Você está na página 1de 33
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 1

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

1

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 2 GABRIELA SALGADO LÊDA ARISTIDES EQUIPE

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

2

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 2 GABRIELA SALGADO LÊDA ARISTIDES EQUIPE DE

GABRIELA SALGADO LÊDA ARISTIDES EQUIPE DE ARTES CÊNCIAS

GABRIELA SALGADO ELABORAÇÃO DESIGN GRÁFICO

Trechos do I Caderno de Apoio Pedagógico de Artes Cênicas (2010), elaborado pela Prof.ª Lêda Aristides, foram citados neste material, como fonte de enriquecimento.

Nossos especiais agradecimentos aos Professores Regentes Colaboradores:

Elisabete Pinheiro, Fátima Malheiros e Marcio Saretta.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 3 Prezado Professor, Prezada Professora, Apresentamos

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

3

Prezado Professor, Prezada Professora,

Apresentamos o caderno Sugestões Pedagógicas de Artes Cênicas, com atividades que ilustram o uso aplicado das Orientações Curriculares de Artes Cênicas da Rede Municipal de Ensino.

As sugestões de atividades foram pensadas, estruturalmente, em seu passo a passo, a partir das habilidades e dos objetivos desta disciplina, apresentados nos diversos anos escolares.

Pelo fato de em 2016 a cidade do Rio de Janeiro ter sediado os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, as atividades sugeridas priorizam este tema, nas várias possibilidades de exercícios. No entanto, não pretende esgotar o trabalho com os alunos ou restringir a atuação do Professor. Ao contrário, as atividades podem e devem ser reeditadas conforme as demandas particulares de cada Professor e de cada escola.

O caderno propõe uma troca de saberes, que espera ser reinventado a todo momento.

Bom Trabalho!

Professora Gabriela Barboza Salgado Junqueira Kerr Equipe de Artes Cênicas

http://www.oficinadeatores.com.br/oficina/teatroiniciante.gif

http://www.oficinadeatores.com.br/oficina/teatroiniciante.gif SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 4

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

4

.

O Teatro é um encontro com o coletivo. É a presença sensível do ser frente
O Teatro é um encontro com o
coletivo. É a presença sensível do ser
frente à sua plateia!
Prezado Professor, Prezada Professora,
Na Rede Pública de Ensino da cidade do Rio
de Janeiro, a área de Artes Cênicas se
configura pelo ensino de Teatro. E o Teatro,
enquanto componente curricular, constitui-se
em área de conhecimento com estrutura e
conteúdos próprios.
Por essa razão, antes de sugerirmos
atividades para o desenvolvimento de um
trabalho pedagógico em sala de aula,
refletiremos sobre alguns aspectos que
caracterizam o Teatro enquanto manifestação
cultural e disciplina curricular.
naturalhairstyle2011.blogspot.com380 × 440
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 5 Por que ensinar Teatro? superamigas5.zip.net189

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

5

Por que ensinar Teatro? superamigas5.zip.net189 × 200
Por que ensinar
Teatro?
superamigas5.zip.net189 × 200

Porque o Teatro, enquanto linguagem da Arte, proporciona:

a experiência estética;

a experiência artística;

a fruição do sensível;

a percepção do coletivo;

o ver, o ouvir e o apreciar;

o desenvolvimento do indivíduo crítico;

o entendimento da linguagem corporal;

o entendimento da relação espaço/tempo;

a compreensão do pensamento lógico-dedutivo e do

pensamento metafórico.

Porque o Teatro na Educação desenvolve:

o processo criativo, expressivo e cognitivo;

o autoconhecimento e o respeito pelo coletivo;

a integração, a cooperação, o diálogo e a reflexão;

a capacidade de leitura estética do mundo;

a consciência corporal;

as relações com o espaço, com o tempo, com os

conflitos e com os objetos;

a experimentação, a leitura e a fruição da obra

teatral;

a apropriação dos códigos da linguagem teatral.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 6 www.weineboutiquedosbordados.com.br400 × 321 Professor e

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

6

www.weineboutiquedosbordados.com.br400 × 321
www.weineboutiquedosbordados.com.br400 × 321
Professor e Professora, o letramento em Teatro significa que vocês irão trabalhar com:
Professor e Professora, o letramento
em Teatro significa que vocês irão
trabalhar com:

A prática da participação, da solidariedade e da responsabilidade.

O desenvolvimento dos sentidos, da percepção e da

memória.

O desenvolvimento do fazer teatral pela experimentação lúdica e pela expressão criadora.

A

imaginação criadora.

A possibilidade de transformação do indivíduo.

A experimentação de relações como espaço/tempo.

A utilização do gesto, da voz.

da

potencialização

da

percepção

sensível

e

A utilização de objetos diversos.

A utilização da linguagem cênica como recurso para a

interação e a negociação com o outro.

A transformação da realidade, através da

experimentação e da criação de diferentes situações dramáticas em espaços cênicos.

sensível das diferentes manifestações

cênicas.

A

leitura

(Baseado em: Multieducação em Debate/Ensino Fundamental /Artes Cênicas e Orientações Curriculares de Artes Cênicas )

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 7 Concluindo: Ensinar Teatro não é

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

7

Concluindo:

Ensinar Teatro não é formar atores. Ensinar Teatro é a . Experiência lúdica de jogar
Ensinar Teatro não é formar atores.
Ensinar Teatro é a
.
Experiência lúdica
de jogar o jogo teatral.

