Você está na página 1de 326

D Em A7 D

Em nome do Pai e do Filho, e do Espírito Santo Amém


(A7)(bis)

E7 A A7 D Bm
Em nome do Pai, em nome do Filho, Em nome
A E7 A E7
do Espírito Santo, estamos aqui
A A7 D Bm
Em nome do Pai, em nome do Filho, Em nome
A E7 A A7
do Espírito Santo, estamos aqui.

D E7 C#m F#m Bm
Para louvar e agradecer, bendizer e adorar, estamos aqui
E7 A A7
Senhor ao Teu dispor,
D E7 C#m F#m Bm E7
Para louvar e agradecer, bendizer e adorar, Te aclamar,
A
Deus Trino de amor.

B7 E A E
A nós descei divina luz
B7 E A E
A nós descei divina luz
E7 A Am E C#m
Em nossas almas acendei
F#m B7 E
o amor, o amor de Jesus.

1
(pág. 14 n°8)
D A7
Mãe de Jesus Maria, me empresta por favor o teu
D
coração (bis)
G A7 D
1. O meu é pequeno demais pra levar todo este amor que
Em A7 D
eu tenho para dar ao Teu Jesus.

G A7 D Em
2. O meu é pequeno demais pra dizer aquilo que eu queria
A7 D
pra Jesus de Nazaré.
G A7 D Em
3. O meu vai crescer devagar e se abrir a este amor que eu
A7 D
quero oferecer ao Teu Jesus.

(pág.15 canto da novena)


E B7 A E
1. Ó Virgem Maria, Rainha de amor, tu és a Mãe Santa do
B7 E B7
Cristo Senhor. Perpétuo Socorro, tu és Mãe querida! Teus
A E B7 E
filhos suplicam socorro na vida.

E F#m B7 E B7 E
Ave, Ave, Ave Maria, Ave, Ave, Ave Maria!

E B7 A E
2. Ó Virgem Maria, Rainha de amor, tu és a Mãe Santa do

2
B7 E B7
Cristo Senhor. Nas dores e angústias, nas lutas da vida, tu
A E B7 E
és a Mãe nossa por Deus concedida!

E F#m B7 E B7 E
Ave, Ave, Ave Maria, Ave, Ave, Ave Maria!

(pág. 16 n°5)

Bm A G
Vem Maria vem, vem nos ajudar! Neste caminhar, tão
F#7 Bm
difícil rumo ao Pai (bis)

Bm Em A7
1. Vem querida Mãe nos ensinar, a ser testemunhas do
Bm G Em F#7
amor. Que fez do teu corpo sua morada, que se abriu pra
Bm
receber o Salvador.

Bm Em A7
2. Nós queremos ó Mãe responder, ao amor de Cristo
Bm G Em F#7
Salvador, cheios de ternura colocamos, confiantes em tuas
Bm
mãos esta oração.

(pág.18 n°4)

3
G C D7
1. Santo Antônio, estrela brilhante, de grandeza e luz sem
G B7 Em A7
rival. Sois amparo na vida ao errante desviando-nos da
D D7
senda do mal!

G C G D
Salve, Salve, ó leal padroei ro desta terra que a vós
D7 G C G A7
elegeu! Para serdes o guia ao romei ro que conduz
D C G
desta terra pro céu. Escutai esta prece que escapa
D7 G Em
destes peitos aos céus corre a luz, protegei este povo da
Am G D7 G
Lapa e levai-o afinal a Jesus.

G C D7
2. Junto a Deus nossa causa advogai, fazei-nos alegres
G B7 Em A7
cantar: glória a Deus nosso Rei, nosso Pai e a Jesus para
D D7
sempre louvar!

(pág.21 n°1)
D Bm G E7
1. Cristo quero ser instrumento de tua paz e do teu
A7 D Bm

4
infinito amor. Onde houver ódio e rancor que eu leve a
G E7 A7
concórdia, que eu leve o amor.
G A7 F#m
Onde há ofensa que dói, que eu leve o perdão. Onde
G A7 D
houver a discórdia, que eu leve a união e tua paz.
D Bm G E7
2. Mesmo que haja um só coração que duvida do bem,
A7 D Bm
do amor e do céu. Quero com firmeza anunciar a palavra
G E7 A7
que traz a clareza da fé.
D Bm G E7
3. Onde houver erro Senhor, que eu leve a verdade,
A7 D Bm
fruto de tua luz. Onde houver desespero, que eu leve a
G E7 A7
esperança do teu nome Jesus.
D Bm G E7
4. Onde encontrar um irmão a chorar de tristeza,
A7 D Bm
sem ter voz e nem vez. Quero bem no seu coração semear
G E7 A7
alegria pra florir gratidão.
D Bm G E7
5. Mestre, que eu saiba amar, compreender, consolar
A7 D Bm
e dar sem receber. Quero sempre mais perdoar,
G E7 A7
na conquista e vitória da paz.

(pág.21 n°2)

5
Fm Bbm C Fm
Ainda bem pequenina, entre as irmãs virtuosas toda
C Fm Bbm
manhã, Terezinha ia colher belas rosas. Ia na Igreja rezar
C Fm Bbm Fm
ajoelhada ante a cruz e as rosas depunha no altar
C Fm
consagrado ao divino menino Jesus.
Eb Ab
Terezinha, então fez do coração altar, florido pela
Eb
prece tão sincera ardente.
Ab Eb
Prece fervorosa como a linda rosa. E o olhar da santa
Ab Eb
jamais desviou da cruz e todo o seu amor até morrer foi
Ab
sempre, sempre de Jesus.

F C F C
Santa das rosas, meiga, infantil! Da proteção ao meu
F C
Brasil! Rogai Senhora, Virgem
F D Gm F
Maria, dias de paz e alegria honra e glória o esplendor
C F
da vitória!

Santa Terezinha

6
D B7 Em
1. Santa Terezinha do Menino Jesus,
A7 D
Meiga e pequenina entendeu sua cruz.
D7 G
Santa tão menina pede ao Teu Senhor
D Em A7
Que a gente entenda a lição do amor.
Em A7
Só o amor.

D G D
Só o amor, só o amor
Em D A7 D Em A7
O amor é tudo, viverei o amor. Só o amor

D B7 Em
2. Santa Terezinha de tão belas canções,
A7 D
Reza pela igreja, pelas nossas missões.
D7 G
Santa tão amada pede ao Teu Senhor,
D Em A7
Rosas perfumadas, graças do amor.
Em A7
Só o amor.

D G D
Só o amor, só o amor
Em D A7 D Em A7
O amor é tudo, viverei o amor. Só o amor

7
(pág.21 n°3)

E B7
1. Que nenhuma família comece em qualquer de repente.
F#m E
Que nenhuma família termine por falta de amor. Que o
B7 F#m
casal seja um para o outro de corpo e de mente e que nada
B7 E
no mundo separe um casal sonhador. Que nenhuma
B7 F#m
família se abrigue debaixo da ponte. Que ninguém
B7 E
interfira no lar e na vida dos dois. Que ninguém os
B7 F#m
obrigue a viver sem nenhum horizonte, que eles vivam do
B7 E B7
ontem no hoje e em função de um depois.

E C#m F#m
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E
B7 E
que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.
C#m
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e
F#m E B7
calor e que os filhos conheçam a força que brota do
E B7 E B7
amor. //:Abençoa, Senhor as famílias. Amém!
F#m B7 E
Abençoa , Senhor a minha também://

8
E
2. Que marido e mulher tenham força de amar sem
B7 F#m B7
medida. Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu
E
perdão. Que as crianças aprendam no colo o sentido da
B7 F#m B7 E
vida. Que a família celebre a partilha do abraço e do pão.
B7
Que marido e mulher não se traiam nem traiam seus filhos
F#m B7
Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os
E
dois. Que no seu firmamento a estrela que tem maior
B7 F#m B7
brilho seja firme esperança de um céu aqui mesmo e
E
depois.

E C#m F#m
Que a família comece e termine sabendo onde vai. E
B7 E
que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.
C#m
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e
F#m E B7
calor e que os filhos conheçam a força que brota do
E B7 E B7
amor. //:Abençoa, Senhor as famílias. Amém!

9
F#m B7 E
Abençoa , Senhor a minha também://

(pág.21 n°4)

D G D Bm Em A7
Agora é tempo de ser Igreja, caminhar juntos,
D
participar (bis)

D Bm F#m
1. Somos povo escolhido e na fronte assinalado com o
G Em A7 D
nome do Senhor que caminha ao nosso lado.

D Bm F#m
2. Somos povo em missão, já é tempo de partir é o Senhor
G Em A7 D
quem nos envia em seu nome a servir.

D Bm F#m
3. Somos povo-esperança, vamos juntos planejar. Ser
G Em A7 D
Igreja a serviço e a fé testemunhar.

(pág.21 n°5)

C G7 Am G7 C
1. Entoamos um hino, ajudará nossa lida. Temos no céu
G7 F G7
um Patrono, deu a Deus sua vida!

C Dm G7
São Benedito, intercessor! Negro de fé, alegria e

10
C Dm G7
bondade! Quando vivermos teu amor de Deus virá a
C F G7 C
felicidade. Tua benção, bom protetor!

C G7 Am G7 C
2. A caridade é teu lema, a justiça tua espada. Que teu
G7 F G7
devoto não tema, a provação da estrada.

C G7 Am G7 C
3. De Maria, o servo pedimos a conversão. Santo
G7 F G7
cozinheiro dá-nos sempre o pão.

C G7 Am G7 C
4. De Deus viveu o Projeto, Santo da Oração. Aponta o
G7 F G7
caminho reto aos puros de coração.

(pág.22 n°1)

B7 E A
Glória a Jesus na Hóstia Santa. Que se consagra sobre o
B7 E B F#7 B7
altar, e aos nossos olhos se levanta para o Brasil abençoar.
E B7 E
Que o santo Sacramento que é o próprio Cristo Jesus,
E7 A E F#7
Seja adorado e seja amado nesta terra de Santa
B7 E7 A B7 E C#m F#m

11
Cruz. Seja adorado e seja amado nesta terra
B7 E
de Santa Cruz.

(pág.23 n°4)

B7 E B7 E C#m G#m B7 E
Tão sublime sacramento, adoremos neste altar
B7 E B7 E C#m G#m B7 E
pois o antigo testamento deu ao novo seu lugar
B7 E B7 E A E A B7 E
venha a fé por suplemento, os sentidos completar
B7 E B7 E C#m G#m B7 E
ao eterno pai cantemos e a Jesus o Salvador.
B7 E B7 E C#m G#m B7 E
Ao espírito exaltemos, na trindade eterno amor.
B7 E B7 E A E A B7 E
Ao Deus Uno e Trino demos a alegria do louvor.
A E B7 E
Amém, amém.

(pág. 24 n°15)
D A Bm F#m G D A7
1. Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça.
D A Bm F#m G D A7 D
E tudo mais vos será acrescentado, aleluia, aleluia!

D A Bm F#m G D A7
2. Não só de pão o homem viverá, mas de toda Palavra
D A Bm F#m G D A7 D

12
que procede da boca de Deus, aleluia, aleluia!

D A Bm F#m G D
3. Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o
A7 D A Bm F#m G D A7 D
porquê, não é o servo maior que o Senhor, aleluia, aleluia!

(pág. 25 n°1)

A D E7 A A7
1. Foi lançada uma semente, boa terra encontrou. Do
D E7 A
calvário veio a seiva e no solo se firmou. Foi cuidada com
Bm E7 A F#m Bm
carisma, com amor e devoção. Com trabalho e sacrifício
A E7 A
nasceu o Apostolado da Oração.

A D E7 A A7
2. Hoje somos grande árvore. Fortes ramos a florir. Cristo
D E7 A
é o centro de tudo. Condição e direção. Hoje somos
Bm E7 A F#m Bm
realidade e vivemos em ação. Pois o solo foi fecundo, nós
A E7 A
somos o Apostolado da Oração.

A D E7 A
3. Fale alto nas montanhas, nos valados, nos sertões, na
A7 D E7 A
choupana e nos palácios, aos cativos em prisões. Leve

13
Bm E7 A F#m
avante a liberdade do Sagrado Coração. Numa forma
Bm A E7 A
missionária, raiz do Apostolado da Oração.

(pág. 25 n°2)

G E7 Am D7
1. Senhor meu Deus, quando eu maravilhado, fico a
G D7 G
pensar nas obras de Tuas mãos. No Céu azul de
E7 Am D7 G
estrelas pontilhado, o Teu poder mostrando a criação.

G C G Em
Então minh’alma canta a Ti Senhor, quão grande
Am D7 G D7
és Tu, quão grande és Tu!

G E7 Am D7
2. Quando a vagar nas matas e florestas o passaredo alegre
G D7 G E7 Am
ouço a cantar. Olhando os montes, vales e campinas,
D7 G D7
em tudo vejo o teu poder sem par.

G E7 Am
3. Quando eu medito em seu amor tão grande, seu Filho
D7 G D7 G E7
dando ao mundo pra salvar. Na cruz vertendo o seu
Am D7 G D7
precioso sangue, minh’alma pode assim purificar.

14
G E7 Am D7
4. Quando enfim, Jesus vier em glória e ao lar celeste
G D7 G E7
então me transportar, te adorarei prostrado para
Am D7 G D7
sempre, quão grande és Tu, Jesus hei de cantar.

Santa Terezinha do Menino Jesus

E B7 E
1. Terezinha pequenina do Menino Jesus,
B7 E E7
minha linda Santinha ajoelho-me ante a cruz

A E B7 E E7
Bem humilde venho aqui pra pedir-te uma graça,
A E B7 E
Pois confio muito em Ti e te ofereço esta rosa.

E B7 E
2. É sincero meu desejo, esta graça receber
B7 E E7
neste olhar tão sincero só me resta agradecer.

A E B7 E E7
Do Carmelo és a flor, do céu faz chover rosas,
A E B7
Por Jesus, tão puro amor, derrama em nós bênçãos e
E
graças.
E B7 E
Terezinha pequenina do Menino Jesus,

15
E B7 E
Terezinha pequenina do Menino Jesus,

(pág. 25 n°3)

Dm
Coração de Cristo, coração de homem, coração de
A7 Gm
Deus/ ouve nosso grito, coração querido, somos filhos
Dm
teus.

Dm Gm Dm
1. Um coração novo para um mundo novo vimos suplicar/
A7 Dm
Coração bondoso o teu povo ainda não sabe amar.

Dm Gm Dm
2. Um coração novo para um mundo novo vimos te pedir/
A7 Dm
Coração humilde, o teu povo ainda não sabe servir.

Dm Gm
3. Um coração novo para um mundo novo, vimos
Dm A7
implorar/ Coração tão manso ensina teu povo sempre
Dm
perdoar.

Dm Gm
4. Um coração novo para um mundo novo, vimos te
Dm A7

16
cantar/ Coração fraterno ensina teu povo os bens
Dm
compartilhar.

Dm Gm Dm
5. Coração de Cristo, pobre solitário és nossa riqueza/
A7 Dm
Ouve nosso grito, coração querido, vê nossa pobreza.

Dm Gm
6. Um coração novo para um mundo novo todos
Dm A7
precisamos/ Haja paz na terra, reine a justiça, nós te
Dm
suplicamos.

Dm
Coração de Cristo, coração de homem, coração de
A7 Gm
Deus/ ouve nosso grito, coração querido, somos filhos
Dm
teus.

G Bm C D
Jesus, Jesus , eu te adoro.
G Bm C D
Jesus, Jesus , eu te adoro.
Em B C D G
Com todos os anjos eu, quero te contemplar.
G Bm C D G
Jesus, Jesus, meu Deus, meu Senhor.

17
(pág. 25 n°4)

A E7 A
1. Coração está batendo aqui/ por mim, por ti. No silêncio
E7 A
escuto a sua voz, bater por nós.

A E7
Outro coração maior do que o meu, outro coração
A E7
maior do que o teu. Bate sempre com amor de Pai por
A
todos nós.

A E7 A
2. Coração está amando aqui/ por mim, por ti. No silêncio
E7 A
escuto a sua voz/ amar por nós.

A E7 A
3. Coração está sorrindo aqui/ por mim, por ti. No silêncio
E7 A
escuto a sua voz/ sorrir por nós.

A E7 A
4. Coração está dizendo “adeus”/ por mim, por ti. No
E7 A

18
silêncio escuto a sua voz/ “adeus” por nós.

(pág.25 n°5)

Dm A7 Dm C
Procuro abrigo nos corações, de porta em porta desejo
F Gm Dm
entrar.// Se alguém me acolhe com gratidão, faremos
A7 Dm
juntos a refeição.//

Dm Gm Dm Gm Dm
1. Eu nasci pra caminhar assim, dia e noite vou até o fim,
C7 F C7
o meu rosto o forte sol queimou, meu cabelo o orvalho já
F Bb A7
molhou, eu cumpro a ordem do meu coração.

Dm Gm Dm
2. Vou batendo até alguém abrir, não descanso o amor me
Gm Dm C7 F C7
faz seguir, é feliz quem ouve a minha voz, abro a porta
F Bb A7
entro bem veloz, eu cumpro a ordem do meu coração.

Dm Gm Dm Gm
3. Junto à mesa vou sentar depois, e faremos refeição nós
Dm C7 F C7
dois, sentirá seu coração arder e esta chama tenho que

19
F Bb A7
acender,eu cumpro a ordem do meu coração.

(pág.25 n°6)

A Bm
1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar
E7 A
e sorrir ao me criar tu me deste. Um coração pra sonhar
Bm E7
inquieto e sempre a bater, ansioso por entender as coisas
A
que tu disseste.

A Bm E7 A
Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar,
F#m Bm E7 A
toma Senhor que ele é teu, meu coração não é meu,

A Bm
2. Quero que o meu coração seja tão cheio de paz, que não
E7 A
se sinta capaz de sentir ódio e rancor. Quero que a minha
Bm E7
oração possa me amadurecer, leve-me a compreender as
A
consequências do amor.

A Bm E7 A
Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar,
F#m Bm E7 A

20
toma Senhor que ele é teu, meu coração não é meu,

(pág.25 n°7)

C G
Fica sempre um pouco de perfume, nas mãos que
C
oferecem rosas, nas mãos que sabem ser generosas!

C C7 F
1. Dar do pouco que se tem ao que tem menos ainda.
G F G C
Enriquece o doador faz sua alma ainda mais linda.

C C7 F
2. Dar ao próximo alegria parece coisa tão singela, aos
G F G C
olhos de Deus porém é das artes a mais bela.

Tu és digno
D F#m
Tu és digno, Tu és digno,
G A7
Tu és digno de adoração.
G A7 F#m Bm
Pois Tu eras e és e sempre serás
G A7 Am D7
Tua glória jamais passará.
G A7 F#m B9
Pois Tu eras e és e sempre serás
G A7 Bm

21
Digno de toda minha adoração
G A7 D
Digno de toda minha adoração

(pág. 26 n°1)

F Dm G C F
1. Sabe quanto custa um filho seu partir? Certo que uma
Dm G C F Bb A Dm
herança poupará suor?O silêncio diz que vai se ferir. Ao
F C F
cair em si, nada ao seu redor.

Bb C F Dm Gm C
Vamos preparar, tudo sem igual. Tragam do rebanho
F Bb C
o que melhor cresceu. Roupas e um anel, nem
F Dm C F
pergunte qual, que hoje esse meu filho renasceu.

F Dm G C F
2. Sabe quanto custa ter um filho seu longe, sem notícias,
Dm G C F Bb A Dm
descuidado assim? A esperança diz que não se perdeu,
F C F
logo voltará tenho bem pra mim!

F Dm G C F
3. Sabe quanto custa ter um filho ao léu? Fome,
Dm G C F Bb A

22
desconsolo, triste, sem ninguém? Coração me diz: vai
Dm F C F
sentir-se um réu, mas se levantar saberá também!

Kyrie eleison

A E F#m C#m
1. Como a ovelha perdida, pelo pecado ferida
D E F#m E
Eu Te suplico perdão, ó Bom Pastor!

A E F#m C#m D A Bm D A E
Kyrie eleison! / Kyrie eleison! Kyrie E Le i son

A E
2. Como o ladrão perdoado,
F#m C#m
encontro o paraíso ao Teu lado,
D E F#m E
Lembra-te de mim, pecador, por Tua Cruz!

A E F#m C#m D A Bm D AE
Christe eleison! / Christe eleison! / Christe e Le i son!

A E
3. Como a pecadora caída, /
F#m C#m
derramo aos Teus pés minha vida.
D E F#m E
Vê as lágrimas do meu coração e salva-me!

23
A E F#m C#m D A Bm D A E
Kyrie eleison! / Kyrie eleison! Kyrie E Le i son

(pág. 26 n°2)

Em Bm Em Am D
O caminho da fraternidade é acolher a quem foi
G C Am Em Am
excluído com a misericórdia do Pai que ampara seu
Em Bm Em
povo sofrido.

Em Am D
1. Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na
Am Em C
imensidão do vosso amor, purificai-me! Do meu pecado
D Bm
todo inteiro me lavai, e apagai completamente a minha
Em
culpa.

Em Am D
2. Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado
Am Em C
está sempre a minha frente, foi contra Vós só contra Vós,
D Bm Em
que eu pequei e pratiquei o que é mal aos vossos olhos.

Em Am D
3. Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de

24
Am Em C
novo um espírito decidido! Ó Senhor, não me afasteis de
D Bm Em
vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito.

Em Am D Am
4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me
Em C
com espírito generoso! Abri meus lábios ó Senhor para
D Bm Em
cantar, e minha boca anunciará vosso louvor!

Em Bm Em Am D
O caminho da fraternidade é acolher a quem foi
G C Am Em Am
excluído com a misericórdia do Pai que ampara seu
Em Bm Em
povo sofrido.

(pág. 26 n°3)

C Em F C F C D7 G (C)
Aleluia!Aleluia!Aleluia!Aleluia!

F C Am D7 G7 C
Minha rede tão vazia, rompeu de peixes por tua voz.
F C
Me entregaste um novo dia.
Am D7 G
Que não me prendam meus próprios nós.

25
(pág.26 n° 4)
Dm Bb Dm Bb A7
1. Tanto que esperou pudesse um dia, chegar bem perto,
Dm A7 Dm Bb Dm
dizendo tudo. Se não conseguiu como queria o seu
Bb A7 Dm D7
silêncio não ficou mudo.

Gm C F Dm Gm A7
Ela muito amou, tem a minha paz, vai seguir caminho
Dm D7 Gm C F Dm
sem temor. Sabe quem Eu sou e será capaz de
Gm A7 Dm A7
espalhar na terra o meu amor.

Dm Bb Dm Bb A7
2. Ela ultrapassou toda medida, não lhe bastando meros
Dm A7 Dm Bb Dm
preceitos. Lágrimas, perfume, que acolhida! Nem se
Bb A7 Dm D7
importando com preconceitos.

Dm Bb Dm Bb A7
3.Se ninguém ousou dizer bem claro, o que pensava
Dm A7 Dm Bb Dm
daquele gesto. Ele revelou como era raro,
Bb A7 Dm D7
esse carinho tão manifesto.
Dm Bb Dm Bb A7

26
4. Ele é sempre mais um convidado, se põe à mesa,
Dm A7 Dm Bb Dm
nutrindo vida. Olha os corações e põe de lado toda a
Bb A7 Dm D7
aparência, cura a ferida.
Brilhou na França

C G7
1. Brilhou na França no mosteiro carmelita
C
Pequena estrela que se chama Terezinha
F G7 C
Rosa querida pelo povo toda vida
G7 C
Desde o momento em que a Jesus se entregou

G7 C
Salve Santa Terezinha, nossa bela padroeira
C7 F G7 C
Nós queremos sua benção, Hoje pela vida inteira. (bis)

C G7
2. Enclausurada entre ferros e paredes
C
A pequenina Terezinha se escondeu
F G7 C
Para fazer de sua vida uma oração
G7 C
Pedia sempre pelos padres da missão.

C G7
3. Perfume vivo, rosa lírica formosa
C
Anjo bondoso que encontrou no amor morada

27
F G7 C
Bendiz a Deus mesmo quando é maltratada
G7 C
Acreditando ser um presente de Deus

(pág.26 n°5)

A F#m C#m
1. O meu reino tem muito a dizer não se faz como quem
D A B7 E7 A
procurou aumentar os celeiros bem mais e sorrir. Insensato
F#m C#m D
que valem tais bens, se hoje mesmo terás o teu fim. Que
A E A A7
tesouro tu tens pra levar além?

D A F#m Bm E7 A A7 D
Sim Senhor, nossas mãos vão plantar o teu reino. O teu
A F#m Bm E7 A
pão vai nos dar teu vigor, tua paz.

A F#m C#m
2. O meu reino se faz bem assim se uma ceia quiseres
D A B7 E7
propor, não convides amigos, irmãos e outros mais. Saia à
A F#m C#m D
rua a procura de quem não puder recompensa te dar que o
A E A A7
gesto lembrado será por Deus.

A F#m C#m
3. O meu reino quem vai compreender não se perde na
D A B7 E7

28
pressa que tem. Sacerdote e levita que vão se cuidar, mas
A F#m C#m
se mostra em quem não se contém se aproxima e procura
D A E A A7
o melhor, para o irmão agredido que viu no chão.
A F#m C#m
4. O meu reino não pode aceitar quem se julga maior dos
D A B7 E7
demais por cumprir os preceitos da lei um a um. A
A F#m C#m
humildade de quem vai além e se empenha e procura o
D A E A A7
perdão, é terreno onde pode brotar a paz.

A F#m C#m
5. O meu reino é um apelo que vem transformar as razões
D A B7 E7
de viver, que te faz desatar tantos nós que ainda tens.
A F#m C#m D
Dizer sim é saberes repor tudo quanto prejuízo causou, dar
A E A A7
as mãos, repartir, acolher, servir

Eu te chamo Jesus
A F#m Bm E D
Queria poder dizer em palavras o que sinto agora, queria
D#° A F#m Bm
poder dizer para todos que o Senhor é meu amigo mais
E A A7 D
querido, minha história de amor. E quando eu ouço a sua
E C#m F#m D Bm
voz me chamando pelo nome, eu sinto uma saudade, uma
E
vontade de viver.

29
A F#m
Eu te chamo Jesus, venha viver junto a mim.
D Bm E
Venha me dar essa vontade, essa alegria de viver. (bis)

(pág.26 n°6)

D F#m G
1. O amor de Deus se mostra em pleno sol, flore o jardim
E7 A7 D
da vida ao beija-flor. Brinca no mar e as nuvens põe no
F#m G Em A7 D G
céu pra me dizer. Grande é o teu valor, grande é o teu
D
valor.

D F#m G
2. O amor de Deus vem antes e depois e vai além dos
E7 A7 D
sonhos que aprendi, não se desfaz nem mesmo ao dizer
F#m G Em A7 D G D
não, é a luz que diz. Filho é por aqui, filho é por aqui.

D F#m G E7
3. O amor de Deus renova os corações, fala de paz reparte
A7 D F#m
sempre o pão, fere o temor enfrenta os desafios, me faz
G Em A7 D G D
dizer. Tudo bem irmão, tudo bem irmão.

D F#m G

30
4. O amor de Deus compõe e recompõe, estende a mão
E7 A7 D F#m
jamais exclui alguém, frente ao rancor se firma no perdão
G Em A7 D G D
fazendo ver. Eu te quero bem, eu te quero bem.

(pág.27 n° 1)

Am E7 Am Dm G7
Das alturas orvalhem os céus e as nuvens que chovam
Am E7 Am B7
justiça! Que a terra se abra ao amor e germine o Deus
E
Salvador!

Am E7 Am Dm E7 Am A7
1. Foste amigo antigamente desta terra que amaste.
Dm Am B E
Deste povo que escolheste, sua sorte melhoraste
Dm Am E7 Am
perdoaste seus pecados, tua ira acalmaste

Am E7 Am Dm E7 Am A7
2. Escutemos suas palavras, é de paz que vai falar,
Dm Am B E
paz ao povo, a seus fiéis a quem dele se achegar
Dm Am E7 Am
está perto a salvação e a glória vai voltar!

Am E7 Am Dm E7 Am A7
3. Eis amor, fidelidade, vão unidos se encontrar

31
Dm Am B E
bem assim justiça e paz, vão beijar-se e se abraçar
Dm Am E7 Am
vai brotar fidelidade e justiça se mostrar!

(pág.27 n° 2)

E A E C#m B7 E
1. O Senhor está pra chegar, já se cumpre a profecia.
A E C#m B7 E E7
E o Seu Reino então será: liberdade e alegria
A B7 E C#m F#m B7 E
e as nações enfim recebem, salvação a cada dia.

B7 E B7
Das alturas orvalhem os céus e das nuvens que chova a
E E7 A B7 E C#m
justiça, que a terra se abra ao amor
F#m B7 E
E germine o Deus Salvador. (bis)

E A E C#m B7 E
2. Vem de novo restaurar-nos, de que lado estarás?
A E C#m B7 E E7
Indignado contra nós, e a vida não darás?
A B7 E C#m F#m B7 E
Salvação e alegria, outra vez não nos trarás?

E A E C#m B7 E
3. Escutemos sua Palavra, é de paz que vai falar.

32
A E C#m B7 E E7
Paz ao povo e aos fiéis, a quem D'ele se achegar
A B7 E C#m F#m B7 E
está perto a salvação e a glória vai voltar.

(pág.27 n° 3)

C G7 C A7 Dm G7 C C7
Exulta filha de Sião, esquece agora a tua dor.
F G Am C G C
Eis a tua salvação, vem a ti o teu Senhor!

(pág.27 n° 4)

Gm G7 Cm D Gm
Abre as portas deixa entrar o Rei da Glória!
G7 Cm D Gm
É o tempo, Ele vem orientar a nossa história!

(pág.27 n° 5)

A E D A E A
Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)

A A7 D
1.Ó Senhor abre os ouvidos do teu povo aqui presente
A E A
para ouvir a Boa nova e guardá-la fielmente.

33
A A7 D
2. A Palavra qual semente, vai cair nos corações
A E A
que sejamos boa terra, dando frutos cem por um.

(pág.27 n° 6)

F Gm C F
Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)

F Am C
Que as nuvens se abram e enviem, o orvalho
C7 F Bb C C7
reconfortador. Que da terra brote já a flor, que venha pra
F
nós o Salvador!

(pág.27 n°7)

Am Dm E E7
1. Do céu vai descer o Cordeiro, é dom puro dom
Am A7 Dm Am
Salvação! No altar do penhor verdadeiro, também vamos
E A E7
ser oblação.

A C#m D A A7
Eis Senhor a tua vinha, frutos mil te traz Senhor.
Dm A F#m Bm E7
Mas teu povo que caminha, mais que fruto é dom
Am
de amor.

Am Dm E E7

34
2. Na terra já brota a esperança e a graça de Deus vem
Am A7 Dm Am E
dizer, que o povo da nova aliança também oferenda vai
A E7
ser.

Am Dm E E7
3. Irmãos na fé viva exultantes, partilhem o pão sempre
Am A7 Dm Am E
mais. E campos jamais verdejantes também já se tornam
A E7
trigais.

(pág.27 n° 8)
D A7 Bm
A nossa oferta apresentamos no altar,
G D A7 D
E te pedimos vem Senhor, nos libertar!

D G A7
1. A chuva molhou a terra, o homem plantou um grão.
G D A7 D
A planta deu flor e frutos, do trigo se fez o pão.

D G A7
2. O homem plantou videiras, cercou-as com seu carinho.
G D A7 D
Da vinha brotou a uva, da uva se fez o vinho.

D G A7
3. Os frutos de nossa terra, e as lutas dos filhos teus.
G D A7 D
Serão pela tua graça, pão vivo que vem dos céus.

35
D G A7
4. Recebe, Pai nossas vidas, unidas ao pão e vinho
G D A7 D
e vem conduzir teu povo, guiando-o em teu caminho.

(pág.27 n°9)

G Am G Em A7
1. As colinas vão ser abaixadas os caminhos vão ter mais
D G C Cm G
fulgor. O Senhor quer as vidas ornadas para a festa da
D7 G
vida e do amor.

G Am D7 G C
Vem Senhor, vem salvar teu povo, Deus conosco
G G7 C Cm G E7 A7
Emanuel deste pão o mundo novo, quer teu povo
D7 G
Deus fiel!

G Am G Em A7
2. Vão brotar em desertos mil fontes, que canteiros de paz
D G C Cm
vão regar. Também vida sem luz de horizontes
G D7 G
na luz viva do céu vão brilhar.

G Am G Em
3. Nosso Deus vem plantar a justiça neste mundo de
A7 D G C Cm

36
sonhos tão vãos. E banir para sempre a cobiça
G D7 G
que destrói sempre a vida do irmão.

G Am G Em
4. Não há impérios de morte reinando, só gerando
A7 D G C Cm
caminhos de dor. O Senhor quer a vida ostentando
G D7 G
o troféu sempre eterno do amor.

G Am G Em
5. A chegada de Deus aguardando, eis um povo em
A7 D G C Cm
caminho de luz. E com ele o Senhor caminhando,
G D7 G
para casa do Pai o conduz.

G Em
Louvado seja o meu senhor, Louvado seja o meu
C D7
senhor,Louvado seja o meu senhor,Louvado seja o meu

senhor.
G Em
1. Por todas as suas criaturas, pelo sol e pela lua. Pelas
C D7
estrelas do firmamento, pela água e pelo fogo.
G Em
2. Por aqueles que agora são felizes, por aqueles que agora
C D7

37
choram. Por aqueles que agora nascem, por aqueles que
morrem.
G Em C
3. O que dá sentido a vida é amar-te e louvar-te, para que
D7
a nossa vida, seja sempre uma canção.

(pág.28 n° 10)

A A7 D E
1. Convertei-vos Senhor Deus do mundo inteiro, sobre nós
D A A7
a vossa face iluminai! Se voltardes para nós seremos
D E E7 A
salvos, Vós que sobre os anjos todos assentais!

A7 D E
Arrancastes do Egito esta videira e expulsastes muita
A A7 D
gente pra plantá-la. Diante dela preparastes terra boa,
Dm A E A
vinde logo, Senhor, vinde depressa pra salvá-la.

A A7 D E
2. Suas raízes se espalharam pela terra, e os seus ramos
D A A7
recobriram o sertão. Levantai-vos, vinde logo em nosso
D E E7 A
auxílio, libertai-nos pela vossa compaixão.

A A7 D E

38
3. Seus rebentos atingiram as montanhas, verdes mares,
D A A7
longos rios e palmeiras. Vinde logo, Senhor Deus do
D E E7 A
universo, visitai a vossa vinha e protegei-a.

A A7 D E
4. Vossa mão foi quem plantou esta videira, vinde cuidar
D A A7
deste rebento que firmastes. E aqueles que a cortarem ou
D E E7 A
queimarem, vão sofrer ante o furor de vossa face.

A A7 D E
5. Até quando ficaremos esperando? Escutai a oração do
A A7 D
vosso povo! Vinde livrar-nos e banir da nossa história de
E E7 A
bebermos pranto amargo e copioso.

Renova-me

D G A7 D G Em A7
Renova-me Senhor Jesus, já não quero ser igual.
D G A7 D G Em A7
Renova-me, Senhor Jesus, põe em mim teu coração.

D F#m Bm F#m G
Porque tudo o que há dentro de mim

39
Em G A
precisa ser mudado Senhor.
D F#m Bm F#m G
Porque tudo o que há dentro do meu coração
A D
precisa mais de ti.

(pág.28 n°11)

Em D C Em
Como o sol nasce da aurora, de Maria nascerá. Aquele
Am D7 G E7 Am
que a terra seca em jardim converterá. Ó Belém abre
Em E
teus braços ao Pastor que a ti virá. Emanuel Deus
Am B7 Em
conosco vem ao nosso mundo vem.

