Você está na página 1de 8

11/11/2015

Universidade Federal de São João Del Rei

Engenharia Bioquímica Fermentação no


Estado Sólido
Prof. Marília Magalhães Gonçalves

Introdução Características da FES


• Crescimento microbiano em substratos Características da FES
sólidos umedecidos ou em suportes inertes • Fase sólida, além de servir como suporte, pode
• Ausência ou quantidade mínima de água ser fonte de nutrientes
livre • O ar necessário ao desenvolvimento
• Crescimento entre os fragmentos do microbiano deve atravessar os espaços vazios
substrato ou sobre sua superfície do meio a pressões relativamente baixas

• Consumo de substrato e secreção de • Substrato não deve apresentar aglomeração


metabólitos em suas partículas individuais

Características da FES Histórico


Características da FES • Produção de molho de soja em 1000 a.C. e

• Crescimento microbiano em condições de chiang entre 2500 a.C. e 500 a.C. na

mais próximas às dos habitats naturais China

• Heterogeneidade do meio e substratos não • Produção de queijo Roquefort em 100 d.C.

completamente acessíveis • Hoje: produção de enzimas

1
11/11/2015

Aplicação Comercial Aplicação Comercial


• Aplicações sócio-econômicas como • Produção de metabólitos secundários
compostagem de resíduos, valorização de biologicamente ativos - toxinas, antibióticos
produtos lignocelulósicos e fibras
• Setor alimentício (laticínios, aromas,
alimentares
corantes), vitaminas
• Aplicações economicamente lucrativas
• Etanol e biopesticidas
como produção de enzimas, ácidos
orgânicos, aminoácidos e alimentos
fermentados

Microrganismos utilizados Microrganismos utilizados


• Os processos de FES podem utilizar os • Bactérias, leveduras e fungos filamentosos
microrganismos em sua forma natural podem crescer em substratos sólidos

- ensilagem • Fungos filamentosos são mais adaptáveis a


esse processo e mais utilizados
- compostagem
• Capacidade de crescer em ambientes
• Ou na forma de culturas puras individuais ou
com pouca água e muitos sólidos
culturas mistas
• Seu crescimento, por meio de hifas,
favorece a colonização do meio

Microrganismos utilizados Microrganismos utilizados


• Fungos são utilizados em vários processos, • Aplicação dos fungos filamentosos

desde a compostagem até a produção de Rhizopus, Trichoderma, Penicillium ou Aspergillus


- enriquecimento protéico e produção de
enzimas
enzimas
• Leveduras são mais usadas na indústria de Mucor ou Rhizopus - produção de renina
alimentos e na produção de etanol microbiana
Penicillium - produção de penicilina
Fusarium ou Giberella - produção de ácido
giberélico

2
11/11/2015

Microrganismos utilizados Substratos


• Aplicação bactérias e leveduras Duas possibilidades

Bacillus thuringiensis - bioinseticidas e α- • Suporte sólido atua como fonte de


amilase; nutrientes

Zymomonas mobilis ou leveduras - • Nutrientes solúveis em água


produção de etanol Microrganismos aderidos a uma matriz
sólida que irá absorver o meio de cultura
líquido

Substratos Substratos
• Substrato pode estar tanto na forma natural • Resíduos da produção agrícola
como na forma sintética baixo custo
• Conforme processo, facilidade de produzidos em grande quantidade -
obtenção, resultados desejados problema ambiental
• Materiais provenientes de matérias – primas, • Soluções nutrientes podem ser incorporadas
produtos ou resíduos agroindustriais ao substrato sólido

Substratos Substratos
• Materiais compostos principalmente de • Os materiais agrícolas com melhores
celulose, hemicelulose, lignina, amido, características:
pectina e proteínas - celulósicos (polpa de café, bagaços,
• Heterogeneidade palhas, cascas de frutas, etc.)

• Fonte de carbono e energia e suporte para - amiláceos (batata, milho, mandioca,


o crescimento microbiano banana e seus resíduos, etc.)

