Você está na página 1de 67

MORFOLOGIA

• ESTRUTURA DAS PALAVRAS

• FORMAÇÃO DAS PALAVRAS

• CLASSIFICAÇÃO DAS PALAVRAS

• FLEXÃO DAS CLASSES DE PALAVRAS

• EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS


CLASSES DE PALAVRAS
• SUBSTANTIVO • ADVÉRBIO

• ADJETIVO • PREPOSIÇÃO

• ARTIGO • CONJUNÇÃO

• NUMERAL • INTERJEIÇÃO

• PRONOME

• VERBO
ADVÉRBIO
Palavra invariável que serve para modificar um
VERBO, ADJETIVO ou outro ADVÉRBIO,
indicando-lhes circunstância.

Exemplo:
1. O aluno constrangido ficou mal.
2. O aluno muito constrangido ficou muito mal.
3. Ela fala bem em público.
4. Ela ficou bem feliz.
Circunstâncias:
1. modo: Ela fala bem.
2. tempo: Ela falou imediatamente.
3. instrumento: Cortou-se com a faca.
4. companhia: Foi ao cinema com os amigos.
5. etc…

ADVÉRBIO
LOCUÇÃO ADVERBIAL
Normalmente formada por PREPOSIÇÃO + SUBSTANTIVO com
valor de advérbio.

Exemplo:

1. AFIRMAÇÃO

a. Advérbios: sim, decerto, certo, mesmo, deveras…


b. Locuções Adverbiais: com efeito, sem dúvida, com certeza, na
realidade, de fato, por certo…
c. Terminados em -mente: certamente, positivamente, fatalmente,
efetivamente...
LOCUÇÃO ADVERBIAL
2. NEGAÇÃO

a. Advérbios: não, tampouco, nem, sequer…


b. Locuções Adverbiais: de modo algum, de maneira alguma, de forma
alguma, por nada…
c. Terminados em -mente: absolutamente.

3. MODO

a. Advérbios: assim, bem, mal, tal, como, depressa…


b. Locuções Adverbiais: à toa, em vão, grosso modo…
c. Terminados em -mente: igualmente, cuidadosamente...
LOCUÇÃO ADVERBIAL
4. TEMPO

a. Advérbios: afinal, agora, amanhã, amiúde, antes…


b. Locuções Adverbiais: ao vivo, à noite, de dia…
c. Terminados em -mente: atualmente, geralmente...

5. LUGAR

a. Advérbios: aqui, cá, ali, aí, abaixo, acima…


b. Locuções Adverbiais: em domicílio, a domicílio, de longe, ao lado…
c. Terminados em -mente: externamente, internamente...
LOCUÇÃO ADVERBIAL

6. DÚVIDA

a. Advérbios: acaso, porventura, talvez, quiçá…


b. Locuções Adverbiais: por ventura, por acaso…
c. Terminados em -mente: possivelmente, supostamente..

7. INTENSIDADE

a. Advérbios: assaz, bastante, demais, mais, meio…


b. Locuções Adverbiais: de todo, de pouco, de muito…
c. Terminados em -mente: completamente, extremamente, altamente...
LOCUÇÃO ADVERBIAL
8. MATÉRIA

- Uma espécie de vinho foi feito com maçã.


- Fabricamos com plástico esses copos.
- Esta mesa é feita de mármore.
- Casas litorâneas vêm sendo construídas de bambu.

9. EXCLUSÃO

- Todos os alunos saíram da sala, exceto Mário.


- Dedica-se exclusivamente à música.
- Afora essa questão, concordamos em tudo.
- Só responderemos a uma pergunta.
LOCUÇÃO ADVERBIAL
10. CAUSA

- De tanto amor aos homens, Jesus deu sua vida.


- Ele estuda por necessidade.
- O homem suava com aquele calor carioca.
- Graças ao sotaque nordestino, pude reconhecê-lo.

11. CONCESSÃO

- Ele sempre chega, apesar do trânsito.