Am Em B7 Em
1. Ouve ó pastor do teu povo vem do alto céu onde estás,
E7 Am B7 Em
Emanuel Deus conosco vem ao nosso mundo vem.

Am Em B7 Em
2. Vem teu rebento salvar, mostra o amor que lhe tem,
E7 Am B7 Em
Emanuel Deus conosco vem ao nosso mundo vem.

40
Am Em B7 Em
3. Salva e protege esta vinha! Foi tua mão que a plantou,
E7 Am B7 Em
Emanuel Deus conosco vem ao nosso mundo vem.

(pág.28 n°12)

Em B7 Em E
Da cepa brotou a rama da rama brotou a flor, da flor
Am Em B7 Em
nasceu Maria, de Maria o Salvador. (bis)

Am D7 G Em F#
1. O Espírito de Deus sobre ele pousará de saber de
B7 Em Am D7
entendimento este Espírito será. De conselho e fortaleza,
G Em F# B7
de ciência e de temor achará sua alegria no temor do seu
Em
Senhor.

Am D7 G Em F#
2. Não será pela ilusão do olhar do ouvir dizer, que Ele irá
B7 Em Am
julgar os homens como é praxe acontecer. Mas os pobres
D7 G Em F# B7

41
desta terra, com justiça julgará e dos fracos o direito Ele é
Em
quem defenderá.

(pág.28 n°13)

G Em Am D D7 G
1. Maria do sonho de Deus, do sonho mais lindo que é seu.
D7 G Em Am D D7
Do sonho do povo em clamor que venha Jesus
G
Salvador.

C Am D7 G Em
Sonho lindo encantador, esperança, amor e fé. Sonha
Am D Am D7 G
Deus libertador com Jesus de Nazaré.

G Em Am D D7 G D7
2. A graça do Pai em Maria um anjo de Deus anuncia.
G Em Am D D7 G
Ao mundo revela Jesus, o Espírito Santo a conduz.

G Em Am D D7
3. A terra que Deus preparou acolhe este amor que
G D7 G Em Am D D7
chegou. Sinal que nos quer indicar a casa onde Deus
G
quer morar.

42
G Em Am D D7
4. As coisas que tecem a vida, mensagem alegre ou
G D7 G Em Am D
sofrida. Guardava em seu coração, Maria da
D7 G
contemplação.

G Em Am D D7
5. As marcas de Deus procurando, montanhas e vales
G D7 G Em Am
cruzando. Proclamam em seu grande louvor, Deus
D D7 G
lembra a promessa de amor.

(pág.28 n°14)

C Am Dm G
1. A gente passa o ano inteiro assim, andando sempre do
G7 C C7 F
começo ao fim. Será que Cristo esteve cada dia, ao
C G7 C C7
nosso lado em nossa companhia?
F Dm G
Natal é tempo de rever, da gente amar e renascer.
F Dm C G7
Natal é tempo de pensar em Deus que só nos quer
C
salvar.
C Am Dm G
2. Por toda parte vemos tantas luzes, por toda parte vemos
G7 C C7 F C
tantas cruzes. Natal é tempo de partir o pão, natal é tempo
G7 C C7
de salvar o irmão.

43
C Am Dm G
3. Em nossa festa é bom lembrar também daquela gente
G7 C C7 F
que Natal não tem. Tem mais sentido toda a nossa vida, ao
C G7 C C7
repartir a graça recebida.
(pág.28 n°15)

C G7 C F C
1. É tempo de advento Jesus irá chegar.// Cristo nossa
paz
G7 C
entre nós veio morar.//

C G7 C F
2. É tempo de esperança virá o libertador.// Cristo nossa
C G7 C
paz é o nosso salvador.//

C G7 C F C
3. É tempo de alegria os sinos a tocar.// Cristo nossa paz
G7 C
veio o reino anunciar.//

C G7 C F
4. É tempo de justiça em prol do irmão menor.// Cristo
C G7 C
nossa paz vê no pobre o amor maior.//

C G7 C F
5. É tempo de unidade, amor e conversão.// Cristo nossa
C G7 C

44
paz nos convida a união.//

C G7 C F
6. É tempo de advento de prece universal.// Cristo nossa
C G7 C
paz vem chegando no Natal.//

(pág.29 n°1)

D Bm A7 D Bm
1. Nosso Deus viu que o tempo chegou e uma virgem lhe
E7 A7 D G D A7
disse que sim. Vem que o menino chorou entre as palhas
D G D
assim: É Natal!

Bm F#m G
Glória a Deus no mais alto dos céus, e que os homens
D Bm F#m
se encontrem em Belém. Tragam seus olhos sem véus,
G D A7 D G D
reconheçam também: É Natal, é Natal!

D Bm A7 D Bm E7 A7
2. O poder fez as contas porém, para ter a certeza na mão.
D G D A7 D G
Mas nem notou que em Belém encontramos o irmão: É
D
Natal!

D Bm A7 D Bm E7

45
3. Um menino nasceu vamos lá, e quem viu foi correndo e
A7 D G D A7 D G
contou. Na manjedoura ele está! Deus conosco chegou: É
D
Natal!

(pág.29 n°2)

Gm Eb Cm D D7
Pequenino se fez nosso irmão, Deus conosco brilhou
Gm
nova luz!
Cm Gm Eb
Quem chorou venha ver que o menino, tem razão de
A7 D
chamar-se Jesus.
Cm Gm Eb
Quem chorou venha ver que o menino, tem razão de
D7 Gm
chamar-se Jesus.

Gm F Bb D7 Gm D7
1. Cantai ao Senhor um canto novo, cantai ao Senhor ó
Gm G7 Cm Eb D7 Bm D7
terra inteira. Cantai ao Senhor, seu nome bendizei.

Gm F Bb D7 Gm
2. O céu foi criado por suas mãos, e cercam-no o
D7 Gm G7 Cm Eb D7

46
esplendor e majestade. Beleza e poder, por todo o
Bm D7
santuário.

(pág.29 n°3)
D D7 G D A7
Aleluia, quem diria, boa nova é encontrar o menino.
D D7 G D A7 D
Aleluia, quem diria, partilhando o nosso destino.
G A7 D Em A7
Já nasceu nos mostrando outro jeito de plantar novamente
D D7 G A7 D Bm
harmonia. De viver e acolher o desfeito, vem
Em A7 D
chegando da periferia.

(pág.29 n°4)
D Bm F#m G E7 A7 D Bm
Longe, distante de casa o menino nasceu. Dor e alegria
F#m G A7 D
tão juntas, nosso Deus conheceu.

Bm F#m G Gm D A7
1. Então chegaram pastores trazendo o suor do trabalho,
D F#m G Gm D A7 D
simples na pobreza, num sorriso o mais nobre agasalho.

Bm F#m G Gm D A7
2. Então os sábios partiram, humilde, insistente procura.
D F#m G Gm D A7 D
Longe dos palácios, manjedoura, boi, berço e ternura.

47
Bm F#m G Gm D
3. E nós também acorremos quem pode esquecer o
A7 D F#m G Gm D A7
menino? Quis morar conosco devolveu-nos o nosso
D
destino.

(pág.29 n° 5)

A E A
Eu vou cantar um Bendito, um canto novo, um louvor!
(bis)

A E E7 A
1. Ao Deus que fez nesta noite, nascer-nos um Salvador,
E E7 A
Ao Deus que fez nesta noite, nascer-nos um Salvador,
Bm E E7 A
=Jesus nasceu de Maria, proclamem essa alegria!=
(bis)

E E7 A
2. De Deus o Verbo se encarna e entre nós habitou!
E A7 A
De Deus o Verbo se encarna e entre nós habitou!
Bm E E7 A
Jesus nasceu em Belém, de Deus a graça nos vem! =
(bis)

E E7 A
3. Os oprimidos em festa, nasceu o Libertador!
E E7 A

48
Os oprimidos em festa, nasceu o Libertador!

Bm E E7 A
Se unem o céu e a terra num mesmo canto de amor.
=(bis)

(pág.29 n°6)
D Bm G A D Bm E7 A7
Deus nos espera em Belém, sabe da fome que temos!
D F#7 Bm D G D A7 D
Vamos à casa do Pão, lá nosso irmão nós veremos.

A7 G A D D7
1. Toda bondade de Deus desde o começo vigora. Felizes
G D E7 A7
todos os povos: hoje conosco ele mora.

A7 G A D D7
2. Foram Maria e José os escolhidos da vida, que viram a
G D E7 A7
felicidade, em se entregar sem medida.

A7 G A D D7
3. Anjos cantaram por lá cantos de plena alegria e quem se
G D E7 A7
fez vigilante, viu que o menino sorria.

A7 G A D
4. Longe uma estrela brilhou e nos chamou para perto, e
D7 G D E7 A7
quem buscou a verdade, viu que há bem mais que o deserto.

A7 G A D
5. Justo e piedoso ancião teve o consolo nos braços. E
D7 G D E7 A7

49
quem a luz procurava pode seguir os seus passos.

A7 G A D
6. Eis nossa paz nosso bem, que a humanidade se esmere.
D7 G D E7 A7
Em teu olhar, gesto e passo posto no amor que a prefere.

(pág.29 n° 7)

C Dm G7 C
1. A felicidade tem nome, só quem acredita vai ver.
C Dm G7 C
Deus veio menino saber do nosso sorrir, dor e fome.

Dm G7 C
Vamos correndo a Belém! Uma estrela nos vem!
A7 Dm G7 C
É Deus a nossa paz! É Deus nosso bem!

C Dm G7
2. A felicidade não mora num lugar qualquer, num
C
quintal,
C Dm G7 C
Ela faz florir o Natal, se a gente é irmão de quem chora.

C Dm G7 C
3. A felicidade consegue suplantar o mal, sem perdão,
C Dm G7

50
Transforma mãos dadas em pão, que o nosso viver não se
C
negue.

(pág.29 n° 8)

D G A7 D
1. Por que será que todo fim de ano a gente sente uma
G F#m Em E7 A7 G A7
angústia inexplicável? Uma vontade de escrever nos
D G F#m Em E7 A7
muros que o Natal não é nada assim tão descartável!

D Bm
E o Menino vem chegando, simplesmente trouxe a paz.
Em A7
Mas o homem não entendeu e o que aconteceu, é que
G A7 D
ele complicou-se ainda mais. Como é que pode fazer
Bm Em
festa, quem nem mesmo se tocou que o amor é que
A7 G A7
nasceu, e de tanto que cresceu não será escondido
D
nunca mais.

D G A7 D G
2. Talvez a causa de tanto sufoco, apenas seja uma dor

51
F#m Em E7 A7 G A7 D
inevitável. Ao ver que tantos já nem tem futuro e
G F#m Em E7 A7
o egoísmo ainda é incontrolável.

(pág.30 n°1)

D F#m G D G
O Senhor ressurgiu, aleluia, aleluia! É o Cordeiro
Em A7 D F#m G
Pascal, aleluia, aleluia! Imolado por nós, aleluia,
D G F#m Em F#m GD
aleluia! É o Cristo Senhor Ele vive e venceu, aleluia!

Bm F#m Em A7
1. O Cristo Senhor ressuscitou a nossa esperança realizou:
D D7 Em E7 A7
vencida a morte para sempre, triunfa a vida eternamente!

Bm F#m Em
2. O Cristo remiu a seus irmãos, ao Pai o conduziu por sua
A7 D D7 Em E7
mão. No Espírito Santo unida esteja a família de Deus que
A7
é a Igreja.

Bm F#m Em
3. O Cristo nossa páscoa se imolou, seu sangue da morte
A7 D D7 Em E7
nos livrou incólumes o mar atravessamos e a terra

52
A7
prometida caminhamos.

(pág.30 n°2)

A D E
1. Por sua morte a morte viu o fim, do sangue derramado a
A A7 D
vida renasceu. Seu pé ferido nova estrada abriu e neste
E A
Homem, o homem enfim se descobriu.

A7 D Dm A E A A7 D
Meu coração me diz, o amor me amou. E se entregou
Dm A E A A7 D Dm A
por mim, Jesus ressuscitou! Passou a escuridão, o sol
E A A7 D Dm A E A
nasceu, a vida triunfou, Jesus ressuscitou!

A D
2. Jesus me amou e se entregou por mim e os homens
E A A7
todos podem o mesmo repetir. Não temeremos mais a
D E A
morte e a dor, o coração humano em Cristo descansou.

(pág.30 n°3)

53
E A E A
Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e
E B7 E
nele exultemos!

(pág.30 n°4)

E B7 A B7 E
Aleluia alegria minha gente, aleluia, aleluuuia. (bis)
E B7
1. O Senhor ressuscitou minha gente, Ele está vivo em
E A E
nosso meio, aleluia!
E B7
2. O sepulcro está vazio minha gente, o Senhor
E A E
ressuscitou, aleluia!

(pág.30 n°5)

E B7 E A B7 E
Que alegria Cristo ressurgiu, no Evangelho Ele vai falar.
A E C#m F#m
Entoemos nosso canto de louvor e gratidão, sua palavra
B7 E
vamos aclamar.

54
A E C#m F#m B7 E
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia. (bis)

(pág.30 n°6)

E B7 E
Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou. Eu
B7 E
vejo sua luz no povo por isso alegre estou.

B7 E B7 E A
1. Em toda pequena oferta, na força da união, no pobre
E F# B7
que se liberta, eu vejo ressurreição.

B7 E B7 E
2. Na mão que foi estendida, no dom da libertação,
A E F# B7
nascendo uma nova vida, eu vejo ressurreição.

B7 E B7 E A
3. Nas flores oferecidas e quando se dá perdão, nas dores
E F# B7
compadecidas, eu vejo ressurreição.

55
B7 E B7
4. Nos homens que estão unidos, com outros partindo o
E A E F# B7
pão. Nos fracos fortalecidos, eu vejo ressurreição.

(pág.30 n°7)
E F#m B7
1. Em procissão vão o pão e o vinho, acompanhados de
E E7 A Am
nossa devoção, pois simbolizam aquilo que ofertamos,
E B7 E
nossa vida e o nosso coração.

E B7 E
Ao celebrar nossa Páscoa, ao vos trazer nossa oferta.
A Am E C#m F#m
Fazei de nós, ó Deus de amor, imitadores do
B7 E
Redentor.

E F#m B7
2. A nossa Igreja que mãe deseja, que a consciência do
E E7 A Am E
gesto de oferta. Se atualize durante toda vida, como Cristo
B7 E
que mora sobre o altar.

Senhor que vieste salvar


D A7 D D7 G A7 D
1. Senhor que vieste salvar, os corações arrependidos.
G D Bm Em A7 D

56
Piedade, piedade, piedade de nós.
D A7 D D7 G A7 D
2. Ó Cristo que vieste chamar, os pecadores e humilhados.
D A7 D D7 G
3. Senhor que intercedei por nós, junto a Deus pai que nos
A7 D
perdoa.
(pág.30 n°8)
G Em C G Em D G
Cristo nossa Páscoa foi imolado aleluia, glória a
Em C G D G
Cristo Rei ressuscitado, aleluia!

C D G Em Bm
1. Páscoa sagrada, ó festa de luz. Precisa despertar Cristo
F# B7
vai te iluminar.

C D G Em Bm
2. Páscoa sagrada, ó festa universal, no mundo renovado é
F# B7
Jesus glorificado.

C D G Em Bm
3. Páscoa sagrada, vitória sem igual, a cruz foi exaltada foi
F# B7
a morte derrotada.

C D G Em Bm
4. Páscoa sagrada, ó noite batismal, de tuas águas puras
F# B7
nascem novas criaturas.

C D G Em

57
5. Páscoa sagrada, banquete do Senhor. Feliz a quem é
Bm F# B7
dado ser as núpcias convidado.
C D G Em
6. Páscoa sagrada, cantemos ao Senhor. Vivamos a
Bm F# B7
alegria, conquista em meio à dor.
(pág.30 n°9)

Em Am B7 Em Am D7
1. Antes da morte e ressurreição de Jesus, Ele na ceia quis
G Em Am B7 Em
se entregar, deu-se em comida, bebida pra nos salvar.

E A B7 E
E quando amanhecer, o dia eterno a plena visão,
A Am E B7 E
ressurgiremos por crer, nesta vida escondida no pão.
(Em)

Em Am B7 Em
2. Para lembrarmos a morte e a cruz do Senhor, nós
Am D7 G Em Am B7
repetimos como Ele fez. Gestos, palavras até que volte
Em
outra vez.

Em Am B7 Em Am
3. Este banquete alimenta o amor dos irmãos e nos prepara
D7 G Em Am B7 Em
a glória do céu. Ele é a força na caminhada pra Deus.

Em Am B7 Em
4. Eis o Pão vivo mandado a nós por Deus Pai, quem o

58
Am D7 G Em Am B7 Em
recebe não morrerá, no último dia vai ressurgir, viverá.

Em Am B7 Em Am D7
5. Cristo está vivo, ressuscitou para nós. Esta verdade, vai
G Em Am B7 Em
anunciar: a toda gente com alegria a cantar.
(pág.31 n°1)

A A7 D Dm A
1. Novo sol brilhou, a vida superou, sofrimento dor e
E7 A A7 D
morte tudo enfim. Nosso olhar se abriu, Deus mesmo se
Dm A E7 A
incumbiu de tomar-nos pela mão assim.

E7 A D A E7 A
O Deus de amor, jamais se descuidou! Em seu vigor,
Bm E7 A
Jesus ressuscitou! (bis)
A A7 D Dm A
2. Estender a mão, abrir o coração, acolher, compartilhar e
E7 A A7 D Dm A
perdoar. É fazer o céu cumprir o seu papel, já na terra tem
E7 A
que vigorar.

(pág.31 n° 2)
A F#m DEA
Aclamemos Cristo ressurgido, Aleluia!

E7 D E A

59
1. O Cordeiro que se imolou, ressurgiu e nos resgatou!

E7 D E A
2. Quem com Ele se entregar, vai com Ele ressuscitar!

E D E A
3. Em Jesus temos a razão, do sofrer que traz salvação.

(pág.31 n°3)

A D E7 A
1. Quando o trigo amadurece e do sol recebe a cor, quando
E7 D E7 A G#m F#m
a uva se torna prece na oferta do nosso amor.

C#m D A D
//Damos graça pela vida derramada neste chão, pois és
A E7 A
Tu o Deus da vida, quem dá vida a criação.//

A D E7 A E7
2. Os presentes da natureza, o amor do coração, o teu povo
D E7 A G#m F#m
canta a certeza, traz a vida em procissão.

C#m D A D
//Abençoa nossa vida, o trabalho redentor, as colheitas
A E7 A
repartidas para celebrar o amor./

(pág.31 n° 4)

A D A D E

60
1. Na comunhão recebemos, teu Corpo e Sangue Senhor,
A E7 A
e tua vida divina, dons do teu grande amor.
D A D E
São nossa força na luta, fazem vencer todo mal.
A E A
E nos conduzem ao Pai, Glória ao Deus imortal.
A F#m D E A
Senhor Jesus, Senhor Jesus, Deus vivo e vencedor! = (bis)
A D A D E
2. Entre as angústias da vida, não cairemos jamais.
A E7 A
Pois tua força nos leva a confiar sempre mais.
D A D E
Na comunhão nos deixaste, força e motivo de amar
A E A
todo o caminho da vida, nos traga sempre ao altar.
A D A D E
3. Ao comungar caminhamos, para o altar com o irmão,
A E7 A
o teu amor nos atrai, centro da nossa união.
D A D E
Em cada esforço que pedes, vamos sentir tua mão,
A E A
vamos sentir que nos dás, forças de ressurreição.

(pág.31 n° 5)
G C G D G
O Senhor é meu pastor, nada me falta!
G C G D
1. Aos prados bem verdes, me leva a descansar.
G D G
E me conduz para as águas cristalinas.
G C G D

61
2. Me guia e me mostra caminhos de justiça
G D G
com seu cajado me conduz e me sustenta.
G C G D
3. Ainda que eu passe por vales tenebrosos
G D G
não temerei porque Ele me protege.

(pág.31 n°6)

A A7 D
1. Nasceu o sol, lindo arrebol, manhã de luz, porque Jesus
E7 A
venceu a morte nos deu uma nova vida, Jesus ressuscitou!
E7 A A7 D
Vê o jardim, como floriu, aquela flor desabrochou e nos
E7 A A7
olhares brotou a esperança, Jesus ressuscitou!

D E7 A F#m E7
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! Nós temos vida nova
A A7
no amor. (bis)

A A7 D
2. Numa só voz vamos cantar, dia feliz, dia de paz.
E7 A E7
Felicidade te desejo num abraço, Jesus ressuscitou!
A A7 D
Alegra irmão, teu coração, espalha a paz, ressurreição,

62
E7 A E7
tens nova vida, tens nova missão, Jesus ressuscitou!

(pág.31 n° 7)

Fm C7 Fm Db C7 Ab Bbm Ebm
1. Bendito sejas ó Rei da glória! Ressuscitado Senhor da
Ab Fm Bbm C7
Igreja! Aqui trazemos as nossas ofertas.

Fm F7 Bb F G7 C7 Fm
Vê com bons olhos nossas humildes ofertas. Tudo o que
F7 Bb C7 Fm
temos, seja pra Ti ó Senhor.

Fm C7 Fm Db C7 Ab Bbm Ebm
2. Vidas se encontram no altar de Deus. Gente se doa, dom
Ab Fm Bbm C7
que se imola, aqui trazemos nossas ofertas.

Fm C7 Fm Db C7 Ab Bbm Ebm
3. Irmãos da terra, irmãos do céu. Juntos cantemos glória
Ab Fm Bbm C7
ao Senhor. Aqui trazemos as nossas ofertas.

63
(pág.31 n° 8)

C F C Am Em F G C
Cristo venceu Aleluia! Ressuscitou Aleluia!
F C Am Em F G C
O Pai lhe deu glória e poder, eis nosso canto Aleluia!

C G7 C B7
1. Este é o dia em que o amor venceu! Brilhante luz
Em D G
iluminou as trevas, nós fomos salvos pra sempre!

C G7 C B7
2. Suave aurora veio anunciando, que nova era foi
Em D G
inaugurada. Nós fomos salvos para sempre!

C G7 C B7
3. No coração de todo homem nasce, a esperança de um
Em D G
novo tempo. Nós fomos salvos para sempre!
(pág.31 n° 9)
Gm Cm F7 Bb Dm A7 D
1. vencendo o pecado, vem, Senhor glorioso, vem. És
Gm Cm F7 Bb Eb Cm A7

64
nosso consolador, Tu és nossa vida se nós somos alegres
D7 G
devemos a Ti.

C G D7 G
Alegres cantamos, Jesus ressurgiu, Jesus ressurgiu.
G7 C Eb G D G
A Igreja reveste a veste da glória, da vida, do amor!
Gm Cm F7 Bb Dm A7 D
2. O povo aclamando vem, para a liturgia vem, é
Gm Cm F7 Bb Eb Cm
ressurreição do amor, é vida pra todos nós. É canto, é
A7 D7 G
festa, é celebração.

Gm Cm F7 Bb Dm A7 D
3. Com roupas festivas vem, sorrisos nos lábios vem, o
Gm Cm F7 Bb Eb Cm A7
fraco fortalecido, feridas cicatrizadas. Num rosto tristonho
D7 G
a alegria voltou.
Venho Senhor
D A Bm F#m G
Venho Senhor te receber agora Teu santo corpo,
D Em A D A
Senhor me enche do teu amor. Venho Senhor te
Bm F#m G D Em
receber agora, Teu santo sangue, Senhor transborda
A G D
meu coração Senhor.
A F#m Bm Em
1. E ao receber teu corpo e sangue Senhor. Possa em mim
A Am7 D7 G A

65
brotar a paz, o amor e a salvação. E no teu altar seremos
F#m Bm Em A G D
um em comunhão. És grande ó meu salvador.
A F#m Bm Em
2. E ao receber teu corpo e sangue Senhor,Não se faça em
A Am7 D7 G A
mim motivo de condenação. Mas se faça sim, Senhor
F#m Bm Em A G D
presença tua em mim. És grande ó meu Salvador.
(pág.32 n° 1)

E E7 A E C#m
1. Quando vejo as aves pelo céu a cantar, quando a
F# B E E7
primavera é um jardim. Olho para a frente e não me
A E B E
assusta abraçar, quando a vida espera de mim.

E C#m A B E C#m F# B
Teu Espírito me conduz, és alento dos passos meus.
E C#m A E B E
És a força, a verdade, a luz. Meu Senhor e meu Deus.

E E7 A E C#m F#
2. Vejo o sofrimento visitando os irmãos, é difícil ver a
B E E7 A E
razão. Gente que nem liga e gente se dando as mãos.
B E
Quanto que mudar no meu chão!

E E7 A E C#m F#
3. Hoje é tempo certo de plantar paz e bem, para renovar
B E E7 A
tudo, enfim. Sei que sou pequeno, mas não temo o que

66
E B E
vem. Deus é que sustenta o meu ser.
(pág.32 n° 2)
D G A7 D Bm
Como é bom! Como é bom! Irmãos viverem unidos
A7 D G A7 D
como irmãos! Como é bom! Como é bom! Irmãos
A7 D
viverem unidos como irmãos!

G A7 D Bm Em A7
É como um óleo perfumado sobre a fronte, e pelos ombros
D D7 G A7 D
a escorrer. É como o orvalho sobre a relva e sobre os
Bm Em A7 D
montes, que renova inteiro o nosso ser.

(pág.32 n° 3)

G Em Am D7
Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)

C Em Am D7
Eu vou para o Pai, meu Espírito virá.
G C Em C D7
Tudo o que eu vivi Ele vos recordará!

(pág.32 n°4)

D A7 D D7
O meu Espírito conduz, quem ouve a voz do Filho

67
G D Bm Em A7 D
meu!// Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.//

D A7 D G E
Quem der testemunho de mim, diante dos homens dos
A7 D D7 G D
tronos, não tema o que possa dizer, que o meu Espírito
A7 D
mesmo dirá.

(pág.32 n° 5)

F Bb
1. Vem chuva e sol, grãos pelo chão,
F C F
A morte traz: Ressurreição, vinho e pão.

F Gm C Bb F
Sobre a tua mesa, Aleluia! Estes nossos dons , Aleluia!
Bb Bbm F C F
Dá-nos teu vigor, força em teu amor, Ó Pai nosso, Aleluia!

F Bb
2. Luta e suor, mãos que se dão,
F C F
a vida quer tudo melhor, mundo irmão!

(pág.32 n° 6)

F Bb F
1. Quem não gostaria de ver o mundo de outro jeito, bem
C F Bb F
que poderia ser melhor! Nossa humanidade não respeita os

68
C F
semelhantes, nem a natureza ao seu redor!

F Bb F C F
As sementes do Reino quem vai plantar? Liberdade
Bb F C F Bb F
aos cativos quem vai trazer? Jesus, contigo eu vou teu
Bb F C F
Espírito vai sustentar meu viver.

F Bb F
2. Quem não reconhece que esta vida é muito breve, nada
C F Bb F
satisfaz o coração. De que valem títulos e posse
C F
acumulada? Quem só quis guardar tirou do irmão.

Podes Reinar
G D
1. Senhor, eu sei que é teu este lugar,
C G D7
Todos querem te adorar, toma tua direção
G
Sim oh vem, oh Santo Espírito
D
Os espaços preencher
C A7 D
Reverência a tua voz vamos fazer.
D7 G G7 C Cm
Podes reinar, Senhor Jesus, oh sim
G Em Am
O Teu poder teu povo sentirá.
D7 G G7 C Cm
Que bom Senhor, saber que estás presente aqui

69
G D7 C G
Reina, Senhor neste lugar.
G D
2. Visita cada irmão, oh meu Senhor
C G D7
Dá-lhe paz interior e razões pra te louvar
G D
Desfaz todas tristezas, incertezas, desamor
C A7 D
Glorifica o teu nome, oh meu Senhor.
(pág.32 n° 7)
G C D7
Creio em Ti, meu Senhor e meu Deus minha luz, és
G C D7 G
enfim, meu viver, tua mão me conduz. Minha fronte a
Em Am Cm G D7 G
ungir tua mão sentirei teu sinal, meu Senhor, serei!

C G C
1. Na natureza em que nada se perde, na inteligência
D7 G C G
que tanto recria. Estás presente, Senhor nosso Deus.
Em D7 G
Em Ti se encontra a razão da harmonia.

C G C
2. Nos descaminhos que a história retrata, sempre há lições
D7 G C G
apontando o horizonte. Estás conosco, Senhor nosso Deus.
Em D7 G
Um rio que vai não se perde da fonte.

C G C
3. Somos na terra teu povo escolhido, nos compromete a

70
D7 G C G
missão que cumpriste: plantar a paz, a justiça, o perdão.
Em D7 G
Estás conosco, ninguém fique triste.
C G C
4. Fomos ungidos, Senhor para a vida, Fraternidade,
D7 G C G
serviço e coragem. E cada gesto, palavra ou querer
Em D7 G
confirme: somos irmãos, Tua imagem!

71
ALÔ MEU DEUS

G Am D7
Alô meu Deus, fazia tanto tempo que eu não mais te
G D7
Procurava.
G Am D7 G
Alô meu Deus, senti saudades tuas e acabei voltando aqui.
G7 C Cm G Em
Andei por mil caminhos e, como as andorinhas, eu vim fazer
Am D7 G
meu ninho em tua casa e repousar
G7 C Cm G Em
Embora eu me afastasse e andasse desligado, meu coração
Am D7 G
cansado resolveu voltar.

Am D7 G
Eu não me acostumei nas terras onde andei.

G Am D7
Alô meu Deus, fazia tanto tempo que eu não mais te
G D7
Procurava.
G Am D7 G
Alô meu Deus, senti saudades tuas e acabei voltando aqui.
G7 C Cm G Em
Gastei a minha herança, comprando só matéria, restou-me
Am D7 G
a esperança de outra vez te encontrar.
G7 C Cm G Em Am
Voltei arrependido, de coração ferido, e volto convencido
D7 G
que este é o meu lugar.

72
(pág.32 n° 8)

G D Am D7
1. Senhor, vem dar-nos Sabedoria, que faz ter tudo, como
G D7 G G7 C G
Deus quis. E assim faremos da Eucaristia, o grande meio
D7 G G7
de ser feliz.

C G D7 G C G
Dá-nos Senhor, esses dons, essa luz! E nós veremos que
D7 G
pão é Jesus!

G D Am D7
2. Dá-nos Senhor, o Entendimento, que tudo ajuda a
G D7 G G7 C
compreender, para nós vermos como é alimento o pão
G D7 G G7
e o vinho, que Deus quer ser.

G D Am D7
3. Senhor vem dar-nos Divina Ciência, que como o eterno
G D7 G G7 C
faz ver sem véus. Tu vês por fora, Deus vê a essência,
G D7 G G7
pensas que é pão, mas é nosso Deus.

73
G D Am D7
4. Dá-nos Senhor, o Teu Conselho que nos faz sábios para
G D7 G G7 C G D7
guiar. Homem, mulher, jovem e velho, nós guiaremos
G G7
ao santo altar.

G D Am D7
5. Senhor vem dar-nos a Fortaleza, a santa força
G D7 G G7 C
do coração. Só quem vencer vai sentar-se à mesa, para
G D7 G G7
quem luta, Deus quer ser pão.

G D Am D7
6. Dá-nos Senhor filial Piedade, a doce força de amar
G D7 G G7 C
enfim. Para que amemos, quem na verdade aqui
G D7 G G7
amou-nos até o fim.

G D Am D7
7. Dá-nos enfim, Temor sublime de não amá-los como
G D7 G G7 C G
convém. O Cristo-hóstia que nos redime, o Pai Celeste,
D7 G G7
que nos quer bem.

74
(pág.32 n°9)

F#7 Bm A Em
1. Eu navegarei no oceano do Espírito, e ali adorarei ao
F#7
Deus do meu amor. (bis)

Bm A
Espírito, Espírito. Que desce como fogo, vem como em
G F#7
Pentecostes e enche-me de novo. (bis)

F#7 Bm A
2. Eu adorarei ao Deus da minha vida, que me
Em F#7
compreendeu sem nenhuma explicação. (bis)

F#7 Bm A Em
3. Eu servirei, ao meu Deus fiel, ao meu libertador, aquele
F#7
que venceu. (bis)

(pág.33 n°1)

G B7 Em C G D7 G
1. Ó Pai que pelo Espírito dás vida e santidade a toda
C Cm G D7 G B7 Em
criatura, recebe o que te agrada. A oferta que trazemos, o
C G D7 G C Cm G D7 G
nosso vinho e pão, esforço que fizemos e dom de tua mão.

B7 Em D7 G

75
Transforma a nossa oferta no dom do Filho Teu, e os
C Cm G Em Am D7 G
passos do teu povo em luz que se acendeu.

G B7 Em C G D7
2. Ó Pai que pelo Espírito em rios de água viva,
G C Cm G D7 G B7
transforma a nossa sede recebe sem esquiva, a oferta que
Em C G D7 G C Cm
trazemos o nosso vinho e pão, sinais de compromisso
G D7 G
plantar um mundo irmão.

G B7 Em C G D7 G
3. Ó Pai que pelo Espírito nos fazes renascer, e tudo nos
C Cm G D7 G B7 Em C
ensinas recebe com prazer. A oferta que trazemos, o nosso
G D7 G C Cm G D7 G
vinho e pão, firmeza dos que aprendem a força do perdão.

(pág.33 n° 2)

D G D
1. Não há medo, incerteza ou cansaço, quando o Espírito
E A7 D D7 G
Santo nos vem: Quem temia recobra seu passo, quem
A7 D
calava proclama, porém.

F# Bm A7
Somos povo de Deus caminheiro, testemunhas do

76
Dm B7 Em
Reino que vem renovar corações por inteiro, não
D A7 D
deixando de lado ninguém.

D G D
2. Toda a terra se vê transformada, quando o Espírito
E A7 D D7 G
Santo nos vem, e a Palavra de Deus é levada aos cativos e
A7 D
aos pobres também.

D G D E
3. Vida nova na terra se faz quando o Espírito Santo nos
A7 D D7 G A7
vem. A justiça é o caminho da paz, povo irmão: ninguém
D
pisa ninguém.

(pág.33 n° 3)

D G D G A7 D G A7
Vem Espírito Santo, vem e não demores, vem e não
D
demores.

Bm Em G
1. Faz dos cristãos que aqui estão tuas testemunhas da
A7 D D7 G
ressurreição, da luta pela paz e o amor, da luta por um
Em A7
mundo melhor.

77
Bm Em G
2. Vem animar a nossa missão, vem trazer à Igreja um
A7 D D7 G
novo vigor, vem iluminar nossa vida, vem nos unir
Em A7
como irmãos.

Bm Em G A7
3. Vem Espírito Santo e não demores, vem renovar a face
D D7 G Em
da terra. Vem eliminar toda guerra, vem libertar o teu
A7
povo!

(pág.33 n° 4)

D A7
Aleluia! Aleluia! Aleluia!
G D A7 D A7 D
O Espírito de Deus torna viva a Palavra do Evangelho!

G A7 D
1. Povo da nova Aliança, nascido do Espírito Santo.
A7 D
Povo de amor e esperança quer o Evangelho escutar.

G A7 D
2. Gente de boa vontade, acolhe a Palavra de Deus.
A7 D
Gente aberta à verdade, deixa o Espírito agir.

78
(pág.33 n° 5)

Bm F#m Bm Em Bm
O Espírito de Deus fará surgir um povo renovado!

D G Bm D
1. Bendizei ó minha alma ao Senhor, Ó meu Deus e meu
Em F#m Bm D G
Senhor como sois grande! De majestade e esplendor vos
Bm D Em F# Em
revestis e de luz vos envolveis como num manto.

