás e
queria a Água Viva, e aqui encontra- aceite Jesus como sua Água Viva.
mos outra resposta para a pergunta A minha oração é para que, se
“O que é fé?”. você já nasceu de novo e se Jesus
Uma questão que deve ser bem já é sua Fonte de Água Viva, você
considerada refere-se à fé e ao ar- experimente esta segunda alegria: a
rependimento, já que em todos os de compartilhar as boas novas com
diálogos de Jesus, registrados por outras pessoas, inclusive com aque-
João e pelos autores dos outros Evan- las que são descriminadas cultural e
gelhos, a fé salvadora vem sempre socialmente.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 51


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 8
“A Colheita”

Ainda neste capítulo quero en- a colheita? Eu lhes digo: “Abram


focar os versículos que descrevem os olhos e vejam os campos! Eles
a resposta de Jesus e dos apósto- estão maduros para a colheita”.
los a essa conversa com a mulher Aquele que colhe já recebe o seu
samaritana. A passagem é João salário e colhe fruto para a Vida
4.27-42, onde lemos o seguinte: Eterna, de forma que se alegram
“Naquele momento os seus juntos o que semeia e o que co-
discípulos voltaram e ficaram sur- lhe. Assim é verdadeiro o ditado:
presos ao encontrá-lo conversando Um semeia, e outro colhe. Eu os
com uma mulher. Mas ninguém enviei para colherem o que vocês
perguntou: Que queres saber? não cultivaram. Outros realizaram
ou: Por que estás conversando o trabalho árduo, e vocês vieram
com ela? Então, deixando o seu a usufruir do trabalho deles. Mui-
cântaro, a mulher voltou à cidade tos samaritanos daquela cidade
e disse ao povo: Venham ver um creram nele por causa do seguinte
homem que me disse tudo o que testemunho dado pela mulher: Ele
tenho feito. Será que ele não é o me disse tudo o que tenho feito.
Cristo? Então saíram da cidade e Assim, quando se aproximaram
foram para onde ele estava. En- dele, os samaritanos insistiram em
quanto isso, os discípulos insistiam que ficasse com eles, e ele ficou
com ele: Mestre, come alguma dois dias. E por causa da sua pa-
coisa. Mas ele lhes disse: Tenho lavra, muitos outros creram. E dis-
algo para comer que vocês não co- seram à mulher: Agora cremos não
nhecem. Então os seus discípulos somente por causa do que você
disseram uns aos outros: Será que disse, pois nós mesmos o ouvimos
alguém lhe trouxe comida? Disse e sabemos que este é realmente o
Jesus: A minha comida é fazer a Salvador do mundo”.
vontade daquele que me enviou e Os discípulos se espantaram,
concluir a sua obra. Vocês não di- quando retornaram e viram Jesus
zem: Daqui a quatro meses haverá conversando com uma mulher,

52 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

principalmente porque era uma cumprir e que tem conhecimento


mulher samaritana. Entretanto, dessa missão, já que sempre se re-
ninguém ousou lhe perguntar o fere à obra que o Pai quer que Ele
que estava fazendo, ou sobre o faça: “Enquanto é dia, precisamos
que estavam conversando. realizar a obra daquele que me en-
Como já fizemos referência, viou. A noite se aproxima, quando
uma das características de Jesus, ninguém pode trabalhar” (9.4).
que se destaca nos diálogos que Ao concluir o Seu ministério
teve com a mulher samaritana e público de três anos, Jesus orou
também com Nicodemos, é o Seu ao Pai, dizendo: “Eu te glorifiquei
discernimento. na terra, completando a obra que
Observe a diferença entre a vi- me deste para fazer” (17.4) e, ao
são de Jesus e a dos apóstolos. O conquistar nossa salvação na cruz,
que os apóstolos viram? Eles viram Suas últimas palavras foram este
uma mulher samaritana ignoran- grito de triunfo: “Está consuma-
te, de reputação questionável, ou do!” (19.30).
pecadora; Jesus, porém, viu uma Essas declarações a respeito
mulher pronta para ter a experiên- da Sua missão são como um de-
cia do Novo Nascimento; Ele viu safio, a fim de que terminemos
uma mulher que poderia alcançar a obra que Deus determina para
toda Samaria para Ele, depois que nós a cada dia. A declaração mais
Ele deixasse a cidade. importante de Jesus sobre o po-
Quando os apóstolos insistiram der do ministério de evangelismo,
com Jesus para que Ele comesse, para o qual Ele nos comissionou
Jesus lhes respondeu: “Tenho algo como Seus discípulos, encontra-se
para comer que vocês não conhe- nos versículos seguintes ao diálo-
cem”, o que os levaram a pensar go que Ele travou com a mulher
que alguém pudesse ter enviado ali- samaritana junto ao poço de Jacó,
mento a Ele, mas Jesus continuou quando Ele passava por Samaria.
com outra declaração igualmente
muito importante: “A minha comida Semear e colher
é fazer a vontade daquele que me O diálogo entre Jesus e a mu-
enviou e concluir a sua obra”. lher samaritana acabou e, como
No Evangelho de João, Jesus resultado dele, aquela mulher nas-
é o Homem com uma missão a ceu de novo. O que temos diante

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 53


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

de nós é uma declaração muito e vejam os campos! Eles estão


importante de Jesus a respeito maduros para a colheita”. O que
do ministério, para o qual Ele nos levou Jesus a falar assim? Ele ti-
direciona (35-42). Jesus dirigiu a nha acabado de conversar com a
mulher samaritana para um minis- mulher samaritana e todos viram
tério e depois treinou os apóstolos, que ela era uma mulher pecadora.
compartilhando com eles a visão Essencialmente, o que Je-
que levou aquela mulher ao mila- sus está dizendo é: “Quando vo-
gre da Água Viva. cês olharem para alguém como
Como a maioria das pessoas esta mulher, ergam seus olhos,
daquele contexto, aqueles homens não olhem as pessoas por baixo,
que andavam com Jesus eram, vejam-nas como Deus as vê”. Foi
provavelmente, de origem rural e basicamente isto o que Jesus fa-
tinham suas plantações para sus- lou nesta passagem magnífica das
tento de suas famílias, o que nos Escrituras.
leva a crer que eles não tiveram di- O profeta Jeremias apresentou
ficuldade para compreender a Pa- uma das razões porque devemos
rábola do Semeador e acerca das ter esta atitude: “O coração é mais
ervas daninhas, na Parábola do Tri- enganoso que qualquer outra coi-
go e do Joio, contadas por Jesus. sa e sua doença é incurável. Quem
É possível que os discípulos é capaz de compreendê-lo? Eu
tenham conversado entre si a res- sou o Senhor que sonda o coração
peito da colheita que aconteceria e examina a mente, para recom-
em quatro meses e sobre a neces- pensar a cada um de acordo com
sidade de estarem em suas casas a sua conduta, de acordo com as
neste período, por isso estou con- suas obras” (Jeremias 17.9,10).
vencido de que Jesus fez referên- Desde 1956 sou pastor e não
cia ao que eles estavam falando precisei de muito tempo para con-
quando lhes disse: “Vocês não di- cordar com Jeremias, porque des-
zem: Daqui a quatro meses have- cobri que eu não conhecia o meu
rá a colheita? Eu lhes digo: Abram próprio coração, nem o coração
os olhos e vejam os campos! Eles dos outros. Em minha ignorância
estão maduros para a colheita”. eu sempre dizia: “Você pode amar
Este era o contexto, quando qualquer pessoa, desde que a com-
Jesus exortou: “Abram os olhos preenda”, mas logo descobri que

54 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

era difícil amar certas pessoas que o amor dEle dado a você. A palavra
eu acreditava conhecer muito bem. “misericórdia” define o compor-
Agradeço a Deus porque, logo tamento de Deus ao impedir que
nos primeiros anos do meu pasto- recebamos o que merecemos; ela
rado, Jesus me ensinou a erguer nos mostra que o amor de Deus é
os olhos antes de olhar para as incondicional.
pessoas, quando pude fazer uma Jesus nos lembrou que Deus
descoberta muito importante: se “faz raiar o seu sol sobre maus e
você erguer seus olhos antes de bons e derrama chuva sobre justos
olhar ao redor, verá pessoas, como e injustos” (Mateus 5.45); Ele nos
a mulher samaritana, sob a pers- lembrou que Deus ama incondi-
pectiva de Jesus e não sob a pers- cionalmente, como escreveu Davi
pectiva dos apóstolos. no Salmo 23, que “a bondade e a
Alguém pode perguntar: “Je- misericórdia (o amor incondicional
sus olha com amor para aque- de Deus) estavam com ele todos
las pessoas que cometem crimes os dias de sua vida” (v.6).
terríveis e prejudicam outros?”. A Certa ocasião eu ouvi um juiz,
resposta para esta pergunta está que já exercia a função há mais de
em uma única palavra encontrada 50 anos, dizer que a maioria das
na Bíblia: “misericórdia”. Esta pa- pessoas que se apresentaram em
lavra é encontrada 366 vezes na seu tribunal não estava interessada
Bíblia, sendo uma vez para cada na justiça, porque era culpada, e
dia do ano, além de um dia extra ele sabia disso, mas essas pessoas
para o ano bissexto. estavam buscando misericórdia.
O que é misericórdia? Miseri- A última vez que ouvi um pas-
córdia é o amor incondicional de tor, o qual me serviu de exemplo, foi
Deus. “Misericórdia” é o atributo numa pregação, quando ele tinha
de Deus, que impede que receba- 81 anos de idade. Ele começou a
mos aquilo que merecemos, en- pregar com a seguinte frase: “Já
quanto que “graça” é o atributo estou bem velho e me preparando
de Deus, que derrama sobre nós para me encontrar com meu Se-
todos os tipos de bênçãos que não nhor. A única coisa que me interes-
merecemos. sa agora é a misericórdia de Deus”.
A graça de Deus é a obra dEle Não haveria salvação para nós
em você sem a sua participação; é se não houvesse a misericórdia de

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 55


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Deus, por isso devemos ser gratos você? Você já tomou a Água Viva?
a Deus por Sua misericórdia, por Jesus já saciou sua sede? Se sua
Ele olhar para os pecadores com resposta for sim, lembre-se que o
amor incondicional. plano dEle é que a Água Viva em
Portanto, se você e eu elevar- você se torne uma fonte, para que
mos nosso olhar antes de olhar- outras pessoas venham e bebam.
mos para as pessoas, não enxerga- Você pode citar alguém que hoje crê
remos ninguém que não possamos em Cristo porque você não precisa
amar, porque estaremos em união mais de nenhum “cântaro de água”?
com Cristo e com o amor de Deus. Observe que depois que os ho-
Esta é a exortação que ou- mens de Samaria foram até Jesus,
vimos de Jesus: Sua resposta ao por causa da palavra da mulher,
Novo Nascimento da mulher sa- eles disseram: “Agora cremos não
maritana, quando disse aos após- somente por causa do que você
tolos: “Vocês estão sempre falando disse, pois nós mesmos o ouvimos
sobre colheita, mas não entendem e sabemos que este é realmente o
que todo dia é dia de colheita? Er- Salvador do mundo”.
gam seus olhos e vejam as pesso- Quando temos o privilégio de
as que estão mais que no ponto de participar da colheita, é impor-
serem ‘colhidas’”. tante que as pessoas sejam con-
Como aquela mulher sedenta duzidas a Cristo e não a nós, pois
que estava mais que pronta para nosso objetivo deve ser que, para
tomar a Água Viva, existem muitas elas, o mais importante não seja a
pessoas hoje que estão aguardando nossa palavra, mas que elas pos-
que algum servo de Cristo as colha. sam dizer como aqueles homens
Se apenas erguermos nossos de Samaria: “Agora cremos não
olhos, antes de olharmos para as somente por causa do que você
pessoas, descobriremos que es- disse, pois nós mesmos o ouvimos
sas palavras de Jesus são tão ver- e sabemos que este é realmente o
dadeiras hoje como o foram na- Salvador do mundo”. A nossa ora-
quele dia em Samaria, há quase ção deve ser, portanto, que cada
dois mil anos. uma dessas pessoas conheça Je-
Será que há alguém que hoje sus por experiência própria.
crê em Cristo porque você teste- O que disseram aqueles homens
munhou o que Cristo significa para de Samaria reforça a argumentação

56 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

sistemática do apóstolo João, isto é, relação a você? Pense nisto por


convencer com este Evangelho que um segundo e veja a importância
Jesus é o Cristo, o Messias, o Filho destas palavras de Jesus: “Aquele
de Deus. O objetivo de João é que que colhe já recebe o seu salário
creiamos em tudo o que ele relatou, e colhe fruto para a vida eterna”.
porque, quando cremos, as portas Como é que sua maneira de
da Vida Eterna se abrem para nós viver aqui na terra pode influen-
(20.30,31). ciar sua qualidade de vida na eter-
Jesus também ensina: “Aque- nidade? Há uma resposta muito
le que colhe já recebe o seu sa- simples para esta pergunta, que
lário e colhe fruto para a vida é: “aquele que conquista almas é
eterna, de forma que se alegram sábio” (Provérbios 11.30).
juntos, o que semeia e o que co- No capítulo 16 de Lucas está
lhe”. De acordo com Jesus, rece- registrado que o Senhor Jesus se
bemos um salário quando somos o referiu aos nossos amigos que es-
veículo para que alguém descubra tarão esperando por nós nas habi-
as duas experiências mais impor- tações eternas. Parafraseando, eles
tantes da vida. dirão mais ou menos assim: “Não
As melhores recompensas que estaríamos nas habitações eternas
um ser humano pode receber são: se você não tivesse sido um agente
saber que nossa vida foi importan- da nossa salvação” (v.9).
te para alguém; saber que, porque Você não acha que isso dá pro-
erguemos nossos olhos antes de pósito e sentido para nossa vida?
olhar para essa pessoa, fizemos O que mais poderia dar significa-
uma diferença que a influenciará do para sua vida e para a vida de
toda a eternidade; que fomos para muitos outros senão compartilhar
alguém agentes humanos das duas as Boas Novas e saber que pes-
experiências mais importantes da soas podem receber a graça e a
sua vida. Esta é a melhor recom- misericórdia de Deus?
pensa e o melhor salário que pode- Quando o apóstolo Paulo
mos receber neste mundo. agradeceu aos filipenses a ajuda
Como você se sente em re- deles em seu ministério, ajuda
lação à pessoa que levou você essa que estava sendo usada para
a Cristo e como as pessoas que levar centenas de gentios a Cristo,
você levou a Cristo se sentem em ele disse à sua igreja preferida que

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 57


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

não ambicionava os presentes de- Dominical ou o pastor para seme-


les, mas desejava que aqueles fru- ar a Palavra de Deus em sua vida.
tos pudessem superabundar para Se você pensar um pouco sobre
a Vida Eterna. isso, perceberá que várias pessoas
É sobre isso que Jesus está plantaram sementes em seu cora-
falando no capítulo 16 de Lucas, ção até que um dia, através de ou-
através da “Parábola do Adminis- tra pessoa, sua fé frutificou e esta
trador Astuto”. Não podemos levar pessoa colheu o fruto da sua sal-
nosso dinheiro conosco, mas, de vação. De acordo com este ensino
acordo com Jesus e Paulo, pode- de Jesus, a pessoa que considera-
mos comprar “ações” no céu! mos ganhador de almas ou forma-
Jesus afirma que, quando dor de discípulos fez a colheita.
esse salário é recebido e o fruto é Quem “leva outro a Cristo”,
colhido para a eternidade, tanto o como costumamos falar, ou que
que semeou como o que colheu se passa pela experiência da colhei-
alegram juntos, porque, no minis- ta, deve ter consciência de que um
tério de levar pessoas para a Água semeia e outro colhe. Jesus esta-
Viva, um semeia e outro colhe. va treinando Seus discípulos para
Ao refletir sobre esta metáfo- a colheita, quando disse: “Eu os
ra, responda a seguinte pergunta: enviei para colherem o que vocês
Quem o levou a Cristo? Quem o le- não cultivaram. Outros realizaram
vou à fé? Talvez você tenha pensa- o trabalho árduo, e vocês vieram a
do numa pessoa, mas você pode ter usufruir o trabalho deles”.
ido a Cristo através de um progra- Que alegria participar da colhei-
ma de rádio que você ouviu, de um ta e levar alguém à fé! Que maravi-
texto evangelístico que você leu, ou lha ser usado para que outro tenha
através de uma sucessão de pes- a experiência do Novo Nascimento!
soas que passaram pela sua vida, Talvez você seja pastor, evan-
como também no fato de que um gelista, professor na igreja ou um
plantou a semente do Evangelho cristão comum apresentando o
muito antes de outro servo do Se- Evangelho a alguém, como fruto
nhor colher o fruto da sua salvação. da maior experiência da sua vida,
Deus poderia ter usado seus que é o seu Novo Nascimento.
pais, seus avós, um amigo, um Entretanto, quando você apre-
vizinho, o professor da Escola senta o Evangelho para alguém,

58 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

quer seja individualmente ou a um o símbolo de sua sede, e saciá-la


grupo, onde ocorre o Novo Nasci- com a Água Viva, que é Cristo.
mento, esta é a sua segunda maior O que é vida? Vida é ter sua
experiência de vida. sede saciada, através do Novo
Sempre que você colher al- Nascimento, acrescido do trabalho
guém para Cristo, lembre-se que, evangelizador, por meio do qual ou-
provavelmente, alguém semeou tros recebem a rica oportunidade de
aquela semente. O apóstolo Paulo conhecer o Novo Nascimento e des-
afirmou que na eternidade conhe- frutar as promessas de Vida Eterna.
ceremos plenamente, como Deus
nos conhece (I Coríntios 13.12) e, Crer é ver
quando isto acontecer, saberemos O quarto capítulo do Evange-
que muitas pessoas semearam lho de João se encerra com o relato
nas vidas que nós colhemos; que de outro sinal ou evidência miracu-
outras pessoas iniciaram o longo losa, que dá continuidade à linha
processo de semeadura, a fim de de raciocínio do apóstolo João.
que tivéssemos a alegria de colher. Jesus continuou sua jornada
Ao meditarmos no encontro para a Galileia, depois da frutífera
de Jesus com a mulher e em suas ministração em Samaria, retornan-
colocações, descobriremos res- do à Caná da Galileia, onde ha-
postas para as seguintes pergun- via transformado água em vinho.
tas que desvendam as verdades Como Nazaré fica perto de Caná,
deste Evangelho para nós: “quem podemos dizer que Jesus estava
é Jesus?”, “o que é fé?” e “o que é voltando para casa.
vida?”. Você sabe quais as respos- Ele saiu da Galileia porque
tas acertadas a estas perguntas? “em sua própria terra, entre seus
Quem é Jesus? Ele é a Água parentes e em sua casa um pro-
Viva. Jesus é o Cristo que fala feta não tem honra” (Marcos 6.4),
ao seu coração; Ele é o Messias. sendo o milagre em Caná o primei-
Quanto à fé, é arrependimento, ro sinal apresentado por Ele.
como no caso da mulher samari- Agora, ao voltar, Ele opera o
tana e daqueles homens a quem segundo milagre registrado pelo
ela testemunhou, bem como dos apóstolo João, em Cafarnaum,
apóstolos, quando eles tiveram onde havia um homem da nobre-
seu primeiro encontro com Jesus. za, um oficial do rei, cujo filho pa-
Fé significa ir até Jesus e conhe- decia de uma febre muito alta que
cê-Lo; é deixar o cântaro de água, o estava levando à morte.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 59


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Sabendo que Jesus estava em Algumas pessoas só crêem


Caná, este pai, perturbado, deixa quando vêem; no entanto, a Bíblia
seu filho morrendo no leito e viaja ensina que crer é ver; que, se você
trinta quilômetros até lá. Do exem- crer, verá. Davi registrou no Salmo
plo tão bonito deste pai tiramos 27.13: “Apesar disso, esta certe-
outra resposta para a pergunta “o za eu tenho: viverei até ver a bon-
que é fé?”. dade do Senhor na terra”.
Ele sabia para onde ir, quando Aquele pai sabia para onde
tinha um problema, por isso ele foi ir diante de um problema e como
até Jesus, porque cria que Ele era tratar deste problema, por isso pro-
a única esperança para seu filho. curou Jesus; ele creu no que viu,
Será que nós sairíamos do lado do quando se encontrou com Jesus, e
nosso filho, se ele estivesse mor- continuou crendo ao retornar para
rendo, para procurar Jesus? sua casa, recebendo os frutos da
Ele estava determinado a con- sua fé, quando seus servos foram
vencer Jesus a ir até Cafarnaum e encontrá-lo e lhe disseram: “teu
ministrar a cura ao seu filho, dan- filho está vivo”, cumprindo-se, as-
do um verdadeiro exemplo de fé sim, as palavras de Jesus. Como
nesse encontro. resultado, ele e sua casa creram no
Aparentemente, temos a im- Senhor.
pressão de que Jesus foi indife- Você sabe a quem recorrer,
rente e ríspido ao dizer: “Se vocês quando tem um problema? Você
não virem sinais e maravilhas, procura por Jesus quando tem um
nunca crerão” (4.48), mas, na problema que não consegue resol-
verdade, esta não foi uma palavra ver? Quando você busca Jesus com
dita diretamente àquele pai e sim o seu problema, realmente crê que
à nobreza, à classe social à qual Ele pode fazer alguma coisa? Você
ele pertencia. crê no que você vê, quando vai até
Certamente Jesus estava Jesus? Se, como aquele pai, você
testando a fé daquele homem ao crê, certamente verá aquilo em que
dizer: “Pode ir, seu filho conti- acreditou acontecer em sua vida.
nuará vivo” (v.50), mas aquele Ver não é crer, mas crer é ver.
pai não protestou nem insistiu O crer leva-nos a ver. Como ocor-
com Jesus para ir até sua casa; reu com Davi e com aquele pai,
simplesmente ele fez o que Jesus creia e verá a bondade do Senhor
mandou. em sua vida.

