Você está na página 1de 10

PROGRAMA FORMAÇÃO PELA ESCOLA

Cristinan Piauilino Quirino

CONTROLE SOCIAL NA EXECUÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL


DE ALIMENTAÇÃO PNAE NAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE ...

... – PI
2017
PROGRAMA FORMAÇÃO PELA ESCOLA

Cristinan Piauilino Quirino

CONTROLE SOCIAL NA EXECUÇÃO DO PROGRAMA NACIONAL


DE ALIMENTAÇÃO PNAE NAS ESCOLAS DO MUNICÍPIO DE ...

Trabalho final de conclusão do Curso de Controle Social


no âmbitodo Programa Formação pela Escola.

... – PI
2017
RESUMO

Este trabalho tem como objetivo mostrar a realidade das Escolas Públicas, a linha
de pesquisa foi direcionada nas Unidades Escolares: ..., localizadas no município de
..., onde estamos atuando como Técnico Administrativo Financeiro. O Programa
PNAE (Programa Nacional de Alimentação na Escola) que garante a alimentação
escolar dos alunos matriculados em escolas públicas, tem sido um fator de interesse
geral pela comunidade escolar, pois é um dos problemas que mais é questionado
tanto pelos discentes, pais, comunidade e conselho escolar, devido às dificuldades
de recursos a gestão tem passado por muita recessão, na elaboração do cardápio
alimentar.

Palavras chave: Escolas Públicas; Programa PNAE; Alimentação Escolar.


SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO...............................................................................................04

2. ANÁLISE DOS DADOS................................................................................. 05

3. PROPOSTA DE SOLUÇÃO………………………....................…………….... 08

4. REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS………………………………………….... 09
4

Introdução

O controle social é um direito do cidadão brasileiro, conquistado na


Constituição Federal de 1988, que permite a participação da sociedade no
acompanhamento e verificação da gestão dos recursos empregados nas políticas
públicas, avaliando objetivos, processos e resultados. É a descentralização do
Estado motivando grupos de pessoas a solucionar problemas sociais, tendo este
amparo legal e constitucional, ou seja, é a participação social e verificação da gestão
dos recursos empregados nas políticas públicas como: FUNDEB, PNATE, PLI,
PNAE E PDDE.O controle social só torna-se possível quando os cidadãos e cidadãs
deixam de ser espectadores para assumir a sua participação social, ou seja, quando
se tornam atuantes na sociedade, capazes de orientar e fiscalizar as ações do
Estado.
O Controle Social é um instrumento democrático no qual há a participação
dos cidadãos no exercício do poder colocando a vontade social como fator de
avaliação para a criação e metas a serem alcançadas no âmbito de algumas
políticas públicas, ou seja, é a participação do Estado e da sociedade conjuntamente
em que o eixo central é o compartilhamento de responsabilidades com o intuito de
tornar mais eficazes alguns programas.
A forma de participação do Controle Social pode ser individual ou
coletivamente. Os conselhos gestores de políticas públicas são canais efetivos de
participação que permitem estabelecer uma sociedade na qual a cidadania é
exercida na prática.
A importância dos conselhos está no seu papel de fortalecimento da
participação democrática da população na formulação e implementação de políticas
públicas. São instrumentos de Controle Social as Ações Populares; Conselhos;
Gestão participativa; Sindicatos; Tribunais de Contas; Ministério Público; Poder
Legislativo e outros.
As ideias de participação e controle social estão intimamente
relacionadas, por meio da participação na gestão pública, os cidadãos podem
intervir na tomada da decisão administrativa, orientando a Administração para que
adote medidas que realmente atendam ao interesse público e, ao mesmo tempo,
podem exercer controle sobre a ação do Estado e do Gestor Público.
5