3
11/11/2015

Substratos Substratos
Exemplos:
• Celulose não se encontra facilmente disponível • tortas derivadas dos processos de extração do óleo de milho,
nos produtos celulósicos, sendo necessário um óleo de girassol e soja
• farelo de trigo
tratamento prévio do material
• bagaço de mandioca (indústria de processamento de
• Os materiais amiláceos também necessitam de amido)
• bagaço de cana
pré-tratamentos, que são menos drásticos, mas
• pó de serra, gerado pela indústria madeireira
também agregam custo ao processo

Substratos Substratos
Características importantes do substrato • Quanto menor o tamanho da partícula, maior a
sua área superficial e maior o grau de
para melhorar o rendimento do processo
transformação
• Grau de acessibilidade do microrganismo • Necessário uma granulometria que permita a
ao meio de cultivo circulação do ar por entre a massa de meio e a
dissipação dos gases produzidos
• Destaca-se porosidade, tamanho e formato
• Porosidade relaciona-se à absorção de água, que
das partículas
facilita o transporte de enzimas e metabólitos por
entre o meio e os microrganismos

Substratos
Processos que podem ser empregados para facilitar a
atuação do microrganismo sobre o meio
• esmagamento, quebra, moagem e peneiramento
• suplementação de nutrientes e correção de pH
• hidrólise ácida ou alcalina de material celulósico
• embebição
• aquecimento do substrato (gelatinização ou
Figura 1. Influência do tamanho das partículas na velocidade de fermentação de inchamento)
açúcar de beterraba por Zymomonas mobilis para produção de etanol (Fonte: Schmidell
et al., 2001). • adição de agente quelante
• esterilização

4
11/11/2015

Substratos Substratos
• A água tem papel importante na FES pelo • Atividade de água (aw) relaciona-se à
seu elevado grau de interação com as quantidade de moléculas de água
substâncias que compõem a fase sólida disponíveis nas vizinhanças imediatas das

• Relaciona-se a dois parâmetros: umidade e partículas do substrato

atividade de água • aw afeta diretamente o crescimento

• Umidade - porcentagem de água na microbiano e a síntese de metabólitos

massa total do meio

Substratos Biorreatores
• aw é uma característica particular de cada • O processo mais empregado é em batelada

substrato, influenciada pela composição • Meio é adicionado ao reator, é feita


inoculação do substrato e incubação por
química, estrutura, umidade inicial, etc
tempo determinado
– fungos: aw mínimo de 0,7 • Produto obtido pode ser extraído por
– leveduras – 0,8 suspensão do meio em água, solução –
tampão ou solventes (enzimas, ácidos, álcool)
– bactérias – 0,9
ou seco e armazenado (bioinseticidas, proteína
microbiana)

Biorreatores Biorreatores
• Na escolha dos fermentadores deve-se • Biorreatores para laboratório: frascos
observar os objetivos da fermentação, cônicos, garrafas de cultivo, copos de
análise dos custos iniciais e operacionais, Becker
manipulação do sistema (carga/recarga, • Biorreatores industriais: bandejas, tanques
limpeza, manutenção), possibilidade de circulares, esteira rolante e reatores
monitoramento e controle, quando tubulares horizontais com agitação interna
necessário

5
11/11/2015

Biorreatores Biorreatores
• Biorreatores de bandejas • Biorreatores Tambores Rotativos

Fonte: Girardi et. al

Controle do Processo Controle do Processo


• Controle de parâmetros para obtenção de Umidade
• Grau necessário depende da natureza do
produtos com características constantes e
substrato, necessidades do microrganismo e tipo
uniformes de produto desejado

• Parâmetros importantes: umidade, • O substrato deve apresentar um filme superficial de


água para facilitar a dissolução e a transferência
temperatura, pH, agitação, transferência
de massa de nutrientes e de oxigênio
de oxigênio e nutrientes, características do • Entre as partículas devem existir canais que
substrato, estimativa de crescimento,... permitam a difusão de gases e a dissipação de
calor