60 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 9
“O Homem Junto ao Tanque”

Neste estudo do Evangelho de Também passavam pelo tan-


João já chegamos ao quinto capí- que os religiosos que iam adorar no
tulo e vamos continuar com o que Templo, assim como Jesus nesta
vimos no capítulo 4. Pode até pa- ocasião a que nos reportamos, o
recer redundante, mas é que João, qual caminhou pelos enfermos até
de uma maneira muito bonita e chegar diante de um paralítico, que
sistemática, apresenta o mesmo esperava há 38 anos ser curado.
tema em todos os capítulos, por Aquele dia, no entanto, era dife-
isso não custa lembrar que, no rente e logo que Jesus lhe perguntou
prólogo do seu Evangelho, João se queria ficar são, ele lhe respon-
explicou que as pessoas nascem deu: “Senhor, não tenho ninguém
de novo ao responderem apropria- que me ajude a entrar no tanque
damente a Jesus Cristo, o que ele quando a água é agitada” (5.1-7).
volta a enfatizar no capítulo 5. É triste pensar que ele não
Este capítulo se inicia contan- tinha nenhum parente ou amigo
do que Jesus, indo para Jerusa- que o ajudasse, o que poderia tor-
lém, teve que passar por um lugar ná-lo uma pessoa amargurada e
muito angustiante, onde havia um até hostil, mas, quando Jesus se
tanque chamado Betesda, ao re- encontra com este homem e lhe
dor do qual se ajuntava uma gran- faz uma pergunta que pode soar
de multidão de pessoas que so- meio estranha: “Você quer ser
friam de todo tipo de enfermidade. curado?”, ao invés de dizer: “O
Essas pessoas criam que, se que o Senhor acha? Faz 38 anos
a água fosse agitada, teria sido que estou aqui. É claro que eu
por causa de um anjo e a primei- quero ser curado!”, ele explicou
ra pessoa que pulasse no tanque sua situação, porque acreditava
seria curada, embora a agitação que Jesus poderia ajudá-lo.
na água fosse causada por fontes Os profissionais da saúde
de água que alimentavam aquele consideram essa pergunta perti-
tanque. nente, porque há pessoas que não

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 61


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

querem ser curadas, pois não sa- Observe que Jesus iniciou
beriam o que fazer de suas vidas, esse diálogo com os judeus assim
já que tudo para elas gira em torno que ordenou ao homem que pe-
de sua doença. gasse sua cama e andasse, como
Esses são os hipocondríacos, que violando a lei do sábado. En-
que os entendidos chamam como tretanto, não se tratava de uma
portadores do complexo de mártir, o violação à Lei de Moisés, mas às
que podemos observar em algumas centenas de leis que os escribas e
pessoas que gostam de falar sobre fariseus acrescentaram às leis do
cirurgias que sofreram, descreven- sábado dadas por Moisés.
do órgão por órgão do seu corpo. O fato daquele homem que
Quando aquele homem foi esteve doente sobre uma cama 38
curado por Jesus, vinha com uma anos agora estar bom, andando
cama sobre a qual ficara todos pelas ruas em frente ao Templo,
aqueles anos, sendo o dia de sá- não tinha a menor importância
bado, dia em que, pela Lei mo- para aqueles líderes religiosos.
saica, os judeus não podiam car- Eu, que vivo sobre uma ca-
regar cargas. deira de rodas desde os anos 80,
No entanto, Jesus diz ao ho- acho que seria natural que eles
mem: “Levante-se, pegue a sua tivessem dito: “Puxa, olhem para
maca e ande”. Jesus mandou isso! É aquele homem do Tanque
aquele homem se levantar e sair de Betesda! Ele estava naquele
andando com sua cama nas cos- mesmo lugar há tanto tempo que
tas, bem na frente do Templo. parecia até parte da paisagem.
Este episódio inicia uma dis- Olhem para ele! Ele está bem e
cussão entre Jesus e os líderes re- andando! Que maravilha!”.
ligiosos, que vai desde o capítulo 5 Mas, ao invés de dizerem isto,
até o capítulo 9 deste Evangelho. você sabe qual foi a reação deles?
O diálogo entre Jesus e os Eles disseram: “Hoje é sábado,
líderes religiosos é muito impor- não lhe é permitido carregar a
tante, pois, não fosse assim, o maca”. Também quiseram saber
Espírito Santo não teria dedica- quem o tinha mandado carregar
do cinco capítulos das Escritu- aquela cama, iniciando-se, assim,
ras para registrar o seu conteúdo uma acirrada discussão com os lí-
para nós. deres religiosos.

62 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Vou passar uma tarefa para “Onde está o recém-nascido rei


você que o ajudará a chegar ao dos judeus?”. João responde a
ponto central deste Evangelho: ano- esta pergunta no Livro do Apo-
te tudo o que Jesus declara durante calipse: “Jesus está no meio das
essa discussão sobre quem Ele é e Suas igrejas”.
o que Ele está fazendo na terra. A cena da multidão de doentes
De acordo com C. S. Lewis, junto ao Tanque de Betesda narra-
importante professor da Literatu- da por João é mais uma alegoria
ra Renascentista, depois de fazer nesse livro. Para alguns, essa mul-
esta lista baseada nos capítulos 5 tidão representa a igreja, já que
a 9 de João, você ficará num im- temos a tendência de achar que o
passe: poderá chamar Jesus de que conta são os números, ficando
mentiroso, de lunático ou de Se- empolgados ao saber que é grande
nhor, caindo com o rosto em terra, o número de pessoas que estão fre-
adorando-O. quentando as igrejas evangélicas.
Jesus certamente estava pro- Mas uma grande multidão de
vocando os líderes religiosos para fracos e doentes não é uma igreja;
esse confronto. Ele estava pronto na verdade, esta é uma definição
para fazer aquelas declarações e de hospital. Acho que podería-
começou por um milagre que au- mos dizer que um hospital é uma
tenticou Suas alegações. O milagre “multidão de fracos e doentes”.
em si é uma bonita história que nos Será que podemos dizer que existe
leva ao nível mais profundo de in- força onde há tanta fraqueza? Se
terpretação do Evangelho de João. esta fosse a aplicação correta, Je-
No primeiro capítulo do Livro sus andando no meio da multidão
do Apocalipse, João descreve sete de fracos e doentes seria Cristo
igrejas como candelabros e, no no meio de Suas igrejas, onde Ele
meio delas, o Filho do Homem. quer encontrar você.
João vê Jesus Cristo no meio des- Posso sugerir uma aplicação
ses candelabros. para a história desse homem que
Nessa linda linguagem de si- viveu tantos anos junto àquele
nais judaicos, João diz que hoje poço, perguntando-lhe se você é
Jesus está no meio de Suas igre- parte da grande multidão de pes-
jas. Mateus registra em seu Evan- soas fracas.
gelho que, quando Cristo nasceu, Se você está tempo demais
vieram sábios que perguntaram: numa situação e esteja cansado
CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 63
ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

de ser um fraco, esta aplicação é Portanto, quando Jesus se


dirigida especialmente a você. move entre os fracos e desesperan-
O Cristo Vivo que ressuscitou çados, Ele busca aqueles que já per-
e que cura está hoje no meio das ceberam que seus “Tanques de Be-
Suas igrejas, procurando por você tesda” não lhes trarão bem algum.
e, quando o encontra, pergunta: As drogas não deixarão nin-
“Você está cansado de ser fraco? guém melhor que se encontrava
Você quer ficar bom?”. antes de consumi-las, assim como
Eu sempre quis saber por que ninguém encontra plenitude e
Jesus não curou todos que esta- bem estar em outras pessoas, ten-
vam naquele tanque, pois não do casos por aí, no pecado, tanto
há dúvida de que Ele poderia ter quanto no dinheiro, no sucesso, no
curado todos que lá estavam, sim- prestígio, no status ou no poder.
plesmente dizendo: “Sejam todos Aqueles que já tentaram en-
curados! Peguem suas macas e contrar solução nos seus “Tanques
caminhem todos para o Templo!”. de Betesda” e descobriram que ja-
Por que, então, Jesus curou mais encontrarão Vida Eterna ne-
apenas aquele homem, se podia les, esses estão prontos para Jesus,
ter curado todos e impressionado o qual anda entre os fracos, até en-
sobremaneira aquelas autoridades contrar o mais fraco de todos.
judaicas? Quando acontece esse encon-
Eu, particularmente, estou tro, Jesus faz a pergunta: “Você
convencido de que Jesus curou sabia que a Minha força se aper-
apenas aquele homem, porque ele feiçoa na sua fraqueza? Se você
não tinha mais nenhuma esperan- vier até Mim e confiar em Mim,
ça de ser curado naquele tanque. Eu vou lhe dar uma vida plena!”.
Acredito que aquele povo mal Esta história também ilustra o
orientado estava confiando na su- Novo Nascimento. Imagine-se como
perstição de que o primeiro que en- aquele homem, no Tanque de Be-
trasse no tanque seria curado. Com- tesda, talvez muito fraco, sustentan-
preendo que o Tanque de Betesda do-se na força de Jesus Cristo.
ilustra os lugares que as pessoas Desista do seu “Tanque de
buscam para serem curadas, embo- Betesda” e volte-se para Jesus.
ra os quais jamais lhes proporcio- Diga a Ele: “Sim, eu quero ficar
nem cura, bem estar e a plenitude curado; eu quero que o Senhor me
de vida que estão procurando. faça sentir bem!”.

64 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 10
“Mentiroso, Lunático ou Senhor?”

“Vocês estudam cuidado- maneira porque, à essa altura do


samente as Escrituras, porque Seu ministério, Ele queria ter essa
pensam que nelas vocês têm a conversa com os líderes religiosos.
Vida Eterna. E são as Escrituras Aprendemos nos Evangelhos
que testemunham a meu respei- Sinópticos que Jesus ensina por
to; contudo, vocês não querem meio de sermões e parábolas, mas
vir a mim para terem vida” (João a maioria dos ensinamentos mais
5.39,40). profundos de Jesus foi dada du-
É assim que Jesus inicia o rante diálogos, através de conver-
diálogo com os líderes religiosos, sas que Ele teve com as pessoas
após o que podemos considerar com quem se encontrou, princi-
como uma “cura estratégica”, a palmente nas que manteve duran-
que ocorrera com aquele paralíti- te três anos com Seus discípulos.
co, já que provocou o fórum, no Da mesma forma, Jesus ensina
qual Jesus se apresentou aos líde- através dessa discussão calorosa
res espirituais dos judeus. que teve com os líderes religiosos.
Conforme já comentamos, era Nos capítulos 5 a 9, João
de se esperar que aqueles líderes apresenta um resumo preciso des-
espirituais ficassem pelo menos se diálogo. O cenário não é sem-
surpresos com o fato daquele ho- pre o mesmo, mudando de acordo
mem voltar a andar; porém, não com os milagres operados por Je-
foi o que aconteceu. Quando eles sus: o homem no tanque, a multi-
viram o homem carregando sua plicação dos pães, a cura espiritu-
maca disseram: “Ei, moço, o se- al da mulher pega em adultério e a
nhor está infringindo a Lei”. cura do cego de nascença.
A atitude daqueles líderes Quando listamos todas as de-
mostra como eles estavam longe clarações de Jesus no capítulo 5,
do “espírito da Lei” a que o após- descobrimos que elas podem ser
tolo Paulo se referiu. No entanto, assim resumidas: “Todo julgamen-
Jesus operou aquela cura daquela to foi submetido a Mim; Eu sou o

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 65


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Filho e não vai ser o Meu Pai que Entretanto, a Bíblia registra
julgará no último dia, porque Ele que muitos creram nEle. Jesus
deu a Mim esta responsabilidade. voltou-se para os que creram nEle
Eu julgarei a todos”. Jesus tam- e lhes disse: “Permaneçam na mi-
bém afirma que pode fazer tudo o nha palavra e verdadeiramente se-
que o Pai faz e tomou para si os rão meus discípulos. Então, vocês
atributos do Pai. conhecerão a Verdade e a Verda-
Se você alegasse ser Deus, de os libertará. E, quando o Filho,
talvez a primeira pergunta que lhe que é a Verdade, os libertar, vo-
faríamos seria: “Se você é Deus, cês serão verdadeiramente livres”
responda o seguinte: Você pode (vv.31,32,36).
criar como Deus criou?”. Jesus Alguns tentaram apedrejá-Lo
afirmou ser o Criador. Perguntarí- e outros O chamaram de “Se-
amos: “Como Deus é eterno, você nhor”, seguiram-No e se tornaram
também é?”. Seus verdadeiros discípulos.
No final do diálogo, aque- Eu pedi que você fizesse uma
las pessoas disseram para Jesus: lista de todas as declarações de
“Você ainda não tem cinquenta Jesus nesses capítulos de João.
anos, e viu Abraão?”. Ao que Je- Agora reflita um pouco sobre essas
sus respondeu: “Eu lhes afirmo declarações que você listou e, de-
que antes de Abraão nascer, Eu pois de considerar cada uma de-
Sou!” (8.57,58). las, você tem as três opções apre-
A Bíblia conta que nesta hora sentadas por C. S. Lewis: pode
eles pegaram em pedras para ape- considerar Jesus um mentiroso,
drejar Jesus por blasfêmia (v.59), um lunático ou o seu Salvador, seu
porque eles haviam entendido Senhor e seu Deus. Com qual des-
muito bem o que Jesus estava fa- tas opções você fica?
lando e quem Ele estava afirman- Depois de fazer as alegações
do ser. registradas no capítulo 5, como os
Eles poderiam ter dito: “Você religiosos acharam não haver evi-
pode não ser tudo o que está di- dências que provassem ser Jesus
zendo que é, mas é um homem quem Ele dizia ser, Jesus afirmou
muito bom”; contudo, eles não que não lhes faltavam evidências
disseram isto; eles queriam ape- para crer em tudo que Ele estava
drejar Jesus. dizendo.

66 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

O problema daquelas autori- Jesus também disse: “Vocês


dades religiosas não era intelec- têm o testemunho que o próprio
tual, mas moral; era uma questão Pai deu no meu batismo, quando
de vontade, de escolher delibera- disse: ‘Tu és o meu Filho amado;
damente não crer, pois eles já ti- em ti me agrado’. Vocês têm o tes-
nham evidências suficientes para temunho do Pai a meu respeito”.
crer em Jesus. Jesus também fez referência
João Batista, a quem eles res- às Escrituras. Segundo o escritor
peitavam, deu testemunho dEle. Oswald Chambers, as palavras de
Todos eles reconheciam que João Jesus nestes dois versículos são a
Batista era um profeta e, por isso, chave que abre a verdade de toda
Jesus disse: “Se testifico acerca a Bíblia para nós: “Vocês estudam
de mim mesmo, o meu testemu- cuidadosamente as Escrituras, por-
nho não é válido. Há outro que que pensam que nelas vocês têm
testemunha em meu favor, e sei a Vida Eterna. E são as Escrituras
que o seu testemunho a meu res- que testemunham a meu respeito;
peito é válido. Vocês enviaram contudo, vocês não querem vir a
representantes a João, e ele tes- mim para terem vida” (5.39,40).
temunhou da verdade” (5.31-33). Esta última frase poderia re-
Depois, Jesus falou: “As obras ceber a seguinte versão, a partir
que eu realizo em nome de meu do original grego: “Vocês não vêm
Pai falam por mim, mas vocês não a mim porque não querem”. O que
crêem” (10.25,26). Jesus está dizendo é: “a questão
Jesus fez muitas obras mira- não é intelectual; a questão é mo-
culosas. No capítulo 2 está escrito ral, porque vocês fizeram a esco-
que Ele operou muitos milagres lha deliberada de não vir a mim”.
em Jerusalém e, por causa des- No início dos anos 60, eu con-
tes milagres, muitos creram nEle duzi um debate com um grupo de
(v.23). alunos de direito de uma univer-
Jesus relembra os líderes reli- sidade na Flórida. Um dos alunos
giosos destes milagres e diz: “Vo- discutiu comigo o tempo todo, até
cês têm visto os meus milagres, que, num determinado momento,
como a cura do homem no Tanque ao invés de argumentar, pois era
de Betesda; minhas obras provam o que eu estava fazendo, senti-me
minhas alegações”. levado a dizer: “Bem, chegamos

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 67


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

num ponto em que a questão não não querem vir a mim para terem
é intelectual, mas sim moral e de vida”.
escolha. A questão é que você Jesus também fez aos líde-
tem que decidir se quer aceitar as res religiosos uma pergunta mui-
consequências morais de crer em to profunda: “Como vocês podem
Cristo e segui-Lo”. crer, se aceitam glória uns dos
Pude perceber, pela reação outros, mas não procuram a glória
dos outros alunos, que de alguma que vem do Deus único?” (44).
forma eu tinha tocado no cerne da É como se Jesus dissesse:
questão. Mais tarde, vários alu- “Por que vocês entram nesse jogo
nos me procuraram, dizendo que do mundo, de buscar a aprovação
aquele era exatamente o problema uns dos outros? Por que, ao invés
daquele jovem. Todos sabiam que disto, vocês não buscam a aprova-
ele tinha uma amante, que o estilo ção de Deus? Por que vocês não
de vida que ele vivia era a razão de perguntam como Deus se sente
toda aquela discussão. com respeito a tudo que vocês an-
Na verdade, a questão não dam fazendo?”.
estava nas suas argumentações A essência desta pergunta de
teológicas e filosóficas. Quando Jesus foi: “Se vocês vivem no sen-
eu disse que a questão não era tido horizontal, buscando aprova-
intelectual, mas sim uma escolha ção uns dos outros, como podem
moral que ele teria que fazer, fui professar fé em Deus? Vocês não
direto ao “x” da questão. estão interessados no sentido ver-
Aprendi isso com a conver- tical, em olhar para o alto ou con-
sa que Jesus teve com os líderes siderar se estão ou não agradando
religiosos, quando falou: “vocês a Deus”.
não querem vir a mim” (v.40). Se Ainda no capítulo 5, encontra-
aqueles religiosos quisessem crer mos várias respostas para a per-
em Jesus, eles já tinham evidên- gunta “quem é Jesus?”. Você deve
cias suficientes, mas não era isso se lembrar do desafio que fiz na
o que eles queriam. introdução deste estudo, de bus-
A Lei judaica exige duas teste- car em cada capítulo do Evange-
munhas para provar alguma coisa lho de João respostas para estas
e Jesus deu a eles cinco testemu- três perguntas, “quem é Jesus?”,
nhas irrefutáveis. Ele disse: “vocês “o que é fé” e “o que é vida?”.

