Você está na página 1de 16

Função de segurança: Monitoração de porta

Produtos: SensaGuard™/GSR DI
Classificação de segurança: PLe, Cat. 4 para EN ISO 13849.1 2008
Sumário
Introdução 3

Informações importantes do usuário 3

Realização da função de segurança 4

Informações gerais de segurança 5

Ajuste e fiação 7

Configuração 9

Cálculo do nível de desempenho 10

Plano de verifi cação e de validação 13

Recursos adicionais 16
3

Introdução
Esta observação de aplicação de função de segurança explica como fazer a fiação
e configuração de um intertravamento SensaGuard sem contato e uma parada de
emergência como dispositivos de entrada, um GSR DI como controle/lógica e dois
contatores de segurança 100S como os dispositivos de saída para criar um sistema
de segurança integrado.

Informações importantes do usuário


Equipamento de estado sólido possui características operacionais diferentes daquelas do
equipamento eletromecânico. As Orientações de segurança para Aplicação, Instalação e
Manutenção de Controles de estado sólido (publicação SGI-1.1 disponível no escritório de vendas
local Rockwell Automation® ou online no endereço http://www.rockwellautomation.com/literature)
descrevem algumas diferenças importantes entre equipamento de estado e dispositivos
eletromecânicos conectados. Devido à esta diferença e também porque uma ampla variedade
de usos para equipamento de estado sólido, todas as pessoas responsáveis pela aplicação deste
equipamento devem ter certeza de que cada aplicação desejada deste equipamento é aceitável.
Em nenhuma circunstância a Rockwell Automation, Inc. se responsabilizará ou assumirá danos
indiretos ou consequentes que resultem do uso ou aplicação deste equipamento.
Os exemplos e diagramas neste manual estão inclusos apenas para fins de ilustração. Devido
às diversas variáveis e especificações associadas à qualquer instalação em particular, a
Rockwell Automation, Inc. não assumirá a responsabilidade ou obrigação pelo uso real com
base nos exemplos e diagramas.
A Rockwell Automation, Inc., não assume nenhuma obrigação patente com relação ao uso das
informações, circuitos, equipamentos ou software descritos neste manual.
A reprodução do conteúdo deste manual, ao todo ou em parte, sem o consentimento escrito da
Rockwell Automation, Inc., é proibido.
4

Realização da função de segurança: Avaliação de risco


O nível de desempenho requerido é o resultado de uma avaliação de risco e refere-se ao volume
de redução de risco a ser executada pelas partes relacionadas à segurança do sistema de controle.
Parte do processo de redução de risco é determinar as função de segurança da máquina. Para os fins
deste documento, presumimos que o nível de desempenho necessário seja PLe, Categoria 4. Um
sistema de segurança que alcança PLe, Categoria 4, ou superior, pode ser considerado um controle
confiável.

De: Avaliação de risco (ISO 12100)

1 Identificação das funções de segurança

2 Especificação das características de cada função de segurança

Determinação do PL (PLr) necessário para


3
cada função de segurança

A: Realização e PL Avaliação

Função de intertravamento de segurança


Esta observação de aplicação de função de segurança fornece duas funções de segurança:

1. Uma função de monitoração de porta – a remoção da alimentação do perigo quando o sistema


de segurança detecta que a porta foi aberta.

2. Uma função de parada de emergência – a remoção da alimentação do perigo quando o sistema


de segurança detecta que a parada de emergência foi ativada.

Especificações funcionais de segurança


A abertura de uma porta de proteção irá parar e impedir o movimento perigoso pela remoção da
alimentação do motor. Mediante o fechamento da porta, o movimento perigoso e a alimentação
do motor não serão retomados até que uma ação secundária (botão reset pressionado e liberado)
ocorra. A pressão do botão de parada de emergência irá parar e impedir o movimento perigoso pela
remoção da alimentação do motor. O motor para por inércia: uma parada categoria 0. Mediante a
liberação da parada de emergência, o movimento perigoso e a alimentação do motor não serão
retomados até que uma ação secundária (botão reset pressionado e liberado) ocorra. Falhas
na chave de intertravamento da porta, terminais de fiação ou controlador de segurança serão
detectadas antes da próxima solicitação de segurança. As funções de segurança nesse exemplo são
capazes de conectar e interromper a alimentação aos motores classificados em até 9 A, 600 Vca.
Ambas as funções de segurança cumprirão as especificações (PLr) nível de desempenho “e”, para a
categoria 4 (PLe, Cat 4), conforme a ISO 13849-1, e SIL3 conforme IEC 62061, e operação de controle
confiável conforme ANSI B11.19.
5

Em todo este manual, quando necessário, usamos observações para informá-lo sobre
considerações de segurança.