D G Bm D
2. Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras e que
Em F#m Bm D G
sabedoria em todas elas. Encheu-se a terra com as vossas
Bm D Em F# Em
criaturas ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande!

D G Bm D Em
3. Se tirais o seu respiro elas perecem e voltam para o pó,
F#m Bm D G Bm D
de onde vieram. Enviais o vosso Espírito e renascem. E da
Em F# Em
terra toda a face renovais.

(pág.33 n°6)

D G D
1. As sementes que me destes que não eram pra guardar,
G D
pus no chão da minha vida e quis fazer frutificar.

79
G D Bm
Dos meus dons que recebi, pelo Espírito de amor, trago
Em A7 D
os frutos que colhi e em tua mesa quero pôr. (bis)

D G D
2. Pelos campos deste mundo quero sempre semear, os
G D
talentos que me deste para eu mesmo cultivar.

D G D
3. Quanto mais eu for plantando mais tereis para colher,
G D
quanto mais eu for colhendo mais terei a oferecer.

(pág.33 n° 7)

E A E F#m B7
1. O Espírito é luz que ilumina, convoca e envia a Igreja
E A F#m B7
em missão. Renova a esperança e anuncia o dia da festa da
E
libertação.

E A B7
Creio no Espírito Santo que renova o homem com a
E C#m F#m B7
liturgia. Creio no Espírito Santo que mata a fome na
E
Eucaristia.

80
E A E F#m
2. Ao irmão que faminto ao meu lado, sedento de paz com
B7 E A F#m B7
fome de amor. Não falte a justa partilha na mesa do pobre
E
o pão do Senhor.

E A E F#m
3. Ele ajuda a escrever a história recriando a vida, faz um
B7 E A F#m B7
mundo novo. E faz na Igreja a memória de olhos abertos
E
pra fome do povo.

E A E F#m
4. Sua face em mistérios se encobre no fogo, no vento, na
B7 E A F#m B7
água, no pão. Porém se revela no pobre e se faz parceiro
E
da libertação.

E A E F#m
5. Ele é guia, estrela-caminho que nos reconduz a Deus
B7 E A F#m B7
Pai de bondade. E nos antecipa a vitória, a festa da vida e
E
da fraternidade.

(pág.33 n° 8)

G Bm C G D7 Bm C D7
Vem Santo Espírito, consolador! Acende a chama do

81
G
nosso amor!

Em Am
Luz do céu que vem para nos consolar, dom que o Pai
D7 G G7
mandou para santificar. Claridade santa que vem nos
C D7 G
guiar, força no caminho que vamos andar.

(pág.34 n°1)
G D C
1. No meu coração sinto o chamado, fico inquieto preciso
G D
responder. Então pergunto Mestre onde moras? E me
C D C
respondes que é preciso caminhar.// Seguindo os teus
G C G C G A7
passos, fazendo a história, construindo o novo no meio
D
do povo.//

Em D G G7 C
Mestre onde moras? Mestre onde estás? //No meio
G Em Am D7 G
do povo vem e verás.//

G D C
2. Te vejo em cada rosto das pessoas, tua imagem me
G D C
anima e faz viver. No coração amigo que se doa, no sonho
D C G C

82
do teu reino acontecer.// Teu reino é justiça é paz é
G C G A7 D
missão, é a boa nova da libertação.//

G D C
3. Tua palavra abre novos horizontes, é convite de serviço
G D C
aos irmãos. E consagra, me envia a assumir, teu projeto
D C G C
nesta vida, neste chão.// Meu sim é resposta é meu jeito
G C G A7 D
de amar, estar com teu povo, contigo morar.//
(pág.34 n°2)
D A7 D D7 G
O Espírito Santo está sobre nós seu poder nos envia
D7 G D A7 D
para anunciar. Proclamar seu amor e sua paz.

D GD
1. O Senhor é fiel para sempre faz justiça aos que estão
A7 D GD
oprimidos. Ele dá alimento aos famintos. É o Senhor
quem
A7 D
liberta os cativos.

D GD
2. O Senhor abre os olhos aos cegos. O Senhor faz erguer-
A7 D GD
se o caído. O Senhor ama aquele que é justo. È o Senhor
A7 D
quem protege o estrangeiro.

83
D GD
3. Ele ampara a viúva e órfão. Mas confunde o caminho
A7 D GD
dos maus. O Senhor reinará para sempre, ó Sião o teu
A7 D
Deus reinará.

(pág. 34 n°3)
D Bm Em D A7
Benditos os pés que evangelizam e anunciam a
D Bm Em D A7 D
salvação. Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.

Bm D Bm A7
1. Como são belos sobre as montanhas os pés do
D G Em A7
mensageiro, que anuncia a libertação.
Bm D Bm A7 D
2. Tua palavra é luz que ilumina os nossos caminhos, e
G Em A7
nos envia para a missão.

(pág. 34 n°4)

F Dm Gm
1. Os dons que eu trago aqui, são o que fiz e o que vivi. O
C7 F
pão que ofertarei, pouco depois comungarei. Assim tudo
F7 Bb
o que é meu, sinto também que é de Deus.

84
Bbm F Dm Gm C7
Esforço, trabalhos e sonhos. O amor concreto e feliz
F Bb Bbm F Dm
deste dia. Por Cristo, com Cristo e em Cristo, tudo
Gm C7 F
ofertamos ao Pai na alegria.

F Dm Gm
2. Jesus nos quis chamar para o seguir e o ajudar. E aqui
C7 F
nos vai dizer como servir e oferecer. Deus pôs nas minhas
F7 Bb
mãos para eu partir com meus irmãos.

85
(pág.34 n°5)

G Em Am D7
1. Tua mesa Senhor, tem lugares sobrando, porque muitos
C G Em
irmãos não puderam chegar. É preciso mais gente que vá
Am C G D7 G D7
proclamando, que só Tu és o pão que nos pode salvar.

G Em Am D7 G
Quem está nesta mesa, quem já tem seu lugar,
Em Am D7 G
compreenda a grandeza do Teu reino anunciar.

G Em Am D7
2. Multiplicas o pão que sustenta e sacia. Para ser
C G Em
alimento de libertação. É preciso mais gente que sinta a
Am C G D7 G D7
alegria de fazer a partilha com outros irmãos.

G Em Am D7
3. Tu vieste salvar o que estava perdido e por esta missão
C G Em
deste a vida na cruz. É preciso mais gente que viva o
Am C G D7 G D7
sentido do projeto cristão de no mundo ser luz.

86
(pág.34 n° 6)

E B7 E B7 E B7 E A
Ide pelo mundo, Ide pelo mundo! E anunciai!
B7 E F#m B7 E
E anunciai! O Evangelho a toda a criatura!

B7 E B7 E F#m B7
1. Eu vos envio! Servidores do Reino. Onde estiveres, Eu
E B7 E B7 E
convosco estarei. Eu vos envio despojados de tudo, só
B B7
levareis a bagagem do amor.

B7 E B7 E F#m B7
2. Eu vos envio! Promotores da paz, ministros sois. Da
E B7 E B7 E
reconciliação. Eu vos envio, mensageiros alegres, quem
B B7
encontrardes tratareis com amor.

B7 E B7 E F#m
3. Eu vos envio! Testemunhas da vida. Clamor supremo,
B7 E B7 E B7
vocação universal. Eu dou a todos vida plena e fecunda,
E B B7
sinais da morte combatei, é o mal.

87
(pág.34 n° 7)

E A C#m E
A missão que recebemos de Jesus é a mesma que Deus
A F#m A B7 C#m
Pai lhe confiou: anunciar a boa nova, porque o Reino
B7 E
já chegou!

A E E A B B7
1. Uma certeza alegra a vida: a própria morte já foi
E
vencida!

A E E A B
2. Deus quer de todos fraternidade, juntos formemos
B7 E
comunidade.

A E E A B B7
3. Lançar sementes de vida nova, dentro da luta a fé se
E
prova.

(pág.34 n° 8)

88
C Em Am G C
1. Ide por todo o universo meu Reino anunciar, dizei a
Em Am F
todos os povos que Eu vim pra salvar. Quero que todos
C G
conheçam a luz da verdade, possam trilhar os caminhos da
G7 C
felicidade.

C F G C
Ide anunciar minha paz! Ide sem olhar para trás!
F G F G7 C
Estarei convosco e serei vossa luz na missão!

C Em Am G C
2. Vós sois os meus mensageiros e meus missionários. Ide
Em Am F
salvar o meu povo de tantos calvários, minha verdade
C G
liberta e a vida promove. Meu Evangelhos ilumina e as
G7 C
trevas remove.

C Em Am G C
3. Eu anunciei o meu Reino na cruz e no Templo, dei
Em Am F
minha vida por todos, deixei meu exemplo. Quem por
C G
amor der a vida será meu amigo e na riqueza do Pai terá
G7 C
parte comigo!

(pág.35 n°1)

89
D Bm Em A7
1. Porque fui omisso e não soube doar e o pranto do pobre
D
não quis enxugar.

D D7 G A7 D
Perdão Senhor perdão, perdão, perdão. (bis)

D Bm Em A7
2. Por não ser qual Cristo um libertador, o sal o fermento
D
vivificador.

(pág.35 n°2)
E F#m B7
Senhor tende piedade de nós. Senhor tende piedade de
E
nós.

E7 A Am E C#m
1. Pai de infinita bondade que a tua vontade se faça
F#m B7 E
verdade no meio de nós. (bis)

E7 A Am E C#m
2. Senhor Jesus Cristo piedade, piedade de mim que não te
F#m B7 E
obedeci nem segui tua voz. (bis)

E7 A Am E C#m
3. Que teu Espírito Santo nos mostre o caminho de paz e
F#m B7 E
justiça sem ódio e sem dor. (bis)
(pág.35 n°3)

90
D A7 D A7 G
1. Senhor tende piedade e perdoai a nossa culpa, e perdoai
A7 D D7
a nossa culpa.

G A7 Bm Em
Porque nós somos vosso povo, que vem pedir vosso
A7 D
perdão.

D A7 D A7 G
2. Cristo tende piedade e perdoai a nossa culpa, e perdoai
A7 D D7
a nossa culpa.

D A7 D A7 G
3. Senhor tende piedade e perdoai a nossa culpa, e perdoai
A7 D D7
a nossa culpa.

(pág.35 n°4)

Dm A7 Dm D7 Gm
1. Perdão Senhor, eu me afastei de Ti, por ter negado
A7 Dm Gm Dm
ajuda ao necessitado. Perdão Senhor, perdão. Por ter
Bb A7 Dm
fechado o meu coração.

Dm A7 Dm D7 Gm A7
2. Perdão Jesus eu traí o teu amor, por ser omisso diante
Dm Gm Dm Bb
das injustiças. Perdão Jesus, perdão. É muito grande a
A7 Dm

91
minha omissão.

Gm Dm Gm A7
3. Perdão Senhor, Perdão Jesus, perdão para o mundo,
Dm Gm A7 Bb A7 Dm
perdão para mim. Perdão para quem fechou seu coração.

(pág. 35 n°5)
Em G B7 Em
Perdão por ter pão, que ao pobre faltou. Fui eu que
G B7 Em
colhi, o que ele plantou!

Am D7 G Em Am
1. “Será que ganhei o que vou comer, o pão que custou o
B7 Am B7
suor do pobre que vive a sofrer”?

Am D7 G Em Am
2. “ Se eu vivo melhor e mais possuir. Que o pobre , meu
B7 Am B7
mestre e senhor, só tenho que me confundir.”

Am D7 G Em Am B7
3. “ Serei infeliz se acumular os bens que o pobre não tem,
Am B7
pois dele não vou mais cuidar”.

Am D7 G Em Am
4. “ Com fome de Deus os pobres estão, se os deixo
B7 Am B7
morrer sem comer, receio não ter salvação”.

(pág.35 n°6)

92
Dm A7 Dm
1. Senhor, Senhor piedade de nós.
C7 F A7 Dm
2. Cristo Jesus, piedade de nós.
Dm A7 Dm
3. Senhor, Senhor piedade de nós.
(pág. 35 n°6)

1. Senhor Jesus, tende compaixão, perdoai-nos!

2. Cristo Senhor Jesus, tende compaixão, perdoai-nos!

3. Senhor Jesus, tende compaixão, perdoai-nos!


(pág.35 n°7)
F Dm Gm C7 F
Perdoai-me Senhor, não vivi minha vocação. Perdoai-
Dm Gm C7 F
me Senhor, não amei o meu irmão.

F Bb C7 F
1. Perdoai-me outra vez Senhor, novamente eu me fechei.
Dm Gm C7 F
Dentro do meu desamor, vossa imagem mutilei.

F Bb C7 F
2. Deveria ser vosso apóstolo, mas pequei por omissão. Eu
Dm Gm C7 F
também me acomodei, fracassei vossa missão.

F Bb C7 F
3. Deveria ser bom discípulo, mas calei a minha voz.
Dm Gm C7 F
Camuflando o ideal, sem pregar a vossa paz.

93
(pág. 35 n°8)

C F G C C7 F C
1. Eu só tentava viver me iludindo, diante dos outros vivia
G7 C F G C F
fingindo. Mas no silêncio a verdade gritava, muito
C G7 C
confuso e aflito eu ficava.

C7 F Dm G7
A hipocrisia eu ponho de lado e reconheço o erro que
C Am Dm G7
fiz,É feliz quem foi perdoado livre da culpa é muito
C
feliz.

C F G C C7 F C
2. já não podia, não mais aguentei, e o meu rosto então
G7 C F G C F
desvendei. Reconheci ser aquilo que sou, Deus me
C G7 C
escolheu e me perdoou.

C F G C C7 F
3. Livre é aquele que quer ser leal, nada mais teme nem
C G7 C F G C F
mesmo o mal. Se junto a Deus procura a verdade, a
C G7 C
própria noite se faz claridade.

94
(pág.35 n°9)

Bm G A7 Bm G A7
1. Convite gentil não sei desprezar. Que importa o que foi?
D F# Bm F# Bm
Eu vim pra curar, quem nega o perdão em nome da lei,
Em Bm F# Bm
não quer ver um mundo irmão.

G A7 F#m Bm Em A7
Perdão ó Senhor misericórdia, perdão Senhor Deus da
Bm F# Bm
viiida. (bis)

Bm G A7 Bm G A7
2. Não posso aceitar o zelo fatal do fogo do céu em troca
D F# Bm F# Bm Em
do mal. Eu vim me propor, não vim pra forjar resposta
Bm F# Bm
com tal furor.

Bm G A7 Bm G A7
3. Tecer elogios, por coisa qualquer revela afinal o quanto
D F# Bm F# Bm Em Bm
se quer. Porém escutai: mais vale cumprir o quanto ensinei
F# Bm
do Pai.

95
(pág.35 n°10)

Em Am B7 Em
1. Glória a Deus, glória a Deus, glória a Deus Pai. (bis)
Am B7 Em
A Ele louvor e glória. (bis)
Em D Em Em D Em
Aleluia, amém. Aleluia, amém.
Em D Em Em D Em
Aleluia, amém. Aleluia, amém.

Em Am B7 Em
2. Glória a Deus, glória a Deus, glória a Deus Filho. (bis)
Am B7 Em
A Ele louvor e glória. (bis)
Em D Em Em D Em
Aleluia, amém. Aleluia, amém.
Em D Em Em D Em
Aleluia, amém. Aleluia, amém.

Em Am B7 Em
3. Glória a Deus, glória a Deus, glória ao Espírito. (bis)
Am B7 Em
A Ele louvor e glória. (bis)
Em D Em Em D Em
Aleluia, amém. Aleluia, amém.
Em D Em Em D Em
Aleluia, amém. Aleluia, amém.

96
(pág.36 n°1)

G C D7 G
Glória ao Pai, ao Deus da luz, glória ao seu filho Jesus,
E7 Am D7 G
glória o Espírito Santo, glória amém. (bis)

G Am D7
1. Nós louvamos o Pai que criou este mundo. E ao cria-lo
G Em
deixou aos cuidados da gente. Confiou-nos valores que
C G D7 G
em nós colocou, por amor foi que Ele este mundo criou.

G Am D7
2. Nós louvamos o Filho de Deus encarnado. Que nasceu
G Em
e viveu e morreu por amor, e deixou para o mundo o mais
C G D7 G
doce recado e por isso chamamos de Cristo Senhor!

G Am D7
3. Nós louvamos também o Espírito Santo que do Pai e do
G Em
Filho é amor que nos vem. Que coloca ternura no riso e no
C G D7 G
pranto e nos mostra o sentido que a vida contém.

(pág. 36 n°2)

97
D A7 D
1. Glória a Deus lá nas alturas e na terra paz aos homens
G A7 D G
que são por Ele muito amados. Ó Senhor Deus nós vos
A7 D G A7 D
louvamos, Vos bendizemos e adoramos.

D A7 D
2. E nós vos glorificamos e vos damos muitas graças por
G A7 D G A7 D
vossa glória tão imensa. Senhor Jesus Filho Unigênito,
G A7 D
Cordeiro Santo de Deus Pai.

D A7 D
3. Vós podeis tirar o mal, todo pecado deste mundo, tende
G A7 D G A7 D
piedade de nós todos. Vós que tirais nosso pecado, bem
G A7 D
acolhei a nossa súplica.

D A7 D
4. Vós que estais eternamente à direita de Deus Pai, tende
G A7 D G A7 D
piedade de nós todos. Porque só Vós é que sois Santo,
G A7 D
porque só Vós sois o Senhor.
D A7 D
5. E só Vós sois o Altíssimo Jesus Senhor, Ó Cristo! Só
G A7 D G
Vós sois o Senhor Altíssimo. Só Vós com o Espírito
A7 D G A7 D
Santo, na glória de Deus Pai, Amém!
(pág.36 n°3)

98
G Am D7 G C
1. Glória a Deus trindade que primeiro nos amou, Deus
G D7 G
comunidade que em Jesus se revelou.

D7 G C G
Viver e conviver em comunhão.//Glória, glória aleluia
D7 G
eis a nossa vocação.//

G Am D7 G C
2. Glória ao Filho amado que do Pai vem anunciar grande
G D7 G
boa nova para os homens libertar.

G Am D7 G C
3. Glória ao Santo Espírito que o mundo revelou, vem
G D7 G
ensina a todos o que o Filho nos Falou.

(pág.36 n°4)

G D7 G C D7 G C Cm G Em
Glóóória, glóóó ria, ao Pai criador, ao Filho redentor e ao
Am D7 G
Espírito glória. (bis)
C G C D7 G
Ao Pai Criador do mundo, ao Filho Redentor dos homens,
C D7 G Em Em D7 G
ao Espírito de amor demos sempre Glóóória. (bis)
(pág.36 n° 5)

99
Glória a Deus lá nas alturas!

Glória a Deus aqui também! Paz a nós que vos

amamos.

Paz e amor na terra. Amém! Amém! Amém!


Eu louvarei

Eu louvarei, eu louvarei, eu louvarei, eu louvarei,

eu louvarei ao meu Senhor.

1. João viu o número dos redimidos e todos louvaram ao

Senhor. Uns oravam, outros cantavam e todos louvavam

ao Senhor.

2. Todos unidos, alegres cantavam glória e louvores ao

Senhor. Glória ao Pai, glória ao Filho, glória ao Espírito

de Amor.

3. Somos filhos de Ti, Pai eterno, Tu nos criastes por

amor. Nós te adoramos, te bendizemos e todos cantamos

teu louvor.

(pág.36 n°6)

100
E B7
Glória, Glória, Glória, aleluia. Glória, Glória, Glória,
E E7 A Am
aleluia. Glória, Glória, Glória a Deus nos altos céus.
E B7 E
Paz na terra a todos nós.

E B7
1. Deus e Pai nós vos louvamos, glória a Deus. Adoramos
E E7 A
bendizemos, glória a Deus. Damos glória ao vosso nome,
Am E B7 E
glória a Deus. Vossos dons agradecemos.

E B7
2. Senhor Nosso Jesus Cristo, glória a Deus. Unigênito do
E E7 A
Pai, glória a Deus. Vós de Deus cordeiro santo, glória a
Am E B7 E
Deus. Nossas culpas perdoai.

E B7
3. Vós que estais junto do Pai, glória a Deus. Como nosso
E E7 A
intercessor, glória a Deus. Atendei nossos pedidos, glória
Am E B7 E
a Deus. Atendei nosso clamor.
E B7
4. Vós somente sois o santo, glória a Deus. O altíssimo
E E7 A Am
Senhor, glória a Deus. Com Espírito divino, glória a Deus.
E B7 E
De Deus Pai no resplendor.

101
(pág. 36 n°7)

1. Este hino de louvor que envolve o meu ser, é de

gratidão. A bondade do Senhor, é tão grande, sem confim.

Veio até mim.

Glória ao Senhor! Glória ao Senhor! Deus criador.

2. Ao Deus Pai que nos criou, a ternura filial. Deus é

nosso Pai! Jesus Cristo nosso irmão, deu a vida pelos


seus,

nós somos de Deus.

3. Deus é fonte de amor, santifica nosso ser, espírito de

amor. Nós igreja militante, o amor de Deus cantemos para

sempre. Amém!

Glória ao Senhor! Glória ao Senhor! Deus criador.

102
(pág.36 n°8)

G G7 C Cm G
Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos
D7 G
filhos seus. (bis)
D
1. Glória, glória, ao Pai eterno, providente e criador,
D7
criador.
D
2. Glória ao Filho, Jesus Cristo, nosso irmão e redentor,
D7
redentor.
D
3. Ao Espírito que é Santo, nosso canto de louvor, de
D7
louvor.

(pág.36 n°9)

G C D7 C G
1. Glória a Deus nos altos céus, paz na terra aos seus
D7 G C D7 C G
amados, a vós louvam Rei celeste, os que foram
D7
libertados.

G D7 G C D7 G
Glória a Deus, Glória a Deus. (bis)

103
G C D7 C G D7
2. Deus e Pai nós vos louvamos adoramos, bendizemos,
G C D7 C G D7
damos glória ao vosso nome. Vossos dons agradecemos.

G D7 G C D7 G
Glória a Deus, Glória a Deus. (bis)

G C D7 C G D7 G
3. Senhor nosso Jesus Cristo, Unigênito do Pai. Vós de
C D7 C G D7
Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai.

G D7 G C D7 G
Glória a Deus, Glória a Deus. (bis)

G C D7 C G D7
4. Vós que estais junto do Pai, como nosso intercessor,
G C D7 C G D7
acolhei nossos pedidos, atendei nosso clamor.

G D7 G C D7 G G D7 G C D7 G
Aaamém, Aaamém, Aaamém, Aaamém.

104
(pág.37n° 1)

Em B7
Santo!Santo!Santo! Dizem todos os anjos. Santo!Santo!
Em E7
Santo! É o Senhor Jesus. Santo!Santo!Santo! É quem nos
Am
redime.

Em B7
Porque meu Deus é Santo e a terra cheia de sua glória
Em E7 Am Em B7
está. Porque meu Deus é Santo e a terra cheia de
Em
sua glória está.

B7 Em
Céus e terra passarão, mas Tua Palavra não passará
B7 Em E7
Céus e terra passarão, mas Tua Palavra não passará
Am Em B7 Em
Não, Não, Não, passará.
Am Em B7 Em
Não,Não,Não,Não,Não,Não,Não passará.

Em B7
Hosana! Jesus Cristo, o Filho de Maria! Bendito o que
Em E7
vem em nome do Senhor! Santo! Santo! Santo! É quem
Am
nos redime!

105
(pág.37 n°2)

Em B7
1. Senhor Jesus Cristo, nós te louvamos e te agradecemos
Em D7 G
teu imenso amor. Teu nascimento, teu sofrimento trouxe
B7 Em B7 Em
a vida nova onde existe a dor. Nós te adoramos e
B7 Em B7 G
acreditamos que és o Filho Santo de nosso Criador. E
B7
professamos tua verdade que na humanidade plantou
Em B7
tamanho amor.

Em B7 Em
Santo, Santo, Santo, Santo, Santo, Santo Todo
B7 Em
poderoso, é o nosso Deus. (bis)

Em B7
2. Deus infinito, teu santo Espírito renova o mundo sem
Em D7 G
jamais cessar. Nossa esperança, nossos projetos só se
B7 Em B7 Em
realizam quando Ele falar. Todo poderoso somos o teu
B7 Em B7 G
povo que na esperança vive a caminhar. Dá que
B7
sejamos teu povo santo que fará do mundo teu trono e teu
Em B7
altar.

106
(pág. 37 nº 3)

E B7 E B7 E
Santo!Santo!Santo! É o Senhor da Luz! Santo!Santo! É o
B7 E A
Senhor Jesus! Numa canção sideral de um Hosana total, a
E B7
criação se extasia/ e o céu e a terra também entoam o seu
E A
grande Amém!Bendito é Aquele que vem, Aquele que
E B7 E
vem, Aquele que vem, em nome da Luz!Bendito é Aquele
A E B7
que tem, Aquele que tem, Aquele que tem a paz/ Nosso
E
Senhor Jesus!

(pág.37 n°4)

C G7
1. Quando olhei o sol brilhar, vi que o Senhor é Santo.
C
Vendo estrela no céu, vi que o Senhor é Santo. Na
G7
imensidão do mar, vi que o Senhor é Santo. No orvalho da
C
manhã, vi que o Senhor é Santo.

C7 F C G7
O Senhor é Santo, Ele está aqui. O Senhor é Santo,
C
eu posso sentir. (bis)

107
C G7
2. Nas aves do céu, vi que o Senhor é Santo. Na planta a
C G7
florir, vi que o Senhor é Santo. Na fonte a cantar, vi que o
C
Senhor é Santo. No irmão a sorrir, vi que o Senhor é Santo.

(pág. 37 nº 5)

G Em Bm C D7
Santo!Santo!Santo! É o Senhor Deus do Universo.
C D7 A7 D7
Os céus e terra resplandecem em tua Glória.
G D7 G D7 C D7 G
Hosana! Hosana! hosana no alto dos céus! (bis)
Em Am D7 G
Bendito é aquele que vem em nome do Senhor.

(pág.37 n°6)

G D7 D G D7 G
Santo! Santo! Santo! (bis). Senhor Deus do Universo
C D7 G
(bis). O céu e a terra proclamam a vossa glória (bis).
G D7 G G D7 G
Hosana, Hosana, Hosana (bis). Hosana nas alturas (bis).
G D7 G G D7 G
Bendito o que vem (bis). Em nome do Senhor (bis).
C D7 G C D7 G
Hosana, Hosana, Hosaaana (bis). Hosana nas altuuuras
(bis).

108
(pág.37 n°7)

CGC Dm G
Saaanto, Santo é o Senhor. Terra e céu cantam em Seu
C G C C7 F
louvor. Saaanto, proclamam suas criaturas, Hosana,
C G C C7 F C
Hosana, Hosana nas alturas. Hosana cantemos, Hosana
G C F C
louvemos com filial ternura, bendito o que vem em nome
Dm G
do Criador, bendito é o que traz a paz em plenitude de
C F G C
amor. Hosaaana!

(pág.37 n°8)
D Bm G Gm D
1. Pelos prados e campinas, verdejantes eu vou. É o
F#m G A7 D
Senhor que me leva a descansar. Junto as fontes de águas
Bm G Gm D F#m G
puras repousantes eu vou. Minhas forças, o Senhor vai
A7
animar.

G A7 F#m Bm Em
Tu és Senhor, o meu pastor. Por isso nada em minha
A7 D D7
vida faltará. (bis)

D Bm G Gm D
2. Nos caminhos mais seguros, junto d’Ele eu vou. E pra
F#m G A7 D Bm
sempre o seu nome honrarei. Se eu encontro mil abismos,

109
G Gm D F#m G
nos caminhos eu vou. Segurança sempre tenho em suas
A7
mãos.

D Bm G Gm D
3. No banquete em sua casa, muito alegre eu vou. Um
F#m G A7 D Bm
lugar em sua mesa me preparou. Ele unge minha fronte e
G Gm D F#m G A7
me faz ser feliz. E transborda a minha taça em seu amor.

(pág.37 n°9)
Bm Em Bm
O Senhor é minha luz, Ele é minha salvação, que
F# Bm
poderei temer? Que poderei temer? O Senhor é meu
Em Bm
abrigo que defende a minha vida, quem me fará
F# Bm
temer? Quem me fará temer?

Bm Em A7 D Bm
1. Quando o forte me atacar, querendo me devorar. Recua
F# Bm
fracassado, recua fracassado.
Bm Em A7 D
2. Mesmo que uma tropa inteira se levante contra mim.
Bm F# Bm
Não vou ter medo algum, não vou ter medo algum.
Bm Em A7 D
3. Se me declararem guerra guardarei minha coragem.
Bm F# Bm
Vou sempre confiar, vou sempre confiar.

110
(pág.37 n°10)

G Am D7 G D7
1. Eu te exaltarei, meu Deus e Rei por todas as gerações.
G Am D D7 G
És o meu Senhor, Pai que me quer no amor.

G7 C Cm G Em A7 D
Entoai ação de graças, e cantai um canto novo.
G G7 C Cm G D7 G
Aclamai a Deus Javé, aclamai com amor e fé.

G Am D7 G D7
2. Eu vou reunir, Jerusalém pra te louvar ó Senhor.
G Am D D7 G
Te glorificar ao dar-me a tua paz.

G Am D7 G D7
3. Ao me revelar a tua lei, as tuas mãos eu senti.
G Am D D7 G
Sim te louvarei enquanto eu existir.

(pág.38 n°1)

D G F#m G F#m
1. Vou cantar, entoar um canto novo, vou sair chamar o
G D Bm A7 G A F#m
povo pra louvar, aleluia. Assim toda criatura, nossa
terra
Bm D A7 Am

111
sol e lua, vão louvar e cantar.

D7 G Em F#m Bm G
Se alguém te louva em silêncio, tu acolhes ó
A7 Am D7 G
Senhor tua oração. Se alguém entoa um canto
F#m Bm G A7 D G D
novo, tu acolhes ó Senhor sua canção, Aleluia!

D G F#m G F#m G
2. É feliz, quem em Ti faz a morada, vida nova outra casa
D Bm A7 G A F#m
pra ficar, aleluia. Tu preparas mesa farta e alimentas
Bm D A7 Am
pra jornada, dando amor, luz e paz.

D G F#m G F#m
3. O nascer de uma nova aurora, vai dourando a cada
G D Bm A7 G A
instante os trigais, aleluia. E os pequenos e sofridos nos
F#m Bm D A7 Am
teus braços acolhidos, vão louvar e cantar.

112
(pág. 38 nº 2)

C Em F Em Am Em
1. Cante ao Senhor a terra inteira. Sirvam ao Senhor com
F C F C G7 C
alegria. = Vinde ao seu encontro alegremente. = (bis)

C7 F Dm G7
O Senhor é bom, eterno é seu amor!
C G7 C
O Senhor é bom, eterno é seu amor! (bis)

C Em F Em Am Em
2. O Senhor somente é o nosso Deus. Ele é quem nos fez e
F C F C G7 C
somos seus. = Somos o seu povo e o seu rebanho = (bis)

C Em F Em Am Em
3. Vinde aproximai-vos dando graças, todos a cantar hinos
F C F C G7 C
de alegria. = Bendizei louvai seu Santo Nome. = (bis)

C Em F Em Am Em
4. O Senhor é bom, nós repetimos. Sua Misericórdia é
F C F C G7 C
sem limite. = Seu amor fiel é para sempre. = (bis)

113
Ó São José Querido

D A Bm Em
1. Ó São José querido meu caro protetor
A7 D A7 D
Seja meu canto ouvido na glória do Senhor

G D A7 D
Quando estiver morrendo quero com viva fé
G D E7 A7 D
me consolar dizendo Jesus, Maria, José!

D A Bm Em
2. És de Maria esposo, íntegro São José!
A7 D A7 D
Para eu morrer ditoso pede por mim mercê

D A Bm Em
3. Quando, uma vez partida para a mansão da luz
A7 D A7 D
Minh'alma dirigida ó leva ao bom Jesus!

114
(pág. 38 nº 3)

Em
1. Tu me conheces quando estou sentado. Tu me conheces
B7
quando estou de pé. Vês claramente quando estou
Em
andando, quando repouso Tu também me vês. Se pelas
E7
costas sinto que me abranges, também de frente sei que me
Am Em
percebes. Para ficar longe do Teu Espírito o que farei, para
B7 Em
onde irei, não sei.

Am B7 Em B7
Para onde irei? Para onde fugirei? Se subo ao céu ou se
Em
me prostro no abismo eu te encontro lá. Para onde
Am B7 Em B7
irei? Para onde fugirei? Se estás no alto da montanha
Em
verdejante ou nos confins do mar!

Em
2. Se eu disser: que as trevas me escondam e que não haja
B7
luz onde eu passar, pra Ti a noite é clara como o dia. Nada
Em
se oculta ao teu divino olhar. Tu me teceste no seio
E7 Am
materno e definiste todo o meu viver. As tuas obras são
Em B7 Em

115
maravilhosas. Que maravilha, meu Senhor, sou eu!

Em
3. Dá-me tuas mãos, ó meu Senhor, bendito. Benditas
B7
sejam sempre as tuas mãos, prova-me Deus e vê meus
Em
pensamentos. Olha-me Deus e vê meu coração. Livra-me
E7
Deus de todo mau caminho. Quero viver, quero sorrir,
Am Em
cantar, pelo caminho da eternidade, Senhor terei toda
B7 Em
felicidade.

Am B7 Em B7
Para onde irei? Para onde fugirei? Se subo ao céu ou se
Em
me prostro no abismo eu te encontro lá. Para onde
Am B7 Em B7
irei? Para onde fugirei? Se estás no alto da montanha
Em
verdejante ou nos confins do mar!

116
(pág. 38 nº 4)

A E7
1. Teu nome Senhor é tão bonito. Tu moras no céu lá nas
A D E7
alturas. Até criancinhas pequeninas já sabem que vences o
A
inimigo.

A E7
2. Olhando pro céu que Tu fizeste eu vejo as estrelas, vejo
A D E7
a lua. Entendo que o homem vale muito pois tudo pra ele
A
Tu fizeste.

A E7
3. Menos um pouquinho do que os anjos, mas cheios de
A D
graça e de valor. De Ti recebeu poder e força de tudo
E7 A
vencer e dominar.

A E7
4. Os bois e as ovelhas nos currais, o gado que pasta pelos
A D
campos. Os peixes no mar e os passarinhos e tudo o que
E7 A
corta o ar e as águas.

117
(pág. 38 nº 5)

D G
1. Por melhor que seja alguém, chega o dia em que há de
D E
faltar. Só o Deus vivo a palavra mantém e jamais ele há de
A7
falhar.

D Bm Em A7
Quero cantar ao senhor, sempre enquanto eu viver.
D Bm Em A7 D
Hei de provar seu amor, seu valor e seu poder.

D G D
2. Nosso Deus põe-se do lado dos famintos e injustiçados,
E A7
dos pobres e oprimidos, dos injustamente vencidos.

D G
3. Ele barra o caminho dos maus, que exploram sem
D
compaixão, mas dá força ao braço dos bons. Que
E A7
sustentam o peso do irmão.

D G
4. Esse é o nosso Deus, seu poder permanece sempre, sua
D E A7
força é a força da gente, vamos todos louva nosso Deus.

118
(pág. 38 nº 6)

D A7 Em A7
1. Entoai ao Senhor um novo canto, pois prodígios foi ele
D Am D7 G D
quem fez, sua mão e o seu santo braço. A vitória lhe
A7 D
deram de vez.

D7 G A7 D Bm A7 D D7 G
Então os povos viram o Deus que nos salvou. Por isso
A7 D Bm A7 D
ó terra inteira, cantai louvor a Deus!

D A7 Em A7
2. O Senhor revelou seu auxilio, sua Justiça aos povos
D Am D7 G D
mostrou, recordou-se de sua bondade em favor de seu
A7 D
povo fiel.

