Você está na página 1de 1

Amante Ideal

Não vamos falar em promessas,

Qualquer coisa que nos impeça

De sermos coerentes com nós,

Com nossa vida e a felicidade.

Não que importe para mais alguém,

Para os outros habitantes da cidade.

Na real, interessa a nós. Nada além.

Também, na nossa feliz maturidade...

Creio que já somos experientes,

Ambos muito bem vividos, vívidos.

Só falta nos encontrarmos por aí

E, enfim, nos tornarmos amantes!

Composição: FL de Guaíba, 30/05/2017

MALLMITH, Décio de Moura. Amante ideal (Poesia). In Vozes do Partenon


Literário IX. Sociedade Partenon Literário. Benedito Saldanha (Organizador).
p. 53. ISBN: N/C. Porto Alegre: Partenon Literário, 2017.