Você está na página 1de 5

c) Diante do erro na fundamentação, o ato é inválido, uma vez

ATOS ADMINISTRATIVOS que, pela teoria dos motivos determinantes, a validade do ato
está ligada aos motivos indicados como seu fundamento.
01. Ao realizar uma auditoria interna, certa entidade d) A despeito do erro na fundamentação, o ato é válido, pois
administrativa federal, no exercício da autotutela, a autorização pleiteada é ato vinculado, não tendo a
verificou a existência de um ato administrativo portador associação de moradores demonstrado o preenchimento dos
de vício insanável, que produz efeitos favoráveis para a requisitos.
sociedade Tudo beleza S/A, a qual estava de boa fé. O ato
foi praticado em 10 de fevereiro de 2012. Em razão disso, 04. Manoel da Silva é comerciante, proprietário de uma
em 17 de setembro de 2016, a entidade instaurou padaria e confeitaria de grande movimento na cidade
processo administrativo, que, após o exercício da ampla ABCD. A fim de oferecer ao público um serviço
defesa e do contraditório, culminou na anulação do ato diferenciado, Manoel formulou pedido administrativo de
em 05 de junho de 2017. autorização de uso de bem público (calçada), para a
Com relação ao transcurso do tempo na mencionada colocação de mesas e cadeiras. Com a autorização
situação hipotética, assinale a afirmativa correta. concedida pelo Município, Manoel comprou mobiliário de
alto padrão para colocá-lo na calçada, em frente ao seu
a) Não há decadência do direito de anular o ato eivado de estabelecimento. Uma semana depois, entretanto, a
vício, considerando que o processo que resultou na Prefeitura revogou a autorização, sem apresentar
invalidação foi instaurado dentro do prazo de 5 (cinco) anos. fundamentação.
b) Consumou-se o prazo prescricional de 5 (cinco) anos para A respeito do ato da prefeitura, que revogou a
o exercício do poder de polícia por parte da Administração autorização, assinale a afirmativa correta.
Pública federal. a) Por se tratar de ato administrativo discricionário, a
c) O transcurso do tempo não surte efeitos no caso em autorização e sua revogação não podem ser investigadas na
questão, considerando que a Administração pode anular seus via judicial.
atos viciados a qualquer tempo. b) A despeito de se tratar de ato administrativo discricionário,
d) Consumou-se a decadência para o exercício da autotutela, é admissível o controle judicial do ato.
pois, entre a prática do ato e a anulação, transcorreram mais c) A autorização de uso de bem público é ato vinculado, de
de 5 (cinco) anos. modo que, uma vez preenchidos os pressupostos, não
poderia ser negado ao particular o direito ao seu uso, por meio
02. A pretexto de regulamentar a Lei nº 8.987/1995, que da revogação do ato.
dispõe sobre a concessão e a permissão de serviços d) A autorização de uso de bem público é ato discricionário,
públicos, o Presidente da República editou o Decreto mas, uma vez deferido o uso ao particular, passa-se a estar
XYZ, que estabelece diversas hipóteses de gratuidade diante de ato vinculado, que não admite revogação.
para os serviços de transporte de passageiros.
A respeito da possibilidade de controle do Decreto XYZ, 05. O Estado X concedeu a Fulano autorização para a
expedido pelo chefe do Poder Executivo, assinale a prática de determinada atividade. Posteriormente, é
afirmativa correta. editada lei vedando a realização daquela atividade. Diante
a) Como ato de natureza essencialmente política, o Decreto do exposto, e considerando as formas de extinção dos
XYZ não está sujeito a qualquer forma de controle. atos administrativos, assinale a afirmativa correta.
b) Como ato discricionário, o Decreto XYZ não está sujeito a a) Deve ser declarada a nulidade do ato em questão.
qualquer forma de controle. b) Deve ser declarada a caducidade do ato em questão.
c) Como ato normativo infralegal, o Decreto XYZ está sujeito c) O ato em questão deve ser cassado.
apenas ao controle pelo Poder Judiciário. d) O ato em questão deve ser revogado.
d) Como ato normativo infralegal, o Decreto XYZ sujeita-se ao
controle judicial e ao controle legislativo.
06.Acerca das modalidades de extinção dos atos
03. A associação de moradores do Município F solicitou administrativos, assinale a alternativa correta.
ao Poder Público municipal autorização para o a)A renúncia configura modalidade de extinção por meio
fechamento da “rua de trás”, por uma noite, para a da qual são extintos os efeitos do ato por motivo de
realização de uma festa junina aberta ao público. O interesse público.
Município, entretanto, negou o pedido, ao fundamento de b)A cassação configura modalidade de extinção em que a
que aquela rua seria utilizada para sediar o encontro retirada do ato decorre de razões de oportunidade e
anual dos produtores de abóbora, a ser realizado no conveniência.
mesmo dia. c)A revogação configura modalidade de extinção que
Considerando que tal fundamentação não está correta, ocorre quando a retirada do ato se dá por ter sido
pois, antes da negativa do pedido da associação de praticado em contrariedade com a lei.
moradores, o encontro dos produtores de abóbora havia d)A caducidade configura modalidade de extinção em que
sido transferido para o mês seguinte, conforme ocorre a retirada do ato por ter sobrevindo norma jurídica
publicado na imprensa oficial, assinale a afirmativa que tornou inadmissível situação antes permitida pelo direito
correta. e outorgada pelo ato precedente.
a) Mesmo diante do erro na fundamentação, o ato é válido,
pois a autorização pleiteada é ato discricionário da
Administração.
b) Independentemente do erro na fundamentação, o ato é
1