D A7 Em A7
3. Celebrai o Senhor com a harpa com a lira o saltério
D Am D7 G D
cantai. Com tambores, cornetas e flautas aclamai ao
A7 D
Senhor, Deus e Rei!

D A7 Em A7
4. Batam Palmas o mar e os peixes, todo mundo e o que
D Am D7 G
ele contém. Que os rios se alegrem e aclamem as
D A7 D

119
montanhas bendigam também!
(pág.39 n° 1)

Gm D Gm G7 Cm
Feliz quem procura no Senhor, razão do viver e do
Gm
amor!
Gm F
1. Se o Senhor não constrói conosco a casa, perde tempo
Bb Gm G7
quem faz a construção. Se o Senhor não olhar para a
Cm F7 Bb
cidade, perde o tempo o vigia que não dorme.

Gm F
2. Não adianta acordar de madrugada e ficar trabalhando
Bb Gm G7 Cm
até bem tarde. Dando duro pra ter o que comer, Deus dará
F7 Bb
com fartura a quem O ama.

(pág.39 n°2)
D F#m
Dou graças ao Senhor porque Ele é bom, porque
G A7 D
eterno é o seu amor. Sua palavra Me ensina e me
F#m G A7 D
liberta, porque eterno é seu amor.

G A7 D A7
Sua palavra é uma luz em meu caminho, e se alegra em
D G A7
suas leis meu coração. Ensina-me Senhor seus
D Em A7

120
mandamentos, só liberto viverei em comunhão.
(pág.39 n°3)
E A E B7 E
Aleluia, aleluia, aleluia. (bis)
E B7 E C#m F#m
1. Ide pelo mundo o Evangelho anunciai. A toda criatura a
B7 E
boa nova proclamai.

E B7 E C#m
2. Cristo vem falar-nos com cuidados de Pastor e vem
F#m B7 E
comprometer-nos com seus planos de amor.
(pág.39 n°4)
C C7 F G7 C
Aleluia, Aleluia. (bis)
C F G7 C
No princípio era a palavra, e a palavra se encarnou. E nós
C7 F G7 C
vimos sua glória, seu amor nos libertou.
(pág.39 n°5)
E7 Am Em B7 Em E7
Aleluia, aleluia, aleluia, Jesus cristo vai falar.
Am Em B7 Em
Aleluia, aleluia, ide pelo mundo o Evangelho anunciar.

Em B7
Mas como invocarão aquele em que não creram e como
Em
podem crer, se ainda não ouviram. E como podem ouvir se
E7 Am Em B7
não houver quem pregue, e como pregarão se não forem
Em

121
enviados.

(pág.39 n°6)

C G7 C A7 Dm G7 C G7 C A7 Dm G7 C
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.

C F G7 C A7
Bem aventurados os que têm misericórdia, pois
Dm G7 C
misericórdia no meu coração terá.

(pág.39 n°7)

C G7 C G7 C
Aleluia, aleluia, aleluia. (bis)

C G7 C G7 F
Ponho-me a ouvir o que o Senhor dirá. Ele vai falar, vai
G7 C G7 C
falar de paz. Pela minha voz e pelas minhas mãos. Jesus
G7 F G7 C
Cristo vai, vai falar de paz.

(pág.39 n° 8)

Dm Gm C Dm A7
A vontade do Pai pratiquemos, de Jesus a família
Dm
seremos!

122
(pág.39 n° 9)
A Bm E A
Jesus Cristo, luz da vida, companheiro na partilha,
F#m Bm E A
Vem guiar nossas famílias na sua luta e dura lida.
(pág.39 n° 10)

G D G
A Tua boa nova alegra e convida,
Em Am D7 G
Do mundo os excluídos, do Reino os preferidos.

(pág.39 n°11)

E E7 A Am E
A Bíblia é a palavra de Deus, semeada no meio do
B7 E E7 A Am
povo. Que cresceu, cresceu e nos transformou,
E B7 E
ensinando-nos viver um mundo novo.

G#m C#m B7 E
1. Deus é bom, nos ensina a viver. Nos revela o caminho a
C#m A E F#
seguir. Só no amor, partilhando seus dons, sua presença
B7
iremos sentir.

G#m C#m B7 E
2. Somos povo, o povo de Deus, e formamos o reino de
C#m A E F#
irmãos. E a palavra que é viva e nos guia e alimenta a

123
B7
nossa união.
(pág.39 n°12)

D A7 D
É como a chuva que lava, é como o fogo que arrasa,
A7 G D A7
tua palavra é assim não passa por mim sem deixar um
D
sinal. (bis)

D Em
Tenho medo de não responder, de fingir que não escutei.
G D
//Tenho medo de ouvir teu chamado, virar do outro
A7 D
lado e fingir que não sei.// (bis)

(pág.39 n°13)
C F C F C F C
Eu sou o caminho, a verdade e a vida.
C F C F C F C C7 F
Eu sou o caminho, a verdade e a vida.

C F
1. Guardo no meu coração Tua palavra, para não te
C7 F
ofender.

C F C7 F
2. Tua fala permanece para sempre, é eterna como o céu.

C F
3. Minha boca sempre canta Tua palavra, pois são justos

124
C7 F
teus preceitos.

(pág.39 n°14)

G Em Am D7 G
A vossa palavra Senhor, é sinal de interesse por nós.
(bis)

C A7
1. Como o Pai ao redor de sua mesa, revelando seus
D7
planos de amor.

C A7 D7
2. É feliz quem escuta a palavra e guarda no seu coração.

C A7
3. Neste encontro da Eucaristia, aprendemos a grande
D7
lição.

125
(pág.39 n° 15)

Em Am D7
1. Numa terra distante daqui, um povo buscava sua
G B7 Em Am
libertação. Este povo era um povo de escravos já sem
D7 G B7 Em B7 Em
esperança no seu coração. Deste povo surgiu um profeta,
E7 Am
de sua vida ao Senhor fez oferta.

C Em F#
Ao ouvir a Palavra de Deus que é amor, o seu povo
B7 E7 (Em)
libertou (bis)

Em Am D7
2. Mas aqui, neste chão, nossa terra, um povo sofrido
G B7 Em Am
eleva suas mãos. Fala alto o Senhor por suas vozes que
D7 G B7 Em B7
clamam justiça e libertação. Este povo também tem
Em E7 Am
profeta de sua vida ao Senhor faz oferta.

C Em
Escutando a palavra de Deus lhe chamar, quer seu

126
F# B7 E7 (Em)
povo libertar (bis)

(pág.40 n°1)

E F#m B7 E A
Nova evangelização, vem convocar à conversão: boa
E
nova. (bis)

E F#m B7
1. Tantas situações de injustiça, tantas violências sem
E A B7 F#m
rancor. Pisam os humildes e oprimidos, jogando com a
B7
vida e sem amor.

E F#m B7
2. Dentro de uma história que acontece. Tão marcada de
E A B7 F#m
contradição. Deus se comunica com seu povo, querendo
B7
um mundo justo e mais irmão.

127
(pág.40 n°2)

D D7 G
Javé o Deus dos pobres, do povo sofredor. Aqui nos
D E A7 D D7
reuniu pra cantar o seu louvor. Pra nos dar esperança
G D
e contar com sua mão. Na construção do Reino, Reino
A7 D
novo povo irmão.

G F#m
1. Sua mão sustenta o pobre, ninguém fica ao desabrigo.
Em A7 D E A7
Dá sustento a quem tem fome, com a fina flor do trigo.

G F#m
2. Alimenta os nossos sonhos, mesmo dentro da prisão,
Em A7 D E A7
ouve o grito do oprimido que lhe toca o coração.

G F#m
3. Cura os corações feridos, mostra ao forte o seu poder.
Em A7 D E A7
Dos pequenos é a defesa, deixa a vida florescer.

128
(pág. 40 n° 3)
E E7 A B7
A partilha começa na mesa, a justiça é rebento e
E C#m F#m B7
certeza de quem luta e abraça a razão de fazer do pão
E
comunhão. (bis)

A B7
1. Acredito que a força do povo forjará e fará o mundo
E
novo.
E7 A B7
=Porque o Pai é presença maior que caminha no meio
E
de nós= (bis)

A B7
2. Que o pão seja farto na mesa, que a fome, ódio e
E
tristeza,
E7 A B7
= Deem espaço e criem esperança pra fazer neste
E
mundo mudança= (bis)

A B7
3. Ofertamos o pão sacramento e as mãos calejadas
E
também.
E7 A B7

129
= Que constroem a fraternidade com a força da
E
comunidade.= (bis)
(pág. 40 n° 4)

B G#m D#m E F#
1. A mesa santa que preparamos, mãos que se elevam a ti,
B G#m D#m E
Ó Senhor. O pão e o vinho, frutos da terra, duro trabalho,
F#
carinho e amor.

G#m D#m F# B
Ô, Ô, Ô, recebe Senhor! Ô, Ô, recebe Senhor!

B G#m D#m E F#
2. Flores, espinhos, dor e alegria, pais mães e filhos diante
B G#m D#m E
do altar. A nossa oferta em nova festa, a nossa dor vem,
F#
Senhor, transformar.

G#m D#m F# B
Ô, Ô, Ô, recebe Senhor! Ô, Ô, recebe Senhor!

B G#m D#m E F#
3. A vida nova, nova família que celebramos aqui tem

B G#m D#m E
lugar, tua bondade vem com fartura, é só saber reunir,
F#
partilhar.

130
G#m D#m F# B
Ô, Ô, Ô, recebe Senhor! Ô, Ô, recebe Senhor!

(pág.40 n°5)

D A7 D G
1. O nosso Deus com amor sem medida, chamou-nos a
D A7 D A7 D
vida e nos deu muitos dons. Nossa resposta de amor será
G D A7 D
feita, se a nossa colheita mostrar frutos bons.

A7 D Bm Em
Mas é preciso que o fruto se parta e se reparta na
A7 D
mesa do amor. (bis)

D A7 D G D A7
2. Participar é criar comunhão, fermento no pão, saber
D A7 D G
repartir. Comprometer-se com a vida do irmão, viver a
D A7 D
missão de se dar e servir.

D A7 D G
3. Os grãos de trigo em farinha se tornam, depois se
D A7 D
transformam em vida no pão. Assim também quando
A7 D G D A7 D

131
participamos unidos criamos maior comunhão.

(pág.40 n°6)
G C Am
1. Aceita Senhor nossos dons. Aceita Senhor nosso pão.
D7 CG
Aceita Senhor nosso vinho, aceita Senhor nossa gente
C Am D7 C
sofrida, oprimida, esquecida. Aceita esta dor que machuca
G Am
demais. Aceita Senhor também nossa fome de paz, aceita
D7 G Em
Senhor nossa fome de amor. Aceita Senhor este humano
Am D G
calor, dos povos latinos que querem viver, sem fome sem
Am D7 G
medo num mundo de paz e justiça de homens iguais.

G Am D7
Aceita Senhor nosso Deus, os dons que por certo são
G
teus. (bis)
G C Am
2. Aceita Senhor nosso dons, aceita Senhor nosso pão.
D7 CG
Aceita Senhor nosso vinho. Aceita Senhor nossa gente,
C Am D7 C
sofrida, oprimida esquecida. Aceita esta dor que machuca
G Am
demais. Aceita Também nossos povos Senhor. Crianças e
D7 G Em
jovens sedentos de amor. E todos aqueles sem voz e sem

132
Am D G
vez com fome de paz de amor e de pão. Que esperam os
Am D7 G
ventos da renovação a luz de que disse Jesus nosso irmão.

(pág.40 n°7)

G D7 G
1. Vai surgindo um mundo novo, uma nova sociedade.
D7 C D7 G
// Homem novo libertado, nos projetos da trindade;//

C G C
Pão e vinho de nossas culturas, resultado de nosso
G Am G Em Am
labor. Nossas vidas por teu Evangelho se expressam
D7 G
num grande louvor.

G D7 G
2. Cada passo que fazemos, na certeza da mudança.
D7 C D7 G
// Motivados no Evangelho renovamos a esperança.//

G D7 G
3. A Palavra nos ensina, partilhar fraternalmente.
D7 C
// Como Cristo deu-se a todos, sem reservas
D7 G
plenamente.//

133
(pág.41 n°1)

D A7 G
1. Ofertar nossa vida queremos, como gesto de amor
D D7 G D
doação. Procuramos criar mundo novo, trazer para o povo
A7 D
a libertação.

D7 G A7 D Bm
De braços erguidos, a Deus ofertamos aquilo que
Em A7 D D7 G
somos e tudo que amamos. Os dons que nós temos
A7 D Bm Em A7
compartilharemos, aqueles que sofrem sorri-los
D
faremos.

D A7 G
2. Como o pão e o vinho se tornam, Corpo e Sangue de
D D7 G D
Cristo Jesus, transformemos a realidade pra ser de verdade
A7 D
esperança e luz.

D A7 G
3. A injustiça que fere e que mata tanto homem, criança e
D D7 G

134
mulher. Faz o jovem viver sem sentido, frustrado e
D A7 D
perdido, distante da fé.

(pág. 41 nº 2)
Cm Gm Cm Bb Cm Gm Cm
1. No ventre da terra/ no amor doação. Na simplicidade a
Bb Cm F Cm G7 Cm Fm
transformação. Semente de trigo, a fé em mutirão, suor e
Cm G7 Cm Bb G
trabalho: conquista do pão/ conquista do pão.

F C F C F C
Fecundar a terra e conquistar o pão! Partilhar a vida e
D7 G
colher a comunhão!
C F C F C F C Am
Fecundar o mundo com fé e doação, semear o verbo e
Dm G C (Bb)
colher libertação!

Cm Gm Cm Bb Cm Gm Cm
2. partilha da terra/ participação, anúncio do Reino/ Sinais
Bb Cm F Cm G7 Cm Fm
de Cristão!No altar pão e vinho e o nosso coração, miséria
Cm G7 Cm Bb G
do povo: memória da paixão/ memória da paixão.

Cm Gm Cm Bb Cm Gm Cm
3. Justiça pra todos/ serviço eficaz. Oferta e partilha,
Bb Cm F Cm G7 Cm
conquista da paz!A fé em compromisso, a vida em

135
Fm G7 Cm Bb
oblação. Partilha dos pobres: Evangelização/
G
evangelização.
(pág.41 n°3)
G C D7
1. Bem vindos à mesa do Pai, onde o Filho se faz fraternal
G C D7
refeição. É Cristo a forte comida, o pão que dá vida no
G
amor comunhão.

G7 C D7 G
Vinde ó irmãos adorar, vinde adorar ao Senhor.
Em D G Am D7
A Eucaristia nos faz Igreja comunidade de amor.
G7 C D7 G
Vinde ó irmãos adorar, vinde adorar ao Senhor.
Em D G D7 G
A Eucaristia nos faz Igreja comunidade de amor.
G C D7
2. Partimos o único pão no altar refeição, ó mistério de
G C D7
amor. Nós somos sinais da unidade na fé na verdade
G
convosco ó Senhor.
G C D7
3. No longo caminho que temos o pão que comemos nos
G C D7
sustentará. É Cristo o pão repartido que o povo sofrido
G
vem alimentar.
G C D7
4. Há gente morrendo de fome, sofrendo e sem nome, sem

136
G C
terra e nem lar. Não é a vontade de Deus, pois Jesus Filho
D7 G
seu quis por nós se doar.

(pág.41 n°4)

D A7 G D
1. A mesa tão grande e vazia de amor e de paz, de paz!
G E7 A7 F#m Em
Onde há luxo de alguns, alegria não há, jamais! A mesa da
A7 D F#m Em
Eucaristia nos quer ensinar, ah, ah! Que a ordem de Deus
A7 D
nosso Pai é o Pão partilhar!

G D Em A7 D Bm
Pão em todas as mesas, da Páscoa a nova certeza.
G D Em A7 D
//A festa haverá e o povo a cantar Aleluia!//

D A7 G
2. As forças da morte: a injustiça e a ganância de ter, de
D G E7 A7 F#m
ter! Agindo naqueles que impedem ao pobre viver, viver!
Em A7 D F#m
Sem terra, trabalho e comida a vida não há, não há!
Em A7 D
Quem deixa assim e não age, a festa não vai celebrar!

137
G D Em A7 D Bm
Pão em todas as mesas, da Páscoa a nova certeza.
G D Em A7 D
//A festa haverá e o povo a cantar Aleluia!//

D A7 G
3. Irmãos, companheiros na luta, nos demos as mãos, as
D G E7 A7
mãos! Na grande corrente do amor, na feliz comunhão,
F#m Em A7 D F#m
irmãos! Unindo a peleja e a certeza, vamos construir aqui!
Em A7 D
Na terra o projeto de Deus: todo o povo a sorrir!

D A7 G
4. Que em todas as mesas de pobre haja festa de pão, de
D G E7 A7
pão! E as mesas dos ricos vazias sem concentração, de
F#m Em A7 D F#m
pão! Busquemos aqui nesta mesa do pão redentor, do céu!
Em A7 D
A força e a esperança que faz todo povo ser de Deus!

138
(pág.41 n°5)

D A7 Bm F#
1. Cantar a beleza da vida, presente no amor sem igual.
G D E
Missão do teu povo escolhido, Senhor vem livrar-nos do
A7
mal.

D A7 G
Vem dar-nos teu Filho Senhor, sustento no pão e no
D G D Bm Em A7
vinho. E a força do Espírito Santo, unindo teu povo
D
a caminho.

D A7 Bm F#
2. Falar do teu Filho as nações, vivendo como Ele viveu.
G D E
Missão do teu povo escolhido, Senhor vem cuidar do que
A7
é teu.

D A7 Bm
3. Viver o perdão sem medida, servir sem jamais
F# G D E
condenar. Missão do teu povo escolhido, Senhor vem

139
A7
conosco ficar.

D A7 G
Vem dar-nos teu Filho Senhor, sustento no pão e no
D G D Bm Em A7
vinho. E a força do Espírito Santo, unindo teu povo
D
a caminho.

D A7 Bm
4. Erguer os que estão humilhados, doar-se aos pequenos
F# G D E
e aos pobres. Missão do teu povo escolhido, Senhor
A7
nossas forças redobre.

D A7 Bm
5. Buscar a verdade e a justiça, nas trevas brilhar como
F# G D E
luz. Missão do teu povo escolhido, Senhor nossos passos
A7
conduz.

D A7 Bm
6. Andar nos caminhos do mundo plantando o teu reino de
F# G D E
paz. Missão do teu povo escolhido, Senhor nossos passos
A7

140
refaz.

(pág.42 n°1)

D Em A7 D
1. Não pode faltar a palavra, não pode faltar-nos o pão.
Bm A7 G A7
Não pode faltar compromisso a quem quer um mundo de
D
irmãos.

D7 G A7
Teu pão ó Senhor nos sustenta na luta de um mundo
D F#7 B7 Em A7
melhor, o teu Evangelho transforma, tu és nosso
D
Deus Salvador. (bis)

D Em A7 D
2. Passaste no mundo dos homens fazendo a todos o bem.
Bm A7 G A7 D
Teu jeito de amar os humildes a todos ensinas também.

D Em A7 D
3. A boa notícia do reino aos pobres tu vens anunciar.
Bm A7 G A7
É Deus que se põe a seu lado, é Deus que nos vem

141
D
libertar.

D7 G A7
Teu pão ó Senhor nos sustenta na luta de um mundo
D F#7 B7 Em A7
melhor, o teu Evangelho transforma, tu és nosso
D
Deus Salvador. (bis)

D Em A7 D
4. Contigo fazendo aliança fazemos também comunhão.
Bm A7 G A7 D
A causa que tu abraçaste anima a tomar posição.

D Em A7 D
5. Senhor o teu povo reunido comunga teu gesto de amor.
Bm A7 G A7 D
E aprende a viver na partilha do pobre se faz defensor.

D Em A7
6. Chegando ao terceiro milênio, chegando com teu
D Bm A7
Evangelho nas mãos. Renasce no mundo a justiça,
G A7 D
seremos um povo de amor.

142
(pág.42 n°2)

Em D C
1. Jorra uma fonte de graça do teu sacrifício da cruz, ó
B7 Em D C
Senhor. Que é renovado na missa, lembrança perpétua da
B7 Em
morte de um Deus vencedor.

Am D7 G Em B7 Em
Evangelização nos leva até o próprio Deus
Am D7 G Bm Em B7 Em
aqui na Eucaristia e noutra vida que virá no céu.

Em D C
2. Para anunciar o Evangelho a Igreja se nutre do vinho e
B7 Em D C
do pão. Prova de amor que nos destes. Exemplo de como
B7 Em
devemos amar nosso irmão.

Em D C
3. Dizes no teu testamento que o mundo crerá, saberá
B7 Em D C

143
quem tu és, vendo a unidade da Igreja reflexo do amor
B7 Em
entre ti e o teu Pai, nós fiéis.

Am D7 G Em B7 Em
Evangelização nos leva até o próprio Deus
Am D7 G Bm Em B7 Em
aqui na Eucaristia e noutra vida que virá no céu.

Em D C
4. Teu evangelho renova faz dar testemunho nos leva a
B7 Em D C
anunciar, quando ele é bem acolhido, mas um coração se
B7 Em
une ao grupo cristão para amar.

Em D C
5. Os pequeninos e pobres reclamam de nós desapego
B7 Em D C
total. Na santidade, renúncia a Igreja procura imitar teu
B7 Em
amor radical.

Em D C
6. Sempre que a Igreja promove a paz liberdade, justiça é
B7 Em D
também, lembre que estás em quem sofre e o amor não

144
C B7 Em
descansa se dor não ferir mais ninguém.

(pág.42 n°3)
D Bm G Em
1. Vejam eu andei pelas vilas, apontei as saídas, como
A7 F#m Bm
o Pai me pediu. Portas eu cheguei para abri-las eu curei as
G A7 D Am
feridas como nunca se viu.

D7 G F#m Bm
Por onde formos também nós que brilhe a tua luz.
Em A7 GD
Fala Senhor na nossa voz em nossa vida.
D7 G F#m Bm
Nosso caminho então conduz queremos ser assim.
Em A7 D
Que o Pão da vida nos revigore o nosso sim.
D Bm G Em
2. Vejam, fiz de novo a leitura das raízes da vida
A7 F#m Bm
que meu Pai vê melhor. Luzes acendi com brandura.
G A7 D Am
Para a ovelha perdida, não medi meu suor.
D Bm G Em
3. Vejam procurei bem aqueles que ninguém procurava
A7 F#m Bm
e falei de meu Pai. Pobres a esperança que é deles,

145
G A7 D Am
eu não quis ser escravo de um poder que retrai.
D Bm G Em
4. Vejam semeei consciência nos caminhos do povo
A7 F#m Bm
pois meu Pai quer assim. Tramas, enfrentei prepotência
G A7 D Am
dos que teme o novo qual perigo sem fim.

D Bm G Em
5. Vejam eu quebrei as algemas levantei os caídos
A7 F#m Bm
do meu Pai fui as mãos. Laços recusei os esquemas
G A7 D Am
eu não quero oprimidos quero um povo de irmãos.

D Bm G Em
6. Vejam procurei ser bem claro o meu reino é diverso,
A7 F#m Bm
não precisa de lei, tronos outro jeito mais raro
G A7 D Am
de juntar o disperso, o meu Pai tem por lei.

D Bm G Em
7. Vejam do meu Pai a vontade eu cumpri passo a passo
A7 F#m Bm
foi para isso que eu vim. Dores, enfrentei a maldade
G A7 D Am
mesmo em frente ao fracasso eu mantive o meu sim.

D Bm G Em
8. Vejam fui além das fronteiras espalhei boa nova
A7 F#m Bm

146
a todos os filhos de Deus. Vida não se deixa nas beiras,
G A7 D Am
quem quiser maior prova venha ser um dos meus.

(pág. 42 n° 4)

A F#7 Bm
1. Ainda que eu fale, a língua dos homens. Ainda que eu
E7 DA A7
fale a língua dos anjos. Serei como um bronze, que soa em
D A E7 A
vão. Se eu não tenho amor, amor aos irmãos.

D A F#7 Bm E7
O amor é paciente e tudo crê, é compassivo, não tem
A D A F#7
rancor. Não se alegra com a injustiça e com o mal,
Bm E7 A
tudo suporta, é dom total.

A F#7 Bm
2. Ainda que eu tenha, vigor de profeta, e o dom da
E7 DA A7
ciência, firmeza na fé. Ainda que possa, transpor as
D A E7 A
montanhas, se eu não tenho amor de nada adianta.

A F#7 Bm
3. Ainda que eu doe, meus bens para os pobres, que eu

147
E7 DA A7
deixe meu corpo em chamas arder. Será como sonhos, será
D A E7 A
tudo em vão. Se eu não tenho amor, amor aos irmãos.

(pág.43 n°1)

G Am
1. A ti meu Deus, elevo meu coração, elevo as minhas
D7 C G D7 G
mãos, meu olhar minha voz. A ti meu Deus, eu quero
C Cm G D7
oferecer, meus passos e meu viver, meus caminhos, meu
G D7
sofrer.

G C G
A tua ternura Senhor, vem me abraçar. E tua bondade
G7 C Cm G
infinita me perdoar. Vou ser o teu seguidor e te dar o
Em Am D7 G
meu coração. Eu quero sentir o calor de tuas mãos.

G Am
2. A ti meu Deus, que és bom e que tens amor, ao pobre e
D7 C G D7 G
ao sofredor, vou servir e esperar. Em ti Senhor,
G7 C Cm G

148
humildes se alegrarão, cantando a nova canção, de
D7 G
esperança e de paz.

(pág.43 n°2)

Em D Em
1. Deus chama a gente pra um momento novo. De
Bm Em Am Em
caminhar junto com seu povo. É hora de transformar o
C B7
que não dá mais, sozinho isolado ninguém é capaz.

E C#m F#m
//Por isso vem, entra na roda com a gente também,
B7 (Em)
você é muito importante.// (vem.)

Em D Em Bm
2. Não é possível crer que tudo é fácil há muita força que
Em Am Em
produz a morte, gerando dor, tristeza e desolação.
C B7
É necessário unir o cordão.

Em D Em Bm

149
3. A força que hoje faz brotar a vida atua em nós pela sua
Em Am Em C
graça. É Deus quem nos convida pra trabalhar, o amor
B7
repartir e as forças juntar.

(pág.43 n°3)
G C G
1. Me chamaste para caminhar na vida contigo. Decidi
Em A7 D7 G
para sempre seguir-te não voltar atrás. Me puseste uma
C G Em Am
brasa no peito e uma flecha na alma, é difícil agora viver
D7 G
sem lembrar-me de Ti.

D7 G Em C
Te amarei, Senhor. Te amarei, Senhor! Eu só encontro
D7 G
a paz e a alegria bem perto de Ti. (bis)

G C G
2. Eu pensei muitas vezes calar e não dar nem resposta, eu
Em A7 D7 G
pensei na fuga esconder-me ir longe de Ti. Mas tua força
C G Em Am
venceu e ao final eu fiquei seduzido, é difícil agora viver
D7 G
sem saudades de Ti.

150
G C G
3. Oh Jesus não me deixe jamais caminhar solitário, pois
Em A7 D7 G
conheces a minha fraqueza e o meu coração. Vem ensina-
C G Em
me a viver a vida na tua presença, no amor dos irmãos, na
Am D7 G
alegria, na paz, na união.

(pág. 43 nº 4)

A D E
1. Ninguém pode prender um sonho e impedir alguém de
A
sonhar.
D E
Ninguém pode prender a esperança de um povo sofrido a
A
lutar.
D E A
Ninguém pode abafar o grito do oprimido clamando Javé.
A7 D E
Deus que salva e liberta o sue povo, que ergue o caído e
A
alimenta sua fé.

D A E7 A
Ô, Ô, Ô, Ô, Ô/ Lá, lá, lá lá, lá, lá, lá, lá!

A D E
2. Todo sonho alimenta a história e a vitória do povo a
A

151
chegar.
D E
Vamos juntos que neste caminho ninguém sobra ou fica
A
pra trás.
D E
Para ver este mundo florido, criança sorrindo sem fome e

A A7 D E
sem dor. É preciso cuidar bem da vida que vida sofrida se
A
eleva em clamor.

D A E7 A
Ô, Ô, Ô, Ô, Ô/ Lá, lá, lá lá, lá, lá, lá, lá!

A D E
3. Ninguém pode prender um sonho como a luz do sol que
A
nasceu.
D E
Ele brilha inventando caminhos e desvela o que a noite
A
escondeu.
D E
Ninguém pode abafar o grito e o clamor de quem sofre de
A A7 D E
tanto suor. Pelo pão, pela paz e justiça E anda á procura de
A
um mundo melhor.

D A E7 A

152
Ô, Ô, Ô, Ô, Ô/ Lá, lá, lá lá, lá, lá, lá, lá!

(pág.43 n°5)

Dm
1. Seu nome é Jesus Cristo e passa fome, e grita pela boca
D7 Gm C Dm
dos famintos e a gente quando vê passa adiante às
Bb G A7 Dm
vezes pra chegar depressa à Igreja. Seu nome é Jesus
D7
Cristo e está sem casa e dorme pelas beiras das calçadas,
Gm C Dm Bb G
e a gente quando vê aperta o passo e diz que ele dormiu
A7
embriagado.

Gm C A7 Dm Gm A
Entre nós está e não o conhecemos, entre nós está,
A7 Dm
e nós o desprezamos. (bis)

Dm
2. Seu nome é Jesus Cristo e é analfabeto, e vive
D7 Gm C

153
mendigando um subemprego. E a gente quando vê diz
Dm Bb G A7
é um a toa, melhor que trabalhasse e não pedisse.
Dm
Seu nome é Jesus Cristo e está banido das rodas sociais e
D7 Gm C Dm
das igrejas, porque dele fizeram um rei potente,
Bb G A7
enquanto ele vive como um pobre.

Dm
3. Seu nome é Jesus Cristo e está doente, e vive atrás das
D7 Gm C Dm
grades das cadeias, e nós tão raramente vamos vê-lo,
Bb G A7 Dm
sabendo que ele é um marginal. Seu nome é Jesus Cristo e
D7
anda sedento por um mundo de amor e de justiça, mas
Gm C Dm Bb G
logo que contesta pela paz a ordem o mundo obriga a ser
A7
de guerra.

Dm
4. Seu nome é Jesus Cristo e é maltrapilho e vive nos
D7 Gm C Dm
imundos meretrícios, mas muitos o expulsam da cidade
Bb G A7 Dm
com medo de estender a mão a ele. Seu nome é Jesus

Cristo e é todo homem que vive neste mundo ou quer


D7 Gm C Dm Bb

154
viver, pra ele não existe mais fronteiras só quer fazer
G A7
de nós todos irmãos.

(pág.44 n°1)

Em Am B7
Prova de amor maior não há, que doar a vida pelo
Em
irmão. (bis)

Am D G Em Am
1. Eis que eu vos dou um novo mandamento: amai-vos
D G B7
uns aos outros como eu vos tenho amado.

Am D G Em
2. Vós sereis os meus amigos se seguirdes meu preceito:
Am D G B7
amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado.

Am D G
3. Como o Pai sempre me ama, assim também eu vos
Em Am D G B7
amei: amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado.

Am D G Em
4. Permanecei em meu amor e segui meu mandamento:
Am D G B7

155
amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado.
Am D G Em
5. E chegando a minha páscoa vos amei até o fim:
Am D G B7
Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado.
Am D G Em
6. Nisto todos saberão que vós sois os meus discípulos:
Am D G B7
amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado.
(pág. 44 nº 2)
D A7 D A D
Este é o dia do Senhor! Dia de festa e de alegria!
G D A
= Cristo Jesus, ressuscitou! Venceu a morte, nos
D
libertou. = (bis)
G D A D
= Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia!= (bis)
(pág.44 n°3)
F
1. Dentro de mim existe uma luz, que me mostra por onde
C7 Gm
eu deverei andar. Dentro de mim também mora Jesus que
C7 F
me ensina a buscar o seu jeito de amar.

F C7 Bb C7
Minha luz é Jesus e Jesus me conduz, pelos caminhos
F
da paz. (bis)

F
2. Dentro de mim existe um farol, que me mostra por onde
C7 Gm

156
eu deverei remar. Dentro de mim Jesus Cristo é o sol que
C7 F
me ensina a buscar o seu jeito de sonhar.
F
3. Dentro de mim existe um amor, que me faz entender e
C7 Gm
lutar por meu irmão. Dentro de mim Jesus Cristo é o calor
C7 F
que acendeu e aqueceu pra valer meu coração.

(pág. 44 nº 4)

D Bm G A7 D
Que a chama de Deus ilumine seus olhos. O orvalho
Bm G A7
enfeite as suas manhãs.

G A7 F#m Bm Em
= As flores rebentem cantando do chão. Esqueça as
A7 D7
dores, sorria, então. = (bis)

D F#m G A7 D Am G A7 D
Seja feliz! Seja feliz! Hoje e todos os dias que a vida
E7 A7 D
seja uma só melodia! = (bis)

G A7 D G A7 D
De luz, de paz e de amor! De Luz, de paz e de amor!
G A7 D
De Luz, de paz e de amor,
A7 D

157
de amor, de amor!

(pág. 44 nº 5)

B7 E B7 F#m
1.Às vezes é um sonho, às vezes é o amor, às vezes o riso,
B7 E B7 E Bm E7
ás vezes a dor. Às vezes a fé, às vezes algum irmão
A
que falou.

B7
Mas quase sempre é o povo sofrido, oprimido e ferido
E
que faz, o meu coração se
C#7 F# B7
lembrar de que é preciso rezar e lutar pela paz,
E
e por um mundo melhor!

B7 E B7
2.Às vezes é o homem, às vezes a mulher. Às vezes um

158
F#m B7 E B7 E
ancião, um pobre qualquer. Às vezes um jovem, às
Bm E7 A
vezes algum menino sem mãe.

(pág. 44 nº 6)

D A G D G Em A D
Justiça e paz vão se abraçar e o novo reino inaugurar!

(pág. 44 nº 7)

D G
Vem falar, Senhor Jesus! Tua palavra nos refaz! É
D C D C
mensagem de justiça, para construir a paz, para
D C D
construir a paz, para construir a paz!

(pág. 44 nº 8)

G7 C D7 G C
Suba a Ti Ó Deus Pai como prece, nossa oferta do
D7 G C Cm G Em
vinho e do pão! Se o teu reino de amor acontece,
Am D7 G
paz, justiça se abraçarão!

159
Bm Em
1. Ofertamos a voz do teu povo, que defende a vida e diz:
C D7
não! Ao sistema injusto que nega liberdade e vida ao

irmão.

G7 C D7 G C
Suba a Ti Ó Deus Pai como prece, nossa oferta do
D7 G C Cm G Em
vinho e do pão! Se o teu reino de amor acontece,
Am D7 G
paz, justiça se abraçarão!

Bm Em
2. Ofertamos a luta do pobre que espera seu pão

conseguir,
C D7
No suor do seu rosto sofrido para um mundo mais justo

surgir.

Bm Em
3. Teus caminhos Senhor são justiça é de paz que Tu
C
queres falar! Partilhar nossos bens, sem cobiça é serviço e
D7

160
é forma de amar!

Bm Em
4. Como Igreja também te ofertamos o empenho intenso
C
de quem, em defesa do povo trabalha dando tempo e os
D7
talentos que tem.

(pág. 44 nº 9)

D Em A7 D B7
1. Jesus, o Pão da Vida, nasceu pra ser um Rei. Mas veio
Em A7 D B7 Em
pequenino, sujeito a uma Lei. Convive com os pobres se
A7 D B7 Em D A7 D
torna nosso igual. E ensina os valores de um Reino ideal.

