Você está na página 1de 7

IoE

Pessoas, processos, dados e coisas

A IoE incorpora quatro pilares que tornam as conexões em rede mais relevantes e valiosas do que antes: pessoas,
processos, dados e coisas. As informações provenientes destas conexões levam a decisões e ações que criam novas
capacidades, experiências mais ricas e oportunidades econômicas sem precedentes para indivíduos, empresas e
países.

Clique em cada pilar para obter mais detalhes sobre sua finalidade dentro da IoE.

Pessoas: Atualmente, a maioria das pessoas se conecta socialmente por meio de dispositivos
eletrônicos com acesso à web. À medida que a IoE evolui, poderemos nos conectar das mais
diversas maneiras. Os dispositivos conhecidos como "wearable" já estão mudando a forma
como nos comunicamos com o mundo.

Processos: Os processos ocorrem entre todos os outros pilares na IoE. Com os processos
corretos, as conexões se tornam mais valiosas. Essas conexões fornecem as informações
corretas para a pessoa certa no momento mais adequado e da forma mais relevante.

Dados: Dados são as informações geradas por pessoas e coisas. Esses dados, quando
analisados, oferecem informações úteis para pessoas e máquinas. Melhores decisões são
tomadas e melhores resultados são alcançados.

Coisas: Coisas são objetos físicos que estão conectados à Internet e a outras coisas. Esses
dispositivos estão monitorando e coletando mais dados, com reconhecimento de contexto e
fornecendo mais informações sensoriais para ajudar pessoas e máquinas.

Interações da IoE

As interações entre os elementos dos quatro pilares criam uma grande quantidade de novas informações. Os pilares
interagem de uma forma que estabelecem três conexões principais no ambiente da IoE: pessoas se comunicando com
pessoas (P2P), máquinas se comunicando com pessoas (M2P) e máquinas se comunicando com máquinas (M2M).

Comportamentos em mudança

Pessoas, empresas e governos devem constantemente adaptar-se às mudanças.

Em 2012, o número de dispositivos conectados à Internet excedeu o número de pessoas na Terra.

Com o uso maior de tecnologia, as pessoas agora estão trocando mais informações, ideias e opiniões do que antes. A
Internet está mudando a forma como nos comunicamos, colaboramos e aprendemos. E ela já mudou a forma de
interação entre pessoas e coisas.

As pessoas podem reagir a notícias atuais, eventos, jogadas de marketing e produtos como nunca antes. A capacidade
de reunir informações e processá-las usando o poder de processamento digital está disponível no clique de um mouse
ou no toque de uma tela.

As empresas devem se adaptar ou perderão a vantagem competitiva

As empresas devem ser ágeis e se ajustar às tendências de mudança na tecnologia. Elas podem usar essa tecnologia
para simplificar o custo operacional por meio do uso da colaboração e automação. Além disso, as empresas oferecem
ofertas mais relevantes usando dados em tempo real coletados pelos clientes.
As empresas também devem modificar a forma como anunciam e vendem produtos aos clientes. A tecnologia está
mudando o comportamento individual, como aprendem sobre produtos, como comparam concorrentes e até mesmo
seus padrões de compras. Por esse motivo, as empresas devem poder personalizar seus anúncios e promoções
especiais para determinados clientes e cortar custos com anúncios direcionados. Além disso, os clientes, como um
grupo, podem afetar os resultados da empresa expressando seus comentários online. As empresas devem reagir com
rapidez para combater qualquer feedback negativo inserido por clientes ou por funcionários.

Essas novas tecnologias e tendências podem fazer com que empresas sejam muito bem-sucedidas. Em outras
empresas, falhar em se adaptar a novas tendências provavelmente resultará na perda de sua vantagem competitiva.
Elas falharão ao atender às necessidades e às expectativas dos clientes que atendem. Considere, por exemplo, como a
transmissão da Internet está afetando as operações comerciais e as margens de lucro de locadoras de filmes, como
mostrado na figura. Isso também acontece com mídias musical e impressa.

A IoE força as empresas a se adaptarem ou concordarem em reduzir o impacto sobre o negócio e a comunidade.

Hiperantenado, preditivo, ágil


O que significa estar pronto para a IoE? Estar pronto para a IoE consiste em três atributos essenciais:

 Hiperantenado- sensores podem capturar dados em tempo real nos produtos.

 Capacidade de previsão - novos tipos de ferramentas de análise de dados permitem que uma empresa preveja
tendências e os comportamentos futuros.

 Agilidade - previsões cada vez mais precisas permitem que as empresas sejam mais ágeis e flexíveis com as
tendências e as ameaças emergentes do mercado.