68 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Vamos ver a resposta que A segunda pergunta é “o que


João deu para a pergunta “Quem é fé?”. Este capítulo também res-
é Jesus” nas declarações que o ponde a esta pergunta. A fé não é
próprio Jesus fez sobre Ele mes- intelectual. Fé é, principalmente,
mo, no diálogo que se inicia no uma questão moral e de escolha
capítulo 5. Jesus, o Filho, que é deliberada.
Um com o Deus Pai; Ele é ama- E o que é vida no capítulo 5 de
do pelo Pai e pode fazer as mes- João? A resposta a esta pergunta
mas obras que o Pai faz. Ele é leva-nos de volta à cura do homem
o Filho que julgará a todos. Ele no Tanque de Betesda. Vida é ple-
é o Filho enviado pelo Deus Pai nitude; é bem estar. Jesus afirma
para levantar o que está morto e que vida é nascer de novo; vida é ir
dar Vida Eterna àqueles que Ele a Cristo e trocar nossas fraquezas e
escolher. Ele é aquEle que cura doenças pela plenitude e bem estar
o mais fraco dos fracos. Toda a que Jesus oferece; é ter um rela-
Bíblia gira em torno dEle e de- cionamento com Ele e saber que
vemos ir a Ele para receber Vida temos a Sua aprovação. Estas são
Eterna. Na verdade, Jesus afirma as respostas de Jesus à pergunta “o
ser Eterno. que é vida?” no capítulo 5 de João.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 69


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 11
“A Parábola da Visão Missionária de Jesus”

O capítulo 6 tem início com serem compreendidos, Jesus tra-


o relato do milagre da multiplica- tou de outra necessidade básica
ção dos pães, o qual já enfocamos do homem: saciar a fome. Basica-
quando estudamos os Evangelhos mente, o que Jesus disse foi: “Eu
Sinópticos, por isso não vamos posso satisfazer sua fome para o
nos aprofundar muito desta vez. resto da vida”.
Depois de alimentar miracu- Neste contexto, Jesus prega o
losamente uma multidão de cinco Sermão do Pão da Vida e, em seu
mil homens e suas famílias, to- término, João relata o seguinte:
talizando, talvez, umas vinte mil “Daquela hora em diante, muitos
pessoas, Jesus pregou um sermão dos seus discípulos voltaram atrás
muito importante, que faz parte da e deixaram de segui-lo” (6.66).
discussão que Ele teve com os líde- Jesus então se voltou para os doze
res religiosos, o qual é conhecido e perguntou: “Vocês também não
como “O Sermão do Pão da Vida”. querem ir?” (v.67). Nessa afirma-
Nele Jesus declara ser o Pão ção de Pedro encontramos uma
da Vida, enquanto que no capítulo das respostas mais profundas à
4 Ele falou da Água Viva, tratando pergunta “o que é fé?”: “Senhor,
da necessidade básica do homem para quem iremos? Tu tens as pa-
de saciar a sede: “quem beber da lavras de Vida Eterna” (v.68). Pe-
água que eu lhe der nunca mais dro não entendeu aquele sermão
terá sede. Ao contrário, a água tão difícil, mas, pela fé, escolheu
que eu lhe der se tornará nele continuar seguindo Jesus.
uma fonte de água a jorrar para No final do Sermão do Pão da
a Vida Eterna” (v.14), ilustrando Vida, Jesus disse: “Se vocês não co-
o Novo Nascimento e a Vida Eter- merem a carne do Filho do homem
na, que Jesus tanto desejou que e não beberem o seu sangue, não
experimentássemos. terão vida em si mesmos” (6.53).
Neste sermão, considerado Tenho a certeza de que este
como um dos mais difíceis de sermão ficou “zumbindo” nos

70 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

ouvidos de Pedro por algum tem- alguém discernir o seu próprio


po sem que ele compreendesse caminho?”. Como Deus não age
exatamente o que Jesus estava nem pensa como o homem, se nós
dizendo, mas a sua pergunta afir- andarmos em Seu caminho e bus-
mativa é um bom exemplo para carmos a Sua vontade para nossas
a resposta à pergunta “o que é vidas, não devemos esperar com-
fé?”: fé é crer mesmo quando não preender como seremos guiados
compreendemos. pelo nosso Deus.
Isaías explica que Deus não Pedro demonstrou grande
pensa nem age como o homem; sabedoria com sua resposta ao
portanto, não devemos espe- Sermão do Pão da Vida, quando
rar compreender Deus (Isaías disse: “Eu não entendo o que o
55.8,9). Ele afirma que a Palavra Senhor está dizendo, mas, mes-
de Deus promove um alinhamento mo assim, creio no Senhor e quero
dos nossos pensamentos com os segui-Lo”.
pensamentos de Deus. Por este Jesus, além de apresentar
motivo, Isaías pregou a Palavra uma figura do Novo Nascimento,
de Deus e nós, também, devemos quando fala da Água Viva e do Pão
pregar, ler e estudar as Sagradas da Vida, apresenta também uma
Escrituras. resposta à pergunta “o que é fé?”.
Quando nós buscamos a Pala- Cada vez que você bebe um copo
vra de Deus, não podemos esperar de água se depara com uma figura
compreender tudo o que lemos, do que é fé.
porque Deus é infinitamente di- Imagine que você esteja mor-
ferente do homem. Sendo Jesus rendo de sede e tenha nas mãos
a maior revelação de Deus que o um copo com água que pode saci-
mundo já recebeu, não devemos á-la e salvar sua vida. Como você
nos surpreender quando desco- demonstra que realmente crê que
brirmos que pescadores com pou- isso possa acontecer? Você de-
ca instrução como Pedro não com- monstra sua fé bebendo a água.
preendessem muitas vezes o que Jesus disse “Eu sou a Água
Jesus dizia. Viva e você tem sede de vida; Eu
Veja Provérbios 20.24: “Os sou o Pão Vivo e você tem fome
passos do homem são dirigi- de vida real, eterna e abundante.
dos pelo Senhor; como poderia Então, como você vai mostrar que

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 71


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

crê que Eu posso saciar sua sede e fantástica que Ele viveu aqui na
sua fome de vida? Como você vai terra, revelando a verdade e nos
alinhar sua vida Comigo, de forma dando graça para a aplicarmos.
que possa saciar sua fome e sua Jesus nos ensinou e nos capa-
sede? Assim como você prova que citou a vivermos a vida que Deus
a água sacia sua sede bebendo-a, quer que nós vivamos. A vida de
você precisa se apropriar de Mim, Cristo apresentada nos Evange-
você precisa Me receber, você pre- lhos é uma mostra da Vida Eter-
cisa crer em Mim e relacionar-se na, a qual é vida com qualidade e
Comigo; você deve vir até Mim e quantidade.
Me seguir”. Quando Jesus diz: “Todo
É isto o que Jesus está dizen- aquele que come a minha carne
do na parte mais difícil do Sermão e bebe o meu sangue permanece
do Pão da Vida, quando fala sobre em mim e eu nele” (6.56), está
beber o Seu sangue e comer Sua ilustrando o que é fé. Neste ser-
carne. Ao usar essas metáforas, mão, Jesus afirma: “Eu sou o Pão
o que Jesus está dizendo, essen- da Vida e vocês estão com fome.
cialmente, é: “vocês devem beber Como o pão pode satisfazer a fome
de tudo o que a Minha morte vai de vocês? Quando vocês comem
conquistar, de tudo o que ela vai do pão, quando se apropriam dele,
significar para vocês. Vocês devem vocês o recebem. Minha vida, a
realmente crer e se apropriarem vida que tenho vivido aqui há 33
de tudo, pois só assim vocês re- anos, revela como satisfazer essa
ceberão em suas vidas tudo o que fome de vida; ela mostra como
Deus quer lhes dar, através da Mi- o Pai quer que vocês vivam, por
nha morte, representada pelo Meu isso vocês devem dar uma respos-
sangue e simbolizada pelo vinho ta apropriada à Minha vida; vocês
da comunhão que estabelecerei devem se apropriar da Minha vida
horas antes de morrer na cruz. Vo- e demonstrar, simbolicamente,
cês expressam que têm fé em tudo sua fé na Minha vida e em tudo
o que Minha morte significa para o que ela significa para vocês, co-
vocês, quando bebem do vinho da mendo o pão da comunhão. Em
comunhão”. outras palavras, vocês devem co-
Outra realidade muito im- mer a Minha carne, representada
portante sobre Jesus é a vida pelo pão, e beber o Meu sangue,

72 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

representado pelo vinho, a fim de dizer: “Eu não entendo, mas creio
terem Vida Eterna”. mesmo assim”.
Jesus não está falando que co- Quando não compreendemos,
mer o pão e beber o vinho da Mesa devemos construir uma ponte de
do Senhor nos garante Vida Eter- fé entre o que entendemos e o que
na, e sim ensinando a crer naquilo não entendemos. Às vezes, anda-
que o pão e o vinho representam. mos na luz por vista, em outras,
Quando Pedro escreveu: “isso porém, devemos andar no escuro
é representado pelo batismo que por fé.
agora também salva vocês” (I Pe- Mesmo sendo este sermão
dro 3.21), quis dizer que é o que chamado “O Sermão do Pão da
confessamos quando somos bati- Vida”, “pão” não é a sua essência,
zados que nos salva. pois, na verdade, Jesus está falan-
Conforme o relato de João, os do de uma obra importante.
outros discípulos, inclusive Pedro, Observe o contexto do sermão,
não entenderam o que acabamos quando Jesus retomou a discussão
de explicar. O relato bíblico con- com os líderes religiosos, falan-
ta que muitos discípulos de Jesus do coisas muito duras acerca das
voltaram e deixaram de segui-Lo, obras deles, como o fato das suas
porque a ideia que eles tinham motivações erradas que os levavam
de fé era: “eu creio naquilo que a produzir obras vazias: “Não tra-
compreendo”. balhem pela comida que se estra-
Lembre-se que há uma dife- ga, mas pela comida que perma-
rença entre discípulo e apóstolo, nece para a Vida Eterna, a qual o
pois discípulos eram os seguido- Filho do homem lhes dará” (v.27).
res de Jesus, mas apóstolos foram Os judeus, então, quiseram
aqueles discípulos comissionados saber: “O que precisamos fazer
por Jesus para serem Seus mensa- para realizar as obras que Deus
geiros especiais. requer?” (v.28). Jesus respondeu:
Muitos discípulos voltaram “A obra de Deus é esta: crer na-
atrás e deixaram de seguir Jesus, quele que ele enviou” (v.29). En-
mas todos os apóstolos acompa- tão eles quiseram saber que obras
nharam Pedro e O seguiram, mes- eram essas que Jesus fazia: “Que
mo sem entender aquele sermão. sinal miraculoso mostrarás para
Pedro teve uma fé exemplar ao que o vejamos e creiamos em ti?

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 73


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Que farás?” (v.30). Basicamente, façamos a obra que Deus colocar


o que eles queriam saber era o que em nossas mãos, crendo no cha-
Jesus fazia o dia todo! mado de Deus em nossas vidas.
No Sermão do Pão da Vida, Deus pode colocar você no
Jesus apresenta a filosofia do Seu mundo dos negócios ou numa
ministério de forma profunda. Para carreira liberal, assim como pode
melhor entendimento, passo a pa- usá-la como uma dona de casa
rafrasear, resumidamente, a es- ou mãe de família; o que importa
sência do que Jesus falou: “Eu vou é que você tenha a convicção de
dizer o que faço. À medida que que está onde Deus quer que você
passo por este mundo, falo as pa- esteja, para fazer a obra que Ele
lavras que o Pai Me manda falar. designou para você.
Alguns rejeitam Minhas palavras, Deus quer que estejamos
porque não estão sintonizados com onde houver necessidade de estar-
Deus e não escutam nada do que mos e uma das maneiras que Ele
falo. Algumas pessoas, porém, ao usa para nos colocar onde pessoas
ouvirem as mesmas palavras, pelo precisam de Cristo é providencian-
Espírito, sentem-se atraídas para o do para nós um meio de susten-
Pai e descobrem que elas são Es- to junto a essas pessoas. Esta é a
pírito e Vida. Essas pessoas vêm a obra sobre a qual Jesus falou no
Deus, quando ouvem minhas pa- Sermão do Pão da Vida.
lavras. É isto o que faço”. Com base na minha experi-
O que Jesus falou para aque- ência pessoal, trabalhando com
las pessoas, para mim e para você homens por tantos anos, acho que
é empolgante! Ele falou a mesma uma das maiores pragas do nosso
coisa no Sermão da Última Ceia, tempo é o tédio. É impressionante
também relatado no Evangelho o número de homens entediados,
de João. os quais eu acho que deveriam
Podemos ser um veículo, atra- se sentir realizados por causa do
vés do qual Deus faz Sua obra, a trabalho que exercem; no entanto,
qual é o trabalho mais significati- quando passo a conhecê-los um
vo que você e eu podemos fazer. pouco mais, descubro que estão
Embora nem todos sejam chama- entediados com o que fazem.
dos para ser um pregador ou um Alguns anos atrás, eu me
missionário, o que importa é que deparei com a seguinte citação,

74 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

que expressa o que tenho visto dediquei ao meu trabalho não pro-
na vida de tantos homens, feita duzi nada que valesse a pena”.
por um político inglês de oitenta Jesus veio para nos salvar de
e oito anos que escreveu em seu várias coisas e uma delas é do té-
diário: “Olhando para trás, com oi- dio agonizante de passar a vida
tenta e oito anos, depois de mais num trabalho absolutamente sem
de cinquenta e sete anos dedica- sentido ou sem valor.
dos à vida política na Inglaterra, Eu não acredito que alguém
o que para mim era muito impor- que conheça Jesus, que saiba
tante, meditando sobre a história quem Ele é, o que é fé e o que é
britânica e sobre o mundo, desde Vida Eterna tenha algum dia um
1914, vejo claramente que aqui- epitáfio como este: “Minha vida
lo que conquistei foi praticamente inteira, meus cinquenta e sete
nada. O mundo hoje e a história anos dedicados ao meu trabalho
do formigueiro humano, durante foram um total desperdício”.
os últimos cinquenta e sete anos, Em minha opinião, nosso Se-
seriam exatamente os mesmos, se nhor Jesus Cristo não nos quer
eu tivesse jogado ping-pong ao in- com um epitáfio como o desse
vés de me sentar em comitês e es- político de oitenta e oito anos. Por
crever livros e memorandos. Por- esta razão, Ele deixou para nós o
tanto, tenho que fazer a confissão Sermão do Pão da Vida, que fala,
mais repulsiva para mim mesmo essencialmente, sobre uma obra
e para todos que lerem este docu- importante, que traz significado
mento: em todas essas horas que para nossa vida.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 75


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 12
“O Ensino de Deus”

O capítulo 7 se inicia com a pessoas que viveram dois mil anos


continuação da conversa hostil atrás. Como ter certeza de que a
entre Jesus e os líderes religiosos. Bíblia é realmente inspirada por
Vez por outra essa conversa é in- Deus?”.
terrompida e retomada em outro Basicamente, esta foi a argu-
cenário. mentação de Satanás no capítulo
Jesus faz outra declaração: “O 3 de Gênesis: “Foi isto mesmo
meu ensino não é de mim mes- que Deus disse: Não comam de
mo, mas daquEle que me enviou” nenhum fruto das árvores do jar-
(7.16). Em outras palavras, Jesus dim?”. Este é o truque mais velho
está dizendo: “Eu não Me intitulei do diabo e que ele ainda usa hoje,
rabino, porque o meu ensino é de o dia todo, todos os dias. Esta é a
Deus”; isto é, o filho do carpintei- dúvida que Satanás joga em nós:
ro, da cidade de Nazaré, estava “A Bíblia é mesmo a Palavra de
declarando que o Seu ensino era Deus?”.
santo, que era a Palavra inspirada Quando desafiaram Jesus
de Deus. desta forma, conforme vimos no
É claro que os líderes religio- capítulo 5, a resposta dEle foi: “O
sos contestaram esta declaração, que vocês precisam entender é
e o que eles disseram, entre ou- que a fé não é uma questão inte-
tras coisas, foi: “Como podemos lectual; fé é, principalmente, uma
ter certeza disso? Por que acredi- escolha que devemos fazer, uma
taríamos na sua palavra?”, o que decisão moral”.
é uma pergunta muito comum nos O que Jesus disse foi o seguin-
dias de hoje. te: “Se qualquer pessoa buscar o
Quando afirmamos que a Bí- meu ensino com o desejo de fazer
blia é a Palavra de Deus, sempre a vontade de Deus, pedindo a Ele
aparece alguém que diz: “Como que o ajude a fazer a Sua vontade,
podemos ter certeza disto? Esta conforme ela é revelada através de
pode ser apenas a opinião de Mim, essa pessoa pratica o Meu

76 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Ensino e obterá a certeza de que Imagine, por exemplo, que


ele é a própria Palavra de Deus”. você e seu cônjuge buscaram
Em outras palavras, Jesus dis- aconselhamento com o pastor da
se: “Os únicos qualificados para sua igreja, porque o casamento de
opinar sobre a inspiração do Meu vocês é um grande vazio; os dois
ensino são aqueles que o buscam iniciaram a relação imaginando
com o desejo e o comprometimen- que ganhariam com ela e agora ne-
to de fazer a vontade de Deus e nhum contribui com coisa alguma
declarar: ‘Deus, eu quero fazer o e acabam não recebendo nada.
que é certo’”. Agora, imagine o seu pastor,
Ao contrário daquele aluno um homem inspirado por Deus,
de direito que mencionei anterior- dando o seguinte conselho: “Vo-
mente, o qual apresentou uma fu- cês sabem que Jesus disse ‘é mais
maça intelectual, a fim de evitar abençoado dar que receber’; isto
falar das consequências morais da quer dizer que é mais feliz a pes-
fé, Jesus fala aos líderes religiosos soa que dá que a que recebe”. O
que eles devem ter a seguinte po- pastor, então, fala para o marido:
sição ao buscar o ensino dEle: “Eu “Se você está vivendo com sua
realmente quero fazer o que é cer- mulher pensando no que poderá
to, conforme está nos ensinos de receber dela, isto quer dizer que
Jesus”. ela não está recebendo nada de
Se descobrirmos isto, se bus- você”. Depois, ele se dirige à mu-
carmos a Bíblia segundo este de- lher e diz: “Se você está vivendo
safio de Jesus, faremos a mesma com seu marido pensando no que
descoberta a respeito da Bíblia poderá receber dele, ele também
que Jesus desafiou a fazer a res- não está recebendo nada de você”.
peito do Seu ensino. O pastor, então, explica que
O que Jesus está dizendo nes- essas duas pessoas, quando se
te texto do capítulo 7 do Evangelho encontram no final do dia, estão
de João é: “Se vocês sinceramen- prestes a se “trombarem”, porque
te buscarem o Meu ensino com o ambas querem ganhar e nenhuma
desejo e o comprometimento de delas pensa em dar, por isso, o
praticá-lo e de viver a verdade dele, pastor desafia o casal a imaginar
então, à medida que vocês o prati- o oposto.
carem, experimentarão a confirma- Vamos supor que o mari-
ção de que ele é o ensino de Deus”. do faça o caminho de volta do
CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 77
ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

trabalho pensando em sua mulher, eu lhes respondo: “Muito bem,


enquanto a mulher também faz o Jesus tem 500 ensinos para nós;
caminho de volta do trabalho ou agora, restam apenas 499 para eu
fica trabalhando em casa, pensan- passar para vocês!”.
do no que pode fazer pelo seu ma- Jesus ensinou que devemos
rido. Ele pensa nela e em como ela buscar os Seus ensinos com o de-
deve estar cansada depois de um sejo de colocá-los em prática. Em
dia de trabalho, imaginando como outras palavras, Jesus está dizen-
pode demonstrar que a valoriza e do: “Não será com uma aborda-
quer ajudá-la, fazendo alguma coi- gem intelectual que vocês prova-
sa especial, independentemente rão que Meu ensino é o ensino de
do seu cansaço. Deus”.
A mulher, por sua vez, está Um intelectual diz que o cen-
pensando: “Como ele deve estar tro da sua vontade será alterado
cansado, depois de trabalhar tanto depois que seu intelecto for con-
para sustentar nossa família. Ele vencido, comprometendo a sua
precisa chegar em casa, comer vontade e permitindo-lhe que faça
uma boa refeição e descansar”. escolhas morais.
Quando eles se encontram, Essencialmente, o que Jesus
no final do dia, ela insiste em fi- diz é: “Não! Não é assim! É exa-
car em casa para eles terem uns tamente o contrário!”. Escolha pri-
momentos tranquilos e ele insiste meiro aplicar a verdade que Jesus
em levá-la para jantar fora e fazer ensina e o convencimento intelec-
alguma coisa que ela goste. Esse tual virá depois do comprometi-
tipo de discussão não acaba com mento da sua vontade.
casamentos; ao contrário, faz com Jesus disse: “O meu ensino
que ele crie vida. não é de mim mesmo, mas da-
Como pastor, tenho visto mui- quEle que me enviou. Se alguém
tos casais retornarem para o meu decidir fazer a vontade de Deus,
escritório, dizendo: “Sabe, pastor, descobrirá se o meu ensino vem
o conceito de ter o outro no centro de Deus ou se falo por mim mes-
de nossa vida, ao invés do nosso mo” (7.16,17).
próprio eu, revolucionou nosso re- Paulo afirma que toda Escri-
lacionamento. É impressionante tura nos foi dada sob a inspira-
como nossa união foi fortalecida ção divina (II Timóteo 3.16), en-
por causa desse ensino”, ao que quanto que Pedro explica o que é

