Você está na página 1de 4

APRENDIZAGEM

Conteúdo:
I- Comportamento reflexo: O reflexo na Fisiologia, medidas e leis do reflexo;
Condicionamento pavloviano, relações temporais no condicionamento e
Representação paradigmática; Influências da filogenia e da ontogenia no reflexo
simples e no reflexo condicionado (respondente); Sobreposição de Operantes e
Respondentes.
II- Comportamento Operante: Conceitos de classe de respostas, Reforço e
Contingência; Principais medidas e Representação paradigmática. Reforço positivo e
reforço negativo, punição positiva e punição negativa. Extinção no operante e no
respondente;
III- Esquema simples de reforço: Intervalo Fixo, Razão Fixa, Intervalo Variável e Razão
Variável, Múltiplos e Mistos, Reforço diferencial de alta e de baixa freqüência.
IV- Controle aversivo: punição; fuga e esquiva. V- Controle de estímulos: Discriminação
e Generalização; Reforçadores condicionados (secundários), Discriminação simultânea
sucessiva; Atenção, Discriminação simples, Discriminação condicional.

Referências sugeridas:
a) Millenson JR (1975). Princípios de análise do comportamento. Coordenada, Brasília;
b) Catania, C. A. - Aprendizagem, Comportamento, Linguagem e Cognição- Edt ArTMed,
Porto Alegre, 2000;
c) Baldwin, J.D. e Baldwin, JJ. - Behavior Principles of everyday life, Univ California,
Santa Barbara, 1986. A referencia C e mais alguns textos traduzidos e artigos de
revistas podem ser encontrados no Lab. de Nutrição, Desenvolvimento e
Comportamento.

Questões de prova:

1) Defina discriminação e generalização e comente a importância desses estudos para a


experimentação com animais.
2) Defina e dê exemplos de fuga, esquiva ativa e passiva e comente a importância
desses estudos para a experimentação com animais.
3) Descreva esquiva sinalizada e não sinalizada (Sidman).
4) Qual é a distinção entre o choro respondente e operante?
5) Conceitue reflexo forte, reflexo fraco, limiar, latência, reforçamento negativo.
6) Faça o paradigma de esquiva e discriminação. Constratar com o condicionamento
clássico.
7)Relacionar colunas.

2002
1) Correlacionar colunas.
2) Fornecer paradigmas e conceitos a partir de exemplos fornecidos na prova que se
tratavam de comportamentos Respondentes, Operantes, Sobreposição e
Discriminação.
3) Descrever e conceituar os tipos de esquiva.
4) Desenhar gráfico que ilustre a extinção de um comportamento.
5) Identificar o tipo de comportamento através de um gráfico fornecido na prova.

Junho de 2004
1) Correlacionar colunas.
2) Questão de Verdadeiro ou Falso.
3) Fornecer paradigmas e conceitos de Respondentes (relação de magnitude e
intensidade) e Operantes.
4) Desenhar gráfico que ilustre a extinção de um comportamento.
5) Identificar o tipo de comportamento através de um gráfico fornecido na prova.
6) Identificar a partir de um gráfico qual é o tipo de esquiva e explicá-la.

Dezembro de 2004
1) Explicar e dar exemplos de esquiva passiva e ativa.
2) Falar sobre aspectos temporais e.... que estão relacionados com esquiva ativa
sinalizada e não sinalizada.
3) V ou F
4) Fazer paradigmas de condicionamento respondente e discriminação operante,
correlaciona-los e exemplificar.
5) Conceituar Discriminação Condicional, Sucessiva, Simultânea, Comparada com o
modelo.

Junho de 2005
1) V ou F.
2) Comparar paradigmas do condicionamento pavloviano e do fortalecimento
operante, citando exemplos.
3) Escolher entre dois textos sobre situações cotidianas e identificar elementos de:
reflexo, condicionamento pavloviano, fortalecimento operante positivo e negativo e
sobreposição operante-respondente.
4) Explicar e dar exemplos de fuga, esquiva ativa e esquiva passiva.
5) Definir esquiva sinalizada e esquiva de Sidman. Escrever paradigmas com arranjos
temporais.

Dezembro de 2005
1) Definir fuga, esquiva sinalizada e de Sidman. Dar exemplos.
2) Desenhar diagramas representantes dos dois tipos de esquiva. Explicar por que
pode-se afirmar que na esquiva sinalizada também há fuga do sinal.
3) ...
4) Questão envolvendo paradigmas do procedimento pavloviano e da discriminação
operante. Argumentar por que a discriminação não pode ser confundida com
eliciação. Explicar por que o condicionamento de respostas não é o
estabelecimento de novos reflexos.
Diferenciar o choro do bebê em respondente e operante. Dar possíveis causas se o
choro for respondente e possíveis conseqüências se o choro for operante. Propor
procedimentos para descobrir se o choro é respondente ou operante.

Dezembro de 2006
1.1. falar sobre fading in e fading out.
1.2. definir fuga e esquiva (ativa/passiva, sinalizada e ñ-sinalizada). Faça o
paradigma que descreva a esquiva sinalizada e a esquiva não sinalizada (ou de
Sidman). Explique porque na esquiva x pode acontecer fuga
1.3. Enumerar as colunas referentes aos conceitos: Reforço positivo, negativo,
extinção, etc...
1.4. Uma mulher estava passando roupa na sala . Um homem chega com descuido
tropeça, cai, encosta no ferro sente algo automaticamente e retira a mão. O
homem critica o descuido da mulher por ter deixado o ferro ligado. Logo
depois a mulher vai até o ferro e percebe que ele não estava ligado.
 Comente os comportamentos respondentes e operantes da história acima
 Cite as frases em que há comportamento operante e respondente
1.5. Definir todos os tipos de discriminação:a discriminação sucessiva, simultânea,
condicional e condicional com modelo

Junho de 2007
1. Idem questão 2.4
2. Comentar punição, fuga e esquiva ativa e passiva e qual a importância para o
estudo do comp. animal?
3. Falar sobre generalização e discriminação e sua importância no estudo do
comportamento animal.
4. Choro operante e respondente
5. Testes confusos sobre operante respondente, punição, reforçamento positivo e
negativo

Dezembro de 2008

Questão 1.
1. Paradigma respondente e exemplo.
2. Paradigma discriminativo operante e exemplo.
3. Dois argumentos para não confundir o estímulo respondente e o discriminativo
operante. Como o conceito de intensidade-magnitude pode ajudar a resolver
isso.
Questão 2.
1. Choro do bebê respondente. Qual a causa e como associar lei da intensidade e
magnitude
2. Choro do bebê operante. Qual a causa.
3. Como diferenciar choro operante do respondente. Usando extinção e outro
estímulo respondente.
Questão 3.
1. Definição de fuga e esquiva, para assinalar a correta.
Questão 4.
1. Referente a fuga e esquiva.

Questão 5.

Questão 6.
1. Associar colunas. Definição de conceitos. Extinção, latência, magnitude, reflexo
forte, punição positiva,...