Você está na página 1de 13

EDITAL | TJ-SP 2017 | Matemática

1. Operações com números reais.


2. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum.
3. Razão e proporção.
4. Porcentagem.
5. Regra de três simples e composta.
6. Média aritmética simples e ponderada.
7. Juros simples.
8. Equação do 1.º e 2.º graus.
9. Sistema de equações do 1.º grau.
10. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos.
11. Sistemas de medidas usuais.
12. Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras.
13. Resolução de situações-problema.

OPERAÇÕES COM NÚMEROS REAIS – PARTE I


MMC / MDC

Introdução
A organização dos conceitos matemáticos passou por várias mudanças, até chegar na forma que hoje
estudamos. A concepção dos conjuntos numéricos recebeu maior rigor em sua construção com Georg
Cantor, que pesquisou a respeito do número infinito. Cantor iniciou diversos estudos sobre os
conjuntos numéricos, constituindo, assim, a teoria dos conjuntos.

A construção de todos os conjuntos numéricos que hoje possuímos parte de números inteiros usados
apenas para contar (números naturais) até os números complexos que possuem vasta aplicabilidade
nas engenharias, nas produções químicas, entre outras áreas.

Podemos afirmar que um conjunto é uma coleção de objetos, números, enfim, elementos com
características semelhantes.

Sendo assim, os conjuntos numéricos são compreendidos como os conjuntos dos números que
possuem características semelhantes.

Vamos estudar os seguintes conjuntos numéricos:

Conjunto dos números Naturais ( );


Conjunto dos números Inteiros ( );
Conjunto dos números Racionais ( );
Conjunto dos números Irracionais ( );
Conjunto dos números Reais ( );

CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS ( )


= {0, 1, 2, 3, 4, 5,...}

Um subconjunto importante de é o conjunto


* = {1, 2, 3, 4, 5,...}
(Observe que o símbolo * exclui o zero do conjunto)
Podemos considerar o conjunto dos números naturais ordenados sobre uma reta, como mostra a figura
abaixo:

Operações em
Dados a, b, c, n  , temos:

Adição
a+b=c Exemplo: 2 + 3 = 5

Subtração (com a > b)


a–b=c Exemplo: 7 – 4 = 3

Multiplicação
ab=c Exemplo: 3  5 = 15

Divisão (com a múltiplo de b)


a:b=c Exemplo: 12 : 4 = 3

Potenciação
⏟ Exemplo:

Particularmente, lê-se “a ao quadrado” e lê-se “a ao cubo”.

Radiciação
√ Exemplo: √

Particularmente, √ √ lê-se “raiz quadrada de a” e, tendo resultado exato, é chamado


quadrado perfeito. Por exemplo, 49 é um quadrado perfeito, pois √ .
Analogamente, √ lê-se “raiz cúbica de a” e, tendo resultado exato, é chamado cubo perfeito. Por
exemplo, 27 é um cubo perfeito, pois √ .

Números pares e números ímpares


Um número natural p é dito par se p = 2.n, com n ∈ .
São números pares: 0, 2, 4, 6, 8, 10, 12, ...

Um número natural i é dito ímpar se i = 2.n + 1, com n ∈ .


São números ímpares: 1, 3, 5, 7, 9, 11, 13, ...

Resolução de expressões numéricas


Para resolver uma expressão numérica, devemos eliminar os sinais de pontuação, respeitando a
ordem:
1º) eliminar parêntesis: ( )
2º) eliminar colchetes: [ ]
3º) eliminar chaves: { }
resolvendo as operações de acordo com a ordem de prioridade:
1º) resolver potenciações e radiciações
2º) resolver multiplicações e divisões
3º) resolver adições e subtrações.
Como exemplo, vamos resolver a expressão numérica:

{ [ (√ )] √ }

Múltiplos e Divisores
Os conceitos de múltiplo e divisor de um número natural estão sempre relacionados. Vamos
considerar, a título de exemplo, as operações
7 x 3 = 21
e
21 : 7 = 3.
Nelas, temos:
 21 é múltiplo de 7. (note que 21 também é múltiplo de 3)
 21 é divisível por 7. (note que 21 também é divisível por 3)
 7 é divisor de 21. (note que 3 também é divisor de 21)

Múltiplos de um Número Natural


Para obter os múltiplos de um número natural, multiplicamos esse número por todos os números
naturais. Por exemplo:
7.0 = 0
7.1 = 7
7.2 = 14
7.3 = 21
7.4 = 28
∶ ∶ (e assim por diante)

O conjunto dos múltiplos de 7 é M(7) = {0, 7, 14, 21, 28, ...}


Observações:
 O zero é múltiplo de qualquer número natural (chamado múltiplo universal).
 Todo número natural é múltiplo de si mesmo.
 Um número natural diferente de zero tem infinitos múltiplos.