CONCEITO PEDAGÓGICO DO TEATRO:

O jogo teatral e seus elementos constitutivos

ação/espaço/personagem.

http://www.glorinha.g12.br/site/images/fotos/aconteceu/teatro1.JPG
http://www.glorinha.g12.br/site/images/fotos/aconteceu/teatro1.JPG
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 Página 8 1.º AO 3.º ANO JOGO TEATRAL / DRAMATIZAÇÃO ESPONTÂNEA

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

Página

8

1.º AO 3.º ANO
1.º AO 3.º ANO

JOGO TEATRAL / DRAMATIZAÇÃO ESPONTÂNEA

O Professor irá orientar a criação de uma história coletiva com

começo, meio e fim, que acontecerá

num bosque, num

parque ou num pomar com muitas árvores. A história deverá

ter um conflito (acontecimento importante) que ocasionará um desfecho. Os personagens serão árvores, sol, vento, chuva e outros criados pela nova história.

Dicas Pedagógicas

No 1.º momento, o Professor poderá respingar água nos alunos, criando a chuva fina, ou soprar levemente no rosto de cada um ou mesmo apresentar para o grupo a sonoplastia de um vento forte, movimentando folhas de papel pardo, fazendo o som dos ventos e trovões.

Os alunos, nessa fase, deverão se levantar aos poucos, abrindo os braços até ficarem de pé. Os olhos, porém,

deverão permanecer fechados, para não “quebrar a magia do

teatro.

No 2.º momento, a turma deverá ser dividida em dois grupos (atores/jogadores e plateia), que depois se revezarão nas duas funções, para que todos possam atuar e observar.

Conversar, ao final, sobre os sentimentos e os ciclos da vida.

“A dramatização espontânea é uma brincadeira ou jogo e, como tal, subordinada a certas regras as do

brinquedo ou aquelas que a criança impõe no momento de brincar. Nisso ela se confunde com outras brincadeiras: pique, amarelinha, quatro-cantos e outras. A dramatização difere dessas, porém, porque vive situações dramáticas (no sentido teatral do termo), situações que constituem parte de uma

que dramatização

história.

espontânea é uma brincadeira em que a criança representa ou improvisa uma história ou situações de

uma história (cenas que ela própria inventou ou que lhe contaram), com suas próprias palavras (linguagem), gesto (mímica) e movimentação

(marcação) (

O Professor escolhe ou sugere o tema, narrando-o ou lendo-o à classe e prepara o clima em que os alunos vão trabalhar.

(Maria Clara Machado e Marta Rosman)

Dessa

forma,

diríamos

).

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 9 www.qdivertido.com.br432 × 658 Dicas Pedagógicas

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 9 www.qdivertido.com.br432 × 658 Dicas Pedagógicas 

Página

9

www.qdivertido.com.br432 × 658
www.qdivertido.com.br432 × 658
1.º AO 3.º ANO Página 9 www.qdivertido.com.br432 × 658 Dicas Pedagógicas  As atividades de Teatro

Dicas Pedagógicas

As atividades de Teatro devem ser realizadas,

preferencialmente, num espaço limpo e livre de

móveis.

Se sobra espaço em sua sala de aula, utilize-o

como espaço de Teatro.

Planeje a aula, atente para os objetivos, para

as habilidades inseridas; programe-se; organize o material e o espaço antes, afastando as mesas, no dia da aula.

Se possível, utilize espaços alternativos, nos

horários ociosos, em sua escola, como sala de leitura, laboratórios, pátio coberto, auditório.

Organize um baú ou um cabideiro com roupas

e adereços para figurinos, como óculos de papel, bolsas, chapéus, xales e objetos para cenas como telefones, jarros com flores, entre outros.

Ouse e invente, adaptando as atividades de

acordo com as possibilidades.

oferecer

O mais importante é que você possa

aos seus alunos momentos de pura magia!

é que você possa aos seus alunos momentos de pura magia! Os alunos deverão ficar espalhados

Os alunos deverão ficar espalhados pelo espaço da sala, com os braços abertos e os pés ligeiramente afastados, para manterem o equilíbrio, porém, sem esbarrarem uns nos outros.

De olhos fechados, devem imaginar-se como espantalhos de um milharal; imaginar que estão ali para espantar pássaros e

evitar que comam o milho. O Professor deverá realizar um

trabalho de sensibilização, propondo “reações” à chuva, ao

calor, ao frio, ao vento, ao solo enlameado, ao solo muito quente, solo úmido. Imaginar (sensação) pássaros pousando no braço esquerdo (a princípio, apenas um pássaro; depois, dois,

a sensação agora passa para o outro braço, depois para

os dois braços ao mesmo tempo; pássaros ciscando nos dedos

dos pés, sensação do pé de milho encostando nas pernas, ao

balançar quando bate a brisa

Ao final do exercício, peça aos alunos que abram os olhos lentamente, localizem-se na sala de aula e desfaçam a posição. Peça que relaxem os membros e façam a rodinha para a avaliação.

OBS.: Antes do jogo, construa, para os espantalhos, chapéus

três

);

de jornal com seus alunos. Você pode mostrar a eles fotos de um milharal.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 10 A LINDA ROSA JUVENIL Objetivo

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

10

A LINDA ROSA JUVENIL
A LINDA ROSA JUVENIL

Objetivo

Despertar o conhecimento sobre o Teatro.

