Você está na página 1de 7

Resumo: Através da necessidade de previsão, manipulação de dados e extração das informações

de interesse desses dados, o presente trabalho apresenta e aborda uma aplicação do método de
previsão de Suavização Exponencial Duplo de Holt para previsão da capacidade instalada de
geração elétrica no Brasil no âmbito educacional. Como resultados, verifica-se, além das
previsões confiáveis sobre a capacidade instalada de geração de energia no Brasil, a capacidade
do método de previsão de Suavização Exponencial Duplo de Holt como metodologia de estímulo
e aprendizado na área de análise e interpretação de dados e atividades em estatística no geral, com
possibilidade de exploração do caráter científico e observacional do discente.
Palavras-chave: Previsão, Capacidade instalada, Geração elétrica, Suavização exponencial,
Educação
Resumo: O presente trabalho visa a simulação e a análise do desempenho de um sistema
fotovoltaico autônomo para suprimento energético de uma sala de aula sustentável no Instituto
Federal da Bahia Campus de Paulo Afonso. A sala sustentável tem como finalidade o
complemento educacional para estudantes do curso de engenharia elétrica e objetiva também
promover o uso de tecnologias energéticas renováveis, com ênfase na energia solar, no contexto
do desenvolvimento sustentável. Sendo assim, utilizou-se do software PVSize para
dimensionamento da instalação e dos componentes do sistema fotovoltaico considerando o índice
solarimétrico da região de Paulo Afonso e a inclinação da placa fotovoltaica disponibilizada pelo
Centro de Referência para Energia Solar e Eólica. O sistema tem como características iniciais a
tensão do projeto estabelecida em 24 V e a tensão de alimentação da instalação dos aparelhos de
127 V. Como resultado, obteve-se o dimensionamento, o comportamento energético e o
desempenho global do sistema montado. Para mais, realizou-se um levantamento simplificado
acerca da viabilidade técnica do projeto através do PVSize.
Palavras-chave: Sistema Fotovoltaico Autônomo, Desempenho, Sala Sustentável, Simulação.

Resumo: Um sistema fotovoltaico autônomo é aquele que opera sem está interligado a rede de
distribuição de eletricidade das concessionárias. A sala simulada para operar com o sistema
fotovoltaico autônomo tem como finalidade principal o suprimento energético da mesma e o
complemento educacional para estudantes do curso de engenharia elétrica. Objetiva também
promover o uso de tecnologias energéticas renováveis, com ênfase na energia solar, no contexto
do desenvolvimento sustentável. Para dimensionamento da instalação e dos componentes do
sistema fotovoltaico, utilizou-se o software PVSize. Como resultado de uma simulação horária
simplificada, obteve-se a quantidade de módulos, baterias, o comportamento energético eo
desempenho do sistema. Com tais resultados, realizou-se a análise da viabilidade do projeto.
Palavras-chave: Sistema Fotovoltaico, Off-Grid, Complemento educacional, Simulação,
PVSize.
Resumo: Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa, realizada em curso de Mestrado,
quanto à descoberta da docência por engenheiros-professores. O objeto de investigação foi
definido pelas representações sociais que os docentes de curso de Engenharia, engenheiros com
bacharelado, constroem acerca dos processos de formação e profissionalização docentes, sem
parâmetros pedagógicos adquiridos formalmente em Licenciaturas, e na prática docente do
engenheiro-professor. Diante da ausência de diretrizes claras acerca da formação pedagógica do
professor universitário, a prática docente nesse nível de ensino pauta-se basicamente em valores,
crenças e representações sociais acerca do que é ser professor, construídas ao longo de sua história
de vida familiar e escolar, bem como a partir de suas interações com seus pares. Considerando
tais pressupostos, pretendeu-se com este estudo identificar as representações sociais de
engenheiros-professores acerca da docência, bem como os processos, experiências e relações que
mediaram à construção dessas representações. Na pesquisa qualitativa utilizou-se de entrevistas
semi-estruturadas, abordando os temas: ser professor, ingresso e permanência no magistério, os
saberes necessários à docência, os desafios atuais da docência. A análise do conteúdo das
entrevistas sinaliza para algumas considerações, sendo uma delas: as representações sociais sobre
a docência apresentam uma nucleação em torno do modelo de professor tradicional ou prático-
artesanal, figura típica no âmbito do ensino superior, que concebe a docência como dom inato que
se desenvolve na prática, entre erros e acertos.
Palavras-chave: Formação docente, Representações sociais, Educação em engenharia.

