Você está na página 1de 12

SISTEMA DE GERENCIAMENTO

TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

1/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

INDICE

ITEM DESCRIÇÃO PÁGINA

1.0 OBJETIVO 4
2.0 APLICAÇÃO 4
3.0 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 4
4.0 CÓDIGOS E NORMAS 5
5.0 DEFINIÇÕES 5
6.0 DESCRIÇÃO DO PROCESSO 5

6.1 REQUISITOS GERAIS 5


6.2 INSPEÇÃO PRÉ-USO 6
6.3 ORIENTAÇÕES COMPLEMENTARES 6
6.4 LISTAS DE VERIFICAÇÃO 11
6.5 CONTROLE DE REGISTROS 11
7.0 RESPONSABILIDADES 11
7.1 GERENCIADORA 11
7.2 PRESTADOR DE SERVIÇO 11
ANEXOS 12
ANEXO A – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA BETONEIRA 12
ANEXO B – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA COMPRESSOR 12
ANEXO C – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA DRAGAS 12
ANEXO D – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA GERADOR 12
ANEXO E – LISTA DE VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA SERRA CLIPER 12
ANEXO F – LISTA DE VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA PARAFUSADEIRA 12
ANEXO G – LISTA DE VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA FERRAMENTAS MANUAIS
DIVERSAS 12
ANEXO H – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA MOTOSSERRA 12
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

2/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

ANEXO I – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA PERFURATRIZ 13


ANEXO J – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA SISTEMAS DE
BOMBEAMENTO 13
ANEXO K – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA TIFOR 13
ANEXO L – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA VIBRADOR DE CONCRETO 13
ANEXO M – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA VIBROACABADORA 13
ANEXO N – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA BATE ESTACA E ESTACA
RAÍZ 13
ANEXO O – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO PARA ROÇADEIRA 13
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

3/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

1.0 OBJETIVO

Estabelecer procedimentos de S&S para inspeções de pré-uso, ou seja, antes da utilização,


de ferramentas, máquinas e equipamentos na construção de empreendimentos.

2.0 APLICAÇÃO

Este procedimento se aplica a todos os Projetos gerenciados pela TriADD.

3.0 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

Os documentos relacionados foram utilizados na elaboração deste documento ou contêm


instruções e procedimentos aplicáveis a ele. Devem ser utilizados na sua revisão mais
recente.

SGT-PR Análise de Riscos de Tarefa - ART


SGT000 Manual de Gerenciamento em Saúde e Segurança para
Empreendimentos.
SGT-PR 021 Treinamentos de Contratadas
SGT-PR-028 Uso de Uniforme
SGT-PR 036 Serviços de Carpintaria
SGT-PR 076 Notificação e Interdição
SGT-PR 078 Inspeção por Cor do Mês
SGT-PR 037 Trabalho com Eletricidade
SGT-PR 041 Inspeção Trimestral para Máquinas, Equipamentos e Veículos

4.0 CÓDIGOS E NORMAS

Portaria 3.214/78 Normas Regulamentadoras

5.0 DEFINIÇÕES

SGT – Sistema de Gerenciamento TriADD.

6.0 DESCRIÇÃO DO PROCESSO


SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

4/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

6.1 REQUISITOS GERAIS

Todos os profissionais devem ser capacitados de acordo com o SGT000 para utilização de
ferramentas, máquinas e equipamentos.

As ferramentas, máquinas e equipamentos devem atender aos requisitos da NR-12 e, NR-


18. As instalações elétricas para alimentação de equipamentos elétricos devem atender aos
requisitos da NR-10, SGT-PR037.

Deve-se garantir que a Análise de Riscos da Tarefa (ART) seja elaborada antes do inicio das
operações, envolvendo-se todos os executantes.