Controle do Processo
Temperatura

• Calor pode ser produzido em grande


quantidade durante o cultivo

• Deve ser dissipado para que não prejudique o


processo

Figura 2. Influência do teor de umidade sobre o crescimento de Aspergillus niger • Temperatura ótima para crescimento e
(Schmidell et al., 2001)
geração de produtos

• Aeração é importante

6
11/11/2015

Controle do Processo
pH

• Difícil controle, heterogeneidade e


consistência do meio de cultivo

• Alternativa é utilização de substratos com


capacidade tamponante ou adição de
Figura 3. Influência da temperatura sobre o crescimento de Aspergillus niger solução tampão durante a etapa de
(Schmidell et al., 2001)

umidificação do substrato

Controle do Processo Controle do Processo


Aeração Agitação
• Pode ser feita por entrada de ar estéril sob pressão
• Homogeneização do meio de cultivo
dentro do biorreator
• Quantidade de ar depende do microrganismo, da • Melhorar distribuição do inóculo e do meio
quantidade de calor metabólico a ser dissipado no umidificante
processo, da espessura da camada de substrato,
• Impedir a formação de agregados
da quantidade de CO2 e outros voláteis a serem
eliminados e da necessidade de oxigênio para • Favorecer a transferência gasosa e troca
síntese dos produtos de calor do meio

Controle do Processo Separação dos produtos


Estimativa do crescimento • Normalmente é utilizado um diluente como
• Metodologias indiretas – dificuldade de separar o água destilada, solução salina ou solução-
microrganismo do substrato sólido onde este se
tampão
desenvolveu
• Métodos mais utilizados: • A extração é realizada por agitação do
- quantificação da proteína total meio com o solvente ou por percolação do
- estimativa da quantidade de ATP ou glicosamina solvente através do leito de sólidos
- medida contínua da quantidade de O2 e CO2 no
gás de saída do biorreator

7
11/11/2015

Vantagens da FES Vantagens da FES


• Maior velocidade de reação favorecida pelo • Baixo consumo de energia na recuperação do

maior contato microrganismo/meio produto


• A utilização de agitação contínua não é
• Elimina etapas de pré-tratamento do substrato
necessária, requer apenas uma leve mistura
• Substratos de baixo custo
• Aeração facilmente acessível aos microrganismos
• Normalmente não requer a suplementação de devido aos interstícios existentes entre as partículas
aditivos ou nutrientes • Reduz probabilidade de contaminações

• Reatores com menor dimensão • As condições de cultivo de fungos, por ex., são
similares aos processos naturais

Vantagens da FES Desvantagens da FES


• O produto final encontra-se mais concentrado • A dissipação de calor no meio é
• O fermentado seco pode ser usado como complicada
bioinseticida e ração animal
• Em processos onde há a necessidade de
• Quantidades pequenas de solventes para a
agitação, a dissipação da energia é menor
extração do produto
que a fermentação submersa
• Menor produção de resíduos líquidos
• Dificuldade no controle de pH,
• Maior rendimento e produtividade em relação
aos processos submersos (menor temperatura, umidade, aeração e
contaminação) crescimento microbiano

Desvantagens da FES Referências Bibliográficas


• Não é indicado na fermentação com • Rech, R. Apostila Bioengenharia para
Engenharia Química. Departamento de
bactérias (formação de esporos)
Tecnologia de Alimentos. Universidade Federal
• Dificuldade na coleta de amostras durante do Rio Grande do Sul, 2006;
o processo • Schmidell, W. et al. Biotecnologia Industrial. São
Paulo: Edgard Blucher, vol. 2 Engenharia
• Pré-tratamento do substrato sólido – mais
Bioquímica, 2001;
demorado e oneroso
• Notas de aula professor André Aguiar,
Engenharia Bioquímica, UFSJ - CAP