78 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

inspiração ao dizer que “jamais a “Creio que é mais abençoado dar


profecia teve origem na vontade que receber porque a Bíblia diz
humana, mas homens falaram da que é assim e, também, porque
parte de Deus, impelidos pelo Es- eu já vivi essa revolução em meu
pírito Santo” (II Pedro 1.21). casamento, quando coloquei esta
Encontramos duas definições verdade em prática”.
do que chamamos de inspiração Resumindo, essas duas pers-
das Escrituras nas palavras de pectivas podem ser assim coloca-
Jesus ao ensinar que devemos das: a primeira afirma que “é ver-
abordar Seu ensino, definições es- dade porque é a Bíblia que ensina”,
sas que são absolutamente verda- enquanto que a segunda perspecti-
deiras e válidas, mas, em minha va proclama que “é verdade e é por
opinião, uma é mais amadurecida isso que está na Bíblia”. A pessoa
que a outra. que defende a segunda perspecti-
A primeira definição é: “A Bí- va pode falar com maior convicção
blia é verdadeira porque é inspi- sobre a inspiração das Escrituras e
rada”, o que é o mesmo que afir- possui uma visão mais madura so-
mar: “Tudo o que a Bíblia afirma é bre o que é inspiração.
verdadeiro porque a Bíblia é ins- Em João 17.17, Jesus, oran-
pirada”. Quando leio nas Escritu- do, afirma: “A tua palavra é a ver-
ras que é mais abençoado dar que dade”. Agora, vamos colocar este
receber, creio que esta afirmação é versículo ao lado de outro deste
verdadeira porque a Bíblia assim o mesmo Evangelho, que se encon-
diz e pronto! tra em João 7.16: “O meu ensino
A segunda definição do que é não é de mim mesmo, mas da-
inspiração é: “A Bíblia é inspirada, quele que me enviou”.
porque é verdadeira”. Esta afirma- Com base nestes dois versí-
ção possui dois fundamentos: o pri- culos, Jesus nos deixou o exemplo
meiro é que eu creio que as Escri- de como abordarmos as Escrituras,
turas são inspiradas; portanto, tudo buscando nelas a verdade. A forma
o que a Bíblia afirma é verdadeiro literária não é o mais importante,
porque foi a Bíblia que afirmou. mas sim a verdade nela contida.
Esta definição concorda com Devemos sempre buscar
a primeira, mas ela ainda vai um pela verdade, quando lemos a
pouco além. Uma pessoa convicta Bíblia, porque a Palavra de Deus
da segunda afirmação pode dizer: é a Verdade; porém, antes de a
CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 79
ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

descobrirmos, devemos compro- Sua missão não era buscar esse


meter nossos corações para aplicar tipo de reconhecimento do povo
a verdade que estamos buscando, deste mundo, deixando implícito
revelada pelo Espírito Santo. que não participaria daquela ce-
De acordo com os escritos de lebração. Depois que eles saem,
Paulo e de João, é o Espírito San- porém, Jesus vai à festa e prega
to quem discerne a verdade das para uma grande multidão.
Escrituras para nós. Várias passa- No capítulo seguinte consta
gens bíblicas afirmam que não po- a declaração de Jesus “que Ele
demos aplicar a verdade da Pala- sempre faz o que agrada ao Pai”
vra de Deus sem a ajuda daquEle (8.29), o que nem sempre implica
“que exerce tanto o querer como em agradar também os homens,
o realizar em nós, segundo a sua como acontece conosco.
vontade” (João 7.17; 17.17; I Co- Durante a festa, Jesus decla-
ríntios 2.9-16; Filipenses 2.13; l ra que Seu ensino vem de Deus e
João 2.20). faz ainda outras declarações: “No
Quero enfocar ainda outras último e mais importante dia da
passagens no capítulo 7 do Evan- festa, Jesus levantou-se e dis-
gelho de João, que começa com os se em alta voz: ‘Se alguém tem
irmãos de sangue de Jesus dizen- sede, venha a mim e beba. Quem
do-lhe o que Ele deveria fazer. crer em mim, como diz a Escri-
Infelizmente eles ainda não tura, do seu interior fluirão rios
criam em Jesus e, na verdade, de água viva’. Ele estava se refe-
até desconfiavam de sua sanidade rindo ao Espírito que, mais tarde,
mental (Marcos 3.21). Um deles, receberiam os que nele cressem”
Tiago, converteu-se depois da res- (7.37-39).
surreição de Jesus e tornou-se um Esta festa era celebrada duran-
dos líderes mais fortes da Igreja, te uma semana e sua liturgia incluía
de acordo com o Livro de Atos. agradecer a Deus pela água que saiu
Nessa conversa dos irmãos de da rocha no deserto. Eles retiravam
Jesus eles sugerem que Ele partici- água do Poço de Siloé e a derrama-
pe da Festa das Cabanas, celebra- vam, como uma oferta a Deus, en-
da em Jerusalém, operando lá os quanto o povo recitava: “Com ale-
milagres, a fim de ser reconheci- gria vocês tirarão água das fontes
do e aclamado pela multidão pre- da salvação” (Isaías 12.3). No últi-
sente ali, mas Jesus lhes diz que mo dia da festa, todos marchavam

80 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

sete vezes ao redor do altar, simboli- voltaram sem o prisioneiro, a úni-


zando a vitória em Jericó. ca coisa que puderam explicar foi:
Jesus escolheu este momento “Ninguém jamais falou da manei-
para pregar sobre o Espírito Santo. ra como esse homem fala” (7.46).
Nesta pregação, Ele falou que todo Neste capítulo, Jesus é o Mes-
aquele que tivesse sede das águas tre enviado por Deus, cujo ensino
da salvação deveriam ir a Ele, o é de Deus; Ele também é o Pre-
Salvador do mundo. gador poderoso, que pregou como
Este sermão apresenta a sequ- ninguém jamais pregara antes.
ência da metáfora usada em Sua Fé é abordar o ensino de Je-
conversa com a mulher samaritana, sus com o desejo de fazer a von-
quando prometeu a ela que, depois tade de Deus, pondo em prática
de beber a Água Viva, fontes de as verdades que Jesus ensina, en-
água viva fluiriam do seu interior, quanto que vida é uma Fonte de
das quais outros beberiam, sacian- Água Viva que sacia nossa sede e,
do sua sede e nascendo de novo. depois, se torna um rio de Água
Alguns teólogos explicam Viva para outras vidas.
que o Cristo Vivo e Ressuscitado Você ainda está acreditando
é o Rio de Águas Vivas dentro do em seu intelecto, dizendo a Je-
crente, expressando a Sua vida sus: “Convença a minha mente
através de quem conheceu o Novo e, depois, farei minhas escolhas e
Nascimento. assumirei o compromisso de segui
Acredito que essas duas me- -las”? ou você está disposto a exa-
táforas referentes ao Espírito San- minar o ensino de Jesus, buscan-
to serão melhor compreendidas do a verdade para aplicá-la em sua
mais tarde, quando estudarmos o vida e em seus relacionamentos?
que Jesus falou sobre a vinda do Você já tomou da Água Viva, a
Espírito Santo, o Conselheiro ou qual se torna uma fonte e, depois,
Auxiliador (14.15-17; 16.7-15), um rio, jorrando vida, de onde outros
usando a palavra “paracleto” para bebem para a Vida Eterna e nascem
designá-lo, que significa “Aquele de novo? Você conhece Jesus pes-
que vem para ficar do nosso lado soalmente como o Mestre que vem
com o propósito de nos ajudar”. de Deus e como a Água Viva?
A hostilidade das autoridades Espero que este estudo do
contra Jesus aumentou e os sol- Evangelho de João lhe sirva como
dados do Templo foram chama- uma apresentação de quem é Je-
dos para prendê-Lo. Quando eles sus Cristo.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 81


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 13
“Três Verdades do Pecado e da Salvação” (João 8.1-36)

No capítulo 7 do Evangelho “Mestre, esta mulher foi surpre-


de João, vimos que, quando Jesus endida em ato de adultério e, na
ensinava, Ele era o maior Mestre Lei, Moisés nos ordena apedrejar
do mundo e, quando Ele pregava, tais mulheres. O que o senhor nos
era o maior Pregador do mundo. diz?” (8.4,5).
Como eu gostaria de ter visto Je- Esta pergunta nada mais era
sus pregar o sermão que aparece que uma armadilha, porque eles
de forma resumida neste capítulo! acreditavam que Jesus discor-
(7.37-39). Como era de se espe- daria da Lei de Moisés e, assim,
rar, as pessoas responderam de ficaria desacreditado diante do
duas maneiras diferentes a essa povo, o que não deixa de ser in-
grande pregação de Jesus. teressante, pois eles já deviam ter
Depois de todos os episódios compreendido, através do ensi-
relatados no capítulo 7, cada um nos e pregações de Jesus, que Ele
foi para sua casa, mas Jesus foi era misericordioso e que amava
para o Monte das Oliveiras. Quan- incondicionalmente.
do as pessoas iam embora, Ele Se Na verdade, eles não viam
retirava para um lugar reservado, a como Jesus poderia ser fiel à Sua
fim de falar com o Pai. prática de aplicar a Lei na vida do
Lemos que, no raiar do dia, povo e dos pecadores sob o prisma
Jesus está sentado no pátio do do amor de Deus e, ao mesmo tem-
Templo, ensinando as pessoas que po, manter-se fiel à Lei de Moisés.
se reuniram ao Seu redor, quan- Jesus, então, se inclinou e co-
do os mestres da Lei e os fariseus meçou a escrever no chão com o
trouxeram até Ele uma mulher, a dedo, mas, como eles insistissem,
qual havia sido pega em adultério, Ele ergueu-se e disse: “Se algum
colocando-a no meio de todos. de vocês estiver sem pecado, seja
Desafiando Jesus, a fim de en- o primeiro a atirar pedra nela”,
contrar algo que pudesse servir de tornando a inclinar-se e a escrever
acusação contra Ele, perguntaram: no chão (6-8).

82 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Em resposta ao que Jesus dis- pedacinhos; a seguir, fez uma pre-


se, aqueles que tinham levado a gação com a seguinte mensagem:
mulher para ser condenada e ape- “É isso o que Deus vai fazer com
drejada começaram a sair, um a esta nação, se vocês não se arre-
um, começando pelos mais velhos, penderem de seus pecados. Ele vai
até que só ficou Jesus com a mu- usar os babilônios para fazer isso”.
lher, de pé, na Sua frente. Jesus, Não há dúvidas de que Jeremias
então, se levantou e lhe perguntou: atraiu a atenção de todos para, de-
“Mulher, onde estão eles? Nin- pois, entregar uma mensagem tão
guém a condenou?” e ela respon- forte (Jeremias 19).
deu: “Ninguém, Senhor” (9-11). Podemos observar o número
A mensagem sutil que está por de sermões de Jesus registrados
trás do fato de nenhum homem ter no Evangelho de João, os quais
condenado a mulher é que Jesus é começam com um ato simbólico,
mais que um homem, porque, de como o capítulo 2 inteiro e o ca-
acordo com a resposta de Jesus pítulo 3, que registra a declaração
à pergunta dos líderes religiosos, mais dogmática de Jesus, feita de-
Ele tinha o direito de jogar a pri- pois da conversa com Nicodemos.
meira pedra, o que faz com que No capítulo 4, lemos a de-
as palavras que Ele dirigiu àquela claração de Jesus “Eu sou a Água
mulher sejam as palavras mais bo- Viva”, enquanto que no capítulo 5,
nitas que um pecador possa ouvir: depois de curar um homem junto
“Eu também não a condeno; vá e ao Tanque de Betesda, Jesus ini-
abandone sua vida de pecado”. cia um importante diálogo com os
Temos observado, no Evange- líderes religiosos que nos ensina
lho de João, que uma das maneiras lições preciosíssimas.
usadas por Jesus para ensinar era No capítulo 6, Jesus alimen-
através do que chamamos de “ato tou cinco mil famílias e, depois,
simbólico”, exatamente como os anunciou que era o “Pão da Vida”.
profetas do Velho Testamento, como Quanto ao capítulo 8, já inicia
Jeremias e Ezequiel, entregavam as com outro ato simbólico, o qual
mensagens que recebiam de Deus. demonstra o amor de Jesus por
Certa vez Jeremias pegou uma mulher pecadora.
um vaso e, na frente de todos, jo- É interessante observar
gou-o no chão, quebrando-o em que quando Jesus respondeu à

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 83


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

pergunta dos escribas e fariseus, razão, o mais importante deste


dizendo: “Se algum de vocês esti- episódio é a atitude de Jesus em
ver sem pecado, seja o primeiro a relação ao pecado e a forma como
atirar pedra nela”, a começar dos Ele lidou com um pecador.
mais velhos até os mais jovens, de A maneira como nos compa-
acordo com uma tradução da Bí- ramos aos outros revela a opinião
blia, “tendo sido acusados pelas que temos de nós mesmos. Quan-
suas próprias consciências, um do os líderes religiosos acusaram
a um saiu e não jogou nenhuma aquela mulher de pecado, Jesus,
pedra, até que restaram apenas com sabedoria, lhes respondeu:
Jesus e a mulher”. “Vocês não têm pecado? Se não
Existe muita especulação têm, podem jogar a primeira pe-
quanto ao que Jesus estaria es- dra”. Os mais velhos perceberam
crevendo com o dedo na areia, mais rápido que os mais jovens
aparentemente ignorando aqueles que também eram pecadores.
acusadores. Uma delas eu li num Para aqueles que acham
comentário que sugeria que, tal- que não têm pecado, faço a se-
vez, Jesus estivesse escrevendo guinte pergunta: “Quantos anos
os nomes dos homens que faziam você tem?”. Aqueles que já têm
parte daquele grupo, os quais já ti- cinquenta anos vão me dar uma
nham se deitado com aquela mu- resposta mais honesta que os que
lher. Seja o que for, não deixamos têm vinte.
de ficar curiosos para saber o que No capítulo 3 deste Evange-
Jesus escrevia no chão. lho, vimos que Jesus não veio ao
Outras pessoas sugerem que mundo para condená-lo, mas para
Jesus estava escrevendo os dez que o mundo fosse salvo (v.17).
mandamentos que eles tinham Além de pregar a verdade, Jesus
quebrado; porém, o fato de Jesus demonstrou, na prática, essa di-
ser Deus e conhecer o coração da- mensão da Sua mensagem, o que
queles homens levanta mil e uma eu creio que os pecadores podiam
especulações. perceber nos olhos e nas expres-
Talvez Jesus tenha tido essa sões de Jesus, quando conversa-
atitude apenas porque queria mos- vam com Ele.
trar que os estava ignorando, mas, Como podemos explicar o
independentemente de qualquer aparente amor que os pecadores

84 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

tinham por Jesus e o prazer que poder limitado do pecado, como


sentiam em estar com Ele? Eles se está escrito: “Filhinhos, vocês são
sentiam à vontade nos banquetes de Deus e os venceram, porque
que desfrutavam com Jesus e de- aquele que está em vocês é maior
monstravam gostar da Sua presen- que aquele que está no mundo” (I
ça. Será que era porque Jesus ria João 4.4).
das suas piadas de mau gosto ou Se você crê, se bebeu da Água
porque aprovava o que eles faziam Viva e o Espírito Santo flui de você
ou diziam? Jamais! Tenho certeza como uma fonte ou como um rio,
que era porque Jesus os amava e entenda que Ele também é o Poder
eles sabiam desse amor; eles po- suficientemente forte para vencer
diam ver esse amor nos olhos e no a força do pecado em sua vida.
rosto de Jesus; eles podiam perce- A terceira verdade do pecado
ber no tom da Sua voz que Jesus é o mais difícil de ser superado
não os condenava, exatamente pelo milagre da salvação, pois se
como se expressou com aquela trata da consequência do pecado,
mulher, quando lhe disse: “Vá e a qual deixa muitas cicatrizes, por
abandone sua vida de pecado”. vezes irreversíveis.
Um dos meus autores prefe- Paulo afirmou que o salário
ridos escreveu sobre a existência do pecado é a “morte” (Romanos
de três verdades do pecado. Pri- 6.23) e a figura da morte, nesse
meiro: o pecado tem um castigo; contexto, significa as piores conse-
segundo: o pecado tem poder; quências possíveis.
terceiro: o pecado tem um preço. Assim como não dá para en-
Ele também escreveu sobre as três direitar ovos mexidos, muitas das
verdades da salvação. Primeiro: o consequências do pecado não
castigo do pecado foi cancelado podem ser revertidas, como, por
com a morte de Jesus Cristo; por- exemplo, uma pessoa que comete
tanto, a primeira verdade da salva- pecado de assassinato e, depois,
ção superou a primeira verdade do busca perdão em Jesus Cristo. Essa
pecado, através do ato de Jesus ao pessoa tem o pecado removido,
morrer na cruz. através da cruz de Cristo, mas isso
A segunda verdade do pe- não traz a vítima de assassinato de
cado é que o Espírito Santo é o volta, nem livra o assassino da pu-
Poder supremo que controla o nição imposta pela sociedade.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 85


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Existe uma palavra muito ex- diante de um juiz, num tribunal


pressiva nas Escrituras, a qual repleto de pessoas. Você precisa
mostra como Deus supera a ter- de um advogado com a função de
ceira verdade do pecado com a convencer o juiz da sua inocência,
terceira verdade da salvação, que mesmo que as pessoas o consi-
se chama “justificação”. Quando derem culpado, pois cabe ao juiz
confiamos nossa salvação e per- determinar se você é inocente para
dão a Cristo, além de nos perdoar, que você seja libertado.
Jesus nos trata como se nunca ti- No capítulo 5, lemos que “o
véssemos pecado. Pai não julgará ninguém, porque
Tente imaginar o Trono do Ele sujeitou todo julgamento ao
Julgamento de Cristo e o Senhor Filho” (v.22). Quando estivermos
passando a fita da sua vida. An- diante do Juiz de toda a Terra, a
tes de passar a fita, porém, Jesus dimensão terrena de julgamento
remove dela a parte que registra o feita pelo homem não terá o me-
seu pecado e, depois, torna a colar nor sentido. O único julgamento
a fita. É exatamente assim que Je- que valerá será aquele que Cristo
sus passa a fita da sua e da minha faz de você, o que torna em boas
vida: como se nunca tivéssemos novas a expressão do Novo Testa-
cometido nenhum pecado. mento “aos Seus olhos”. O Evan-
Além da palavra “justifica- gelho da justificação é que “aos
ção”, existe também a expressão Seus olhos” será como se nunca
“aos olhos de Deus”, que é en- tivéssemos pecado!
contrada mais de 150 vezes no Entretanto, o pecado deixa
Novo Testamento. Aos olhos de cicatrizes em nossas vidas e em
Deus não existe pecado para a nossos relacionamentos horizon-
pessoa que foi justificada. Mes- tais, porque, quando pecamos,
mo que haja cicatrizes no nível além de marcarmos nossa própria
horizontal dos relacionamentos vida, também marcamos a vida
humanos, aos olhos de Deus elas daqueles que estão ao nosso redor.
não existem. Quando Martinho Lutero se
Vamos ilustrar esta situação: expressou dizendo que “o pecado
Imagine que você tenha sido jul- sempre tem um irmão gêmeo”,
gado por um crime pelo qual é ele estava se referindo ao fato de
inocente. Seu julgamento foi feito o nosso pecado sempre envolver

