Você está na página 1de 6

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS


DEPARTAMENTO DE ANTROPOLOGIA

Disciplina: ANTROPOLOGIA: DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS


Período Letivo: 2018/1
Professor Responsável: SERGIO BAPTISTA DA SILVA
Sigla: HUM 05021
Turma: U
Créditos: 4
Carga Horária: 60

DROPBOX:
https://goo.gl/SaABjM

Súmula: Principais abordagens teóricas da Antropologia, apresentando e discutindo a


Escola Sociológica Francesa, o estrutural-funcionalismo, o estruturalismo, a
Antropologia britânica nos 50s e 60s do séc. XX e a Antropologia simbólica nos EUA.
A antropologia no contexto atual e suas interfaces com outras áreas do conhecimento.

Objetivos: Esta disciplina visa a contribuir para a formação teórica do(a)s aluno(a)s de
graduação em Ciências Sociais, através do exame crítico de alguns dos principais
autores clássicos da Antropologia e de estudiosos comentadores contemporâneos. O
programa está norteado por uma abordagem histórica, privilegiando tradições nacionais
que funcionam ao modo de paradigmas no interior de uma matriz disciplinar. O objetivo
principal é o de construir junto com o(a) aluno(a) quadros compreensivos para a
identificação de argumentos constitutivos das diversas abordagens teóricas,
qualificando-o(a) para posicionar-se em relação a elas.

Avaliação: A avaliação constará dos seguintes itens: 1) dois exercícios de produção


textual. 2) Preparação e apresentação em grupo de duas sessões, na forma de seminário;
3) Assiduidade, pontualidade e participação em sala de aula. EPT I – 40%; EPT II –
40%; Seminários e participação – 20%.

Método de trabalho: Apresentação oral dos temas, leituras dos textos, elaboração de
fichas de leitura, discussões em sala de aula, exercícios de produção textual e
organização em grupo de seminários.

Experiências de Aprendizagem: Leitura da bibliografia; apresentações de seminários;


dois exercícios de produção textual sobre os conteúdos trabalhados

Critérios de Avaliação: A avaliação será realizada através da observância dos seguintes


critérios por parte dos alunos: apresentação e discussão dos textos nos seminários
propostos; participação em aula, nos seminários e nas atividades práticas; frequência;
confecção dos exercícios de produção textual sobre conteúdos desenvolvidos.
Atividades de Recuperação Previstas: A produção dos materiais realizados pelo corpo
discente será constantemente avaliada pelo professor, com comentários e sugestões
endereçadas aos alunos, visando o aperfeiçoamento dos materiais elaborados. Além
disso, ao final do semestre, está previsto um encontro exclusivo para recuperações.

Conteúdos programáticos:

1º. Encontro – 07/03: Apresentação da disciplina, do programa, do seu


funcionamento, avaliação, discussão sobre a bibliografia proposta, organização dos
seminários e critérios de avaliação.

2º, 3º, 4º e 5º Encontros: Émile Durkheim e Marcel Mauss. Representações


coletivas, sagrado, formas primitivas de classificação e dádiva. Gabriel Tarde
revisitado.

14.03

LÉVI-STRAUSS, Claude. “O que a etnologia deve a Durkheim.” In: Antropologia


Estrutural II. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1976. Pp. 52-56.

Textos para seminário:


RODRIGUES, José Albertino (org). Émile Durkheim. SOCIOLOGIA. Coleção
Grandes Cientistas Sociais. São Paulo, Ática, 2003.
Introdução: A Sociologia de Durkheim por J.A. Rodrigues. Pp7-38.
Parte III. Religião e conhecimento;
14. Sociologia da religião e teoria do conhecimento; Pp. 147-160
15. Sistema cosmológico do totemismo; Pp.161-165

21.03

LÉVI-STRAUSS, Claude. Introdução à obra de Marcel Mauss. In: MAUSS,


Marcel Sociologia e Antropologia. São Paulo: EDUSP, 1974. (p. 1-36)

Texto para seminário:


MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva. Forma e razão da troca nas sociedades
arcaicas. In Sociologia e Antropologia, v. II. São Paulo, EPE/EDUSP, [1923/24] 1974.
Pp. 37-67.

28.03

CARDOSO DE OLIVEIRA Roberto. Introdução a uma leitura de Mauss. In


CARDOSO DE OLIVEIRA Roberto. Mauss. Coleção Grandes Cientistas Sociais.
São Paulo: ed. Ática. Introdução.
Textos para seminário:

MAUSS, Marcel. Efeito físico no indivíduo da ideia de morte sugerida pela coletividade
– Austrália, Nova Zelândia. In op. cit. [1926]. pp. 185-208.

____. Uma categoria do espírito humano: a noção de pessoa, a noção do ‘eu’. In ____.
Sociologia e Antropologia, v. 1. São Paulo, Perspectiva, EPE/EDUSP, [1938] 1974. pp.
207-241.

04.04

Textos para seminário:


VARGAS, Eduardo Viana. Multiplicando os agentes do mundo: Gabriel Tarde e a
sociologia infinitesimal. Resenha de Gabriel TARDE. Monadologia e sociologia.
Tradução de T. S. Themudo. Petrópolis, Vozes, 2003. 110 páginas. Revista Brasileira
de Ciências Sociais, vol. 19, nº. 55, 172-176.

GONÇALVES, Márcio Souza & CLAIR, Ericson Saint. Antes Tarde do que nunca:
notas sobre as contribuições de Gabriel Tarde para a análise da articulação entre
comunicação e cultura. Revista Galáxia, São Paulo, n. 14, p. 137-148, dez. 2007.

