Você está na página 1de 4

Curriculo, o que é? espaço/ relação de poder/ trajetória/ discurso/ identidade/ modo e forma de fazer.

Qual seu objetivo? planejar cientificamente as atividades pedagógicas e controlá-las visando metas, padrões pré-definidos.

TEORIAS DO CURRÍCULO
Tradicional Crítica Pós-Crítica
Características Características Características

* Centra-se na essência do intelecto, no * A sociedade é dividida em classes antagônicas, * Movimento intelectual que proclama que
conhecimento; homem constituído por uma uma luta que se trava nas relações de produção, estamos vivendo uma nova época histórica = pós-
essência imutável que são relações de exploração modernidade
* Ensino de caráter verbalista, autoritário e * Discute que a educação é um instrumento de * Não representa uma teoria coerente, unificada,
inibidor da participação do aluno discriminação social, na medida que reforça e mas um conjunto variado de perspectivas,
* Behaviorismo, comportamentalismo, ambien- legitima a marginalização cultural escolar abrangendo uma diversidade de campos políticos,
talismo * Escola cumpre seu papel no processo de estéticos, epistemológicos
* Busca-se a eficiência, eficácia, qualidade, reprodução do capitalismo * Estão intimamente ligadas ao tipo de sociedade
racionalidade, produtividade na escola, que deve - Rede Primário Profissional = destinada aos que se desenvolveu nos séculos seguintes
funcionar como uma empresa trabalhadores * Com Lacan e Freud , o sujeito é fundamental-
* Não há preocupação com os processos de - Rede Secundário Superior = destinada à mente fragmentado e não é o centro das ações
aprendizagem, mas com o resultado e produto burguesia sociais.
desejado * Põe em evidência o comprometimento da * Privilegia a mestiçagem, o hibridismo, de
Autores:Herbart/ Skinner/ Gagné/ Cosete Ramos educação com os interesses da classe dominante culturas e estilos de vida
* Contraposição ao empiricismo e ao * Ideia de “mudança de paradigmas”
pragmatismo das teorias tradicionais * Crítica aos padrões considerados “rígidos” da
* Crítica à razão iluminista e racionalidade modernidade
técnica, à escola como reprodutora da hegemonia * Rompimento à lógica, positivista, tecnocrática e
dominante e das desigualdades sociais. racionalista.
(Michael Apple) * Tentativa de dar voz aos subalternos excluídos
* Educação como via de emancipação humana e
transformação das bases sociais. de uma sistema totalizante e padronizado
* Superação das verdades absolutas
Autores: Foucault, Derrida, Lyotard, Deleuze,
Cheryholmes, Guattari, Lacan
Escola Escola Escola

* Realizar a preparação moral e intelectual dos * Espaço socializador dos conhecimentos e * A educação tal como conhecemos hoje, é um
indivíduos para assumirem seu lugar na saberes universais; local de articulação entre o idéia moderna, seu objetivo consiste em
sociedade de trabalho (e de consumo). ato político e o ato pedagógico transmitir o conhecimento científico, em formar
Preocupação com aprendizagem, notas, um ser humano supostamente racional e
mensuração. autônomo, em moldar o cidadão da moderna
* Escola funciona como modeladora do compor- democracia representativa
tamento humano

Conteúdo Conteúdo Conteúdo

* Conhecimentos verdadeiros acumulados pela * Conteúdos culturais universais que são incor- * Enfatizam a indeterminação, a incerteza no
sociedade. porados pela humanidade frente à realidade conhecimento os significados são culturais e
* Informações ordenadas de forma lógica e psi- social socialmente produzidos, envoltos em relações de
cológica poder
* * questionamento de significados“transcedentais”
ligados à religião, política, ciência… buscando
onde, quando, por quem foram inventados
* em um viés pós-estruturalista, o currículo
passou a considerar a ideia de que não existe um
conhecimento único e verdadeiro, sendo esse uma
questão de perspectiva histórica, ou seja, que se
transforma nos diferentes tempos e lugares
* O conhecimento ocorre na relação entre o
sujeito e o objeto e através dela. Sozinho, o
sujeito, por maiores que sejam suas
potencialidades hereditários, nada é. Da mesma
maneira, o objeto, não tem como manifestar suas
características. Na interação, ambos são ativos e
têm partes indispensáveis.
Avaliação Avaliação Avaliação