- A despeito dos problemas, tivemos êxito.
- Não obstante seu hercúleo esforço, o fim foi trágico.
- Mesmo moribundo, teve seu último desejo feito.
“Já se sentiu vítima de algum tipo de marginalização e/ou discriminação dentro de
sua universidade?” “Infelizmente, devo dizer que sim.”
O advérbio infelizmente, na resposta do entrevistado, exprime um ponto de vista
ou julgamento a respeito dos fatos relatados. A alternativa cujo elemento sublinhado
desempenha essa mesma função é:
A) “Já se sentiu vítima de algum tipo de marginalização (…)?”

B) “que pertencem ao mesmo partido político etc. E que se


apoiam mutuamente.”

C) “Mas, verdade seja dita, trata-se de uma hostilidade”

D) “e continua apoiando as reformas que instituí


em minha gestão.” Hora da prática!
É questionável ainda a ideia de embalar comida
com comida. [l. 31-31]

Assinale a alternativa em que o termo sublinhado tenha


classificação idêntica à do adjunto adverbial sublinhado no
período acima.
(A) Saíram mais cedo com os amigos.
(B) Encheram a garrafa com funil.
(C) Fizeram os ovos com manteiga.
(D) Massageou os pés com maciez.
(E) Construíram o muro com pedras.
Hora da prática!
CLASSES DE PALAVRAS
• SUBSTANTIVO • ADVÉRBIO

• ADJETIVO • PREPOSIÇÃO

• ARTIGO • CONJUNÇÃO

• NUMERAL • INTERJEIÇÃO

• PRONOME

• VERBO
PREPOSIÇÃO
Palavra invariável que serve para ligar palavras, a preposição
também é conhecida como conetivo de palavras e, por isso, estabelece
uma relação entre elas.

Exemplo:
1. Falou após Lucas.
2. Falou para Lucas.
3. Falou de Lucas.
4. Falou do livro de Lucas.
5. Falou contra Lucas.
6. Falou por Lucas.
7. Falou sem lucas.
PREPOSIÇÃO
Veja:
Desde o ano passado, decidi estudar por videoaulas, pois
simpatizei com o método.
Note que os vocábulos Desde, por e com:

1. indicam uma ideia de tempo (desde) e meio (por), respectivamente;


com nada significa, no contexto;
2. não variam;
3. participam na construção dos adjuntos adverbiais de tempo (Desde o ano
passado) e de meio (por videoaulas); no sistema de transitividade do verbo
simpatizar, exige objeto iniciado pela preposição com (com o método).
PREPOSIÇÃO
Que valores possuem as seguintes orações?

1. Por ser exato, o amor não cabe em si.

2. Para passar, precisa estudar.

3. A persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

4. Sem estudar, não passará.

5. Sem estudar, passei.

6. Ao fazer os exercícios, preocupei-me em acertar os mais fáceis.


PREPOSIÇÃO
Conjunto de palavras, com valor de preposição, que
terminam com uma preposição essencial.

Exemplo:
1. As fotos estão em baixo de um livro.
2. Ela está indo de encontro a meu interesse.
3. Não discutimos acerca de futebol e política.
4. A fim de passar em concursos, estudou muito.
CLASSIFICAÇÃO
Essenciais Acidentais
a, ante, após, até, com, contra, de, desde, como, conforme, durante, mediante,
em, entre, para, per, perante, por, sem, menos, salvo, exceto, malgrado, tirante,
sobre, trás. visto, que.
Cheguei a comentar contigo sobre a Durante a explicação, o aluno dormia.
festa?

Após todos esses anos, como você pôde Salvo aquela música, todo o disco é bom.
me enganar até este ponto?

Sob a água e sobre ela, o anfíbio é muito Tenho que estudar mais!
veloz.
PROPRIEDADES

Combinações Contrações
Junção de uma preposição com outra Junção de uma preposição com outra classe
classe de palavra sem ocorrer a perda de palavra com a perda de fonemas.
de fonemas.

Não resisti aos parques da cidade. Eu cursei o 2º grau no (em+o) ano 2000.

