Você está na página 1de 2

PRÁXIS HUMANA

 PRÁXIS CRIADORA
 Consciência manifesta
 (A consciência do homem manifesta-se de modo mais acentuado e está
constantemente ativa)
 Imprevisibilidade do PROCESSO e do Produto resultante
 Do interior para o exterior
 De caráter ÚNICO e IRREPETÍVEL

PRÁXIS REITERATIVA

 Repetibilidade
 Amplia e multiplica a práxis criadora (Usada de modo efetivo)
 Pena de degenerar-se numa práxis burocratizadora (Usada de modo não efetivo –
Acreditando fim em si mesma)

CONSCIÊNCIA PRÁTICA

 Participa da transformação do objeto ideal em real

ATIVIDADE ADMINISTRATIVA COMO PRÁXIS

“A consciência não só se projeta e se plasma, como se sabe a si mesma como consciência


projetada, plasmada, ou, o que dá no mesmo, sabe que a atividade que rege as modalidades
do processo prático é sua e que, além disso, é uma atividade procurada ou desejada por ela. A
essa consciência que se volta sobre si mesma, e sobre a atividade material em que se plasma,
podemos chamar de consciência da práxis” (Sanchez Vásquez, 1977: 283-4)

PRÁXIS REFLEXIVA

 Alta consciência da atividade prática


 Utilização racional dos recursos
 Sujeito (individual ou coletivo) consciente da racionalidade do processo e na
participação nele de sua consciência

PRÁXIS ESPONTÂNEA

 Atende as necessidades imediatas que vão surgindo no processo prático, sem que se
tenha uma visão clara e consciente de como isso se dá.

CARATER PROGRESSISTA DA ADMINISTRAÇÃO X CARATER REFLEXIVO REVOLUCIONÁRIO


 É necessário que a atividade administrativa seja elevada em seu caráter
ESPONTANÊAMENTE PROGRESSISTA para uma PRÁXIS REFLEXIVAMENTE
REVOLUCIONÁRIA.