Você está na página 1de 20

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA

FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL

Isis Andrade Baptista 140617

Palavras Técnicas

Santos – SP
Março/2018
Abatimento: Ensaio feito para determinar a consistência do concreto e
permitir verificar se não há excesso ou falta de água no concreto. Neste
ensaio, coloca-se uma quantidade de concreto dentro de uma forma
tronco-cônica de dimensões normatizadas, em três camadas igualmente
adensadas. Retira-se lentamente o molde levantando-o verticalmente e
mede-se a diferença entre a altura do molde e a altura da massa de
concreto depois de assentada.

Aceiro: Termo utilizado para designar a abertura de uma clareira numa


mata, com eliminação da vegetação rasteira, para evitar a propagação de
fogo.

2
Agregados: Materiais minerais - areia, brita, cascalho - ou industriais
misturados para um determinado fim. Podem ser, por exemplo, utilizados
na preparação;o do concreto e argamassas.

Alumínio Anodizado: Um acabamento anodizado é um acabamento claro


ou colorido, que é quimicamente aplicado à superfície de muitos metais
diferentes. Este processo oferece não só a cor natural do alumínio, mas
também uma variedade de cores conseguidas com a coloração eletrolítica.

3
Arcobotante: Elemento de construção, externo, para reforçar
estruturalmente paredes submetidas a fortes cargas, típico da arquitetura
gótica.

Ardósia: Rocha composta por argila ou cinzas vulcânicas que é utilizada


principalmente em soleiras, pavimentos, fachadas, tampos de laboratórios
e decorações interiores e exteriores.

Ático: Representa o último pavimento da edificação. Costuma ter menor


altura do que os demais pavimentos e tem como função coroar o edifício,
criando assim um espaço entre a cobertura do telhado e o forro. Nos
prédios mais altos o ático costuma ser utilizado para abrigar casa de
máquinas, reservatórios de água e depósitos.

4
Átrio: Pátio de entrada de uma habitação.

Baguete: Elemento utilizado para a fixação de vidros na esquadria de


janelas e portas. As baguetes podem ser metálicas, de madeira ou outros
materiais.

5
Basalto: Rocha utilizada na pavimentação de estradas.

Bolsa: Extremidade de diâmetro maior nos tubos ou manilhas, que serve


de encaixe da extremidade de outro tubo.

Boneca: Elemento construtivo vertical de dimensões reduzidas, para


afastar, por exemplo, uma porta ou janela de um canto.

6
Caixa Dreno: Tem como função completar o sistema de drenagem pluvial
residencial. Possibilita fazer facilmente a limpeza de folhas e demais
objetos que entram na tubulação pelas calhas.

Calfinagem: Processo de acabamento de paredes internas e externas


utilizando uma argamassa (calfina) composta por cal de boa qualidade e
areia fina. Substitui a massa corrida, sendo aplicada sobre paredes no
reboco cru e preenchendo irregularidades presentes na mesma.

7
Casa Adobe: Adobe é uma mistura de argila, areia, água e outros
componentes naturais que é utilizado na confecção de tijolos crus.
Geralmente eles são utilizados como alvenaria de vedação, mas podem
servir para alvenaria estrutural se forem tomados alguns cuidados.

Cava: Pequeno espaço situado entre o solo e o primeiro pavimento de uma


casa.

8
Chapisco: Argamassa rica em cimento que costuma ser base de
revestimento para que o emboço tenha maior aderência ou usado como
revestimento final de parede de alvenaria.

Console: Elemento estrutural apoiado unicamente numa das


extremidades.

Cornija: Conjunto de molduras usado como arremate superior de uma


parede.

9
Cruzeiro: Também conhecido como arco cruzeiro é o arco que separa a
nave da capela-mor, nas igrejas.

Cunhal: Ligação perfeita entre as fachadas de edifícios formando um


ângulo.

Declive: Quando o terreno se apresenta em subida em relação à rua, o


mesmo que ladeira.

