Você está na página 1de 2

PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DE

REFRATÁRIOS MONOLÍTICOS

Concreto Refratário Isolante

· INFORMAÇÕES GERAIS:
CLASSE: Concreto Refratário Isolante.
DESCRIÇÃO: Mistura de cimento refratário com agregados de baixa densidade, obtendo-se uma massa específica aparente
final, igual ou inferior a 1300 Kg/m³, após secagem a 110°C.
ASPECTO: Deve se apresentar totalmente seco e livre de sinais de hidratação (pontos endurecidos);
ARMAZENAMENTO: Deve ser mantido em local coberto e livre de contato com a umidade.

· INSTRUÇÕES PARA MISTURA:


ÁGUA: A quantidade de água a ser utilizada deve ser a indicada na Folha de Dados Técnicos (FDT) do produto, entretanto
quando se verificarem condições adversas para aplicação tais como: locais muito quentes, regiões de difícil acesso ou outros
fatores que interfiram com a aplicação normal é admissível a variação desde que não altere as características físicas do
produto.
EQUIPAMENTO UTILIZADO: Para aplicação por vertimento e socagem a mistura poderá ser preparada em misturador de
galgas, caso não haja disponibilidade pode-se fazer a mistura com enxada ou colher de pedreiro. Para projeção pneumática a
mistura será realizada pelo próprio equipamento.
MÉTODO DE MISTURA: Homogeneizar previamente o concreto a seco de 01 a 02 minutos, adicionar a quantidade mínima de
água definida na FDT, misturar por mais 05 minutos. O restante deve ser adicionado aos poucos, para o ajuste da
consistência e o tempo de mistura poderá variar de 01 a 02 minutos. Podendo ser feita uma pré-umidificação.

· INSTRUÇÕES PARA APLICAÇÃO:


EQUIPAMENTO NECESSÁRIO: Vibradores de imersão, colher de pedreiro e máquina de projeção.
PREPARAÇÃO DA SUPERFÍCIE A SER REVESTIDA: Antes do início de aplicação a superfície a ser revestida deve estar
impermeabilizada com parafina, graxa, óleo grafitado, etc.
APLICAÇÃO POR VERTIMENTO E OU SOCAGEM: Deve-se utilizar a mistura no máximo em 30 minutos após adição de água,
pode-se verter o material diretamente nas formas e utilizar qualquer tipo de vibrador apenas para acomodar o material ou
ainda socar o material utilizando socador apropriado. A remoção das formas poderá ser efetuada entre 12 e 24 horas.
APLICAÇÃO POR PROJEÇÃO PNEUMÁTICA: Para garantir uma boa projeção, a vazão e a pressão do ar comprimido devem ser
ajustadas conforme o equipamento empregado, sua distância ao local a ser revestido e o tipo de concreto a ser aplicado. A
umidificação do concreto é feita pelo bico da lança. Pode-se diminuir a emissão de poeira pré-umidificando o concreto em
um misturador adicionando-se de 3 a 5% da água. O revestimento por projeção deve ser efetuado de baixo para cima em
painéis de 0,5 a 1,0m² e diretamente até a espessura final, com a lança perpendicular à superfície de trabalho e dela distante
1,0m e em movimentos circulares de vai e vem.

· INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:
PEGA E CURA: Durante a pega o concreto sofre um aquecimento que pode levar a uma evaporação prematura da água
necessária à hidratação, para evitar tal efeito, deve-se proteger a superfície do concreto. Após a pega que se processa entre 1
e 6 horas inicia-se o processo de cura, que deve durar aproximadamente 24 h. Durante este período é conveniente manter a
temperatura do concreto aplicado em torno de 25°C, isto pode ser feito através da pulverização de água sobre a sua
superfície.
PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DE
REFRATÁRIOS MONOLÍTICOS

SECAGEM: Após completado o período de cura, pode ser iniciado o processo de secagem que se dará com a partida do forno.
Sempre que for viável deve-se evitar curvas de aquecimento muito rápidas. Devido à diversidade de revestimentos e projetos
existentes, não existe uma curva de padrão de aquecimento para todas as situações, mas os dados abaixo podem ser
adotados como referência, para uma espessura de revestimento de 150mm.

TEMPERATURA (ºC) CURVA DE AQUECIMENTO

20 a 150 30ºC/ hora

150 Manter por 12 horas no mínimo

150 a 450 30ºC/ hora

450 Manter por 12 horas no mínimo

450 a 600 30ºC/ hora

600 Manter por 06 horas no mínimo

600 a Temperatura da operação 50ºC/ hora