inválido, pois a autorização pleiteada é ato vinculado, não


Página

podendo a Administração indeferi-lo.

www.PORTALAPROVANDO.com.br
07. A revogação representa uma das formas de extinção obediência indispensável pela sua natureza, pelo interesse
de um ato administrativo. Quanto a esse instituto, é público que as inspira ou por menção expressa da lei.
correto afirmar que e) A anulação de ato administrativo ocorre por questões de
a) pode se dar tanto em relação a atos viciados de ilegalidade conveniência e produz efeitos retroativos à data em que o ato
ou não, desde que praticados dentro de uma competência foi emitido.
discricionária.
b) produz efeitos retroativos, retirando o ato do mundo, de 12. Assinale a opção correta a respeito dos atos
forma a nunca ter existido. administrativos.
c) apenas pode se dar em relação aos atos válidos, praticados a) A competência administrativa pode ser transferida e
dentro de uma competência discricionária, produzindo efeitos prorrogada pela vontade dos interessados.
ex nunc. b) A alteração da finalidade expressa na norma legal ou
d) pode se dar em relação aos atos vinculados ou implícita no ordenamento da administração caracteriza desvio
discricionários, produzindo ora efeito ex tunc, ora efeito ex de poder que dá causa à invalidação do ato.
nunc. c) O princípio da presunção de legitimidade do ato
administrativo impede que haja a transferência do ônus da
08. De acordo com a classificação dos atos prova de sua invalidade para quem a invoca.
administrativos, constitui ato de gestão d) O ato administrativo típico é uma manifestação volitiva do
a) a apreensão de bens. administrado frente ao poder público.
b) o negócio contratual. e) O motivo constitui requisito dispensável na formação do ato
c) o decreto de regulamentação. administrativo.
d) o embargo de obra.
13. São atos administrativos ordinatórios, entre outros,
09. Após o término de estágio probatório, a a) os Decretos, os Despachos, os Regimentos e as
administração reprovou servidor público e editou ato de Resoluções.
exoneração, no qual declarou que esta se dera por b) os Despachos, os Avisos, as Portarias e as Ordens de
inassiduidade. Posteriormente, o servidor demonstrou Serviço.
que nunca havia faltado ao serviço ou se atrasado para c) os Decretos, as Instruções, os Provimentos e os
nele chegar. Regimentos.
Nessa situação hipotética, o ato administrativo de d) as Instruções, as Deliberações, as Portarias e os
exoneração é Regulamentos.
a) nulo por ausência de finalidade. e) os Regulamentos, as Instruções, os Regimentos e as
b) anulável por ausência de objeto. Deliberações.
c) anulável por ausência de forma.
d) anulável por ausência de motivação. 14. Considere a revogação e anulação do Ato
e) nulo por ausência de motivo. Administrativo, analise as afirmações a seguir e assinale
a alternativa correta.
10. Quanto aos requisitos do ato administrativo,
responda a alternativa correta. I A revogação tem por objeto atos válidos e exequíveis.
a) A forma é elemento vinculado do ato administrativo, ll A anulação decorre da ilegalidade do ato
decorrente do princípio da solenidade, podendo ser administrativo.
exteriorizado de forma escrita, que é a regra, por sinal III Certidões, atestados ou informações prestadas por
luminoso e mesmo por sons e gestos. agente público são passíveis de revogação.
b) A lei deverá determinado a forma de exteriorização do ato, IV Não podem ser revogados os atos vinculados.
podendo prever mais de uma forma, sendo que a ausência de a) Todas as afirmações estão corretas.
forma do ato administrativo importa na sua ineficácia, embora b) Apenas II e IV estão corretas.
seja perfeito ou existente e válido. c) Apenas I, II e III estão corretas.
c) A forma é elemento essencial ao ato, uma vez sendo d) Apenas III e IV estão corretas.
desrespeitada a forma prescrita em lei o ato é inexistente. e) Apenas I, II e IV estão corretas.
d) A forma do ato administrativo decorre do princípio da
liberdade das formas, trazido do direito civil. 15. O ato administrativo
e) A forma é elemento não essencial ao ato administrativo, a) pode ser revogado com fundamento em razões de
sendo o seu vício sempre insanável. conveniência e oportunidade, desde que observados os
efeitos ex tunc dessa extinção do ato.
11. A respeito da invalidação, anulação e revogação de b) tem na presunção de legitimidade a autorização para
atos administrativos, assinale a opção correta. imediata execução e permanece em vigor até prova em
a) Atos administrativos, por serem discricionários, somente contrário.
podem ser anulados pela própria administração pública. c) é revogável pelo Poder Judiciário que é apto a fazer o
b) A administração, em razão de conveniência, poderá controle de legalidade, sem ingressar em seu mérito
revogar ato administrativo próprio não eivado de qualquer administrativo.
ilegalidade, o que produzirá efeitos ex nunc. d) de Secretário de Segurança Pública que determina
c) O ato administrativo viciado pela falta de manifestação de remoção ex officio do Delegado de Polícia, sem motivação,
vontade do administrado deverá ser anulado, não podendo não se sujeita ao controle de juridicidade por conter alta carga
essa ilegalidade ser sanada por posterior manifestação de de discricionariedade em seu teor.
vontade do interessado. e) tem como requisitos a presunção de legitimidade, a
2

d) São anuláveis e passíveis de convalidação os atos que autoexecutoriedade, a imperatividade e a exigibilidade.