Notas:
 Não devem ser colocadas ferramentas ou equipamentos sobre escadas,
passarelas, andaimes e superfícies de trabalho quando houver risco de
queda ou de obstrução de passagem.
 As ferramentas manuais devem ser transportadas em recipientes
apropriados para este fim, tais como caixas de ferramentas, cinturões e/ou
bolsas de couro, sendo proibido o seu transporte em bolsos de uniforme ou
por outros meios que possam causar projeção ou queda das mesmas tais
como baldes, sacolas de plástico, latas e caixas de papelão. Quando a
ferramenta não estiver sendo utilizada, deve ser armazenada em local
adequado para se evitar uso indevido.
 Deve ser utilizada vestimenta adequada conforme SGT-PR 028. A mesma
não deve estar folgada e desabotoada.
 O profissional responsável pelos serviços com ferramentas portáteis,
manuais ou equipamentos elétricos não deve utilizar adornos, tais como
anéis, brincos, relógio, etc., principalmente durante a realização de serviços
com equipamentos energizados.
 É proibida a utilização de ferramentas improvisadas e que não foram
devidamente inspecionadas.
 Deve ser assegurada que as partes móveis e rotativas tenham proteções
adequadas e que estas estejam bem fixadas.

6.2 INSPEÇÃO PRÉ-USO

Esse tipo de inspeção deve ser realizada pelo próprio usuário antes da utilização de cada
ferramenta, máquina e/ou equipamento, com o preenchimento obrigatório da respectiva
“Lista de Verificação”, conforme anexos deste guia.

Havendo necessidade, o usuário pode colocar em operação a ferramenta, máquina ou


equipamento para a realização da inspeção.
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

5/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

Durante a inspeção, caso a ferramenta, máquina ou equipamento apresente algum item


“Não Conforme” na lista de verificação pré-uso, o mesmo não deve ser liberado para
utilização. A(s) recomendação(ões) para correção do(s) problema(s) identificado(s) deve(m)
ser registrada(s) no campo ‘Observações’ da respectiva lista, sendo mantida uma cópia na
Gerenciadora e o original com a empresa Prestadora de Serviço.

As ferramentas, máquinas e equipamentos que não apresentarem condições de segurança


para utilização devem ser retirados de uso e encaminhados para manutenção interna ou
externa, por profissional habilitado, devidamente acompanhados dos manuais de fabricação,
prontuários e especificações técnicas, ficando esta responsabilidade a cargo do encarregado
e/ou supervisor de manutenção.

Notas:
 A cada mudança de operador é necessário que a inspeção de pré-uso seja
refeita, para garantir operações seguras.
 Caso seja identificada alguma irregularidade que possa oferecer risco a
segurança do empregado, a operação pode ser paralisada e o Prestador de
Serviço pode ser notificado e interditado pelos Técnicos de Saúde e
Segurança locais, conforme SGT-PR076.

6.3 ORIENTAÇÕES COMPLEMENTARES

Neste item são dadas orientações complementares para alguns tipos específicos de
ferramentas e equipamentos.

Equipamentos Elétricos

Os circuitos elétricos do equipamento devem ser protegidos contra impactos mecânicos,


umidade e agentes corrosivos, não sendo permitida a existência de partes vivas expostas.
Além disso, todas as estruturas e carcaças metálicas dos equipamentos elétricos devem ser
devidamente aterradas.

Todos os locais de acesso às partes energizadas da instalação devem estar sinalizados,


devendo possuir acesso restrito.

Deve ser realizada manutenção preventiva por profissional capacitado e habilitado, conforme
SGT-PR021 e SGT-PR037, a fim de verificar o correto funcionamento do sistema de
aterramento dos equipamentos por meio de medições periódicas e registros em relatório
específico de manutenção.
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

6/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

Ferramentas Portáteis

As ferramentas devem possuir dispositivos de partida e acionamento de acordo com os


requisitos da NR-12 e da NR-18.

A substituição de acessório, reparo e/ou manutenção, deve ser sempre realizada com a
ferramenta desligada e com a fonte de energia desconectada e bloqueada, mesmo quando
em local restrito.

