Você está na página 1de 27

EMPATIA

SUMÁRIO
Introdução................................................................................................03
Capítulo I – Conhecer pessoas e ter empatia.............................................06
Capítulo II – 06 Passos para praticar Empatia............................................09
Capítulo III – Desenvolvendo uma empatia ainda maior............................16
Capítulo IV – O Poder e benefícios da empatia..........................................21
Conclusão.................................................................................................25
Agradecimentos.......................................................................................26

2
INTRODUÇÃO
Do Fundo do coração

“O que eu quero na minha vida é


ver as pessoas brilharem através
do conhecimento e práticas do
poder que nelas habitam desde
que nascem.”
Frank Moraes.

3
Eu, Frank Moraes, Considero que o desenvolvimento das pessoas só ocorrerá, se mais do que
conhecimento, as pessoas estiverem motivadas a praticá-los. Assim durante a maior parte da
minha vida, duas questões tem me chamado a atenção:

Porque as pessoas desejam obter conhecimento, e quando o obtém não


praticam aquilo que aprenderam, desistem, ficam pelo caminho?

Qual o conjunto de conhecimentos que, combinados entre si, completar-se-iam


e assim, tornariam as pessoas aptas a serem desenvolvidas de forma
harmônica, e multiplicadoras do seu desenvolvimento?

Minha preocupação com essas questões, me levaram a fazer então 3 perguntas:


1ª) Todos seres humanos são espirituais, em primeiro lugar?
2ª) Todos seres humanos possuem emoções?
3ª) Todos os seres humanos, possuem talentos?
E as respostas unânimes foram: SIM!

4
Assim resolvi criar o Método EFP (Espiritual, O Método EFP nos ensina a observarmos
Família e Profissional), de Desenvolvimento cuidadosamente e sermos capazes de
Pessoal, por acreditar que os ensinamentos e identificar os diferentes comportamentos,
treinamentos nestas três áreas, combinadas aprendizados, práticas, os conhecimentos e
entre si, fortaleceriam as pessoas de tal ou a sua falta, e as condições que estão nos
maneira que passariam a conhecerem o poder afetando. Com o método é possível aprender
que habita nelas, e quais maneiras de aplicá- claramente o que de fato precisamos nos
los na sua vida cotidiana, ajudando-as a desenvolver, substituindo velhos hábitos,
reformular as maneiras pelas quais se crenças limitantes, para um novo enfoque.
comportavam diante dos conhecimentos Vamos então fazer brilhar a luz da
obtidos. consciência nos pontos em que possamos
achar aquilo que procuramos.

Isto, ao invés de serem comportamentos


repetitivos, tornam-se respostas conscientes,
pragmáticas, baseadas na consciência de que
eu posso todas as coisas, por um poder divino
que me fortalece, levando-nos a buscar com
honestidade e clareza. Ao mesmo tempo que
damos uma atenção respeitosa a nós
mesmos, escutando nossas necessidades mais
profundas.
5
CAPÍTULO I
CONHECER PESSOAS
e ter empatia

6
Uma coisa é certa, há uma diferença enorme em
conhecer outras pessoas pelo hábito do convívio
com elas e conhecê-las, tão somente num olhar,
num aperto de mão, numa atenção ao tom de
voz, na expressão facial a sua frente, no seu
modo de apresentar-se, com precisão quase
cirúrgica.

E mais, na semântica de suas palavras e a


entonação de como elas se comunicam ou ainda
uma breve quase monossilábica exclamação, mas
que está ali todos os indícios para você saber
como lidar, conviver nos próximos minutos, quiçá E para esta prática existem uma série de técnicas
por anos com aquela pessoa que você acaba de e estudos, da qual a psicologia abraça o tema
conhecer. com bastante propriedade.

E o que é mais importante, deixando sementes Então eu, após observar durante muito tempo
tais como: simplicidade, harmonia, simpatia, como as pessoas se relacionam, e enquanto
paciência, compreensão, entendimento, amor, Coach de Desenvolvimento de Pessoas,
compaixão, serenidade, cultura. Tudo isso em pesquisei, mergulhei no assunto, e descobri que
doses capazes de serem absorvidas por aquela você pode até praticar, mas não tem a
pessoa, simplesmente porque tudo isso consciência vigilante do quanto é preciso ser
você procurou enxergar nela. E esta é uma das empático e dominante nas suas emoções para
centenas formas de praticar a empatia. poder viver sua vida com empatia.
7
Então, EMPATIA (do grego "páthos", estado de alma) é a habilidade de
sentir o que os outros sentem ,e é o segredo para construir relacionamentos
significativos e conviver em paz com outras pessoas.