Página

violem regras fundamentais atinentes à manifestação de


vontade, ao motivo, à finalidade ou à forma, havidas como de

www.PORTALAPROVANDO.com.br
16. A concessão de licença é ato vinculado, haja vista que 03. Em relação à improbidade administrativa, assinale a
a administração pública estará obrigada à prática do ato opção correta.
quando forem preenchidos os requisitos pelo particular. a) A ação de improbidade administrativa apresenta prazo de
Todavia, caso o agente público, no cumprimento do ato, proposição decenal, qualquer que seja a tipicidade do ilícito
verifique que ação contrária ao dispositivo legal atenderá praticado pelo agente público.
com maior efetividade ao interesse público, poderá agir b) Se servidor público estável for condenado em ação de
de forma distinta da que prevê a lei, prestando a devida improbidade administrativa por uso de maquinário da
justificativa. administração em seu sítio particular, poderá ser-lhe aplicada
pena de suspensão dos direitos políticos por período de cinco
17. A concessão de licença-maternidade à servidora a oito anos.
gestante é ato administrativo vinculado. c) O particular que praticar ato que enseje desvio de verbas
públicas, sozinho ou em conluio com agente público,
18. A presunção de legitimidade e veracidade dos atos responderá, nos termos da Lei de Improbidade
administrativos é tida como um de seus Administrativa, desde que tenha obtido alguma vantagem
a) atributos. b) efeitos. pessoal.
c) elementos. d) requisitos de eficácia. d) Enriquecimento ilícito configura ato de improbidade
e) requisitos de validade. administrativa se o autor auferir vantagem patrimonial
indevida em razão do cargo, mandato, função, emprego ou
19. Com relação ao ato administrativo, julgue o item que atividade, mesmo que de forma culposa.
se segue. e) Caso um servidor público federal estável, de forma
deliberada, sem justificativa e reiterada, deixar de praticar ato
A concessão de autorização para porte de arma consiste de ofício, poderá ser-lhe aplicada multa civil de até cem vezes
em ato discricionário e precário da administração, o valor da sua remuneração, conforme a gravidade do fato.
podendo ser revogada a qualquer momento.
04. Acerca do tema improbidade administrativa,
20. Quanto à formação e aos efeitos do ato especificamente quanto à declaração de bens, é correto
administrativo, afirmar que:
a) a eficácia é a situação jurídica gerada pelo ato a) a declaração abrangerá os bens e valores patrimoniais dos
administrativo editado com juridicidade. filhos e de outras pessoas que vivam sob a dependência
b) a presunção de legitimidade do ato administrativo é econômica do declarante.
absoluta. b) o agente público que se recusar a prestar declaração dos
c) o motivo resulta das razões de fato ou de direito que bens será punido com a pena de exoneração ou suspensão.