O artigo procurou discutir a evolução da presença feminina no emprego e nas escolas de


engenharia por intermédio da análise de estatísticas oficiais, bem como conhecer as experiências
e vivências profissionais de engenheiros(as), suas análises e avaliações sobre a profissão e sobre
o lugar das mulheres dentro dela. O artigo discute também alguns dos limites de gênero com que
as engenheiras se depararam na sua inserção em determinadas áreas de trabalho e no
desenvolvimento de suas carreiras.

MULHERES – ENGENHARIA – RELAÇÕES DE GÊNERO – RELAÇÕES DE TRABALHO

Resumo: Este artigo tem o objetivo de analisar algumas das interfaces possíveis entre pensamento
crítico e formação em engenharia. Partindo de uma caracterização do tipo científico-tecnológico
correspondente ao ensino ministrado nas escolas de engenharia, observa-se que ainda persiste
uma visão descontextualizada e alienada da técnica, dissociada de suas implicações sociais.
Propomos a retomada da Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, da Teoria da Instrumentalização
de Andrew Feenberg, bem como o enfoque dos estudos de Ciência, Tecnologia e Sociedade, como
elementos para reintegrar uma apreensão da complexidade do mundo real aos cursos de
engenharia.
Palavras-chave: Teoria Crítica, Educação, Engenharia, CTS

Resumo: Este texto é produto de uma pesquisa, realizada entre os anos de 2006 e 2011, sobre a
Feira de São Joaquim, feira-livre localizada na Cidade Baixa, em Salvador, Bahia. A partir da
observação direta por meio de várias incursões ao sítio da Feira, entrevistas com feirantes e
consumidores, buscamos a compreensão de algumas representações sobre o sujo, puro/impuro
etc. a partir das práticas comerciais de feirantes. Recorrendo também ao aporte teórico da
Antropologia/Sociologia, a partir de autores como Bauman, Douglas e Schutz, procuramos
construir um entendimento sobre as tensões que se desdobram a partir das diferentes concepções
sobre o higiênico, o limpo/sujo, e a ordem ou “caos” subjacentes às condutas sociais.
Palavras–chave: Feira-livre; improviso; ordem; pureza; sujeira
RESUMO: O presente artigo tem como objetivo, à luz da semiótica peirceana (PEIRCE, 2008),
e considerações de outros autores que se apropriaram de suas ideias (SANTAELLA, 1990. 2004,
2012; JOLY, 1999), analisar as interações sígnicas presentes na capa de uma edição da revista
Veja. Para tal foram utilizados elementos da análise semiótica, a partir da compreensão dos signos
visuais presentes na capa, bem como aspectos da análise textual ou de conteúdo. Dessa forma,
endossamos a compreensão de que a semiótica peirceana constitui-se em ferramenta útil que
permite aprofundar a compreensão de conjuntos sígnicos em suportes de mensagens de grande
circulação. Em específico ao objeto analisado, concluímos que a escolha e disposição de signos
na capa é arbitrário e concorre a um propósito: direcionar o processo de significação (semiose)
do leitor para uma imagem negativa das personagens.
Palavras–chave: estudos da imagem; publicações ilustradas; semiótica peirceana

