Você está na página 1de 24

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista

Um guia básico sobre a aplicação prática das principais questões envolvendo as alterações
trazidas pela Reforma Trabalhista para auxiliar empresas, empresários e empreendedores.

Artdata Contábil © Todos os direitos


reservados. Proibida a reprodução parcial
ou total, por qualquer meio..
Índice
Introdução.............................................................................................................................................................4

Tempo de Serviço...................................................................................................................................................4

Horas Extras...........................................................................................................................................................7

Férias...................................................................................................................................................................10

Mulheres..............................................................................................................................................................12

Autônomos..........................................................................................................................................................14

Contrato de Trabalho............................................................................................................................................16

Rescisões..............................................................................................................................................................18

Contribuição Sindical............................................................................................................................................20

Salário Mínimo.....................................................................................................................................................22

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 2


Introdução
No dia 11 de novembro de 2017 entraram em vigor os novos dispositivos trazidos pela Reforma
Trabalhista, provocando alterações em mais de uma centena de pontos da CLT, bem como gerando
novas dinâmicas e perspectivas para diversos temas envolvendo as relações entre empregadores e
empregados, dentre os quais destacamos: férias, jornada de trabalho, horas extras, contratos de
trabalho, rescisões, relações sindicais, bem como nas questões judiciais decorrentes de
reclamatórias trabalhistas.

Apesar de amplamente divulgada e comentada nos principais veículos de mídia nos últimos meses, o
cenário ainda é de muitas dúvidas, incertezas e questionamentos, tanto para empregadores quanto
para empregados, principalmente devido ao fato de diversos pontos ainda serem passíveis de
modificações futuras. Aproximadamente 1.000 emendas foram propostas a Medida Provisória nº
808/2017 que alterava diversos pontos da Reformas, a qual perdeu validade em abril de 2018, antes
que fosse analisada pela Câmara Federal.

E para ajudar você a entender de forma mais clara as principais mudanças que estão em vigor e seus
respectivos impactos no dia a dia das empresas, mas sem a pretensão de esgotar o tema, nossa
equipe preparou este material especial onde são abordados alguns dos pontos mais relevantes da
Reforma Trabalhista.

Todavia, é extremamente recomendado que neste momento - ainda repleto de incertezas - as


empresas, empresários e colaboradores ajam com precaução, responsabilidade e prudência em
relação a aplicação dos novos dispositivos. Tenha uma ótima leitura!
Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 3
Tempo de Serviço
Tempo de Serviço

• Tempo à disposição da Empresa


Considerava-se como tempo de serviço efetivo o período que o empregado estava à disposição da empresa,
seja aguardando ou executando ordens (salvo disposição especial). Não serão mais devidas horas extras do
período que o empregado permanecer na empresa por escolha própria, fora do expediente de trabalho,
para por exemplo: buscar proteção pessoal (seja sua própria segurança física ou de condições climáticas
adversas) ou executar atividades de caráter particular, como por exemplo alimentação, estudo, descanso,
higiene pessoal, troca de uniforme – quando não a empresa não obrigar a realização da troca no local -,
dentre outras.

• Horas in itinere
O tempo despendido pelo empregado para ir e retornar ao seu posto de trabalho, quando se tratava de
locais de difícil acesso, regiões não cobertas por transporte público ou nos casos em que o empregador
fornecia a condução, eram computados na jornada de trabalho. Independentemente do meio de
transporte, o que inclui os fornecidos pelo empregador, não será mais considerado tempo à disposição do
empregador o tempo despendido pelo empregado, não sendo mais, portanto, tais períodos computados
como tempo de serviço.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 5


Tempo de Serviço

• Trabalho em Regime de Tempo Parcial


Considerava-se trabalho em regime de tempo parcial aquele cuja duração não excedia 25 horas semanais. O
limite foi alterado para 30 horas semanais, sem a possibilidade de horas extras ou nos casos em que a
jornada semanal não exceder 26 horas, é permitido o acréscimo de até 6 horas extras.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 6


Horas Extras
Horas Extras
A duração diária da jornada pode ser acrescida de A empresa pode fazer acordo individual
horas extras, por acordo individual, convenção para compesação das horas?
coletiva ou acordo coletivo de trabalho. Antes, o
acordo não podia ser firmado de forma individual
Sim, desde que a compensação ocorra em 6 meses.
entre empregador e empregado.