conduziram à edição do ato administrativo. c) o declarante não poderá entregar cópia declaração anual
d) a exequibilidade e a eficácia do ato administrativo possuem de bens apresentada à Delegacia da Receita Federal.
o mesmo significado. d) a declaração compreenderá imóveis, móveis, semoventes,
dinheiro, títulos, ações, e qualquer outra espécie de bens e
valores patrimoniais, localizado no país ou no exterior, e,
IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA quando for o caso, abrangerá os bens e valores patrimoniais
do cônjuge, salvo se casado no regime de separação de
01. De acordo com a Lei nº 8.429/1992, os atos de bens.
improbidade praticados contra o patrimônio de entidade, e) a declaração de bens deverá ser feita apenas em dois
para cujo custeio o erário haja concorrido ou concorra momentos, na data da posse, e na data em que o agente
com menos de cinquenta por cento do patrimônio ou da público deixar o exercício do mandato, cargo, emprego ou
receita anual, função.
a) estão sujeitos apenas à penalidade de natureza
patrimonial, limitada à repercussão do ilícito sobre a 05. À luz da Lei de Improbidade Administrativa — Lei n.º
contribuição dos cofres públicos. 8.429/1992 —, assinale a opção correta acerca de
b) não estão sujeitos às penalidades da Lei de Improbidade enriquecimento ilícito em exercício de mandato, cargo,
Administrativa. emprego ou função na administração pública direta,
c) estão sujeitos às penalidades da Lei de Improbidade indireta ou fundacional.
Administrativa, sem limites quanto à sanção patrimonial. a) Perda da função pública e suspensão dos direitos políticos
d) estão sujeitos às penalidades da Lei de Improbidade constituem sanções e podem ser aplicadas imediatamente
Administrativa, exceto à de conteúdo patrimonial. quando houver indício suficiente do ato de improbidade e da
e) estão sujeitos às penalidades da Lei de Improbidade autoria.
Administrativa, limitada, porém, a sanção patrimonial à b) A aplicação da referida lei restringe-se a servidores
repercussão do ilícito sobre a contribuição dos cofres públicos que pratiquem atos de improbidade administrativa.
públicos. c) Caso ocorra o falecimento do agente causador da lesão ao
patrimônio público, os seus sucessores serão responsáveis
02. Se uma pessoa, maior e capaz, representar contra um pelo ressarcimento integral ao erário, mesmo que o valor a
delegado de polícia por ato de improbidade sabendo que ser ressarcido ultrapasse o valor da herança.
ele é inocente, a sua conduta poderá ser considerada, d) Aquele que praticar ato de improbidade administrativa que
conforme o disposto na Lei n.º 8.429/1992, importe enriquecimento ilícito não poderá receber qualquer
a) crime, estando essa pessoa sujeita a detenção e multa. incentivo fiscal ou creditício, o que se estende à pessoa
b) ilícito administrativo, por atipicidade penal da conduta. jurídica à qual pertença como sócio majoritário.
3