Desenvolver a percepção sensível e a imaginação criadora. (Orientações Curriculares de Artes Cênicas)

Habilidade • Desenvolver as possibilidades corporais, a imaginação e a criatividade. • Perceber as emoções
Habilidade
• Desenvolver as possibilidades corporais, a imaginação e a
criatividade.
• Perceber as emoções e os sentimentos dos personagens
das histórias.
Rosa Juvenil),

Disponível em

acesso em 21/12/2015.

0_orig.png , acesso em 21/12/2015. Descrição da atividade 1.º momento:
0_orig.png , acesso em 21/12/2015. Descrição da atividade 1.º momento:
0_orig.png , acesso em 21/12/2015. Descrição da atividade 1.º momento:

Descrição da atividade

1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min)

Turma em círculo, no centro da sala. Ensinar o refrão da música (Brinquedo cantado “A Linda girando no sentido horário, de mãos dadas. Repetir, girando no outro sentido.

“A linda Rosa juvenil, juvenil, juvenil. Vivia alegre no seu lar, no seu lar, no seu lar.”

(continuação) SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 11 • Escolher, voluntariamente, 3

(continuação)

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

11

• Escolher, voluntariamente, 3 alunos para representarem as personagens Rosa, Bruxa e Rei. • Ensinar
• Escolher, voluntariamente, 3 alunos para representarem as personagens Rosa, Bruxa e Rei.
• Ensinar a música e a dinâmica do brinquedo cantado.
• A turma permanece em círculo, girando, a Rosa fica no meio, a Bruxa e o Rei ficam do lado de fora, e, ao serem
citados na cantiga, entram na roda, interagindo com a Rosa.
“A linda Rosa juvenil, juvenil, juvenil.
A linda Rosa juvenil, juvenil.
Vivia alegre no seu lar, no seu lar, no seu lar.
Vivia alegre no seu lar, no seu lar.
E
um dia veio a bruxa má, muito má, muito má.
E
um dia veio a bruxa má, muito má.
Que adormeceu a Rosa assim, bem assim, bem assim.
Que adormeceu a Rosa assim, bem assim.
E
o tempo passou a correr, a correr, a correr.
E
o tempo passou a correr, a correr.
E o mato cresceu ao redor, ao redor, ao redor.
E o mato cresceu ao redor, ao redor.
Disponível em https://prosaempoema.files.wordpress.com/2013/04/notas-musicais.jpg, acesso
em 21/05/2015.
(continuação) SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 12 E um dia veio

(continuação)

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

12

E um dia veio um belo rei, belo rei, belo rei. E um dia veio
E
um dia veio um belo rei, belo rei, belo rei.
E
um dia veio um belo rei, belo rei.
Que despertou a rosa assim, bem assim, bem assim.
Que despertou a rosa assim, bem assim.
Batemos palmas para os dois, para os dois, para os dois.
Batemos para os dois, para os dois.
Batemos palmas para os dois, para os dois, para os dois.
Batemos para os dois, para os dois.
Disponível em https://letras.mus.br/temas-infantis/1453221/ ,acesso em 21/12/2015.
Disponível em http://2.bp.blogspot.com/-
2nnNa57TA60/UMTSE-
cMBwI/AAAAAAAABUg/E0emDgH3kzU/s1600/cantig
as+de+roda+para+baixar+gr%C3%A1tis.jpg, acesso
21/12/2015.

3.º momento: Variação (15 min)

Repetir com outros alunos representando os personagens.

Repetir com vários alunos representando cada personagem.

Repetir com variações de personagens (Rosa má, linda Bruxa,

feio Rei, Cravo no lugar de Rosa, Bruxo e Rainha).

Repetir com variação de ritmo, movimento e coreografia

(andamento lento, movimento slow motion”, dois círculos).

Repetir com outros elementos (estátua/pose, adereços, instrumentos

musicais).

Desdobramentos
Desdobramentos
adereços, instrumentos • musicais). Desdobramentos Confecção de adereços: coroa, chapéu de bruxa, flor e

Confecção de adereços:

coroa, chapéu de bruxa,

flor e mato.

*Atenção, Professor, ao uso da tesoura pelo aluno. Somente utilizar tesouras sem ponta.

(continuação) SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 13 4. ° momento: Fechamento

(continuação)

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

13

4.° momento: Fechamento (5 min)

Em círculo, conversar com os alunos, marcando os conteúdos abordados: brincadeiras dramatizadas, imaginário

X real, elementos teatrais.

Em círculo, ouvir as experiências dos alunos durante a atividade, comentar sobre essas experiências e fazer o registro no blocão.

Registre o relato dos alunos sobre a experiência vivida, na sua sala de aula, durante essa atividade.

Levante, junto aos alunos, outros brinquedos cantados, conhecidos por eles.