A combinação desses três atributos permite que as empresas criem, comuniquem e disponibilizem melhor suas
ofertas.

Maximizar o valor da IoE

Para que as empresas façam parte da economia da IoE e aumentem o valor da implementação da IoE, eles devem
considerar:

 Investir em infraestrutura e ferramentas de alta qualidade - é necessária uma infraestrutura de rede segura
e confiável para ser compatível com a IoE.

 Adotar e seguir práticas inclusivas - um ambiente inclusivo é aquele no qual funcionários sentem que são
parte da mudança. Essa é uma atmosfera aberta na qual indivíduos se sentem incluídos.

 Desenvolver práticas de gerenciamento eficaz de informações - o gerenciamento deve ser capaz de


incorporar e promover mudanças. O compartilhamento e o gerenciamento de informações devem ser
suportados e as técnicas de extração de dados devem ser desenvolvidas para que as informações certas sejam
fornecidas no momento certo para as pessoas certas.

As empresas podem obter uma considerável vantagem competitiva adaptando seus processos comerciais com o uso
de tecnologias da IoE.

As redes são a base


Cinquenta bilhões de coisas geram trilhões de gigabytes de dados. Como esses dados podem trabalhar em conjunto
para aprimorar nossas decisões e interações para melhorar nossas vidas e nossos negócios? Para habilitar essas
conexões, estão as redes que usamos diariamente. Essas redes são a base para a Internet e, consequentemente, para a
IoE.

Redes continuam evoluindo


Os métodos que usamos para nos comunicar continuam evoluindo. Considerando que antes éramos limitados a
interações presenciais, as inovações em tecnologia expandiram significativamente o alcance de nossas comunicações.
Das pinturas das cavernas, à máquina de impressão, ao rádio, à televisão até a telepresença, cada novidade
aperfeiçoou nossa capacidade de nos comunicarmos com outras pessoas.

Redes de vários portes

As redes formam a base da IoE. Existem redes de vários tamanhos. Elas podem variar de redes simples que consistem
em dois computadores a redes que conectam milhões de dispositivos.

As redes simples instaladas em residências permitem o compartilhamento de recursos, como impressoras,


documentos, imagens e músicas entre alguns computadores locais.

Nas empresas, as redes oferecem produtos e serviços aos clientes por meio da conexão com a Internet. As redes
também podem ser utilizadas em uma escala ainda mais ampla para oferecer a consolidação, o armazenamento e o
acesso a informações em servidores de rede. As redes permitem a troca de e-mail, mensagens instantâneas e a
colaboração entre funcionários. Além disso, a rede fornece conectividade a novos locais, acrescentando valor às
máquinas, em ambientes industriais.

A Internet é a maior rede que existe. Na verdade, o termo Internet significa uma “rede de redes”. A Internet é
literalmente uma coleção de redes públicas e privadas interconectadas. Empresas, pequenas redes de escritório e até
mesmo redes domésticas, normalmente fornecem uma conexão compartilhada à Internet.

Clique em cada imagem na figura para obter mais informações sobre cada rede.

Componentes da rede
O caminho que uma mensagem percorre da origem para o destino pode ser tão simples quanto um único cabo
conectando um computador a outro ou tão complexo quanto uma rede que literalmente atravessa o globo. Essa
infraestrutura de rede é a plataforma que dá suporte à rede. Ela fornece o canal estável e confiável sobre o qual nossas
comunicações podem ocorrer.

Clique em cada botão na figura para destacar os componentes de rede correspondentes.

Dispositivos e meio físico são os elementos físicos ou o hardware da rede. O hardware é geralmente composto pelos
componentes visíveis da plataforma de rede, tais como um laptop, um PC, um switch, um roteador, o access point
sem fio ou os cabos usados para conectar os dispositivos. Ocasionalmente, alguns componentes podem não ser tão
visíveis. No caso de meio físico sem fio, as mensagens são transmitidas pelo ar usando ondas de rádio invisível ou
sinais infravermelhos.

Os componentes de rede são usados para fornecer serviços e processos. Serviços e processos são programas de
comunicação, chamados de software, que são executados nos dispositivos conectados à rede. Um serviço de rede
fornece informações em resposta a uma solicitação. Os serviços incluem muitos dos aplicativos de rede comuns que
as pessoas usam todos os dias, como serviços de hospedagem de e-mail e serviços de hospedagem na Web. Os
processos fornecem a funcionalidade que direciona e move as mensagens pela rede. Os processos são menos óbvios
para nós, mas são cruciais para a operação de redes.