* Aspectos quantitativos, memorização, produti- * Meio de obter informações sobre o * As práticas pedagógicas nessa teoria são
vidade. O aluno deve reproduzir na íntegra o que desenvolvimento da prática pedagógica, para a aquelas que permitem que a escola, o professor, o
foi ensinado reformulação /intervenção dessa prática e dos aluno, a comunidade e outros envolvidos no
* Valorização dos aspectos cognitivos, processos de aprendizagem processo educativo apreendam e sistematizem os
quantitativos com ênfase na memorização ênfase * Prática emancipadora com função diagnóstica, conhecimentos juntos, numa relação de
na produtividade do/da aluno/a permanente e contínua construção e interação.
* Verificação dos resultados através de testes * Pressupõe tomada de decisão * Essa perspectiva dá mais importância a
orais e escritos, provas, trabalhos de casa, testes * O aluno toma conhecimento dos resultados de aprendizagem em grupo do que aos conteúdos
objetivos sua aprendizagem e organiza-se para as separados, entendendo que a idéia de conhe-
* O aluno deve reproduzir na íntegra o que foi mudanças necessárias cimento não está no simples fato investigativo
ensinado diretamente ligada aos objetivos por meio de concepções aprendidas mas sim, nas
estabelecidos interações e descobertas relacionadas às exigên-
* Ocorre no final do processo com o objetivo de cias da vida social.
constatar se ao/as alunos/as atingiram os
comportamentos desejados
* Prática pouco fundamentada, apego exagerado
aos livros didáticos

Professor-Aluno Professor-Aluno Professor-Aluno

PROFESSOR: centro do saber, relação autori- * Relação interativa, ambos são sujeitos ativos * Relação interativa, ambos são sujeitos ativos na
tária, técnica e disciplina. na caminhada da aprendizagem. Aluno é partici- caminhada da aprendizagem. Aluno é partici-
ALUNO: tábula rasa, passivo pante ativo. pante ativo.
* Professor é autoridade competente que
direciona o processo pedagógico; interfere e cria
condições de conhecimneto necessários à
apropriação do conhecimento
* Aluno é participante ativo da aprendizagem,
professor é mediador entre o saber e o aluno
Conceito de Currículo Conceito de Currículo Conceito de Currículo

* Curriculo uma divisão em disciplinas * Currículo oculto = crítica à reprodução não * Não toma a realidade tal como ela é e sim como
* Regras e normas escolares expressa no currículo oficial, mas manifestada o que os discursos sobre elas dizem como ela
* Currículo neutro tendo como principal foco pelas relações sociais na e da escola deveria ser: representações
garantir que a escola funcionasse como uma * Currículo como conjunto das atividades * A realidade não pode ser concebida fora dos
fábrica nucleares da escola – recuperação da especifici- processos linguisticos de significação e relações
* Resultados e objetivos que se desejava obter dade da função social da escola e do papel do de poder
(curriculo), os métodos para o conseguir conteúdo historicamente sistematizado e cons- *Primazia do discurso sobre a realidade explicada
(ensino), e as formas de mensuração precisas do truído pelo conjunto da humanidade em sua concretude.
trabalho realizado (avaliação) * Currículo multiculturalista.
* Escolarização em massa * Superação de verdades totalizantes e
“absolutas”, “democratização cultural”
volatilidade de discursos , diversidades culturais
* Importantes implicações curriculares, pois as
atuais noções de educação , pedagogia, currículo,
têm suas bases na modernidade e nas idéias
modernas.
* O currículo existente é linear, sequencial,
estático; sua epistemologia é realista e objetivista;
é disciplinar e fragmentado, rigidamente separado
entre o conhecimento científico e o conhecimento
do cotidiano
* Segue fielmente as grandes narrativas das
ciências, tomadas como verdades.

Você também pode gostar