Você está na página 1de 5

Os Últimos Tempos

Papa LeãoXIII, teve uma visão na qual satanás desafiava a Deus, dizendo
que se o século XX lhe fosse entregue, ele destruiria a igreja e o povo de
Deus.
Deus aceitou o desafio, e para contrapor à satanás, constituiu Nossa
Senhora e São Miguel Arcanjo.
Imitando a Santíssima Trindade, satanás se organizou em três espíritos
impuros: o dragão vermelho (apoc. 12-1), que é o comunismo; a besta
semelhante a uma pantera (apoc. 13-1), que é a maçonaria e a besta
semelhante a um cordeiro (apoc.13-11), que é a maçonaria infiltrada na
igreja, que conseguirá eleger o próximo papa.
Em 1917, em plena primeira guerra mundial, Nossa Senhora transmite, em
Fátima, Portugal, sua mais importante mensagem.
Ela diz, que aquela guerra logo acabaria (o que aconteceu dois meses
depois), porém se não fosse dado atenção às suas mensagens de oração e
penitência, viria uma segunda guerra ainda pior, e que seria dado um sinal
no céu antes do início desta segunda guerra. Foi visto então um sinal nos
céus da Europa, o que na época foi interpretado pela irmã Lúcia, vidente
ainda viva de Fátima, como o sinal do início da segunda grande guerra.
Pouco tempo depois Hitler dava início à 2ª guerra mundial.
Nossa Senhora profetizou ainda, que se a Rússia não fosse consagrada ao
seu Coração Imaculado, a mesma espalharia seus erros pelo mundo. A
consagração da Rússia não foi realizada, e no mesmo ano de 1917
aconteceu a revolução russa que levou os comunistas ao poder, e durante
meio século matou milhões de pessoas, implantando seu regime em vários
países, com derramamento de sangue.
Cem milhões de seres humanos morreram entre a primeira e a segunda
guerras, e a implantação do comunismo, e mais 40 milhões estão com Aids.
Isso não nos leva a crer que este século esteja realmente em poder de
satanás?
Por fim, Nossa Senhora profetizou que venceria o comunismo e a Rússia se
converteria. O que podemos observar com a queda do regime comunista em
vários países, inclusive na propria Rússia.
Derrotado o dragão vermelho (comunismo), esse transmite seu poder à
besta (maçonaria).
No comunismo, satanás nega abertamente a existência de Deus. A
maçonaria, usa de outra tática. Ele admite Sua existência, porém leva a
humanidade a viver em estado de pecado, lutando traiçoeiramente para
levar a humanidade a desrespeitar os dez mandamentos. Dessa forma.
tenta-se justificar o aborto, o homossexualismo, a eutanásia, o
enriquecimento ilícito e outras transgressões à Lei de Deus, levando o ser
humano a viver em função dos prazeres,principalmente o da carne.
Para isso, se utiliza dos "dez chifres", de que fala o apocalipse 13-1, que
nada mais são que os meios de comunicação, principalmente a televisão.
Por fim, a maçonaria blasfema contra Deus (apoc. 13-5), à medida que
reduz a Lei de Deus, à uma lenda, a algo sem valor.
A besta negra, ou seja, a maçonaria, não é uma pessoa física, mas sim
uma poderosa organização internacional, baseada na Europa já unificada.
Se refere a cabeça ferida de morte que fora curada (apoc 13,3), ou seja
o ressurgimento do antigo império romano que perseguiu e matou os
cristãos por mais de trezentos anos. O mesmo acontecerá quando da
implantação do reino do anticristo pois ¨fará guerra aos santos e vence-
los-ão¨ (apoc. 13-7).
A besta negra dominará o mundo ¨exercendo autoridade sobre toda tribo,
povo, língua e nação¨(apoc.13,7), hão de adorá-la todos os habitantes da
terra, cujos nomes não se encontram escritos, desde a origem do mundo,
no livro do cordeiro imolado (apc 13.8). Por isso, essa é a hora da
constância e da perseverança dos santos (apoc. 13,9). O mais poderoso
instrumento da besta negra será a besta semelhante a um cordeiro (apoc.
13,11), que nada mais é que o sucessor de João Paulo II.
O sucessor de João Paulo II, é aquele a que se refere II Ts 2,3-4: o
homem ímpio, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta
contra tudo que se chama Deus, ou que se adora, chegando a sentar-se
pessoalmente no templo Santo de Deus, e querendo passar por Deus.
Esse papa infernal, que será levado ao poder pela besta negra
(maçonaria), terá um poder como jamais visto na história, a ponto que
ninguem possa vender ou comprar, se não tiver a sua marca ou o número
do seu nome (apoc.13,17), ou seja, quem não aceitar o seu domínio não
receberá uma espécie de cartão de crédito universal, e não poderá
comprar coisa alguma em todo mundo. Atualmente, através de cartão de
crédito internacional, já se compra em qualquer parte do planeta.
O reinado do anticristo durará quarenta e dois meses (apoc. 13,5).
durante esse período a Igreja voltará a ter seus mártires, pois quem
estiver destinado à prisão, que vá à prisão, quem estiver destinado a
morrer pela espada, que morra pela espada,pois nisto repousa a
perseverança e a fé dos santos (apoc. 13-10).
Quem aceitar adorar o anticristo e receber a sua marca sob a fronte ou
na mão, beberá o vinho do furor de Deus, derramado sem mistura na taça
de sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos
Anjos, e diante do Cordeiro (apoc. (14, 9-11).
Vejamos o que diz o novo Catecismo da Igreja Católica, em seu item 675,
a respeito dessa perseguição: "Antes do advento de Cristo, a Igreja deve
passar por uma provação final que abalará a fé de muitos crentes. A
perseguição que acompanha a peregrinação dela na terra desvendará o
"mistério da iniquidade" sob a forma de uma impostura religiosa que há de
trazer aos homens uma solução aparente aos seus problemas, à custa da
apostasia da verdade. A impostura religiosa suprema é a do Anticristo,
isto é, a de um pseudomessianismo em que o homem se glorifica a si
mesmo em lugar de Deus e do seu Messias que veio na carne".
Pelo seu imenso poder, o anticristo operará maravilhas, fazendo até
mesmo descer fogo do céu sobre a terra, seduzindo os habitantes da
terra (apoc. 13-14). Ele operará um pacto com a maioria dos governantes
do mundo, fazendo com que morram todos os que não adoram a sua
imagem (apoc.13-15). O Estado de Israel não aceitará o domínio do
anticristo então todos os povos da terra se juntarão contra Jerusalém. Os
chefes de Judá então reconhecerão em seu coração que a força dos
habitantes de Jerusalém está em Deus. Destruirão à direita e à esquerda
todos os povos, e o mais fraco dos combatentes será valente como Davi
Zc12,3.5.6.8).
Essa será a maior batalha da história universal. A Bíblia fala num total de
duzentos milhões de combatentes (apoc 9-16), contra no máximo um
milhão de combatentes do Estado de Israel. Porém o pequeno Davi
novamente derrotará o gigante Golias, pois o próprio Senhor virá e lutará
contra aquelas nações (ZC 14,3). O Senhor lá do alto coordenará sua
milícia celeste contra os reis do mundo (Is24, 21-22). Leia ainda os
salmos 2 e 109, que falam desse acontecimento.
Serão usadas tantas bombas nucleares, que somente nessa batalha,
morrerá um terço da humanidade (apoc 9,18).
Se não houvesse a intervenção Divina, a raça humana se destruiria nessa
guerra, porém "logo após a tribulação daqueles dias, haverá sinais no sol,
na lua e nas estrelas: o sol escurecerá, a lua não mais terá a sua
claridade, e as estrelas cairão do céu. Na terra reinarão angústia e
consternação dos povos por causa de um estranho bramido das vagas do
mar. Serão abaladas as forças do firmamento, e os homens desfalecerão
de terror ante a expectativa do que acontecerá com o mundo. Então
aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Lamentar-se-ão todos os
povos da terra e verão a Jesus Cristo vir sobre as nuvens do céu, com
grande poder e majestade" (Mt 24,29-30: Mc 13,24-26: Lc 21,25-27).
Antes disso, haverá três dias de trevas. Vejamos o que consta dos autos
de beatificação de Santa Ana Maria Taigi: "Trevas extremamente
espessas espalhar-se-ão pelo mundo inteiro e envolverão a terra por três
dias e três noites. Durante essas trevas será absolutamente impossível
distinguir-se qualquer coisa. O ar ficará empestado por demônios, que
aparecerão sob as formas mais asquerosas; essa pestilência atingirá não
exclusivamente, mas principalmente, os inimigos da religião, ocultos ou
conhecidos, com exceção de alguns poucos que Deus converterá logo
depois.Enquanto durarem as trevas, será impossível a luz natural. Aquele
que por curiosidade, abrir a janela, olhar para fora, ou sair pela porta,
cairá morto. Durante esses dias devemos ficar em casa rezando o terço e
invocando a misericórdia de Deus. As velas bentas preservarão da morte,
assim como a invocação a Maria e aos anjos".
Leia mais sôbre os três dias de trevas em Amós 5,20; Atos 2,14 e Apoc.
6,12.
Após esses acontecimentos "haverá um novo céu e uma nova terra. Deus
habitará conosco e nós seremos o Seu povo. Ele enxugará toda lágrima de
nossos olhos, pois nunca mais haverá morte, nem luto, nem clamor, e nem
dor haverá mais. Sim as coisas antigas se foram" (apoc. 21, 1-4).
Amigo(a), esse é apenas um resumo das escrituras que indicam que a volta
do Senhor é iminente. Há inúmeras outras passagens, bem como
mensagens de Jesus e Maria que se multiplicam pela terra, ressoando
como último apelo para que acordemos de nosso sono. A primeira vinda de
Cristo estava toda prevista nas escrituras, inclusive com a indicação que
Ele nasceria em Belém de Judá. Por estarem por demais ocupados com
seus interesses, o povo daquele tempo não reconheceu o Salvador. Está
em nossas mão estarmos preparados para recebê-lo novamente.
Somos ainda, "o povo esclarecido de Deus, que haveremos de resplandecer
como as estrelas por toda a eternidade, por havermos introduzido nossos
irmãos nos caminhos da verdade" (Dan.12,2-3 e 9-10).
A grande Comandante do exército de Deus é Maria. À Ela foi confiada
novamente a preparar a vinda do Salvador. À Ela devemos consagrar
nossas vidas e nossa família, para que possamos alcançar "os novos céus e
nova terra", prometidos por
Seu Filho.

Veja a terceira professia de Fátima e visite essa página: A segunda Vinda de


Jesus e Veja como tudo se encaixa.