Você está na página 1de 25

N-2054 REV.

A MAI / 99

CONTEC - SC-02
Caldeiraria
ACESSÓRIOS EXTERNOS
DE VASOS DE PRESSÃO

2ª Emenda

Esta é a 2ª Emenda da Norma PETROBRAS N-2054 REV. A, devendo ser grampeada na


frente da Norma e se destina a modificar o seu texto nas partes indicadas a seguir.

2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

- Substituir as normas PETROBRAS N-288 e N-292 pela norma PETROBRAS N-279 -


Projeto de Estruturas Metálicas.
- Eliminar a norma PETROBRAS N-1767.

Nota: Fazer o mesmo no texto da norma.

FIGURA A-7 e FIGURA A-8

Eliminar estas FIGURAS porque já constam na norma PETROBRAS N-896 - Montagem de


Isolamento Térmico a Baixa Temperatura.

FIGURA A-9, FIGURA A-10 e FIGURA A-11

Eliminar estas FIGURAS porque já constam na norma PETROBRAS N-250 - Montagem de


Isolamento Térmico a Alta Temperatura.

FIGURA A-12 e FIGURA A-13

Eliminar estas FIGURAS porque já constam na norma PETROBRAS N-1756 - Projeto de


Proteção Contrafogo em Instalações Terrestres.

____________

PROPRIEDADE DA PETROBRAS 1 página


N-2054 REV. A OUT / 97

ACESSÓRIO EXTERNO DE
VASO DE PRESSÃO

Padronização

CONTEC Esta Norma substitui e cancela a sua revisão anterior.


Comissão de Normas
Técnicas Esta Norma é a Revalidação da revisão anterior.

Cabe à CONTEC - Subcomissão Autora, a orientação quanto à interpretação


do texto desta Norma. O Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma é o
responsável pela adoção e aplicação dos itens da mesma.

Requisito Mandatório: Prescrição estabelecida como a mais adequada e


que deve ser utilizada estritamente em conformidade com esta Norma. Uma
eventual resolução de não segui-la ("não-conformidade" com esta Norma)
SC - 02 deve ter fundamentos técnico-gerenciais e deve ser aprovada e registrada
Caldeiraria pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada pelos
verbos: dever, ser, exigir, determinar e outros verbos de caráter impositivo.

Prática Recomendada (não-mandatória): Prescrição que pode ser utilizada


nas condições previstas por esta Norma, mas que admite (e adverte sobre) a
possibilidade de alternativa (não escrita nesta Norma) mais adequada à
aplicação específica. A alternativa adotada deve ser aprovada e registrada
pelo Órgão da PETROBRAS usuário desta Norma. É caracterizada pelos
verbos: recomendar, poder, sugerir e aconselhar (verbos de caráter não-
impositivo). É indicada no texto pela expressão: [Prática Recomendada].

Cópias dos registros das "não-conformidades" com esta Norma, que possam
contribuir para o aprimoramento da mesma, devem ser enviadas para a
CONTEC - Subcomissão Autora.
As propostas para revisão desta Norma devem ser enviadas à CONTEC -
Subcomissão Autora, indicando a sua identificação alfanumérica e revisão,
o item a ser revisado, a proposta de redação e a justificativa técnico-
econômica. As propostas são apreciadas durante os trabalhos para alteração
desta Norma.

Apresentação

As normas técnicas PETROBRAS são elaboradas por Grupos de Trabalho –


GTs (formados por especialistas da Companhia e das suas Subsidiárias), são comentadas pelos
Representantes Locais (representantes das Unidades Industriais, Empreendimentos de Engenharia,
Divisões Técnicas e Subsidiárias), são aprovadas pelas Subcomissões Autoras – SCs (formadas por
técnicos de uma mesma especialidade, representando os Órgãos da Companhia e as Subsidiárias) e
aprovadas pelo Plenário da CONTEC (formado pelos representantes das Superintendências dos
Órgãos da Companhia e das suas Subsidiárias, usuários das normas). Uma norma técnica
PETROBRAS está sujeita a revisão em qualquer tempo pela sua Subcomissão Autora e deve ser
reanalisada a cada 5 (cinco) anos para ser revalidada, revisada ou cancelada. As normas técnicas
PETROBRAS são elaboradas em conformidade com a norma PETROBRAS N-1. Para
informações completas sobre as normas técnicas PETROBRAS, ver Catálogo de Normas Técnicas
PETROBRAS.