Faça também o registro desses outros brinquedos cantados no blocão.

o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
o registro desses outros brinquedos cantados no blocão. Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na
Saiba mais!!! Os brinquedos cantados são frequentes na cultura brasileira. De origem folclórica, são brincadeiras
Saiba mais!!!
Os brinquedos cantados são frequentes na cultura brasileira. De origem folclórica, são brincadeiras musicais
praticadas em grupo, passadas de geração a geração. São importantes elementos da preservação de nossa
identidade cultural.
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 14 SEU MESTRE MANDOU Objetivo Habilidade

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

14

SEU MESTRE MANDOU Objetivo Habilidade • Desenvolver a ludicidade, a imaginação e a criatividade. (Orientações
SEU MESTRE MANDOU
Objetivo
Habilidade
Desenvolver a ludicidade, a imaginação e a
criatividade.
(Orientações Curriculares de Artes Cênicas)
Identificar Real X Imaginário.
Identificar o espaço do Teatro como um espaço do
imaginário e de representação do real.
Descrição da atividade
1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min)
• Turma em um canto da sala.
• Um aluno será a raposa e o orientador será a galinha.
• Ensinar a brincadeira “Meus pintinhos venham cá”. Os pintinhos (alunos) ficam de um
lado, a raposa (um aluno) fica no meio e o orientador (Professor) fica do outro lado.
• O orientador chama e os alunos respondem:
“Meus pintinhos venham cá!
Temos medo da raposa!
A raposa não faz mal!
Faz sim!
Vocês querem feijoada?
Não! (
)
Vocês querem milho?
Sim!!!”
Disponível em http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/467-mamae-galinha, acesso em 21/12/2015.
(continuação) SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 15 1.º momento: Integração/Aquecimento -
(continuação) SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 15 1.º momento: Integração/Aquecimento -

(continuação)

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

15

1.º momento: Integração/Aquecimento

- O orientador pode criar padrões de locomoção, por exemplo: passo de formiga, passo de elefante, numa perna só,

pulando etc.

- A dinâmica funciona com a raposa pegando alguns pintinhos, que ficam observando, até que todos os pintinhos tenham sido pegos.

- É possível recomeçar, alternando os alunos na raposa e na galinha.

- Registre, no blocão, os animais que foram mencionados durante a atividade.

2.º momento: Desenvolvimento (15 min)

Turma no centro da sala.

Apresentar a brincadeira “Seu mestre mandou!”

O orientador indica uma tarefa a ser feita: postura, gesto, ação. Deve ser feita de forma improvisada e lúdica.

Experimentar algumas possibilidades.

Depois marcar bem “Seu mestre mandou

Indicar tarefas relacionadas aos esportes olímpicos: jogar variados esportes, torcer, arbitrar, fotografar, de forma

ir para as Olimpíadas de 2016, realizadas no Rio de Janeiro.

individual e coletiva.

Disponível em http://fotospublicas.s3.amazonaws.com/files/2013/11/oli.jpg, acesso em 21/12/2015.

21/12/2015.

, acesso em 21/12/2015. SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 16

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

16

(continuação)

- 2016 1.º AO 3.º ANO Página 16 (continuação) 3.º momento: Variação (15 min) • Repetir

3.º momento: Variação (15 min)

Repetir com esportes coletivos sendo praticados em dupla, trio ou grupo.

Repetir com esportes paralímpicos.

Repetir com variação de ritmo e outros elementos (adereços, bola, rede, marcação no chão).

Registre no blocão os objetos utilizados na atividade.

• Registre no blocão os objetos utilizados na atividade. Desdobramentos Colagem com imagens de esportes olímpicos
• Registre no blocão os objetos utilizados na atividade. Desdobramentos Colagem com imagens de esportes olímpicos
• Registre no blocão os objetos utilizados na atividade. Desdobramentos Colagem com imagens de esportes olímpicos
Desdobramentos Colagem com imagens de esportes olímpicos e paralímpicos para painel sobre os Jogos de
Desdobramentos
Colagem com imagens de
esportes olímpicos e paralímpicos
para painel sobre os Jogos de
2016, realizados na cidade do Rio
de Janeiro.
Abaixo de cada imagem, explore a
escrita do nome de cada esporte,
atentando para as possíveis
dificuldades apresentadas pelos
alunos.
(continuação) SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 17 4. ° momento: Fechamento

(continuação)

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

17

4.° momento: Fechamento: (5 min)

Em círculo, conversar com os alunos, marcando os conteúdos abordados: brincadeiras dramatizadas, imaginário

X real, elementos teatrais.

Em círculo, concluir:

“Seu mestre mandou

“Seu mestre mandou

- Registre as conclusões dos alunos no blocão.

fazer a tarefa que foi mais fácil de ser executada por você.”

fazer a tarefa que foi mais difícil de ser executada por você.”

que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
que foi mais fácil de ser executada por você.” fazer a tarefa que foi mais difícil
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 18 CONTAÇÃO DE HISTÓRIA Objetivo •

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

18

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA
CONTAÇÃO DE HISTÓRIA

Objetivo

Desenvolver o fazer teatral pela experimentação lúdica e expressão criadora. (Orientações Curriculares de Artes Cênicas)

Habilidade • Reconhecer a ação cênica, a personagem teatral e o espaço cênico.
Habilidade
• Reconhecer a ação cênica, a personagem teatral e o
espaço cênico.
Escolher uma história infantil conhecida pelos alunos para facilitar o desenvolvimento da atividade.
Escolher uma
história infantil
conhecida pelos
alunos para facilitar
o desenvolvimento
da atividade.

Descrição da atividade

1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min)

Turma em círculo, no centro da sala.

Ensinar a música da história (Chapeuzinho Vermelho), girando, no sentido horário, de mãos dadas.