D7 G D Bm
Na festa da partilha, Jesus és nosso pão. Presença que
Em A7 D
anuncia a mesa dos irmãos!
D7 G D Bm
Se houver acesso igual, aos bens do nosso chão, justiça
Em D A7 D
e paz na terra. Então se abraçarão!

D Em A7 D B7
2. Não vim pra ser servido, eu vim pra lhes servir e dou o
Em A7 D B7

161
pão dos fortes, a quem quer me seguir. Lavei os pés de
Em A7 D B7 Em D
todos e sou o seu Senhor, quem tem autoridade, se faça
A7 D
servidor.

D Em A7 D B7
3. Pra colaboradores Jesus não escolheu, os grandes e
Em A7 D B7
doutores que o mando corrompeu. Mas pobres que a
Em A7 D B7 Em D
verdade do Reino fascinou. Lhes deu autoridade e neles
A7 D
confiou.

D Em A7 D B7 Em
4. E diante de Pilatos Jesus vai afirmar o Reino da verdade
A7 D B7 Em A7
eu vim testemunhar. Se tens autoridade foi Deus que
D B7 Em D A7
concedeu, não vás fazer mau uso de um dom que não é
D
teu.

D Em A7 D B7
5. Com Cristo e os irmãos nós viemos comungar. E a força
Em A7 D B7 Em
desta Ceia nos há de transformar. Queremos ser um povo

162
A7 D B7 Em D
formar feliz nação, em que justiça e paz, no amor se
A7 D
abraçarão.

(pág.45 n°1)

A7 D Bm Em
1. Obrigado Senhor porque és meu amigo, porque
A7 D A7 D Bm
sempre comigo tu estás a falar. No perfume das flores,
Em A7
na harmonia das cores e no mar que murmura o teu nome
D
a rezar.

D7 G F#m Bm
Escondido tu estas, no verde das florestas,
Em A7 D D7
nas aves em festa e no sol a brilhar. Na sombra
G F#m Bm Em
que abriga, na brisa amiga, na fonte que corre,
A7 D G D
ligeira a cantar... chuê chuá.

163
A7 D Bm Em
2. Te agradeço ainda, porque na alegria ou na dor de
A7 D A7
cada dia eu posso te encontrar. Quando a dor me
D Bm Em A7
consome, murmuro o teu nome e mesmo sofrendo eu
D
posso cantar.

(pág. 45 n° 2)

C F C
Fontes do Senhor, Bendizei o Senhor!
F C G7 C
Louvai-o e exaltai-o para sempre!

(pág. 45 n° 3)

Em B7
1. Fazer o roçado arar bem a terra. Lançar a semente a ser
Em Am Em
fecundada. Regar a parreira, cultivar o trigo, fazer a
B7 E
colheita a ser transformada.

F#m B7
Senhor, eis aqui nossos dons com suor e o trabalho do
E A Em
irmão! É pouco, Senhor, mas é tudo que conseguimos

164
B7 Em
em mutirão!

Em B7
2. Servir com ardor anunciar a Palavra, semear a vida é
Em Am Em
ser missionário. Defender os fracos, partilhar a paz,
B7 E
proclamar a força do Reino operário.

(pág.45 n°4)

E E7 A B7 E
1. Bendita e louvada seja a paixão do redentor;// Que por
A B7 E C#m F#m B7 E
nós sofreu martírio, morreu por nosso amor.//

E E7 A B7 E
2. Os céus cantam a vitória de nosso Senhor Jesus.//
A B7 E C#m F#m B7
Cantemos também na terra louvores a Santa
E
Cruz.//

E E7 A B7 E
3. Sustenta gloriosamente nos braços do bom Jesus.//
A B7 E C#m F#m B7 E
Sinal de esperança e vida o Lenho da Santa Cruz.//

E E7 A B7 E
4. Humildes e confiantes levemos a nossa Cruz;//

165
A B7 E C#m F#m B7
Seguindo o sublime exemplo de nosso Senhor
E
Jesus.//

E E7 A B7 E
5. Ao povo aqui reunido, daí graça, perdão e luz.
A B7 E C#m F#m B7
// Salvai-nos ó Deus clemente, em torno da Santa
E
Cruz.//
(pág.45 n°5)
C F G C F
1. Toda semente é um anseio de frutificar e todo fruto é
G C
uma forma da gente se dar.

C7 F C
Põe a semente na terra, não será em vão. Não te
G C
preocupe a colheita, planta para o irmão. (bis)

C F G C F G
2. Toda palavra é um anseio de comunicar e toda fala é
C
uma forma da gente se dar.
C F G C F G
3. Todo tijolo é um anseio de modificar e toda obra é uma
C
forma da gente se dar.
(pág.45 n°6)
C F C Dm G7 C C7 F
1. Pelas estradas da vida, nunca sozinho estás. Contigo

166
G7 C Am Dm G7 C
pelo caminho, Santa Maria vai.
F C Am Dm G7 C
Ó vem conosco vem caminhar, Santa Maria vem. (bis)
C F C Dm G7 C C7
2. Se pelo mundo os homens, sem conhecer se vão.
F G7 C Am Dm G7 C
Não negues nunca a tua mão, a quem te encontrar.
C F C Dm G7 C C7
3. Mesmo que digam os homens, tu nada podes mudar.
F G7 C Am Dm G7 C
Luta por um mundo novo de unidade e paz.

(pág. 45 n° 7)

F
Vinde, vamos todos com flores á porfia,
Gm C F
= Com flores à Maria que Mãe nossa é.= (bis)

C F C Gm
1. De novo aqui devotos. Ó Virgem, Mãe de Deus. Estão
G7 C
os filhos teus prostrados a teus pés.

C F C Gm
2.Oferecer-te vimos flores ao mês eleito, com quanto
G7 C
amante peito. Senhora tu o vês.

C F C Gm
3. Mas o que mais te agrada do que o lírio e a rosa.
G7 C

167
Recebe ó Mãe piedosa o nosso coração.

C F C Gm
4. Em troca te pedimos, defende-nos, Senhora. Agora e na
G7 C
última hora, tua poderosa mão.

(pág. 45 n° 8)

Maria do Sim, ensina-me a dizer meu sim.

Maria do Sim, ensina-me a dizer meu sim.

1. Um dia Maria deu o seu SIM, mudou-se a face da terra.

Porque pelo SIM nasceu o Senhor e veio morar entre nós

o amor.

2. Um dia eu também dei o meu SIM, um SIM que mudou

minha vida. Porque dar um SIM é igual a morrer a fim de

que Deus possa em nós viver.

168
3. Ensina-me a ser fiel como Tu, vivendo meu SIM cada

dia. Que eu possa no mundo ser um sinal da tua

humildade, Maria.

(pág. 45 n° 9)
C G7 Em A7
Ave Maria do povo, Ave Maria de Deus. Maria dos
Dm G7 C A7 Dm
oprimidos, liberta os filhos teus. Maria dos oprimidos,
G7 C
liberta os filhos teus.
G7 C
1. Companheira do teu povo, Maria da libertação. Do
G7 C
presépio até a cruz, tua vida marcou nosso chão.
G7 C
2. Atende, ó mãe querida, Latino-americana. O grito do
G7 C
teu povo, que pede justiça e clama!
G7 C
3. Teu canto de profecia, Maria da esperança, derruba os
G7 C
poderosos, e aos fracos dá liderança.
G7 C
4. Companheira de luta, Maria da união. Reforça os laços
G7 C

169
da gente e livra-nos da opressão.
G7 C
5.Festa de Deus entre os homens, Maria sinal da história.
G7 C
Une os pobres na luta, e alcançaremos vitória.
G7 C
6. Mãe do Povo de Deus, Maria do nosso chão. Conquista
G7 C
pra nós a terra, nos braços do mutirão.
G7 C
7. Colheita de muitos frutos, Maria da liberdade. Dá hoje
o pão amassado, na mesa da igualdade.

(pág.46 n°1)

B
1. Santa mãe Maria nesta travessia cubra-nos teu manto
C#m F#7 C#m
cor de anil. Guarda nossa vida mãe Aparecida, santa
F#7 B
padroeira do Brasil.

B7 E F#7 B B7 B
Ave Maria, Ave Maria. (bis)

B
2. Mulher peregrina força feminina a mais importante que
C#m F#7 C#m
existiu, com justiça queres que nossas mulheres sejam
F#7 B
construtoras do Brasil.

B
3. Com amor divino guarda os peregrinos nesta caminhada

170
C#m F#7 C#m
para o além. Dá-lhes companhia pois também um dia
F#7 B
fostes peregrina de Belém.

B
4. Com seus passos lentos enfrentando os ventos, quando
C#m F#7 C#m
sopram noutra direção. Toda mãe Igreja pede que tu sejas
F#7 B
companheira de libertação.

(pág.46 n°2)

G G7 C D7
Imaculada Maria de Deus, coração pobre acolhendo
G D7 G G7 C D
Jesus. Imaculada, Maria do povo, mãe dos aflitos
D7 G
que estão junto a cruz.

G7 C D7
1. Um coração que era sim para a vida, um coração que
G C G
era sim para o irmão. Um coração que era sim para Deus,
D7 G
reino de Deus renovando este chão.

G7 C D7
2. olhos abertos pra sede do povo, passos bem firmes que
G C G
o medo desterra. Mãos estendidas que os tronos renegam,

171
D7 G
Reino de Deus que renova esta terra.

G7 C D7
3. Faça-se ó Pai vossa plena vontade que nossos passos se
G C G
tornem memória. Do amor fiel que Maria gerou, Reino de
D7 G
Deus atuando na história.

(pág. 46 n° 3)
E A E
Virá o dia em que todos ao levantar as vistas
B7 E
veremos nesta terra reinar a liberdade. (bis)
B7
1. Minh'alma engrandece o Deus Libertador, se alegra
E E7 A
meu espírito em Deus, meu Salvador! Pois Ele se lembrou
E B7
do teu povo oprimido e fez de sua serva, a Mãe dos
E
esquecidos.
B7
2. Imenso é seu amor, sem fim sua bondade, pra todos que
E E7
na terra lhe seguem na humildade. Bem forte é nosso
A E B7
Deus, levanta o seu braço, espalha os soberbos, destrói
E
todos os males.
B7

172
3. Derruba os poderosos dos seus tronos erguidos, com
E E7 A
sangue e suor, do seu povo oprimido. E farta os famintos,
E B7
levanta os humilhados, arrasa os opressores, os ricos e
E
malvados.
B7
4.Protege o seu povo com todo o carinho, fiel é seu amor
E E7 A
em todo o caminho. Assim é o Deus vivo que marcha na
história, bem junto do seu povo, em busca da vitória.
(pág.46 n°4)

E A E
Ave cheia de graça, ave cheia de amor!// Salve a mãe
B7 E
de Jesus a Ti nosso canto e nosso louvor.//

A E
1. Mãe do Criador, rogai. Mãe do Salvador, rogai. Do
B7 E A
libertador, rogai por nós. Mãe dos oprimidos, rogai. Mãe
E B7 E
dos esquecidos, rogai. Mãe dos desvalidos, rogai por nós.

A E
2. Mãe do céu clemente, rogai. Mãe dos doentes, rogai.
B7 E A
Do menor carente, rogai por nós. Mãe dos operários,
E B7
rogai. Dos presidiários, rogai. Mãe dos sem salários, rogai
E

173
por nós.

A E
3. Mãe dos despejados, rogai. Dos abandonados, rogai.
B7 E A
Dos desempregados, rogai por nós. Mãe dos pecadores,
E B7
rogai. Dos agricultores, rogai. Santos e doutores, rogai por
E
nós.

A E
4. Mãe do bóia-fria, rogai. Causa da alegria, rogai. Mãe
B7 E A
das mães, Maria, rogai por nós. Mãe dos humilhados,
E B7
rogai. Dos martirizados, rogai. Marginalizados, rogai por
E
nós.

(pág.46 nº5)

D A7
Eu canto louvando a Maria minha mãe. A ela um
D A7
eterno obrigado eu direi. Maria foi quem me ensinou a
D
viver. Maria foi quem me ensinou a sofrer.

D A7
1. Maria em Minha vida é luz a me guiar. É mãe que me
D D7 G

174
aconselha me ajuda a caminhar. Mãe do bom conselho
A7 D
rogai por nós.

D A7
2. Quando eu sentir tristeza, sentir a cruz pesar, ó Virgem
D D7
mãe das dores de ti vou me lembrar. Virgem mãe das
G A7 D
dores rogai por nós.

(pág. 46 n° 6)

D A7
1. Ave Maria, Mãe do Salvador! Viva esperança do povo
D D7 G D
sofredor. Face materna, sinal de nosso Deus. Vem orientar
A7 D
os homens, filhos teus.

A7 D
Maria, mãe da igreja, Rainha Universal, modelo de
A7 D G A7
justiça, liberta-nos do mal! Ensina a ser fiel, o povo do
D A7
Senhor, que o mundo se transforme num reino de
D
amor!

D A7
2. Humilde serva, vem nos ensinar! Por onde ir, e como
D D7 G

175
caminhar. Servindo a Deus e também ao nosso irmão,
D A7 D
como resposta à nossa vocação.

D A7
3. És bem feliz porque soubeste crer. Dizendo sim sem
D D7 G D
nada em ti reter. Serás bendita em todas as nações, em ti
A7 D
sentimos a paz dos corações.

(pág. 46 n° 7)

Nossa Senhora, vem trazer toda ternura de uma mãe.

Vela por nós, Virgem do Céu, Vela por nós, Mãe de Jesus.

Somos teus filhos por amor, somos teus filhos por Jesus.

Vem trazer a Paz, a tua benção neste dia tão feliz.

(pág. 47 n°1)

E F#m B7 E
Vem e segue-me! Vem, sou teu pastor! = Vem, Eu te
F#m B7 E
farei, do meu povo servidor! = (bis)

F#m B7 E
1. Porém eu não sei falar, sou ainda uma criança. A quem
C#m F#m B7 E
Eu te enviar, falarás da esperança.

176
F#m B7 E
2. Falarás do novo Reino, da justiça e da verdade, onde
C#m F#m B7 E
houver escravidão, levarás a liberdade!

F#m B7 E
3. Eu te faço um profeta, pra arrancar e destruir sobre
C#m F#m B7 E
reinos e nações, pra plantar e construir.

(pág. 47 n°2)

Dm F A7 Dm Gm
1. Antes de te formares dentro do ventre de tua mãe. Antes
Dm A7 Dm
de tu nasceres de conhecia e te consagrei. Para ser meu
F A7 Dm Gm Dm
profeta entre as nações eu te escolhi. Irás onde eu te envio
A7 Dm
e o que eu te mando proclamarás.

Dm F A7
Tenho que gritar, tenho que arriscar ai de mim se não
Dm C7 Dm C7 Dm A7
o faço. Como escapar de Ti como calar se tua voz arde
Dm F
meu peito? Tenho que andar, tenho que lutar, ai de
A7 Dm C7 Dm C7 Dm
mim se não o faço. Como escapar de Ti como calar se
A7 Dm
tua voz me queima dentro.

177
Dm F A7 Dm Gm
2. Não temas arriscar-te porque contigo eu estarei. Não
Dm A7 Dm
temas anunciar-me porque em tua boca eu falarei. Eu te
F A7 Dm Gm Dm
encarrego hoje para arrancar e derrubar, para edificar,
A7 Dm
destruirás e plantarás.

Dm F A7 Dm Gm
3. Deixa os teus irmãos, deixa teu pai e tua mãe, abandona
Dm A7 Dm F
tua casa porque a terra gritando está. Nada tragas contigo
A7 Dm Gm Dm
porque ao teu lado eu estarei é hora de lutar porque meu
A7 Dm
povo sofrendo está.

(pág.47 n°3)

F Gm
1. Quando chamaste os doze primeiros pra te seguir,
D7 Bb F
sei que chamavas todos os que haviam de vir.

F7 Bb C7 F Dm
Tua voz me fez refletir, deixei tudo pra Te seguir nos
Gm C7 F
teus mares, eu quero navegar (bis).

178
F Gm
2. Quando pediste aos doze primeiros ide ensinai,
D7 Bb F
sei que pedias a todos nós evangelizai.

F Gm
3. Quando enviaste os doze primeiros de dois em dois,
D7 Bb F
sei que enviavas todos os que viessem depois.

(pág.47 n°4)

C G7 C F G7 C C7
1. Muitos grãos de trigo, se tornaram pão. Hoje são teu
F G7 C G7 F
corpo, ceia e comunhão. Muitos grãos de trigo se
G7 C
tornaram pão.

C7 F G7
Toma Senhor nossa vida em ação, para mudá-la em
F C C7 F G7
fruto e missão. Toma Senhor nossa vida em ação, para
C
mudá-la em missão.

C G7 C F G7 C C7
2. Muitos cachos de uva, se tornaram vinho, hoje são teu
F G7 C G7 F

179
sangue, força no caminho. Muitos cachos de uva se
G7 C
tornaram vinho.

C G7 C F G7 C C7 F G7
3. Muitas são as vidas feitas vocação. Hoje oferecidas em
C G7 F G7 C
consagração. Muitas são as vidas feitas vocação.

(pág. 47 n°5)

Dm Gm A7
Fazemos comunhão construindo a unidade, é nossa
Dm
vocação servir a comunidade.
Gm A7 Dm
Com Cristo nosso irmão no sertão ou na cidade.

A7 Dm
1. Falta gente pra colheita, há ovelhas sem pastor. Onde
A7 Dm
estão os operários do roçado do Senhor?
A7 Dm
2. Quem visita os doentes, quem constrói o mundo novo.
A7 Dm
Quem proclama a salvação, quem reúne o nosso povo?
A7 Dm
3. Onde moro tem ministros, vocações especiais: Bispos,
A7 Dm
freiras, padres, leigos, todos servem como iguais.
A7 Dm

180
4. Quem anima o sindicato, quem vê a necessidade? Quem
A7 Dm
trabalha com os pobres, quem constrói comunidade.
A7 Dm
5. Sou roceiro, estudante, catequista e artesão, operário,
A7 Dm
agricultor, temos nossa vocação.
A7 Dm
6. Somos pobres pouca gente, uma Igreja em mutirão, mas
A7 Dm
unidos num só povo, toda vida é vocação!

(pág.47 n°6)

E A E B7 E
Eis-me aqui Senhor , eis-me aqui Senhor pra fazer
A B7 E
tua vontade pra viver no teu amor, pra fazer tua
A B7 E
vontade,pra viver no teu amor, eis-me aqui Senhor.

E7 A B7
1. O Senhor é o Pastor que me conduz, por caminhos
E C#m F#m
nunca vistos me enviou, sou chamado a ser fermento, sal e
B7 E A B7
luz e por isso respondi: aqui estou!

E7 A B7
2. Ele pôs em minha boca uma canção, me ungiu como
E C#m F#m B7
profeta e trovador, da história e da vida do meu povo e por

181
E A B7
isso respondi: aqui estou!

E7 A B7
3. Ponho a minha confiança no Senhor. Da esperança sou
E C#m F#m
chamado a ser sinal. Seu ouvido se inclinou ao meu
B7 E A B7
clamor e por isso respondi: aqui estou.

(pág.47 n°7)

C G7 C C7 Dm
1. Tu, te abeiraste da praia, não buscaste nem sábios
G C G7 C C7
nem ricos. Somente queres que eu te siga.

F G7 C Am Dm G7
Senhor, Tu me olhaste nos olhos, a sorrir,
C C7 F G7
pronunciaste meu nome, lá na praia, eu larguei
C Am Dm G7 C
o meu barco, junto a Ti, buscarei outro mar.

C G7 C C7 Dm
2. Tu, sabes bem que em meu barco, eu não tenho
G C G7
nem ouro e nem espadas, somente redes
C C7
e o meu trabalho.
C G7 C C7 Dm

182
3. Tu, minhas mãos solicitas, meu cansaço que a
G C G7
outros descanse, amor que almejas,
C C7
seguir te amando.
C G7 C C7 Dm
4. Tu, pescador de outros lagos, Ânsia eterna de
G C G7
almas que esperam, Bondoso amigo
C C7
que assim me chamas.
(pág.48 n°1)

G
Sonhadores da paz, fazedores da paz, construtores da

paz. (bis)

C G
Cristãos de um tempo diferente, onde a gente tem que
D7 C G D7
lutar. Se quer fazer alguma coisa pela paz a gente tem que
G D7 G D7 G D7 G D7
lutar, tem que arriscar, tem que falar, tem que dançar, tem
G D7 G
que levar o pão e a paz.

(pág.48 n°2)

G D7 G Em Am D7
Tende piedade, tende piedade, tende piedade de nós ó
G D7 G Em

183
Senhor. Tende piedade, tende piedade, vosso povo é
Am D7 G
santo mas também é pecador.

G7 C D7 G Em
Vosso coração de Pai, sabe perdoar. Vosso coração de
Am D7 G G7 C Cm G
Filho, sabe perdoar. Vosso coração de Deus consolador,
D7 G
sabe perdoar, sabe perdoar.

(pág.48 n°3)
D G D G D E A7
Dá-me a palavra certa, na hora certa e do jeito certo,
G A7 D G D G
e pra pessoa certa. Dá-me a cantiga certa, na hora
D E A7 G A7 D
certa e do jeito certo e pra pessoa certa.
G D A7
Palavra é como pedra preciosa sim, quem sabe o valor
G D G
cuida bem do que diz. Palavra é como brasa, queima até o
D A7 G D
fim, quem sabe o que diz há de ser mais feliz.

( A7 G D)
(Quem sabe o que diz vai levar a palavra.)
(pág.48 n°4)
G D7 Am D7 G D7
Palavra de salvação, somente o céu tem pra dar.
G D7 Am D7 G
Por isso o meu coração, se abre para escutar.
C G D7 G C G D7

184
1. Por mais difícil que seja seguir, tua palavra queremos
G C G D7 G C G D7
ouvir. Por mais difícil de se praticar, tua palavra queremos
G
guardar.
C G D7 G C G
2. Com Simão Pedro diremos também, que não é fácil
D7 G C G D7 G
dizer sempre amém. Mas não há outro na terra ou no céu,
C G D7 G
mais companheiro, mais santo e fiel.

(pág.48 n°5)

E B7 E A B7
Santo três vezes santo, mil vezes santo. Santo é o
E
Senhor. (bis)

E7 A E
Os céus e a terra proclamam que Deus é poderoso, que
B7 E A E A
Deus é mil vezes santo. (bis) E nós reunidos aqui, também
E B7 E
proclamamos que Deus é santo, é santo, é santo. (bis) E
A E A E B7
santo é aquele que vem, aquele que vem em nome do Pai.
E
Jesus também é Santo, Jesus também é Santo, Jesus
A B7 E
também é Saaanto.

185
(pág.48 n°6)

C G Am C G C C7 F
1. Daqui do meu lugar, eu olho o teu altar e fico a
E7 Am Dm C G7 C G Am
imaginar aquele pão, aquela refeição. Partiste aquele pão
C G C C7 F E7 Am Dm
e o deste aos meus irmãos. Criaste a religião do pão do
C G7 C
céu, do pão que vem do céu.

C F C F C G7
Somos a igreja do pão, do pão repartido e do abraço e
C
da paz. (bis)

C G Am C G C C7 F
2. Daqui do meu lugar, eu olho o teu altar e fico a
E7 Am Dm C G7 C G
imaginar aquela paz, aquela comunhão. Viveste aquela
Am C G C C7 F E7 Am Dm
paz e deste aos meus irmãos. Criaste a religião do pão
C G7 C
da paz, da paz que vem do céu.

C F C F C G7
Somos a igreja da paz, da paz partilhada e do abraço e
C
do pão. (bis)

186
(pág.48 n°7)

D
Poucos os operários, poucos trabalhadores e a fome do
A7 G D
povo aumenta mais e mais. És o Senhor da messe, ouve
A7
esta nossa prece, põe sangue novo nas veias da
G D
tua igreja.

D A7
1. Falta pão porque falta trigo, falta trigo porque não
D G D E7
semeiam, e faltam semeadores porque ninguém foi lá fora
A7 D A7
chamar. Falta fé porque não se ouve, não se ouve porque
D G D E7
não se fala, e falta esse jeito novo de levar luz e de
A7
profetizar.

187
D A7
2. Falta gente pra ir ao povo, descobrir porque o povo se
D G D E7
cala. Pastores e animadores pra incentivar o teu povo a
A7 D A7
falar. Falta luz porque não se acende, não se acende
D G D E7
porque faltam sonhos, e falta esse jeito novo de levar luz e
A7
de profetizar.

(pág.48 n°8)

D A7
Se tu nos amas então nos chamas, amar é partilhar.
G D A7
Quem ama chama quer Atenção, todo amor termina
D
em vocação.

G
1. Eu sei que fui chamado e sou chamado, vocacionado
D Em A7
pra viver a paz. O que eu preciso é aprender bem mais,
D A7 D
sobre o jeito de fazer a paz.

G
2. Eu sei que a minha vida é bem mais vida, quando eu me
D Em

188
sinto um fazedor da paz. O que eu preciso é aprender bem
A7 D A7 D
mais, sobre o jeito de fazer a paz.

(pág.49 n°3)
D Bm G A7 D
1. O anseio de lançar as redes, queremos oferecer.
D Bm G A7 D
O medo das águas profundas,queremos oferecer.
G F#m B
O esforço de nossas labutas, queremos oferecer.
Em A G A7 D
Os passos de nossas lutas, queremos oferecer.

G D
No pão e no vinho, no pão e no vinho, nossas vidas
Bm Em A7 G
oferecer! Nas águas bem mais profundas transforma
A7 D
nosso viver.

D Bm G A7 D
2. A barca que ficou na praia, queremos oferecer.
D Bm G A7 D
As redes jogadas no chão, queremos oferecer.
G F#m B

189
O nosso vacilante sim, queremos oferecer.
Em A G A7 D
Mesmo que pareça em vão, queremos oferecer.

D Bm G A7 D
3. Os peixes que nós pescamos, queremos oferecer.
D Bm G A7 D
As redes de tua graça, queremos oferecer.
G F#m B
A força que nós lançamos, queremos oferecer.
Em A G A7 D
Os frutos que alcançamos,queremos oferecer.

(pág.50 n°1)

A
1. Eu te peço desta água que tu tens, és água viva meu
E7
Senhor. Tenho sede e tenho fome de amor. E acredito
A
nesta fonte de onde vens.

E7 A E7
És água viva, és vida nova e todo dia me batizas outra
A E7 A
vez. Me fazes renascer, me fazes reviver. Eu quero
E7 A
água desta fonte de onde vens. (bis)

A
2. Vens de Deus, estás em Deus, também és Deus e Deus
E7

190
contigo faz um só. Eu porém que vim da terra e volto ao
A
pó, quero viver eternamente ao lado teu.

(pág.50 n°3)
E
Quem disse que não somos nada, que não temos nada
B7
para oferecer. Repare nossas mãos abertas trazendo as
E A E
ofertas do nosso viver, repare nossas mãos abertas
B7 E
trazendo as ofertas do nosso viver.

E
1. Coragem de quem dá a vida seja oferecida neste vinho e
B7
pão. É força que destrói a morte, muda nossa sorte é
E A E B7 E
ressurreição. // O, o, o, o, recebe Senhor.//

E
2. Aqui trazemos a semente sangue desta gente que
B7
fecunda o chão. Do grito tantos lavradores, santos

191
E A E B7 E
operários em libertação. // O, o, o, o, recebe Senhor.//

E
3. A fé do homem nordestino que busca o destino um
B7
pedaço de chão. A luta do povo oprimido que abre
E
caminho, transforma a nação.
A E B7 E
// O, o, o, o, recebe Senhor.//
(pág. 50 n°5)
F Gm C C7 F
1. Ninguém pode calar a voz, ninguém pode forjar a
razão.
Bb C C7
Ninguém pode conter de novo o grito do povo faminto de
F
pão.

Gm C
Se entre nós já existe a partilha, entremos na fila do
C7 C
amor comunhão.

F Gm C C7
2. Ó Senhor tantos braços fechados poderiam se abrir dar
F Bb C
as mãos. Quantos lábios tão mudos, cerrados não querem
C7 F
falar, defender o irmão.
F Gm C C7

192
3. Ó Senhor, tantos trabalhadores e outros tantos sem
F Bb C
ocupação esperando trabalho e salário, o pobre e operário
C7 F
a viver de ilusão.
F Gm C C7
4. Ó meu Deus há mulheres sofrendo, há crianças na rua
F Bb C
sem pão. E a Igreja se faz solidária, na prece diária,
C7 F
convida á ação.
(pág. 50 n°6)

D A7 D
É o dízimo Senhor, que nos mostra com certeza.
A7 G A7 D
Gratidão ao Criador, compromisso na Igreja.

G Gm D Bm
1. Nada me falta em meu caminhar.
Em A7 D
=O Senhor abençoa a quem aprendeu a partilhar.”
(bis)

G Gm D Bm
2. Vem ser dizimista na comunidade.
Em A7 D
=Caminho seguro de verdadeira fraternidade= (bis)

(pág. 51 n°1)
C F C F C Dm
Venha povo de Deus, celebrar nosso encontro de

193
G C F C F
fraternidade. É Jesus, nosso mestre e Senhor que nos
C G C
chama a viver na unidade.

F C Am7 Dm G
1. Ó Senhor, nós chegamos felizes, a verdade queremos
C7 F C Am7 Dm
ouvir. Tua Palavra é luz que ilumina os caminhos que
G C
vamos seguir.

C F C F C Dm
Venha povo de Deus, celebrar nosso encontro de
G C F C F
fraternidade. É Jesus, nosso mestre e Senhor que nos
C G C
chama a viver na unidade.

F C Am7 Dm G
2. Educar para a vida a pessoa deve ser compromisso
C7 F C Am7 Dm
cristão. Ó Senhor que a justiça e o amor sejam metas da
G C
educação.

F C Am7 Dm G
3. Nova aurora de vida e esperança nós buscamos aqui, ó
C7 F C Am7 Dm
Senhor Cidadãos com direitos iguais, pura imagem de
G C
Deus, Criador.

194
F C Am7 Dm G
4. Os valores do Reino, um dia nós possamos alegres
C7 F C Am7 Dm
viver. A família, a escola, a Igreja, sejam forças que os
G C
façam crescer.

(pág. 51 n°4)

G C D
Nossos dons aqui trazemos ó Senhor, sois bendito,
G D G
nosso Deus educador! Nossos dons aqui trazemos
C D Gm
ó Senhor, sois bendito, nosso Deus educador!

Gm Cm F
1. Ofertamos no pão e no vinho o carinho da mão que
Bb Gm A/G D
plantou, uva e trigo no seio da terra, onde o grão com
G D
presteza brotou.
Gm Cm F
2. O futuro do mundo: as crianças. Esperança de um novo
Bb Gm A/G D
amanhã. Terra virgem a ser cultivada e educada pra ser
G D
cidadã.

195
Gm Cm F
3. O trabalho dos mestres e pais, para os quais educar é
Bb Gm A/G D
missão. E os irmãos que procuram criar o amanhã e
G D
formar cidadãos.
Gm Cm F
4. Flor e fruto, chegada e partida. Morte e vida, poema e
Bb Gm A/G D
canção: eis os dons que trazemos, Senhor. Suba a Vós o
G D
louvor da criação.

(pág.51 n°5)

D Bm G
Senhor piedade, ó Cristo piedade, Senhor piedade de nós
D
Senhor. (bis)

(pág. 51 n° 6)

D F#m Bm Em E7
O meu corpo e o meu sangue vos dou, o pão vivo, maná
A7 D F#m Bm Em
da aliança. A serviço da vida do povo, que caminha na
A7 D
luz da esperança.

Bm F#m Bm Em
1. Irmãos, agradeçamos ao Senhor. Louvando, demos
E7 A7 Bm F#m Bm

196
graça ao seu nome. É Ele que nos dá o Pão do Céu, pão
Em A7 D
vivo que sacia toda fome.

Bm F#m Bm Em E7
2. É Ele que educa sua Igreja, guiando-a por caminhos
A7 Bm F#m Bm Em
sempre novos. E a cruz que é loucura para muitos, é sinal
A7 D
de amor e graça para os povos.

D F#m Bm Em E7
O meu corpo e o meu sangue vos dou, o pão vivo, maná
A7 D F#m Bm Em
da aliança. A serviço da vida do povo, que caminha na
A7 D
luz da esperança.

Bm F#m Bm Em E7
3. É Ele que perdoa nossas faltas, e envolve-nos em graça
A7 Bm F#m Bm Em
e compaixão. Aos pobres e pequenos deste mundo, dedica
A7 D
especial predileção.

Bm F#m Bm Em
4. E chama a todos nós seu povo amado, a sermos
E7 A7 Bm F#m Bm
educados na irmandade. Fazendo a experiência que liberta

197
Em A7 D
da vida construída em igualdade.

Bm F#m Bm Em E7
5. Senhor, uni em Cristo o vosso povo, lembrai-vos de que
A7 Bm F#m Bm
sois misericórdia. Fazei-nos construir um mundo novo, na
Em A7 D
paz, na justiça e na concórdia!

(pág. 52 n° 1)

Dm A7 Dm Bb A7 Dm
1. És Maria, a Virgem que sabe ouvir e acolher com fé a
Bb A7 Dm Gm Dm Bb A7
Santa Palavra de Deus. Dizes sim e logo te tornas Mãe;
Dm Bb A7 Dm
dás a luz depois o Cristo que vem nos remir.

Gm A7 Dm D7
Virgem que sabe ouvir, o que o Senhor te diz. Crendo
Gm Dm A7 Dm
geraste quem te criou ó Maria tu és feliz!

Dm A7 Dm Bb A7 Dm
2. Contemplando o exemplo que Tu nos dás, nossa Igreja

198
Bb A7 Dm Gm Dm Bb A7
escuta, acolhe a Palavra com fé. E anuncia a todos pois ela
Dm Bb A7 Dm
é pão que alimenta, é luz que a sombra da história desfaz.

(pág.52 n°2)

D Bm G A7 D
1. Sobe a Jerusalém, Virgem oferente sem igual.
F# Bm E A7
Vai apresenta ao Pai teu menino luz que chegou no Natal.
D Bm G A7 D
E junto a tua cruz, quando Deus morrer fica de pé,
F# Bm Em A7 D
sim Ele te salvou mas o ofereceste por nós com toda fé.

D Bm G A7 D
2. Nós vamos renovar, este sacrifício de Jesus,
F# Bm E
morte e ressurreição, vida que brotou de sua oferta na
A7

199
cruz.
D Bm G A7 D
Mãe vem nos ensinar a fazer da vida uma oblação,
F# Bm Em A7
culto agradável a Deus, é fazer a oferta do próprio
D
coração.

(pág.52 n°3)
G B7 C
1. Quando o teu Pai revelou o segredo a Maria que pela
G Am D7
força do Espírito conceberia. A ti Jesus ela não hesitou
G D Em A7
logo em responder, faça-se em mim pobre serva o que
D7 G
Deus aprouver. Hoje imitando a Maria que é imagem da
B7 C G Am
Igreja, nossa família outra vez te recebe e deseja. Cheia de
D7 G D Em A7
fé esperança e de amor dizer sim a Deus eis aqui os teus
D7 G
servos Senhor.

Em B7 C G C
Que a graça de Deus cresça em nós em cessar e de ti
B7 Em D7 G Em
nosso Pai venha o Espírito Santo de amor pra gerar e

200
D7 G
formar Cristo em nós.
G B7 C
2. Por um decreto do Pai ela foi escolhida para gerar-te ó
G Am D7
Senhor que és origem da vida. Cheia o Espírito Santo no
G D Em C
corpo e no coração foi quem melhor cooperou com a sua
D7 G B7 C
missão. Na comunhão recebemos o Espírito Santo e vem
G Am D7
contigo Jesus o teu Pai sacrossanto. Vamos agora ajudar-te
G D Em A7 D7 G
no plano da salvação eis aqui os teus servos Senhor.

