Você está na página 1de 1

Bodas de prata Sheila e Ailton

O relacionamento é uma oportunidade de desenvolvimento de nossa espiritualidade. Espiritualidade


é a totalidade do ser, englobando seu corpo e seu espírito, sua forma de ver e sentir o mundo.
Nascemos, crescemos, aprendemos e ensinamos o tempo inteiro. Mudamos, hoje já não somos mais
o que éramos ontem, também já não queremos todas as respostas que queríamos, nem mantemos os
memos sonhos. Sonhos, esses se renovam ao fim de cada ciclo, infancia, adolescencia, vida adulta,
velhice.

Vencemos nos relacionamentos quando abandonamos a ideia de que temos inimigos.


A sociedade é formada por famílias. Familias abrigam casamentos. A Relação íntim entre duas
pessoas é o núcleo da sociedade.
É uma oportunidade de se conhecer através do outro. O outro é um espelho.
Nós não estamos em uma arena de guerra.
Éros se move em direção ao amor maduro, desinteressado, que independe do que o outro faz para
poder se expressar.
A força erótica pode enganar.
Abandonar a ideia de vítima. A vítima acredita que o outro é culpado pela sua dor e se esforça
demasiadamente em mudar o outro.

Sri prem baba, um grande mestre XXX diz que o Novo casamento reramente acontece cedo na
vida. Ele seria fruto da maturidade.
O novo casamento é o espaço do amor icondicional.
O principal veneno para a vida é a negação.
As imagens que criamos para nos e para o outro caem.