Notas:
 É proibido utilizar ferramentas portáteis que produzam faíscas nos locais
onde existam sólidos, líquidos ou gases inflamáveis ou explosivos.
 É expressamente proibido apoiar a peça sobre a perna ou outra parte do
corpo
 Deve-se verificar que não existem pessoas no raio de ação das ferramentas
antes de sua utilização.

6.3.1.1 Ferramentas Pneumáticas Portáteis

Os gatilhos de acionamento das ferramentas pneumáticas portáteis devem estar


dispostos de forma que a válvula de admissão do ar comprimido se feche automaticamente,
assim que o gatilho deixe de ser pressionado.

As ferramentas pneumáticas portáteis, quando não estiverem em uso, devem


desconectadas manualmente da linha de suprimento de ar comprimindo, devendo
permanecer despressurizadas.

As linhas de suprimento de ar devem ser protegidas contra danos mecânicos e as


mangueiras suspensas devem estar presas a um cabo guia de suporte.

As mangueiras, tubulações e acoplamentos devem ser inspecionados regularmente, e


qualquer irregularidade encontrada deve ser imediatamente reparada.

6.3.1.2 Ferramentas Elétricas Portáteis

Toda ferramenta elétrica portátil somente pode ser ligada em painel e/ou quadro de
distribuição de energia que possua Disjuntor Diferencial Residual (DDR).

As ferramentas elétricas devem dispor de proteção de segurança requerida tais como


isolamento duplo, aterramento e identificação de tensão, além de proteção mecânica.

É proibida a ligação de mais de uma ferramenta elétrica na mesma tomada, assim como a
ligação direta destas ferramentas em condutores ou barramentos elétricos.
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

7/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

A carcaça deve estar intacta, sem conexões frouxas ou cabos expostos.

O protetor do disco deve estar devidamente instalado e nenhum dispositivo de segurança


deve ser retirado do equipamento (proteção, plugues, cabos, etc.).

Os cabos e conexões devem estar sempre em perfeitas condições de uso, não contendo
emendas e sinais de defeitos e/ou desgaste da parte isolante.

6.3.1.3 Serras Elétricas

Todas as serras devem ser equipadas com proteção fixa sobre a parte superior da lâmina e
proteção móvel que cubra automaticamente a parte inferior. É proibido bloquear a parte
inferior da proteção durante a operação.

As lâminas de corte devem ser especificadas para o material a ser cortado, e devem ser
inspecionadas regularmente.

A peça a ser cortada deve ser sempre apoiada em superfície firme, estável e nivelada em
local adequado.

Caso necessite ser utilizada sobre mesa/bancada, a serra deve ser fixada firmemente com
presilhas e suporte apropriados, antes do início da atividade, devendo também possuir
empurrador. Neste caso deve ser atendido o SGT-PR036.

Deve-se garantir que o disco da serra:


 Tenha qualidade, tamanho e seja adequado ao material a ser cortado;
 Possua diâmetro compatível com o diâmetro do eixo.
Deve-se garantir que o equipamento esteja desligado e com o disco completamente parado
antes de colocá-lo sobre a bancada.

Notas:
 Em caso de corte acidental do cabo de alimentação elétrica da serra o
plugue da tomada deve ser desconectado imediatamente.
 O material a ser cortado deve estar isento de pregos, grampos, etc.

Ferramentas Manuais

As ferramentas manuais devem possuir cabos corretos, com encaixes justos, de tamanho
apropriado e livre de lascas ou rebarbas.

As ferramentas como facas, facões, machados, canivetes e foices devem ter seu uso
autorizado pela Gerenciadora, devendo ser mantidas em suporte, bainha ou estojo
adequado, evitando-se, assim, o contato com suas partes cortantes.
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

8/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

As ferramentas de corte devem ser mantidas afiadas a fim de evitar pressão excessiva e
"marteladas". Durante seu uso a lâmina deve ser movimentada sempre em direção oposta
ao corpo.