Marcando a perna direita à frente (passo de Ciranda).

Repetir, girando no outro sentido.

Pela estrada afora

Eu vou bem sozinha Levar estes doces para a vovozinha

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 19 (continuação) 1.º momento: Integração/Aquecimento Ela

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

19

(continuação)

1.º momento: Integração/Aquecimento Ela mora longe E o caminho é deserto E o lobo mau
1.º momento: Integração/Aquecimento
Ela mora longe
E
o caminho é deserto
E
o lobo mau passeia
Aqui por perto.
( )”
Disponível em https://letras.mus.br/joao-de-barro/575446/, acesso em 21/12/2015.

2.º momento: Desenvolvimento (15 min)

Turma em círculo: espaço cênico dentro do círculo.

Dividir a turma em 4 grupos e numerá-los de 1 a 4.

Falar brevemente da história, conversar com os alunos sobre quem são os

personagens da história, suas características e onde a história acontece.

Destacar 4 personagens: menina, vovó, lobo mau e caçador.

Expor a ação cênica: menina = passear, vovó = andar lento, lobo mau = esconder-se, caçador = procurar.

Orientar que cada grupo execute a ação proposta a cada personagem, um por vez. Os demais formam o círculo, com ênfase na linguagem gestual e na

expressão corporal.

Marcar uma personagem/ação cênica para cada grupo.

Contar, resumidamente, a história enquanto cada grupo executa a ação marcada.

a história enquanto cada grupo executa a ação marcada. Sugestões para aplicar a atividade com alunos
Sugestões para aplicar a atividade com alunos de faixa etária mais avançada: • Fita verde
Sugestões para aplicar a
atividade com alunos de
faixa etária mais
avançada:
Fita verde no cabelo,
de João Guimarães
Rosa
Chapeuzinho Amarelo,
de Chico Buarque
Chapeuzinho de
Palha, de José
Fernando Miranda
*
Disponível em https://s-media-cache- ak0.pinimg.com/736x/4f/6f/90/4f6f9045a8811c4e2e7f1a3a8ee7b5ae.jpg , acesso em
Disponível em https://s-media-cache-
ak0.pinimg.com/736x/4f/6f/90/4f6f9045a8811c4e2e7f1a3a8ee7b5ae.jpg
, acesso em 21/12/2015.

itura+espa%C3%A7o+educar.jpeg, acesso em 21/12/2015.

itura+espa%C3%A7o+educar.jpeg , acesso em 21/12/2015. SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 20

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

20

(continuação)

3.º momento: Variação (15 min)

Durante a contação da história:

repetir com outros grupos em personagens diferentes;

repetir com variações de personagens (menino, vovô, loba má, caçadora);

repetir com grupos de 4 alunos: menina, vovó, lobo mau e caçador;

os demais alunos formam a plateia;

repetir com outros elementos (adereços, objetos cênicos, instrumentos

musicais);

registrar os objetos utilizados para realizar a atividade;

listar o que a Chapeuzinho Vermelho poderia levar na cesta.

4.º momento: Fechamento (5 min)

Em círculo, conversar destacando os conteúdos abordados:

elementos teatrais personagem, ação teatral e espaço cênico.

Apresentar uma cesta ou algo que a represente simbolicamente e procurar pontos positivos e negativos, na dinâmica: “levamos na cesta e deixamos fora da cesta”.

Professor, você pode fazer o registro num cartaz exposto na sala, por exemplo.

fazer o registro num cartaz exposto na sala, por exemplo. Desdobramentos Propor a produção visual (desenho,
Desdobramentos Propor a produção visual (desenho, pintura ou colagem) com outras possibilidades para a mesma
Desdobramentos
Propor a produção visual
(desenho, pintura ou
colagem) com outras
possibilidades para a
mesma história. Por
exemplo: lobo bom e
outros finais diferentes.
Disponível em http://1.bp.blogspot.com/-
Disponível em http://1.bp.blogspot.com/-
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 21 JOGO COM BOLA Objetivo •

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

21

JOGO COM BOLA
JOGO COM BOLA

Objetivo

Desenvolver o fazer teatral pela experimentação lúdica e expressão criadora. (Orientações Curriculares de Artes Cênicas)

Habilidade

Reconhecer a ação cênica, a personagem teatral e o espaço cênico.

Descrição da atividade 1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min) • Turma em círculo, sentados no centro
Descrição da atividade
1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min)
• Turma em círculo, sentados no centro da sala.
• Encher uma bexiga de gás e ensinar a brincadeira “Galinha Choca”.
• Um aluno circula o grupo, deixa a bexiga (ovo) atrás de um outro aluno, que
deve pegá-lo antes que o primeiro tome o seu lugar na roda.
• Enquanto isso, os demais alunos cantam e batem palmas:
“Galinha choca
Chocou o ovo
Saiu minhoca
Da perna torta!”
Disponível em http://portaldoProfessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/15169/imagens/galinhachoc.png, acesso em 21/12/2015.
acesso em 21/12/2015. Disponível em
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 22 (continuação) • Caso o segundo

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

22

(continuação)

Caso o segundo aluno pegue o primeiro, este volta a ficar com a bexiga e recomeça.

Se o primeiro aluno sentar na roda, o segundo continua a brincadeira.

É possível colocar mais de uma bexiga na mesma roda, tornando a

brincadeira mais complexa.

