Você está na página 1de 3

Aluno: Logan Souza Nogueira

1º Ano – Curso Técnico

QUESTIONÁRIO

25/04/2018

1) O que significa folclore? R: Folclore é um termo que deriva de “folk” (povo) e “lore” (sabedoria), e foi empregado pela primeira vez pelo arqueólogo inglês William John Thoms, em 1846.

2) O que são parlendas? R: Parlendas são versos (geralmente com temática infantil) que são recitados em brincadeiras e jogos. Um exemplo:

“Um, dois, feijão com arroz Três, quatro, feijão no prato Cinco, seis, chegou minha vez Sete, oito, comer biscoito Nove, dez, comer pastéis”

3) Quem foi Chico Rei? R: Chico Rei (nascido Alfai), foi um personagem de Minas Gerais. Foi um rei no Congo, que foi derrotado e feito de escravo junto de sua família e sua tribo. Foram vendidos e trazidos para o Brasil, para a então província de Minas Gerais. Foi convertido ao catolicismo, e aí passou a se chamar Francisco. Aos poucos, foi conseguindo prestígio e certa liderança entre os companheiros, e ganhou reputação ao assumir culpa em um roubo que não tinha praticado, de modo a impedir que seu filho ou qualquer companheiro fosse punido.

Com isso, foi tendo condições de trabalhar e comprar a liberdade de seu filho, dos seus companheiros de tribo e dele mesmo. Juntos, compraram uma das mais ricas minas de ouro, e também construíram a Igreja de Santa Efigênia, em Ouro Preto (na época, Vila Rica).

Diz-se que essa é a origem do Congado, como uma forma de devoção à Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia, o que ocorria no dia 6 de janeiro.

4) Quais os dois únicos jogos genuinamente brasileiros? R: Os jogos genuinamente brasileiros são: a Peteca e o Jogo da Onça (um jogo de estratégia similar ao Xadrez).

5) Comente sobre:

a) Mitologia;

A mitologia do Sudeste ainda preserva muito dos mitos e lendas trazidos pelos

colonizadores e ainda tem uma mistura com elementos indígenas.

Já o Nordeste, possui uma mitologia mais misturada, combinando elementos

Indígenas e Europeus (vindo tanto de Portugal quando dos “invasores” - França, Holanda, etc…)

b)

Lendário;

O

lendário do Sudeste é um dos mais ricos do Brasil, devido a sua diversidade

étnico-cultural e seu desenvolvimento. Alguns exemplos: o linguado, a Senhora da Glória, o Gigante de Pedra e o próprio São Sebastião são alguns elementos de lendas comuns à região.

indígenas

conhecidas na Amazônia. Alguns exemplos: Corpo Santo e a Origem do Algodão.

O lendário

Nordestino

é

amplo,

e

repete

também

muitas

lendas

c)

Personagens;

O Nordeste é rico em personagens que povoam o imaginário popular brasileiro.

Alguns exemplos: Antônio Conselheiro, beatos, cangaceiros, e o maior deles: Lampião. Já no Sudeste, temos como exemplos o caiçara, o caboclo, o tropeiro e os bandeirantes.

d) Culinária;

A culinária do Sudeste varia muito de um estado para o outro. Alguns pontos em

comum são o uso da banana e da mandioca, presentes em muitos pratos.

A culinária Nordestina também não difere muito com relação à variedades em

estados.

e) Religiosidade;

O Sudeste é uma região marcada por forte religiosidade popular e muitas crendices

(fortemente cristãs). Um exemplo disso seriam as procissões que ocorrem na Semana Santa em Minas Gerais. No Sudeste também, diz-se que nasceu a Umbanda.

O Nordeste também apresenta fortes raízes religiosas cristãs. Um exemplo seria as

romarias à Juazeiro do Norte. É do Nordeste que surge o Candomblé no Brasil.

f) Medicina Popular;

Na região Sudeste, a medicina popular é quase uniforme. Sempre tem crenças em curandeiros, raizeiros e até benzedeiros. Ervas medicinais são sempre usadas.