Alguns nascem com uma habilidade natural de sentir empatia e outros têm
mais dificuldade de se relacionar empaticamente. Se você acha que precisa
desenvolver sua empatia, há muitas coisas que pode fazer para melhorar
nesse aspecto. E é isto que este book traz e discute: o que é empatia e os
passos para tornar-se mais empático imediatamente.
8
CAPÍTULO II

6 passos para praticar


EMPATIA
9
1) Entre em contato com suas próprias emoções
É muito comum evitar sentimentos negativos.
Por exemplo: é mais divertido se distrair com a
televisão ou ir para o bar, do que sentar e
pensar sobre algo chato que aconteceu. Mas
deixar de lado essas emoções, cria uma
desconexão ou falta de familiaridade.

Como você espera sentir a tristeza de outra


pessoa quando não consegue expressar a sua
própria emoção?
Para sentir emoções junto a outras pessoas, é
preciso conseguir senti-las primeiro. Você Tire um tempo todos os dias para deixar as
está conectado com seus sentimentos? Você emoções fluírem. Em vez de bloquear os
nota quando está se sentindo feliz, triste, sentimentos negativos de maneira apressada,
bravo ou assustado? Você deixa essas pense sobre eles. Fique bravo ou com medo;
sensações virem à tona e serem expressadas? lide com os sentimentos de forma saudável,
Se você tende a reprimir suas emoções em chorando ou escrevendo seus pensamentos ou
vez de deixá-las fazer parte de sua vida, discutindo o assunto com um amigo.
trabalhe para senti-las mais profundamente.
10
2) Escute com mais atenção
Ouça o que a pessoa estiver falando e observe a inflexão na voz. Observe os pequenos
sinais que indicam como a pessoa está se sentindo. Pode ser o lábio tremendo e os olhos
brilhando. Talvez seja algo mais sutil, ela pode olhar muito para baixo ou parecer ausente.

Esqueça-se por um momento e absorva a


história das pessoas.

Não julgue enquanto escuta.


Se você começar a se lembrar de uma desavença
que teve ou se sentir crítico em relação as
escolhas da pessoa ou de qualquer forma que o
tire do momento, se esforce para voltar para o
modo bom ouvinte.

A outra pessoa quando se sentir esvaziada, irá


lhe dar a maior atenção, tão somente porque
entendeu a importância que você deu a ela. E aí
pode ter certeza esta EMPATIA vai produzir
frutos impensáveis.

11
3) Tente ser a outra pessoa

Você já leu uma história emocionante que acabou se esquecendo de si


mesmo? Você se tornou o personagem por alguns momentos e sabia
exatamente como se sentiria vendo seu pai pela primeira vez em 10 anos ou
perdendo algum ente querido?

Sentir EMPATIA pessoalmente


não é muito diferente de
quando você estiver escutando
alguém e quiser muito muito
compreender. Vai chegar um
momento que vai sentir o que a
outra pessoa está sentindo.
Você terá um lampejo do que
significa ser o outro.

12
4) Não tenha medo de ficar desconfortável
A empatia pode ser dolorosa. Absorver a dor de outra pessoa pode machucar e o
comprometimento profundo, exige um grande esforço. Talvez por a empatia esteja
desaparecendo, afinal é simplesmente mais fácil manter conversas leves e continuar na zona
de conforto. Se quiser ser EMPÁTICO, não fuja do sentimento das pessoas.
Aceite que elas terão um efeito sobre você e que poderá se sentir diferente depois. No entanto,
terás uma compreensão mais profunda sobre a outra pessoa, formando uma base para a
construção de uma conexão sólida.

13
5) Mostre à outra pessoa que você se importa com ela

Faça perguntas que demonstrem que


está escutando. Use a linguagem
corporal para mostrar que está
comprometido: faça contato visual,
incline-se um pouco, não fique inquieto,
balance a cabeça ou sorria em
momentos apropriados.

Todas estas atitudes são formas de


demonstrar empatia no momento para
que a pessoa que está compartilhando
os sentimentos, crie confiança em você.

Se estiver distraído, desviar o olhar ou der sinais de que não está prestando atenção ou
não está interessado, a pessoa vai parar de desabafar. Outra maneira de demonstrar
empatia é compartilhar algo sobre você também. Ficar tão vulnerável quanto a outra
pessoa pode gerar confiança e conexão mútuas. Abaixe sua guarda e se envolva na
conversa

14
6) Use a empatia para ajudar outras pessoas
Ser empático com alguém é uma experiência enriquecedora e é positivo
deixar que esse conhecimento adquirido influencie suas próximas ações.
Talvez isso signifique defender alguém que sofra constantes provocações, já
que agora você consegue entender melhor aquela pessoa.

A forma como você se comportará quando conhecer alguém ou seu ponto


de vista em determinados assuntos políticos e sociais pode mudar. Deixe a
empatia influenciar a maneira que se você se comporta no mundo.