2.º momento: Desenvolvimento (15 min)

Turma no centro da sala.

Cada aluno deve receber uma bola de gás cheia.

Inicialmente, cada aluno faz experimentações, de forma livre, com o balão.

Depois, são estimulados a lembrar os esportes que utilizam a bola como instrumento, tanto os coletivos como os individuais como, por exemplo, golfe e tênis.

Experimentar ações com a bola, numa mímica dos gestos esportivos com a bola.

Procurar observar que a bexiga de gás não será capaz de fazer a mesma movimentação que as outras bolas. Marcar a diferença de tamanho, textura, peso, dureza.

Formar grupos para realizar pequenas encenações dos jogos coletivos.

Professor, registre, coletivamente, no blocão, os esportes que são praticados utilizando bola.

no blocão, os esportes que são praticados utilizando bola. Disponível em
no blocão, os esportes que são praticados utilizando bola. Disponível em

21/12/2015.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 23 (continuação) 3.º momento: Variação (15

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

23

(continuação)

3.º momento: Variação (15 min)

- Repetir, inserindo outras bolas diferentes: bola de papel, bola de meia, bola leve.

- Repetir, inserindo algumas bolas dos esportes: futebol, vôlei, basquete, tênis, handebol. Uma bola de cada modalidade.

- Repetir, alternando as bolas dos esportes.

- Repetir, inserindo todas as bolas de gás, de meia, de papel e as

verdadeiras.

- Repetir, sem nenhuma bola, pedindo que os alunos imaginem as bolas.

sem nenhuma bola, pedindo que os alunos imaginem as bolas. Desdobramentos Propor a produção visual (desenho,
Desdobramentos Propor a produção visual (desenho, pintura ou colagem) dos esportes com bola integrantes dos
Desdobramentos
Propor a produção visual
(desenho, pintura ou
colagem) dos esportes
com bola integrantes dos
Jogos Olímpicos e
Paralímpicos de 2016.
Disponível em https://image.freepik.com/vetores-gratis/bolas-esportivas- icones-realistas_21-2491601.jpg, acesso em
Disponível em https://image.freepik.com/vetores-gratis/bolas-esportivas-
icones-realistas_21-2491601.jpg, acesso em 21/12/2015.
Disponível em 21/12/2015
Disponível em
Disponível em http://4.bp.blogspot.com/-H79zIsHa_uQ/UgZFZZGsnrI/AAAAAAAAAMo/-
Disponível em
https://catrangers.files.wordpre
http://thumbs.dreamstime.com/t/bolas-coloridas-do- hbF9ESY0Qk/s1600/Bolas+de+Esportes+Variados.png, acesso em 21/12/2015.
http://blog.cancaonova.com/emanuel/files/2011/0
fio-de-l%C3%A3s-35154210.jpg, acesso em
ss.com/2012/07/boladepapel1.j
2/bola-de-meia.jpg, acesso em 21/12/2015.
21/12/2015.

pg, acesso em 21/12/2015.

em 21/12/2015. 21/12/2015. pg , acesso em 21/12/2015. 4.º momento: Fechamento (5 min) • Em círculo,

4.º momento: Fechamento (5 min)

Em círculo, sentados no centro da sala, conversar, destacando os conteúdos abordados: jogos introdutórios da linguagem teatral.

Apresentar o desenho de uma bola, que deve passar pelo círculo, com um lápis.

Os alunos devem escrever/desenhar sobre as suas experiências durante a atividade.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 24 TEATRO DE BONECOS Objetivo •

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

24

TEATRO DE BONECOS
TEATRO DE BONECOS
Objetivo • Fazer a leitura sensível das diferentes manifestações cênicas. (Orientações Curriculares de Artes
Objetivo
• Fazer a leitura sensível das diferentes
manifestações cênicas.
(Orientações Curriculares de Artes Cênicas)
Descrição da atividade
1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min)
• Turma sentada nas cadeiras, em sala de aula.
• Escrever a data e o nome no quadro.
• Em seguida, propor a resignificação de um objeto. Por exemplo, a caneta,
utilizada para escrever, pode se tornar um batom (sendo usada num gesto
de contornar os lábios), ou um espelho ( sendo esticada a frente, enquanto
ajeita o cabelo).
• Passar o objeto por todos os alunos, que são estimulados a praticar gestos
diferentes dos anteriores, e a dar novos significados ao objeto.
Habilidade • Utilizar diferentes formas de expressão.
Habilidade
Utilizar diferentes formas de expressão.
Habilidade • Utilizar diferentes formas de expressão. Disponível em https://s-media-cache-

22/12/2015.