Já na região Nordeste, a medicina popular é fortemente misturada com crenças em

rezas-fortes, feitiços dos brancos, orações, axés e receitas da raça negra.

g) Crendices;

A região Nordeste apresenta várias crendices que ainda perduram até hoje. Alguns

costumes, como por exemplo colocar uma carranca na proa de uma navegação para navegar o Rio São Francisco, para espantar o caboclo d’água. Também se tem muita

crença nas chamadas “Rezas Bravas”, orações para “fechar o corpo” (expressão usada para evitar que a pessoa seja molestada de alguma forma).

Já no Sudeste, crendices fazem parte das raízes do povo, de forma que algumas

ainda são praticadas até hoje. Como por exemplo, se a orelha arde ou queima, é porque alguém fala mal da gente, ou se deve evitar ficar próximo a espelhos em noites de tempestade, para que não atraiam raios.

h)

Linguagem;

O

sudeste possui uma variedade de linguagens entre os seus estados, que variam

em forma de expressões e até mesmo sotaques. Minas Gerais, por exemplo, tem sotaques e expressões que variam muito de uma região à outra do estado (apesar de o “uai”, se

manter em grande parte), misturando a chamada língua caipira com a catrumana “norte de Minas”. Um outro exemplo seria o sotaque carioca, ímpar na região.

O Nordeste aparenta ter uma linguagem própria, mais uniforme da região. Tem sua

poesia ou literatura bem representada na forma de cordéis e emboladas.

i)

Artesanato;

O

artesanato na região Nordeste é um dos mais ricos do Brasil. Vale dizer das

roupas de vaqueiros, e as rendas nordestinas, que inclusive são exportadas. Tem também uma riqueza na parte de cerâmica de barro. Já o artesanato da região Sudeste é caracterizado também por uma forte diversidade. Vale dizer de suas imagens, como os “paulistinhas”, ou imagens de madeira (o que ocasionou a origem da expressão “santo do pau oco”), do uso de pedra-sabão tanto para imagens quanto para panelas ou itens supersticiosos. Os violões, violas e rabecas também são ótimos exemplos de artesanato do Sudeste.

6) O que são folguedos? R: Folguedos são festas de caráter popular, que envolvem músicas, danças e representações teatrais. A grande parte é de raízes religiosas e incorporam diversos elementos de nossa cultura (portuguesa, indígena, africana…). Alguns exemplos são: Folia de Reis, Congado, Cavalhadas, Bumba-Meu-Boi

7) Fale sobre as danças e o cancioneiro. R: Na região Sudeste existe uma variedade de danças. Um exemplo mais óbvio que se pode dizer é o Samba, de origem africana. Também de origem africana temos o Jongo. Temos também o cateretê (em alguns lugares chamado de Catira), dança de São Gonçalo, e quadrilhas (de origem Inglesa e Francesa). É também do Sudeste que saem alguns dos mais conhecidos exemplos do cancioneiro, como o samba (Rio de Janeiro) e cantigas sertanejas (São Paulo). Também temos o canto dos pescadores (Espírito Santo), as Serestas e o Coreto (Minas Gerais). Já no Nordeste, temos como exemplos de dança o Coco, Baião, Bambelô, e o já conhecido Frevo. Alguns exemplos de cancioneiro são os cantos de Jangadeiros e de Cangaceiros.

8) Comente sobre: Dodô e Osmar, Elomar Figueira Mello e Chico Science. R: Dodô e Osmar foram uma dupla de músicos formada por Adolfo Antônio do Nascimento (Dodô) e por Osmar Álvares Macedo, e à eles é atribuída a invenção do trio elétrico e da​​guitarra baiana (inicialmente chamada de pau elétrico). Elomar Figueira Mello é um compositor baiano, nascido em Vitória da Conquista. Grande parte de seus textos musicais e obras são escritos em linguagem “sertaneza” (figura de linguagem atribuída por ele). Tendo um estilo próprio de tocar violão, muitas vezes alterando a afinação do instrumento, Elomar criou fama entre o universo violeiro. Francisco de Assis França Caldas Brandão, mais conhecido por Chico Science, foi um cantor e compositor brasileiro e um dos principais colaboradores do movimento manguebeat nos anos 90. Líder da banda “Chico Science & Nação Zumbi”, foi incluso em 2008, pela revista Rolling Stone na Lista dos Cem Maiores Artistas da Música Brasileira, onde ocupou o 16º lugar.