Advertência: Identifica informações sobre práticas ou circunstâncias que podem


causar uma explosão em uma área classificada, o que pode levar a ferimentos pessoais
ou morte, prejuízos a propriedades ou perda econômica.

Identifica informações que são críticas para uma aplicação correta e para conhecer
IMPORTANTE o produto.

Atenção: Identifica informações sobre práticas ou circunstâncias que podem levar a


ferimentos pessoais ou morte, prejuízos a propriedades ou perda econômica. Atenções
ajudam a identificar um perigo, evitar um perigo e reconhecer a consequência.

Perigo de choque: As etiquetas podem estar no equipamento ou dentro dele, por


exemplo, um inversor ou motor, para alertar as pessoas sobre a possível presença de
tensão perigosa.

Perigo de queimadura: As etiquetas podem estar no equipamento ou dentro dele,


por exemplo, um inversor ou motor, para alertar as pessoas que as superfícies podem
atingir temperaturas perigosas.

Informações gerais de segurança


Entre em contato com a Rockwell Automation para saber mais sobre nossos serviços
de avaliação de risco de segurança.

Este exemplo de aplicação é para usuários avançados e pressupõe que você é


IMPORTANTE treinado e experiente em especificações de sistema de segurança.

Atenção: Uma avaliação de risco deve ser realizada para certificar-se de que todas
as tarefas e combinações perigosas foram identificadas e endereçadas. A avaliação de
risco pode necessitar de circuitos adicionais para reduzir o risco a um nível tolerável.
Os circuitos de segurança devem levar em consideração os cálculos de distância segura
os quais não são parte do escopo deste documento.
6

Descrição funcional de segurança


Função de monitoração da porta: Quando a porta é aberta, o SensaGuard desliga suas saídas
OSSD. O GSR DI responde ao desligamento das saídas SensaGuard abrindo seus contatos de
segurança (13 a 14 e 23 a 24) desenergizando as bobinas de K1 e K2. Com a alimentação removida,
o movimento perigoso para por inércia (parada de categoria 0). O movimento perigoso não pode
ser iniciado até que a porta seja fechada, e então o botão de reset seja pressionado e liberado.

Função de parada de emergência: As saídas com pulso do GSR DI (terminais S11 e S21) são
conectadas separadamente através dos dois contatos de parada de emergência aos terminais de
entrada S12 e S22 respectivamente. Quando a parada de emergência é pressionada, estes dois
circuitos são interrompidos. O GSR DI responde a esta interrupção do circuito pela abertura dos seus
contatos de segurança (13 a 14 e 23 a 24) desenergizando as bobinas de K1 e K2. Com a alimentação
removida, o movimento perigoso para por inércia (parada de categoria 0). O movimento perigoso
não pode ser iniciado até que a parada de emergência seja liberada, e então o botão de reset seja
pressionado e liberado.
7

Lista de materiais

Código de catálogo Descrição Quantidade


Estação de parada de emergência de gabinete de 1 furo 800F, plástico,
800F-1YP3 1
PG, do tipo girar para destravar 40 mm, não iluminada, 2 N.F.
SensaGuard, plástico com trava integrada, 2 x PNP, 0,2 A, saída de
440N-Z21SS3PA 1
segurança máxima, cabo de 3 m
Botão pulsador 800F – metal, protegido, azul, R, instalação de trava de
800FM-G611MX10 1
metal, 1 contato N.A. – Reset
Relé de segurança Guardmaster, 2 entradas universais de canal duplo,
440R-D22R2 1
1 saída auxiliar de estado sólido N.F.
100S-C09ZJ23C Contator de segurança MCS 100S-C, 9 A, 24 Vcc 2

Ajuste e fiação
Para informações detalhadas sobre a instalação e a fiação, consulte os manuais do produto listados
em Recursos adicionais.