c) contravenção penal. e) Os atos de improbidade administrativa classificam-se


Página

d) crime, estando essa pessoa sujeita apenas a multa. somente em duas categorias: atos que atentam contra os
e) crime, estando essa pessoa sujeita a reclusão e multa.

www.PORTALAPROVANDO.com.br
princípios da administração pública; e atos que provocam 09. Assinale a opção correta com referência a
prejuízo ao erário. improbidade administrativa e à Lei de Improbidade
Administrativa (Lei n.° 8.429/1992).
06. Com base na legislação aplicada aos atos de a) A aplicação administrativa da pena de demissão prevista
improbidade administrativa, assinale o item correto. em lei reguladora de carreira pública exige que se aguarde o
a) As entidades cuja criação ou custeio erário haja concorrido trânsito em julgado da ação de improbidade administrativa.
ou concorra com menos de cinquenta por cento do patrimônio b) Os atos de improbidade descritos no art. 11 da Lei n.°
ou da receita anual, também gozam da proteção da lei de 8.429'1992 não exigem a presença do dolo para sua
improbidade administrativa, não se limitando, nestes casos, a configuração.
sanção patrimonial à repercussão do ilícito sobre a c) Os atos de improbidade descritos no art. 11 da Lei n.°
contribuição dos cofres públicos. 8.429'1992, para sua configuração, exigem a demonstração
b) A lei de improbidade administrativa dispensa a participação da ocorrência de dano para a administração pública ou
do Ministério Público nas ações de improbidade, primando enriquecimento ilícito do agente.
pela celeridade processual e pela eficiência. d) A punição administrativa do servidor faltoso impede a
c) Os atos que atentem contra o patrimônio de empresas aplicação das penas previstas na Lei de Improbidade
privadas podem caracterizar atos de improbidade Administrativa (Lei n.° 8.429/1992).
administrativa, desde que estas entidades recebam e) O atentado à vida e à liberdade individual de particulares,
subvenção, benefício ou incentivo, fiscal ou creditício, por se praticado por agentes públicos armados, pode configurar
parte da administração pública. improbidade administrativa.
d) Será punido com a pena de suspensão, sem prejuízo de
outras sanções cabíveis, o agente público que se recusar a 10. Constitui ato de improbidade administrativa,
prestar declaração dos bens, dentro do prazo determinado, importando enriquecimento ilícito, auferir qualquer tipo
ou que a prestar falsa. de vantagem patrimonial indevida em razão do exercício
e) Os sucessores daqueles que causarem lesão ao de cargo, mandato, função, emprego ou atividade, nas
patrimônio público ou enriquecem ilicitamente não estão entidades mencionadas na Lei no 8.429/1992, sujeitando
sujeitos às cominações da lei de improbidade administrativa, o infrator, além do pagamento de multa civil, a
já que o texto constitucional é claro ao determinar que a pena a) perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao
não passe da pessoa do condenado. patrimônio, ressarcimento integral do dano, quando houver,
perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de
07. De conformidade com a Lei nº 8.429/1992, receber, 5 a 8 anos e proibição de contratar com o Poder Público ou