86 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

outra pessoa, deixando cicatrizes nos ama e quer nos proteger das
em nós e nos outros. terríveis consequências do peca-
De acordo com as Escritu- do, porque não há nada de bom
ras, quando estivermos deixando nele. Vou repetir: “Não existe nada
este mundo, receberemos vestes de bom no pecado! Portanto, não
imaculadamente brancas, sem peque!”. Faça o que Jesus reco-
qualquer mancha. O pecado cau- mendou àquela mulher: abandone
sa manchas em nossas vestes e é sua vida de pecado!
bem provável que manchemos as As boas novas das duas pri-
roupas de outras pessoas também. meiras verdades da salvação são
Quando buscamos Jesus, aos que o castigo do pecado foi remo-
olhos dEle nossas vestes estão vido e o poder do pecado pode ser
sem nenhuma mancha, mas, em vencido; no nível horizontal, po-
se tratando do nível horizontal, rém, o preço do pecado pode ser
do nosso relacionamento com ou- muito alto.
tras pessoas, é difícil, muito difícil A verdadeira dinâmica que
mesmo, apagar essas manchas; temos para descobrir nesse ato
às vezes até impossível. simbólico de Jesus é a Sua atitude
No nível horizontal, não cabe em relação ao pecador, a atitude
a Deus resolver o problema das do pecador em relação a Jesus e
manchas, cicatrizes ou consequ- a atitude de Jesus em relação ao
ências irreversíveis do pecado; por pecado. O que esse ato simbólico
isso, podemos observar o grande nos ensina é uma ilustração do
amor de Jesus por aquela mulher, Evangelho que Jesus veio trazer e
quando Ele diz: “Agora vá e aban- proclamar ao mundo.
done sua vida de pecado”. Também podemos observar a
Uma vez que o pecado deixa atitude de Jesus em relação aos
cicatrizes irreversíveis no nível ho- acusadores legalistas, através da
rizontal, nossa posição com rela- conversa de Jesus com aquela pe-
ção a nossos filhos, quando eles cadora, em que se estabeleceu o
não estiverem andando com o cenário para um sermão maravi-
Senhor, é orar: “Senhor, não deixe lhoso de Jesus sobre o pecado e
que haja cicatrizes irreversíveis!”. suas consequências.
É por isso que a Bíblia insiste Dizem que, quando lemos a
em nos ensinar a não pecar; Deus Bíblia achando que não vamos

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 87


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

encontrar nada, não encontramos Jesus gerou duas reações diferen-


mesmo; por essa razão, o meu de- tes. Alguns creram nEle, mas, no
safio agora é que você leia o ca- final do capítulo, lemos: “Então
pítulo 8 e encontre algo. Procure eles apanharam pedras para ape-
lembrar que essa passagem ainda drejá-lo, mas Jesus escondeu-se
faz parte da discussão que Jesus e saiu do templo”.
manteve com os líderes religiosos Esta pregação de Jesus, esta
e, nesse ponto, ela atinge o seu discussão que Ele teve com os líde-
apogeu. res judeus tem a aparência de um
Quando isto acontece, temos diálogo. Leia novamente o capítulo
as boas novas de que alguns lí- 8 e procure extrair dele a essência
deres religiosos judeus se conver- do que Jesus pregou; observe que,
teram: “Tendo dito essas coisas, basicamente, o que Jesus disse foi:
muitos creram nele. Disse Jesus “Eu sei de onde vim e para onde
aos judeus que haviam crido nele: vou, mas vocês não sabem de
Se vocês permanecerem firmes onde venho nem para onde estou
na minha palavra, verdadeira- indo, porque vocês são dominados
mente serão meus discípulos. E pela ignorância. A origem de vocês
conhecerão a verdade, e a verda- é a ignorância, que os controla, e
de os libertará. Eles lhe respon- vão morrer nela se não crerem em
deram: Somos descendentes de mim!” (8.14). Depois, no versículo
Abraão e nunca fomos escravos 24, está a essência do que Jesus
de ninguém. Como você pode disse: “Vocês vêm do pecado, são
dizer que seremos livres? Jesus escravos do pecado e vão mor-
respondeu: Digo-lhes a verdade: rer no pecado, se não crerem em
Todo aquele que vive pecando é mim”. A seguir, no versículo 44, re-
escravo do pecado. O escravo não sumidamente, Jesus disse: “O pai
tem lugar permanente na família, de vocês é o diabo. Vocês vêm do
mas o filho pertence a ela para diabo, estão sob o controle do dia-
sempre. Portanto, se o Filho os li- bo e ele os levará para o inferno, se
bertar, vocês de fato serão livres” não crerem em mim”.
(8.30-36). Neste resumo parafraseado
Semelhantemente ao sermão do registro que João fez deste ser-
no último dia da festa das caba- mão, procure extrair a mensagem
nas, esta mensagem dinâmica de do diálogo contida nos versículos

88 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

seguintes à história da mulher que capítulo 8 de João? A você, que


foi pega em adultério. tem acompanhado nosso pensa-
Faça um traçado desse diálo- mento nos estudos destes oito ca-
go, desde o capítulo 5 até ao capí- pítulos, quero fazer uma pergunta:
tulo 8, quando alguns dos judeus em que você crê a respeito de Je-
pegaram em pedras para atirar em sus? Será que você crê em todas
Jesus. Depois que fizer esse estu- estas declarações que Jesus fez,
do e o resumo do que Jesus disse do capítulo 5 ao capítulo 8?
aos fariseus e mestres da Lei, você Quando os judeus creram,
entenderá porque aqueles que não Jesus lhes disse que permaneces-
creram pegaram em pedras para sem na Sua Palavra e se tornas-
atirar em Jesus, o qual não usou sem discípulos verdadeiros (30-
de sutileza, mas foi muito claro e 36). Você está pronto para ouvir
objetivo em Sua pregação. as seguintes palavras que Jesus
Como você acha que foi ter pronunciou: “Se vocês permane-
ouvido essa pregação de Jesus? cerem firmes na minha palavra,
Não nos espanta que os líderes verdadeiramente serão meus dis-
religiosos tenham ficado esfuma- cípulos”? ou será que você seria
çando com o que Jesus falou e intelectualmente honesto, assu-
quisessem apedrejá-Lo; também miria sua oposição, O apedreja-
não é surpresa alguma que outros ria e O colocaria fora da sua vida
tenham crido nEle, depois de ou- para sempre?
virem Seu sermão, aos quais Jesus Lembre-se que você tem ape-
recomendou que continuassem na nas duas escolhas: ou você consi-
Sua Palavra e se tornassem Seus dera Jesus um mentiroso ou até,
discípulos verdadeiros (30-36). se for menos agressivo, um lunáti-
Que decisão você tomou de- co, ou você O faz Senhor e Salva-
pois de estudar essa discussão do dor pessoal de sua vida.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 89


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 14
“As Três Dimensões da Fé” (João 8.30-36)

Como era de se esperar, quan- a usou e só encontramos a palavra


do Jesus terminou este sermão, “cristão” na Bíblia três vezes, já
houve dois tipos de respostas do que este foi um termo usado pelo
público que O ouviu: uma res- mundo incrédulo para se referir
posta positiva e outra negativa. A aos seguidores de Cristo.
resposta positiva de alguns líde- Na Bíblia consta que apenas
res religiosos gerou uma palavra uma vez esta palavra foi usada
de Jesus, que é uma das passa- por um crente, por Pedro, que es-
gens mais importantes do Novo creveu: “Contudo, se sofre como
Testamento: cristão, não se envergonhe, mas
“Se vocês permanecerem glorifique a Deus por meio desse
firmes na minha palavra, verda- nome” (I Pedro 4.16).
deiramente serão meus discípu- Como pastor, já ouvi diversas
los. E conhecerão a verdade, e a vezes pessoas dizerem: “Pastor,
verdade os libertará. Eles lhe res- será que sou um cristão?”. Eu res-
ponderam: Somos descendentes pondo que as Escrituras não usam
de Abraão e nunca fomos escra- esta palavra para se referir aos se-
vos de ninguém. Como você pode guidores de Cristo. Tudo fica mais
dizer que seremos livres? Jesus claro se usarmos as mesmas pa-
respondeu: Digo-lhes a verdade: lavras do Novo Testamento. Jesus
Todo aquele que vive pecando é dizia às pessoas para que cressem
escravo do pecado. O escravo não nEle; depois que elas criam, Ele
tem lugar permanente na família, as chamava de “crentes”, referin-
mas o filho pertence a ela para do-se àqueles que criam nEle de
sempre. Portanto, se o Filho os li- todo coração, por livre escolha e
bertar, vocês de fato serão livres” vontade.
(8.31-36). Deixe-me fazer-lhe uma per-
Jesus jamais usou a palavra gunta: você se sentiria ofendido
“cristão”; tão pouco Paulo, o gran- se escutasse alguém se referindo a
de missionário da Igreja de Cristo você como um “incrédulo”?

90 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

As pessoas geralmente sabem e, depois, duas semanas de au-


se são crentes ou não, e a maioria las práticas no estaleiro, onde os
acha que ser considerado um in- alunos aplicam tudo o que apren-
crédulo é uma ofensa. deram na sala de aula. Depois de
Quando eu falo sobre o Novo duas semanas de aulas práticas,
Nascimento e suas evidências, os alunos voltam para a sala de
perguntando se já nasceram de aula, para mais duas semanas de
novo, geralmente elas respondem: teoria. Após cinco anos, eles sa-
“Acho que ainda não”. Aí então me bem tudo sobre metalurgia e tu-
concentro na terceira dimensão de bulação naval e dominam tudo o
fé, perguntando: “você é um discí- que têm aprendido durante esse
pulo de Jesus Cristo?”. A resposta processo.
que geralmente ouço é: “O que é Essencialmente, foi isso o que
ser um discípulo?”. Então respon- Jesus ensinou, quando convidou
do: “aí está o problema!”. aquelas pessoas para O seguirem,
Nas palavras de Jesus, diri- dizendo que, se elas assim se con-
gidas aos que tinham crido nEle, duzissem, realmente seriam Seus
encontramos a fé em três dimen- discípulos.
sões. A primeira dimensão é crer, De acordo com Jesus, a pri-
conforme a descrição de João. No meira dimensão de fé é crer; a se-
entanto, a decisão de crer é ape- gunda, tornar-se um discípulo dEle
nas a primeira dimensão da fé em e segui-Lo; depois, Ele apresentou
Cristo. a terceira dimensão da fé.
A segunda dimensão da fé em Jesus não estabeleceu quan-
Cristo implica em permanecer na to tempo devemos segui-Lo como
Palavra de Jesus e tornar-se Seu aprendizes, para que entremos na
discípulo verdadeiro. A palavra terceira dimensão da fé; Ele sim-
“discípulo” tem o significado de plesmente definiu a terceira di-
“aprendiz”, ou seja, aquela pessoa mensão da fé ao dizer: “E conhe-
que aprende, à medida que prati- cerão a verdade, e a verdade os
ca o que lhe foi ensinado. libertará”.
Onde moro existe um grande Quando Jesus disse isso,
estaleiro, no qual funciona uma alguns fizeram esta observação:
escola técnica de aprendizes com “Somos descendentes de Abraão
duas semanas de aulas teóricas e nunca fomos escravos de

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 91


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

ninguém. Como você pode dizer é usada no sentido de um relacio-


que seremos livres?”. Jesus res- namento íntimo.
pondeu-lhes: “Todo aquele que Nesta passagem, Jesus está
vive pecando é escravo do peca- apresentando a fé em três dimen-
do” (vv.33,34). sões. A fé se inicia com a decisão e
Um escravo não tem au- o compromisso de “crer”; é assim
toridade para libertar outro escra- que iniciamos nossa jornada de fé,
vo, mas um filho tem autoridade mas isso é apenas o começo.
para libertar um escravo. Usando Existe um ditado chinês que
esta mesma metáfora, Jesus conti- diz que uma jornada de mil qui-
nuou: “se o Filho os libertar, vocês lômetros começa com um passo.
de fato serão livres” (v.36). Mas, o que vem depois deste pri-
Podemos repetir o que Jesus meiro passo? Discipulado!
falou com outras palavras: “Ve- Neste momento, o tema des-
nham para Minha Palavra, por- ta acirrada discussão entre Jesus
que, quando vocês crêem em Mim e os líderes religiosos é a escra-
e continuam na Minha Palavra, vidão. Na verdade, Jesus estava
tornam-se verdadeiramente Meus dizendo aos líderes religiosos que
discípulos e, como discípulos, ca- eles eram cativos da própria igno-
minhando na Minha Palavra, irão rância e escravizados pelo diabo, o
além das páginas sagradas e terão qual os induzia ao pecado. Quan-
um relacionamento Comigo, por- do você vai além das páginas sa-
que Eu sou o Filho, aquEle que é gradas e O conhece, a verdade o
a Verdade. Quando vocês Me co- liberta da ignorância e do pecado.
nhecerem desta maneira, Eu os Um autor anônimo escreveu
libertarei”. este pequeno poema intitulado
Quando Jesus disse para eles “Um Urso Faminto”:
permanecerem na Sua Palavra até
que conhecessem a verdade, Ele Um urso faminto prendeu sua
não estava falando de um conhe- pata numa armadilha fatal.
cimento intelectual nem teológico. Tentava desesperado vencer a
Jesus estava falando de conhecer dor e livrar-se daquele mal.
através de um relacionamento com Acorrentado a uma árvore,
aquEle que é a Verdade. No Novo urrava de dor, gritava por sua
Testamento, a palavra “conhecer” liberdade.

92 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Uma velha coruja, do alto da Jesus, porque nos salvaria dos


árvore, assistia o urso que, nossos pecados (Mateus 1.21).
àquela altura, mal podia se Observe que a profecia não é que
mover. Jesus sacrificaria Sua vida para
Ali de onde estava, filosofou nos dar perdão dos pecados, mas
para aquele pobre ser: sim que nos salvaria dos pecados.
“Senhor urso, para que todo Na dedicatória do Livro do
esse barulho? O senhor pre- Apocalipse, João descreveu Je-
cisa ter um pouco mais de sus como “a testemunha fiel, o
autocontrole”. primogênito dentre os mortos e
o soberano dos reis da terra. Ele
O autor deste poema estava nos ama e nos libertou dos nossos
falando sobre a vida, onde existem pecados por meio do seu sangue”
dois tipos de pessoas: os livres e (Apocalipse 1.5).
os que hoje são chamados de “vi- O nome “Jesus” significa
ciados” em álcool, cigarro, cocaí- “Salvador”, que tem o sentido de
na, heroína ou outro tipo de droga. “libertar”. De acordo com o signi-
Estes, porém, não são os únicos ficado do Seu nome e com a pro-
tipos de vícios. Há o vício da las- fecia que os anjos fizeram a Seu
cívia, da gula, compulsão pelo tra- respeito, é natural que Jesus nos
balho e muitos outros mais. ensine como sermos livres dos
Independentemente do tipo nossos pecados.
de vício ou compulsão que a pes- Você é livre para fazer o que
soa desenvolva, a questão é que quer ou o que precisa e tem que
ela não é livre. Essas pessoas são fazer? Nós, que cremos em Jesus
representadas por esse pobre urso e O seguimos, enfatizamos que
acorrentado à árvore. nossos pecados estão perdoados
A raiz de todos os vícios é o por causa de Jesus, o que é a ver-
pecado, por isso Jesus foi até à dadeira maravilha do Evangelho.
raiz do problema das pessoas que Desde que os anjos anuncia-
não são livres ao dizer que qual- ram que Ele Se chamaria Jesus,
quer um que continua no pecado porque nos salvaria, nos libertaria
não é livre. dos nossos pecados, não há por-
Quando Ele nasceu, anjos que você se preocupar com seu
anunciaram que Seu nome seria vício. Confie em Jesus como seu

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 93


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Salvador pessoal e seja liberto de “Eu creio que Ele existe (referin-
tudo que o mantém cativo. do-se a Cristo), enquanto eles não
Como você encara aqueles têm certeza que Ele existiu; en-
que não são livres? Qual é a sua quanto eles não sabem bem o que
reação ao encontrar pessoas que Ele fez, eu sei que Ele ainda faz”.
são obrigadas a fazer o que não Outro autor acrescentou a
querem por causa do vício? Você esta citação: “Deus é quem Ele
tem compaixão dos alcoólatras, afirma ser e faz qualquer coisa
dos viciados em droga, das pes- que Ele afirma que pode fazer.
soas pegas pela armadilha mor- Você é o que Deus diz que você é
tal dos narcóticos? Sempre que e você pode fazer qualquer coisa
encontrava com pessoas aprisio- que Deus diz que você pode fazer,
nadas pelo pecado, Jesus queria porque Ele existe e está em você”.
libertá-las (Lucas 13.10-16). A verdade mais poderosa do
O poema do urso patético Novo Testamento é “Cristo em vo-
acorrentado à árvore reflete não cês, a esperança da glória” (Co-
somente o triste quadro de mi- lossenses 1.27). Mas, o que quer
lhões de pessoas no mundo de dizer “Cristo em vocês?” Podemos
hoje, as quais estão viciadas num parafrasear este versículo assim:
tipo de pecado, mas também re- “Que vocês descubram este grande
trata muitos seguidores de Cristo segredo: Cristo em seus corações
que são livres, porém, como a co- é a única esperança que existe!”.
ruja, não têm compaixão dos vi- Você acredita nisso? Você
ciados, antes olham para eles com acredita que o mesmo Cristo que
superioridade, sem mostrar qual- viveu durante 33 anos em um
quer compaixão. corpo humano hoje vive em você?
Jesus não é como a coruja; Ele Eu creio e, também sei, que Cris-
jamais olhou para os cativos com to hoje tem o mesmo sentimento
superioridade ou indiferença. Quan- pelos viciados que tinha quando
to a você, em quem Cristo habita, viveu há quase dois mil anos aqui
como reage diante de um viciado? na terra. O Cristo que hoje vive em
Um dos meus autores preferi- você e em mim não fica indiferen-
dos, num lamento sobre a teologia te ao ver pessoas cativas, envolvi-
liberal, que duvida de quase tudo das em sofrimento, do qual só Ele
que diz respeito a Jesus, escreveu: pode libertar.

94 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Eu tive a experiência de me Jesus é sinônimo de liberdade e


encontrar com pessoas escraviza- plenitude espiritual.
das e sentir Cristo se incomodan- Você tem encontrado res-
do dentro de mim com o estado postas para a pergunta “o que é
delas. Um pequeno grupo, do qual fé?”. No capítulo 8, encontramos
participei, encontrava-se semanal- a minha resposta preferida: a fé se
mente em minha casa, durante apresenta em três dimensões. A
um período de cinco anos, reunin- primeira dimensão é crer; a segun-
do oito homens que estavam se da é: porque você crê e permanece
recuperando do alcoolismo e das na Palavra de Jesus torna-se Seu
drogas. Neste grupo, vi Cristo li- discípulo; a terceira dimensão da
bertar pessoas miraculosamente, fé é continuar na Palavra até pas-
da mesma forma que Ele fazia há sar além das páginas sagradas e
quase dois mil anos. O que eu vi conhecer Jesus, através de um re-
neste pequeno grupo é a aplicação lacionamento pessoal com aquEle
do que estudamos no capítulo 8 que é a Verdade e, finalmente, ser
de João, nos versículos 30 a 36. libertado.
Posso lhe fazer uma pergunta Gosto muito da seguinte des-
pessoal? Para você, que tem par- crição de fé, porque retrata o meu
ticipado do estudo versículo por testemunho. É comum um crente
versículo do Evangelho de João, o novo na fé ter todo tipo de experi-
que tem representado as respostas ência, pois, a partir do momento
às três perguntas que servem de em que ele crê, passa a conhe-
base para nosso estudo? cer de fato o Filho, por meio de
Você tem encontrado respos- um relacionamento, que o leva à
tas expressivas para a pergunta liberdade.
“quem é Jesus?”. Neste capítulo, A minha experiência, no en-
Jesus é o Filho que liberta e não tanto, foi diferente. Eu cri, tornei-
quer que Seus discípulos sejam me um discípulo durante trinta
como aquele urso patético preso a anos e, só então, experimentei
correntes. essa dimensão de fé. Quando fui
Quanto à segunda pergunta “o libertado, foi como se eu tivesse
que é vida?”, de acordo com o que sido tirado de uma prisão.
acabamos de estudar, o que pode- Hoje vivemos na cultura do
mos depreender é que vida com “instantâneo”: café instantâneo,

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 95


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

chá instantâneo, pudim instantâ- da fé mostram que a salvação não


neo, informação instantânea, tudo é apenas um destino, mas uma
instantâneo; por isso, queremos jornada.
tudo instantaneamente em nossa Você já creu e já se tornou
vida espiritual. Como já dissemos, um aprendiz? Há quanto tempo
Deus faz isso às vezes, mas não você está servindo Jesus como
é sempre que Ele nos dá tudo no um aprendiz? Não devemos nos
início da nossa jornada de fé. surpreender se esse processo de
Conheci muitas pessoas como aprendiz for demorado. Jesus não
eu, que precisaram de anos se- disse por quanto tempo devemos
guindo Cristo até passar a ter um ser discípulos antes de nos liber-
relacionamento com Ele, o qual tar. Tão somente permaneça fiel à
as libertou. Essas três dimensões Palavra de Jesus e Ele o libertará.