Qual o prazo para compensação


Com as mudanças, a remuneração da hora extra
tem que ser de, no mínimo, 50% superior ao valor quando o acordo for feito com o
da hora normal do colaborador. Sindicato?

12 meses.
Empregados sob regime de tempo parcial não
podiam prestar horas extras, situação que passa a
ser permitida com as alterações na legislação E quando não há acordo?
trabalhista.
A compensação deve ocorrer dentro do próprio mês.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 8


Horas Extras
A Jornada 12x36 (12 horas de trabalho seguidas de 36 horas de descanso ininterruptas) passa a ser
permitida para qualquer atividade mediante acordo individual escrito, convenção coletiva ou
acordo coletivo de trabalho.

Horas compensadas em feriados e em horários noturnos, também não são mais devidas como
extra.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 9


Férias
Férias

Até a Reforma Trabalhista, as férias eram concedidas por ato do empregador, em um único período
nos 12 meses subsequentes à data em que o empregado adquiriu o direito, sendo somente em
casos excepcionais permitida a concessão em 2 períodos diferentes – sendo um deles não inferior
a 10 dias corridos.

Com a Reforma, desde que haja concordância do empregado, as férias poderão ser usufruídas em
até 3 períodos, sendo que um deles não poderá ser inferior a 14 dias corridos e os demais não
poderão ser inferiores a 5 dias corridos.

Outra alteração importante, é a vedação ao início das férias no período de 2 dias que anteceda
feriados ou os dias de repouso semanal remunerado.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 11


Mulheres
Mulheres

A gestante ou lactante não podia exercer, em hipótese alguma, atividades, operações ou


permanecer em locais salubres. Com a Reforma, se a mesma apresentar de forma voluntária um
atestado que autorize sua permanência e o exercício de suas atividades no referido local, o
trabalho poderá continuar sendo executado normalmente desde que a insalubridade esteja
classificada em grau mínimo ou médio

A lactante pode ser afastada das atividades e operações insalubres (independentemente do grau)
quando apresentar atestado de saúde emitido por médico tanto do sistema privado quanto do
sistema público de saúde cuja recomendação seja o afastamento.

Até que o próprio filho complete 6 meses de idade, a mulher tem direito, durante a jornada de
trabalho, a 2 períodos de descansos especiais com duração de 30 minutos cada. Com a Reforma, os
dois períodos de amamentação podem ser definidos por meio de acordo individual entre a
empresa e a funcionária.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 13


Autônomos
Autônomos

O profissional autônomo não é empregado e não se caracteriza como segurado quando prestar serviços a
apenas um tomador.

A Reforma permite que um autônomo seja contratado com cláusula de exclusividade.

Motoristas, corretores de imóveis e representantes comerciais podem trabalhar como autônomos.

A nova legislação deixa claro que se houver subordinação, está caracterizada a existência de vínculo
empregatício.

Caso você seja profissional autônomo ou liberal, recomendamos também a leitura do artigo abaixo no
nosso Blog:

PROFISSIONAIS LIBERAIS E AUTÔNOMOS NA MIRA DO FISCO

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 15


Contrato de Trabalho
Contrato de Trabalho

A Reforma Trabalhista criou uma nova modalidade de trabalho por meio dos contratos intermitentes.
Para os contratos de trabalho firmados com prazo determinado e remunerados por horas, dias ou meses
trabalhados, passa a ser assegurado o direito as férias (sejam essas gozadas ou indenizadas) e ao 13º
salário ao final do período da prestação dos serviços. O trabalhador contratado de forma intermitente,
também possui direto ao FGTS.