Resumo: Os transformadores Piezoelétricos permitem o projeto de aplicações promissoras para


fontes de alimentação até 100W, melhorando a eficiência, reduzindo o tamanho, facilitando a
obtenção de grandes relações de transformação, além de proporcionar alta imunidade contra
ruídos eletromagnéticos e interferências. Por apresentarem um modelo elétrico equivalente de
característica ressonante, utilizam-se topologias de conversores ressonantes para projetar estes
conversores, como por exemplo, a topologia Classe-E. Para facilitar a análise de conversores de
ordem superior, pode-se utilizar um método de análise normalizado. O controle do conversor
Classe-E utilizando transformadores piezoelétricos é implementado através da variação da
freqüência e da razão cíclica de operação. O ganho estático é regulado através da variação da
freqüência de chaveamento, e a razão cíclica muda para atender as condições de comutação suave
para diferentes freqüências. Este artigo apresenta uma análise completa normalizada deste
processo, incluindo variação normalizada da frequência e carga, permitindo escolher um ponto
ótimo de projeto estático e avaliar seu comportamento com a variação de frequência, sem a
necessidade de parâmetros de projeto. São mostrados resultados experimentais para um conversor
abaixador de 3W, para uma entrada universal de 85-260VAC e saída de 6VDC, para validar a
metodologia apresentada.

Palavras-chave: Conversor Classe-E; Conversores Ressonantes; Transformadores


Piezoelétricos; Análise Normalizada.

Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar um método para chaveamento controlado de


disjuntores de linhas de transmissão e desenvolver um dispositivo para controlar o fechamento
dos seus contatos. A estratégia de chaveamento consiste em encontrar um instante apropriado
para o fechamento do disjuntor e é baseada em um algoritmo simples de detecção de passagem
por zero. Pela primeira vez, o método é avaliado em tempo real usando um RTDSTM (Real Time
Digital Simulator) e sua implementação se dá de duas formas: na primeira, utiliza-se a
ferramenta CBuilder do RTDSTM e na segunda, utiliza-se um DSP (Digital Signal Processor)
como dispositivo de controle. Dados do sistema elétrico da CHESF são utilizados para estudos
de caso. Diferentes operações de chaveamento são analisadas: energização e religamento de linhas
com compensação em derivação, considerando os efeitos da carga residual. O desempenho do
método proposto é comparado com o método de resistores de pré-inserção. As simulações
confirmam a eficiência do chaveamento controlado, o qual é economicamente mais atrativo.

Palavras-chave: Chaveamento Controlado; DSP; Linhas de Transmissão; RTDSTM;


Sobretensões de Manobra.
Considere a NBR 6028e apreciem os resumos a seguir:

Analisando resumos acadêmicos:

Preencha as lacunas ao lado com “S” para Sim e “N” para Não:

Resumo:
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Apresenta palavras-chave?

Há utilização de até 5
palavras-chave?

É possível identificar no resumo:

Objetivo/Objetivos?

O método/procedimentos?

Resultados e/ou
conclusões?

Há concisão na sequência
das frases que facilita a
leitura e o entendimento?

Há enumeração de
tópicos?
A voz do verbo é ativa e
está na terceira pessoa do
singular?

Símbolos são utilizados


sem especificação?

O resumo está estruturado


em parágrafo único?
Resumo: Através da necessidade de previsão, manipulação de dados e extração das informações
de interesse desses dados, o presente trabalho apresenta e aborda uma aplicação do método de
previsão de Suavização Exponencial Duplo de Holt para previsão da capacidade instalada de
geração elétrica no Brasil no âmbito educacional. Como resultados, verifica-se, além das
previsões confiáveis sobre a capacidade instalada de geração de energia no Brasil, a capacidade
do método de previsão de Suavização Exponencial Duplo de Holt como metodologia de estímulo
e aprendizado na área de análise e interpretação de dados e atividades em estatística no geral, com
possibilidade de exploração do caráter científico e observacional do discente.
Palavras-chave: Previsão, Capacidade instalada, Geração elétrica, Suavização exponencial,
Educação, automação, Duplo de Holt

Resumo: O presente trabalho visa a simulação e a análise do desempenho de um sistema


fotovoltaico autônomo para suprimento energético de uma sala de aula sustentável no Instituto
Federal da Bahia Campus de Paulo Afonso. A sala sustentável tem como finalidade o
complemento educacional para estudantes do curso de engenharia elétrica e objetiva também
promover o uso de tecnologias energéticas renováveis, com ênfase na energia solar, no contexto
do desenvolvimento sustentável. Sendo assim, utilizou-se do software PVSize para
dimensionamento da instalação e dos componentes do sistema fotovoltaico considerando o índice
solarimétrico da região de Paulo Afonso e a inclinação da placa fotovoltaica disponibilizada pelo
Centro de Referência para Energia Solar e Eólica. O sistema tem como características iniciais a
tensão do projeto estabelecida em 24 V e a tensão de alimentação da instalação dos aparelhos de
127 V.
Palavras-chave: Sistema Fotovoltaico Autônomo, Desempenho, Sala Sustentável, Simulação.