Características gerais do sistema


O SensaGuard monitora suas saídas OSSD para fios frouxos, fiação com curto-circuito para 24 V,
fiação com curto-circuito para GND e falhas de canal cruzado. Quando uma falha for detectada,
o SensaGuard responde desligando ambas as suas saídas OSSD. O SensaGuard não ligará as suas
saídas OSSD novamente até que as falhas sejam corrigidas e a porta, fechada. Em alguns casos,
depois que a falha for corrigida, o SensaGuard deve ser desligado e ligado antes que possa ligar
suas saídas OSSD.
As saídas com pulso do GSR DI (terminais S11 e S21) são conectadas separadamente através dos dois
contatos de parada de emergência aos terminais de entrada S12 e S22 respectivamente. Isto habilita
o GSR DI para detectar fios frouxos, falha de contato fechada, curto para 24 V, curto para GND e
falhas de canal cruzado. O GSR DI responde a falhas abrindo seus contatos de segurança (13 a 14
e 23 a 24) desenergizando as bobinas de K1 e K2. O GSR DI não pode ser reiniciado até que a falha
seja removida. Em alguns casos, a parada de emergência pode precisar ser pressionada e liberada
antes que o GSR DI possa ser reinicializado. Depois de algumas falhas, o GSR DI deve ser desligado
e ligado, uma vez que a falha tenha sido apagada, antes que possa ser reinicializado.
O GSR DI se automonitora em busca de quaisquer falhas internas. Quando uma falha é detectada, o
GSR DI responde abrindo seus contatos de segurança (13 a 14 e 23 a 24) desenergizando as bobinas
de K1 e K2. Algumas falhas internas podem ser apagadas desligando e ligando o GSR DI. Em outros
casos, o GSR DI deve ser substituído.
O GSR DI monitora os contatores 100S para contatos soldados através de dois contatos NF em série,
um de cada 100S, em seu circuito de reset. Se um contato de um 100S estiver soldado, o contato NF
é mantido aberto, interrompendo o circuito de reset.
8

Esquema elétrico
9

Configuração
10

Cálculo do nível de desempenho


Quando configuradas corretamente, as três funções de segurança neste projeto alcançam o PLr
de PLd, (Cat. 4) ou superior.
As Especificações de segurança funcional do projeto pedem um Nível de desempenho no PLd
(mínimo) e uma estrutura Cat 3 (mínima). Um PFHd inferior a 1.0 E-06 para toda a função de
segurança é necessário para PLd.

Os dados de segurança funcional da função de segurança de monitoração da porta são:

Os dados de segurança funcional da função de segurança de parada de emergência são:

A função de segurança de monitoração de porta pode ser modelada como a seguir:


11

Os dados de segurança funcional para o subsistema de entrada SensaGuard são:

Os dados de segurança funcional para o subsistema de lógica GSR DI são:

Os dados de segurança funcional para o subsistema de saída 100S são:

A função de segurança de parada de emergência pode ser modelada como a seguir:


12

Os dados de segurança funcional para o subsistema de entrada de parada de emergência são:

Os dados de segurança funcional para o subsistema de lógica GSR DI são:

Os dados de segurança funcional para o subsistema de saída 100S são:

Observe que os dados de parada de emergência e dos contatores de segurança incluem os


dados MTTFd, DCavg e CCF. Isto é porque eles são dispositivos eletromecânicos. As avaliações de
segurança funcional dos dispositivos eletromecânicos incluem a frequência com que são operados,
se são efetivamente monitorados para falhas e se estão especificados e instalados corretamente.
O SISTEMA calcula o MTTFd usando os dados B10d fornecidos para os contatores juntamente
com a frequência estimada de uso inserida durante a criação do projeto SISTEMA. Este exemplo de
aplicação considera que a parada de emergência seja operada ou testada uma vez por dia, ou seja,
365 vezes por ano.
O DCavg (99%) para os contatores foi selecionado a partir da tabela de dispositivo de saída de EN
ISO 13849-1 Anexo E. “Monitoração direta”.
O DCavg (99%) para a parada de emergência foi selecionado a partir da tabela de dispositivo de
entrada de EN ISO 13849-1 Anexo E. “Monitoração cruzada”.
13