6º. Encontro -11.04: Alfred Reginald Radcliffe-Brown – Função, Estrutura e


Organização Social

KUPER, Adam. Antropólogos e Antropologia. Barcelona, Anagrama, 1973. II.


Radcliffe-Brown. Pp. 51-86.

Textos para seminário:


RADCLIFFE-BROWN, Alfred Reginald. Estrutura e função na sociedade
primitiva. Petrópolis: Vozes, 1973.
Introdução; 9-20
Sobre o conceito de função em Ciências Sociais (p.161-168);
Sobre estrutura social (p.169-182)

7º. e 8º. Encontros: Evans-Pritchard. Os Nuer e os Azande. A lógica segmentar


das linhagens, a interpretação sociológica da feitiçaria.

18.04

KUPER, Adam. Antropólogos e Antropologia. Barcelona, Anagrama, 1973.


III. As décadas de 1930 e 1940. Da função à estrutura. Pp. 87-119.
Vídeo: Estranhos no exterior: Estranhas crenças (Sir Edward Evans Pritchard).
Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=iVl3bscoN2k
Textos para seminário:
EVANS-PRITCHARD E.E. Os Nuer. São Paulo: Perspectiva, [1940], 1999. 2.ed.
Introdução (p.5-21);
Cap. 3 – Tempo e espaço (p. 107-150);
Cap. 4 – O sistema político (p. 151-200).

25.04

Textos para seminário:


EVANS-PRITCHARD E.E. Bruxaria, oráculos e magia entre os Azande. Rio de
Janeiro: Jorge Zahar, [1937], 1978.
Introdução, Caps. I, II e III.

9º. Encontro – 02.05: Exercício de produção textual 1, em sala de aula

10º. e 11º. Encontros: Aspectos da Antropologia Estrutural de Claude Lévi-Strauss

09.05

Entrevista: Claude Lévi-Strauss. Grandes pensadores del siglo XX. Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=c_o6OuEALAc&t=1613s
Textos para seminário:
LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia estrutural. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro,
1996. 5. ed.
Cap. IX. O feiticeiro e sua magia [1949]. Pp. 193-213;
Cap. X. A eficácia simbólica [1949]. Pp.215-236.

16.05
Textos para seminário:
LÉVI-STRAUSS, Claude. As estruturas elementares do parentesco. Petrópolis:
Vozes, 2009.
Prefácio, Caps. 1, 3, 4 e 5.

12º. encontro: 23.05 - Louis Dumont. Individualismo.


Textos para seminário:
DUMONT, Louis. O individualismo. Uma perspectiva antropológica da ideologia
moderna. Rio de Janeiro: Rocco, 1985. Gênese, I. Pp. 35-71.
13º. e 14º. Encontros: Revisões do culturalismo. Antropologia Simbólica. Geertz e
Sahlins

30.05
Cliford Geertz. Interpretativismo.

KUPER. Adam. Cultura: a visão dos antropólogos. Bauru: EDUSC, 2002.


Cap. 3 - Clifford Geertz: cultura como religião e como grande ópera. Pp. 105-159.

Textos para seminário:


GEERTZ, Clifford. A interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.
Cap. 1 - Uma descrição densa. Por uma teoria interpretativa da cultura; Pp. 13-44;
Cap. 8 – Pessoa, tempo e conduta em Bali; Pp. 225-277.

06.06
Marshall Sahlins – Antropologia simbólica; Antropologia e História; Antropologia
e Parentesco.

Entrevista (não tem legenda): Marshall Sahlins: Anthropology.


https://www.youtube.com/watch?v=O0S0jN1wb3Q

KUPER. Adam. Cultura: a visão dos antropólogos. Bauru: EDUSC, 2002.


Cap.5 - Marshall Sahlins: história como cultura; Pp. 207-286.

SAHLINS, Marshall. Cultura e Razão Prática. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.


Cap. 2 – Cultura e razão prática: dois paradigmas da teoria antropológica; Pp. 68-142.

Textos para seminário:


SAHLINS, Marshall. Ilhas de História. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 1990.

Introdução; pp. 7-21;

Cap. 5 – Estrutura e História; Pp. 172-194.

15º. Encontro: Revisões do Estrutural-funcionalismo. A Escola Britânica.


Simbolismo e ritual.

13.06
Textos para seminário:
TURNER, Victor. O processo ritual. Estrutura e anti-estrutura. Petrópolis: Vozes,
1974. Cap.3 - Liminaridade e “Communitas”; Pp. 116-159.
DOUGLAS, Mary. Pureza e perigo. São Paulo: Perspectiva. 1976. Pp. 11-158; 193-
215.

16º. encontro. 20.06: Bourdieu.

Animação de 12 minutos: Pierre Bourdieu - Cultura del Poder. Disponível em:


https://www.youtube.com/watch?v=qgkLuEESV2g
Entrevista: Pierre Bourdieu. Grandes pensadores del siglo XX. Disponível em:
https://www.youtube.com/watch?v=_BkO_wjL-LM

Textos para seminário:

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Capítulo I (Sobre o Poder Simbólico).


Disponível em:
http://lpeqi.quimica.ufg.br/up/426/o/BOURDIEU__Pierre._O_poder_simb
%C3%B3lico.pdf

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo, Perspectiva, 2003.
Introdução, organização e seleção por Sergio Miceli. Capítulos 7 (Reprodução social e
reprodução cultural) e 8 (Estrutura, habitus e prática). Pp. 295 a 361.

17º. Exercício de Produção Textual 2. 27.06. Em sala de aula.

18º. Atividades de Recuperação. 04.07, se necessário