Divisores de um número natural


Dizemos que um número natural é divisor de outro quando a divisão for exata.
Por exemplo, podemos afirmar que 6 é divisor de 30, pois 30 : 6 = 5 é uma divisão exata.
Note que e 6 é divisor de 30, então 30 é divisível por 6.
Observações:
 O número um é divisor de qualquer número natural (chamado divisor universal).
 O número um só é divisível por ele mesmo.
 O número zero nunca será um divisor (não existe a divisão por zero).
 O número zero é divisível por qualquer outro número, exceto por ele mesmo.
 Todo número natural é divisível por ele mesmo (exceto o zero).
 O conjunto dos divisores de um número natural é finito.
Critérios de Divisibilidade
Um número natural é divisível por:
 2, quando for par;
 3, quando a soma de seus algarismos é divisível por 3;
 4, quando seus dois últimos algarismos forem 00 ou um número divisível por 4;
 5, quando termina em 0 ou 5;
 6, quando é divisível por 2 e por 3 ao mesmo tempo;
 8, quando seus três últimos algarismos forem 000 ou um número divisível por 8;
 9, quando a soma de seus algarismos é divisível por 9;
 10, quando termina em 0.

Números primos
Chamamos de primo o número natural que possui exatamente dois divisores: 1 e ele próprio.
Assim, são números primos:
2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, ...

Observe que:
 1 não é primo, pois tem apenas um divisor.
 0 não é primo, pois tem infinitos divisores.
 2 é o único número par e primo ao mesmo tempo.

Números compostos
Chamamos de compostos os números naturais que não são primos, exceto o 0 (zero) e o 1 (um).
Assim, são compostos os números:
4, 6, 8, 9, 10, 12, 14, 15, 16, 18, ...

Note que os números 0 e 1 não são nem primos, nem compostos.

Decomposição de um número em fatores primos


Para decompor um número em fatores primos, seguimos o algoritmo abaixo, dividindo o número dado
pelo seu menor divisor primo, e repetindo o procedimento da mesma maneira com cada quociente
obtido, até obter o quociente 1.

Por exemplo, vamos decompor o número 72 em fatores primos:

Agora, vamos decompor o número 6000:


Mínimo múltiplo comum (MMC)
O MMC entre dois ou mais números é o menor dos múltiplos comuns entre os múltiplos dos números
dados, excluindo o zero.

Por exemplo, consideremos os números 6 e 8. Temos:


Múltiplos de 6: M(6) = {0, 6,12, 18, 24, 30, 36, 42, 48, ...}
Múltiplos de 8: M(8) = {0, 8, 16, 24, 32, 40, 48, 56, 64, ...}

Podemos observar que os números 0, 24, 48, ... são múltiplos comuns do 6 e do 8. Daí, o
mínimo múltiplo comum entre 6 e 8 é o número 24.

Escreve-se mmc(6, 8) = 24.

Para obter rapidamente o MMC entre dois ou mais números dados, basta decompor esses números em
fatores primos, simultaneamente. O MMC será o produto dos fatores primos resultantes dessa
decomposição.
Por exemplo, vamos obter o mmc(6, 8):

Vamos agora obter o mmc(12, 15, 40):

Máximo divisor comum (MDC)


O MDC entre dois ou mais números é o maior dos divisores comuns entre os divisores dos números
dados.

Por exemplo, consideremos os números 18 e 24. Temos:


Divisores de 18: D(18) = {1, 2, 3, 6, 9, 18}
Divisores de 24: D(24) = {1, 2, 3, 4, 6, 8, 12, 24}

Observe que os números 1, 2, 3 e 6 são divisores tanto do 18 quanto do 24. Daí, o máximo
divisor comum entre 18 e 24 é o número 6.

Escreve-se MDC(18, 24) = 6.