PROPRIEDADE DA PETROBRAS 24 páginas


N-2054 REV. A OUT / 97

PÁGINA EM BRANCO

2
N-2054 REV. A OUT / 97

PREFÁCIO

Esta Norma PETROBRAS N-2054 REV. A OUT/97 é a Revalidação da Norma


PETROBRAS N-2054 REV. ∅ DEZ/85 não tendo sido alterado o seu conteúdo.

1 OBJETIVO

Esta Norma padroniza os detalhes construtivos de acessórios externos de vasos de pressão a


serem usados em projetos para a PETROBRAS.

2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Os documentos relacionados a seguir são citados no texto e contém prescrições válidas para
presente Norma.

PETROBRAS N-250 - Montagem de Isolamento Térmico a Alta Temperatura;


PETROBRAS N-253 - Projeto de Vaso de Pressão;
PETROBRAS N-288 - Escada e Plataforma para Estrutura Metálica;
PETROBRAS N-292 - Turco para Vaso e Estrutura Metálica;
PETROBRAS N-302 - Detalhe de Aterramento de Estrutura e Equipamento;
PETROBRAS N-896 - Montagem de Isolamento Térmico a Baixa Temperatura;
PETROBRAS N-1521 - Identificação de Equipamentos Industriais;
PETROBRAS N-1756 - Proteção Contra Fogo em Estrutura Metálica;
PETROBRAS N-1767 - Carrinho para Torre, Vaso de Pressão e Chaminé;
ABNT NBR 8402 - Execução de Caracteres para Escrita em Desenho
Técnico.

3 CONDIÇÕES GERAIS

3.1 Os detalhes padronizados por esta Norma devem ser citados em desenhos do projeto
mecânico, quando aplicáveis. Os desenhos de fabricação correspondentes devem incorporar os
detalhes citados.

3.2 Os detalhes devem ser utilizados dentro das limitações indicadas nesta Norma.

3.3 Deve ser prevista a soldagem ao vaso de uma chapa de material igual ao do vaso (chapa
de contaminação), antes da soldagem do acessório externo, nos seguintes casos:

a) vasos de aço-liga, aços inoxidáveis e materiais não-ferrosos;


b) vasos de materiais para baixa temperatura com teste de impacto;
c) vasos de materiais de baixa liga, com “p-number” diferente do material do
acessório externo.

3
N-2054 REV. A OUT / 97

3.4 A locação dos acessórios cobertos por esta Norma deve ser definida nos desenhos do
projeto mecânico do equipamento.

4 ACESSÓRIOS EXTERNOS PADRONIZADOS

Os acessórios externos padronizados estão nas seguintes FIGURAS do ANEXO A:

FIGURA A-1 - Placa de Identificação;


FIGURA A-2 - Olhal de Suspensão;
FIGURA A-3 - Orelha para Suporte de Escada de Marinheiro;
FIGURA A-4 - Orelha para Suporte de Plataforma;
FIGURA A-5 - Suporte de Turco para Elevação de Carga;
FIGURA A-6 - Suporte de Carrinho para Manutenção de Vaso;
FIGURA A-7 - Suportes e Anéis de Sustentação dos Isolantes a Baixa
Temperatura para Vaso Vertical;
FIGURA A-8 - Suporte de Isolamento Térmico a Baixa Temperatura Soldado à
Saia de Vaso Vertical;
FIGURA A-9 - Suporte do Isolamento Térmico a Alta Temperatura em Vaso
Vertical e Vaso Horizontal;
FUGURA A-10 - Suporte de Isolamento Térmico a Alta Temperatura em Tampo
Inferior de Vaso Vertical;
FIGURA A-11 - Suporte de Isolamento Térmico a Alta Temperatura em Vaso
Horizontal (diâmetro do casco maior que 1800 mm);
FIGURA A-12 - Detalhe de Dispositivo de Ancoragem de Proteção Contra Fogo;
FIGURA A-13 - Pino de Chapa para Ancoragem de Proteção Contra Fogo;
FIGURA A-14 - Olhal de Aterramento.

____________

/ANEXO A

4
N-2054 REV. A OUT / 97

ANEXO A - FIGURAS

FIGURA A-1(CONTINUA) - PLACA DE IDENTIFICAÇÃO

5
N-2054 REV. A OUT / 97

Notas: 1) Dimensões em mm.


