Você está na página 1de 7

Prova DP Online Cinemá ca dos Sólidos – NP 1 e NP 2

Questões Sorteadas no 1º semestre de 2016

NP 1

1 – Uma pequena roda de esmeril está presa ao eixo de um motor cuja velocidade nominal é 1200 rpm. Quando se liga o motor,
o conjunto alcança a velocidade de regime após 10s. Quando se desliga o motor, o sistema leva 50 segundos até parar. Qual a
aceleração no momento de movimento retardado?

F = 1200/60 =20 hz
ω= 2 π . f = 125,66 rad/s
Até alcançar velocidade nominal
a = = = 12,56 rad/s

Até parar, após 50 segundos.

a= = = 2,51 rad/s²

2 – A haste ABCD ilustrada, gira apoiada em duas ar culações esféricas em A e D, no sen do horário, quando a mesma é
observado do ponto de vista da ar culação A. A velocidade angular da barra, no instante considerado, é igual a 15 rad/s e diminui
de forma constante a razão de 5 rad/s²; vetor aceleração do ponto B, em m/s², é aproximadamente:

SEM RESPOSTA / ALTERNATIVAS

3 – O rotor de um motor elétrico encontra-se inicialmente em repouso. Sabe-se que, 10 minutos após o motor ser ligado, o rotor
executou 1600 voltas completas. Admita que se trate de movimento uniformemente variado. A velocidade angular do rotor, em
15 minutos após o motor ter sido ligado, vale aproximadamente, em rad/s:
V0 = 0
t1 = 10 minutos
θ = deslocamento angular total
θ = 1600
θ=
1600 = a . 10² / 2
1600 = 50a
a = 1600/50 = 32 rpm . 15 = 480 rpm

N = 480/60 = 8 Hz
W = 2. π. 8 hz = 50,26 rad/s

4 – O rotor de um motor elétrico encontra-se inicialmente em repouso. Sabe-se que, 10 minutos após o motor ser ligado, o rotor
executou 1800 voltas completas. Admita que se trate de movimento uniformemente variado. A velocidade angular do rotor, 18
minutos após o motor ter sido ligado, vale aproximadamente, em rad/s.

V0 = 0
t1 = 10 minutos
θ = deslocamento angular total
θ = 1800
θ=
1800 = a . 50
A = 1800/50 = 36 rpm . 18 = 648 rpm

N = 648 / 60 = 10,8 hz
W = 2. π . 10,8 hz = 67,85 rad/s

NP 2

1 – As engrenagens ilustradas A e B tem respec vamente raios 0,32 m e 0,24 m. A engrenagem A tem eixo fixo e gira no sen do
horário com velocidade angular ωA = 16 rad/s. A haste AB, gira no sen do horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A
velocidade no ponto B, em m/s, é aproximadamente:

A) 13,0
B) 7,3
C) 16,0
D) 9,0
E) 75,3

2 – Três engrenagens D, E e F, estão conectadas conforme ilustrado. A engrenagem D é fixa. A barra ABC gira com velocidade
angular ωAB = 30 rad/s, no sen do horário. As dimensões indicadas estão em m. Para o instante ilustrado, a velocidade do ponto
da engrenagem F, que faz contato com a engrenagem E, em m/s, é aproximadamente: (3.24 UNIP)
ωE = -7,67.k rad/s
ωF = 32,50.k rad/s
V = -41,28. j/ m/s
a = -961,04 m/s²

A) 961,0
B) 32,5
C) 41,3
D) 71,7
E) 10,0

3 – No instante ilustrado, a barra AB gira com velocidade angular ωAB = 7 rad/s, no sen do horário, e aceleração angular nula. O
cursor C tem seus movimentos limitados por haste fixa. Para o instante ilustrado, a aceleração do ponto B, em m/s², é
aproximadamente:

A) 0,1
B) 0,7
C) 7,0
D) 4,9
E) 44,0

4 – As engrenagens ilustradas A e B tem respec vamente raios RA = 0,32 m e RB = 0,24 m. A engrenagem A é fixa (imóvel). A
haste AB, gira no sen do horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A velocidade do ponto da engrenagem B, que faz
contato com a engrenagem A, em m/s, é aproximadamente:
A) 30
B) 13
C) 9
D) 6
E) zero

5- As barras AB, BC e CD, são ar culadas entre si, conforme ilustrado. A barra AB, tem velocidade angular constante ωAB = 3
rad/s, no sen do horário. Para o instante ilustrado, encontre a velocidade angular da barra CD, em rad/s.

