Você está na página 1de 7

Stress, rhytm and intonation

COMPREENDER O USO E AS REGRAS DE TONICIDADE, RITMO E ENTOAÇÃO NA FALA E NA

COMPREENSÃO ORAL.

AUTOR(A): PROF. PATRICIA GIMENEZ CAMARGO

AUTOR(A): PROF. LUCIANA LATARINI GINEZI

INTRODUÇÃO
A tonicidade pode ser vista, em inglês, sob dois enfoques: da palavra ou da frase.
Na palavra, a tonicidade é aplicada às sílabas, de acordo com regras ou com as normas de uso. Já na
sentença, a tonicidade, ou ênfase, varia de acordo com a intenção do falante ou com regras de pronúncia.
Para o falante de inglês como segunda língua ou língua estrangeira, utilizar a ênfase, tonicidade ou
entonação adequada ao texto é muito mais complexo do que para o falante nativo. Porém, a prática leva à
perfeição, e algumas regras ajudam a otimizar o aprendizado.
O intérprete, profissional que lida com a língua falada em sua compreensão e fala, deverá ter conhecimento
profundo da pronúncia, bem como suas variações, para poder compreender o falante nativo e o não nativo,
uma vez que seu trabalho está sujeito a ambos os tipos de falantes.
 

Veja abaixo um vídeo em que uma falante não nativa de inglês conversa com o entrevistador.
https://www.youtube.com/watch?v=Hp-tn3thKBk
 

Agora responda:
- Você conseguiu entender todo o vídeo?
- Quais são as maiores diferenças de pronúncia entre o falante nativo e o não nativo?
- Você acredita que exista uma pronúncia “correta” para inglês? Discuta com seus colegas da sala.

01 / 06
Sílabas tônicas em inglês
Vamos começar observando as palavras abaixo, cujas sílabas tônicas (sílabas mais fortes, pronunciadas com
ênfase) ficam na primeira sílaba (lembrando que a separação silábica em inglês não é a mesma que
português). Vamos utilizar o stress (ou sílaba tônica) em negrito. Pratique a pronúncia:

tradition
anniversary

necessary
breakable
mirror
engineer

Em inglês, a sílaba tônica é muitas vezes arbitrária, devido ao vocabulário estrangeiro incorporado à língua
durante séculos. No entanto, há algumas regras.
 

Substantivos e verbos
Todas as palavras que são usadas como verbos e substantivos seguem essa regra: quando têm duas sílabas,
os substantivos têm a primeira sílaba tônica, enquanto o verbo tonifica a segunda sílaba. Exemplo:
 

fonte: CAMERON, S. Perfecting your English Pronunciation. McGraw Hill: New York, 2012. p.196

NOUN (SUBSTANTIVO) VERB (VERBO)

compound to compound

contrast to contrast

contest to contest

import to import

insert to insert

contract to contract

permit to permit

02 / 06
 
ballpark
newspaper
fireman
bookcase

Já os phrasal verbs (verbo seguido de preposição ou advérbio), a ênfase será na segunda palavra. Veja:

to get in
to go out
to wake up
to let go

Regras para palavras que sofrem alterações de


tonicidade com o uso de sufixo
A maioria dos sufixos em inglês é dividida em três grandes grupos:

1. de origem de línguas germânicas ou Old English;


2. de origem latina ou Old French;
3. do grego.
Os sufixos derivados do Old English não modificam a tônica da palavra. Os mais utilizados são:
 

-ness;
-en;
-ish;
-like;
-ern

Já alguns sufixos derivados do latim e do grego, quando adicionados às palavras, modificam sua tonicidade
para a sílaba anterior ao sufixo. São eles: 03 / 06
fonte: CAMERON, S. Perfecting your English Pronunciation. McGraw Hill: New York, 2012. p.196

SUFFIX WORD WORD WITH SUFFIX

-tion authorize authorization

-sion permit permission

-ic hero heroic

-tic fantasy fantastic

-ical history historical

-ial editor editorial

-ian music musician

-ity electric electricity

-ety social society

-ify humid humidify

-graphy photo photography

-logy physics physiology

-cracy bureau bureaucracy

-ual intellect intellectual

-ious industry industrious

-eous error erroneous

Veja abaixo os sufixos derivados do latim e do grego que, adicionados às palavras, alteram sua tônica
para duas sílabas antes do sufixo:

CAMERON, S. Perfecting your English Pronunciation. McGraw Hill: New York, 2012. p.196

SUFFIX WORD WORD WITH SUFFIX

-graph photography photograph

-crat democracy democrat

-ate demonstrative demonstrate

-ar rectangle rectangular

-ize immune immunize


04 / 06

 
CAMERON, S. Perfecting your English Pronunciation. McGraw Hill: New York, 2012. p.196; 202

SUFFIX WORD

-ade lemonade

-eur/-euse voyeur/masseuse

-air/-aire au pair/billionaire

-eer pioneer

-ette brunette

-ese Japanese

-esque picturesque

-ee referee

-ique technique

-oon balloon

Dica: veja mais sobre a pronúncia de palavras em inglês nas aulas disponibilizadas pela editora
MacMillan Education, no YouTube:
https://www.youtube.com/watch?v=Vm3T5rCp5E0&list=PLbEWGLATRxw_2hL5hY164nvHdTpwhEOXC
 

Rhythm and Stress


Algumas partes de uma sentença não possuem stress (ênfase) quando falamos. Normalmente, as partes que
são enfatizadas durante a fala são as palavras com teor de conteúdo: substantivos, verbos, adjetivos e
advérbios. Já as partes denominadas pronomes, artigos, verbo ser/estar, preposições, etc., não possuem
ênfase.
Acesse o vídeo abaixo, de uma professora de inglês americana, com exemplos de ênfase na pronúncia de
sentenças:
https://www.youtube.com/watch?v=PrAe07KluZY
Intonation
Sanabria (2004) ressalta a importância da ênfase (stress) e entonação/entoação (intonation) do falante de
uma mensagem em termos de sentença. Segundo o autor, há padrões básicos em inglês com os quais
precisamos nos familiarizar:

05 / 06
1. Uma palavra enfaticamente pronunciada ou dita em tom mais alto pode significar ênfase em uma
ideia específica ou o contraste entre duas ideias.
2. O questionamento sempre se faz presente na voz pela elevação do tom. Ex: ao realizar uma
pergunta, o tom é diferente de uma afirmação. Ele se eleva.
3. A diminuição do tom de voz indica que o falante está finalizando uma afirmação ou
enumeração/lista.

A ênfase também pode ser dada com o prolongamento de partes da palavra (Solórzano & Smith, 2004).
Para finalizar, há dicionários online que vão ajudá-lo com a pronúncia de palavras isoladas, como por
exemplo:

http://www.oxfordlearnersdictionaries.com/
http://www.macmillandictionary.com/

REFERÊNCIA
GILE, Daniel. Basic Concepts and Models for Interpreter and Translator Training. Revised Edition. John
Benjamins Publishing Co.: Amsterdam/Philadelphia, 2009.
SANABRIA, Kim. Academic Listening Encounters. Life in Society. Cambridge University Press: Cambridge,
2004.
SOLÓRZANO, Helen S.; SCHMIDT, Jennifer P. L. North Star. Listening and Speaking. Intermediate. Second
Edition. Pearson Education, Inc.: New York, 2004.

06 / 06