No entanto, o empregado deve ser avisado com 3 dias de antecedência ao início da prestação de serviço
e terá o prazo de 1 dia útil para dar ou não o aceite, sendo considerado o silêncio como recusa. Após um
ano sem que a empresa faça convocações do empregado, o contrato será considerado rescindido
automaticamente.

No caso da ocorrência de rescisão, o empregado possui direito ao recebimento do aviso prévio, porém,
não há direito ao requerimento do seguro desemprego.

Não está previsto um período de “Quarentena”, onde a empresa não poderia contratar ex-funcionários
que possuíam contratos com prazo determinado como intermitente durante um período.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 17


Rescisões
Rescisões

Pagamento do montante devido por rescisão contratual, independentemente do motivo da mesma,


passa a ser de 10 dias.

O pagamento da rescisão pode ser feito em dinheiro, depósito bancário ou cheque visado.

Os documentos deverão ser entregues ao empregado também no prazo máximo de 10 dias.

Nas rescisões motivadas por justa causa, foi incluída a perda da habilitação ou de requisitos
estabelecidos em lei para o exercício da atividade, em decorrência de conduta dolosa do funcionário.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 19


Contribuição Sindical
Contribuição Sindical

Um dos pontos mais debatidos e discutidos da Reforma por impactar diretamente nas receitas dos
Sindicatos, o desconto da contribuição passou a estar condicionado a autorização por parte do
empregado.

Antes da Reforma, o desconto ocorria de forma obrigatória da folha de pagamento de todos os


empregados de uma empresa. Sendo assim, o desconto passa a ocorrer apenas nos casos em que o
empregado autorizou prévia e expressamente o recolhimento da contribuição ao Sindicato.

A apresentação da prova de quitação referente ao imposto sindical ao empregador, também deixa de ser
obrigatória no ato da admissão para qualquer empregado.

A contribuição sindical patronal também se tornou optativa para as empresas com as alterações oriundas
da Reforma.

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 21


Salário Mínimo
Salário Mínimo

O Salário Mínimo foi definido para 2018, sendo seu valor modificado para R$ 954,00.

O aumento de 1,81% em relação ao Salário Mínimo de 2017 – que era de R$ 937,00 – ficou abaixo do
índice de inflação medido pelo INPC (Índice de Preços ao Consumidor), que foi de 2,07%.

Com relação aos empregados que recebem valor inferior a um salário mínimo, independentemente do
tipo de contrato de trabalho, devem recolher ao INSS a diferença por meio da aplicação da mesma
alíquota incidente à contribuição do trabalhador que fora retida pelo empregador, caso contrário não
terão direito aos benefícios previdenciários.

Se você é sócio e/ou administrador de uma pessoa jurídica, recomendamos a leitura do artigo abaixo no
nosso Blog:

ALTERAÇÃO NOS VALORES DE PRÓ-LABORE 2018

Aspectos Práticos da Reforma Trabalhista 23


A Artdata Contábil se tornou referência no mercado em consequência de seu compromisso e da sua
qualidade na entrega de seus serviços e hoje atende clientes nacionais e estrangeiros, localizados em
mais de 50 cidades diferentes, nas áreas contábil, fiscal, societária, trabalhista e previdenciária.

A Artdata aposta em parcerias duradouras e no investimento contínuo em tecnologia da informação,


para oferecer aos seus clientes serviços inovadores e customizados com a certeza de prover um
trabalho de alta qualidade.

Com sistemas de gestão modernos, a Artdata possibilita aos clientes o acesso remoto e ininterrupto a
todas as informações fiscais, contábeis, financeiras, trabalhistas e gerenciais de sua empresa. Essa
solução permite que os clientes mantenham o foco em seu core business, com a segurança de sempre
terem à mão dados precisos e atualizados para tomadas de decisões rápidas.

artdata@artdatacontabil.com.br

Mogi Mirim/SP – Tel (19) 3814-3888

São Paulo/SP – Tel (11) 3090-4504