Vou aonde estão as pessoas. Deste (de+este) ano não passa.

Vote nele (em+ele) pela (per+a) melhora do


país.
“O povo está muito satisfeito com as maquininhas
PARA preocupar-se com o sumiço das letras.”, a
preposição em destaque indica relação de:

(A) finalidade;
(B) lugar;
(C) tempo;
(D) proporção;
(E) consequência;
Hora da prática!
CLASSES DE PALAVRAS
• SUBSTANTIVO • ADVÉRBIO

• ADJETIVO • PREPOSIÇÃO

• ARTIGO • CONJUNÇÃO

• NUMERAL • INTERJEIÇÃO

• PRONOME

• VERBO
CONJUNÇÃO
Palavra invariável que serve para ligar orações, a conjunção
também é conhecida como conetivo de orações e, por isso,
estabelece uma relação entre elas.

Exemplo:
1. Levantou e correu para abrir a porta.
2. Esta noite esfriou bastante, pois as flores congelaram.
3. É necessário que estudemos mais.
4. Embora tivesse estudado muito, não foi aprovado.
CLASSIFICAÇÃO

Coordenativa Subordinativa
causal, consecutiva, concessiva,
aditiva, adversativa, alternativa, comparativa, conformativa, condicional,
conclusiva, explicativa. final, INTEGRANTE, temporal,
proporcional.
Não sei se tudo mudará depois das
Comia muito, e não engordava.
eleições.
Um temporal está chegando, portanto Nunca desista da vida, embora ela esteja
fique atento! difícil.
LOCUÇÃO CONJUNTIVA
Conjunto de palavras, com valor de conjunção, que
terminam por uma conjunção.

Exemplo:
1. Comia muito, por isso, engordava.
2. Comia muito, no entanto, não engordava.
3. Estudou para que fosse aprovado em concurso.
4. Assim que terminar o trabalho, sairemos daqui.
coordenativas
1. ADITIVA: principais representantes – E; NEM (= E NÃO); NÃO SÓ...
COMO (TAMBÉM); NÃO SÓ... MAS (TAMBÉM); TAMPOUCO; NÃO SÓ... SENÃO
(AINDA).

I. Estudo e trabalho.Não estudo nem trabalho.

II. Não estudo, tampouco trabalho.

III. Não só estudo mas também trabalho.

IV. Tanto estudo quanto trabalho.

V. Dois mais dois são quatro. Por isso, nós mais vocês formamos um quarteto.
coordenativas
2. ADVERSATIVA: principais representantes – MAS; PORÉM;
CONTUDO; ENTRETANTO; NÃO OBSTANTE; TODAVIA; *SÓ QUE;
ANTES.
I. Não para de comer, mas nunca fica satisfeito.

II. Fuja daqui, porém tome cuidado!

III. Sorria sem pudor, não obstante se aquietava diante do pai.

IV. O rapaz não estudava, antes devorava os livros.

V. Atendeu a todas as exigências, só que não foi convocado.


coordenativas
3. ALTERNATIVA: principais representantes – OU; OU...OU;
ORA...ORA; SEJA...SEJA; JÁ...JÁ; QUER...QUER.

I. Você quer suco ou deseja tomar refrigerante?

II. Ou faço a festa ou pago a viagem.

III. Ora assiste à TV, ora cuida dos filhos.

IV. Seja neste mês, seja no próximo, iremos viajar.

V. Já sobe nas árvores, já brinca com o cão, você não para.


coordenativas
4. CONCLUSIVA: principais representantes – LOGO; PORTANTO; *POIS;
POR ISSO; POR CONSEGUINTE; ASSIM; EM VISTA DISSO; ENTÃO.

I. Preciso sair depressa, logo me ligue mais tarde.

II. A adoção é um gesto nobre. Portanto, abracemos a causa.

III. Você cumpriu sua palavra; terá, pois, sua recompensa.

IV. Ele não fez boa redação, por conseguinte foi desclassificado.

V. Você não pode engordar, assim evite comer de uma em uma hora.
coordenativas
5. EXPLICATIVA: principais representantes – PORQUE; QUE;
PORQUANTO; *POIS.