Em B7 C G C
Que a graça de Deus cresça em nós em cessar e de ti
B7 Em D7 G Em
nosso Pai venha o Espírito Santo de amor pra gerar e
D7 G
formar Cristo em nós.

G B7 C
3. No coração de Maria o olhar doce e terno sempre tiveste
G Am D7
na vida um apoio materno. Desde Belém, Nazaré só viveu
G D Em A7 D7
para te servir quando morrias na cruz tua mãe estava ali.
G B7 C
Mãe amorosa da Igreja quer ser seu auxílio. Reproduzir
G Am D7
nos cristãos as feições do teu filho. Como ela fez em Caná
G D Em A7 D7 G

201
nos convida a te obedecer, eis aqui os teus servos Senhor.

(pág. 52 n°4)
D A D D7 G A7
1. Com Maria em Deus exultemos neste canto de amor-
D G A7 D Bm Em
louvação.=Escolhida dentre os pequenos, Mãe-profeta da
A7 D
libertação=(bis)

G D Em A7
Maria de Deus, Maria da gente, Maria da singeleza da
D G D Bm Em
flor. Vem caminhar, vem com teu povo de quem
A7 D
provaste a dor.

D A D D7 G
2. És a imagem da “nova cidade”, sem domínio dos
A7 D G A7 D Bm
grandes ou nobres. =O teu canto nos mostra a verdade que
Em A7 D

202
teu Deus é do lado dos pobres.=(bis)

D A D D7 G
3. És o grito do irmão bóia-fria nesta América
A7 D G A7 D Bm
empobrecida. =Espoliada com vil valentia do direito ao
Em A7 D
chão de sua vida.=(bis)
D A D D7 G A7 D
4. És maria de nossos caminhos, solidária de tantas marias.
G A7 D Bm Em A7
=Coroadas de sangue e espinhos pela exploração noite
D
e dia.=(bis)
(pág.52 n°5)

A E F#m A E A
Mãe do Céu Morena, Senhora da América Latina
D E
De olhar e caridade tão divina De cor igual a cor de
D A E F#m A
tantas raças. Virgem tão serena, Senhora desses povos
E A D E
tão sofridos Patrona dos pequenos e oprimidos
D A
Derrama sobre nós as suas graças.

D A
1. Derrama sobre os jovens a vossa luz. Aos pobres vem
F#m E D E
mostrar vosso Jesus. Ao Mundo inteiro traz o teu amor de
A D A
mãe. Ensina a quem tem tudo a partilhar. Ensina a quem

203
F#m E D E
tem pouco a não cansar, E faz o nosso povo caminhar em
A
paz.

D
2. Derrama a esperança sobre nós. Ensina o povo a não
F#m E D E A
calar a voz. Desperta o coração de quem não acordou.
D A
Ensina que a justiça á condição. De construir um mundo
F#m E D E A
mais irmão E faz o nosso povo conhecer Jesus.

(pág.52 n°6)

E G# C#m
1. Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva
G# A E F# B B7
preferida. Mãe do meu Senhor, Mãe do meu salvador.

E C#m A B7 E C#m A B7
Maria, cheia de graça e consolo, venha caminhar com
E C#m A B7 E
teu povo. Nossa Mãe sempre serás (bis).

E G# C#m
2. Roga pelos pecadores desta terra, roga pelo povo que
G# C#m A E F#
em seu Deus espera. Mãe do meu Senhor, Mãe do meu
B B7
Salvador.

204
(pág. 53 n°1)

Em D Em G C
Senhor, eis aqui o Teu povo que vem implorar teu
B7 Am B7 Em C B7
perdão. É grande o nosso pecado, porém é maior o teu
Em
coração.

Em C B7 Em Am
1. Sabendo que acolheste Zaqueu, o cobrador, e assim lhe
E7 Am B7 Em
devolveste tua paz e teu amor, também nos colocamos ao
B7 Em Am Em F# B B7
lado dos que vão, buscar no teu altar a graça do perdão.

Em C B7 Em Am
2. Revendo em Madalena a nossa própria fé, chorando
E7 Am B7 Em
nossas penas diante dos teus pés. Também nós desejamos
B7 Em Am Em F#
o nosso amor te dar, porque só muito amor nos pode
B B7
libertar.

Em C B7 Em Am
3. Motivos temos nós de sempre confiar, de erguer a nossa
E7 Am B7 Em B7

205
voz, de não desesperar. Olhando aquele gesto que o bom
Em Am Em F#
ladrão salvou, não foi, também por nós teu sangue que
B B7
jorrou?

(pág. 53 n° 2)
G D7 C D7 G
Senhor, Senhor, tende piedade de nós.
Dm G7 C Am D7 G
Cristo, Cristo, tende piedade de nós.
D7 C D7 G
Senhor, Senhor, tende piedade de nós.

(pág. 53 n° 4)

Dm G Dm G Dm G
Louvor a vós, Ó Cristo Rei, Rei da eterna glória,
Dm C Dm
Rei da eterna glória!

(pág. 53 n°5)

G Em C D
1. Pecador, agora é tempo de pesar e de temor:

Am Bm C
=Serve a Deus, despreza o mundo, já não sejas
D
pecador.= (bis)

G Em C D

206
2. Neste tempo sacrossanto o pecado faz horror:
Am Bm C
=Contemplando a cruz de Cristo, já não sejas
D
pecador.= (bis)

G Em C
3. Vais pecando, vais pecando, vais de horror em mais
D
horror,
Am Bm C D
=Filho, acorda dessa morte, já não sejas pecador= (bis)

G Em C
4. Passam meses, passam anos, sem que busques teu
D
Senhor,
Am Bm C D
= Como um dia para o outro, assim morre o pecador!=
(bis)

G Em C D
5. Pecador arrependido, pobrezinho pecador.
Am Bm C D
=Vem, abraça-te contrito, com teu Pai, teu Criador!

G Em C D
6. Compaixão, misericórdia vos pedimos, Redentor:

207
Am Bm C
=Pela Virgem, Mãe das dores, perdoai-nos Deus de
D
amor!= (bis)

(pág. 53 n°6)

D A D Bm Em A7 D
Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação.
D7 G Em A D
Ao Pai voltemos, juntos andemos, eis o tempo de
A7 D
conversão!

Am B7 Em Em7
1. Os caminhos do Senhor são verdade, são amor. Dirigi
C#m7 A D
os passos meus em vós espero, Ó Senhor! Ele guia ao bom
Am B7 Em Em7
C#m7
caminho quem errou e quer voltar, Ele é bom, fiel e justo,

208
A7 D
Ele busca e vem salvar.

Am B7 Em Em7
2. Viverei com o Senhor, Ele é o meu sustento. Eu confio
C#m7 A D
mesmo quando, minha dor não mais aguento. Tem valor
Am B7 Em Em7
aos olhos seus, meu sofrer e meu morrer: libertai o vosso
C#m7 A7 D
servo e fazei-o reviver!

(pág. 53 n°7)

C F C Am Dm G7 C
Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo. O céu e
F C Am Dm G7 C
a terra proclamam, proclamam a vossa Glória. Bendito
G7 C G7 C F G7 C Am
aquele que vem em nome do Senhor. Hosana nas Alturas,
Dm G7 C F G7 C Am Dm G7
Hosana nas Alturas! Hosana nas Alturas! Hosana nas
C
Alturas!

209
(pág. 53 n°8)
Bm Em Bm D
Quando invocar, eu atenderei, na aflição com Ele
Em Bm F#7
estarei. Libertarei, glorificarei, minha salvação eu lhe
Bm
mostrarei!

F#7 Bm
1. Tu que moras sobre a sombra do Senhor Onipotente,
Em Bm Em F#7
Lhe dirás em confiança “Meu refúgio, meu batente, só em
Bm F# Bm
ti é que eu confio!” E Ele vem tão fielmente te livrar do
Em F# Bm
caçador e da peste inclemente.

F#7 Bm
2. Vai cobrir-te com suas penas, em suas asas tu te abrigas,

210
Em Bm Em F#7
o seu braço é teu escudo, armadura em que te fias. Não
Bm F# Bm
terás o que temer. Nem de noite, nem de dia. Venha a
Em F# Bm
flecha e o terror, venha a peste, epidemia...

F#7 Bm
3. Caiam mil junto de ti e dez mil vem ao teu lado, nada
Em Bm Em F#7 Bm
vai te atingir, não serás prejudicado. Com teus olhos hás
F# Bm
de ver qual dos maus o resultado. No Senhor tens teu
Em F# Bm
refúgio, nenhum mal terás passado!

(pág.56 n°6)

F Gm C7 F F7
Sabes, Senhor, o que temos é tão pouco pra te dar. Mas
Bb C7
este pouco, nós queremos Com os irmãos
F
compartilhar.

Bb Gm Am Dm Gm
1. Queremos nesta hora, diante dos irmãos. Comprometer
Bb C7 F
a vida, buscando a união.

211
Bb Gm Am Dm Gm
2. Sabemos que é difícil, os bens compartilhar;. mas com
Bb C7 F
a tua graça, Senhor, queremos dar.

Bb Gm Am Dm Gm
3. Olhando teu exemplo, Senhor, vamos seguir. Fazendo o
Bb C7 F
bem a todos, sem nada exigir.

(pág. 57 n º 1)

F Gm C7
1. Dom da vida ó Pai celebramos, na alegria de irmãos a
F C7 F Dm Gm
cantar. Por Teu Filho Jesus te louvamos e queremos
C7 F F7
com força aclamar!

Bb F Am7
Ó Senhor nós queremos a vida, por Jesus que se faz
D7 Gm7 Am7 Dm7
nosso irmão, em seu povo na fé reunido,
Gm7 C7 F
na partilha do amor e do pão!

F Gm C7
2. Dom da vida é o sonho eterno, de Deus Pai que nos fez

212
F C7 F Dm Gm
filhos seus. Seu projeto é um mundo fraterno e depois
C7 F F7
vida plena nos céus!
F Gm C7 F
3. Dom da vida é a felicidade, de saber com alegria viver.
C7 F C7 F Dm Gm C7
Vida plena de paz, na bondade, em Jesus haveremos
F F7
de ter!
F Gm C7
4. Jesus Cristo por nós deu a vida, testemunho fiel bom
F C7 F Dm Gm
Pastor! A tal gesto também nos convida, pelos irmãos
C7 F F7
nos doamos no amor!

(pág. 57 n º 3)

G Am7 C
1. Bendito és Tu ó Deus criador, revestes o mundo da
D G Dm7 G7 C
mais fina flor, restauras o fraco que a ti se confia. E junto
G D7 G G7
aos irmãos em paz vos envias!

C G C G
Ó Deus do universo, és Pai criador, por tua bondade,
D G G7 C G
recebe o louvor! Ó Deus do universo, és Pai criador,
C G Am7 D7 G
por tua bondade, recebe o louvor!

213
G Am7 C
2. Bendito és Tu, ó Deus Criador, por quem aprendeu o
D G Dm7 G7 C
gesto de amor, colher a fartura e ter beleza, de ser a
G D7 G G7
partilha dos frutos da mesa!

G Am7 C
3. Bendito és Tu, ó Deus Criador, fecundas a terra com
D G Dm7 G7 C
vida e amor. A quem aguardava um canto de festa, a mesa
G D7 G G7
promete eterna seresta!

(pág. 57 n º 5)

Louvor a Vós Ó Cristo, rei da eterna glória!

(pág.58 n°1)

A Bm E
1. Pelos pecados, erros passados, por divisões na tua
A A7
Igreja, ó Jesus.
D A F#m Bm
Senhor piedade, Senhor piedade, Senhor piedade,
E A
piedade de nós. (bis)

A Bm E
2. Quem não te aceita, quem te rejeita pode não crer por

214
A A7
ver cristãos que vivem mal.
D A F#m Bm
Cristo piedade, Cristo piedade, Cristo piedade,
E A
piedade de nós. (bis)

A Bm E
3. Hoje se a vida é tão sofrida, deve-se a culpa a
A A7
indiferença dos cristãos.
D A F#m Bm
Senhor piedade, Senhor piedade, Senhor piedade,
E A
piedade de nós. (bis)
(pág.58 n°2)
Em B7 Em Am B7 Em
1. Por nossas fraquezas humanas, Senhor tende piedade!
B7 Em Am B7 Em
Por nosso injusto egoísmo, Senhor tende piedade!

Am Em B7
Por nossas faltas de fé e de amor. Piedade, piedade
Em
Senhor! (bis)

Em B7 Em Am B7 Em
2. Porque eu não fui solidário, Senhor tende piedade!
B7 Em Am B7 Em
Porque fomos indiferentes, Senhor tende Piedade!

(pág.58 n°3)

215
G D7 G
Senhor tende piedade de nós. (bis)
C G C G D7 G
Pelo irmão que não amei pelo mal que lhe causei, piedade.
(bis)

G D7 G
Ó Cristo tende piedade de nós. (bis)
C G C G D7 G
Pelo bem que eu não fiz, pela paz que eu não quis piedade.
(bis)

G D7 G
Senhor tende piedade de nós. (bis)
C G C G D7 G
Pelo amor que sufoquei, pela vida que matei, piedade. (bis)

(pág. 60 nº 5)

Dm Gm
A necessidade era tanta e tamanha,/ que a fraternidade saiu
Dm A7
em campanha .Andou pelos vales, subiu as montanhas,/
A Dm Gm
foi levar o seu pão! A dor era tanta, injustiça tamanha,/que
C Dm
a luz de Jesus que seu povo acompanha,o iluminou pra
A7 A
viver em campanha,/ em favor dos irmãos!

Dm C Dm C
Um só coração e uma só alma,/ um só sentimento em
Dm Gm

216
favor dos pequenos. E o desejo feliz de tornar o país/ mais
Dm A7 Dm
irmão e fraterno,/ vão fazer de nós povo do Senhor:

Construtores do amor, operários da paz,/ mais fiéis a


A7
Jesus. Vão fazer nossa Igreja,/ uma Igreja mais Santa e
Dm
mais plena de luz!

Dm C Dm A7
Erguer as mãos com alegria,/ mas repartir, também o
Dm
pão de cada dia! (3x)

(pág. 60 nº 8)

Em B7 Em Am
Os cristãos tinham tudo em comum, dividiam seus
C B7 Em Am
bens com alegria! Deus espera que os dons de cada um
Em B7 Em
se repartam com amor no dia a dia!Deus espera que os
Am Em B7 Em
dons de cada um se repartam com amor no dia a dia!

D G B7
1. Deus criou este mundo para todos, quem tem mais é
Em Am Em
chamado a repartir. Com os outros o pão, a instrução, o

217
C D7
progresso, fazer o irmãos sorrir!

D G B7
2. Mas acima de alguém que tem riquezas, está o homem
Em Am Em
que cresce em seu valor, e liberto caminha para Deus,
C D7
repartindo com todos o amor!

(pág. 60 nº 9)

D D7 G A7 D Bm
Senhor se tu nos chamas, eu quero te ouvir, se queres
Em A7 D
que eu te siga, respondo “eis-me aqui”! (bis)

Bm G A7
1. Profetas te ouviram e seguiram tua voz, andaram
D G
mundo afora e pregaram sem temor! Seus passos Tu
A7 D Bm Em A7
firmaste sustentando o seu vigor. Profeta Tu me chamas,
D
vê Senhor aqui estou!

218
Bm G A7
2. Nos passos de teu Filho toda Igreja também vai
D G A7
seguindo o teu chamado de ser santa qual Jesus. Apóstolos
D Bm Em A7
e mártires se deram sem medir. Apóstolo Tu me chamas,
D
vê Senhor estou aqui!

(pág. 60 nº 10)

E A E B7
Vem, vem, vem, vem Espírito Santo de amor! Vem a
E
nós, traz à Igreja um novo vigor! (bis)
A B7
1. Presente no início do mundo presente na criação. Do
E
nada tiraste a vida que a vida não sofra no irmão!

A
2. Presença de força aos profetas que falam sem nada
B7
temer, contigo sustentam o povo, na luta que vão

219
E
empreender!

A B7
3. Presença na Igreja nascente, os povos consegues reunir.

Na mesma linguagem se entendem, o amor faz a vida


E
surgir!

(pág. 60 nº 11)

D A7 D A7
O Pão da vida, a comunhão nos une a Cristo e aos
D
irmãos.
G D A7
//E nos ensina a abrir as mãos para partir, repartir o
D
pão!//

F#m Bm B7
1. Lá no deserto a multidão, com fome segue o Bom
Em F#m Bm Em
Pastor, com sede busca a nova Palavra, Jesus tem pena,
F#m Bm

220
“reparte o pão”!

F#m Bm B7
2. Se neste Pão, nesta comunhão, Jesus por nós dá a
Em F#m Bm Em
própria vida, vamos também repartir os dons, doar a vida
F#m Bm
por nosso irmão!

F#m Bm B7
3. Onde houver fome reparte o pão, e as tuas trevas hão de
Em F#m Bm Em
ser luz: encontrarás Cristo no irmão, serás bendito do
F#m Bm
Eterno Pai!

(pág. 61 n º 2)

F Bb
Alegres vamos a casa do Pai, e na alegria
F Gm C7 F Dm
cantar seu louvor, em sua casa, somos felizes,
Gm C7 F
participamos da ceia do amor!

Dm Gm C
1. A alegria nos vem do Senhor. Seu amor nos conduz
F D Gm
pela mão. Ele é luz que ilumina o seu povo, com
F G C

221
segurança lhe dá a salvação.

Dm Gm C
2. O Senhor nos concede os seus bens. Nos convida a sua
F D Gm F
mesa sentar. E partilha conosco o seu pão, somos irmãos
G C
ao redor deste altar.

(pág. 61 n º 3)

Dm Gm E° A7 Dm
Perdão Senhor para o vosso povo.

D7 Gm C7 F Gm Bb
1. Perdão Senhor por termos preferido confiar, em nossa
Dm Gm A7 Dm
fraqueza. Sem saber que sois a fortaleza.

Dm Gm E° A7 Dm
Perdão Senhor para o vosso povo.

D7 Gm C7 F Gm Bb

222
2. Perdão Senhor por termos preferido recusar, a vossa
Dm Gm A7 Dm
verdade. Sem saber que ela é liberdade!

Dm Gm E° A7 Dm
Perdão Senhor para o vosso povo.

D7 Gm C7 F Gm Bb
3. Perdão Senhor por termos tantas vezes caminhado sem
Dm Gm A7 Dm
esperança. Sem saber que sois a confiança.

(pág. 61 n º 4)

F Dm Bb F Gm C Am Dm
Louvor e Glória a Ti Senhor. Cristo Palavra,
Gm C F
Palavra de Deus!

Dm Gm Bb
1° dom.: O homem não vive somente de pão, mas de toda
C
Palavra da boca de Deus.

Dm
2° dom.: Numa nuvem resplendente fez-se ouvir a voz do
Gm Bb C
Pai. Eis meu Filho muito amado, escutai-o todos vós!

223
Dm Gm
3° dom.: Na verdade sois Senhor, o Salvador do mundo.
Bb C
Senhor, dá-me água viva a fim de eu não ter mais sede.

Dm
4° dom.: Pois eu sou a luz da vida quem nos diz é o
Gm Bb C
Senhor. E vai ter a luz da vida quem se faz meu seguidor!

Dm Gm Bb
5° dom.: Eu sou a ressurreição, eu sou a vida. Quem crer
C
em mim não morrerá eternamente.

(pág. 61 n º 5)

Dm Gm A7
1. Sê bendito Senhor, para sempre, pelos frutos das nossas
Dm D7 Gm Dm E
jornadas! Repartidos na mesa do Reino, anunciam a paz
A
almejada!

Dm Gm C F A
Senhor da vida, tu és a nossa salvação.
D Gm A
Ao prepararmos a tua mesa, em Ti buscamos
Dm
ressurreição.

224
Dm Gm A7
2. Sê bendito Senhor para sempre, pelos mares, os rios e
Dm D7 Gm Dm
as fontes! Nos recordam a tua justiça, que nos levam a um
E A
novo horizonte.

Dm Gm A7
3. Sê bendito Senhor para sempre, pelas bênçãos qual
Dm D7 Gm Dm
chuva torrente! Tu fecundas o chão desta vida que abriga
E A
uma nova semente.

(pág.61 n ° 6)

G Am C
1. Bendito és Tu ó Deus criador, revestes o mundo da
D G G7 C
mais fina flor. Restauras o fraco que a Ti se confia e junto
G D7 G
aos irmãos em paz o envias.

C G Em C G
Ó Deus do universo és Pai e Senhor, por tua bondade
D G7 C G Em
recebe o louvor. Ó Deus do universo és Pai e Senhor,
C G C D7 G
por tua bondade recebe o louvor.

225
G Am C
2. Bendito és Tu, ó Deus criador, por quem aprendeu o
D G G7 C
gesto de amor. Colher a fartura e ter a beleza de ser a
G D7 G
partilha dos frutos na mesa!

G Am C
3. Bendito és Tu, ó Deus criador, fecundas a terra com
D G G7 C
vida e amor! A quem aguardava um canto de festa a mesa
G D7 G
promete eterna seresta!

(pág.61 n ° 7)

Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do universo!

O céu e a terra proclamam a vossa glória.

Hosana nas alturas! Bendito o que vem em nome do

Senhor! Hosana nas alturas! Hosana nas alturas!


(pág. 62 n° 8)

Gm D7 Gm D7
1. Vamos juntos para a mesa, do banquete da Aliança,
Gm D7
que o Senhor nos preparou. Esta mesa nos sustenta, nos
Gm D7 G
caminhos da esperança, nas estradas do amor.

226
Refrão Quarta-feira de cinzas
G D Em D C G Am
Ó Senhor nesta mesa buscamos, o alimento que a todos
D7 G D Em D G Am
refaz! Na procura da terra sem males que é penhor da
D7 Gm Eb D
justiça e da paz!

Refrão 1 º Domingo da Quaresma


G D Em D C G Am
O poder, o prestígio, a riqueza, nos desviam da nossa
D7 G D Em D G Am
missão. Tua Palavra, porém nos sustenta, nos dá força
D7 Gm Eb D
em qualquer tentação.

Refrão 2 º Domingo da Quaresma


G D Em D C G
É tão bom te louvar ó Senhor, como irmãos em tua
Am D7 G D Em D G
casa ficar. Há porém muitos rostos no mundo, que
Am D7 Gm Eb D
precisam se transfigurar.

Refrão 3 º Domingo da Quaresma


G D Em D C G Am
Temos sede à beira do poço, falta o balde do amor, do
D7 G D Em D G Am
respeito. Vem Senhor saciar nossa sede, nos lavar de
D7 Gm Eb D
qualquer preconceito.

Refrão 4 º Domingo da Quaresma


G D Em D C G

227
Com um toque de amor Tu curastes, quem vivia
Am D7 G D Em D
sozinho e sem luz! Tua Palavra porém nos sustenta,
G Am D7 Gm Eb D
nos dá força em qualquer tentação.

Refrão 5 º Domingo da Quaresma


G D Em D C G
Vem Jesus Salvador, Deus da vida, que nos amas com
Am D7 G D Em D
amor sem igual. Vem nos tirar as amarras da morte,
G Am D7 Gm Eb D
libertar-nos da dor e do mal.

Domingo de Ramos

G D Em D C G
Entre palmas Senhor te aclamamos celebrando o
Am D7 G D Em D
Ministério Pascal. Peregrinos na fé caminhamos,
G Am D7 Gm Eb D
construindo a vitória afinal.

Gm D7 Gm D7
2. Ó Senhor, criaste a terra, colocaste nela a vida,
Gm D7
deste ao povo como herança. Pra teus filhos, tuas filhas,
Gm D7 G
tu sonhaste um paraíso: Dom, saudade e esperança.

Gm D7 Gm D7
3. Uma terra sem os males, do egoísmo e violência,
Gm D7

228
da ambição e todo o vício. É projeto do teu Reino,
Gm D7 G
utopia do teu povo, nosso sonho e compromisso.

Gm D7 Gm D7
4. Tu visitas esta terra, com as chuvas e o orvalho, e com
Gm D7
a vida que a invade. Mas pra muitos falta o solo, para
Gm D7 G
tantos o trabalho, falta enfim a fraternidade.

Gm D7 Gm D7
5. Nesta terra que é de todos há indígenas sem rumos,
Gm D7
de nações já dizimadas. Há sem-terras e sem-teto, sem
Gm D7 G
saúde e sem escola, há pessoas mal amadas.

Gm D7 Gm D7
6. Ó Jesus, a Boa Nova, semeaste pelas casas, pelos
Gm D7
campos e cidades. Convocaste teus amigos pra contigo
Gm D7 G
construírem uma nova sociedade.

Gm D7 Gm D7
7. Que a paz e a justiça caminhando de mãos dadas
Gm D7

229
vençam ódio, a fome e a guerra. É o que juntos esperamos,
Gm D7 G
de acordo com a promessa: “novos céus e nova terra.”

(pág. 63 n° 9)
E C#m F# B
Então da nuvem luminosa, dizia uma voz: “ Este é
F#m B F#m B E
meu filho amado, escutem sempre o que Ele diz!”

C#m F#m
1. Transborda um poema do meu coração:
F#m7 B
vou cantar-vos ó Rei, esta minha canção.

C#m F#m
2. Sois tão belo o mais belo entre os filhos dos homens!
F#m7 B
Porque Deus para sempre, vos deu sua benção.

C#m F#m
3. Levai vossa espada de glória no flanco,
F#m7 B

230
herói valoroso, no vosso esplendor.

C#m F#m
4. Saí para a luta no carro de guerra,
F#m7 B
em defesa da fé, da justiça e verdade.
C#m F#m
5. Vosso trono, ó Deus é eterno sem fim.
F#m7 B
Vosso cetro real é sinal de justiça.

C#m F#m
6. Vós amais a justiça e odiais a maldade,
F#m7 B
é por isso que Deus vos ungiu com seu óleo.

(pág. 62 n° 10)

D Bm Em A7 D F#m G
1. Se conhecesses o Dom de Deus, quem é que te diz: Dá-
Em A7 D Bm Em A7
me de beber, És tu que lhe pedirias e Ele te daria d'água
F#m Bm Em A7 D D7
viva, sempre a correr!

G A7 D Bm Em A7
Senhor, dá-me de beber. Vem e me sacia em tua fonte
D D7
viva.
G A7 D Bm Em A7
Senhor, dá-me de beber. Vem e me sacia nesta santa
D
Eucaristia!

231
D Bm Em A7 D
2. Quem crê em mim, dentro de si, terá. Meu Santo
F#m G Em A7 D Bm Em
Espírito, fonte a jorrar. Um rio de água viva, capaz de
A7 F#m Bm Em A7 D D7
saciar a sua sede, sede de Deus.

(pág.62 nº 11)

Em Am B7
Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham
Em
vida plenamente.

Em C Am D7
1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor.
B7 Em
Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão. Onde
Am D7 G
está o teu irmão, eu estou presente nele.

Em C Am D7
2. Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males.

232
B7 Em
Hoje és minha presença junto a todo o sofredor. Onde
Am D7 G
sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.

Em C Am D7
3. Quem comer o pão da vida viverá eternamente.
B7 Em
Tenho pena deste povo que não tem o que comer,
Am D7 G
Onde está o irmão com fome, eu estou com fome nele.

Em Am B7
Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham
Em
vida plenamente.

Em C Am D7
4. Entreguei a minha vida pela salvação de todos.
B7 Em
Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes:
Am D7 G
Onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.

Em C Am D7
5. Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido.
B7 Em
Busca, salva e reconduz a quem perdeu toda a esperança:

233
Am D7 G
Onde salvas teu irmão, Tu me estás salvando nele.

Em C Am D7
6. Este pão, meu corpo e vida para a salvação do mundo.
B7 Em
É presença e alimento nesta santa comunhão. Onde está o
Am D7 G
meu irmão, eu estou, também com ele.

(pág.62 n°11)

D A7 D
1. Na longa estrada da vida, tua gente sofrida em busca de
A7 Em A7 Em
amor. Percorrem diversos caminhos, de cravos e espinhos,
A7 D A7 D Am
de luta e de dor. Em ti nossa gente confia e em Romaria
D7 G D Bm
vem te contemplar. Mãezinha consolo dos crentes ensina
Em A7 D Am D7
essa gente Jesus adorar.

G D Bm Em A7
Mãe do Perpétuo Socorro venho a ti recorro. Vem

234
D D7 F D Bm
ó Mãe me valer. Mãe nosso Eterno auxilio vem
Em A7 D
nos dar o teu filho, mãe vem nos socorrer.

D A7 D
2. Refúgio do fraco e do pobre, do rico e do nobre, de todo
A7 Em A7 Em A7
que crê. Conforto na dor na aflição de todo irmão que a ti
D A7 D Am
recorrer. A nossa família abençoa e a toda pessoa que
D7 G D Bm
busca Jesus. A igreja caminha em teus braços, seguindo os
A7 D Am D7
passos da divina luz.

(pág. 62 n° 12)
D A G
1.Com carinho desenhei este planeta, com cuidado, aqui
A Bm E
plantei o meu jardim. Com alegria, eu sonhei um paraíso,
G A D
para a vida, Dom de amor que não tem fim.

G A F#m Bm
Ponho então à tua frente, dois caminhos diferentes:
Em A D G A
vida e morte, e escolherás. Sê sensato escolhe a vida,
F#m Bm Em A D
parte o pão cura as feridas, sê fraterno e viverás.

D A G
2. Fiz o homem e a mulher a minha imagem, por amor e

235
A Bm
para o amor eu os criei. Com meu povo, celebrei uma
E G A D
aliança. O caminho da justiça eu ensinarei.

D A G
3. Com tristeza vejo a vida desprezada, nos meus filhos e
A Bm E
em toda a natureza, Me entristece tantas vidas abortadas,
G A D
dói em mim a violência e a pobreza.
D A G
4. Pelas margens desta vida há tanta gente, que implora
A Bm
por justiça e dignidade, Respeitar, cuidar da vida é o que
E G A D
te peço. Vai ! transforma a tua fé em caridade.
(pág.63 n°1)
D G A7 D Bm7 Em7
Irmãos louvemos, o Deus da vida, que nos convida
A7 D
a conversão!
D G A7 D Bm7 Em7 A7
O Pai deseja, na sua Igreja, que todos tenham
D G
novo coração!

D Em7 A
1. Irmão idoso é nosso mestre. No testemunho à frente
D Em7 A
vai... O que importa, em toda idade: Fidelidade ao amor do
D
Pai!
D Em7 A D

236
2. Senhor, pedimos, a cada dia sabedoria do coração,
Em7 A
Jovem, idoso, construiremos, Senhor, teu Reino, um
D
mundo-novo irmão!
D Em7 A
3. Senhor, a vida envolve a luta de quem almeja, justiça e
D Em7 A
paz! Com Jesus Cristo, fraternidade é força viva que não
D
se desfaz.
D Em7 A
4. Senhor, teu povo da Aliança, na fé, esperança, vem
D Em7 A
celebrar. A Nova Páscoa de Jesus Cristo, no sacrifício, que
D
nos vem salvar!
(pág.63 n°2)
Salmo Responsorial

1º Domingo

Verdade e amor são os caminhos do Senhor!

2º Domingo

Andarei junto a Deus na terra dos vivos.

3º Domingo

Senhor, Tu tens palavras de vida eterna!

4º Domingo

237
Que se prenda a minha língua ao céu da boca. Se de ti

Jerusalém, me esquecer!

5º Domingo

Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de

novo um Espírito decidido.

(pág.63 n°3)
Aclamação ao Evangelho

Louvor e Glória a Ti Senhor.

Cristo Palavra de Deus, Cristo Palavra de Deus!

(pág.63 n° 4)

G
1. Ó Pai nós te damos os nossos idosos que trazem
Am D7 Am D7
também, os frutos da vida, as flores colhidas fazendo o
G
bem.

G7 C
Ó Pai de bondade, recebe teus filhos que vem com
G C G Em Am7 D7
fervor! Trazer suas vidas, alegres, sofridas, em hóstias
G
de amor!

238
G Am
2. Ó Pai uma prece, agora fazemos por todo ancião,
D7 Am D7 G
Não fique sozinho sem lar e carinho, nenhum dos irmãos!

G Am
3. A tua Igreja, recebe e agradece unida, Senhor,
D7 Am D7 G
dos nossos idosos, os mais generosos serviços de amor.

(pág.63 n° 5)

G C A Dm
1. Aqui estamos reunidos para a Ceia,
G C
A fé nos une e faz de nós comunidade.
C7 F
Com seu amor o nosso Deus nos presenteia
C G7 C
Nos dá seu Pão e nos convida à caridade.

F G C
Um tempo novo de mudança vem surgindo:
Am7 G C
Reparte o pão, busca a oração, põe-te a caminho.

239
G C A Dm
2. Tu és, Senhor, a nossa eterna juventude,
G C
Concede ao nosso coração sabedoria.
C7 F
Tu nos apontas o caminho da virtude,
C G7 C
Vem, nos ensina a bem contar os nossos dias.

G C A Dm
3. Senhor, nós somos o teu povo, tua herança,
G C
Vem conduzir-nos rumo à nova sociedade.
C7 F
Que proporcione a todos vida e esperança
C G7 C
E aos idosos mais carinho e dignidade.

G C A Dm
4. Tu és um Deus amigo, humano e companheiro
G C
És terna mãe sempre a velar pelo teu povo.
C7 F
Na Eucaristia te ofereces por inteiro
C G7 C
Vens celebrar a gestação de um mundo novo.

G C A Dm
5.Deus de bondade os nossos pais já nos contaram
G C
As maravilhas que fizeste ao povo teu:

240
C7 F
Da escravidão as tuas mãos o arrancaram,
C G7 C
O teu amor o conduziu e protegeu.

G C A Dm
6. Irmãos idosos construíram nossa história
G C
Desde Abraão, Moisés e Sara e Samuel
C7 F
Seu testemunho enfeita o Livro da Memória.
C G7 C
Com Zacarias, Simeão, Ana, Isabel.

(pág. 64 nº 7)
F Gm C7
Nós nos gloriamos na Cruz de Nosso Senhor, que hoje
F C7 F
resplandece com o novo mandamento do amor.

F Dm Gm C7
1. Na ceia da nova aliança Jesus na tarde Santa ao Pai se
F
entregou!
Dm Bb C7
Na Ceia que hoje acontece, O povo oferece a Deus o seu
F
louvor!

F Dm Gm C7
2. Comer e beber pão e vinho sinais de carinho anuncio do

241
F
amor.
Dm Bb C7 F
Na luta de cada jornada a cruz é pesada, salvai-nos Senhor!

F Dm Gm C7 F
3. Viver, partilhar cada dia a dor, a alegria nos faz celebrar.
Dm Bb C7 F
A páscoa de Cristo de novo na vida do povo pra ressuscitar!

F Dm Gm C7
4. O povo carrega tua cruz, no escuro e na luz marchando
F
assim vai.
Dm Bb C7 F
A cruz plenifica a vida resposta sofrida à vontade do Pai!

(pág. 64 nº 8)

D A D G DAD G
Eu vos dou um novo mandamento = “Que vos amei
D G Em A7
uns aos outros assim como eu, vos amei!”
G A7 D
Disse o Senhor!

D G
1. Felizes os puros em seus caminhos, os que andam na
A7
Lei do Senhor!

242
D G
2. Felizes os que guardam os seus preceitos e o procuram
A7
de todo coração!

D G
3. O Senhor ma Quinta Feira Santa pôs água na bacia e
A7
começou a lavar os pés dos seus discípulos!