96 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 15
“Crer Para Ver” (João 9.1-12)

Continuando nosso Estudo do diziam: Não, apenas se parece


Evangelho de João versículo por com ele, mas ele próprio insistia:
versículo, comentaremos agora o Sou eu mesmo. Então, como fo-
capítulo 9, onde lemos o seguin- ram abertos os seus olhos? inter-
te: “Ao passar, Jesus viu um cego rogaram-no eles. Ele respondeu: O
de nascença. Seus discípulos lhe homem chamado Jesus misturou
perguntaram: Mestre, quem pe- terra com saliva, colocou-a nos
cou, este homem ou seus pais, meus olhos e me disse que fosse
para que ele nascesse cego? Dis- lavar-me em Siloé. Fui, lavei-me
se Jesus: Nem ele nem seus pais e agora vejo. Eles lhe pergunta-
pecaram, mas isto aconteceu ram: Onde está esse homem? Não
para que a obra de Deus se ma- sei, disse ele” (9.1-12).
nifestasse na vida dele. Enquanto Temos aqui mais um ato sim-
é dia, precisamos realizar a obra bólico de Jesus. No capítulo 5, Je-
daquele que me enviou. A noite sus cura um homem junto ao Tan-
se aproxima, quando ninguém que de Betesda, o que dá início a
pode trabalhar. Enquanto estou um diálogo com os líderes religio-
no mundo, sou a luz do mundo. sos permeado de muitas lições; no
Tendo dito isso, cuspiu no chão, capítulo 6, Ele alimenta cinco mil
misturou terra com saliva e apli- famílias e o diálogo continua, pro-
cou-a aos olhos do homem. Então piciando a ocasião para a prega-
lhe disse: Vá lavar-se no tanque ção do Sermão do Pão da Vida; no
de Siloé (que significa enviado). capítulo 7, a Festa das Cabanas,
O homem foi, lavou-se e voltou uma metáfora simbólica, oferece
vendo. Seus vizinhos e os que an- a oportunidade para o sermão em
teriormente o tinham visto mendi- que Jesus faz um convite a todos
gando perguntaram: Não é este o os sedentos. Ele convida todos os
mesmo homem que costumava fi- que têm sede a descobrirem que
car sentado, mendigando? Alguns Ele é a Água Viva que sacia a sede
afirmavam que era ele. Outros e se torna um rio, do qual outros

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 97


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

podem beber; o capítulo 8 começa de pecado e, de acordo com essa


com uma conversa que ilustra a di- teologia, a cegueira daquele ho-
nâmica do sermão que leva à con- mem era consequência do pecado
versão de vários líderes religiosos. de alguém.
Vemos que o capítulo 9 co- Os chamados “amigos e con-
meça com outro ato simbólico: Je- soladores” de Jó também acha-
sus cura um homem de quarenta vam que a doença e o sofrimento
anos, cego de nascença. Este ato dele era consequência de pecado.
simbólico dá origem à metáfora Certamente para Jó não era nada
que ilustra um sermão de Jesus confortante ouvir que tudo o que
em que Ele declara que é a Luz do ele estava passando era por causa
mundo. de algum pecado em sua vida.
Semelhantemente à cura do A pergunta dos discípulos dei-
capítulo 5, esse milagre e o ser- xava implícito que aquele homem
mão para o qual a cura daquele era cego porque Deus o estava pu-
homem serve de ilustração esti- nindo por causa dos seus pecados
mulam ainda mais o diálogo hostil ou por causa do pecado de seus
com os líderes religiosos. pais.
À essa altura, os oponentes de Como ele era cego de nascen-
Jesus já tinham decidido que não ça, não dava para dizer que sua
poderiam coexistir com Ele e, des- cegueira fosse resultado de seu
de então, iniciaram um plano para próprio pecado, mas os rabinos
levá-Lo à morte. acreditavam que um bebê podia
Este capítulo também levan- pecar no ventre da mãe, por isso
ta uma profunda discussão, que havia sentido nessa pergunta.
se inicia quando Jesus com Seus Milhões de pessoas hoje acre-
discípulos encontraram aquele ditam na reencarnação e que a
cego de nascença e os discípulos infelicidade nesta vida é consequ-
fizeram uma pergunta relaciona- ência de erros em vidas passadas.
da com a teologia daqueles dias: Talvez este conceito também esti-
“Mestre, quem pecou: este ho- vesse implícito naquela pergunta
mem ou seus pais, para que ele feita a Jesus.
nascesse cego?”. É maravilhoso ouvir a respos-
Os antigos rabinos acredita- ta de Jesus: “Nem ele nem seus
vam que toda doença era resultado pais pecaram”, a qual leva a outra

98 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

pergunta: Se a cegueira daquele nos ensinou, dando o Seu exem-


homem não é resultado do seu plo, como devemos realizar as
próprio pecado nem do pecado de obras de Deus em nossas vidas.
seus pais, por que, então, ele nas- Quando nos tornamos discí-
ceu cego? pulos de Jesus, tornamo-nos luzei-
Agora estamos prontos para ros para o mundo, de acordo com
outra resposta maravilhosa de Je- o que Ele ensinou no Sermão da
sus aos seus discípulos: “Isto acon- Montanha: “Vocês são a luz do
teceu para que a obra de Deus se mundo. Não se pode esconder
manifestasse na vida dele”. uma cidade construída sobre um
Estou sobre uma cadeira de monte e, também, ninguém acen-
rodas desde 1983 e já busquei nas de uma candeia e a coloca debai-
Escrituras uma resposta de Deus xo de uma vasilha. Ao contrário,
para a pergunta: “Por que o mal e coloca-a no lugar apropriado e
o sofrimento vêm sobre a vida de ilumina a todos os que estão na
pessoas tementes a Deus?”. casa. Assim brilhe a luz de vocês
Encontrei na Palavra de Deus diante dos homens, para que ve-
trinta razões porque Deus permite jam as suas boas obras e glorifi-
que Seu povo sofra e, nesta decla- quem ao Pai de vocês, que está
ração, Jesus apresenta uma das nos céus” (Mateus 5.14-16).
melhores explicações para o sofri- Nas Suas últimas horas de
mento: “isto aconteceu para que vida neste mundo, Jesus disse aos
a obra de Deus se manifestasse seus apóstolos: “Vocês não me es-
na vida dele”. colheram, mas eu os escolhi para
O fundamento deste ensino é irem e darem fruto, fruto que
que o propósito da vida humana é permaneça, a fim de que o Pai
apresentar as obras de Deus. Je- lhes conceda o que pedirem em
sus mostrou como fazemos isto ao meu nome” (João 15.16). Com
orar, no final de Sua vida: “Eu te isto Jesus disse que posicionaria
glorifiquei na terra, completando os apóstolos, estrategicamente,
a obra que me deste para fazer” como luzeiros para que fossem
(João 17.4). frutíferos.
Com a brilhante e eloquente Na continuação desse versícu-
metáfora das nove bem-aventu- lo, Jesus ensinou que, se entender-
ranças (Mateus 5.3-11), Jesus mos que fomos salvos para sermos

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 99


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

frutíferos, o Deus Pai começará a a esta pergunta é a minha prefe-


responder nossas orações. rida: “isto aconteceu para que a
O problema é que buscamos a obra de Deus se manifestasse na
salvação como tudo o que busca- vida dele”.
mos na vida, procurando uma mo- No livro de Isaías, encontra-
tivação egocêntrica, como: “Qual mos estas credenciais do Messias:
o benefício que isso trará para “Então se abrirão os olhos dos ce-
mim?”, enquanto que deveríamos gos e se destaparão os ouvidos dos
questionar: “Em que isso redunda- surdos” (Isaias 35.5). Com relação
rá para Jesus e como Deus poderá a João, seu propósito ao escrever
ser glorificado?”. este Evangelho foi apresentar um
A importância desse ensino registro dos sinais milagrosos que
de Jesus está em mostrar que o Jesus operou, a fim de nos conven-
propósito da cegueira daquele cer de que Ele é o Cristo, o Mes-
homem era para que as obras de sias, o Filho de Deus (20.30,31).
Deus pudessem ser vistas através A cura do cego de nascença é uma
da vida dele. destas evidências miraculosas.
Eu acredito que a pergunta Depois de falar que a cegueira
mais frequente feita todos os dias daquele homem era para que as
é: “Por que?”. Quando chegarmos obras de Deus fossem manifes-
ao céu, porém, a expressão mais tadas, Jesus fez uma declaração
repetida será “Ah!”. muito importante: “Enquanto é
Enquanto vivemos nesta di- dia, precisamos realizar a obra
mensão precisamos buscar nas daquele que me enviou. A noite
Escrituras respostas para os nos- se aproxima, quando ninguém
sos “por ques”. No livro de Jó, pode trabalhar”.
aprendemos que o sofrimento e a Observe como Jesus tinha de-
provação acontecem pela vontade terminação para realizar a obra de
permissiva de Deus. O sofrimento e Deus. Depois de sua conversa com
a tribulação vêm de Satanás, mas a mulher samaritana junto ao poço
somente porque Deus permite. de Jacó, Jesus menciona a obra de
Quando alguma coisa trágica Deus. Ele transbordou de alegria
acontece, como a cegueira daque- por tê-la realizado, quando a mu-
le homem, as pessoas perguntam lher encontrou a Água Viva, oca-
“por que?”. A resposta de Jesus sião em que Jesus fez a seguinte

100 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

declaração: “A minha comida é fa- É interessante observar como


zer a vontade daquele que me en- cada cura que Jesus realizava era
viou e concluir a sua obra” (4.34). diferente da outra. Neste episódio,
Em todo o Evangelho de João encontramos outra resposta para a
estão registradas referências de pergunta “o que é fé?”. Veja que
Jesus à obra de Deus e como que “O homem foi, lavou-se e voltou
Ele desejava realizá-la. vendo”.
No capítulo 5, Ele afirmou que Jesus operou esta cura mis-
havia provas de que Ele era quem turando terra à Sua saliva, colo-
dizia ser. Já comentamos como Ele cando-a nos olhos do homem e
glorificou o Pai, finalizando a obra mandando-o lavar-se; Ele poderia
que lhe tinha sido designada e, ter operado este milagre de outras
também, suas últimas palavras na maneiras; afinal, Ele é o Grande
cruz: “Está consumado! Pai, nas Médico, mas o fato é que Jesus
tuas mãos eu entrego o meu espí- requereu do homem uma partici-
rito” (Lucas 23.46; João 19.30). pação, uma atitude de fé na minis-
No versículo 4 deste capítulo, tração desta cura.
Jesus inclui os discípulos na obra No milagre em que a água foi
a ser realizada, o que quer dizer transformada em vinho os servos
que você e eu também estamos tiveram fé para tirar a água dos
incluídos: “Enquanto é dia, preci- vasilhames e começar a servi-la
samos realizar a obra daquele que como vinho; o lanche do menino
me enviou. A noite se aproxima, foi multiplicado enquanto passava
quando ninguém pode trabalhar”. das mãos de Jesus para as mãos
Quando Jesus fala em “noite”, dos discípulos, até chegar às mãos
Ele está se referindo ao fim desta da multidão faminta. Nestas oca-
vida terrena, mas também pode siões, tanto os apóstolos como os
significar as oportunidades para fa- servos no casamento tiveram uma
zer a obra de Deus, cujo tempo para participação no milagre; eles tive-
a sua realização está estabelecido. ram que aplicar a fé para que o
Depois de compartilhar essas milagre acontecesse.
boas novas, Jesus cospe na terra, Jesus não agiu sempre desta
coloca a mistura de terra com sali- forma, mas foi assim que ope-
va nos olhos do homem e lhe diz: rou a cura no cego de nascença.
“Vá lavar-se no tanque de Siloé”. Aquele homem obedeceu ao que

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 101


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Jesus falou, foi, lavou-se no tan- perguntaram: “Então, como foram


que de Siloé e voltou para casa abertos os seus olhos?”. E o ho-
enxergando. mem respondeu: “O homem cha-
Seus vizinhos são os primei- mado Jesus misturou terra com
ros a ver a luz daquele homem saliva, colocou-a nos meus olhos
brilhar e disseram: “Não é este o e me disse que fosse lavar-me em
mesmo homem que costumava fi- Siloé. Fui, lavei-me e agora vejo”.
car sentado, mendigando? Alguns Quando eles perguntaram “Onde
afirmavam que era ele, enquanto está esse homem?”, ele simples-
outros diziam: “Não, apenas se mente respondeu: “Não sei”.
parece com ele”, mas ele próprio Ele não sabia como tinha
insistia: “Sou eu mesmo”. acontecido. O que ele sabia é que
Este episódio é um bom exem- era cego, mas o homem chamado
plo do que aprendemos a respeito Jesus colocou uma mistura de ter-
de testemunho. Testemunhar não ra e saliva nos seus olhos e man-
é apenas dar bom exemplo com dou-o lavar-se. Ele foi, lavou-se e
a nossa conduta de vida; há mo- passou a ver!
mentos em que nossa luz brilha Temos aqui mais uma vez
através do testemunho verbal do uma definição de fé: o fazer leva
milagre que recebemos. ao conhecer. Em nossa jornada de
As pessoas se sentirão atraídas fé precisamos crer para ver. Na ex-
para nós em razão do que Deus faz periência desse cego de nascença,
em nossas vidas e, quando é pe- o qual passou a ver porque creu e
dida uma explicação, devemos nos obedeceu a Jesus, temos uma res-
expressar, verbalizando as razões posta para o que é fé.
da esperança que temos (I Pedro
3.15). A Luz do mundo
Algo maravilhoso tinha aconte- Dissemos anteriormente que
cido para aquele homem e, quan- a cura daquele homem no Tanque
do as pessoas viram as evidências de Betesda foi estratégica, porque,
daquele milagre, ficaram impres- através daquele milagre, Jesus
sionadas e quiseram saber o que deu início ao seu o diálogo com os
aconteceu, além do que tudo aqui- líderes religiosos.
lo poderia significar em suas vidas. Como era o padrão de Jesus,
Motivadas por essas razões, Ele alcançou a mulher samaritana,

102 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

quando simplesmente passava por Essa pergunta silenciou todo


Samaria com o propósito implíci- o grupo e interrompeu a come-
to de que aquela cidade fosse al- moração que faziam, pois todos
cançada, através daquela mulher. perceberam que com a explosão
Foi assim, também, em Jericó, aquele mineiro tinha ficado cego,
quando Jesus se encontrou com mas só soube disso quando a ilu-
Zaqueu. minação chegou.
Assim, Jesus prosseguiu com Podemos fazer uma analogia
Seu discurso, depois da cura do deste episódio com o que Jesus es-
cego de nascença, declarando ser tava dizendo para aqueles líderes
a Luz do mundo, porque Ele era religiosos. Eles estavam cegos es-
um tipo de luz muito especial, que piritualmente, mas achavam que
dava visão aos cegos e, ao mes- podiam ver, enquanto que aquele
mo tempo, revelava a cegueira dos cego de nascença que Jesus curou
que achavam que enxergavam al- representava os que sabem que
guma coisa. não vêem, espiritualmente falan-
Os fariseus ouviram esse dis- do, e, por reconhecerem sua ce-
curso de Jesus e entenderam mui- gueira, são curados.
to bem o que Ele estava dizendo, Quando os líderes religiosos,
quando responderam: “Acaso nós ofendidos, perguntaram: “Aca-
também somos cegos?”. Jesus res- so nós também somos cegos?”,
pondeu: “Se vocês fossem cegos, Jesus, em outras palavras, res-
não seriam culpados de pecado; pondeu: “É exatamente isto que
mas agora que dizem que podem estou tentando fazer que vocês
ver, a culpa de vocês permanece”. entendam!”.
Em certa mina de carvão, O homem curado foi expulso
nos Estados Unidos, houve uma da sinagoga e, quando Jesus o
explosão e trinta mineiros ficaram encontrou e Se revelou para ele,
soterrados durante três dias, sob o homem creu e confessou Jesus
completa escuridão, até que um como seu Senhor.
grupo de resgate chegou até eles. Conforme já observamos, este
Depois da chegada do resgate, capítulo e esta história de cura
um dos mineiros perguntou: “Por contêm uma resposta linda para
que vocês não trouxeram nenhu- a pergunta “O que é fé?”. Quan-
ma iluminação?”. do aquele homem creu, declarou

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 103


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Jesus como seu Senhor e O ado- luz depois de 40 anos de ceguei-


rou. Esses passos de fé devem ser ra espiritual. Vida é perceber que
incluídos como fator importante você nasceu espiritualmente cego,
na resposta a essa pergunta. mas, depois de encontrar Jesus,
Na confissão de fé e adoração pode exclamar: “Uma coisa sei:
a Jesus daquele homem que fora eu era cego e agora vejo!”.
curado, descobrimos uma respos- Caminhando pelos capítulos
ta maravilhosa para a pergunta do Evangelho de João, você vai
“Quem é Jesus?”. Da mesma for- deixar que aquEle que é a Vida
ma que a mulher no poço, aquele e, também, a Luz que ilumina
homem percebeu gradualmente a todo homem revele sua cegueira
revelação de quem era Jesus. espiritual?
O homem que recebeu a vi- Jesus mostra como você pode
são ao se encontrar com Jesus e ser parte do processo de fé que
as aplicações que Jesus fez dessa opera os milagres que Deus quer
história respondem a terceira per- ver em sua vida. Você quer an-
gunta “o que é vida?”. dar nessa Luz que é Jesus? Leia o
Para aqueles que se converte- capítulo 9 mais uma vez e faça a
ram depois dos 40 anos de idade, você mesmo as três perguntas que
a salvação foi como encontrar a estamos estudando.