10
Degrau: Pequena plataforma que constitui uma escada. A parte horizontal
do degrau chamamos de piso ou passo e a parte vertical de espelho.

Encofrado: Sistema de moldes temporários ou permanentes que se utiliza


para dar forma ao concreto, sendo horizontal ou vertical.

Escantilhão: Ferramenta usada para auxiliar a elevação das alvenarias


garantindo o controle do prumo e do nível.

Folhear: Ato de revestir com lâminas de madeira.


11
Forro Falso: Forro que se coloca após a construção da laje e independe
dela, omitindo interferências visuais indesejáveis.

Friso: Faixa situada entre a cornija e a arquitrave, que oferece


característica decorativa.

12
Isolamento Hidrófugo: Utiliza-se um produto que impede que a aderência
da água ou umidade na superfície, criando uma camada selante no material
aplicado. O material isolante hidrófugo pode ser aplicado diretamente como
aditivo nas argamassas ou através de spray em superfícies já acabadas.

Junta: Espaço estreito que se forma entre as faces das peças assentadas,
deixado vazio ou tomado posteriormente com argamassa nas alvenarias
de tijolos, blocos pedras e etc.

Junta Amarrada: É aquela em que cada fiada fica defasada meio


comprimento do tijolo ou bloco em relação à fiada de baixo.

13
Junta A Prumo: É aquela em que todas as juntas ficam alinhadas.
Geralmente utilizada em condições especiais, quando a alvenaria fica
aparente e pretende-se conseguir um efeito visual.

Lajeiro: Afloramentos rochosos de ocorrência natural, geralmente em


formato plano que se assemelha a uma laje.

Lama Enfileirada: Processo que consiste em dispor camadas de fileiras


de lama úmida sobrepostas. Sobrepõe-se à medida que a camada inferior
seca, até atingir-se a altura esperada da parede.

14
Longarina: Viga de sustentação em que se apoiam os degraus de uma
escada, lajes, pontes, entre outros.

Loteamento: Ato de dividir áreas de um terreno destinadas à construção.

Macho fêmea: Tipo de encaixe onde uma peça traz uma saliência e a
outra, uma reentrância.

15
Mamposteria: Processo construtivo destinado à construção de muros ou
paredes de pedra. Construção em alvenaria.

Nave: Termo que define cada um dos espaços situados entre muros,
arcadas ou filas de colunas, se estendem ao longo das igrejas ou qualquer
outro edifício de grandes dimensões.

Nervura: Elementos estruturais salientes da espessura de lajes para o


aligeiramento destas.

16
Osso: O nível em osso (N.O.) é a cota do contrapiso, onde não se leva
em consideração a espessura do revestimento.

Pastilha: Elementos feitos de cerâmica, porcelana ou vidro utilizados no


revestimento de paredes.

Patamar: Piso que separa os lances de uma escada.

17
Peanha: Pequeno pedestal, que apoia vasos e esculturas, em balanço em
relação à parede.

Pinázio: Fasquia de madeira, que serve de fixação da junta entre dois


vidros de um caixilho.

Piquete: Pequena estaca que é fincada ao solo com a finalidade de


demarcar pontos de um terreno.

18
Policarbonato: Material sintético, transparente, inquebrável, de alta
resistência, que substitui o vidro no fecho de estruturas, garantindo
luminosidade natural ao ambiente.

Reboco: Revestimento de parede feito com massa fina, podendo receber


pintura diretamente ou ser recoberto com massa corrida. Última etapa
antes da pintura ou aplicação do revestimento, vindo após o chapisco e o
emboço.

Recuo: Distância entre a edificação e o limite da propriedade. Pode ser


subdividido em recuo lateral, de frente e de fundos.

19
Tempera: Procedimento de arrefecimento rápido de um metal,
frequentemente usado para produzir uma transformação martensítica.

Trado: Elemento metálico helicoidal destinado à perfuração de solos,


rochas e pavimentos através de movimentos giratórios.

20