Resumo: Um sistema fotovoltaico autônomo é aquele que opera sem está interligado a rede de
distribuição de eletricidade das concessionárias. A sala simulada para operar com o sistema
fotovoltaico autônomo tem como finalidade principal o suprimento energético da mesma e o
complemento educacional para estudantes do curso de engenharia elétrica. Objetivamos também
promover o uso de tecnologias energéticas renováveis, com ênfase na energia solar, no contexto
do desenvolvimento sustentável. Para dimensionamento da instalação e dos componentes do
sistema fotovoltaico, nós utilizamos o software PVSize. Como resultado de uma simulação
horária simplificada, obtemos a quantidade de módulos, baterias, o comportamento energético e
o desempenho do sistema. Com tais resultados, nós realizamos a análise da viabilidade do projeto.
Palavras-chave: Sistema Fotovoltaico, Off-Grid, Complemento educacional, Simulação,
PVSize.
Resumo: Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa, realizada em curso de Mestrado,
quanto à descoberta da docência por engenheiros-professores. O objeto de investigação foi
definido pelas representações sociais que os docentes de curso de Engenharia, engenheiros com
bacharelado, constroem acerca dos processos de formação e profissionalização docentes, sem
parâmetros pedagógicos adquiridos formalmente em Licenciaturas, e na prática docente do
engenheiro-professor. Diante da ausência de diretrizes claras acerca da formação pedagógica do
professor universitário, a prática docente nesse nível de ensino pauta-se basicamente em valores,
crenças e representações sociais acerca do que é ser professor, construídas ao longo de sua história
de vida familiar e escolar, bem como a partir de suas interações com seus pares. Considerando
tais pressupostos, pretendeu-se com este estudo identificar as representações sociais de
engenheiros-professores acerca da docência, bem como os processos, experiências e relações que
mediaram à construção dessas representações. Na pesquisa qualitativa utilizou-se de entrevistas
semi-estruturadas, abordando os temas: ser professor, ingresso e permanência no magistério, os
saberes necessários à docência, os desafios atuais da docência. A análise do conteúdo das
entrevistas sinaliza para algumas considerações, sendo uma delas: as representações sociais sobre
a docência apresentam uma nucleação em torno do modelo de professor tradicional ou prático-
artesanal, figura típica no âmbito do ensino superior, que concebe a docência como dom inato que
se desenvolve na prática, entre erros e acertos.
Palavras-chave: Formação docente, Representações sociais, Educação em engenharia.

O artigo procurou discutir a evolução da presença feminina no emprego e nas escolas de


engenharia por intermédio da análise de estatísticas oficiais, bem como conhecer as experiências
e vivências profissionais de engenheiros(as), suas análises e avaliações sobre a profissão e sobre
o lugar das mulheres dentro dela. O artigo discute também alguns dos limites de gênero com que
as engenheiras se depararam na sua inserção em determinadas áreas de trabalho e no
desenvolvimento de suas carreiras.

MULHERES – ENGENHARIA – RELAÇÕES DE GÊNERO – RELAÇÕES DE TRABALHO

Resumo: Este artigo tem o objetivo:


1. analisar algumas das interfaces possíveis entre pensamento crítico e formação em
engenharia. Partindo de uma caracterização do tipo científico-tecnológico correspondente
ao ensino ministrado nas escolas de engenharia, observa-se que ainda persiste uma visão
descontextualizada e alienada da técnica, dissociada de suas implicações sociais.
2. Propomos a retomada da: a) Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, b) da Teoria da
Instrumentalização de Andrew Feenberg, bem como c) o enfoque dos estudos de Ciência,
Tecnologia e Sociedade, como elementos para reintegrar uma apreensão da complexidade
do mundo real aos cursos de engenharia.
Palavras-chave: Teoria Crítica, Educação, Engenharia, CTS