2) Todos os vasos de pressão devem possuir uma placa de identificação contendo pelo
menos as informações indicadas na FIGURA A-1.
3) O modelo dado na FIGURA A-1 visa orientar o fabricante quanto à disposição dos
dados mínimos que devem obrigatoriamente figurar na placa; caso necessário, a
critério do fabricante, ou como exigido na Requisição de Material do vaso, a placa
pode ter outros dados adicionais.
4) A placa deve ficar situada na tampa da boca de visita inferior do vaso, ou em outro
local visível e de fácil acesso. A localização da placa de identificação deve ser
definida no desenho de fabricação do vaso.
5) A placa deve ser de chapa de aço inoxidável com espessura mínima de 1,50 mm, ou,
de chapa de metal não-ferroso com espessura mínima de 3,00 mm.
6) Os caracteres devem ser gravados ou estampados e devem seguir o formato pela
ABNT NBR 8402, com dimensão mínima de 3 mm.
7) Para a fixação devem ser usados parafusos ∅ 5/16” x 5/8” em aço inoxidável ou
latão, com porca sextavada e arruela, em furos de ∅ 8,5 mm conforme indicado no
desenho. Em vasos com isolamento térmico ou com qualquer outro revestimento
externo, a placa de identificação deve ser fixada a um suporte soldado ao corpo do
vaso, de forma que fique suficientemente saliente da superfície externa do
isolamento ou revestimento.
8) Deve ser indicado o ano da edição da norma adotada (ver a norma PETROBRAS
N-253).
9) Quando aplicável.
10) Neste espaço deve ser escrito “Serviço com Hidrogênio” ou “Serviço com H2S”,
sempre que for o caso.
11) Neste espaço devem ser inscritas as exigências sobre a água de teste hidrostático,
como especificado na norma PETROBRAS N-253.
12) A identificação do vaso deve obedecer à norma PETROBRAS N-1521.
13) Indicar o ponto onde é medida a pressão de teste hidrostático e a posição
(HORIZONTAL ou VERTICAL) em que o vaso é testado.

FIGURA A-1(CONCLUSÃO) - PLACA DE IDENTIFICAÇÃO

6
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-2(CONTINUA) - OLHAL DE SUSPENSÃO

7
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-2(CONCLUSÃO) - OLHAL DE SUSPENSÃO

8
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-3(CONTINUA) - ORELHA PARA SUPORTE DE


ESCADA DE MARINHEIRO

9
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-3(CONCLUSÃO) - ORELHA PARA SUPORTE DE


ESCADA DE MARINHEIRO

10
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-4 - ORELHA PARA SUPORTE DE PLATAFORMA

11
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-5 - SUPORTE DE TURCO PARA ELEVAÇÃO DE CARGA

12
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-6 - SUPORTE DE CARRINHO PARA MANUTENÇÃO DE VASO

13
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-7 - SUPORTES E ANÉIS DE SUSTENTAÇÃO DOS ISOLANTES


A BAIXA TEMPERATURA PARA VASO VERTICAL

14
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-8(CONTINUA) - SUPORTE DE ISOLAMENTO TÉRMICO


A BAIXA TEMPERATURA SOLDADO
À SAIA DE VASO VERTICAL

15
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-8(CONCLUSÃO) - SUPORTE DE ISOLAMENTO TÉRMICO


A BAIXA TEMPERATURA SOLDADO
À SAIA DE VASO VERTICAL

16
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-9(CONTINUA) - SUPORTE DO ISOLAMENTO TÉRMICO


A ALTA TEMPERATURA EM VASO
VERTICAL E VASO HORIZONTAL

17
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-9(CONCLUSÃO) - SUPORTE DO ISOLAMENTO TÉRMICO


A ALTA TEMPERATURA EM VASO
VERTICAL E VASO HORIZONTAL

18
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-10 - SUPORTE DE ISOLAMENTO TÉRMICO


A ALTA TEMPERATURA EM TAMPO
INFERIOR DE VASO VERTICAL

19
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-11 - SUPORTE DE ISOLAMENTO TÉRMICO


A ALTA TEMPERATURA EM VASO HORIZONTAL
(DIÂMETRO DO CASCO MAIOR QUE 1800 mm)

20
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-12(CONTINUA) - DETALHE DE DISPOSITIVO DE ANCORAGEM


DE PROTEÇÃO CONTRA FOGO

21
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-12(CONCLUSÃO) - DETALHE DE DISPOSITIVO DE ANCORAGEM


DE PROTEÇÃO CONTRA FOGO

22
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-13 - PINO DE CHAPA PARA ANCORAGEM


DE PROTEÇÃO CONTRA FOGO

23
N-2054 REV. A OUT / 97

FIGURA A-14 - OLHAL DE ATERRAMENTO

____________

24