(pág. 64 nº 9)

Dm A7 Dm D D7 Gm
É sangue o que era vinho, é corpo o que era pão!
C7 Dm A7
Cristo venceu o tormento é nosso sustento e se faz
Dm D7
comunhão!
Gm Dm A7
Cristo venceu o tormento é nosso sustento e se faz
Dm
comunhão!

Dm D7 Gm C7 F
1. Às núpcias do cordeiro em brancas vestes vamos,

243
Dm E A7 Dm
transpondo o Mar Vermelho ao Cristo Rei cantamos.

Dm D7 Gm C7 F Dm
2. Por nós no altar da Cruz, seu corpo ofereceu, comendo
E A7 Dm
deste pão, nascemos para Deus!

Dm D7 Gm C7 F
3. O Cristo nossa Páscoa, morreu como um Cordeiro seu
Dm E A7 Dm
corpo é nossa oferta, Pão Vivo e verdadeiro.

Dm D7 Gm C7 F Dm
4. Da morte o Cristo volta, a vida é seu troféu. O injusto
E A7 Dm
traz cativo, e a todos abre o céu!

Dm D7 Gm C7 F
5. Jesus Pascal Cordeiro, em vós se alegra o povo, que
Dm E A7 Dm
livre pela graça, em vós nasceu de novo!

(pág. 64 nº 10)

F Dm Gm C7 F C7
Ó Pai se é possível, Ó Pai se é possível afasta de nós
F Dm Gm C F
este cálice! Porém não se faça, porém não se faça, a
Bb C C7 F
nossa vontade mas a Tua!

244
F A7 Dm
1. São tantas lágrimas no cálice do povo...
Gm C F
...Tua paixão parece acontecer de novo!

F A7 Dm
2. São tantas pedras no caminho do teu povo...
Gm C F
...Tua paixão parece acontecer de novo!

F A7 Dm
3. São tantas cruzes sobre os ombros do teu povo...
Gm C F
...Tua paixão parece acontecer de novo!

(pág. 64 nº 11)
Cm Ab G7
1. Que te fiz meu povo eleito, dize em que te contristei
Cm Eb Ab G7
Que mais podia ter feito, em que foi que te faltei!

C G F C C C7 F G7
Deus Santo, Deus Forte, Deus imortal, tende piedade
C G7
de Nós!

Cm Ab G7
2. Eu te fiz sair do Egito, com maná te alimentei
Cm Eb Ab G7
Preparei-te bela terra, tua Cruz para o teu Rei!

245
Cm Ab G7
3. Bela vinha eu te plantara, tu plantaste a lança em mim
Cm Eb Ab G7
Águas doces eu te dava, foste amargo até o fim!
Cm Ab G7
4. Flagelei por ti o Egito, primogênitos matei
Cm Eb Ab G7
Tu porém me flagelaste, entregaste o próprio Rei!
Cm Ab G7
5. Eu te abri o Mar Vermelho, Tu me abriste o coração
Cm Eb Ab G7
A Pilatos me levaste eu levei-te pela mão!

Cm Ab G7
6. Só na cruz tu me exaltastes, quando em tudo te Exaltei!
Cm Eb Ab G7
Povo meu que te fiz eu, Dize em que te contristei!

(pág. 64 nº 12)

Bendita sejais Senhora das dores,

Ouvi nossos rogos, Mãe dos pecadores!

Ouvi nossos rogos, Mãe dos pecadores!

(pág. 64 nº 13)

F A7 Dm Bb Gm
Tu és o Rei dos reis, o Deus do céu deu-te Reino, Força

246
C7 F A7 Bb F
e Glória! E entregou em tuas mãos a nossa história, Tu
C C7 F
és Rei e o amor é Tua Lei!

A7 Dm C7 F F7
1. Sou o primeiro e o derradeiro fui ungido pelo amor.
Bb Bbm F G7 C7
Vós sois meu povo, eu vosso Rei e Senhor Redentor!

A7 Dm C7 F F7
2. Vos levarei às grandes fontes, dor e fome não tereis
Bb Bbm F G7 C7
Vós sois meu povo, eu vosso Rei, junto a mim vivereis!

(pág. 64 nº 14)

C F G C F G C
Hosana ao Filho de Davi! Hosana ao Filho de Davi!
F C
Bendito o que vem em nome do Senhor
F G
Rei de Israel Hosana nas alturas!
F G C F G C
Hosana ao Filho de Davi! Hosana ao Filho de Davi!
C F C
Os Filhos dos Hebreus com ramos de oliveira
F G
Foram ao encontro do Senhor clamando:

247
C G7 C G7 C
Hosana nas alturas! Hosana nas alturas!

(pág. 67 nº 1)

A D E D A E7
1. Fonte de luz, cores no céu, é o arco-íris do amor.
A D E D A
Eis que a vida nasce ali e se entende no além! Luz que
D A D A
atravessa meu coração, brilha em meu rosto e diz quem eu
A7 D E A
sou: =não vou esquecer, jamais esse amor!= (bis)

D A D
Viva a vida! Salve o amor! Como é tão linda a alegria
E A
de quem te segue Senhor!

A D E D A E7
2. Sombras também pairam no ar, cobre ás vezes a luz.
A D E D
Doem em meu peito, ferem meu ser e não me deixam
A D A
sonhar! Não, eu insisto, não quero assim! Sabes que eu
D A A7 D E A
sinto amor por ti! = Eu vou te seguir! Eu vou até o fim!=
(bis)

D A D
Viva a vida! Salve o amor! Como é tão linda a alegria
E A

248
de quem te segue Senhor!

A D E D A E7
3. Sopro do amor, chuva do céu e teu Espírito em nós!
A D E D A
Ele desperta, faz recordar, firma o desejo de amar! Nele
eu
D A D A
luto sem esperar, no meu caminho, sempre ele está!

A7 D E A
=na minha missão, Ele é o coração!= (bis)

(pág. 67 nº 2)

C F G7 C Em
1. Perdão Senhor, tantos erros cometi. Perdão Senhor,
F G7 C C7
tantas vezes me omiti.
F G7 Em A7
//Perdão Senhor, pelos males que causei, pelas coisas
Dm G7 C C7
que falei, pelo irmão que eu julguei.//

F G7 Em Am Dm
Piedade Senhor, tem piedade Senhor, meu pecado

249
G7 C C7 F G7
Vem lavar com teu amor. Piedade Senhor, tem
Em Am Dm G7
Piedade Senhor e liberta a minha alma para o
C
Amor.

C F G7 C
2. Perdão Senhor, porque sou tão pecador. Perdão
Em F G7 C C7
Senhor, sou pequeno e sem valor.
F G7 Em
//Mas mesmo assim tu me amas quero então, te
A7 Dm G7 C C7
entregar meu coração, suplicar o teu perdão.//

(pág. 67 nº 3)

G C D7 G C G D7
Glória a Deus na imensidão e paz na terra ao homem
G (D7)
nosso irmão.

G C G C
1. Senhor, Deus Pai, Onipotente, nós vos louvamos e
D7 G C D7 G
bendizemos, por nos terdes dado o Cristo Salvador!

G C G C
2. Senhor Jesus, Unigênito do Pai. Nós vos damos graças

250
D7 G C D7
por terdes vindo ao mundo. Feito nosso irmão, sois nosso
G
redentor!

G C G C
3. Senhor Espírito Santo, sois Deus de amor. Nós vos
D7 G C
adoramos e vos glorificamos por nos conduzirdes por
D7 G
Cristo a nosso Pai!

G C G C
4. Glória ao Pai e a Cristo sejam dadas, Glória ao Espírito
D7 G C D7
Santo sem cessar! Agora e para sempre, por toda a
G
eternidade!
(pág.67 n°4)

C Em F C F G7
Aleluia, Aleluia! A minha alma abrirei!
C Em F C F G7 C A7
Aleluia, Aleluia! Cristo é meu Rei!

D F#m G D G A7
Aleluia, Aleluia! A minha alma abrirei!
D F#m G D G A7 D B7
Aleluia, Aleluia! Cristo é meu Rei!

E G#m A E A B7
Aleluia, Aleluia! A minha alma abrirei!

251
E G#m A E A B7 E
Aleluia, Aleluia! Cristo é meu Rei!

(pág. 67 nº 5)

A Bm C#m Bm A
1. As coisas que o mundo oferecia, me impediam de te
E7 A E7 A Bm
encontrar! De ver que a vida é só em ti, mas Tu vieste
C#m Bm A D E
e tocaste, bem no fundo do meu coração me ensinaste a te
E7
amar.

A Bm C#m F# Bm
Oh! Jesus recebe então a minha vida, recebe as coisas
E A E7
que de Ti me afastam! Pois só em Ti quero viver!

A Bm C#m Bm A
2. Agora, que meu coração é teu, quero sempre te louvar,
E7 A E7 A Bm
tua vida transbordar! Para que mais gente
C#m Bm A D E
experimente teu amor nos transformando, tua mão a nos
E7
tocar!

A Bm C#m F# Bm
Oh! Jesus recebe então a minha vida, recebe as coisas
E A E7
que de Ti me afastam! Pois só em Ti quero viver!

252
(pág. 67 nº 6)

E B7 C#m F#m A E B7
Aleluia, aleluia, aleluia!

F#m G#m C#m G#m C#m


1. Quando estamos unidos, Tu estás entre nós e nos falará
F#m A B B7
de tua vida!

F#m G#m C#m G#m C#m F#m A


2. Este nosso mundo sentido terá, se a tua Palavra
B B7
renovar!

(pág. 67 nº 7)
A C#m D E7
1.Vou cantar teu amor, ser no mundo um farol! Eis-me
C#m F#m Bm E7 A E7
aqui Senhor, vem abrir as janelas do meu coração.
A C#m D E7 C#m F#m
E então falarei, imitando tua voz! Creio em Ti Senhor,
Bm E7 A E7
nas pegadas deixadas por ti vou andar!

A Bm
Vou falar do teu coração, com ternura nas mãos e na
E7 C#m F#m Bm
voz! Proclamar que a vida é bem mais do que aquilo
E7 A E7 A

253
que o mundo ensina a cantar! Cantar um canto
E7 F#m C#m
ensinado por Deus, com poesia ensinar nossa fé.
D A Bm
Plantar o chão, cultivar o amor, como poetas que
E7 A E7
querem sonhar!Pra realizar o que o mestre ensinou,
F#m C#m D A
viemos cear, restaurar coração, fonte de vida no altar
Bm E7 A
a brotar, a nos alimentar!
A C#m D E7 C#m
2. Celebrar meu viver, pra no mundo ser mais, faz de mim
F#m Bm E7 A E7
Senhor, aprendiz da verdade, justiça e da paz.
A C#m D E7 C#m
Comungar teu viver neste vinho, neste pão. Quero ser
F#m Bm E7 A E7
Senhor, novo homem nascido do teu coração.

(pág.67 n°8)

D7 G G7 C Cm G Em
1. Deus enviou seu filho amado, para morrer no meu
Am D7 G G7 C Cm
lugar, na cruz pagou por meus pecados. Mas o
G Em Am D7 G
sepulcro vazio está porque ele vive.

D7 G G7 C Cm
Porque ele vive eu posso crer no amanhã, porque ele
G Em Am D7 G C Cm
vive temor não há, mas eu bem sei que o meu futuro
G Em Am D7 G

254
está, mas mãos do meu Jesus, que vivo estas.

D7 G G7 C Cm G Em
2. Um dia eu vou cruzar os rios e verei então, um
Am D7 G G7 C Cm
céu de luz e verei que lá em plena glória,
G Em Am D7 G
vitorioso, vive e reina o meu Jesus.

D7 G G7 C Cm
Porque ele vive eu posso crer no amanhã, porque ele
G Em Am D7 G C Cm
vive temor não há, mas eu bem sei que o meu futuro
G Em Am D7 G
está, mas mãos do meu Jesus, que vivo estas.

(pág. 67 nº 9)

G Em Am D7
1. Vem, e eu mostrarei que o meu caminho te leva ao Pai,
G Em Am D
guiarei os passos teus e junto a ti hei de seguir.
G Em Am D7
Sim, eu irei e saberei como chegar ao fim.
G Em Am D G
De onde vim, aonde vou: por onde irás, irei também

G Em Am D7
2. Vem, eu te direi o que ainda estás a procurar.
G Em Am D

255
A verdade é como o sol e invadirá teu coração.
G Em Am D7
Sim, eu irei e aprenderei minha razão de ser
G Em Am D G
Eu creio em Ti que crês em mim e à Tua luz verei a luz

G Em Am D7
3. Vem, e eu te farei da minha vida participar
G Em Am D
Viverás em mim aqui: viver em mim é o bem maior.
G Em Am D7
Sim, eu irei e viverei a vida inteira assim.
G Em Am D G
Eternidade é, na verdade, o amor vivendo sempre em nós.

G Em Am D7
4. Vem, que a terra espera quem possa e queira realizar
G Em Am D
com amor, a construção de um mundo novo muito melhor!
G Em Am D7
Sim, eu irei e levarei Teu nome aos meus irmãos.
G Em Am D G
Iremos nós e o Teu amor vai construir enfim a PAZ!

(pág.68 n°13)

A C#m F#m C#m D A

256
Santo, Santo é! Santo, Santo é! Deus do universo ó
B7 E7
Senhor Javé! (bis)

D E7 A F#m Bm E7
O céu e a terra o proclamam; glorioso! Hosana, hosana
A F#m D E7 A C# F#m
nas alturas. Bendito o que vem em nome do Senhor.
Bm E7 A F#m Bm E7 A
Hosana, hosana nas alturas. Hosana, hosana ao Rei.
Bm E7 A F#m Bm E7 A
Hosana,hosana nas alturas. Hosana, hosana ao Rei.

(pág.68 n°18)

D F#m G
1. Companheira Maria, perfeita harmonia, entre nós e o
D G D E7
Pai! Modelo dos consagrados, nosso sim ao chamado do
A
Senhor confirmai!

D A Bm F#m G D
Ave Maria, cheia de graça, plena de raça e beleza
E7 A7 D A
queres com certeza que a vida renasça! Santa Maria,
Bm F#m G Em D

257
mãe do Senhor, que se fez pão para todos, criou mundo
A7 D
novo só por amor!

D F#m G D
2. Intercessora Maria, perfeita harmonia entre nós e o Pai!
G D E7
Justiça dos explorados, combate o pecado, Torna os
A
homens iguais!

D F#m G
3. Transformadora Maria, perfeita harmonia, entre nós e o
D G D E7
Pai! Espelho de competência, afasta a violência, enche o
A
mundo de Paz!

(pág. 69 nº 1)

F#m E F#m E A D A
1.Venham todos, vamos juntos ao encontro do Senhor.
Bm F#m C# Bm C#
Ele mesmo nos convida para a ceia do amor
F#m E F#m Bm C#
Jesus Cristo, água viva vem conosco celebrar
Bm F#m Bm C# F#m
num fraterno conviver nossa vida renovar!

Bm F#m Bm F#m Bm
Pela água que dá vida, pelos dons da criação. Ó senhor
F#m Bm C# F#m
do universo eis a nossa louvação.

258
F#m E F#m E A D A
2.Senhor Deus, Pai de bondade, criador de todo ser
Bm F#m C# Bm C#
vem trazer-nos conversão e ensinar-nos a viver
F#m E F#m Bm C#
como outrora no deserto saciaste o teu povo
Bm F#m Bm C# F#m
vem Senhor, vem saciar-nos e faremos mundo novo.

F#m E F#m E A D A
3.Pela água do batismo vida nova recebemos
Bm F#m C# Bm C#
e na fonte da palavra de tua graça nós bebemos
F#m E F#m Bm C#
para sermos ó Senhor solidários com os irmãos.
Bm F#m Bm C# F#m
Que ainda não tiveram vida plena salvação.

F#m E F#m E A D A
4.Nós buscamos teu perdão pelo mal que praticamos
Bm F#m C# Bm C#
pois ao pobre nosso irmão água limpa nós negamos
F#m E F#m Bm C#
poluindo nossas fontes é a vida que se vai
Bm F#m Bm C# F#m
nova Páscoa viveremos só no teu amor ó Pai.

(pág. 69 nº 2)

Dm Gm A7 Dm Gm
Perdão Senhor, para o vosso povo! Perdão Senhor,

259
A7 Dm
para o vosso povo!

(pág. 69 nº 3)

Dm G Dm G Dm G Dm
Louvor a vós ó Cristo rei, Rei da eterna glória! Rei da
C Dm
eterna glória!

(pág. 69 nº 4)

Dm Gm A7
1.Sê bendito Senhor para sempre, pelos frutos das nossas
Dm D7 Gm Dm E
jornadas repartidos na mesa do reino, Anunciam a paz
A
almejada.

Dm Gm C F
Senhor da vida, Tu és a nossa salvação!
A D Gm A
Ao prepararmos a Tua mesa, em Ti buscamos
Dm

260
ressurreição!

Dm Gm A7
2.Sê bendito Senhor para sempre, pelos mares, os rios e as
Dm D7 Gm Dm
fontes. Nos recordam a tua justiça, que nos levam a um
E A
novo horizonte.

Dm Gm A7
3.Sê bendito Senhor para sempre, pela benção qual chuva,
Dm D7 Gm Dm
torrente. Tu fecundas o chão desta vida, que abriga uma
E A
nova semente.

(pág. 69 nº 5)

Gm D7 Cm Eb Cm D7 Gm D7
Água que salva, água que jorra e sacia/ fonte de
Cm D7 Gm
vida, no coração cada dia.
Cm Gm D7 Gm
Água que desaltera a sede que nós sentimos,
Cm Gm D7 Gm
Água que torna terra, alegre, bela e fecunda.
Cm Gm D7 Gm
Água dos mananciais, precisam ser preservadas
Cm Gm D7 Gm
Água que te dá glória, nas mãos de João Batista.
Cm Gm D7 Gm
Água que são as lágrimas dos olhos de Madalena.

261
Cm Gm D7 Gm
Água da vida eterna, Jesus a beira do poço.

(pág. 69 nº 6)

C D C D Am D7
1.Nesta ceia, ó Senhor, tu sacias nossa fome e o sentido
F Am C
desta vida, encontramos em teu nome.

Gm F C Em C
Nós temos sede, ó Senhor, de salvação. Dá-nos a água
Bb C
da justiça e conversão.

C D C D Am D7
2.Renovemos a aliança, somos povo do Senhor. Que nos
F Am C
dá nova esperança, nos recria em seu amor.

Gm F C Em C
Nós temos sede, ó Senhor, de salvação. Dá-nos a água
Bb C
da justiça e conversão.

C D C D Am D7
3.Como povo no deserto, vamos todos caminhar, o Senhor
F Am C
já vem bem perto sua vida quer nos dar.

262
C D C D Am
4.Ó Senhor és nossa vida! Tu nos dás sustento e pão. Tua
D7 F Am C
graça é repartida, derramada em cada irmão.

C D C D Am D7
6.Tua graça é água pura, vida nova a todos traz: teu perdão
F Am C
nos transfigura vence o ódio, inspira a paz.

C D C D Am D7
7.Revivendo tua Páscoa somos novas criaturas, pois a vida
F Am C
se liberta, de fechas estruturadas.

(pág. 69 nº 7)

A E7 F#m B7 F#m
1.Fonte de água cristalina temos em ti ó Senhor, desta
E B7 E E7
fonte de água viva vida nova vamos ter.

A Bm E7
É Jesus Cristo água viva nos dá, é desta fonte que
A E7 D
jorra o amor. Sejamos sempre um só coração no
A E7 A
coração de nosso Senhor.

263
A E7 F#m B7 F#m
2.Graças mil nos sejam dadas para tudo enfrentar. Cristo
E B7 E E7
seja nossa estrada, nele o céu vamos buscar.

A E7 F#m B7
3.Quando a cruz muito pesada, não pudermos carregar. De
F#m E B7 E E7
mãos dadas vai conosco, forças não deixas faltar.

(pág. 69 nº 8)

E A E A E
Navegarei em águas mais profundas e lançarei as redes
B7 E A E A
ao mar. Vou, sem temor, pois sei vale a pena achar o
E B7 E
rumo certo e o meu lugar.

B7 E A
1.O batismo que eu recebi numa fonte de divino amor/
E C#m B7 E
foi início de relação com Deus. Enxertado no seu coração,
C#m A B7 E A E
já sou parte deste povo irmão. Assembleia de chamados e

264
A E B7 E
de convocados para ser feliz.

B7 E A
2.Fascinado por tão grande dom, descobri minha
E C#m B7 E
vocação/ na certeza de poder me encontrar, deixei tudo
C#m A B7 E A
para navegar. Na ternura de quem me chamou, anunciar
E A E B7 E
sua palavra, viver na justiça: Eis minha missão!

(pág. 69 nº 9)
G Em C G D7 G Em
Santo, santo, santo é o Senhor Deus do Universo!
C G D7 G
Hosana nas alturas!
G C G Em D7
Os céus e a terra proclamam a vossa Glória.
G C G Em D7
Bendito é o que vem em nome do Senhor.
(pág. 70 n° 8)

E B7
Avance para águas mais profundas, avance revestido
E E7 A Am E C#m
com a fé. Coragem eu estou sempre contigo,
F#m B7 E

265
no mar da vida, vida nova eu te darei.

A Am E C#m
1.Senhor nova hora, novo encanto, tanto esforço para nada
F#m A B7
conseguir, o que fazer? Não há mais peixes por aqui.

A Am E C#m
2.Senhor trabalhamos toda noite, em meio as trevas quis o
F#m A B7
sonho fracassar, a teu pedido as redes voltam para o mar.

A Am E C#m
3.Senhor, nossas redes se romperam, os olhos viram e o
F#m A
barco transbordou. Hoje e sempre vou seguir-te meu
B7
Senhor.
(pág. 70 nº 9)

G Bm C
1.Outra vez me vejo só com meu Deus, não consigo mais
Am D7
fugir, fugir de mim.
G Bm C
Junto ás águas deste mar vou lutar, hoje quero me
Am D7
encontrar, buscar o meu lugar.

G Em
Vou navegar (nas águas deste mar)
C
Navegar (eu quero me encontrar)
Am D7

266
Navegar (não posso mais fugir)
G Em
Vou procurar (nas águas mais profundas)
C
No mar (Feliz eu vou seguir)
Am D7
Só amar (buscar o meu lugar)
C Am D7
sem dúvidas, sem medo de sonhar.

G Bm C Am D7
2.Ó Jesus com fé eu te seguirei, só contigo sou feliz, tu és

em mim!
G Bm C Am
Teu Espírito de amor criador, me sustenta no meu sim, me
D7
lança neste mar.

G Bm C Am D7
3.Vivo a certeza desta missão, já não posso desistir, voltar

atrás.
G Bm C Am
Mãe Maria vem tomar minha mão, e me ajuda a ser fiel, só
D7
Cristo é luz e paz.

(pág. 70 nº 10)

C Em F C Am Dm
Glória, glória nas alturas. Paz e amor na terra aos

267
G7 C Em F C Am Dm
homens. Deem-vos glórias criaturas, deem-vos graças e
G7 C
louvores.
G7 C Em Am D7
Nós vos louvamos ó criador, vos bendizemos por vosso
G D7 G
amor.
G7 C Em Am D7
Nós vos louvamos Senhor Jesus, vos adoramos por vossa
G D7 G
Cruz.
G7 C Em Am D7
Espírito Santo consolador, vós que dais vida e sois
G
Senhor.

(pág. 70 nº 11)

G D G Bm Em D
1.Que maravilha Senhor estar aqui, sentir-se Igreja reunida
G D Am Em
a celebrar. Apresentando os frutos do caminho, no pão e
D G
vinho ofertas deste altar.

C Am D Bm C
Bendito sejais por todos os dons, bendito sejais pelo
Am D C D G Am Bm
vinho e pelo pão. Bendito, bendito, bendito seja Deus
D G

268
para sempre.

G D G Bm Em
2.Que grande benção servir nesta missão, missão de Cristo
D G D Am Em
tarefa de cristãos. Tornar-se Igreja formar comunidade,
D G
ser solidário tornar-se um povo irmão.

G D G Bm Em
3.Que graça imensa viver a mesma fé, ter esperança de um
D G D Am Em
mundo bem melhor. Na caridade sentir-se familiares,
D G
lutando juntos em nome do Senhor.

(pág. 70 nº 12)

C G Dm G
1.Glória a Deus nos altos Céus! Paz na terra a seus
C G Dm G
amados! A Vós louvam Rei Celeste, os que foram
C C7
libertados.

F Em C Am Dm G C (C7)
Glória a Vós Senhor. Graças e louvores.

C G Dm G C
2.Deus e Pai nós vos louvamos, adoramos bendizemos:

269
G Dm G C
C7
Damos glória ao vosso nome, vossos dons agradecemos!

C G Dm G C
3.Senhor nosso Jesus Cristo, unigênito do Pai.
G Dm G C C7
Vós de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai.

C G Dm G C
4.Vós que estais junto do Pai, como nosso intercessor
G Dm G C C7
acolhei nosso pedido, atendei nosso clamor!

C G Dm G C
5.Vós somente sois o Santo, o altíssimo, o Senhor.
G Dm G C C7
Com Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor.

(pág. 70 nº 13)

G C D7 G D7
Santo, santo, santo, santo, santo é o Senhor Deus do
G
Universo.
Em Bm C
Céus e terra proclamam vossa glória, ó Senhor! Hosana,
D7 G
hosana nas alturas!
Em Bm C D7
Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana, Hosana

270
G
nas alturas!

(pág. 70 nº 14)

D A Bm A G
Nosso coração arrependido acolhei, Senhor, tende
D Bm A7 D
piedade de nós! Perdão, Senhor!

D Em A
Tende piedade, ó meu Deus misericórdia! Na imensidão
D
de vosso amor purificai-me!
Bm Em F#
Lavai-me todo inteiro do pecado e apagai completamente
Bm A
a minha culpa.

(pág.72 n ° 1)

A E A
1. Não sei se descobriste a encantadora luz, no olhar da
B7 E D A
mãe feliz que embala o novo ser. Nos braços leva alguém
D A D
em forma de outro eu, vivendo agora em dois se sente
E A
renascer!

D A

271
A mãe será capaz de se esquecer ou deixar de
D B7 E
amar algum dos filhos que gerou.
A D E A D
E se existir, acaso tal mulher, Deus se lembrará
E A
de nós em seu amor!

A E A
2. O amor de mãe recorda o amor de nosso Deus, tomou
B7 E D
seu povo ao colo e quis nos atrair. Até a ingratidão,
A D A D E
inflama o seu amor, um Deus apaixonado busca a mim e a
A
ti!

(pág.72 n ° 2)

C C7 F G
Aleluia, Aleluia, como o Pai me amou. Assim também
C C C7 F G
eu vos amei! Aleluia, Aleluia, como estou no Pai.
C
Permanecei em mim!

C Dm G7
1. Vós todos que sofreis aflitos vinde a mim, repouso
C G7 C
encontrarão os vossos corações.

272
C Dm G7
2. Dou graças a meu Pai que revelou. Ao pobre, ao
C G7 C
pequenino, o seu grande amor!

(pág.72 n ° 3)

1. Muito alegre eu te pedi o que era meu, partir, um sonho

tão normal. Dissipei meus bens, o coração também. No

fim meu mundo era irreal!

Confiei no teu amor e voltei, sim aqui é meu lugar. Eu

gastei teus bens ó Pai e te dou este pranto em minhas

mãos.

2. Mil amigos conheci, disseram adeus. Caiu a solidão em

mim! Um patrão cruel levou-me a refletir, meu Pai não

trata um servo assim!

Confiei no teu amor e voltei, sim aqui é meu lugar. Eu

gastei teus bens ó Pai e te dou este pranto em minhas

273
mãos.

3. Nem deixaste-me falar da ingratidão, morreu no abraço

o mal que eu fiz. Roupa nova, anel, sandália aos pés,

voltei, a vida sou feliz!

(pág.72 n ° 4)

F Gm Am Bb C7
1. Durante a ceia o Discípulo do amor recostou sua cabeça
F Gm
sobre o peito do Senhor. E cada impulso do Sagrado
Am Bb C7 F
Coração era um novo testemunho e acolhida e de perdão!

Bb C7 F
E hoje aqui nesta santa comunhão, novamente pulsa

274
C7 F
em nós o sagrado coração!

F Gm Am Bb
2. Durante a ceia, seu apelo nos deixou de amar-nos uns
C7 F Gm
aos outros como Ele nos amou! Cada palavra do Sagrado
Am Bb C7 F
Coração era um novo ensinamento de fraterna comunhão!

F Gm Am Bb
3. Durante a ceia, antes de enfrentar a cruz quis ficar com
C7 F Gm
seus amigos para ser a sua luz! Como alimento o Sagrado
Am Bb C7 F
Coração entre nós ficou presente, neste vinho e neste pão.

(pág.72 n ° 5)

D A D A
1. Se um dia caíres no caminho, não digas nunca a teu
D A D
pobre coração. “És mau e traidor, ingrato e desleal, não
A D
olhes mais para o céu, não tens perdão!”

A D A D A D
Rancor destrói, um coração que errou! Melhor usar de

275
A D
mansidão e amor!

D A D A
2. Corrige teu coração ferido dizendo: “ Amigo, coragem,
D A D
vamos lá! Tentemos outra vez chegar até o fim. Que Deus
A D
é bom, Ele vai nos ajudar!”

(pág.72 n ° 6)

Bb Eb Gm Cm F7
1. Levantai-vos, Soldados de Cristo. Eia avante! Na senda
Bb Eb Cm Eb Cm F
da glória. Desfraldai o pendão da vitória. O imortal
Bb Eb F Bb Gm
coração de Jesus! Desfraldai o pendão da vitória.
Cm F7 Bb
O imortal coração de Jesus!
Bb Eb Gm Cm F7
2. Não nascemos senão para a luta de batalha amplo
Bb Eb Cm Eb Cm
campo é a terra. É renhida e constante esta guerra,

276
F Bb Eb F
apanágio dos filhos de Adão. É renhida e constante esta
Bb Gm Cm F7 Bb
guerra, apanágio dos filhos de Adão.
Bb Eb Gm Cm
3. No combate esforçados, valentes. Não temais ó
F7 Bb Eb Cm Eb Cm
soldados de Cristo. O triunfo será nunca visto,
F Bb Eb F Bb
se souberdes cumprir sua Lei!O triunfo será nunca visto,
Gm Cm F7 Bb
se souberdes cumprir sua Lei!
Bb Eb Gm Cm F7
4. De Jesus Coração Sacrossanto, guardai pura esta Santa
Bb Eb Cm Eb Cm
Bandeira. No combate esperança fagueira do triunfo
F Bb Eb F Bb
seguro penhor! No combate esperança fagueira do triunfo
Gm Cm F7 Bb
seguro penhor!

(pág.72 n ° 7)

Gm Cm D7
Coração santo, tu reinarás. Tu nosso encanto. Sempre
Gm Cm D7
serás! Coração santo, tu reinarás. Tu nosso encanto.
Gm G7
Sempre serás!

Cm F7 Bb Gm Cm D7
1. Jesus amável, Jesus piedoso. Deus amoroso.
Gm G7 Cm F7 Bb

277
Frágua de amor! A teus pés venho, se tu me deixas,
Gm Cm D7 Gm
humildes queixas, sentidas expor!

Cm F7 Bb Gm
2. Divino Peito, que amor inflamas. Que em viva
Cm D7 Gm G7 Cm F7
chama, ardente estás! Olha esta terra, tão
Bb Gm Cm D7 Gm
desolada. E abrasada, logo a verás!

(pág. 72 n º 1)
Em D C
1. Vinde todos os povos da terra, para juntos a paz
G E7 Am Em B7
celebrar. Não queremos o ódio e a guerra mas a paz,
Em
a justiça cantar.

Am Em Am
Vinde todos em nome de Cristo, mensageiros da paz e
Em Am Em B7
do amor, percorrei o caminho do mundo proclamando
Em
a paz do Senhor!

278
Em D C
2. Vinde todos, mulheres e homens. Na alegria também
G E7 Am Em B7
celebrar. O reino de paz e justiça novo céu, nova terra
Em
virá.

Em D C
3. Vinde jovens, crianças e velhos, Jesus Cristo também
G E7 Am Em B7
vos chamou. A mensagem do seu Evangelho é de paz,
Em
de justiça e de amor.
Em D C G
4. Vinde pobres, entrai rejeitados, aceitai o convite do Pai.
E7 Am Em B7
Promotores da paz do Evangelho, exultai com Jesus,
Em
exultai.

(pág. 72 n º 2)

Dm C Dm
1. Recebe Deus amigo, estes dons que a Ti trazemos,
C Dm
e felizes entre todos, a partilha nós faremos!

F C Bb F
Ó Deus Pai a tia trazemos pão e vinho uma vez mais!
D7 Gm Bb A7 Dm
Um só corpo nós seremos com Jesus e pela paz!

279
Dm C Dm
2. Recebe, Deus amigo, nossos pés e nossos braços.
C Dm
Que encontram na unidade, o alento pro cansaço.

Dm C Dm
3. Recebe Deus amigo os projetos que alimentam.
C Dm
O convívio e o respeito, entre os povos que se enfrentam.

Dm C Dm
4. Recebe, Deus amigo os esforços do teu povo.
C Dm
Que trabalha com carinho, pra criar um mundo novo!

(pág. 72 n º 3)

C G F C
Leva-nos em paz agora, bendito Jesus. E permite que
A7 D7 G
andemos em tua luz!

F Am Em A7
Dá-nos sempre tua paz, dá-nos sempre teu amor!
Dm G7 C
Fica em nossa companhia, ó bom Senhor!
(pág. 72 n º 4)

Bm Em Bm F#7 Bm Em

280
O Senhor é o meu pastor, nada me pode faltar. Onde
Bm F#7
houver muita fartura, onde houver muita fartura.
Bm
Ele aí vai me levar!

A D A D F#
1. Para as fontes de água fria ele vai me conduzir. Vou
Bm Em Bm
repousar, ganhar força, vou repousar, ganhar força e ,
F#7 Bm
vontade de sorrir.

A D A D F#
2. por caminhos bem traçados ele me faz caminhar. Nas
Bm Em Bm F#7
passagens perigosas, nas passagens perigosas. Ele vem me
Bm
acompanhar.

A D A D F#
3. Me prepara mesa farta, de invejar o meu vizinho. Me
Bm Em Bm
abraça e põe perfume, me abraça e põe perfume, enche o
F#7 Bm
meu copo de vinho.

A D A D F#
4. Me acompanham noite e dia tua força e teu amor. Vou
Bm Em Bm F#7
morar na tua casa, vou morar na tua casa, toda vida meu
Bm
Senhor!
(pág. 72 n º 5)

281
A Bm7 E7 A Bm7
1. Quem vai me preparar pra festa da vida, a mesa querida
E7 A A7 D B7 E
do pão e da paz? Quem vai semear com fé e trabalho o
D B7 E7
amor solidário que a vida refaz?

A D E7 A A7
Ó Deus de bondade, escuta o clamor. Teu povo
D E7 A F#m7 Bm7 E7 A F#m7
reunido, no amor renascido... Envia Senhor!
Bm7 E7 A
Envia Senhor!