I. Os funcionários já chegaram, porque as luzes estão acesas.

II. Estude, que valerá a pena.

III. Ela devia estar com frio, porquanto tremia.

IV. Come a sopa toda, pois está muito boa.


Subordinativas
1. INTEGRANTES: principais representantes – QUE; SE.

I. Não sei SE devo estudar mais.

II. Verifiquei SE faltava água aqui.

III. Eu o informei de QUE a prova será amanhã.

IV. Percebe-se QUE ela é uma boa aluna.


Subordinativas
2. CAUSAIS: principais representantes – PORQUE; QUE; DADO QUE;
VISTO QUE; VISTO COMO; PORQUANTO; JÁ QUE.

I. Não é PORQUE eu não te amo que vou me separar de você.

II. Nunca mataria ninguém, QUE não é de sua índole.

III. A menina não comprou o vestido, POIS era muito caro.

IV. *COMO estudamos dia e noite, alcançamos êxito.

V. Não almoçou PORQUANTO não tinha fome.


Subordinativas
3. COMPARATIVAS: principais representantes –
TAL QUAL; COMO; ASSIM COMO; TANTO... COMO; QUAL; TAL E QUAL.

I. Os homens, TAL QUAL as mulheres, são sentimentais.

II. Corria QUAL um touro.

III. Viva o dia de hoje COMO SE fosse o último.

IV. Casa é MAIS confortável do QUE apartamento.

V. Acho-o submisso COMO um cão.


Subordinativas
4. CONCESSIVA: principais representantes –
EMBORA; MESMO QUE; CONQUANTO; MALGRADO; POSTO QUE; SE BEM
QUE; EM QUE (PESE); AINDA QUE.

I. EMBORA viaje o mundo inteiro, nunca conhecerá sua terra profundamente.

II. MALGRADO haja problemas em casa, não os leve para o trabalho.

III. CONQUANTO eu trabalhe, nunca paro de estudar.

IV. A taça foi para outros, POSTO QUE se achassem capazes para ganhar o
campeonato.
Subordinativas
5. CONDICIONAL: principais representantes –
SE; CASO; CONTANTO QUE; SALVO SE; EXCETO SE; DESDE QUE; A MENOS
QUE.

I. SE tu parares de estudar, precisarás trabalhar.

II. SALVO SE meu livro não for publicado por uma grande editora, publicá-lo-ei
independentemente.

III. DESDE QUE você estude, obterá êxito.

IV. Estude, A MENOS QUE pretenda trabalhar.

V. SEM QUE se aproxime do diretor, não conseguirá ascender na empresa.


Subordinativas
6. CONFORMATIVAS: principais representantes –
CONFORME; SEGUNDO; CONSOANTE; COMO (= CONFORME).

I. Você enfim agiu CONFORME nós acordamos.

II. CONSOANTE falamos, dedique-se ao estudo.

III. SEGUNDO havíamos combinado, você inicia o curso amanhã.

IV. COMO se pode ver, é impossível tirar o cinturão deste lutador.


Subordinativas
7. CONSECUTIVAS: principais representantes –
TÃO... QUE; TANTO... QUE; TAMANHO... QUE; TAL... QUE; DE SORTE QUE;
DE MODO QUE; DE MANEIRA QUE.

I. Meu filho é TÃO inteligente QUE passou em 1º lugar no ITA.

II. Estudei TANTO o famigerado Português QUE acabei tendo uma estafa.

III. TAMANHA foi sua postura antes da prova QUE conseguiu um bom
resultado.

IV. Não gostava de estudar, mas queria se estabilizar na vida, DE SORTE


QUE começou a investir nos livros.
Subordinativas
8. FINAIS: principais representantes –
PARA QUE; A FIM DE QUE; PORQUE (= PARA QUE); DE MANEIRA QUE.