Para obter rapidamente o MDC entre dois ou mais números dados, faz-se a decomposição em fatores
primos de cada número dado, separadamente. O MDC será o produto dos fatores primos que se
repetem em todas as decomposições, tomados com o menor expoente.
Por exemplo, vamos obter o MDC (18, 24):

Vamos agora calcular o MDC (168,180):

IMPORTANTE:
 Se o MDC entre dois números for igual a 1, esses números são chamados primos entre si.
 Relação entre MMC e MDC:
MMC(a, b) . MDC(a, b) = a . b
EXERCÍCIOS
01. Um reservatório está completamente cheio de água, totalizando um volume de 9 000 litros. Se não
entrar mais água nesse reservatório e forem gastos 120 litros por dia, então o número total de dias
necessário para que ele fique completamente vazio é igual a:
a) 55
b) 60
c) 65
d) 70
e) 75

02. Carlos presta serviço de assistência técnica de computadores em empresas. Ele cobra R$ 12,00
para ir até o local, mais R$ 25,00 por hora de trabalho até resolver o problema (também são cobradas
as frações de horas trabalhadas). Em um desses serviços, Carlos resolveu o problema e cobrou do
cliente R$ 168,25, o que permite concluir que ele trabalhou nesse serviço
a) 5 horas e 45 minutos.
b) 6 horas e 15 minutos.
c) 6 horas e 25 minutos.
d) 5 horas e 25 minutos.
e) 5 horas e 15 minutos.

03. No aeroporto de uma pequena cidade chegam aviões de três companhias aéreas. Os aviões da
companhia A chegam a cada 20 minutos, da companhia B a cada 30 minutos e da companhia C a cada
44 minutos. Em um domingo, às 7 horas, chegaram aviões das três companhias ao mesmo tempo,
situação que voltará a se repetir, nesse mesmo dia, às
a) 16h 30min.
b) 17h 30min.
c) 18h 30min.
d) 17 horas.
e) 18 horas.

04. Numa divisão com números inteiros, o resto vale 5, o divisor é igual ao resto somado a 3 unidades
e o quociente é igual ao dobro do divisor. Assim, é correto afirmar que o valor do dividendo é igual a:
a) 145.
b) 133.
c) 127.
d) 118.

05. Paulo comprou dois pacotes de balas: um contendo 84 balas e outro contendo 74 balas e as
distribuiu em quantidades iguais para 12 pessoas. Nessas condições o total de balas que restou à Paulo
foi:
a) 0
b) 1
c) 2
d) 3

06. Carlos almoçou em certo dia no horário das 12:45 às 13:12. O total de segundos que representa o
tempo que Carlos almoçou nesse dia é:
a) 1840
b) 1620
c) 1780
d) 2120

07. O valor da expressão numérica [6.(9.3 - 6.2) ÷ 9 + 1] é igual a :


a) 10
b) 9
c) 11
d) 8
08. O total de divisores naturais do número 360 é:
a) 24
b) 18
c) 16
d) 28

09. Sabendo que o menor múltiplo comum entre dois números naturais é igual a 24, então o produto
entre os dois números, sendo que um deles é o número 6, é igual a:
a) 30
b) 48
c) 36
d) 42

10. Multiplicando-se o número 23 pelo seu triplo encontramos o número:


a) 1687
b) 1597
c) 1587
d) 1058

11. Em uma repartição pública trabalham x pessoas. Escrevendo-se o algarismo 4 à direita do número
x, de forma que o 4 ocupe a ordem das unidades simples, obtemos um número 337 unidades maior do
que x. A soma dos algarismos de x é igual a:
a) 14
b) 12
c) 10
d) 8

12. O produto entre 12 e x é um número natural duas vezes maior do que a soma entre 12 e x. A
divisão entre 12 e x é igual a:
a) 2.
b) 3.
c) 4.
d) 5.

13. Josué queria multiplicar 72 por 34. Josué se enganou e multiplicou 72 por 23. O resultado do
cálculo que ele fez é menor do que o resultado do cálculo que ele queria fazer em um número de
unidades igual a
a) 642.
b) 792.
c) 820.
d) 566.
e) 1656.

14. O resultado da expressão numérica: 3 + 4 × 7 − 8 × 3 é igual a


a) 9.
b) 123.
c) 7.
d) 60.
e) 23.