Disponível em https://encrypted-
Disponível em https://encrypted-

dGRaM5V6sCoFaOs7y1oNQ, acesso em 22/12/2015.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 25 (continuação) 2.º momento: Desenvolvimento (15

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

25

(continuação)

2.º momento: Desenvolvimento (15 min) • Entregar a cada aluno uma imagem (criança, adulto, jovem,
2.º momento: Desenvolvimento (15 min)
• Entregar a cada aluno uma imagem (criança, adulto, jovem, idoso) impressa ou recorte de revista e um palito de
picolé.
• Colorir, se for o caso; prender com fita adesiva e construir o fantoche. Observar as características físicas da
personagem e idealizá-la psicologicamente.
• Individualmente, à frente da turma, apresentar a sua personagem, seguindo a ficha (a ficha deve ser preparada
previamente com o encaminhamento desejado)
* Eu sou
Tenho
Moro
Estudo
Gosto
Nome
Idade
Família ou amigos
Local onde mora
Local onde estuda ou trabalha
Coisas de que gosta
Coisas de que não gosta
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 26 (continuação) 3.º momento: Variação (15

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

26

(continuação)

3.º momento: Variação (15 min) Durante a apresentação da personagem: • Repetir com variação de
3.º momento: Variação (15 min)
Durante a apresentação da personagem:
Repetir com variação de entonação de voz, de acordo com a personagem
(idoso, criança, adulto, jovem).
Repetir,
com
encontro
entre
as
personagens
e
pequenos
diálogos
improvisados (qual o seu nome? onde você mora? onde você estuda?).
• Repetir, com encontro entre os personagens de escolha dos próprios alunos.
Desdobramentos Propor a construção de um Teatro na caixa de sapato, com elementos do cenário,
Desdobramentos
Propor a construção de um
Teatro na caixa de sapato,
com elementos do cenário,
cortinas e adereços.
Registre, coletivamente, no
blocão, as instruções para
construir um teatro de
fantoches na caixa de sapato.

4.º momento: Fechamento (5 min)

Com a turma sentada nas cadeiras, conversar sobre os conteúdos abordados: técnicas teatrais e elemento teatral

personagem.

Cada aluno fala com o seu fantoche: primeiro, uma palavra positiva sobre a atividade e, depois, uma palavra negativa.

positiva sobre a atividade e, depois, uma palavra negativa. Disponível em
fantoche-1.jpg , acesso em 22/12/2015. Disponível em

Disponível em https://i.ytimg.com/vi/d-x761tiD0Q/hqdefault.jpg, acesso em 22/12/2015.

, acesso em 22/12/2015. Disponível em 22/12/2015 https://encrypted-

Disponível em 22/12/2015 https://encrypted-

WmLa9byh6v0Tcwy7bO, acesso em 22/12/2015.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 27 JOGO COM FITA Objetivo •

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

27

JOGO COM FITA
JOGO COM FITA

Objetivo

Desenvolver o fazer teatral pela experimentação lúdica e expressão criadora. (Orientações Curriculares de Artes Cênicas)

Habilidade • Reconhecer os diferentes elementos teatrais.
Habilidade
• Reconhecer os diferentes elementos teatrais.
Descrição da atividade 1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min) Turma no centro da sala. • Alguns
Descrição da atividade
1.º momento: Integração/Aquecimento (5 min)
Turma no centro da sala.
• Alguns bambolês espalhados pelo espaço, em número menor que o número de alunos.
• Ensinar a brincadeira “Coelhinho na toca”.
• Os alunos passeiam pelo espaço, entre os bambolês, até o comando:
“Coelhinho na toca!”
• Nesse momento, os alunos entram nos bambolês, sendo um aluno em cada bambolê.
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 28 (continuação) • O aluno que

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

28

(continuação)

O aluno que sobrar, pode virar caçador ou trocar o comando para:

“Dois coelhinhos na toca!”

Em um bambolê, entram dois alunos.

Repetir com variação de número de coelhinhos na toca.

Disponível em https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRtZhhwMNdrXUOsmQBd20BiXronBZionU_uytALhKgQUyMqTQYP,
Disponível em https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRtZhhwMNdrXUOsmQBd20BiXronBZionU_uytALhKgQUyMqTQYP, acesso em

22/12/2015.

acesso em 22/12/2015. 2.º momento: Desenvolvimento (30 min) Turma no centro da

2.º momento: Desenvolvimento (30 min)

Turma no centro da sala, de frente para um dos lados. Exercício de ritmo: inicia com a perna direita e se dirige para frente. Variação em 8 tempos.

Bate o pé direito. (1) Em seguida, bate palma. (2)

Bate o pé esquerdo. (3) Em seguida, bate palma. (4) Bate o pé direito e palma ao mesmo tempo. (5) Bate o pé esquerdo e palma ao mesmo tempo. (6) Novamente, bate o pé direito e palma ao mesmo tempo. (7)

Por fim, bate os dois pés (pulo) e palma, ao

mesmo tempo. (8)

É possível variar, iniciando com a perna esquerda.

Distribuir para os alunos tiras de papel crepom, nas cores dos arcos olímpicos: azul, amarelo, verde,

preto e vermelho.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 29 (continuação) • Inicialmente, cada aluno