I. Estou estudando PARA QUE eu melhore a vida.

II. A FIM DE QUE as pessoas se amem de verdade, é preciso incluir Deus na


vida.

III. Ore PORQUE não caia em tentação.

IV. Viaja sempre à janela do ônibus DE MANEIRA QUE pegue uma brisa.
Subordinativas
9. PROPORCIONAIS: principais representantes –
À PROPORÇÃO QUE; À MEDIDA QUE; AO PASSO QUE; QUANTO MAIS.

I. A temperatura sobe À PROPORÇÃO QUE o verão se aproxima.

II. AO PASSO QUE estudava o assunto, mais dúvidas lhe apareciam.

III. QUANTO MAIS estudo Português, MENOS o entendo.

IV. QUANTO MENOS esforço fizer, TANTO MELHOR será.


Subordinativas
10. TEMPORAIS: principais representantes –
QUANDO; ENQUANTO; ASSIM QUE; MAL (= LOGO QUE); APENAS (= LOGO
QUE); DEPOIS QUE; LOGO QUE;
ATÉ QUE.

I. QUANDO respeitamos nossos pais, isso nos identifica como pessoas de


honra.

II. MAL entrei em sala, começaram os aplausos!

III. ATÉ QUE se cumpram suas palavras, continuarei confiando em ti.

IV. DESDE QUE essas explicações chegaram à minha vida, nunca mais fui o
mesmo estudante.
“Vem contemplar comigo o mar de minha saudade, que em
murmurantes ondas canta o amor perdido.”
Tomando a oração destacada e substituindo em por as e
canta por cantam, a oração resultante deverá ser:
(A) subordinada adjetiva explicativa;
(B) subordinada adverbial causal;
(C) coordenada conclusiva;
(D) coordenada explicativa;
(E) n.d.a.

Hora da prática!
Leia as frases:
I. As novas regras integram um pacto de medidas que o governo estuda
para melhorar o acesso a serviços de diagnóstico.
II. O governo também quer incentivar cursos de capacitação de técnicos –
que, segundo o ministro, são parte importante na qualidade do resultado
do exame.
As expressões em destaque estabelecem, correta e respectivamente,
relação de:
(A) Finalidade e conformidade;
(B) Causa e condição;
(C) Finalidade e consequência; Hora da prática!
(D) Adversidade e adição;
(E) Temporalidade e conformidade.
CLASSES DE PALAVRAS
• SUBSTANTIVO • ADVÉRBIO

• ADJETIVO • PREPOSIÇÃO

• CONJUNÇÃO
• ARTIGO

• INTERJEIÇÃO
• NUMERAL

• PRONOME

• VERBO
INTERJEIÇÃO
Palavra invariável que serve para exprimir estados
emocionais, sensações ou estado de espírito do
falante.

Exemplo:
1. Ah! Lá vem ela bela.
2. Oh! Ri meu coração de satisfação.
3. Silêncio!
4. Bravo! Todos aplaudiram o espetáculo de pé.
INTERJEIÇÃO
Conjunto de palavras, com valor de interjeição, que
terminam por ponto de exclamação.

Exemplo:
1. Meu Deus!
2. Vapt-vupt!
3. Que droga!.
4. Pobre de mim!
“As interjeições exprimem emoções ou estados de espírito.
Indique a interjeição que não condiz com a emoção
apresentada:
(A) oxalá - desejo;
(B) ora! - reprovação;
(C) arre! - alívio;
(D) ué! - afugentamento;
(E) ave! - saudação

Hora da prática!
Vamos Treinar!
“A tão difícil arte de amar bonito” / “Talvez seja tão
simples, tolo e natural”. A respeito das palavras
destacadas, assinale a alternativa correta.

a) As duas são advérbios e modificam adjetivo.


b) As duas são advérbios e modificam verbo.
c) As duas são advérbios e modificam outro advérbio.
d) As duas são adjetivos.
e) As duas são pronomes de intensidade.
Fragmento de texto
Nos últimos cinquenta anos, a população mundial mais do que dobrou,
indo de 2,5 bilhões (1950) para 6 bilhões (2000). Durante esse mesmo período,
a industrialização permitiu que o consumo aumentasse exponencialmente;
como consequência, a poluição e o lixo também aumentaram. (...)

