Você está na página 1de 10

Lentes Esféricas

LENTE é qualquer porção de um meio transparente, homogêneo e


isótropo, limitado por duas superfícies dióptricas, dos quais pelo menos uma é
curva. As superfícies dióptricas constituem as faces da lente. Dizemos que uma
lente é delgada quando sua espessura é desprezível em comparação com os raios
de suas faces.

As lentes classificam-se da seguinte maneira:

Lentes Convergentes - Bordas finas

Lentes Divergentes - Bordas grossas

Página 1
com Prof. Vasco
Centro óptico (O) de uma lente é o ponto pertencente ao eixo principal por
onde incide um raio luminoso que se refrata sem sofrer desvio.

Foco objeto principal (F) é a posição do eixo principal onde deve ser
disposto o objeto, para que a imagem seja imprópria.

Foco imagem principal (F’) é a posição do eixo principal onde se forma a


imagem conjugada de um objeto impróprio.

Em uma lente, as distâncias focais objeto (f) e imagem (f’) são iguais.

Página 2
com Prof. Vasco
Pontos antiprincipais: são os pontos A e A’ pertencentes ao eixo principal,
simétricos em relação ao eixo da lente, distantes do centro óptico de 2f (= dobro
da distância focal).

Construção Gráfica de Imagens


Lentes Convergentes

CARACTERÍSTICAS DA
POSIÇÃO DO OBJETO
IMAGEM
– real
– invertida
1 antes do ponto anti-principal do objeto
– menor que o objeto
– entre Fi e Ai
– real
– invertida
2 no ponto antiprincipal objeto
– mesmo tamanho
– no ponto Ai
– real
entre o ponto anti-principal objeto e o foco – invertida
3
objeto – maior que o objeto
– além de Ai
4 no foco objeto imagem imprópria
– virtual
5 entre o foco objeto e a lente – direita
– maior
6 no infinito (=raios inci-dentes paralelos) no foco imagem

(1)

Página 3
com Prof. Vasco
(2)

(3)

(4)

(5)

Página 4
com Prof. Vasco
OBSERVAÇÕES:
a) O caso n.º 1 corresponde à imagem formada por uma câmera fotográfica,
o olho humano ou uma filmadora.
b) O caso n.º 3 corresponde à imagem produzida por projetores, tanto de
"slides", como de filmes.
c) O caso n.º 5 corresponde à imagem produzida por uma lupa (= lente de
aumento).
d) O caso n.º 6 corresponde à imagem produzida pela lente convergente
quando voltada para o Sol.

Lente Divergente

Equação de Gauss:

1 1 1
  f(+): lente convergente
f(–): lente divergente
f p p'

Aumento Linear Transversal:

i p'
A  i(+): imagem direita
i(–): imagem invertida
o p

Convergência (= vergência = grau da lente) de uma lente é igual ao inverso


de sua distância focal. Sua unidade de medida é chamada dioptria (di), definida
pelo inverso do metro (di = m-1).

1
C C(+): lente convergente
C(–): lente divergente
f

Página 5
com Prof. Vasco
TREINANDO PARA O ENEM
1. Um objeto está colocado a 2 m de distância de uma lente delgada convergente,
com distância focal de 0,4 m. A distância da imagem do objeto até a lente vale, em
metros:
a) 2,5
b) 2,0
c) 0,8
d) 0,5
e) 0,2

2. Os meios (1) e (2) da figura estão separados por uma lente plano-convexa de
vidro, cujo índice de refração é 1,5. Quando os meios (1) e (2) forem o ar, de índice
de refração 1,0, o feixe de luz paralelo ao eixo da lente que incide a partir do meio
(1), converge para o foco “F”, no meio (2). Se um dos meios for substituído por
água, com índice de refração 1,3, pode-se afirmar que

a) com água em (1) e ar em (2), F se afasta da lente.


b) com água em (1) e ar em (2), F se aproxima da lente.
c) com água em (1) e ar em (2), F não se altera.
d) com ar em (1) e água em (2), F não se altera.
e) com ar em (1) e água em (2), F se aproxima da lente.

3. A figura representa um objeto colocado a duas distâncias focais de uma lente


esférica delgada e convergente. A imagem desse objeto é:
a) real, invertida e igual.
b) real, direita e menor.
c) virtual, direita e maior.
d) virtual, invertida e igual.
e) virtual, direita e menor.

4. Uma receita de óculos indica uma lente de 0,25 dioptrias de convergência. Isso
significa que será confeccionada uma lente com distância focal, em metros, de:
a) 0,25
b) 0,50
c) 2,00
d) 2,50
e) 4,00

5. A imagem da chama de uma vela formada por uma lente é invertida e duas vezes
maior que a chama. Sendo assim, conclui-se que:
a) a lente é divergente.
b) a distância objeto-lente é menor que a distância focal.
c) a distância objeto-lente é o dobro da distância focal.
d) a distância objeto-lente é a metade da distância lente-imagem.
e) o objeto localiza-se no foco da lente.

Página 6
com Prof. Vasco
6. Têm-se um objeto luminoso situado num dos focos principais de uma lente
convergente. O objeto afasta-se da lente, movimentando-se sobre o seu eixo
principal.
Podemos afirmar que a imagem do objeto, à medida que ele se movimenta:
a) cresce continuamente.
b) passa de virtual para real.
c) afasta-se cada vez mais da lente.
d) aproxima-se do outro foco principal da lente.
e) passa de real para virtual.