15
CAPÍTULO III

Desenvolvendo uma
empatia ainda MAIOR

16
A empatia surge a partir da vontade de saber
mais sobre outras pessoas e outras
experiências. Tenha como objetivo aprender
o máximo que puder sobre outras pessoas
todos os dias.

Algumas formas de estimular sua curiosidade:


 Viaje mais;
 Saia da rotina;
 Quando visitar desconhecidos, tente passar
mais tempo com os habitantes locais e descubra
mais sobre o modo de vida deles converse com desconhecidos;
 Quando estiver sentado ao lado de alguém no ônibus, puxe assunto em vez
de enfiar a cara em um livro;
 Se você tem uma tendência a conviver com as mesmas pessoas e frequentar
os mesmos lugares sempre, dê uma variada e comece a fazer novos amigos;
 Expanda seu universo.

17
Faça um esforço maior para sentir empatia por
pessoas as quais não gosta:
Se perceber situações com as quais você exercite pouca empatia, busque
mudar como se sente ou pelo menos ter um entendimento maior sobre
pessoas e grupos os dos quais não gosta.

Assim que sentir repulsa por alguém, pergunte a si mesmo o porquê. Decida
que, em vez de falar mal ou evitar aquela pessoa, você se colocará no lugar
dela.

Descubra o que pode aprender sendo empático com pessoas das quais não
gosta. Lembre que mesmo não conseguindo chegar a um acordo, ainda é
possível sentir empatia. Você pode sentir empatia por alguém que não gosta. E
quem sabe se abrindo um pouco possa encontrar motivos para mudar de ideia
sobre aquela pessoa.

18
Pergunte às pessoas como elas se sentem:
Essa é uma maneira simples de gerar empatia no dia a dia. Em vez de evitar as
conversas emotivas, pergunte aos outros sobre seus sentimentos com mais
frequência, e ouça as respostas de verdade.

Isso não significa que toda conversa tenha que ser profunda, solene e filosófica.
Mas perguntar às pessoas como elas estão se sentindo, pode ajudar você a se
envolver verdadeiramente e realmente enxergar a pessoa com quem está
conversando.

O outro lado da moeda é responder com mais sinceridade quando alguém


perguntar como você se sente. Em vez de dizer: Bem! Quando na realidade
está triste, porque não dizer a verdade? Veja o que acontece quando você
expressa suas emoções em vez de reprimi-las.

19
Pratique a empatia com alguém de sua confiança:
Se estiver com dificuldade para descobrir se você é empático, treine com
alguém. Explique a pessoa que está tentando trabalhar essa característica para
que ela entenda.

Se você não se sair bem, peça a essa pessoa para dizer como se sente e treine o
passos acima. Diga como você se sente em relação ao que lhe contou e veja se
os sentimentos correspondem.

Se a pessoa expressou tristeza e você se sentiu triste enquanto ela estava


falando, você interpretou as emoções corretamente. Se os sentimentos não
corresponderam, talvez você deva ficar um tempo se dedicando a entrar em
sintonia com seus próprios sentimentos e praticando o reconhecimento das
emoções de outras pessoas.

20
CAPÍTULO IV
O PODER e BENEFÍCIOS
da empatia
Se você está lendo este e-book sobre empatia até aqui, saiba que eu realmente estou feliz em
estar te ajudando a tirar um peso sobre seus ombros na árdua tarefa de viver de forma
harmônica compreendendo todos a sua volta, sem ter que se anular, ou mudar sua
personalidade ou jeito de ser em qualquer um das áreas que compõe a sua existência diária:
espiritual, familiar ou profissional (onde os talentos e competências são presentes).

Mas saiba que é importante não somente compreender, mas praticar, praticar e praticar
incansavelmente os passos indicados.

21
SIMPATIA x EMPATIA
A empatia é a habilidade de sentir junto com alguém. Ela exige que você ultrapasse a
superfície e experimente as mesmas emoções que outra pessoa. Veja isso como um
compartilhamento de emoções. É fácil confundir EMPATIA com SIMPATIA, que é sentir pena
de alguém em um momento difícil e tomar uma atitude para ajudar.

Mas a empatia vai além, ao invés de sentir por alguém, você sente com alguém. O
filósofo chinês Chuang Tzu afirmou que a verdadeira empatia requer que se escute com todo
seu ser.