A ideia que a palavra “exponencialmente” expressa está


mantida em:

a) inversamente;
b) irreversivelmente;
c) intensamente;
d) minimamente;
e) adequadamente.
“Dos três irmãos, dois fazem parte de um grupo cada vez mais comum na
família brasileira contemporânea.”

Assinale a única opção em que a palavra “mais” está empregada com o


mesmo valor gramatical da frase acima:

a) Eu espero por você o tempo que for; nós vamos estar juntos mais uma vez.
b) Não tenho mais dinheiro, atraso o aluguel, não compro alimento.
c) Estou tão cansado, mas não pra dizer que não acredito mais em você.
d) Espero que aquela jura não tenha ido para mais ninguém.
e) E quando o inverno tristonho chegar, mais amor eu vou ter pra lhe dar.
Em “Além disso, foram eliminados órgãos equivalentes
às diretorias regionais de ensino.”, a expressão
destacada:

a) introduz uma explicação;


b) reitera um argumento citado;
c) aponta para uma conclusão;
d) adiciona um argumento;
e) aponta para uma causa.
Em – No Brasil, talvez mais que em outros países,... –
o advérbio em destaque expressa sentido de:

a) causa;
b) afirmação;
c) negação;
d) modo;
e) dúvida.
No título do poema “Canção do exílio”, a preposição
tem o mesmo valor semântico que a destacada na
frase:

a) Nem sempre o seu silêncio é de ouro.


b) Ele se nutre de saudades.
c) O poeta morria de amores pela pátria.
d) De noite, seu sofrimento aumentava.
e) O poeta admirava de longe os primores nacionais.
“Com o real, os brasileiros redescobriram o valor do dinheiro e
das coisas.”; a frase a seguir em que a preposição "com" tem o
mesmo valor semântico da ocorrência sublinhada é:

a) Com a chuva, todas as ruas ficaram alagadas.


b) Os turistas encontraram-se com os amigos no aeroporto.
c) Todos saímos com os amigos recém-chegados.
d) Com quem eles viajaram nós não vimos.
e) Brigaram com os adversários durante horas.
Cometeria grande equívoco quem fizesse, no texto, a substituição da
preposição pela locução prepositiva, ou vice-versa, proposta em:

a) sobre (Quem se mantém informado sobre os imensos problemas...) /


acerca de.
b) com exceção de (Tudo parece conspirar para que o consumo de peixe
seja uma prática muito pouco sustentável – com exceção dos peixes que
são criados em um parque na Espanha.) / salvo.
c) para (Esta é uma receita para o futuro da boa alimentação...) / a fim de.
d) diante de (E diante da usual pergunta sobre se este tipo de sistema
poderia...) / ante.
e) em direção a (... podemos avançar em direção a um futuro...) / para.
Observe os períodos abaixo:
I. Mal o leão se afastou, o rato não teve a menor dúvida.
II. “Os animais devem ser adestrados, ao passo que os seres humanos
devem ser educados.”
III. Não obstante haja concluído um curso superior, é incapaz de redigir
uma carta.
IV. Pode criticar, desde que fundamente sua crítica em argumentos.

As orações sublinhadas exprimem, respectivamente, circunstância de:


a) tempo, proporção, concessão e condição;
b) causa, conformidade, condição e concessão;
c) tempo, proporção, condição e concessão;
d) condição, concessão, tempo e consequência.
Observe as orações coordenadas sindéticas destacadas:

1. Ela sempre acende um cigarro, e não fuma.

2. Dormirei com dois cobertores, pois a temperatura diminuirá ainda


mais esta noite.