15. Ao longo de uma estrada aparecem as cidades A, B, C e D, nessa ordem. Sabe-se que a distância
entre as cidades A e C é de 30km, a distância entre as cidades B e D é de 43km e que a distância
entre as cidades A e D é de 55km.
A distância entre as cidades B e C, em quilômetros, é igual a:
a) 12;
b) 15;
c) 18;
d) 22;
e) 25.
16. Existem quatro números inteiros e consecutivos que a soma resulta em 2.398. Determine o
terceiro número.
a) 550
b) 789
c) 600
d) 598

17. Quantos são os múltiplos de 4 compreendidos entre os números 6 e 53?


a) 15
b) 9
c) 17
d) 12

18. Gabriel possui uma cantina, a qual produz 1.500 litros de suco de uva por dia. Sabendo que ele
possui tanques com capacidade de 125 litros, responda quantos tanques são necessários para
armazenar a produção diária de suco de uva?
a) 09
b) 18
c) 12
d) 15

19. João teve em sua fruteira no mês de outubro um faturamento de R$ 13.680,00 e uma despesa de
R$ 6.895,00. Qual foi o lucro que João teve neste mês?
a) R$ 5.456,84
b) R$ 6.785,00
c) R$ 11.980,50
d) R$ 8.764,00

20. Ângela tem uma coleção de 93 gibis. Camila tem o triplo destes gibis e Joseane tem a terça parte
dos gibis de Ângela. Quantos gibis Joseane possui?
a) 31
b) 62
c) 44
d) 16

21. Ângelo comprou um carro por R$ 42.000,00 e irá pagá-lo em 12 prestações iguais. Qual será o
valor de cada prestação?
a) R$ 3.665,00
b) R$ 3.500,00
c) R$ 2.982,17
d) R$ 3.120,00

22. Com a chegada do Natal, Valeria montou a árvore de Natal e resolveu comprar meia dúzia de
enfeites para colocar na árvore e pagou pela compra R$ 240,00. Quanto Valeria pagou cada enfeite?
a) R$ 47,50
b) R$ 40,00
c) R$ 39,50
d) R$ 53,45

23. Um fotógrafo foi contratado para registrar todos os momentos da formatura da turma de Direito.
No final da formatura ele havia batido 2.780 fotos. Sabendo que os formandos escolheram 2.600 fotos
e que cada foto custa R$ 7,20, responda quanto pagaram pelas fotos?
a) R$ 18.720,00
b) R$ 21.542,00
c) R$ 14.034,00
d) R$ 15.543,00
24. Rogério cria galinhas para a produção de ovos e, certo dia, ele coletou 165 ovos. Arrumando esses
ovos em caixas de uma dúzia, o número máximo de caixas completas que ele conseguiu foi
a) 12.
b) 13.
c) 14.
d) 15.
e) 16.

25. Se do conjunto dos números naturais maiores que zero e menores que 36, retirarmos todos os
múltiplos de 3, restarão ainda, neste conjunto quantos elementos?
a) 23
b) 24
c) 25
d) 26

26. Em um número inteiro e positivo de 4 algarismos, o algarismo das unidades excede o dos milhares
em 3 e o dos milhares excede o das centenas em 4. Esse número é um múltiplo de 9 e tem dois
algarismos iguais, logo o algarismo das dezenas é igual a
a) 7.
b) 6.
c) 5.
d) 4.
e) 3.

27. Um certo número foi somado com três. Em seguida, essa soma foi dividida por dois. Depois,
subtraiu‐se seis do quociente obtido. Multiplicando por oito, o resultado da operação anterior tem‐se
280. A soma dos algarismos do número tomado inicialmente é igual a:
a) 13.
b) 14.
c) 16.
d) 17.

28. João toma um remédio A de 4 em 4 horas; Maria toma um remédio B de 5 em 5 horas; Pedro
toma um remédio C de 7 em 7 horas; Ana toma um remédio D de 8 em 8 horas. Exatamente às 10
horas do dia 30 de março de 2015, essas quatro pessoas tomaram seus respectivos remédios. Se
todas elas obedeceram rigorosamente às prescrições apresentadas, é correto afirmar que elas quatro
tomaram seus remédios, novamente no mesmo dia e horário, em
a) 10 de abril de 2015, às 2 horas.
b) 10 de abril de 2015, às 10 horas.
c) 11 de abril de 2015, às 2 horas.
d) 11 de abril de 2015, às 10 horas.
e) 12 de abril de 2015, às 2 horas.

29. O mínimo múltiplo comum entre os números 45 e 60 é:


a) 2700;
b) 180;
c) 105;
d) 60;
e) 45.