7. Um objeto real (O) está colocado diante de uma lente convergente (L) imersa no
ar. A imagem desse objeto se forma atrás da lente, na posição P assinalada na figura.
Quando se afasta o objeto da lente (posição R), a imagem se aproxima da lente
(posição Q). Comparando-se as imagens formadas em P e Q, verifica-se que:

a) o tamanho da imagem em P é maior do que em Q.


b) os tamanhos são iguais.
c) ambas são virtuais.
d) a imagem em P é real e em Q é virtual.
e) a imagem em P é invertida e em Q é direita.

8. Um objeto óptico fornece uma imagem virtual, maior e direita, de um corpo


luminoso real. Em relação a esse objeto óptico, é correto afirmar que:
a) se for espelho, ele é convexo.
b) se for uma lente, ela é divergente.
c) se for um espelho côncavo, o corpo luminoso estará sobre o centro de curvatura.
d) se for uma lente convergente, o corpo estará sobre o foco.
e) pode ser uma lente, sendo utilizada como lupa.

9. Uma lente é utilizada para projetar em uma parede a imagem de um slide,


ampliada 4 vezes em relação ao tamanho original do slide. A distância entre a lente
e a parede é de 2m.
O tipo de lente utilizado e sua distância focal, em cm, são, respectivamente:
a) divergente; 200
b) convergente; 40
c) divergente; 40
d) divergente; 25
e) convergente; 25

10. Uma lente possui uma convergência de + 4 dioptrias. A distância focal, desta
lente vale, em cm:
a) 40
b) 4,0
c) 16
d) 25
e) 20

Página 7
com Prof. Vasco
11. Um estudante utiliza uma lente delgada convergente de +10di para observar
um inseto que está a 5 cm da lente. Se o inseto tem 0,5 cm de comprimento, o seu
comprimento observado através da lente, em cm, é:
a) 2,5
b) 2,0
c) 1,5
d) 1,0
e) 0,5

12. Um instrumento óptico é constituído de duas lentes justapostas de distâncias


focais -20cm e +10cm. Pode-se afirmar que a convergência dessa associação, em
dioptrias, é:
a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

13. Na figura estão representados um objeto e uma lente divergente delgada.


Aproximadamente em que ponto do eixo óptico vai se formar a imagem conjugada
pela lente?

a) A b) B
c) d) D e) E

14. Um objeto é observado através de um lupa. Nesse caso, o tipo de lente usado,
a posição correta do objeto e o tipo da imagem formada são, respectivamente:
a) convergente, entre a lente e o foco, real.
b) convergente, entre a lente e o foco, virtual.
c) convergente, além do foco, virtual.
d) divergente, entre a lente e o foco, virtual.
e) divergente, além do foco, real.

15. A construção gráfica, abaixo, mostra a imagem de um objeto real, dada por um
sistema ótico. O sistema ótico é:

a) uma lente convergente.


b) uma lente divergente.
c) um espelho côncavo.
d) um espelho convexo.
e) um prisma.

Página 8
com Prof. Vasco
16. Uma lente divergente possui 10 cm de distância focal. A convergência da lente
é de:
1
a) di
10
b) 10 di
1
c)  di
10
d) – 10 di
e) 20 di

17. A imagem do Sol formada por uma lente convergente fica a 20cm da lente. Sua
convergência, em dioptria, vale:
a) 2, 5 . 10-2
b) 5,0 . 10-2
c) 2,5
d) 5,0
e) 20

18. Um objeto está sobre o eixo ótico e a uma distância p de uma lente
convergente de distância focal f. Sendo p maior que f e menor que 2f, pode-se
afirmar que a imagem será:
a) virtual e maior que o objeto.
b) virtual e menor que o objeto.
c) real e maior que o objeto.
d) real e menor que o objeto.
e) real e igual ao objeto.

19. Uma receita de óculos indica uma lente de 0,25 dioptrias de convergência. Isso
significa que será confeccionada uma lente com distância focal, em metros, de:
a) 0,25
b) 0,50
c) 2,00
d) 2,50
e) 4,00

20. Na figura estão representados, além do olho do observador, os planos focais


L1 e L2 da lente convergente L. Para que essa lente funcione como uma lente de
aumento, isto é, para que o observador enxergue uma imagem direita e maior que
o objeto, esse objeto deve ser colocado

a) em L1
b) em L2
c) entre L1 e a lente L
d) entre L2 e a lente L
e) à direita de L2

Página 9
com Prof. Vasco
21. O esquema abaixo mostra a imagem projetada sobre uma tela, utilizando um
único instrumento óptico “escondido” pelo retângulo sombreado. O tamanho da
imagem obtida é igual a duas vezes o tamanho do objeto que se encontra a 15 cm
do instrumento óptico.

Nessas condições, podemos afirmar que o retângulo esconde:


a) um espelho côncavo, e a distância da tela ao espelho é de 30 cm.
b) uma lente convergente, e a distância da tela à lente é de 45 cm.
c) uma lente divergente, e a distância da tela à lente é de 30 cm.
d) uma lente convergente, e a distância da tela à lente é de 30cm.
e) um espelho côncavo, e a distância da tela ao espelho é de 45cm.

Gabarito
1D 2C 3A 4E 5D 6D 7A 8E 9B 10D
11D 12E 13B 14B 15A 16D 17D 18C 19E 20D
21D

Página 10
com Prof. Vasco