A seguir, assinale a alternativa correta quanto a sua classificação,


respectivamente.

a) adversativa – conclusiva.
b) aditiva – conclusiva.
c) aditiva – explicativa.
d) adversativa – explicativa.
Considere as duas frases finais do texto, abaixo reproduzidas:
(1) Mas talvez os shoppings, mesmo os mais sofisticados, como o
Iguatemi, tenham se tornado democráticos demais para o gosto da
classe alta paulista.
(2) A cada pequeno entusiasmo econômico, logo a alvoroçada classe
média da cidade resolve se intrometer aos bandos nas searas
exclusivas dos muito ricos.
Nota-se que a frase (2) apresenta uma relação de sentido com a frase
(1). Essa relação ficaria explicitada se a frase (2) iniciasse por:
a) apesar de que;
b) tanto assim que;
c) além disso;
d) por isso;
e) já que.
O termo destacado na frase – No mundo das sociedades
científicas de então, os pesquisadores elucubravam, mas não
sabiam fazer coisas, não conheciam a manufatura. – pode ser
corretamente substituído, mantendo-se a relação de sentido
estabelecida, por:

(A) nem.
(B) portanto.
(C) porém.
(D) assim.
(E) pois.
Em – Você podia me dar os 25 centavos agora e evitar a
humilhação depois! –, os termos destacados expressam,
respectivamente, circunstâncias de:

(A) afirmação e de afirmação.


(B) intensidade e de afirmação.
(C) tempo e de tempo.
(D) modo e de causa.
(E) tempo e de modo.
Considere os trechos:
• “Os empresários não querem canudo. Querem capacidade de dar
respostas”...

• Entre empresários, já são lugar-comum relatos de administradores


recém-formados que não sabem escrever um relatório ou fazer um
orçamento...

Mantendo-se inalterado o sentido dos trechos, os termos em destaque


podem ser substituídos, correta e respectivamente, por:
(A) sobre; após.
(B) sob; em.
(C) por; com.
(D) para; a respeito de.
(E) perante; entre.
A conjunção Contudo, que abre o último parágrafo, poderia ser
substituída, sem alteração de sentido, por:
a) Desse modo.
TEXTO
b) Além disso.
c) Assim sendo.
d) No entanto.
e) Por isso.
Ocorre uma relação semântica de causa–consequência entre as orações que
compõem o seguinte período:

a) “Não julgue o meu correspondente que os “sebos” as aceitem.”

b) “Onde o meu leitor poderá encontrá-las, se quer ter informações mais


ou menos transbordantes de entusiasmo pago, é nas lojas de merceeiros
[...].”
c) “São tão mofinas, tão escandalosamente mentirosas, tão infladas de um
otimismo de encomenda que ninguém as compra [...]”.

d) “Todos as aceitam e logo passam adiante, por meio de venda.”

e) “[...] a República manda editar para a propaganda de suas riquezas e


excelências [...]”.
No período “Não era difícil que lhe abrissem essa
estrada real da ambição, que se chama política.”, a
palavra destacada classifica-se como:

a) pronome indefinido
b) pronome relativo
c) conjunção explicativa
d) conjunção causal
e) conjunção integrante
Assinale a alternativa correspondente a classe de
palavras do vocábulo em destaque na frase abaixo:
“.....tão estudioso, tão, responsável....”

a) interjeição
b) preposição
c) conjunção
d) advérbio
e) palavra denotativa
No Texto II, quanto ao sentido que expressa, o emprego de
Apesar disso indica:

(A) retomada de informações textuais.


(B) síntese das informações precedentes.
(C) conclusão das informações textuais.
(D) retificação das informações precedentes.
(E) oposição entre as informações textuais.
A função argumentativa do advérbio sim, no trecho ...movida, sim, por
sucessos globais... é a de:
(A) confirmar as expectativas
mencionadas anteriormente.

(B) introduzir uma ressalva,


tendo em vista o tipo de obra
citado em seguida.

(C) permitir que se encerre o texto


com uma exemplificação.

(D) exaltar a qualidade dos títulos


preferidos dos leitores brasileiros.

(E) servir como pausa, para que o


autor possa citar títulos de filmes.

Você também pode gostar