Clique na
imagem ao
lado e
assista ao
vídeo
sugerido ou
cole no seu
navegador o
endereço
abaixo:
https://www.youtube.com/watch?v=4pADHGRNgbI

22
"Ouvir somente com ouvidos é uma coisa, ouvir com o intelecto é outra" - Marshal B. Rosenberg.
Vamos a um exemplo, para que você E também é fundamental que você entenda
compreenda melhor: digamos que sua irmã que você pode sentir EMPATIA por qualquer
começou a chorar quando estava contando um: Não é preciso ter uma história parecida,
que o namorado terminou com ela. Vendo as pois empatia não significa dividir um
lágrimas caírem e ouvindo ela descrever o que sentimento por já ter passado pela mesma
houve, você sente sua própria garganta situação.
fechar. Você não sente apenas dó dela, mas
também sente-se triste. Isto é empatia. Aliás, é possível ter empatia por pessoas com
as quais você não tem nada em comum.
Outra forma de enxergar a empatia é como
um entendimento compartilhado, uma Um jovem pode sentir empatia por uma
habilidade de se projetar na experiência de pessoa idosa em um asilo, ainda que nunca
alguém. A ideia de tentar andar uma longa tenha passado por aquilo. Uma pessoa rica
distância usando sapatos de alguém é uma pode ter empatia por um sem teto, mesmo
boa descrição da empatia. que sempre que tenha tido casa e comida.
Você pode sentir empatia por um
Ou seja, ser empático significa compartilhar desconhecido no trem do lado da rua. Para
qualquer tipo de emoção - não precisa ser explicar de outra forma, ser empático não
negativa. É estar sincronizado com todos os significa imaginar como seria a vida de alguém
sentimentos e emoções de alguém para ter - significa realmente sentir como é a vida para
uma noção de como é ser aquela pessoa. alguém, em um nível emocional.
23
Entenda que não é preciso concordar com
alguém para ser empático: Aliás, é possível ser
empático com alguém com quem você
discorda completamente e até mesmo de
quem não gosta. Essa pessoa também é
humana e tem as mesmas emoções que você.
Pode não ser fácil, mas é possível sentir
empatia pela dor e sofrimento daquela pessoa,
assim como sentiria por alguém que ama.

Por exemplo, digamos que seu vizinho é


contrario aos seus ideais políticos e sempre diz
coisas que você considera totalmente erradas.
Mesmo se visse ele se machucando, iria acudi-
lo? Pode ser, mas o mais importante é
desenvolver a habilidade de sentir empatia por
pessoas que não gosta. A empatia ajuda a
enxergar todas as pessoas, como seres que
precisam de amor e consideração,
independente de qualquer coisa. Ela cria a
possibilidade de paz no seu mais amplo
sentido.
24
CONCLUSÃO
A conclusão a que chegamos é de que precisamos refletir sobre desenvolver de forma
contínua uma comunicação empática, que nos leva a nos entregarmos de coração. Quando
utilizamos a empatia para ouvir as necessidades mais profundas e as dos outros, percebemos
os relacionamentos sobre outro enfoque.

Vamos fazer brilhar a luz da consciência nos pontos em que possamos esperar ou achar aquilo
que procuramos. Finalmente quando utilizarmos a empatia em nossas interações, com nós
mesmos, com outra pessoa ou com um grupo, nós nos colocaremos em nosso estado
compassivo natural. Trata-se, portanto, de uma abordagem que se aplica de maneira eficaz a
todos os níveis de comunicação e a diversas situações em nossa vida e no mundo.

A saber: relacionamentos íntimos, famílias, escolas, organizações e instituições, terapia e


aconselhamento, negociações diplomáticas e comerciais, disputas e conflitos de toda
natureza. Finalmente, podemos substituir uma linguagem que implique falta de escolha por
outra que reconheça a possibilidade de escolha, pois ficamos perigosos quando não temos
consciência de nossa responsabilidade por nossos comportamentos, pensamentos e
sentimentos.

25
AGRADECIMENTOS
Encerro este e-book, agradecendo as pessoas que permanecem acreditando que só o
conhecimento e suas práticas podem levá-las a atingir sonhos, metas, objetivos.

Agradeço a minha esposa Regina Célia, minha maior incentivadora e apoiadora a este meu
projeto de vida.

Agradeço ao Wiliam Reis e Anapaula Kist, meus braços direito e esquerdo na área de
conteúdos e marketing digital sem o que não poderia estar disponibilizando estes
conhecimentos para milhares de pessoas.

Agradeço a minha mãe (in memoriam), que plantou dentro de mim o sentimento da
generosidade e o desejo ajudar a todas as pessoas, a alcançarem através do conhecimento
e da verdade possibilidades jamais imaginadas.

E finalmente agradeço ao Deus vivo, Senhor Jesus Cristo, por me mostrar, de que Ele é a
verdade, o caminho e a vida e sem Ele, este e-book não seria possível.

26
Coach e criador do Método EFP de Desenvolvimento pessoal

frankmoraes.com.br

facebook.com/FrankM.Coach

frankmoraes@frankmoraes.com.br