104 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 16
“Os Chamados” (João 10.1-16)

Quando o homem que rece- de Jesus: “Eu lhes asseguro que


beu milagrosamente a visão foi aquele que não entra no aprisco
expulso da sinagoga, Jesus pregou das ovelhas pela porta, mas sobe
um sermão muito bonito e profun- por outro lugar, é ladrão e assal-
do, no qual Se declarou o Bom tante. Aquele que entra pela porta
Pastor, descrito por Davi no Salmo é o pastor das ovelhas. O porteiro
23. Antes, porém, de considerar- abre-lhe a porta e as ovelhas ou-
mos esse sermão, tenho que com- vem a sua voz. Ele chama as suas
partilhar com você um princípio de ovelhas pelo nome e as leva para
estudo da Bíblia. fora. Depois de conduzir para fora
A Bíblia não foi escrita com todas as suas ovelhas, vai adian-
essa divisão de capítulos e versí- te delas e estas o seguem, por-
culos que conhecemos hoje. Os que conhecem a sua voz. Mas
livros do Novo Testamento foram nunca seguirão um estranho; na
assim divididos quase mil anos verdade, fugirão dele, porque não
depois de terem sido escritos, a reconhecem a voz de estranhos”
fim de auxiliar o estudo e a refe- (10.1-5).
rência a passagens específicas. Jesus inicia Seu ensino, di-
Quando acaba um capítulo zendo: “Eu lhes asseguro”. Em ou-
e começa outro, devemos obser- tras palavras: “o que eu vou falar
var se o assunto que está sendo agora é muito importante”. Jesus
abordado muda, ou não e se existe continua usando uma metáfora,
alguma coisa no capítulo anterior “mas eles não compreenderam o
que auxilia na compreensão da- que lhes estava falando” (10.6).
quele que está começando. A metáfora era sobre um aprisco.
Esta é exatamente a questão, É importante ter o mínimo de
quando iniciamos a leitura do ca- conhecimento sobre os cuidados
pítulo 10 de João, onde a expulsão com um rebanho e o que é um
daquele homem da sinagoga aju- aprisco, para se entender o que Je-
da-nos a compreender este ensino sus quis dizer com esta metáfora.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 105


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Um aprisco é um lugar, numa igreja mencionados nos primeiros


cidade ou vila, reservado para nove capítulos do Livro de Atos.
guardar as ovelhas durante a noi- Nesta metáfora, Jesus tam-
te. Naquele tempo, quando os bém estava se referindo ao homem
pastores passavam por uma cida- que Ele tinha curado. Os líderes
de ou por uma vila, precisavam religiosos expulsaram aquele ho-
de um lugar próprio, onde guarda- mem da sinagoga porque ele tinha
vam o rebanho à noite, para que reconhecido Jesus como Senhor e
eles pudessem dormir em alguma O tinha adorado.
hospedaria. Através desta metáfora, Jesus
Imagine cinco ou seis pasto- estava dizendo: “Não foram vocês
res diferentes, todos guardando que o expulsaram da sinagoga,
seus respectivos rebanhos no mes- fui Eu que o chamei para fora do
mo lugar. Pela manhã, na hora de aprisco. Ele está Me seguindo por-
recolher seu rebanho, cada pastor que é uma das Minhas ovelhas,
simplesmente chamava suas ove- por isso conhece Minha voz”.
lhas e elas iam saindo ao reconhe- No capítulo 10, Jesus faz
cer a voz do seu pastor, seguindo outra afirmação: “Eu sou a porta
-o. Elas não seguiam a voz de um das ovelhas”. Na metáfora sobre o
estranho, de alguém que estivesse aprisco, Jesus é o Pastor que está
tentando roubá-las. chamando Suas ovelhas para fora
Jesus usou esta metáfora, po- do aprisco, mas, como eles não
rém não foi compreendido. Creio entenderam esta figura de lingua-
que nesta metáfora o aprisco se gem, a Bíblia diz que: “Jesus afir-
referia ao judaísmo. Jesus estava mou de novo”.
declarando que, quando um pas- Ele tentou explicar novamente
tor chega à porta de um aprisco o que aconteceu com aquele ho-
e chama suas ovelhas, elas re- mem que tinha sido expulso da si-
conhecem sua voz e o seguem. nagoga: “Então Jesus afirmou de
Como Bom Pastor, Jesus estava novo: Digo-lhes a verdade: Eu sou
chamando Suas ovelhas para fora a porta das ovelhas. Todos os que
do aprisco do judaísmo. vieram antes de mim eram ladrões
Não podemos esquecer que e assaltantes, mas as ovelhas não
todos os apóstolos eram judeus, os ouviram. Eu sou a porta; quem
assim como todos os membros da entra por mim será salvo. Entrará

106 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

e sairá, e encontrará pastagem. O está a porta para proteger o reba-


ladrão vem apenas para roubar, nho de sair à noite e da entrada de
matar e destruir; eu vim para que predadores?”. O pastor de ovelhas
tenham vida, e a tenham plena- deitou-se esticado naquele espaço
mente” (10.7-10). e disse: “Eu sou a porta; nenhuma
Podemos responder a pergun- ovelha sai ou entra sem passar por
ta “quem é Jesus?” de diversas cima de mim e nenhum predador
maneiras. Em várias ocasiões Je- entra sem que eu acorde”.
sus declarou: “Eu Sou” e, agora, A aplicação pessoal desta
Jesus responde, dizendo que é o metáfora está nestas palavras de
Bom Pastor, sobre o qual Davi es- Jesus: “quem entra por mim será
creveu; a seguir, em outra metá- salvo”, enquanto que outra expli-
fora, acrescenta: “Eu sou a porta cação se encontra nas seguintes
das ovelhas”. palavras de Jesus: “Entrará e sai-
Um pastor viajou para a Ter- rá, e encontrará pastagem”.
ra Santa determinado a descobrir De maneira corajosa, Jesus
tudo o que pudesse sobre o pasto- declarou aos líderes religiosos ju-
reio de ovelhas, a fim de compre- deus que estava estabelecendo
ender melhor o significado dessas outro aprisco e estava chamando
várias metáforas bíblicas, como as o rebanho do judaísmo para esse
que Davi usou e como a que esta- novo aprisco que Ele estava for-
mos enfocando agora. mando, profeticamente se refe-
Este homem se impressionou rindo à Igreja que Ele ia edificar,
ao encontrar um grande aprisco no conforme se referiu no capítulo 16
meio de uma vila, com vários re- do Evangelho de Mateus, dizendo
banhos que passariam a noite lá, que edificaria a Sua Igreja e que
sob os cuidados de um pastor, o as portas do inferno não poderiam
qual havia recebido a responsabili- vencê-la (v.18).
dade de guardar aqueles rebanhos A palavra “igreja”, literalmen-
durante a noite, naquele aprisco te, significa “os chamados” e, nesta
todo cercado por um muro. profunda metáfora, Jesus faz uma
Vendo que onde deveria ser o descrição maravilhosa da Igreja.
portão havia um espaço de mais Na verdade esta é uma me-
ou menos dois metros de largura, o táfora dupla. Jesus afirma ser a
pastor estudioso perguntou: “onde porta, através da qual as ovelhas

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 107


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

devem passar para serem salvas, saem para servir a Deus têm que
sendo que a palavra “salva” signi- ter experimentado uma vinda até
fica, literalmente, protegida e se- Deus, isto é, antes da ida frutífera,
gura. A aplicação, então, é que so- eles tiveram um encontro marcan-
mente através de Jesus podemos te com Deus, uma vinda até Deus.
ser salvos (Atos 4.12), pois Ele é Ao estudar as biografias na
o Único Caminho para o Deus Pai Bíblia, procure conhecer as experi-
(João 14.6). ências marcantes que cada pessoa
Na segunda parte desta metá- teve com Deus, antes de sair para
fora, que fala sobre os pastos ver- o trabalho dEle.
des para as ovelhas, encontramos Moisés, por exemplo, teve 80
a descrição do plano de Cristo, anos de experiência com Deus an-
que é colocar aqueles que são sal- tes de viver os 40 anos frutíferos
vos no aprisco, que é a Igreja. Na na obra de Deus; foram 80 anos
comunidade espiritual da Igreja, de vindas até Deus e 40 anos indo
as ovelhas encontrarão tudo o que para Deus.
precisam para viver para Cristo e Estou convencido de que nos-
para servi-Lo (Efésios 4.12). sas idas têm sido geralmente in-
Para Deus não é bom que o frutíferas e sem sentido, porque
homem viva sozinho, por isso Ele simplesmente “vamos”, sem an-
coloca o solitário em família (Gê- tes irmos primeiro para Deus. Por
nesis 2.18; Salmo 68.6). Quan- essa razão, esta metáfora de Jesus
do ovelhas perdidas encontram a é importante: “Entrará e sairá, e
porta da salvação, o Bom Pastor encontrará pastagem”. Que Deus
também é a Porta do aprisco que abençoe nossas vindas e depois
mantém essas ovelhas salvas em abençoe nossas idas!
família. Observe quantos convites Je-
“Entrará e sairá, e encontrará sus fez para irmos até Ele. “Ve-
pastagem”. Você já observou este nham a mim, todos os que estão
tema na Bíblia, ao qual podemos cansados e sobrecarregados, e eu
dar o nome de “As Vindas e Idas lhes darei descanso. Tomem so-
do povo de Deus”? bre vocês o meu jugo e aprendam
Antes de ser obreiro de Deus, de mim, pois sou manso e humil-
o obreiro tem que ser um adora- de de coração, e vocês encontra-
dor de Deus, porque aqueles que rão descanso para as suas almas.

108 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Pois o meu jugo é suave e o meu Às vezes, não é a Sua voz cha-
fardo é leve” (Mateus 11.28-30). mando que ouvimos, mas a de um
“Se alguém tem sede, venha furacão, que Jesus, amorosamen-
a mim e beba” (João 7.37). O que te, providencia em nossas vidas, o
temos visto neste Evangelho é que, qual serve como um impulso para
quando as pessoas respondiam ao vivenciarmos uma nova situação.
convite de Jesus, “indo” até Ele, sua Quando Jesus tem um lugar
sede e fome eram saciadas e en- novo para nós, Ele opera três obras
contravam descanso para suas al- em nossas vidas. Primeiro, Ele nos
mas. Depois disto, ouviam a Gran- faz sair do lugar antigo, o que mui-
de Comissão: “Agora vão! Agora tas vezes relutamos em aceitar,
que vocês tiveram uma vinda mar- dominados pela insegurança, até
cante, que beberam da Água Viva, que recebemos um “empurrãozi-
deixem que essa água se torne uma nho” de Jesus.
fonte, da qual outros bebam. Ago- Durante a transição entre
ra que sua sede foi saciada, tenha o novo e o velho, Jesus opera a
rios de Água Viva fluindo dentro de segunda obra em nós, manten-
você para outras pessoas”. Em ou- do-nos caminhando durante esse
tras palavras: “Agora que você teve período, enquanto nos guia até ao
uma boa vinda, que a sua ida seja lugar certo, a fim de que nos posi-
significativa”. “Entrará e sairá, e cionemos, para que Ele opere Sua
encontrará pastagem”. vontade em nós e através de nós,
“Depois de conduzir para fora o que vem a ser a terceira obra.
todas as suas ovelhas, vai adiante Todo este processo é ilustra-
delas e estas o seguem, porque do no Velho Testamento, quando
conhecem a sua voz”. Este versí- Deus tirou os filhos de Israel do
culo tem servido de consolo para Egito e os levou para Canaã, a Ter-
muitas pessoas. ra Prometida. “Mas ele nos tirou
Há momentos em que o Bom do Egito para nos trazer para cá e
Pastor quer fazer algo novo em nos dar a terra que, sob juramen-
nossa vida (Isaias 43.19) e, quan- to, prometeu aos nossos antepas-
do isto acontece, Jesus nos chama sados” (Deuteronômio 6.23).
para sairmos, pois Ele quer escre- A voz de Deus se manifestava
ver um novo capítulo na nossa jor- através de uma nuvem durante o
nada de fé. dia e uma coluna de fogo durante

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 109


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

a noite, as quais os guiava pelo atinge sem o conhecimento e per-


deserto de descrença até à Terra missão do nosso Pastor.
Prometida. Sem dúvida, o exér- Existe mais uma aplicação
cito egípcio atrás deles no deser- muito profunda na declaração que
to foi o empurrãozinho que eles Jesus faz nesta metáfora: “O ladrão
precisavam para, definitivamen- vem apenas para roubar, matar e
te, sair do velho e entrar no novo destruir; eu vim para que tenham
que Deus tinha para eles. Esta é, vida, e a tenham plenamente”
portanto, a versão do Velho Testa- (v.10). A quem Jesus estava se re-
mento para a verdade que Jesus ferindo, quando falou em ladrões
ensinou com esta metáfora do ca- e o que Ele quis dizer com estas
pítulo 10 de João. palavras: “Eu lhes asseguro que
Existe outra aplicação para aquele que não entra no aprisco
esta metáfora: Quando ouvimos das ovelhas pela porta é ladrão e
Jesus dizer que Ele é a Porta das assaltante”? (v.1) Depois, no ver-
Ovelhas conscientes de que Ele sículo 12, “O mercenário não é
é o nosso Pastor e não permitirá o pastor a quem as ovelhas per-
que nenhum predador (problema) tencem”, o que queria Jesus dizer,
chegue até nós, sem antes passar quando se referiu a “mercenário”?
por cima dEle, isto deveria ser um Lembre-se que, quando Jesus
consolo para os crentes fiéis que purificou o Templo, disse: “Está es-
sofrem com doenças e adversida- crito: A minha casa será chamada
des de toda ordem, como eu, que casa de oração, mas vocês estão
vivo hoje sobre uma cama, te- fazendo dela um covil de ladrões”
nho sido consolado através desta (Mateus 21.13; Marcos 11.17).
aplicação. Quando os romanos conquis-
Aprendemos no Livro de Jó taram Jerusalém, quarenta anos
que esses problemas não vêm di- mais tarde, encontraram no cofre
retamente de Deus, mas só nos do Templo o equivalente ao que
alcançam pela vontade permissiva seria hoje mais de cinco milhões
do Senhor, já que Satanás precisou de dólares. Os líderes religiosos
de permissão para atormentar Jó, mantinham um comércio de ex-
como precisa da autorização do nos- ploração muito lucrativo com os
so Pastor para nos afligir. Nenhum peregrinos, o que os fazia merece-
predador, nenhuma catástrofe nos dores do título de ladrões.

110 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Jesus também se refere aos não eram pastores, eram “merce-


“mercenários” como àqueles que nários”, isto é, eles eram religiosos
não se importam com o rebanho, profissionais, que trabalhavam por
logo em seguida enfatizando outra dinheiro e pelo prestígio que aque-
metáfora: “Eu sou o bom pastor. la posição lhes proporcionava.
O bom pastor dá a sua vida pe- Mais adiante, neste mesmo
las ovelhas. O mercenário não é o Evangelho, Jesus comissionou Pe-
pastor a quem as ovelhas perten- dro para mostrar seu amor pelo
cem. Assim, quando vê que o lobo seu Senhor e Salvador, alimentan-
vem, abandona as ovelhas e foge. do e pastoreando as Suas ovelhas.
Então o lobo ataca o rebanho e o Jesus fez mais uma das suas
dispersa. Ele foge porque é mer- declarações “Eu Sou”: “Eu sou o
cenário e não se importa com as bom pastor”. Ele fez esta afirma-
ovelhas” (10.11-13). ção duas vezes. “Eu sou o bom
Com estas palavras severas pastor; conheço as minhas ove-
Jesus estava confrontando os líde- lhas e elas me conhecem, assim
res religiosos judeus. Eles eram os como o Pai me conhece e eu co-
ladrões e os mercenários a quem nheço o Pai; e dou a minha vida
Jesus se referiu. Eles faziam parte pelas ovelhas” (vv.14,15).
de um sistema religioso corrupto Como no capítulo 5, o que Je-
de exploração dos fiéis, através do sus está dizendo aqui é: “O Pai e
qual estavam fazendo fortunas. Eu temos um relacionamento. Eu
É lógico que esses líderes não conheço o Pai e o Pai Me conhece.
se importavam com o homem que Estou chamando Minhas ovelhas,
tinha ficado durante trinta e oito como chamei a mulher samarita-
anos aleijado, junto ao Tanque de na, Nicodemos, o homem no Tan-
Betesda; tão pouco se alegraram que de Betesda e este que recebeu
quando ele foi curado ou quando a visão”. Jesus estava se referindo
aquele homem cego voltou a en- a essas pessoas, quando disse:
xergar, depois que recebeu o mila- “conheço as minhas ovelhas e elas
gre de Jesus. me conhecem”.
Como eles poderiam ser tão No contexto desta metáfora
indiferentes ao sofrimento dessas tão profunda, Jesus também de-
pessoas a quem Jesus demonstrou clara: “Tenho outras ovelhas que
tanto amor? A resposta é fácil: eles não são deste aprisco” (v.16), cuja

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 111


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

interpretação e aplicação pretendi- Revelação Hebraico-Cristã, sendo


das por Jesus estão demonstradas a primeira a constatação de que
no Livro de Atos. tudo em que cremos, como segui-
Como já dissemos anterior- dores de Cristo, está baseado nas
mente, até o capítulo 10 desse Escrituras, que são o Velho Tes-
livro todos os crentes são judeus. tamento e, depois, o Novo Testa-
O milagre glorioso de Jesus refe- mento, que relata a vinda de Jesus
rente à Igreja é que Ele incluiu os e o que isso significa para aqueles
gentios no Seu aprisco e esta é a que crêem nEle.
principal interpretação e aplicação A segunda razão se baseia no
do que Jesus quer dizer com estas fato de que a Igreja de Jesus Cristo
palavras: “Tenho outras ovelhas era, inicialmente, judia, antes de
que não são deste aprisco”. se tornar um aprisco de vários ti-
A aplicação deste versículo é pos de ovelhas salvas, que ouvem
que não só os judeus fariam par- e conhecem a voz de Cristo, o qual
te deste novo rebanho. O Senhor as chama para fora do judaísmo,
deu uma revelação sobrenatural a com o fim de O seguirem.
Pedro, três vezes repetidas, a fim
de convencê-lo de que a Igreja de- Resumo
veria incluir os gentios (Atos 10). Este é o resumo que podemos
Certa vez, um evangelista ju- fazer dos dezesseis primeiros ver-
deu messiânico e grande pregador sículos do capítulo 10 de João:
falou para algumas centenas de Quem é Jesus? Neste capítulo, Ele
estudantes num Seminário. De- é a Porta pela qual as ovelhas po-
pois da ministração, durante os dem entrar e encontrar salvação.
cumprimentos, um aluno veterano O que é vida neste capítulo?
lhe disse: “O senhor é o primeiro Vida Eterna é ser uma das Suas
judeu cristão que eu conheço”. O ovelhas; é a salvação encontrada
pregador virou-se para esse aluno quando se entra no aprisco, atra-
e lhe perguntou: “Você nunca tinha vés da Porta que é Jesus; é man-
ouvido falar dos doze apóstolos?”. ter-se salvo e seguro.
Existem duas razões para que Vida é ir até Jesus e sempre
o Evangelho pregado pelo Cristo encontrar pastos verdes, onde
Vivo e Ressuscitado e Seus se- nossas necessidades são supridas,
guidores seja descrito como uma porque Ele veio ao mundo para

112 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

que tenhamos vida e vida plena. Portanto, fé é recusar seguir a


Vida, então, é encontrar no aprisco voz de estranhos e de ladrões; é,
espiritual, que é a Igreja, tudo que também, escutar a voz de Jesus e se
precisamos para viver para Cristo, comprometer a segui-Lo. Fé é tomar
servindo ao nosso Senhor e glorifi- a decisão de mudar, sabendo que
cando a Deus. quando Ele chama Suas ovelhas vai
O que é fé? Fé é a convicção adiante delas e confirma esse mila-
de que o Cristo Vivo e Ressuscita- gre, enquanto elas O seguem.
do é a Porta que leva à salvação e Fé é a orientação divina e a
às bênçãos do aprisco. Fé é crer convicção de coragem para segui
que Jesus é a única Porta, através -la. Esse é Jesus, isso é fé e isso é
da qual devemos passar, se quiser- vida nos primeiros dezesseis versí-
mos ser salvos e ter Vida Eterna. culos do capítulo 10 de João.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 113


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Capítulo 17
“Rebanho Seguro” (João 10.17-42)