O valor (CCF) é gerado usando o processo de pontuação descrito no Anexo F de ISO 13849-1. O
processo completo de classificação CCF deve ser realizado quando realmente for implementada
uma aplicação. Uma pontuação mínima de 65 pontos deve ser obtida. Um CCF de 65 foi inserido
para fins práticos em cada caso. Os cálculos são baseados em uma operação da porta de proteção
de segurança por hora; consequentemente, 8760 operações de contatores por ano.
As medidas contra a falha de causa comum (CCF) são quantificadas usando o processo de
pontuação descrito no Anexo F de ISO 13849-1. Para fins de cálculo de PL, a classificação 65
necessária para atender a especificação CCF é considerada como sendo atingida. O processo
completo de classificação CCF deve ser realizado ao implementar este exemplo.

Plano de verificação e de validação


Verificação e validação desempenham um importante papel para evitar falhas por todo o
projeto de sistema de segurança e o processo de desenvolvimento. ISO/EN 13849-2 estabelece
as especificações para verificação e validação. Ele pede um plano documento para confirmar
que todas as Especificações funcionais de segurança foram atendidas.
Verificação é uma análise do sistema de controle de segurança resultante. O Nível de desempenho
(PL) do sistema de controle de segurança é calculado para confirmar se ele atende o Nível de
desempenho (PLr) necessário especificado. A ferramenta de software SISTEMA é geralmente usada
para desempenhar cálculos e auxiliar no cumprimento das especificações da ISO 13849-1.
Validação é um teste funcional do sistema de controle de segurança para demonstrar que ele
atende as especificações da função de segurança. O sistema de controle de segurança é testado
para confirmar se todas as saídas relacionadas à segurança respondem apropriadamente às suas
correspondentes entradas relacionadas à segurança. O teste funcional deve incluir condições de
operação normal além de falha em potencial dos modos de falha. Geralmente é usada uma lista
de verificação para documentar a validação do sistema de controle de segurança.
Antes de validar o sistema do relé de segurança GSR, é necessário confirmar se o relé GSR foi
configurado e se a fiação foi feita de acordo com as instruções de instalação.
14

Lista de validação e verificação da função de segurança de monitoração de porta GSR


Informações gerais da máquina
Nome da máquina/Número do modelo
Número de série da máquina
Nome do cliente
Data de teste
Nome(s) do(s) testador(es)
Número de diagrama esquemático
Modelo de relé de segurança Guardmaster
Verificação da fiação de segurança e da configuração do relé
Etapa do Verificação Aprovar/ Alterações/
teste Reprovar Modificações
Verifique visualmente que o circuito do relé de segurança tem a fiação como documentado nos esquemas.
Verifique visualmente que os ajustes de parâmetro de chave rotativa do relé de segurança estão corretos conforme a documentação.
Verificação de operação normal – O sistema de relé de segurança responde adequadamente a todos os comandos normais de partida, parada, parada de emergência e reset
Etapa do Verificação Aprovar/ Alterações/
teste Reprovar Modificações
Inicie um comando de partida. Ambos os contatores devem energizar para uma condição de operação normal da máquina. Verifique a
indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Inicie um comando de parada. Ambos os contatores devem desenergizar para uma condição de parada normal da máquina. Verifique a
indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Durante a operação, abra a porta de proteção monitorada. Ambos os contatores devem desenergizar e abrir para uma condição de parada
de segurança normal. Verifique a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para todas as
portas de proteção.
Durante a parada, com a porta de proteção aberta, inicie um comando de partida. Ambos os contatores devem permanecer desenergizados
e abertos para uma condição de segurança normal. Verifique a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de
segurança. Repita para todas as travas de porta.
Inicie um comando de reset. Ambos os contatores devem permanecer desenergizados. Verifique a indicação de status adequado da
máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Verificação de operação anormal – O sistema de relé de segurança responde adequadamente a todas as falhas previsíveis com o diagnóstico correspondente.
Testes de entrada de monitoração de porta
Etapa do Validação Aprovar/ Alterações/
teste Reprovar Modificações
Durante a operação, remova a fiação do canal 1 do relé de segurança. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique a indicação de
status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para o canal 2.
Durante a operação, crie um curto no canal 1 do relé de segurança para +24 Vcc. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique a
indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para o canal 2.
Durante a operação, crie um curto no canal 1 do relé de segurança para (–) 0 Vcc. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique a
indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para o canal 2.
Durante a operação, crie um curto nos canais 1 e 2 do relé de segurança. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique a indicação de
status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Testes GSR Logic Solver
Etapa do Validação Aprovar/ Alterações/
teste Reprovar Modificações
Durante a operação, remova a conexão de segurança de fiação simples entre dois relés de segurança adjacentes no sistema. Todos os
contatores devem desenergizar. Verifique a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita
para todas as conexões de segurança. Este teste não é aplicável para circuitos de relé simples.
Durante a operação, gire a chave rotativa da lógica no relé de segurança. Todos os contatores devem permanecer desenergizados. Verifique
a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para todos os relés de segurança no sistema.
Testes de saída do contator de segurança
Etapa do Validação Aprovar/ Alterações/
teste Reprovar Modificações
Durante a operação, remova a realimentação do contator do relé de segurança. Todos os contatores devem permanecer energizados. Inicie
um comando de parada seguido de um comando de reset. O relé não deve reiniciar nem rearmar. Verifique a indicação de status adequado
da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
15