Dispositivos finais
Os dispositivos de rede com os quais as pessoas são mais familiarizadas são chamados de dispositivos finais. Todos
os computadores conectados a uma rede que participam diretamente na comunicação de rede são classificados como
hosts. Esses dispositivos formam a interface entre os usuários e a rede de comunicação subjacente.

Alguns exemplos de dispositivos finais são:

 Computadores (estações de trabalho, notebooks, servidores de arquivo e servidores Web)

 Impressoras de rede

 Telefones VoIP
 Terminais do TelePresence

 Câmeras de segurança

 Dispositivos móveis portáteis (como smartphones, tablets, PDAs e leitores de cartões sem fio de débito/crédito
e scanners de código de barras)

 Sensores como termômetros, escala de peso e outros dispositivos que serão conectados à IoE

Os dispositivos finais são a origem ou o destino dos dados transmitidos através da rede. Clique na tecla Play na
Figura 1 para ver uma animação de um pacote IP que está sendo enviado de um dispositivo final para outro. Para
distinguir um dispositivo final de outro, cada dispositivo final em uma rede é identificado por um endereço. Quando
um dispositivo final inicia uma comunicação, ele usa o endereço do dispositivo final de destino para especificar para
onde a mensagem deve ser enviada.

Um servidor é um dispositivo final que tem um software instalado permitindo oferecer informações e serviços, como
e-mail ou páginas da Web, a outros dispositivos finais na rede. Por exemplo, um servidor requer o software de
servidor Web para oferecer serviços à rede.

Um cliente é um dispositivo final com o software instalado para permitir que solicite e exiba as informações obtidas
de um servidor. Um exemplo de software cliente é um navegador, por exemplo, o Internet Explorer. Na Figura 2,
clique em clientes e servidores diferentes para obter uma breve descrição de cada um.

Dispositivos de rede intermediários


Dispositivos intermediários interconectam dispositivos finais. Esses dispositivos oferecem conectividade e funcionam
em segundo plano para assegurar que os dados fluam pela rede. Esses dispositivos conectam os hosts individuais à
rede e podem conectar várias redes individuais para formar uma rede interconectada.

Exemplos de dispositivos intermediários de rede são:

 Os switches e os access points sem fio (acesso à rede)

 Roteadores (interconexão de redes)

 Firewalls (segurança)

O gerenciamento de dados na medida em que eles fluem pela rede também é uma das funções do dispositivo
intermediário. Clique na tecla Play para ver uma animação da função de dispositivos intermediários. Esses
dispositivos usam o endereço do host destino, em conjunto com as informações sobre as interconexões de rede, para
determinar o caminho que as mensagens devem percorrer na rede.

Os processos em execução nos dispositivos de rede intermediários desempenham estas funções:

 Regenerar e retransmitir sinais de dados

 Manter informações sobre quais caminhos existem na rede e na rede interconectada

 Notificar outros dispositivos de erros e falhas de comunicação

 Direcionar dados por caminhos alternativos quando houver uma falha de link

 Classificar e direcionar mensagens de acordo com prioridades de Qualidade de serviços (QoS).

 Permitir ou negar o fluxo de dados, com base em configurações de segurança.

Meio físico de rede


A comunicação através de uma rede é transportada por um meio, como por um cabo ou pelo ar. A mídia facilita a
comunicação entre a origem e o destino.

As redes modernas usam basicamente três tipos de meio físico para interconectar dispositivos e fornecer o caminho
sobre o qual os dados podem ser transmitidos. Como mostrado na figura, esses meios físicos são:

 Fios metálicos em cabos

 Fibras de vidro ou plástico (cabo de fibra óptica)

 Transmissão sem fio

A codificação de sinal que deve ocorrer na mensagem a ser transmitida é diferente para cada tipo de meio físico. Em
fios metálicos, os dados são codificados em impulsos elétricos que correspondem a padrões específicos.
Transmissões de fibra óptica contam com pulsos de luz, dentro da faixa de luz infravermelha ou visível. Em
transmissão sem fio, padrões em ondas eletromagnéticas representam os vários valores de bit.

Diferentes tipos de meio físico de rede possuem diferentes características e benefícios. Nem todos os meios de rede
têm as mesmas características, nem são apropriadas para as mesmas finalidades. Os critérios para a escolha de um
meio físico de rede são:

 A distância que o meio físico consegue carregar um sinal com êxito

 O ambiente no qual o meio físico deve ser instalado

 A quantidade de dados e a velocidade na qual eles devem ser transmitidos

 O custo de meio físico e instalação

Tipos de redes
Infraestruturas de rede podem variar muito em termos de:

 Tamanho da área coberta

 Número de usuários conectados

 Número e tipos de serviços disponíveis

A figura ilustra os dois tipos mais comuns de infraestruturas de rede:

 Rede local (LAN) - uma infraestrutura de rede que fornece acesso aos usuários e dispositivos finais em uma
área limitada como uma residência, uma escola, um edifício ou um campus. Ela fornece largura de banda de
alta velocidade aos dispositivos finais internos e aos intermediários.

