Você está na página 1de 5

N-2013b

Nov 88

SUPORTE PARA VASO DE PRESSÃO HORIZONTAL


(padronização)

1 OBJETIVO

Esta Norma padroniza detalhes construtivos de suporte tipo sela


para vaso de pressão horizontal, a ser usado nos projetos para a
PETROBRAS.

2 NORMA A CONSULTAR

Da PETROBRAS

N-253 - Projeto Mecânico e Projeto para Fabricação de Vaso


de Pressão.

3 CONDIÇÕES GERAIS

3.1 Os detalhes padronizados por esta Norma devem ser citados em


desenhos de projeto mecânico, quando aplicáveis. Os desenhos de
fabricação correspondentes devem incorporar os detalhes citados.

3.2 Os detalhes devem ser utilizados dentro das limitações de


carregamentos indicadas. Caso contrário, devem ser feitas as
verificações de resistência necessárias.

3.3 A seleção do tipo de suporte, deve ser feita no projeto


mecânico.

3.4 Os materiais dos suportes devem ser relacionados no projeto


mecânico e de fabricação do vaso.

________________________
Propriedade da PETROBRAS Palavras-chaves: Suporte - Vaso de
Pressão Horizontal.
2 N-2013b

4 ANEXO

O Anexo desta Norma é constituído de duas Figuras:

Figura 1 - Suporte tipo sela para vaso horizontal.


Figura 2 - Detalhes dos furos dos suportes.

______________________
CONTEC - Subcomissão no 2 - Caldeiraria.

Esta Norma substitui e cancela a N-2013a.


Toda norma é dinâmica, estando sujeita a revisões. Comentários
e sugestões para seu aprimoramento devem ser encaminhados à
Comissão de Normas Técnicas da PETROBRAS - CONTEC - RJ.
II N-2013b

ANEXO

DIÂMETRO DIÂMETRO PESO CARGA


INTERNO DIÂM.DO
A B C D E F G1 G2 H J DO FURO DA MÁX.
DO VASO PARAFUSO SELA P/SELA
(V.NOTA 3) (V.NOTA 4) (V.NOTA 5) (kgf) (kgf)
610 560 485 190 240 39 1500
760 685 560 9,50 12,50 230 285 155 255 95 70 3/4” 1” 43 2500
915 815 635 280 345 50 3500
1070 965 710 330 405 54 4500
1220 1095 790 370 460 100 8500
1370 1220 865 305 535 111 11000
1520 1345 940 330 585 205 305 140 90 127 13500
1680 1475 1020 12,50 16,00 355 635 7/8” 1 1/8” 134 16500
1830 1600 1095 405 710 157 19500
1980 1755 1170 430 760 163 22500
2130 1880 1245 485 815 250 35000
2285 2005 1320 510 890 256 41000
2440 2135 1400 535 940 230 330 155 100 277 46500
2590 2285 1475 585 1015 304 51000
2740 2415 1550 610 1065 352 62500
2895 2540 1625 16,00 19,00 635 1120 365 69500
3050 2665 1700 660 1170 1” 1 1/4” 370 79000
3200 2795 1780 710 1220 256 355 180 115 395 88500
3350 2945 1855 735 1295 435 98500
3505 3075 1930 760 1345 445 113000
3660 3200 2005 815 1400 467 129000

NOTAS:

1) DIMENSÕES EM mm, EXCETO ONDE INDICADO DE OUTRO MODO.


2) AS DIMENSÕES APRESENTADAS NA TABELA SÃO PARA VASOS E SELAS EM AÇO-
CARBONO.
3) PARA VASOS COM DIÂMETROS INTERMEDIÁRIOS, USAR AS DIMENSÕES DO DIÂMETRO
IMEDIATAMENTE SUPERIOR.
4) AS DIMENSÕES NA COLUNA “B” SÃO PARA VASOS HORIZONTAIS SEM CAIMENTO OU
PARA SELA INFERIOR DE VASOS COM CAIMENTO. PARA SELA SUPERIOR DE VASOS
COM CAIMENTO, A DIMENSÃO “b” DEVE SER INDICADA NO DESENHO DO VASO.
5) UMA DAS SELAS DEVE TER OS FUROS DE CHUMBADORES ALONGADOS, AFIM DE
ACOMODAR A DILATAÇÃO TÉRMICA DO VASO, A SER CALCULADA EM CADA CASO. O
DIÂMETRO DO FURO DEVE SER SUFICIENTE PARA PERMITIR A PASSAGEM DE UMA
LUVA QUE IMPEÇA A PORCA DE EXERCER PRESSÃO SOBRE A CHAPA-BASE (VER FIG.
2). COMO ALTERNATIVA PARA A LUVA PODE SER USADA PORCA E CONTRA-PORCA,
ONDE A PORCA É APENAS ENCOSTADA, SENDO O APERTO DADO NA CONTRA-PORCA.
6) PARA A LOCAÇÃO DA SELA E EFEITOS DAS REAÇÕES DE APOIO DOS BERÇOS DO
SUPORTE, VER A NORMA N-253.
7) A SELA DEVE TER UM FURO DE ∅ 6MM PARA RESPIRO EM VASOS DE DIÂMETRO ATÉ
760 MM. PARA DIÂMETROS MAIORES DEVEM EXISTIR 2 FUROS.

Fig. 1 - Suporte Tipo Sela para Vaso Horizontal (continuação)

Interesses relacionados