Lista de validação e verificação da função de segurança de parada de emergência GSR


Informações gerais da máquina
Nome da máquina/Número do modelo
Número de série da máquina
Nome do cliente
Data do teste
Nome(s) do(s) testador(es)
Número de diagrama esquemático
Modelo do relé de segurança Guardmaster
Verificação da fiação de segurança e da configuração do relé
Etapa do teste Verificação Aprovar/ Alterações/
Reprovar Modificações
Verifique visualmente que o circuito do relé de segurança está conectado como documentado nos esquemas.
Verifique visualmente que os ajustes de parâmetro de chave rotativa do relé de segurança estão corretos conforme a documentação.
Verificação de operação normal – O sistema de relé de segurança responde adequadamente a todos os comandos normais de partida, parada, parada de emergência e reset
Etapa do teste Verificação Aprovar/ Alterações/
Reprovar Modificações
Inicie um comando de partida. Ambos os contatores devem energizar para uma condição de operação normal da máquina. Verifique
a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Inicie um comando de parada. Ambos os contatores devem desenergizar para uma condição de parada normal da máquina. Verifique
a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Durante a operação, pressione o botão parada de emergência. Ambos os contatores devem desenergizar e abrir para uma condição de
segurança normal. Verifique a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para todos
os botões pulsadores de parada de emergência.
Durante a parada, pressione o botão pulsador de parada de emergência, inicie um comando de partida. Ambos os contatores devem
permanecer desenergizados e abertos para uma condição de segurança normal. Verifique a indicação de status adequado da
máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para todos os botões pulsadores de parada de emergência.
Inicie um comando de reset. Ambos os contatores devem permanecer desenergizados. Verifique a indicação de status adequado da
máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Verificação de operação anormal – O sistema de relé de segurança responde adequadamente a todas as falhas previsíveis com o diagnóstico correspondente.
Testes de entrada de parada de emergência
Etapa do teste Validação Aprovar/ Alterações/
Reprovar Modificações
Durante a operação, remova a fiação do canal 1 do relé de segurança. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique a indicação
de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para o canal 2.
Durante a operação, crie um curto no canal 1 do relé de segurança para +24 Vcc. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique
a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para o canal 2.
Durante a operação, crie um curto no canal 1 do relé de segurança para (–) 0 Vcc. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique
a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para o canal 2.
Durante a operação, crie um curto nos canais 1 & 2 do relé de segurança. Ambos os contatores devem desenergizar. Verifique a
indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Testes GSR Logic Solver
Etapa do teste Validação Aprovar/ Alterações/
Reprovar Modificações
Durante a operação, remova a conexão de segurança de fiação simples entre dois relés de segurança adjacentes no sistema. Todos
os contatores devem desenergizar. Verifique a indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
Repita para todas as conexões de segurança. Este teste não é aplicável a circuitos de relé simples.
Durante a operação, gire a chave rotativa da lógica no relé de segurança. Todos os contatores devem permanecer desenergizados. Verifique a
indicação de status adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança. Repita para todos os relés de segurança no sistema.
Testes de saída do contator de segurança
Etapa do teste Validação Aprovar/ Alterações/
Reprovar Modificações
Durante a operação, remova a realimentação do contator do relé de segurança. Todos os contatores devem permanecer energizados.
Inicie um comando de parada seguido de um comando de reset. O relé não deve reiniciar nem rearmar. Verifique a indicação de status
adequado da máquina e a indicação do LED do relé de segurança.
16

Recursos adicionais
Para mais informações sobre os produtos usados neste exemplo consulte estes recursos.