Resumo: Este texto é produto de uma pesquisa, realizada entre os anos de 2006 e 2011, sobre a
Feira de São Joaquim, feira-livre localizada na Cidade Baixa, em Salvador, Bahia. A partir da
observação direta por meio de várias incursões ao sítio da Feira, entrevistas com feirantes e
consumidores, buscamos a compreensão de algumas representações sobre o sujo, puro/impuro
etc. a partir das práticas comerciais de feirantes. Recorrendo também ao aporte teórico da
Antropologia/Sociologia, a partir de autores como Bauman, Douglas e Schutz, procuramos
construir um entendimento sobre as tensões que se desdobram a partir das diferentes concepções
sobre o higiênico, o limpo/sujo, e a ordem ou “caos” subjacentes às condutas sociais.
Palavras–chave: Feira-livre; improviso; ordem; pureza; sujeira
RESUMO: O presente artigo tem como objetivo, à luz da semiótica peirceana (PEIRCE, 2008),
e considerações de outros autores que se apropriaram de suas ideias (SANTAELLA, 1990. 2004,
2012; JOLY, 1999), analisar as interações sígnicas presentes na capa de uma edição da revista
Veja. Para tal foram utilizados elementos da análise semiótica, a partir da compreensão dos signos
visuais presentes na capa, bem como aspectos da análise textual ou de conteúdo. Dessa forma,
endossamos a compreensão de que a semiótica peirceana constitui-se em ferramenta útil que
permite aprofundar a compreensão de conjuntos sígnicos em suportes de mensagens de grande
circulação. Em específico ao objeto analisado, concluímos que a escolha e disposição de signos
na capa é arbitrário e concorre a um propósito: direcionar o processo de significação (semiose)
do leitor para uma imagem negativa das personagens.
Palavras–chave: estudos da imagem; publicações ilustradas; semiótica peirceana

Resumo: Os transformadores Piezoelétricos permitem o projeto de aplicações promissoras para


fontes de alimentação até 100W, melhorando a eficiência, reduzindo o tamanho, facilitando a
obtenção de grandes relações de transformação, além de proporcionar alta imunidade contra
ruídos eletromagnéticos e interferências. Por apresentarem um modelo elétrico equivalente de
característica ressonante, utilizam-se topologias de conversores ressonantes para projetar estes
conversores, como por exemplo, a topologia Classe-E. Para facilitar a análise de conversores de
ordem superior, pode-se utilizar um método de análise normalizado. O controle do conversor
Classe-E utilizando transformadores piezoelétricos é implementado através da variação da
freqüência e da razão cíclica de operação. O ganho estático é regulado através da variação da
freqüência de chaveamento, e a razão cíclica muda para atender as condições de comutação suave
para diferentes freqüências.

Palavras-chave: Conversor Classe-E; Conversores Ressonantes; Transformadores


Piezoelétricos; Análise Normalizada.

Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar um método para chaveamento controlado de


disjuntores de linhas de transmissão e desenvolver um dispositivo para controlar o fechamento
dos seus contatos. A estratégia de chaveamento consiste em encontrar um instante apropriado
para o fechamento do disjuntor e é baseada em um algoritmo simples de detecção de passagem
por zero. Pela primeira vez, o método é avaliado em tempo real usando um RTDSTM e sua
implementação se dá de duas formas: na primeira, utiliza-se a ferramenta CBuilder do RTDSTM e
na segunda, utiliza-se um DSP como dispositivo de controle. Dados do sistema elétrico da CHESF
são utilizados para estudos de caso. Diferentes operações de chaveamento são analisadas:
energização e religamento de linhas com compensação em derivação, considerando os efeitos da
carga residual. O desempenho do método proposto é comparado com o método de resistores de
pré-inserção. As simulações confirmam a eficiência do chaveamento controlado, o qual é
economicamente mais atrativo.

Palavras-chave: Chaveamento Controlado; DSP; Linhas de Transmissão; RTDSTM;


Sobretensões de Manobra.