para si ou para outrem, dinheiro, bem móvel ou imóvel, receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta
ou qualquer outra vantagem econômica, direta ou ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica
indireta, a título de comissão, percentagem, gratificação da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 2 anos.
ou presente de quem tenha interesse, direto ou indireto, b) perda dos bens e valores acrescidos ilegalmente ao
que possa ser atingido ou amparado por ação ou patrimônio, da função pública, suspensão dos direitos
omissão decorrente das atribuições do agente público políticos de 3 a 5 anos e proibição de contratar com o Poder
caracteriza Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou
a) ato de improbidade administrativa que importa creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio
enriquecimento ilícito. de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo
b) infração administrativa, mas não ato de improbidade de 3 anos.
administrativa. c) perda da função pública, suspensão dos direitos políticos
c) ato de improbidade administrativa que causa prejuízo ao de 4 a 8 oito anos e proibição de contratar com o Poder
erário. Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou
d) crime de improbidade administrativa. creditícios, pelo prazo de 5 anos.
e) ato de improbidade administrativa que atenta contra os d) perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao
princípios da Administração Pública. patrimônio, ressarcimento integral do dano, quando houver,
perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de
08. Foi veiculada na mídia a notícia de que um assessor 8 a 10 anos e proibição de contratar com o Poder Público ou
parlamentar fora preso por desvio de dinheiro público. receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta
Com base na lei de improbidade administrativa, é correto ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica
afirmar que: da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 10 anos.
a) os atos de improbidade administrativa que violam os e) perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao seu
princípios da administração previstos na lei de improbidade patrimônio, ressarcimento integral do dano, quando houver,
administrativa são taxativos, podendo ser cometidos de forma perda da função pública e suspensão dos direitos políticos de
dolosa ou culposa. 2 a 8 anos.
b) conforme a doutrina majoritária, as sanções que o assessor
parlamentar com base na lei de improbidade administrativa 11. O Policial Civil que recebe vantagem econômica de
são de natureza civil. qualquer natureza, direta ou indireta, para tolerar a
c) o delito de improbidade administrativa, previsto na Lei n° exploração ou a prática de jogos de azar, de lenocínio, de
8.429, é sempre de natureza comissiva, nunca omissiva. narcotráfico, de contrabando, de usura ou de qualquer
d) dentre as diversas penas previstas por lei, encontra-se a outra atividade ilícita, cometerá um
indisponibilidade dos bens do assessor, afastamento deste e a) ato de improbidade administrativa e estará sujeito à perda
o bloqueio de suas contas, além de outras que o juízo da função pública, nos termos da Lei que regula as sanções
considerar conveniente. aplicáveis aos agentes públicos nos casos de
4