Documento Pub. Núm. Descrição


Instruções de instalação da chave de travamento de proteção 440G-IN007 Como instalar, comissionar, operar e manter o 440G-TZS21UPRH

Instruções de instalação do relé de segurança Guardmaster 10000175129 Como instalar, comissionar, operar e manter os relés de segurança 440R-D22R2

Guia de localização de falhas do relé de segurança Guardmaster 440R-TG002 Como localizar as falhas nos relés de segurança 440RD22R2

Instruções de instalação do relé de expansão Guardmaster 440R-IN045 Como instalar, comissionar, operar e manter o relé de expansão 440R-EM4R2D

Guia de localização de falhas do relé de expansão Guardmaster 440R-TG001 Como instalar, comissionar, operar e manter o relé de expansão 440R-EM4R2D
Características gerais dos produtos de segurança, especificações de produto e exemplos
Catálogo de produtos de segurança S117-CA001A
de aplicação
Manual do usuário do GuardShield tipo 4 440L-UM003 Como instalar, operar e manter as cortinas de luz de proteção 440L

Relés de segurança Guardmaster da próxima geração SAFETY-WD001 Descrições funcionais, orientação e fiação para relés de segurança
Instruções de instalação da chave de proteção de intertravamento
440K-IN008 Como instalar, configurar, comissionar, operar e manter as chaves de intertravamento MT-GD2
para aplicação pesada
Como instalar, configurar, comissionar, operar e manter as chaves de intertravamento
Instruções de instalação da chave de intertravamento Trojan T15 440K-IN003
Trojan T15
Folheto de chaves de intertravamento de segurança EUSAFE-BR001 Características gerais de chaves de intertravamento

Instruções de instalação do relé de segurança Guardmaster SI 440R-IN042 Como instalar, configurar, comissionar, operar e manter os relés de segurança GSR SI

Guia de seleção dos relés de segurança Guardmaster 440R-SG001 Características gerais dos relés de segurança Guardmaster

Instruções de instalação do sensor fotoelétrico RightSight 42EF-IN003 Como instalar, comissionar, operar e manter os sensores fotoelétricos 42EF

Manual do usuário do módulo de controle MSR42 440R-UM008 Como instalar, comissionar, operar e manter os sistemas MSR42
Manual do usuário do módulo de expansão do relé de segurança
440R-UM007 Como instalar, comissionar, operar e manter o módulo de expansão MSR45E
MSR45E
Instruções de instalação com código único da trava integrada
440N-IN011 Como instalar, comissionar, operar e manter o SensaGuard
SensaGuard
Instruções de instalação de guarda e botão touchscreen 800Z-IN001-MU Como instalar o botão touchscreen 800Z

Folheto da família Zero-Force Touch Buttons 800Z-BR002 Folheto que descreve todos os botões de palma 800Z

Instruções de instalação dos relés de segurança MSR12T MINOTR-IN010 Como instalar, configurar, comissionar, operar e manter os relés de segurança MSR12T

Instruções de instalação do relé de segurança Guardmaster 440R-IN042 Como instalar, comissionar, operar e manter os relés de segurança 440R-S12R2

Você pode visualizar ou fazer download das publicações no endereço http://www.rockwellautomation.com/literature. Para solicitar
cópias impressas da documentação técnica, entre em contato com seu distribuidor local Allen-Bradley® ou representante
de vendas Rockwell Automation.
Para mais informações sobre os
recursos de função de segurança, visite:
discover.rockwellautomation.com/safety
Rockwell Automation, Allen-Bradley, GuardLogix, RSLogix 5000, CompactLogix, Stratix 2000, e POINT Guard I/são marcas comerciais da Rockwell Automation, Inc.
As marcas comerciais que não pertencem à Rockwell Automation são propriedade de suas respectivas empresas.

Publicação SAFETY-AT069B-PT-E – Janeiro de 2013 Copyright © 2013 Rockwell Automation, Inc. Todos os direitos reservados.