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

29

(continuação) • Inicialmente, cada aluno faz experimentações, de forma livre, com o material. • Depois,
(continuação)
• Inicialmente, cada aluno faz experimentações, de
forma livre, com o material.
• Depois, questionar os alunos sobre a semelhança do
material com um dos elementos de um esporte
olímpico.
• Esclarecer: a fita da Ginástica Rítmica Desportiva.
Desdobramentos
• Propor movimentos simples coordenados com uma
marcação.
• Por exemplo: giro de braços com a fita. Cada giro em
1 tempo. Ou serpentina pelo espaço, em 4 tempos.
• Propor outras aplicações para a fita. Por exemplo:
criar molduras, com a colaboração de alguns alunos,
e expor pequenos textos (poesia, música), posturas
(poses) e gestos (variados e ligados à GRD (Ginástica
Rítmica Desportiva).
Estimular a pesquisa sobre a
história e representação dos
Arcos Olímpicos.
Propor uma produção visual
sobre o tema.
• Delimitar os espaços: cênico, para apresentação de
pequenos textos, posturas ou gestos; esportivo
3.º momento: Fechamento (5 min)
(quadra ou campo).
• Ainda dentro do tema espaço, concluir formando os
cinco arcos olímpicos.
• Com os alunos num círculo, abordar os conteúdos
aplicados: jogos introdutórios da linguagem teatral,
elemento teatral – espaço e consciência corporal.
• Registre, coletivamente no blocão, o nome dos
esportes que foram mencionados durante a atividade.
• Numa das fitas, os alunos devem registrar suas
impressões sobre a atividade.
Disponível em https://encrypted-
tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcR3Uxvds8quLb4TxsD317j2L
wBDKGvd-xv13Am9SBvsXjwOv_Or, acesso em 22/12/2015.
www.zazzle.com.br 324 × 324 SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 30 REFLEXÕES O

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

30

REFLEXÕES O QUE É TEATRO PARA CRIANÇAS E JOVENS ? Temas específicos ou formas de representar e comunicar-se com esse público.

ou formas de representar e comunicar-se com esse público. “ Quem não esqueceu sua própria criança

Quem não esqueceu sua própria criança sabe que os adultos nem sempre percebiam o que realmente sentíamos ou descobríamos nas temáticas mais complexas.”

Eu gosto de público que nunca assistiu a teatro: de repente, eles se veem frente a frente a personagens de carne e osso, que vivem, diante de seus olhos, conflitos e momentos de beleza. Esse momento é de revelação, de grande magia.”

beleza. Esse momento é de revelação, de grande magia.” www.tattoopinners.com 296 × 486 www.tattoopinners.com 296
de grande magia.” www.tattoopinners.com 296 × 486 www.tattoopinners.com 296 × 486 “( ) sabemos que a

“(

)

sabemos que a criança integra, no seu universo,

conflitos e temas como o amor e a liberdade e os seus

opostos, o ódio e o autoritarismo e, que para expressar isso, não é necessário utilizar uma linguagem muito simplória, porque a criança é sensível à arte que expressa sentimentos”.

E isso tem que ser expresso (

)

no teatro de adulto ou

de criança.”

ILO KRUGLI (fragmentos)

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 31 Disponível em http://blog.didactica.com.br/wp-

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

31

Disponível em http://blog.didactica.com.br/wp- content/uploads/2013/11/shutterstock_146240735.jpg, acesso em 22/12/2015.
Disponível em http://blog.didactica.com.br/wp-
content/uploads/2013/11/shutterstock_146240735.jpg, acesso em 22/12/2015.

AVALIAÇÃO

Prezado Professor, Prezada Professora, Como sabemos, a avaliação é parte integrante do processo de
Prezado Professor, Prezada Professora,
Como sabemos, a avaliação é parte integrante do processo de
ensino/aprendizagem. É tão importante para o aluno quanto para o Professor: o
próprio desenvolvimento do trabalho depende dos resultados conquistados.
Portanto, a avaliação em Artes Cênicas deve priorizar objetivos e estratégias que
permitam, ao aluno, a oportunidade de FAZER, VER e DISCUTIR o TEATRO.

Aspectos

Plenamente

Parcialmente atingido

Em processo

Não observado

observados

atingido

Demonstra interesse nas atividades artísticas.

       

Utiliza a observação e a imaginação na produção de trabalhos artísticos.

       

Constrói, nos improvisos teatrais, textos orais com clareza e sequência lógica.

       

Apresenta presença vocal.

       

Apresenta desenvoltura corporal e espacial.

       

Trabalha em equipe e coopera com o grupo.

       
SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 32 ARAUJO, Hilton Carlos de. Artes

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 32 ARAUJO, Hilton Carlos de. Artes Cênicas

Página

32

ARAUJO, Hilton Carlos de. Artes Cênicas: introdução à interpretação teatral. Rio de Janeiro: Agir, 1986.

ARISTIDES, Lêda e MUNDIM, Liliane Ferreira. Multieducação/Temas em debate/Ensino Fundamental/Artes Cênicas. O ensino de Teatro. Rio de Janeiro: SME/Multieducação, 2008.

COELHO, Paulo. O teatro na Educação. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1973.

KÜHNER, Maria Helena. Teatro dito infantil /org Blumenau: Cultura em Movimento, 2003.

LEITE, Luiza Barreto e outros. O teatro na Educação Artística. Rio de Janeiro: Edições Achiamé Ltda, 1980.

LOPES, Aladyr. Jogos dramáticos/ Teatro no 1.º grau. Vol. I e II. RJ: Plurart Editora, 1983.

MACHADO, Maria Clara e ROSMAN, Marta. 100 jogos dramáticos/Teatro. 2. ed. Rio de Janeiro: Agir, 1996.

REVERBEL, Olga. O texto no Palco. Porto Alegre: Kuarup, 1993.

SLADE, Peter . O jogo dramático Infantil. Trad. de Tatiana Belinky; dir. de Fanny Abramovich. São Paulo: Summus, 1978.

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016 1.º AO 3.º ANO Página 33

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS - 2016

1.º AO 3.º ANO

Página

33