Notas:
 A faca Olfa somente pode ser utilizada por profissionais autorizados
mediante a realização de uma análise de risco prévia descrita na Análise de
Risco da Tarefa (ART) e autorizada pela área de saúde e segurança local.
 É proibido o uso de prolongadores sobre as ferramentas manuais.
 Não utilizar ferramentas manuais em máquinas e equipamentos em
movimento.

6.3.1.4 Martelos e Marretas

É proibido o uso de martelos ou marretas com cabos metálicos.

É proibido cunhar martelos ou marretas com pregos ou outro objeto que não seja fabricado
para este fim.

As pontas dos pregos devem ser reviradas para cima antes de extraí-los com um martelo.
Deve-se usar um suporte para acabar de extrair o prego.

6.3.1.5 Chaves

É recomendável o uso dos tipos de chaves seguindo a ordem de preferência abaixo:


 Chave de cachimbo.
 Chave de boca.
 Chave tubular.
 Chave aberta.
Os encaixes das chaves devem ser fixados totalmente nas porcas, para se evitar que as
mesmas se soltem, observando-se sempre o tamanho correto da chave.

6.3.1.6 Chaves de Fenda

É proibido o uso da chave de fenda como formão.

A ponteira deve ser mantida, com o formato retangular, sem as bordas arredondadas.

Deve-se usar chave do tamanho apropriado para o parafuso.


SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

9/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

O cabo deve se ajustar à ponteira com firmeza.

Nunca se deve apoiar sobre a chave de fenda, nem exercer mais força do que o necessário.

6.3.1.7 Limas

As limas devem ser mantidas limpas e ter os cabos de dimensões apropriadas para permitir
que sejam seguras com firmeza.

O corte deve ser com o movimento da lima para frente.

Para limar pequenos objetos, deve-se prendê-los com firmeza ou usar um torno de mesa.

6.3.1.8 Serrotes

Os dentes dos serrotes devem estar devidamente “travados” e devem ficar protegidos
quando fora de uso.

O material a ser serrado deve estar firmemente preso e isento de pregos e objetos que
possam obstruir o movimento ou fazer saltar a lâmina.

Ao cortar peças longas, deve-se solicitar ajuda de um auxiliar ou usar uma mesa ou bancada
como suporte.

Ferramentas manuais para trabalhos com eletricidade

Devem ser disponibilizadas ferramentas específicas e adequadas para as atividades com


energia elétrica, devendo possuir isolamento elétrico em suas hastes e empunhaduras.

Estas ferramentas devem possuir identificação de tensão de isolamento impressa de no


mínimo 1.000 volts.

Periodicamente deve ser testado seu isolamento, conforme descrito no procedimento


SGT-PR037.

6.4 LISTAS DE VERIFICAÇÃO

O Prestador de Serviço deve utilizar as Listas de Verificação pré-uso específicas para as


ferramentas, máquinas e equipamentos, conforme referenciados nos anexos a seguir.

Caso não exista uma Lista de Verificação para uma determinada ferramenta, máquina ou
equipamento, o Prestador de Serviço deve elaborar uma nova Lista de Verificação, conforme
modelo utilizado neste procedimento, e encaminhá-la para aprovação e controle de
documento da Gerenciadora, antes do início da atividade.
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

10/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

6.5 CONTROLE DE REGISTROS

Os registros a serem controlados são mostrados na tabela 1 a seguir.

Registro Armazenamento Proteção Recuperação Retenção Disposição/


Descarte
Anexos: A, B, C, Meio físico ou Local seguro Por ordem Conforme Conforme
D, E, F, G, H, I, eletrônico contra cronológica orientação orientação da
J, K, L, M, N e O intempéries e (data) da Liderança Liderança
incêndio
Tabela 1 – Controle de Registros

Nota: Manter a documentação arquivada de forma sistemática, com a finalidade de permitir


o fácil acesso para consultas, auditorias ou fiscalizações.