30. Pretende-se dividir 180 tarefas, sendo 60 do tipo A, 72 do tipo B e o restante do tipo C, entre um
número x de assistentes, de modo que cada um deles receba a mesma e a menor quantidade possível
de cada uma dessas tarefas. Dessa forma, somando-se os números de tarefas dos tipos A e C que
cada assistente deverá receber, tem-se
a) 6
b) 7
c) 8
d) 9
e) 10
31. Um distribuidor de materiais esportivos recebeu três pedi-dos da bola oficial da Copa do Mundo -
2014. Um de 280 unidades para a loja A, outro de 320 unidades para a loja B e outro de 840 unidades
para a loja C. Para agilizar o processamento, o distribuidor pretende fazer embalagens contendo
quantidades iguais de bolas em cada uma e, para reduzir custos, quer fazer o menor número possível
dessas embalagens. Nessas condições, o número dessas embalagens que a loja C receberá,
considerando-se a entrega total de seu pedido, é
a) 15.
b) 18.
c) 20.
d) 21.
e) 24.

32. Se Arnaldo tivesse R$ 6,50 a mais do que tem, ele poderia comprar 7 unidades de um determinado
produto. Logo, ele comprou apenas 6 unidades desse produto e ainda ficou com R$ 6,00. Lucas, na
mesma loja e pagando o mesmo preço, comprou 15 unidades desse produto. Sendo assim, Lucas tinha
de dinheiro, a mais do que Arnaldo, no mínimo,
a) R$ 99,00.
b) R$ 104,00.
c) R$ 106,50.
d) R$ 111,50.
e) R$ 114,50.

33. Uma pessoa comprou um pote com ovinhos de chocolate e, ao fazer pacotinhos, todos com a
mesma quantidade de ovinhos, percebeu que, colocando 8 ou 9 ou 12 ovinhos em cada pacotinho
sempre sobrariam 3 ovinhos no pote. O menor número de ovinhos desse pote é:
a) 38
b) 60
c) 75
d) 86
e) 97

34. Na empresa, está ocorrendo um treinamento que ocorre das 8h30 às 11h55, dividido em duas
partes com um intervalo de 15 minutos entre elas. Para que a 2ª parte dure 20 minutos a menos que a
1ª parte, o intervalo deverá começar às
a) 10h15.
b) 10h20.
c) 10h25.
d) 10h30.
e) 10h35.

35. A secretaria de meio ambiente de certo município está montando kits de mudas de árvores
nativas, para distribuição numa campanha de conscientização ambiental. Há 400 mudas de ipê
amarelo, 600 de pau-brasil e 1200 de sibipiruna. Sabendo-se que todas as mudas deverão ser
utilizadas, e que cada kit deverá ter a mesma composição, ou seja, quanti-dades iguais para espécies
iguais, será montado o número máximo possível de kits nessas condições. Cada kit conterá uma
quantidade de mudas igual a
a) 3.
b) 5.
c) 8.
d) 11.
e) 22.

36. O produto de dois números naturais, x e y, é igual a 765. Se x é um número primo maior que 5,
então a diferença y – x é igual a
a) 6
b) 17
c) 19
d) 28
e) 45
37. Maurício digitou numa planilha todos os números inteiros desde o 889 até o 1.024. Assim, Maurício
digitou a seguinte quantidade de algarismos:
a) 424
b) 427
c) 430
d) 433
e) 436

38. O algarismo da milhar do resultado da soma


6+66+666+6666+66666+666666+6666666+66666666+666666666
é igual a
a) 0.
b) 6.
c) 4.
d) 8.
e) 7.

39. Seja x um número natural tal que o mínimo múltiplo comum entre x e 36 é 360, e o máximo
divisor comum entre x e 36 é 12. Então, a soma dos algarismos do número x é
a) 3
b) 5
c) 9
d) 16
e) 21

40. Se x = 23.3.11 e y = 32.5.11, determine o MMC(x, y)


a) 1.181
b) 3.960
c) 2.520
d) 2.522
e) 1.944

RESPOSTAS
1) E 2) B 3) E 4) B 5) C 6) B 7) C 8) A 9) B 10) C
11) C 12) B 13) B 14) C 15) C 16) C 17) D 18) C 19) B 20) A
21) B 22) B 23) A 24) B 25) B 26) A 27) C 28) C 29) B 30) D
31) D 32) C 33) C 34) A 35) D 36) D 37) D 38) A 39) A 40) B
PROVAS ANTERIORES
01. TJ-SP 2015 / VUNESP
Para a montagem de molduras, três barras de alumínio deverão ser cortadas em pedaços de
comprimento igual, sendo este o maior possível, de modo que não reste nenhum pedaço nas barras.
Se as barras medem 1,5 m, 2,4 m e 3 m, então o número máximo de molduras quadradas que podem
ser montadas com os pedaços obtidos é
(A) 4.
(B) 7.
(C) 3.
(D) 6.
(E) 5.

