Você está na página 1de 2

ANO SEM.

UERJ PROGRAMA DE DISCIPLINA


2000 01/ 02

2) UNIDADE: 2) DEPARTAMENTO:

INSTITUTO DE PSICOLOGIA PSICOLOGIA CLÍNICA

3) CÓDIGO: 4) NOME DA DISCIPLINA: 5) CH: 6) CRÉD.:

PSI03-01611/2 TERAPIA EXISTENCIAL E HUMANISTA I 60h 04


7) CURSO (S): 8) DISTRIBUIÇÃO DE CARGA HORÁRIA:
TIPO DE SEMANAL SEMESTRAL
AULA
TEÓRICA 04 60
PSICOLOGIA PRÁTICA
LABORATÓRI
O
EXPOSIÇÃO
OUTRO (OBS)

9) PRÉ-REQUISITO (A): 10) CÓDIGO:


TEORIAS E TÉCNICAS PSICOTERÁPICAS PSI03-00810/2
9) PRÉ-REQUISITO (B): 10) CÓDIGO:

9) CO-REQUISITO: 10) CÓDIGO:

11) EMENTA:
As principais contribuições do existencialismo, da Fenomenologia e do Humanismo à
Psicologia “Escolas” Francesas, Alemães e Americanas. O desenvolvimento histórico da
Psicologia Existencial-Humanista.

12) OBJETIVOS:
Favorecer a compreensão dos fundamentos teóricos do existencialismo e do método
fenomenológico, bem como as idéias-força dos seus principais representantes vinculando
essas idéias aos diversos campos de atuação do psicólogo.

13) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

1 - Introdução ao Existencialismo
2 - O surgimento do Existencialismo: as idéias principais de Soren Aabye Kierkegaard
3 - A Fenomenologia como método: Edmund Husserl
4 - O Existencialismo Moderno: Jean-Paul Sartre
5 - A corrente americana – a Psicologia Existencial Humanista: Rollo May e Carl Rogers
6 - Psicopatologia Fenomenológica: Karl Jarpers
7 - Análise Existencial: Ludwig Binswanger
14) BIBLIOGRAFIA:
ABBAGNANO, N. Introdução ao Existencialismo. Lisboa: Ensaio/Minotauro, 1962.

BEAUFRET, J. Introdução às Filosofias da Existência. De Kierkegaard a Heidegger. São


Paulo: Duas Cidades, 1976. 146 p. (Série Universidade)

BEAUVOIR, S. de. O Segundo Sexo. Trad. De Sérgio Milliet. RJ: Nova Fronteira, 1980.

BORHEIM, G. A. Sartre. São Paulo: Perspectiva, 1971.

CAPALBO, C. Fenomenologia e Ciências Humanas. Rio de Janeiro: J. Ozon, s/d. 118 p.

CELMS, T. El Idealismo Fenomenológico de Husserl. Madrid: Revista de Ocicdente, 1931.

DANTO, A. C. As Idéias de Sartre. São Paulo: Cultrix, 1988.

DARTIGUES, A. O que é a fenomenologia? Rio de Janeiro: Eldorado, 1973.

GILES, T. R. & KIERKEGAARD, S. A. Introdução à Filosofia. SP: EPU, EDUSP, 1979.

HERSCH, J. Karl Jaspers. Brasília: UnB, 1982.

KEEN, E. Introdução à Psicologia Fenomenológica. Trad. Heliana B. Conde Rodrigues.


Rio de Janeiro: Interamericana, 1975.

KIERKEGAARD, S. A. Diário de um Sedutor. In: Kierkegaard. SP: Nova Cultural, 1988.

__________________. Temor e Tremor. In: Kierkegaard. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

LAING, R. e COOPER, D. Razão e Violência. Petrópolis, Vozes, 1982.

MAY, R. A Descoberta do Ser. Estudos sobre a Psicologia Existencial. RJ: Rocco, 1988.

ROGERS, C. Tornar-se Pessoa. São Paulo: Martins Fontes, 1976.

__________. Grupos de Encontro. São Paulo: Martins Fontes, 1974.

__________. Terapia Centrada no Cliente. São Paulo: Martins Fontes, s/d.

VAN DEN BERG, J. H. O Paciente Psiquiátrico. Esboço de Psicopatologia Fenomenológica.


São Paulo: Psy II, 1994.

15) OBSERVAÇÕES:

16) PROFESSOR PROPONENTE 17) CHEFE DO 18) DIRETOR DA


DEPARTAMENTO UNIDADE
DATA ASSINAT./MATRÍCULA DATA RUBRICA DATA RUBRICA

/ / / / / /