“Eu sou o bom pastor; conhe- nem a respeito dos Seus 30 pri-
ço as minhas ovelhas e elas me meiros anos de vida.
conhecem, assim como o Pai me Metade dos capítulos deste
conhece e eu conheço o Pai; e Evangelho relatam os três últimos
dou a minha vida pelas ovelhas. anos de Sua vida, os quais corres-
Tenho outras ovelhas que não são pondem ao Seu ministério público.
deste aprisco. É necessário que Quando chegamos ao capítu-
eu as conduza também. Elas ou- lo 12, Jesus já viveu trinta e três
virão a minha voz, e haverá um só anos, inclusive os três anos de mi-
rebanho e um só pastor. Por isso é nistério público, sendo os capítu-
que meu Pai me ama, porque eu los restantes reservados ao enfo-
dou a minha vida para retomá-la. que da última semana da vida de
Ninguém a tira de mim, mas eu a Jesus.
dou por minha espontânea vonta- Os quatro Evangelhos juntos
de. Tenho autoridade para dá-la e somam 89 capítulos; apenas 4 ca-
para retomá-la. Esta ordem rece- pítulos desse total enfocam o nas-
bi de meu Pai” (14-18). cimento de Jesus e os primeiros
Com estas palavras Jesus trinta anos de Sua vida, enquanto
descreve Sua obra mais importan- que 85 capítulos dão ênfase aos
te. Durante três anos Ele exerceu últimos três anos de vida de Jesus
Seu ministério e, nesse momen- aqui na Terra e 27 relatam a últi-
to, está em Jerusalém, onde se ma semana de Sua vida.
desenrola o cenário para a obra Por que a última semana da
mais importante que Jesus reali- vida de Jesus é tão importante? O
zou na terra. registro desta semana corresponde
Como já dissemos na introdu- à metade do conteúdo dessa bio-
ção deste Curso, o Evangelho de grafia, dedicando-se a relatar o mi-
João possui vinte e um capítulos lagre da morte e da ressurreição de
e nenhum deles diz absolutamen- Jesus, que nos trouxeram salvação,
te nada acerca do Seu nascimento através do perdão dos pecados de

114 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

todo o mundo, em particular dos que lhes preguei; caso contrário,


seus e dos meus também. vocês têm crido em vão. Pois o
Como seguidores de Cristo, que primeiramente lhes transmiti
somos comissionados para pregar foi o que recebi: que Cristo morreu
o Evangelho por todo o mundo, pelos nossos pecados, segundo as
como está registrado no início do Escrituras, foi sepultado e ressus-
Livro de Atos, que devemos fazer citou no terceiro dia, segundo as
discípulos para Jesus em todas Escrituras”.
as nações do mundo, pregando O Evangelho que devemos
o Evangelho. Levar essa Grande pregar ao mundo é claro, especí-
Comissão a sério implica em en- fico e simples. Quando compreen-
tender que antes de pregarmos o demos o Evangelho, entendemos
Evangelho precisamos conhecê-lo porque a última semana da vida
muito bem. de Jesus foi tão importante e, tam-
Na Primeira Carta aos Corín- bém, o que Jesus quis dizer neste
tios, Paulo apresenta uma defi- versículo: “Por isso é que meu Pai
nição clara e objetiva do “Evan- me ama, porque eu dou a minha
gelho”. Já imaginou o que ia vida para retomá-la. Ninguém a
acontecer se o pastor da sua igreja tira de mim, mas eu a dou por mi-
distribuísse papel e lápis para a nha espontânea vontade” .
congregação e pedisse que cada É interessante observar que
um respondesse esta pergunta: “O em todo Evangelho Jesus jamais
que é o Evangelho que fomos co- alegou fazer alguma coisa por Ele
missionados a pregar para o mun- mesmo, ao contrário, Ele afirma
do? Liste alguns versículos que que é o Pai quem faz tudo nEle e
justifiquem sua resposta”. através dEle; que o Pai é a Fon-
Nos primeiros quatro versícu- te, o Poder e o Propósito de tudo
los do capítulo 15 de I Coríntios, que Jesus fala e de toda obra que
Paulo dá a resposta à pergunta des- Ele opera.
se pastor: “Irmãos, quero lembrar- Neste versículo que acabamos
lhes o evangelho que lhes preguei, de ler, encontramos uma exceção.
o qual vocês receberam e no qual Nele, Jesus afirma que é Ele quem
estão firmes. Por meio deste evan- está fazendo algo: “Por isso é que
gelho vocês são salvos, desde que meu Pai me ama, porque eu dou
se apeguem firmemente à palavra a minha vida para retomá-la.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 115


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Ninguém a tira de mim, mas eu e não qualitativamente, uma vez


a dou por minha espontânea von- que seriam muitas pessoas espa-
tade”. Continuando, Jesus acres- lhadas pelo mundo fazendo a obra
centa: “Esta ordem recebi de meu do Senhor.
Pai” (vv.17,18). Jesus conclui di- A essência deste ensino mara-
zendo que esta atitude Ele tomou vilhoso de Jesus - e nós nos apro-
junto com o Pai, do qual recebeu o fundaremos mais neste assunto
comando e a autoridade para mor- nos próximos capítulos - é que a
rer e ressuscitar dos mortos. Palavra de Deus foi anunciada e a
Mais adiante, neste capítulo, Sua obra realizada na terra atra-
Jesus fala que Ele e o Pai são um vés dEle, porque Ele era um com o
(v.30) e que tudo o que Ele faz Pai. Se os apóstolos também fos-
é uma extensão ou expressão da sem um com o Espírito Santo, a
Sua unidade com o Pai. Encontra- Palavra do Senhor seria anunciada
mos aqui uma resposta empolgan- e Sua obra realizada na terra atra-
te para a pergunta “o que é fé?”. vés deles.
Durante a Última Ceia, Jesus Nesta passagem de João
disse aos apóstolos que, depois da 10.17-42, Jesus está falando so-
Sua morte e ressurreição, eles po- bre Sua morte e ressurreição. Você
deriam ser um com Ele, como Ele deve se lembrar da declaração dog-
era um com o Pai (17.11). Que mática que Jesus fez a Nicodemos,
desafio maravilhoso saber que po- afirmando que Ele deveria morrer
demos ser um com Cristo, o Cristo na cruz, porque Sua morte na cruz
Ressuscitado, que era e que ainda era a única salvação de Deus e Ele
é Um com o Pai. o Único Salvador de Deus.
No contexto deste ensino, Je- Nesta declaração, Jesus está
sus deu aos apóstolos uma pro- acrescentando: “quando isso
messa maravilhosa: Disse que se acontecer, não pensem que Minha
eles fossem um com o Espírito morte na cruz é como a de outros
Santo, como Ele era um com o que se opõem a Roma, sentencia-
Pai, eles fariam obras maiores ain- dos e levados à força para a cruz.
da que as que viram Jesus fazer Ninguém tira Minha vida de Mim.
(14.12). Ao falar em obras maio- Eu vou fazer isto por Minha livre e
res que as que Ele fez, Jesus deve espontânea vontade e a prova dis-
ter se referido quantitativamente to é que voltarei a viver”.

116 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Não deveríamos nos surpre- todos; ninguém as pode arrancar


ender ao ler que: “Diante dessas da mão de meu Pai. Eu e o Pai
palavras, os judeus ficaram outra somos um”.
vez divididos. Muitos deles di- “Novamente os judeus pega-
ziam: Ele está endemoninhado e ram pedras para apedrejá-lo, mas
enlouqueceu; por que ouvi-lo? En- Jesus lhes disse: Eu lhes mostrei
quanto isso, outros diziam: Essas muitas boas obras da parte do
palavras não são de um endemo- Pai. Por qual delas vocês querem
ninhado. Pode um demônio abrir me apedrejar? Responderam os
os olhos dos cegos?” (10.19-21). judeus: Não vamos apedrejá-lo
O capítulo 10 continua e, a por nenhuma boa obra, mas pela
partir do versículo 22, apresenta blasfêmia, porque você é um sim-
outro assunto. Passaram-se meses ples homem e se apresenta como
entre o último episódio e este que Deus” (vv.22-33)
começa a ser narrado. Quem é Jesus no Evangelho
“Celebrava-se a festa da Dedi- de João? Não se esqueça que em
cação, em Jerusalém. Era inverno muitas passagens deste Evangelho
e Jesus estava no Templo, cami- está declarado, explicitamente, que
nhando pelo Pórtico de Salomão. Jesus é o Messias e em outras pas-
Os judeus reuniram-se ao redor sagens, como esta, está claramen-
dele e perguntaram: Até quando te dito que Ele é Deus; não apenas
nos deixará em dúvida? Se é você divino e Filho de Deus, mas o pró-
o Cristo, diga-nos abertamente”. prio Deus. Jesus é parte da Trinda-
“Jesus respondeu: Eu já lhes de; Ele é o Filho, o Deus Pai e o
disse, mas vocês não crêem. As Espírito Santo; os três são Deus.
obras que eu realizo em nome Em toda a Bíblia encontramos
de meu Pai falam por mim, mas a figura da Trindade. No primeiro
vocês não crêem, porque não são livro da Bíblia, o Livro de Gêne-
minhas ovelhas. As minhas ove- sis, por exemplo, Deus não fala
lhas ouvem a minha voz; eu as co- na primeira pessoa, mas no plural
nheço e elas me seguem. Eu lhes “nós”: “Façamos o homem à nos-
dou a Vida Eterna e elas jamais sa imagem” (1.26). Lendo o relato
perecerão; ninguém as poderá ar- da criação, percebemos que tanto
rancar da minha mão. Meu Pai, o Pai como o Espírito estavam pre-
que as deu para mim, é maior que sentes na criação. A Bíblia conta

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 117


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

que o Espírito de Deus pairava so- rejeitarei. Pois desci dos céus,
bre as águas durante o processo não para fazer a minha vontade,
da criação. mas para fazer a vontade daquele
O mesmo podemos constatar que me enviou. E esta é a vonta-
no Evangelho de João, quando Je- de daquele que me enviou: que
sus diz: “Pai, glorifica-me junto a eu não perca nenhum dos que ele
ti, com a glória que eu tinha con- me deu, mas os ressuscite no últi-
tigo antes que o mundo existisse” mo dia. Porque a vontade de meu
(17.5). O Filho estava presente Pai é que todo aquele que olhar
com o Pai e com o Espírito na cria- para o Filho e nele crer tenha a
ção do mundo, porque eram um só. Vida Eterna (6.37-47).
Esta parte do diálogo tem Quando perguntaram a Jesus
continuidade com a pergunta que sobre Sua obra, Sua resposta foi,
fizeram a Jesus: “Até quando nos essencialmente, esta: “É isso o
deixará em dúvida? Se é você o que eu faço todos os dias. Ando
Cristo, diga-nos abertamente” por este mundo, declarando es-
(10.24). Jesus afirma que já tinha sas palavras, que são Espírito e
respondido a esta pergunta, mas Vida e, quando falo essas coisas,
que eles não tinham crido. aqueles que são do Meu rebanho,
Como vimos, no final do capí- aqueles que Me foram dados, são
tulo 8, os líderes religiosos não ti- atraídos a Mim pelo Pai e pelo Es-
nham dúvidas de que Jesus estava pírito. Eles ouvem a Minha voz e
afirmando ser o próprio Deus e, por vêm, e Eu jamais os desprezo”.
isso, tentaram apedrejá-Lo por blas- No capítulo 5, Jesus disse:
fêmia. Agora, no capítulo 10, Jesus “Não faltam evidências para vocês
lhes diz a mesma coisa e “outra vez crerem em Mim. Vocês não crêem
tentaram prendê-lo, mas ele se li- em Mim porque não querem”. No
vrou das mãos deles” (v.39). capítulo 10, Jesus aponta outra
A questão da “Provisão de razão porque eles não crêem: “Vo-
Deus” permeia todo o Evangelho cês não crêem porque não são mi-
de João. No capítulo 6, vemos a nhas ovelhas. Minhas ovelhas Me
provisão de Deus em relação ao conhecem e Me ouvem, reconhe-
ministério de Jesus: “Todo aque- cem a Minha voz e Me seguem. Eu
le que o Pai me der virá a mim, lhes dou a Vida Eterna e elas não
e quem vier a mim eu jamais se perderão”.

118 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

Quando Jesus dá Vida Eterna segurar a mão do nosso filho me-


às suas ovelhas, se não se desvia- nor, mas ele insistiu em apenas se-
rem do aprisco, elas jamais se per- gurar o meu braço até a primeira
dem. Jesus diz que elas realmente onda derrubá-lo. Quando ele se le-
são Suas ovelhas, porque o Pai as vantou, tossindo e cuspindo água,
levou até Ele, deu-as a Ele. pediu: “Pai, segura a minha mão”.
O Pai é a razão porque você Meu filhinho logo descobriu que o
buscou Jesus; Ele é o poder que pai segurando a mão dele era mais
está por trás da sua ida, enquanto seguro que ele tentar se segurar
a glória de Deus é o propósito da em mim.
sua ida até à salvação (vv.28,29). É exatamente isto que Jesus
É isto o que de fato acontece quan- nos ensina nesta passagem: que a
do cremos e somos salvos. salvação e a certeza dela não de-
Jesus continua usando a mes- pendem de nos segurarmos nEle.
ma metáfora, dando explicação A notícia maravilhosa é que Ele
e aplicação para ela: “As minhas segura sempre a nossa mão!
ovelhas ouvem a minha voz; eu Jesus apresenta outra metá-
as conheço e elas me seguem. fora de rebanho nesses versículos,
Eu lhes dou a Vida Eterna e elas quando fala sobre ter as ovelhas
jamais perecerão; ninguém as po- em Suas mãos. Imagine Jesus com
derá arrancar da minha mão. Meu uma ovelha na palma da mão, re-
Pai, que as deu para mim, é maior presentando você e eu. A promes-
que todos; ninguém as pode ar- sa de Jesus é que ninguém pode
rancar da mão de meu Pai. Eu e o tirar Suas ovelhas de Sua mão.
Pai somos um” (27-30). Se você está começando a
Quando realmente compreen- questionar o direito de livre esco-
demos o que é salvação, percebe- lha da ovelha, de decidir sair das
mos que a questão não é que esta- mãos do seu Pastor, imagine a mão
mos nos segurando em Cristo, mas do Pai vindo sobre a mão do Filho,
sim que Ele está nos segurando. as duas formando uma concha,
Quando nossos filhos eram mantendo a ovelha segura no meio
pequenos, vivíamos numa cidade delas. Agora você tem a ideia com-
litorânea e íamos frequentemente pleta dessa metáfora contida nes-
à praia. Um dia, quando as ondas tas palavras de Jesus: “Meu Pai,
estavam bem agitadas, eu quis que as deu para mim, é maior que

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 119


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

todos; ninguém as pode arrancar conheço”. Em outras palavras, Ele


da mão de meu Pai” (29). e o Pai são um e é possível para
Somos criaturas com direito de nós sermos um com o Cristo Res-
livre escolha e não podemos nos suscitado, o Cristo que vive, não
esquecer que existem os filhos pró- o Jesus que um dia existiu, mas o
digos, mas estes não ficam no chi- Cristo que existe hoje, por causa
queiro para sempre. Quando o filho da Sua ressurreição.
pródigo não volta do chiqueiro quer Quando compreendemos o
dizer que ele nunca foi um filho. significado do Seu ensino-promes-
Se você é um filho pródigo ou sa, a aplicação que tiramos é que
tem um filho pródigo, console-se podemos ser um com Ele e que
em saber que os filhos pródigos as palavras de Jesus podem ser
sempre voltam para a casa do pai. anunciadas na terra, através de
Nunca é tarde demais para cair nós. Este ensino-promessa estará
em si e, como o filho pródigo, en- ao alcance de todo discípulo ver-
tender que você não pertence ao dadeiro por causa da nossa uni-
chiqueiro deste mundo. dade com o Espírito Santo. Temos
Por esta razão, não devemos mais o que aprender sobre este as-
deixar de orar pela volta dos filhos sunto, no Sermão da Última Ceia
pródigos, pois o Senhor está de (João 13-16).
braços abertos esperando-os (Lu-
cas 15.11-24). Resumo
Em minha opinião, o versículo Uma boa maneira de resumir
mais importante deste capítulo é o significado e a aplicação pessoal
o de número 30: “Eu e o Pai so- dessas metáforas sobre ovelhas e
mos um”, por se tratar de uma aprisco é responder aquelas três
das declarações mais importantes perguntas: “quem é Jesus?”, “o
que Jesus fez, a qual explica tudo que é fé?” e “o que é vida?”.
o que Ele é, tudo o que Ele diz e Quem é Jesus? Jesus é o Bom
tudo o que Ele faz. Pastor, profeticamente descrito por
Jesus faz mais uma declara- Davi no Salmo 23, provavelmente
ção muito importante: “Minhas o salmo mais conhecido da Bíblia.
ovelhas podem me conhecer e O que é fé? Fé é ouvir a Voz
eu conhecê-las, da mesma forma de Jesus e segui-Lo, porque somos
que meu Pai me conhece e eu o Suas ovelhas e ouvimos Sua voz.

120 Livro 10 CBI - Encontro com a Palavra


ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

A fé não é uma questão de se se- plena” e, conforme disse Jesus,


gurar em Jesus, mas de se ver na com “frutos que permanecem”
palma de Sua mão, confiando que (10.10; 15.16).
Ele é capaz de nos manter segu- Tenho certeza de que você
ros. Fé é ver a mão do Pai sobre está descobrindo esse Jesus de
a mão do Filho guardando-nos no que falamos a cada dia, crescendo
meio delas. na fé e experimentando uma qua-
O que é vida? Vida é salvação lidade de vida chamada por João
e segurança eterna; é sentir-se de “Vida Eterna”.
seguro nesta vida e na vida por Convido-o a permanecer
vir. Vida é ter uma vinda signifi- na Palavra de Deus, continuando
cativa até Jesus e uma ida frutífe- este estudo do inspirado Evange-
ra para Ele, que resulta em “vida lho de João no próximo livro.

CBI - Encontro com a Palavra Livro 10 121


C.B.I. ENCONTRO COM A PALAVRA – QUESTIONÁRIO DO LIVRO 10
ESTUDO DO EVANGELHO DE JOÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO

ALUNO(A):______________________________________________________
RUA:__________________________________________________________
BAIRRO:_____________________________FONE:______________________
CEP:_______________CIDADE:______________________________________
EST:________E-MAIL:______________________________________________
NASC:_____/_____/_____ SEXO: ( )M ( )F EST. CIVIL:__________________
ESCOLARIDADE:________________IGREJA:____________________________
ESPOSO(A):_____________________________ NASC:____/____/____
Aulas através de: ( )Rádio ( )Internet ( )CDs

Leia com atenção o livro e responda o questionário. Em cada questão, apenas


uma das três alternativas está correta e deverá ser assinalada. Ao recebermos
este questionário respondido, enviaremos GRÁTIS o próximo número, na medi-
da que o estudo pelo rádio for avançando.

QUESTIONÁRIO

1. Uma característica muito bonita do Evangelho de João é a linguagem:


A( ) Erudita
B( ) Alegórica
C( ) De sinais

2. O Templo de Salomão foi um centro de:


A( ) Constantes sacrifícios
B( ) Constante oração
C( ) Constante adoração

3. A tradição conta que Nicodemos era irmão de:


A( ) Tomé, o apóstolo
B( ) Josefo, o historiador judeu
C( ) Lucas, o escritor do 3º Evangelho e Atos dos Apóstolos

4. Os discípulos se espantaram, quando retornaram e viram Jesus


conversando:
A( ) Com um anjo
B( ) Com um sacerdote
C( ) Com uma mulher
5. No Evangelho de João, Jesus é o HOMEM:
A( ) Com uma missão a cumprir
B( ) Com muito amor
C( ) Com muita determinação

6. O sermão pregado por Jesus no capítulo 6 é conhecido como:


A( ) Sermão da Água da Vida
B( ) Sermão da Montanha
C( ) Sermão do Pão da Vida

7. A hostilidade das autoridades contra Jesus aumentou e os soldados do


Templo foram chamados para:
A( ) Prendê-Lo
B( ) Protegê-Lo
C( ) Expulsá-Lo

8. Temos observado no Evangelho de João que uma das maneiras usadas por
Jesus para ensinar era:
A( ) Através de parábolas
B( ) Através de atos simbólicos
C( ) Através da didática

9. A palavra que Jesus jamais usou foi::


A( ) Cristão
B( ) Discípulo
C( ) Igreja

10. Um APRISCO é um lugar, numa cidade ou vila, reservado para:


A( ) Reuniões da cúpula judaica
B( ) Guardar as ovelhas à noite
C( ) Tosquiar as ovelhas

Enviar para:

ENCONTRO COM A PALAVRA


Caixa Postal 2011
89201-970 - Joinville-SC
Obs.: Você também pode digitalizar e enviar pelo
e-mail: encontrocomapalavra@desfrutedeus.com
MEU TESTEMUNHO

Obrigatório marcar á Autorizo a divulgação de meu testemunho


uma das duas opções á Não autorizo a divulgação de meu testemunho.
Município: _________________________________________________________ UF: ______
Nome: ____________________________________________________ Data: ___/___/_____

_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________