02. TJ-SP 2015 / VUNESP


Para fazer 200 unidades do produto P, uma empresa utilizou do estoque inicial (E) do insumo Q. Para
fazer mais 300 unidades do produto P, vai utilizar a quantidade que restou do insumo Q e comprar a
quantidade adicional necessária para a produção das 300 unidades, de modo que o estoque do insumo
Q seja zerado após a produção desse lote. Nessas condições, deverá ser comprada, do insumo Q, uma
quantidade que corresponde, do estoque inicial E, a
(A) 9/8
(B) 1/4
(C) 3/8
(D) 2/3
(E) 7/8

03. TJ-SP 2015 / VUNESP


Em um laboratório, há 40 frascos contendo amostras de drogas distintas. Esses frascos estão
numerados de 01 a 40, sendo que os frascos de numeração par estão posicionados na prateleira Q e os
de numeração ímpar estão posicionados na prateleira R. Sabe-se que o volume, em cm3 , de cada
amostra é igual à soma dos algarismos do número de cada frasco. Nessas condições, é correto afirmar
que a quantidade de frascos cujas amostras têm mais de 8 cm3 é
(A) maior que 13.
(B) maior na prateleira R do que na Q.
(C) maior na prateleira Q do que na R.
(D) igual em ambas as prateleiras.
(E) igual a 8.

04. TJ-SP 2015 / VUNESP


Observe a sequência de espaços identificados por letras

Cada espaço vazio deverá ser preenchido por um número inteiro e positivo, de modo que a soma dos
números de três espaços consecutivos seja sempre igual a 15. Nessas condições, no espaço
identificado pela letra g deverá ser escrito o número
(A) 6. (B) 4.
(C) 5. (D) 3.
(E) 7.

05. TJ-SP 2014 / VUNESP


Um grupo de pessoas participou da fase final de um concurso, sendo que, nesse grupo, o número de
mulheres era igual a 3/5 do número de homens. Sabe-se que, concluída a fase final, apenas 1/5 do
número de homens e 1/3 do número mulheres foram aprovados, num total de 8 pessoas. O número de
mulheres no grupo que iniciou a participação na fase final desse concurso era igual a
(A) 18. (B) 9.
(C) 12. (D) 21.
(E) 15.
06. TJ-SP 2011 / VUNESP
Na transmissão de um evento esportivo, comerciais dos produtos A, B e C, todos de uma mesma
empresa, foram veiculados durante um tempo total de 140 s, 80s e 100 s, respectivamente, com
diferentes números de inserções para cada produto. Sabe-se que a duração de cada inserção, para
todos os produtos, foi sempre a mesma, e a maior possível. Assim, o número total de comerciais dessa
empresa veiculados durante a transmissão foi igual a
(A) 32.
(B) 30.
(C) 24.
(D) 18.
(E) 16.

07. TJ-SP 2011 / VUNESP


Ao longo de um dia, um supermercado fez vários anúncios dos produtos A, B e C, todos eles com o
mesmo tempo de duração. Os tempos totais de aparição dos produtos A, B e C foram,
respectivamente, iguais a 90s, 108s e 144s. Se a duração de cada anúncio, em segundos, foi a maior
possível, então a soma do número de aparições dos três produtos, nesse dia, foi igual a
(A) 14.
(B) 15.
(C) 17.
(D) 18.
(E) 19.

08. TJ-SP 2011 / VUNESP


Em um treinamento, o piloto A deu mais voltas completas na pista de testes que seu companheiro de
equipe, o piloto B, sendo que a soma do número de voltas dadas por A e por B foi igual a 100. Se
dividirmos o número de voltas dadas por A pelo número de voltas dadas por B, o quociente será 5 e
teremos um resto igual a 10. Pode-se concluir, então, que a diferença entre o número de voltas dadas
por A e por B, nessa ordem, é igual a
(A) 85.
(B) 80.
(C) 70.
(D) 65.
(E) 60.

RESPOSTAS
01. E 02. E 03. B 04. A 05. A
06. E 07. E 08. C