Você está na página 1de 9

RELATÓRIO

DIODOS EM SERÍE

PELO

NOME : JUVINAL DOS REIS SOARES

NRE : 20160305088

SEMESTRE : V/ A

DEPARTAMENTO ENSINO DA FÍSICA

FACULDADE EDUCAÇÃO ARTES E HUMANIDADES

UNIVERSIDADE NACIOAL TIMOR LOROSA’E

(U N T L)

2018
EXPERIMENTO V

DIODOS EM SÉRIE

I. Objetivo
 Aprender sobre o funcionamento e uso de equipamentos usados em laboratórios didáticos
de ensino (fontes de tensão, resistores, multímetros (nas funções de amperímetro,
ohmímetro e voltímetro)).
 Aprender como se fazem ligações em série de resistores e fazer determinação
experimental da resistência equivalente.

Conhece o derrapagem e operaçãp de diodos sua aplicação como indicador de luz

II. Fundamentos teoricos


Conceitos Básicos

De acordo com Wendling. 2011. O diodo semiconductor é um componente que pode


comportar-se como condutor ou isolante elétrico, dependendo da forma como a tensão é aplicada
aos seus terminais. Essa característica permite que o diodo semicondutor possa ser utilizado em
diversas aplicações, como, por exemplo, na transformação de corrente alternada em corrente
contínua.

Diodos são componentes eletonicos confeccionados com materiais semiconutores,


destinads a permitirem a passagem da corrente em um único sentido, sendo conhecido como
chaves eletronicas,devido essa peculariadade são elementos como polos negativos e positivos,
definidos. O fluxo de corrente occore quando esta diretamente polarizados do polo positivo ao
polo negativo.

Por possuirem essa caracteristicas singular é possivel utilizar os diodos como retificadores de
sinal,transformando corrent alternada em corrente continua pulsante

Formação do Diodo: Junção PN

Um diodo semiconductor é formado a partir da junção entre um semiconductor tipo p e um


semicondutor tipo n:

Formação do Diodo: Junção PN


Logo após a formação da junção pn, alguns elétrons livres se difundem do semicondutor tipo n
para o semicondutor tipo p. O mesmo processo ocorre com algumas lacunas existentes no
semicondutor tipo p que difundem para o semicondutor tipo n.

Formação do Diodo: Junção PN

Conforme ilustrado abaixo, as cargas produzidas nas proximidades da junção são cargas fixas à
rede cristalina. Essa região de cargas próxima à junção é denominada região de cargas
descobertas ou região de depleção.

Aspecto e Representação do Diodo

O diodo semicondutor é representado em diagramas de circuitos eletrônicos pelo símbolo


ilustrado abaixo. O terminal da seta representa o material p, denominado de anodo do diodo,
enquanto o terminal da barra representa o material n, denominado de catodo do diodo.

Aspecto e Representação do Diodo

A identificação dos terminais do componente real pode aparecer na forma de um símbolo


impresso sobre o corpo do componente ou ainda o catodo do diodo pode ser identificado através
de um anel impresso na superfície do componente:
Polarização Direta Polarização direta é uma condição que ocorre quando o lado p é submetido a
um potencial positivo relativo ao lado n do diodo. Nessa situação, o polo positivo da fonte repele
as lacunas do material p em direção ao polo negativo, enquanto os elétrons livres do lado n são
repelidos do polo negativo em direção ao polo positivo.

Polarização Inversa A polarização inversa de um diodo ocorre quando o lado n fica submetido a
um potencial positivo relativo ao lado p do componente. Nessa situação, os polos da fonte
externa atraem os portadores livres majoritários em cada lado da junção; ou seja, elétrons do lado
n e lacunas do lado p são afastados das proximidades da junção

III. Material e esquema da prática

a.)Lista dos materiais uilizados

 Pilha (1.5 v)
 Ficha de ligação da pilha
 Conectores (Molas de ligação)
 Resistencias
 Fio de ligação
 Diodo(Leds)
 Interruptor
 Caixa de eletrônicas
b.) Lista dos equipamentos e instrumentos .

c.) Desenhos com esquemas


IV. Procedimento
1. Preparar todos os materiais em cima da mesa.

2. Deita a banca de povas para colocar as molas de ligação

3. Colocar as molas de ligação através do numero que está na banca de provas

4. Coloca a laminas de contacto na banca


5. Coloca também o potênciometro
6. Coloca a pilha 9v na banca de provas
7. Ordena as ligações de fios (1-3.4-56,57-7,8-54,55-9,10-2)
8. Colocar as resistencias de 360Ω nas respetivas molas de 56 e 57
9. Coloca o diodo (led) no ponto 7 e 8 e nos pontos 9 e 10
10. Ligamos o interuptor geral. (o que é que acontece) os dois diodos aceder-se
simultaneamente.
O esquema vai ser assim

V. Resultado e discuções
Quando coloca todos os componentess através da orientação que tem o resultado do diodos será
acender quando ligam com interuptor em serie.

VI. Conclusões
Através desta pratica conclui que quando ligamos o interruptor faz contacto bem, o diodos vai
ser acender.Mas se não vai acontecer contrariamente em possivel.

VII. Bibliografia
 Creder, H. 2007 . Instalações elétricas. 15a ed. revista e atualizada. Rio de Janeiro: LTC.

 Ramalho, F. et al. 1978.Os fundamentos da física. Vol. 3. a ed. Sao Paulo: Moderna.
EXPERIMENTO VI

DIODO EM PARALELO

1.) Objetivo.
2.) Fundamento teorico.

Procedimento

1. Preparar todos os materiais em cima da mesa.

2. Deita a banca de povas para para colocar as molas de ligação

3. Colocar as molas de ligação através do numero que está na banca de provas

4. Coloca a laminas de contacto na banca (IP e IG)


5. Coloca também o potênciometro
6. Coloca a pilha 9v na banca de provas
7. Ordena as ligações de fios (1-56.57-7,8-3,4-2,56-54,55-9,10-5,6-2)
8. Colocar as resistencias de 360Ω nas respetivas molas de 56- 57 e 54-55
9. Coloca o diodo (led) no ponto 7-8 e 9-10
10. Depois de montagens feitas ligando o interuptos estabalecendo ligação da corrente da
pilha

O esquema vai ser assim


Resultado e discuções

Quando ordena tudo todos os fios de ligação e o diodo tambem coloca tudo e quando nos
ligamos com o unico interuptos ex.IP/IG, O diodos acende se independentemente, mas os
dois podem acende ao mesmo tempo mas em contrario a sua foca de luz,significa um
deles acende se mas fraco

Conclusões

Atraves desta pratica conclui que quando ligamos o interuptor faz contacto bem o diodos
vai ser aceder.

Nesse experiment explica que em paralelo os diodos são independents.

Bibliografia

 Creder, H. , 2007 . Instalações elétricas. 15a ed. revista e atualizada. Rio de Janeiro:

LTC.

 Ramalho, F. et al. 1978.Os fundamentos da física. Vol. 3. a ed. Sao Paulo: Moderna