ANÁLISE DOS DADOS

No trabalho e atuação que estamos desempenhando, como técnica


administrativa, podemos ver de perto algumas dificuldades encontradas nas
Instituições de ensino na cidade de ..., como baixo recurso que hoje é recebido do
PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) que tem dentre seus
objetivos contribuir para a superação do baixo rendimento e na redução da evasão
escolar, garantindo por meio da transferência de recursos financeiros, a alimentação
escolar dos alunos de toda a educação básica (educação infantil, ensino
fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos) matriculados em
escolas públicas. O programa deve ser acompanhado e fiscalizado diretamente pela
sociedade, por meio dos Conselhos de Alimentação Escolar (CAEs), pelo FNDE,
pelo Tribunal de Contas da União (TCU), pela Secretaria Federal de Controle Interno
(SFCI) e pelo Ministério Público.
O valor per capita é a quantia estipulada pelo governo federal, por aluno,
para custear a merenda escolar. Atualmente é de R$ 0,36 para alunos matriculados
em escolas públicas com modalidades de Ensino Fundamental, Ensino Médio e
Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para cada aluno participante do Programa
Mais Educação, o valor é de R$ 0,71 para o lanche e de R$ 0,93 para o almoço. O
número de dias de atendimento, a ser considerado nos cálculos, é de 200 dias
letivos por ano sendo repassados em 10 parcelas. Atuamos nas Unidades
Escolares: ... e ..., localizadas no município de ... . Na escola ... atua com as
modalidades de ensino fundamental e EJA, já escola Joaquim Parente, tem o ensino
fundamental, ensino médio e a Agrotec - Escola Tecnológica Agropecuária.
O PNAE é um programa muito importante, porém o valor destinado a per
capita acaba sendo inferior ao preço dos alimentos o que dificulta na hora de
oferecer uma merenda de qualidade, pois o valor por aluno é mínimo, dessa forma
fica complicado para o gestor da escola oferecer um cardápio de acordo com o
pretendido. Os alunos têm que ter uma alimentação escolar de qualidade, pois
muitos deles não têm uma alimentação adequada em casa. Esse programa ajuda
muito na complementação alimentar deles.
6

O programa PNAE disponibiliza além da merenda regular, outros repasse


para programas de ensino, como: o Programa Novo Mais Educação, que visa
melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no ensino
fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes.
Esse programa não é ofertado em todas as escolas, apenas em escolas escolhidas
pela Secretaria de Educação de cada estado. A alimentação fornecida para esse
programa é o lanche que tem a per capita por aluno no valor de R$ 0,71 e almoço
com per capita de R$ 0,93. O repasse para esse programa é federal e estadual.
Além desses programas com repasses do governo federal, o governo
estadual faz repasse para mais dois programas, o Mais Saber com valor per capita
de R$ 0,30 para 12 dias e o programa Canal Educação/Pré-Enem com valor de R$
0,60 para 8 dias. A outra modalidade de ensino é Agrotec - Escola Tecnológica
Agropecuária com repasses tanto estadual como federal, com valor per capita de R$
3,63 (professor/aluno) para 15 dias letivos.
Na Unidade Escolar ... com as modalidades de ensino Fundamental e
Educação para Jovens e Adultos recebe repasses para o PNAE Regular, merenda
regular e para Programa Novo Mais Educação. A Unidade Escolar Joaquim Parente
é atendida com o PNAE Regular, merenda regular, com o Programa Novo Mais
Educação e com Canal Educação/Pré-Enem.
Trabalhando com recurso mínimo e tentando oferecer uma alimentação
balanceada, e variada durante os dias letivos semanais, tem sido um verdadeiro
malabarismo por parte da gestão escolar. Trabalhar com praticamente um valor
irrisório per capita por aluno, e mesmo ainda consegue manter o planejamento
destinado pelos nutricionistas, que elaboram toda tabela semanal de alimentação.
Para entendermos melhor como é aplicado os repasse para a merenda,
conversamos com alguns membros do conselho. Eles relatam que o repasse nunca
atrasam, mas que mesmo assim é insuficiente para uma alimentação mais
adequada para os alunos. Os alunos precisam de uma boa alimentação para que
tenham um bom aprendizado.
Sabemos que o valor de R$ 0,36 por aluno é muito pouco para que ele
tenha uma boa alimentação de qualidade. Todos os dias o aluno tem o lanche
garantido, mas muitas vezes não é de qualidade. É onde a presença do conselho é
muito importante, pois com sua atuação o monitoramento dos repasses e dos gastos
7