e) tal prisão decorreu da aplicação direta da Lei n° 8.429, já enriquecimento.


Página

que ela é uma lei que prevê punições de caráter penal, civil e
administrativa.

www.PORTALAPROVANDO.com.br
b) crime, porém não estará sujeito ao sancionamento da Lei dolosa ou culposa, que enseje perda patrimonial, desvio,
que regula as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens
casos de enriquecimento. públicos, notadamente o ato que frustrar a licitude de
c) ato de improbidade administrativa que atenta contra os processo licitatório ou dispensá-lo indevidamente.
princípios da administração, previsto na Lei que regula as Com base nessa situação hipotética, julgue os itens que se
sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de seguem.
enriquecimento. Caso o MP também ajuíze ação penal contra o servidor, pelo
d) simples ato de imoralidade administrativa, porém não mesmo fato, a ação de improbidade ficará sobrestada até a
estará sujeito ao sancionamento da Lei que regula as prolação da sentença penal a fim de se evitar bis in idem.
sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de
enriquecimento. 16. Um servidor público federal dispensou licitação fora
e) ato de improbidade administrativa que causa prejuízo ao das hipóteses previstas em lei, o que motivou o MP a
erário, previsto na Lei que regula as sanções aplicáveis aos ajuizar ação de improbidade administrativa, imputando
agentes públicos nos casos de enriquecimento. ao servidor a conduta prevista no art. 10, inc. VIII, da Lei
n.º 8.429/1993, segundo o qual constitui ato de
12. Considerando as diretrizes trazidas pela Lei 8.429/92, improbidade administrativa qualquer ação ou omissão,
que dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes dolosa ou culposa, que enseje perda patrimonial, desvio,
públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens
de mandato, cargo, emprego ou função na administração públicos, notadamente o ato que frustrar a licitude de
pública direta, indireta ou fundacional, é correto afirmar, processo licitatório ou dispensá-lo indevidamente.
exceto: Com base nessa situação hipotética, julgue os itens que
a) A perda da função pública e a suspensão dos direitos se seguem.
políticos só se efetivam com o trânsito em julgado da Na hipótese de sentença condenatória, o juiz poderá, de
sentença condenatória. acordo com a gravidade do fato, aplicar ao servidor pena
b) Aquele que, mesmo não sendo agente público, concorrer de multa e deixar de aplicar-lhe a suspensão de direitos
ou se beneficiar da prática ilícita contra a Administração políticos, ambas previstas em lei.
Pública, estará sujeito às sanções previstas na Lei de
Improbidade Administrativa. 17. O servidor público que revelar fato ou circunstância
c) A rejeição, pela autoridade administrativa, de que tenha ciência em razão das suas atribuições, e que
representação apresentada pelo particular, destinada a deva permanecer em segredo, comete ato de
apurar a prática de ato de improbidade administrativa, não improbidade administrativa.
impede a representação ao Ministério Público.
d) Para que se enquadre o agente público na Lei de 18. Considere que um agente de polícia tenha utilizado
Improbidade é necessário que haja dolo, culpa e prejuízo ao uma caminhonete da polícia civil para transportar sacos
ente público, caracterizado pela ação ou omissão do de cimento para uma construção particular. Nesse caso,
administrador público. o agente cometeu ato de improbidade administrativa que
e) Constitui ato de improbidade administrativa que causa importa em enriquecimento ilícito.
lesão ao erário deixar de prestar contas quando esteja
obrigado a fazê-lo. 19. Um agente público que, agindo de forma culposa,
gere lesão ao patrimônio público, estará obrigado a
13. De acordo com a Lei n.o 8.429/92, a ação de ressarcir integralmente o dano causado.
improbidade, em caso de enriquecimento ilícito,
a) seguirá o rito ordinário e será proposta pelo Ministério
Público ou pela pessoa jurídica interessada. 20. As cominações legais previstas na Lei de
b) deve ser proposta no prazo de 45 dias da efetivação da Improbidade Administrativa (Lei n. 8.429/92) alcançam
medida cautelar de sequestro. a) os agentes políticos apenas, pois os servidores somente
c) deve ser proposta no prazo de 60 dias da efetivação da se submetem às sanções previstas na legislação estatutária.
medida cautelar de sequestro. b) o terceiro que lesou o patrimônio público, ainda que sem a
d) seguirá o rito sumário e será proposta exclusivamente pelo concorrência de agente público para o ato danoso.
Ministério Público. c) o sucessor do causador do dano ao patrimônio público até
e) seguirá o rito ordinário e será proposta exclusivamente pelo o limite da herança.
Ministério Público. d) o agente político, até 8 (oito) anos após o término do
mandato.
14. Acerca do regime jurídico dos servidores públicos,
julgue o item subsecutivo.
O conceito de agente público para a aplicação da Lei de
Improbidade Administrativa abrange aqueles que
exerçam, sem remuneração, função no âmbito da PCDF.

15. Um servidor público federal dispensou licitação fora


das hipóteses previstas em lei, o que motivou o MP a
ajuizar ação de improbidade administrativa, imputando
5

ao servidor a conduta prevista no art. 10, inc. VIII, da Lei


Página

n.º 8.429/1993, segundo o qual constitui ato de


improbidade administrativa qualquer ação ou omissão,

www.PORTALAPROVANDO.com.br