 Rede de área ampla (WAN) - uma infraestrutura de rede que interconecta LANs em grandes áreas
geográficas como entre cidades, estados, províncias, países ou continentes. As WANs geralmente pertencem a
uma organização autônoma, como uma corporação ou um governo. As WANs normalmente oferecem
velocidades de conexão entre LANs que são mais lentas do que velocidades de conexão na LAN.

A Internet está unindo o mundo


Embora existam benefícios no uso de uma LAN ou WAN, a maioria das pessoas precisa se comunicar com um
recurso em outra rede. Essa rede pode estar fora da rede local. Essa mensagem é obtida pelo uso da Internet.

A Internet não é de propriedade de nenhum indivíduo ou grupo. A Internet é uma coleção mundial de redes
interconectadas (internetworks ou Internet, para abreviar), cooperando entre si para trocar informações usando
padrões comuns. Por meio de fios de telefone, cabos de fibra óptica, transmissões sem fio e links de satélite, os
usuários da Internet podem trocar informações de várias formas, como mostrado na figura.

A rede convergente
Redes modernas estão em constante evolução para atender às demandas de usuários. As primeiras redes de dados
limitavam-se a trocar informações baseadas em caracteres entre sistemas de computadores conectados. O telefone, o
rádio e as redes de televisão tradicionais foram mantidos separados de redes de dados. Antigamente, cada um desses
serviços exigia uma rede dedicada, com diferentes canais de comunicação e tecnologias diferentes para carregar um
sinal de comunicação específico. Cada serviço possuía seu próprio conjunto de regras e padrões para assegurar a
comunicação bem-sucedida.

Considere algumas escolas que foram cabeadas para uma rede de computadores trinta anos atrás. As salas de aula
foram cabeadas para a rede de computadores. Elas também foram cabeadas para uma rede telefônica. E elas foram
cabeadas para uma rede de vídeo. Essas redes eram diferentes no sentido que não havia comunicação entre elas, como
mostrado na Figura 1.

Os avanços tecnológicos possibilitam a consolidação desses tipos diferentes de redes em uma plataforma chamada de
"rede convergente". Ao contrário das redes exclusivas, as redes convergentes são capazes de oferecer voz,
transmissões de vídeo, texto e gráficos entre vários tipos diferentes de dispositivos no mesmo canal de comunicação e
estrutura de rede, como mostrado na Figura 2. Formas de comunicação previamente separadas e distintas
convergiram em uma plataforma comum. Essa plataforma fornece acesso a uma grande variedade de métodos de
comunicação novos e alternativos que possibilitam que as pessoas interajam diretamente entre si quase
instantaneamente.

Em uma rede convergente, ainda existem muitos pontos de contato e muitos dispositivos específicos, como
computadores pessoais, telefones, TVs e tablets, mas há uma infraestrutura de rede comum. Essa infraestrutura de
rede usa o mesmo conjunto de regras, acordos e normas de implementação.

Resumo

Capítulo 1: O que é a IoE?

A evolução da Internet presenciou quatro fases distintas:

 Conectividade

 Economia em rede

 Experiência colaborativa

 A Internet de Todas as Coisas

A Internet é, essencialmente, uma rede de redes. Nos bastidores dessa rede de redes figuram os backbones de
conexões bem reais que levam o mundo até nossos dispositivos com Internet. A IoE está reunindo:

 Pessoas

 Processos

 Dados

 Coisas

Existem três conexões principais no ambiente da IoE:

 Pessoas se comunicando com pessoas (P2P)


 Máquinas se comunicando com pessoas (M2P)

 Máquinas se comunicando com pessoas (M2M)

A IoE gera valor para empresas nestas cinco áreas:

 Experiência do cliente

 Inovação

 Produtividade dos funcionários

 Utilização de Ativos

 Fornecimento

Redes são a base para a Internet e, finalmente, para a IoE. Os componentes de uma rede se encaixam em uma destas
três categorias:

 Dispositivos

 Meio físico

 Serviços

Os dois tipos mais comuns de redes são as LANs e WANs. A consolidação de diferentes tipos de redes em uma
plataforma cria uma "rede convergente". Ao contrário das redes exclusivas, as redes convergentes são capazes de
fornecer voz, transmissões de vídeo, texto e gráficos entre vários tipos diferentes de dispositivos no mesmo canal de
comunicação e estrutura de rede.