A Bm7 E7 A
2. Quem vai ensinar às nossas crianças, o dom da
Bm7 E7 A A7 D B7
esperança as coisas do céu? Quem vai anunciar pra ver
E D B7 E
nova terra. Sem ódio, sem guerra, o grande perdão?
Ladainha de Santa Terezinha
Em D Em
Senhor, piedade de nós. (bis)
G D Em
Cristo, piedade de nós. (bis)
Em D Em
Senhor, piedade de nós. (bis)
Em D
1.Santa Terezinha - intercedei por nós
Em
Santa das rosas - intercedei por nós
D
Padroeira das missões - intercedei por nós
C B7 Em
Protetora das vocações - intercedei por nós
Em D
2. Amante das orações – intercedei por nós

282
Em
De profunda simplicidade – intercedei por nós
D
Amiga da justiça – intercedei por nós
C B7 Em
Inspiração da humanidade – intercedei por nós
Em D
3. Pelos vocacionados – intercedei por nós
Em
Gentil flor do Carmelo – intercedei por nós
D
Doutora da igreja – intercedei por nós
C B7 Em
Nossa Santa e rainha – intercedei por nós
Em D
4. No momento da aflição – intercedei por nós
Em
Na hora da angústia – intercedei por nós
D
No momento do perigo – intercedei por nós
C B7 Em
Na enfermidade física – intercedei por nós

Em D
5. Na proteção às crianças – intercedei por nós
Em
No caminho dos jovens – intercedei por nós
D
Na harmonia dos casais – intercedei por nós
C B7 Em
No amparo aos idosos – intercedei por nós
Em D
6. Santa maravilhosa – intercedei por nós
Em
Com teu lindo sorriso – intercedei por nós
D
Flor linda e mimosa – intercedei por nós
C B7 Em
Esposa de Jesus Cristo – intercedei por nós
Em D
7. Fazendo sempre o bem – queremos te seguir

283
Em
Vivendo o Evangelho – queremos te seguir
D
Na doação e caridade – queremos te seguir
C B7 Em
Na fé e na verdade – queremos te seguir
Em D
8. Comunidade sempre unida – queremos te seguir
Em
No amor ao Deus da vida – queremos te seguir
D
No caminho de Jesus – queremos te seguir
C B7 Em
No trabalho com Maria – queremos te seguir
Em G D Em
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo
D Em
Tende piedade de nós. (bis)
Em G D Em
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo
D B7 Em
Daí – nos a paz.

Hino CF

Am A7 Dm G
1. Olha, meu povo, este planeta terra: Das criaturas todas,
C Dm Am
a mais linda! Eu a plasmei com todo amor materno,
F E7
Pra ser um berço de aconchego e vida.

Am Dm G C
Nossa mãe terra, Senhor, Geme de dor noite e dia.
Dm Am F E7
Será de parto essa dor? Ou simplesmente agonia?!

284
Dm Am B7 E7 Am
Vai depender só de nós! Vai depender só de nós!
Am A7 Dm G
2. A terra é mãe, é criatura viva; Também respira, se
C Dm Am
alimenta e sofre. É de respeito que ela mais precisa!
F E7
Sem teu cuidado ela agoniza e morre.

Am A7 Dm
3. Vê, nesta terra, os teus irmãos. São tantos... Que a fome
G C Dm
mata e a miséria humilha. Eu sonho ver um mundo mais
Am F E7
humano, Sem tanto lucro e muito mais partilha!

Am A7 Dm G
4. Olha as florestas: pulmão verde e forte! Sente esse ar
C Dm
que te entreguei tão puro... Agora, gases disseminam
Am F E7
morte;O aquecimento queima o teu futuro.

Am Dm G C
Nossa mãe terra, Senhor, Geme de dor noite e dia.
Dm Am F E7
Será de parto essa dor? Ou simplesmente agonia?!
Dm Am B7 E7 Am
Vai depender só de nós! Vai depender só de nós!

285
Am A7 Dm
5. Contempla os rios que agonizam tristes. Não te
G C Dm
incomoda poluir assim?! Vê: tanta espécie já não mais
Am F E7
existe! Por mais cuidado implora esse jardim!

Am A7 Dm G
6. A humanidade anseia nova terra. De dores geme toda a
C Dm Am
criação. Transforma em Páscoa as dores dessa espera,
F E7
Quero essa terra em plena gestação!

Fala assim o meu coração

F Dm Bb F C
Fala assim meu coração: "Vou buscar a tua face!"
Bb C7 F Gm C7 F
/:Senhor, o teu semblante não me escondas, não!:/

F Bb Gm C
1. És, Senhor, o meu abrigo, Segurança e proteção,
A7 Dm Gm C
Tenho os olhos em ti fixos, Minha rocha e salvação.
F Bb Bbm F C7 F
Vê meu coração contrito, Vem, me guie a tua mão.

286
F Bb Gm C
2. Da maldade, vem, me livra, Tira-me da perdição.
A7 Dm Gm C
Teu semblante é minha luz, É farol na escuridão.
F Bb Bbm F C7 F
Em teu coração encontro Só bondade e compaixão.

F Bb Gm C
3. A ti peço uma só coisa: Em tua casa habitar
A7 Dm Gm C
Cada dia de minha vida, E o teu amor provar!
F Bb Bbm F C7
Cantarei, então, pra sempre Ó meu Deus, o teu
F
louvor!

Volta o Teu olhar, Senhor

Em D Em D G Am
/:Volta o teu olhar, Senhor, e dá-nos teu perdão.
Bm Em
Bendito seja teu imenso coração!:/

Em D C B7 Em
1. Aceita, ó Deus Santo, a nossa oração.
Am B7
Compadecido, olha para nós, Senhor.
Em Bm Em
Liberta nossas vida, te suplicamos
Am B7 Em
e andaremos para sempre em teus caminhos.

287
Em D C B7 Em
2. Acolhe, Deus bondoso, a nossa caminhada,
Am B7
revivendo o teu amor pra sempre.
Em Bm Em
Confiantes aguardamos o teu perdão
Am B7 Em
e do mal seremos nós purificados.

Em D C B7 Em
3. Aceita o jejum e a nossa penitência
Am B7
que revivemos neste tempo quaresmal.
Em Bm Em
Confirma-nos em teu amor grandioso,
Am B7 Em
Bendito sejas, Senhor Deus do universo!

Lembra, Senhor o Teu amor

F Bb Dm F Gm C
Lembra, Senhor, o teu amor fiel para sempre!
Bb Dm Am Bb Gm C
Que os inimigos não triunfem sobre o povo!
F Bb Dm Bb C7 F
De suas angústias, ó Senhor, livra tua gente!
Dm C F
1. Senhor, meu Deus, a ti elevo a minha alma,
Gm Dm C
Em ti confio: que eu não seja envergonhado.
Dm C F

288
Não se envergonhe quem em ti põe sua esperança,
Gm Dm C
Mas, sim, quem nega por um nada sua fé!

Dm C F
2. Mostra-me, Senhor os teus caminhos,
Gm Dm C
E faz-me conhecer a tua estrada!
Dm C F
Tua verdade me orienta e me conduza,
Gm Dm C
Porque és o Deus da minha salvação!

Dm C F
3. Recorda, Senhor meu Deus tua ternura
Gm Dm C
E a tua compaixão que são eternas.
Dm C F
Não recordes meus pecados quando jovem,
Gm Dm C
Nem te lembres de minhas faltas e delitos.

F Bb Dm F Gm C
Lembra, Senhor, o teu amor fiel para sempre!
Bb Dm Am Bb Gm C
Que os inimigos não triunfem sobre o povo!
F Bb Dm Bb C7 F

289
De suas angústias, ó Senhor, livra tua gente!

Dm C F
4. O Senhor é piedade e retidão,
Gm Dm C
E reconduz ao bom caminho os pecadores.
Dm C F
Ele dirige os humildes na justiça,
Gm Dm C
E aos pobres ele ensina o seu caminho.
Dm C F
5. Verdade e amor são os caminhos do Senhor
Gm Dm C
Para quem segue sua aliança e seus preceitos.
Dm C F
Ó Senhor, por teu nome e tua honra,
Gm Dm C
Perdoa os meus pecados que são tantos.
Converter ao evangelho
Dm F Bb Dm Gm
1. Converter ao Evangelho, Na palavra acreditar, Caridade
A7 Dm
e penitência,Quem as cinzas abraçar.
Gm A A7 Dm
/Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar/

Dm F Bb Dm
2. Não as vestes, mas o peito. O Senhor manda rasgar.
Gm A7 Dm
"Jejuai, mudai de vida.... Em sua face a chorar."
Gm A A7 Dm
/:Não esqueças: somos pó, E ao pó vamos voltar.:/

290
Dm F Bb Dm
3. Quão bondoso é nosso Deus, Inclinado a perdoar. Quem
Gm A7 Dm
dos males se arrepende, Compaixão vai encontrar.
Gm A A7 Dm
/:Não esqueças: somos pó. E ao pó vamos voltar.:/

Dm F Bb Dm
4. Chora e diz o sacerdote Entre a porta e o altar: "Pela
Gm A7 Dm
vida do meu povo Vão meus lábios suplicar."
Gm A A7 Dm
/:Não esqueças: somos pó E ao pó vamos voltar.:/
Dm F Bb Dm
5. Convertei-vos, povo meu, Do Senhor vamos lembrar.
Gm A7 Dm
Eis o tempo prometido, As ovelhas vem salvar.
Gm A A7 Dm
/:Não esqueças: somos pó E ao pó vamos voltar.:/
Ó Senhor Cantarei

G Bm C
Ó Senhor cantarei sem cessar, teu amor.
Am D D7 G
Pois fizeste uma aliança com teu servidor!

Am C D7 G
1. É um mistério de vida este nosso destino,
D7 Am C D
Vida plena, imortal, que só Deus tem e dá
G Am C D
Vida eterna exigindo alimento divino
G C D D7
Nosso pão, nosso vinho Jesus se fará.

291
Am C D7 G
2. Foi curtindo essa vida, em silêncio fecundo
D7 Am C D
no trabalho constante da vida e de um lar
G Am C D
Que José se tornou para nós, para o mundo
G C D D7
O modelo cristão que Deus quer encontrar.

Am C D7 G
3. Ó José, pai e amigo, a nós todos ensina
D7 Am C D
A calar nossas vozes ouvindo a de Deus
G Am C D
Nossa vida comum, pela graça divina
G C D D7
Vai vibrar com a vida vivida nos céus.

Hino de Santa Terezinha

E B7
1. Santa Terezinha do Menino Jesus, somos seus devotos,
E B7 A
pedimos uma luz. Santa Padroeira desta comunidade,
B7 E
muitos te veneram aqui nesta cidade.

E7 A E
Com apenas quinze anos foi até o papa e hoje é nossa
B7 E
Santa aqui na bela Lapa. (bis)

E B7

292
2. Por isso confiamos no teu valioso amor, santinha das
E B7 A
rosas filha de nosso Senhor, pedimos proteção atendei
B7 E
nosso clamor, intercedei por nós ao Cristo Salvador.

E7 A E
Você morreu tão jovem, deixou uma grande história e
B7 E
seus belos exemplos gravamos na memória. (bis)

E B7
3. Terezinha no Carmelo viveu com muita dor, doava-se
E B7
aos pobres mostrando seu valor. Mesmo com pouca idade
A B7
tinha sua própria luz, cultivava belas rosas e deixava aos
E
pés da cruz.

E7 A E
Você morreu tão jovem, deixou uma grande história e
B7 E
seus belos exemplos gravamos na memória. (bis)

E7 A E B7 E
Terezinha é a Santa do amor, Terezinha é uma bela flor.
E7 A E B7 E
Terezinha é a Santa do amor, Terezinha é uma bela flor.
E7 A E B7 E
Terezinha é a Santa do amor, Terezinha é uma bela flor.
E7 A E B7 E
Terezinha é a Santa do amor, Terezinha é uma bela flor.

293
294
Festejemos hoje a glória

G D7
Com Jesus e com Maria, festejemos hoje a glória.
Am B7 Em7 A7 D D7
De José, que o Pai, um dia fez entrar em nossa história
G E7 Am
Da Mãe Virgem, és esposo como um pai, és pra Jesus
Cm Bm Am D7 G
Para nós, és o glorioso, protetor, amigo e luz!

D Gm G7 Cm7 G Cm7
1. Moço e santo: dois encantos, dois traços da vida mais bela,
D7 Gm E Cm D7
És assim santo entre os santos, como a Bíblia te revela
Gm D7 Am G7 Cm7
Sendo moço, vais um dia noivo ser de alguém feliz
D7 Gm Cm D7 G D
Pra ser noivo de Maria, És um justo, a Bíblia o diz.

D Gm G7 Cm7 G Cm7
2. Com Maria vais mostrando caminhos novos do amor,
D7 Gm E Cm D7
Mulher e homem se amando como os anjos do Senhor
Gm D7 Am G7 Cm7
E na terra assim se vai a louvar nova trindade,
D7 Gm Cm D7 G D
É Jesus com mãe e pai na mais santa virgindade.

295
D Gm G7 Cm7 G Cm7
3. És a imagem mais bonita da Providencia Divina
D7 Gm E Cm D7
Essa ternura infinita Que Deus sobre nós reclina .
Gm D7 Am G7 Cm7
Deus, o Pai quis de verdade José junto ao Filho de Deus.
D7 Gm Cm D7 G D
Pra Jesus não ter saudade do divino Pai dos céus!

G D7
Com Jesus e com Maria, festejemos hoje a glória.
Am B7 Em7 A7 D D7
De José, que o Pai, um dia fez entrar em nossa história
G E7 Am
Da Mãe Virgem, és esposo como um pai, és pra Jesus
Cm Bm Am D7 G
Para nós, és o glorioso, protetor, amigo e luz!

D Gm G7 Cm7 G Cm7
4. Com Maria e seu menino, a vida e tudo mais partilhas
D7 Gm E Cm D7
Lembrando o Deus Uno e Trino. Na mais santa das famílias
Gm D7 Am G7 Cm7
Ó José protege e guia nossas famílias também
D7 Gm Cm D7 G D
Que as lutas dia a dia a rezar, vençam. Amém!

296
Glória e Louvor a Cristo

A
Glória e Louvor a Cristo! Glória e Louvor a Cristo!
F#m Bm E
(Aleluia) Aclamai de pé!
A F#m D A F#m D
Glória e Louvor a Cristo!Glória e Louvor a Cristo!
Bm A E A
(Aleluia) Luz de nossa fé!

F#7 Bm E7 A
São, ó Senhor, bem felizes, aqueles que em tua casa
E E7 A
moram contigo, são teus amigos,
D A E A
pois te louvarão para sempre, Senhor!

Obs.: Fora do tempo da Quaresma: Glória, Aleluia a


Cristo...

297
Trazemos a Mesa

Am E7 Am Dm Am
1. Trazemos à mesa santa o fruto de nossas mãos
Dm Am B7 E
uma transforma, outra planta e alimentam mil irmãos.
Dm G
O trabalho, quem diria? Era a missa de José
Dm Am E7 Am
que sustentava Maria e Jesus em Nazaré.

Am E7 Am Dm Am
2. Trazemos também o vinho que gotas são de alegria
Dm Am B7 E
pois Deus nos quer com carinho bem felizes, noite e dia
Dm G
Com gestos mil, com sorriso como gotinhas de luz
Dm Am E7 Am
José fez um paraíso do lar da mãe de Jesus!

Am E7 Am Dm Am
3. Ofertas pomos na cesta gotas de nosso suor.
Dm Am B7 E
Pois nossa missa é uma festa da partilha e do amor
Dm G
Para que fosse levada ao mundo esta luz da fé,
Dm Am E7 Am
Quanta madeira banhada no suor de São José!

298
José Humilde Artesão

A C#7 F#m A7 D
José, humilde artesão trabalhaste noite e dia
E7 C#m F#m Bm
Para não faltar o pão, para não faltar o pão
E7 A D E7
No lar da Virgem Maria que não falte em nossa vida
C#m F#7 B7
Este pão que vem do céu, mas cresceu com a comida
E7 A
Que o teu trabalho lhe deu!

C#7 F#m B7 E F#7


1. Vem ajudar-nos, José. Ensina-nos outra vez
Bm Dm E7
a receber com mais fé o pão que Jesus se fez!

C#7 F#m B7 E F#7


2. Este Jesus tão criança te deu razão pra viver
Bm Dm E7
Dá-nos crescer na esperança por este pão aqui ter!
C#7 F#m B7 E F#7
3. Bem mais que tudo, ó José. Ensina-nos amar
Bm Dm E7
quem cresceu em Nazaré e é pão agora no altar!
C#7 F#m B7 E F#7
4. Mostra o segredo da missa que ter nas mãos este pão
Bm Dm E7
é construir a justiça, e promover todo irmão.
C#7 F#m B7 E F#7
5. Parte de ti era, José o pão que Jesus comia
Bm Dm E7

299
Pensando nisso, ele até quis nosso pão ser, um dia!
São José Vem Nos Proteger

A D E7 A
1. A ti, ó grande santo nós vimos recorrer
D E E7 A
guarda-nos sob teu manto ó vem nos proteger

A E D A
São José, vem nos proteger!
E A
São José, vem nos proteger!

A D E7 A
2. O Salvador na terra, vieste defender
D E E7 A
nesta implacável guerra ó vem nos proteger!

A D E7 A
3. A tua solicitude queremos todos ter
D E E7 A
A Angélica virtude ó queiras proteger!

A D E7 A
4. Por ti, a providência quis a Jesus valer
D E E7 A
rogamos tua clemência ó vem nos proteger!

A D E7 A
5. Quiseste com Maria amarga dor sofrer
D E E7 A
Suplica todo o dia! Ó vem nos proteger!

300
Celebre a José a Corte Celeste

F C
1. Celebre a José a corte celeste prossiga o louvor o povo
F
cristão.
Bb C7 F Dm C F Gm
Só ele merece a Virgem se unir em casta união. Em casta
C7
união.

F C
2. Ao ver sua esposa em mãe transformar-se José quer
F
deixar Maria em segredo.
Bb C7 F Dm C F
Um anjo aparece: “É obra de Deus!” afasta-lhe o medo.
Gm C7
Afasta-lhe o medo.

F C
3. Nascido o Senhor, nos braços o estreitas. A ti tem por
F
guia, a Herodes fugindo.
Bb C7 F Dm C
Perdido no templo, és tu que o encontras chorando e
F Gm C7
sorrindo. Chorando e sorrindo.

F C
4. Convívio divino a outros, somente após dura morte é

301
F
dado gozar.
Bb C7 F Dm C F
Mas tu, já em vida, abraças a Deus e o tens no teu lar!
Gm C7
E o tens no teu lar!

F C
5. Ó dai-nos, Trindade, o que hoje pedimos um dia no céu,
F
cantarmos também
Bb C7 F Dm
O canto que canta o esposo da Virgem
C F Gm C7
Sem mácula. Amém! Sem mácula. Amém!

Ergamos os louvores

F C F D7 Gm
Ergamos os louvores ao justo, a São José
C C7 F C
Que do alto, entre esplendores dirige a nossa fé
F D7 Gm
Que a ele, na fulgência da celestial mansão

302
Bb F Dm Gm C7 F
Se eleve toda a ardência de nossa devoção.

Fm C Fm
1. Vós sois o casto esposo glorioso de Maria
G7 C7
Vós sois o sol formoso que as almas alumia!

Fm C Fm
2. Vós sois nossa riqueza sois da paciência o exemplo
G7 C7
Vós sois a fortaleza sois da justiça o templo

Fm C Fm
3. Guardião da virgindade a fraude tornais vã
G7 C7
Família e sociedade guiais na fé cristã,

Fm C Fm
4. Sublime, nos altares o vosso amor viceja
G7 C7
De males e pesares livrando a Santa Igreja!

São José (todos os trabalhadores)

C C7 F
1. Todos os trabalhadores vamos juntos entoar
G C G7 C
operários, lavradores São José vamos saudar, ai, ai, ai, ai!
C F
A mulher trabalhadora faxineira e professora

303
G7 C G7 C
E também dona de casa tem os filhos pra cuidar, ai, ai, ai,
ai!

G7 C G7
São José, homem do povo entendeu a mensagem do
C
Senhor
G7 C G7 C
Operário, feliz esposo de Maria, a Mãe do Salvador
G7 C
De Maria, a Mãe do Salvador, ai, ai, ai, ai!

C C7 F
2. Empregada, balconista empresário e escritor
G C G7 C
Comerciante e artista cantam juntos o louvor, ai, ai, ai, ai!
C F
Santo humilde, homem justo elevamos nossa voz
G7 C G7 C
Teu exemplo nos ajude que a justiça viva em nós, ai, ai, ai,
ai!

304
Meu Bom José

E B7 E
1. Meu bom José, meu bom José
B7 E
Pobre carpinteiro, lá de Nazaré
A B7 E
Meu bom José, meu bom José
B7 E
O santo do povo, modelo de fé!
A B7 E
Meu bom José, meu bom José
B7 E
O santo do povo, modelo de fé!

E B7 E
2.Viveste num tempo em que o teu país
B7 E
sofria esmagado, cansado infeliz
A B7 E
Debaixo do Império Romano opressor
B7 E
o povo gemia e clamava de dor!
A B7 E
Debaixo do Império Romano opressor
B7 E
o povo gemia e clamava de dor!

E B7 E
3. A hora bendita da libertação
B7 E
soava na terra minando a opressão

305
A B7 E
Maria tua noiva disposta aceitou
B7 E
ser mãe do menino divino Senhor!
A B7 E
Maria tua noiva disposta aceitou
B7 E
ser mãe do menino divino Senhor!

E B7 E
4. O sonho tão grande de ver libertada
B7 E
a terra bendita por ti habitada
A B7 E
A graça de Deus e a paixão pelo novo
B7 E
te fazem casar com a noiva do povo!
A B7 E
A graça de Deus e a paixão pelo novo
B7 E
te fazem casar com a noiva do povo!

E B7 E
5. Por isso ainda hoje o pobre que sofre
B7 E
Espera que um vento de bençãos nos sopre
A B7 E
Em tempos de seca e de dor, bom José
B7 E
Dai-nos santa chuva de luz e de fé!
A B7 E
Em tempos de seca e de dor, bom José

306
B7 E
Dai-nos santa chuva de luz e de fé!

E B7 E
6. O nosso bendito contrito ofertamos
B7 E
Ao Deus da justiça em quem confiamos
A B7 E
Ao povo que luta por libertação
B7 E
A Nossa Senhora e a José nosso irmão!
A B7 E
Ao povo que luta por libertação
B7 E
A Nossa Senhora e a José nosso irmão!

307
308
AVE, MARIA
E B7
1. Eu era pequeno, nem me lembro, só lembro que a noite ao
E E7 A
pé da cama, juntava as mãozinhas e rezava apressado, mas
B7 E B7 E B7
rezava com alguém que ama. Nas Ave-Marias que eu rezava,
E E7 A
eu sempre engolia umas palavras, e muito cansado acabava
B7 E
dormindo, mas dormia como quem amava.
F#m B7 E
Ave Maria, Mãe de Jesus o tempo passa não volta mais.
E7 F#m B7
Tenho saudades daquele tempo, que eu te chamava de minha
E F#m B7 E
Mãe. Ave Maria, Mãe de Jesus. Ave Maria, Mãe de Jesus.
E B7
2. Depois fui crescendo, eu me lembro, e fui esquecendo
E E7 A
nossa amizade. Chegava lá em casa chateado e cansado, de
B7 E B7 E B7
rezar não tinha nem vontade. Andei duvidando, eu me lembro,
E E7
das coisas mais puras que me ensinaram. Perdi o costume da
A B7 E
criança inocente, minhas mãos quase não se ajuntavam.
E B7
3. O teu amor cresce com a gente, a Mãe nunca esquece um
E E7 A
filho ausente. Eu chego lá em casa chateado e cansado, mas eu
B7 E B7 E B7
rezo como antigamente. Nas Ave-Marias, que hoje eu rezo,
E E7 A
esqueço as palavras, e adormeço. Embora cansado e sem rezar
B7 E
como eu devo. Eu de Ti, Maria não me esqueço.

309
Vamos Celebrar

E A9 E
Todos reunidos na casa de Deus.
A9 B9
Com cantos de alegria e grande louvor
A9 B9
Vamos celebrar os feitos do senhor.
A9 E
E sua bondade que nunca tem fim

E A9
Vamos celebrar Deus esta aqui.
E A9
Vamos celebrar Deus esta aqui
B9
No meio de nós (bis)
E
(Ele está presente aqui)2x

E A9 E
Quando estamos juntos unidos a Ti.
A9 B9
Para elevar a nossa oração
A9 B9
Um canto de alegria surge entre nós.
A9 E
Em adoração ao Teu eterno amor

310
Igreja reunida

E F#m7 G#m7 A9
O amor nos atingiu e nos trouxe até aqui
C#m7 B9 A9
Que alegria é te encontrar
E F#m7 G#m7 A9
Dentro, em nossos corações, vida nova há de surgir
C#m7 B9 A9
O amor de Deus nos faz cantar
A9 E F#m7 E
O senhor nos escolheu, e a promessa se cumpriu
F#m7 A9 B4 B
E nos envolveu com sua glória
A9 E F#m7 E
Exultem de alegria, todos que o adoram
F#m7 A9 B4 B
Pois o nosso canto é de vitória

E B A9 B9
Eis a igreja reunida em torno do altar
E B A9 B9
Nós glorificamos o seu nome
E B A9 B9
Fonte de amor que restitui a humanidade
E B A9 B9
Nós glorificamos o nome de Jesus.

311
Quero Confessar

A7+(9) F#m7
Quero confessar a ti,
A7+(9) F#m7
ilumina minh´alma
Bm7 E4
Eu reconheço:
E A E4 E
sou pecador!
A7+(9) F#m7
Diante de mim eu sei
A7+(9) F#m7
está sempre o meu pecado
Bm7 E4
Foi contra vós
E A E4 E
que eu pequei

F#m7 D9 E
Kyrie eleison
F#m7 D9 C#9
Criste eleison
D9 C#m7 Bm7 E4 A
Kyrie eleison

312
Ó Senhor Tende Piedade

C#m A C#m B
Oh senhor tende piedade de nós
C#m A C#m B
Oh senhor tende piedade de nós
E Abm C#m A B Abm
Cri----sto tende piedade de nó--s
E Abm C#m A B Abm
Cri----sto tende piedade de nó--s
C#m A C#m B
Oh senhor tende piedade de nós
C#m A C#m B
Oh senhor tende piedade de nós
E Abm A B Abm F#m B Abm
Nova criatura sou, o senhor me perdoou
E Abm A B Abm F#m B C#m
Nova criatura sou, o senhor me perdoou

Luz Para o Meu Caminho

E B/D# A9 C#m7 B9
Aleluia... aleluia, aleluia!
E B/D# A9 C#m7 B9
Aleluia... aleluia, aleluia! (2x)

F#m7 G#m7
Quero ouvir o que o senhor irá falar
A9 B4 B
Tua palavra vai minha vida transformar
A9 E F#m7 B9
Luz para o meu caminho verdade e vida!

313
Glória a Deus Nas Alturas

G D9
Glória a deus nas alturas
C9 D9
Glória a deus nas alturas
Em7 D9 C9
E paz na terra aos homens por ele amados (bis)

Am7 Bm7 C9
Senhor Deus rei dos céus, Deus pai todo poderoso
Em7 D9
Nós vos louvamos, vos bendizemos
C9
Nós vos adoramos e glorificamos
Am7 Bm7 C9 D9
Nós vos damos graças, por vossa imensa glória (refrão)

Am7 Bm7 C9
Senhor jesus cristo, filho unigênito
Em7 D9 C9 D9
Senhor Deus, cordeiro de Deus, filho de Deus pai
Em7 D9 C9 D9 B
Vós que tirais o pecado do mundo tende piedade de nós
Am7 Bm7 C9 D9
Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica
Em7 D9 C9 D9 B
Vós que estais a direita do Pai tende piedade de nós
Am7 Bm7 C9 D9
Só vós sois o santo, só vós o senhor
Em7 D9 C9
Só vós o altíssimo, Jesus Cristo
Am7 C9 D9 G D9
Com espírito santo na glória de Deus pai amém (refrão)

314
Quero Ouvir Tua Palavra

D Bm7
Quero ouvir tua palavra
Em7 A9
Que transforma o meu viver
Bm7 Bsus G9 A9
Pra cantar uma canção nova para o mundo
D F#m7 G9 C7(9)
Fala senhor, eu quero te escutar,
Bm7 F#m7 G9 A9 D G/D D A/C# Bm7
Fala senhor, eu quero te escutar!
Bm7 A/C# D
Eu quero te conhecer,
Em7 G9 A4 A
Preciso ouvir tua voz

315
Pão e Vinho

D9 A Bm7
Pão e vinho te apresentamos nesse altar
F#m7 G9 F#m7
Como sinal que tu recolhes nossa oferta
Em7 A
Tudo o que somos deixamos aqui. (2x)

D/F# G9 F#m7
É um milagre que se dá
G9 Bm7
O pão e o vinho em corpo e sangue,
Em7 A
Vão se transformar
D/F# G9 F#m7
Não ha limites para o amor
G9 Bm7
Vem transformar também minha vida
Em7 A D
Oh senhor, é teu esse milagre de amor

316
Santo
D F#m7 G
Santo, santo, santo
Bm7 A4 A
Senhor Deus do universo
D F#m7 G Bm7 A
O céu e a terra proclamam vossa glória (2x)

D A/C# Bm7 F#m7


Hosana (hosana) hosana (hosana)
G9 D/F# A4 A
Hosana nas alturas

D A/C# Bm7 F#m7


Hosana (hosana) hosana (hosana)
G9 AD
Hosana nas alturas
Em7 F#m7 A/C# Bm7
Bendito o que vem em nome do senhor
G9 A B4 B
Hosana nas alturas

E B/Eb C#m7 Abm7


Hosana (hosana) hosana (hosana)
A9 E/Ab B4 B
Hosana nas alturas .
E B/Eb C#m7 Abm7
Hosana (hosana) hosana (hosana)
A9 E/Ab B4 B
Hosana nas alturas .

317
Santo

G D/F# C D
Santo, Santo, Santo
G D/F# D/C C
Senhor Deus do Universo (bis)

F C G
Céus e terras proclamam a vossa glória
F C D
Hosana nas alturas
F C G
Bendito o que vem em nome do Senhor
F C D
Hosana nas alturas

Cordeiro de Deus

G Bm7 C
Cordeiro de deus que tirai o pecado do mundo
Am7 D G C/G
Tende piedade, piedade de nós
G Bm7 C
Cordeiro de deus que tirai o pecado do mundo
Am7 D G C/G
Tende piedade, piedade de nós
G Bm7 C
Cordeiro de deus que tirai o pecado do mundo
Am7 D4 D G
Dai-nos a paz, vossa paz

318
Pai Nosso

C#m7 B/Eb E9 Abm7


Pai nosso que estais no céu
C#m7 B E F#
Santificado seja o vosso nome
D7+ A7+ A6
Venha nós o vosso reino
D7+ A7+ A6
Seja feita a vossa vontade
B Abm7 C#m7 B Abm7
Assim na terra como nos céu
C#m7 B/Eb E9 Abm7
O pão nosso de cada dia
C#m7 B Abm7 C#m7
Nos dai hoje
D7+ A7+ A6
Perdoai nossas ofensas
D7+ A7+ A6
Assim como nós perdoamos
F#m7 E/Ab A B E B
A quem nos tem ofendido
E B/Eb C#m7 Abm7
Não nos deixei cair em tentação
A E/Ab F#m7 B E
Mas livrai-nos do mal

319
Fonte de Viver

G C/G Em7 Bm7


Eis aqui a fonte do viver
C G/B Am7
O pão e o vinho no altar sustenta a
Em7 D C
humanidade
G C/G Em7 Bm7
E em procissão vou receber
C G/B Am7 Em7 D C
O cristo vivo a se doar para a eternidade
C9 D/C Em7
Todos tem o seu lugar, nesta mesa singular
D G/B Am7
De fraternidade e vida
D/F# Em7
Eis a tua vitória, vai além da história
D
Amor tão grande assim

Bm7 Em7 D/F# G Am7


Eis o meu corpo partido por ti, fazei isto
Em7 D
em memória de mim
Bm7 Em7 D/F# G
Eis o meu sangue derramado na cruz,
Am7 D
venham todos a mim: eu sou
G
jesus!

320
Recebe a Adoração
D A/C# G G/A D/F#
Seja no silencio. Ou numa canção de amor
G D/F#
O que mais quero neste momento
Em G/A
É entoar a Ti meu louvor
D A/C#
Após a comunhão, eu sei
G G/A D/F#
Que Tu estas dentro de mim
G D/F# Bm
E ao meu redor eu posso sentir
Em G/A
Há anjos a Te adorar
D/F# Bm A/C#
Então o que fazer se não me unir
D G
Aos anjos em adoração
Em Bm G A D/F#
Pra render a Ti Senhor toda a minha gratidão

G
Recebe adoração
A Bm
Recebe adoração, Senhor
G D/F#
Mistério de Amor de um Deus
Em G/A
Que se fez pão para nos alimentar

D/F# G
Recebe adoração
A Bm
Recebe adoração, Senhor
G D/F#
Tabernáculo agora eu sou
Em
Pois recebi em comunhão
G/A G D
O corpo e o sangue do meu Senhor

321
Todo Dia

322
E B C#m7
Todo dia eu quero proclamar o teu amor
A E B
E dizer pra todo mundo que tu és senhor,
A
salvador (2x)

B A
Todas as nacões se voltarão a ti
B/Eb F#m7
E toda a língua então confessará:
B A
Não há outro deus igual a ti!

E B/Eb C#m7 Abm7


Fez cego enxergar e curou com teu olhar
A E/Ab B4 B
Fez lázaro ressuscitar
E B/Eb C#m7
Abm7
Por amor tudo fez, se entregou naquela
cruz
A E/Ab B4 B
E um dia voltará
E B/Eb C#m7 Abm7
Fez cego enxergar e curou com teu olhar
A E/Ab B4 B
Fez lázaro ressuscitar
E B/Eb C#m7
Abm7
Por amor tudo fez, se entregou naquela
cruz
A E/Ab F# A
E um dia voltará
B E
Jesus voltará!
Verbum Panis

Dm7 C/D
Desde o princípio
Dm7 C/D Dm7 C/D
Antes mesmo que a terra começasse a
existir
Dm7 C/D Dm7 C/D Dm7 C/D
O verbo estava junto a deus
Dm7 C/D
Veio no mundo
Dm7 C/D Dm7
C/D
E pra não abandonar-nos nesta viagem nos
deixou
Dm7 C/D Dm7 C/D
Todo a si mesmo como pão

Dm7 C/D
Verbum caro factum est
Dm7 C/D
Verbum panis factum est
Dm7 C/D
Verbum caro factum est
Dm7 C/D Bb7+ C4 C
Verbum panis factum est

F C/E Dm7 Am7


E aqui partes o teu pão em meio a nós
Bb7+ F/A Gm7 C4 C/E
Todo aquele que comer não terá mais fome
F C/E Dm7 Am7
E aqui vive tua igreja em torno a ti
Bb7+ F/A Gm7 C4 C
Onde se encontrará a morada eterna

Dm7
Verbum caro factum est
Dm7/C
Verbum panis factum est
Bb7+
Verbum caro factum est
Gm7 Am7
Verbum panis

Dm7 C/D
Desde o princípio
Dm7 C/D Dm7 C/D
Quando o universo foi criado da escuridão
Dm7 C/D Dm7 C/D Dm7 C/D
O verbo estava junto a deus
Dm7 C/D
Veio no mundo
Dm7 C/D Dm7 C/D
Rico em misericórdia deus mandou o filho

seu
Dm7 C/D Dm7 C/D
Todo a si mesmo como pão
És a Escolhida

E B/Eb C#m7 E7
Doce mãe de deus olha para nós
A E/Ab F#m7 B
Pois necessitamos de ti
E B/Eb C#m7 E7
Vem nos consolar com o teu amor
A B E
Mostra-nos o teu jesus
C#m7 Abm7 A E
Todo teu maria eu quero ser
F#m7 B
Vou me consagrar
C#m7 Abm7 A E
A minha família e os meus irmãos
F#m7 B E
Vem abençoar

F#m7 Abm7 A B
Maria és a escolhida de deus
F#m7 Abm7 A B E
Maria roga pelos filhos teus (2x)