sejam feitos de forma adequada. O conselho é de suma importância para o controle


do lanche escolar e tem que ter sua participação frequente.
Uma outra questão que dificulta a alimentação de qualidade para os
alunos é o cumprimento da Lei 11.947, de 16 de junho de 2009 do FNDE, que trata
sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na
Escola aos alunos da educação básica. O problema maior é que no município de ... ,
os agricultores que foram convidados a participar da Chamada Pública para a
aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar e do empreendedor familiar
rural, não se fizeram presentes e não entregaram a documentação exigida, devido
às exigências para a regulamentação dos produtos. Sendo assim, alimentos como
as verduras, legumes, frutas e grãos são comprados em supermercados, o que
torna os produtos mais caros, o que poderia ser uma economia e mais qualidade a
alimentação, se torna mais custoso.
No artigo 14 da Lei 11.947, de 16 de junho de 2009 do FNDE, diz que do
total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no
mínimo 30% (trinta por cento) deverão ser utilizados na aquisição de gêneros
alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou
de suas organizações, priorizando-se os assentamentos da reforma agrária, as
comunidades tradicionais indígenas e comunidades quilombolas. (BRASIL. Lei
11.947, 2009 art. 14)
8

PROPOSTA DE SOLUÇÃO

Depois de analisarmos os dados e conversarmos com alguns membros


do conselho, vimos que alguns pontos sobre a aplicação dos repasses PNAE para a
merenda tem que ser revistos. As escolas onde atuamos são localizadas na cidade
de ... , no sul do estado do Piauí. Apesar de ser uma cidade de pequeno porte,
temos bons supermercados para a compra de produtos que compõe o cardápio da
alimentação escolar. O que mais nos deixa a desejar são os itens da agricultura
familiar, pois devido aos critérios de qualidade do FNDE fica difícil encontrar um ou
mais agricultores para fornecer os itens. Tomando isso como base propomos duas
possíveis soluções para esses problemas.
A primeira solução que propomos é em relação ao valor do repasse do
PNAE seria um aumento no valor do valor per capita por aluno para os 20 dias
letivos mês. A proposta seria o aumento para R$ 0,50 per capita por aluno, esse
valor ainda não é o adequado, mas seria possível uma melhoria na alimentação para
a merenda regular.
A segunda solução seria para os alimentos provenientes da agricultura
familiar, que por mais que seja exigida uma serie de critérios para regularizar os
agricultores, como o governo federal disponibiliza serviços de Assistência Técnica e
Extensão Rural (Ater) para qualificar o produtor em relação aos critérios exigidos
para esse tipo de comercialização, esse serviço deveria seraplicado aqui na cidade
para melhor capacitação dos agricultores ou diminuir os critérios que são exigidos.
Com isso, eles poderia fornecer produtos de qualidade para as escolas, aumentar
sua renda e o mais importante, as escolas teriam produtos de qualidade e por um
preço menor.
9

REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS

BRASIL.Diretrizes Voluntárias. Em apoio à realização progressiva do direito à


alimentação adequada no contexto da segurança alimentar nacional. Disponível
em: <http://www.planalto.gov.br/consea/static/documentos/Outros/diretrizesvol
untarias.pdf>. Acessado em: 22 de agosto de 2017
_____. Lei11.947, de 16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da
alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da
educação básica. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-
2010/2009/lei/l11947.htm>. Acessado em: 24 de agosto de 2017.
_____.Merenda escolar utiliza cada vez mais produtos da agricultura familiar.
Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/governo/2013/07/merenda-escolar-utiliza-
cada-vez-mais-produtos-da-agricultura-familiar>. Acessado em: 24 de agosto de
2017.
PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar. Disponível
em:<http://www.fnde.gov.br/index.php/programas/pnae>. Acessado em: 22 de
agosto de 2017.
Programa Novo Mais Educação. Disponível em:
<http://portal.mec.gov.br/programa-mais-educacao>. Acessado em: 22 de agosto de
2017.
PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar. Disponível
em:<http://www.fnde.gov.br/index.php/programas/pnae>. Acessado em: 22 de
agosto de 2017.