7.0 RESPONSABILIDADES

7.1 GERENCIADORA

Monitorar a correta execução das inspeções de pré-uso pelo Prestador de Serviço.


Treinar os Prestadores de Serviço na utilização deste procedimento.
Fiscalizar o cumprimento deste procedimento.

7.2 PRESTADOR DE SERVIÇO

Realizar inspeção de pré-uso em máquinas e equipamentos utilizando listas de verificação.


Garantir que todos os usuários responsáveis pelas operações de ferramentas, máquinas e
equipamentos disponham de treinamento e capacitação necessária para realizar suas
atividades.
Definir ferramentas, máquinas ou equipamentos apropriados por tipo de atividade.
Garantir que o local onde a tarefa for executada esteja ergonomicamente adequado para o
executante.
Cumprir este procedimento e comunicar qualquer situação adversa à Gerenciadora.
Prover recursos a fim de solucionar as condições de riscos detectadas.

ANEXOS

Os anexos deste documento são uma referência e apresentam requisitos mínimos de


conteúdo a serem atendidos.

ANEXO A – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-


USO PARA BETONEIRA
ANEXO A - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA BETONEIRA.xls
(1 página)
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

11/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

ANEXO B – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-


USO PARA COMPRESSOR
ANEXO B - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA COMPRESSOR.xls
(2 páginas)
ANEXO C – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA DRAGAS
ANEXO C - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA DRAGAS.xls
(1 página)
ANEXO D – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA GERADOR
ANEXO D - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA GERADOR.xls
(2 páginas)
ANEXO E – LISTA DE VERIFICAÇÃO PRÉ-USO
PARA SERRA CLIPER
ANEXO E – LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA SERRA CLIPER.xls
(2 Páginas)
ANEXO F – LISTA DE VERIFICAÇÃO PRÉ-USO
PARA PARAFUSADEIRA
ANEXO F – LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA PARAFUSADEIRA.xls
(2 Páginas)
ANEXO G – LISTA DE VERIFICAÇÃO PRÉ-USO
PARA FERRAMENTAS MANUAIS DIVERSAS
ANEXO G – LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA FERRAMENTAS MANUAIS DIVERSAS.xls
(5 Páginas)
ANEXO H – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA MOTOSSERRA
ANEXO H - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA MOTOSERRA.xls
(2 páginas)
ANEXO I – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-USO
PARA PERFURATRIZ
ANEXO I - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA PERFURATRIZ.xls
(2 páginas)
ANEXO J – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA SISTEMAS DE BOMBEAMENTO
ANEXO J - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA SISTEMAS DE BOMBEAMENTO.xls
(2 páginas)
ANEXO K – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA TIFOR
ANEXO K - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA TIFOR.xls
(1 página)
ANEXO L – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA VIBRADOR DE CONCRETO
ANEXO L - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA VIBRADOR DE CONCRETO.xls
(2 páginas)
SISTEMA DE GERENCIAMENTO
TRIADD CONSULTING
TITULO Nº PÁGINA

12/12
INSPEÇÃO PRÉ-USO DE FERRAMENTAS, MÁQUINAS E SGT-PR 019 REV.
EQUIPAMENTOS
0

ANEXO M – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-


USO PARA VIBROACABADORA
ANEXO M - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA VIBROACABADORA.xls
(2 páginas)
ANEXO N – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA BATE ESTACA E ESTACA RAÍZ
ANEXO N - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA BATE ESTACA E ESTACA RAIZ.xls
(2 páginas)
ANEXO O – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE PRÉ-
USO PARA ROÇADEIRA
ANEXO O - LISTA DE Formato: Microsoft Excel
VERIFICAÇÃO PRÉ-USO PARA ROÇADEIRA.xls
(2 páginas)

CONTRIBUIÇÕES E SUGESTÕES
. Você também pode contribuir enviando críticas e sugestões sobre os documentos do SGT para o
endereço eletrônico sgt@triaddsonsulting.com.br