Você está na página 1de 4

1) Uma partícula, inicialmente em repouso no ponto A, é levada ao ponto B da calha contida

em um plano vertical, de raio igual a 2,0 m, indicada na figura. Uma das forças que agem sobre
a partícula é F, horizontal, dirigida sempre para a direita e de intensidade igual a 10 N.
Considerando a massa da partícula igual a 2,0 kg e assumindo g = 10 m/s2, determine:

a) o trabalho de F ao longo do deslocamento AB;

b) o trabalho do peso da partícula ao longo do deslocamento referido no item anterior.

2) (Vunesp-SP) Um vagão, deslocando-se lentamente com velocidade v num pequeno trecho


plano e horizontal de uma estrada de ferro, choca-se com um monte de terra e pára
abruptamente. Em virtude do choque, uma caixa de madeira, de massa 100 kg, inicialmente
em repouso sobre o piso do vagão, escorrega e percorre uma distância de 2,0 m antes de
parar, como mostra a figura.

Considerando g = 10 m/s2 e sabendo que o coeficiente de atrito dinâmico entre a caixa e o piso
do vagão é igual a 0,40, calcule:

a) a velocidade v do vagão antes de se chocar com o monte de terra;

b) a energia cinética da caixa antes de o vagão se chocar com o monte de terra e o trabalho
realizado pela força de atrito que atuou na caixa enquanto ela escorregava.

3) Na situação esquematizada na figura, a mola tem massa desprezível, constante elástica igual
a 1,0 · 102 N/m e está inicialmente travada na posição indicada, contraída de 50 cm. O bloco,
cuja massa é igual a 1,0 kg, está em repouso no ponto A, simplesmente encostado na mola. O
trecho AB do plano horizontal é perfeitamente polido e o trecho BC é áspero.
Em determinado instante, a mola é destravada e o bloco é impulsionado, atingindo o ponto B
com velocidade de intensidade VB. No local, a influência do ar é desprezível e adota-se g = 10
m/s2. Sabendo que o bloco para ao atingir o ponto C, calcule:

a) o valor de VB;

b) o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e o plano de apoio no trecho BC.

4) Uma esfera de massa 1,0 kg, lançada com velocidade de 10 m/s no ponto R da calha vertical,
encurvada conforme a figura, atingiu o ponto S, por onde passou com velocidade de 4,0 m/s:

Sabendo que no local do experimento |g| = 10 m/s2, calcule o trabalho das forças de atrito
que agiram na esfera no seu deslocamento de R até S.

5) (OBF) Um servente de pedreiro, empregando uma pá, atira um tijolo verticalmente para
cima para o mestre-de-obras, que está em cima da construção. Veja a figura. Inicialmente,
utilizando a ferramenta, ele acelera o tijolo uniformemente de A para B; a partir de B, o tijolo
se desliga da pá e prossegue em ascensão vertical, sendo recebido pelo mestre-de-obras com
velocidade praticamente nula em C.

Considerando-se como dados o módulo da aceleração da gravidade, g, a massa do tijolo, M, e


os comprimentos, AB = h e AC = H, e desprezando-se a influência do ar, determine:

a) a intensidade F da força com a qual a pá impulsiona o tijolo;

b) o módulo a da aceleração do tijolo ao longo do percurso AB.


6) Considere uma tora de madeira de massa igual a 2,0 · 102 kg, cilíndrica e homogênea,
posicionada sobre o solo, conforme indica a figura.

Adotando g = 10 m · s–2, calcule o trabalho realizado por um grupo de pessoas para colocar a
tora com o eixo longitudinal na vertical, apoiada sobre sua base.

7) O gráfico a seguir mostra a variação da intensidade de uma das forças que agem em uma
partícula em função de sua posição sobre uma reta orientada. A força é paralela à reta.
Sabendo que a partícula tem movimento uniforme com velocidade de 4,0 m/s, calcule, para os
20 m de deslocamento descritos no gráfico a seguir:

a) o trabalho da força;

b) sua potência média.

8) No esquema seguinte, F é a força motriz que age no carro e v, sua velocidade vetorial
instantânea:

Sendo F = 1,0 · 103 N e v = 5,0 m/s, calcule, em kW, a potência de F no instante considerado.

9) No arranjo da figura, o homem faz com que a carga de peso igual a 300 N seja elevada com
velocidade constante de 0,50 m/s.
Considerando a corda e a polia ideais e o efeito do ar desprezível, determine:

a) a intensidade da força com que o homem puxa a corda;

b) a potência útil da força exercida pelo homem.

10) (Mack-SP) Um corpo de massa 2,0 kg é submetido à ação de uma força cuja intensidade
varia de acordo com a equação F = 8,0x. F é a força medida em newtons e x é o deslocamento
dado em metros. Admitindo que o corpo estava inicialmente em repouso, qual a intensidade
da sua velocidade após ter-se deslocado 2,0 m?

Gabarito

1) a) 20 J; b) – 40 J

2) a) 4,0 m/s; b) 8,0 · 102 J e – 8,0 · 102 J

3) a) 5,0 m/s; b) 0,25

4) – 22 J

5)

6) 2,5 · 103 J

7) a) 5,5 · 102 J; b) 1,1 · 102 W

8) 5,0 kW

9) a) 300 N; b) 150 N

10) 4,0 m/s