R : ωBC = 1,35 rad/s ωCD = 2,7 rad/s

6 - As engrenagens ilustradas A e B tem respec vamente raios RA = 0,32 m e RB = 0,24 m. A engrenagem A tem eixo fixo e gira no
sen do horário com velocidade angular wA constante. A haste AB, gira no sen do horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s.
A engrenagem B não gira em torno de si mesma, ou seja, apresenta-se em translação. A aceleração do ponto de contato entre as
engrenagens, e que pertence à engrenagem B, em m/s2, é aproximadamente:

A) 7,3
B) 13,0
C) 22,8
D) 94,6
E) 165,6

7 - No instante ilustrado, a barra AB gira com velocidade angular ωAB = 7 rad/s, no sen do horário, e aceleração angular nula. O
cursor C tem seus movimentos limitados por haste fixa. Para o instante ilustrado, a aceleração do ponto C, em m/s², é
aproximadamente:
A) 0,1
B) 0,7
C) 7,0
D) 4,9 (ERRADA)
E) 44,0

8 - As engrenagens ilustradas A e B tem respec vamente raios 0,32 m e 0,24 m. A engrenagem A tem eixo fixo e gira no sen do
horário com velocidade angular ωA = 16 rad/s. A haste AB, gira no sen do horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A
velocidade angular da engrenagem B, em rad/s, é aproximadamente:

ωAB = 13 rad/s
AB = R1 + R2 = 0,56
Vb = 13*0,56 = 7,28 m/s
Vp=16*0,32 = 5,12 m/s
Vp = 5,12 = ωB . d ωB = =
Vb = 7,28 = ωB*(0,24+d) ωB = 9,00 rad/s
ωB = 5,12 / d
ωB = 7,28 / 0,24 + d
5,12 * (0,24+d) = 7,28d
1,229 + 5,12 * d = 7,28*d
1,229 = 2,160*d
d = 0,569 m

A) 13,0
B) 7,3
C) 16,0
D) 9,0
E) 75,3

9 – As barras AB, BC e CD, são ar culadas entre si conforme ilustrado. A barra AB gira com velocidade angular constante ωAB = 6
rad/s, no sen do horário. Para o instante ilustrado, a velocidade angular da barra BC, em rad/s, é aproximadamente:

A) 6,0
B) 1,8
C) 9,0
D) 7,5
E) 1,0
10 – Um automóvel apresenta rodas traseiras com diâmetro 0,75m, e tem movimento acelerado com aceleração a = 6,5 m/s². No
instante ilustrado, a velocidade do auto é v = 140 km/h. Sabendo-se que não ocorre escorregamento entre o pneu e o piso, a
velocidade do ponto A, em km/h, é aproximadamente:
Vc = 140 / 3,6 = 38,89 m/s
R = 0,75 / 2 = 0,375 m
Vc = ω * 0,375
38,89 = ω * 0,375
ω = 103,71 rad/s
Va = 103,71 * 0,75
Va = 77,78 m/s = 280 km/h
BCIR = RAIZ (0,375² + 0,375²) =0,530 m
Vb = 103,71 * 0,53 = 55 m/s = 198 km/h

A) 140
B) 198
C) 187
D) 120
E) 280

11) No arranjo ilustrado, o disco AB gira com velocidade angular constante ωab = 9 rad/s, no sen do horário. O cursor C tem
seus movimentos limitados por haste fixa. A velocidade do cursor C, em m/s, é aproximadamente:

A) 5,29
B) 0,90
C) 0,82
D) 8,10
E) 2,55
SEM RESPOSTA

12) As barras AB, BC e CD, são ar culadas entre si, conforme ilustrado. A barra AB, tem velocidade angular constante ω = 3 rad/s,
no sen do horário. Para o instante ilustrado, a velocidade angular da barra BC, em rad/s, é aproximadamente:

ωBC = 1,35 rad/s

A) 1,8
B) 1,2
C) 2,7
D) 1,4 (N É CERTEZA)
E) 2,0
13) Três engrenagens D, E e F, estão conectadas conforme ilustrado. A engrenagem F não gira sobre si mesma. A barra ABC gira
com velocidade angular ωABC = 30 rad/s, no sen do horário. As dimensões estão indicadas em m. Para o instante ilustrado, a
velocidade angular da engrenagem D, em rad/s, é aproximadamente: (3.25 UNIP)
Velocidade angular da engrenagem D. ωD = -49,97.k
Velocidade angular da engrenagem E. ωE = -15,62.k rad/s
Velocidade ponto de contato entre F e E v = 35,04. J m/s
Aceleração entre E e F a = -1051,20 .i m/s

A) 15,6
B) 50,0
C ) 35,0
D ) 1051,0
E ) 975,0

14) As engrenagens ilustradas A e B tem respec vamente raios RA = 0,32 m e RB = 0,24 m. A engrenagem A é fixa (imóvel). A
haste AB, gira no sen do horário com velocidade angular ωAB = 13 rad/s. A aceleração do ponto B, que faz contato com a
engrenagem A, em m/s², é aproximadamente:

A) 126
B) 169
C) 900
D) zero
E) 52

15) As barras ilustradas AB, BC e CD, são ar culadas entre si. A barra AB gira no sen do horário com velocidade angular ωAB = 15
rad/s. A velocidade angular da barra CD, em rad/s, é aproximadamente:

A) 3,6
B) 15,0
C) 19,8
D) 3,8
E) 7,4