Você está na página 1de 2

EXERCÍCIOS

5. Em relação aos aspectos linguísticos do texto


CG1A2AAA, julgue os itens a seguir.
I A correção gramatical e o sentido original do
texto seriam mantidos caso se substituísse “foi
adotada” (l.1) por se adotou.
1. Com relação ao trecho “incendiar-me a II A oração “apertar a tecla branca” (l.5) exerce,
fantasia” (ℓ.10), do texto 1A9AAA, é correto no período em que ocorre, a função de
interpretar a partícula “me” como o complemento da forma verbal “basta”.
a) agente da ação de “incendiar”. III A correção gramatical do texto seria mantida
b) paciente da ação de “incendiar”. caso o trecho “devem se lembrar” (l. 14 e 15)
c) prejudicado pela ação de “incendiar”. fosse reescrito de qualquer uma das seguintes
d) possuidor de “fantasia” formas: devem-se lembrar ou devem lembrar-se.
e) destinatário de “fantasia”.
Assinale a opção correta.
a) Apenas o item I está certo.
b) Apenas o item II está certo.
c) Apenas o item III está certo.
d) Apenas os itens I e II estão certos.
e) Apenas os itens II e III estão certos.

2. Nos trechos “lhe impõe” (l.17) e “lhe atribui”


(l.19), o pronome ‘lhe’ refere-se a “palavra” (l.16),
de modo que seriam gramaticalmente corretas as
reescritas impõe a ela e atribui a ela.
6. A retirada do pronome oblíquo na oração “ele o
possuiu inteiramente” (l.52) preservaria a
correção gramatical e o sentido original do texto.

7. Tendo o pronome oblíquo sentido possessivo


em “sem consultar-lhe as preferências” (l.63), tal
3. No último parágrafo do texto CG1A1CCC, a trecho poderia ser substituído por sem consultar
forma pronominal “la”, em “apontá-la” (ℓ.19), as suas preferências, mantendo-se, com isso, a
retoma correção gramatical e o sentido do texto.
a) “a ruína da justiça” (ℓ.14).
b) “autoria incontroversa” (ℓ.18).
c) “ação dos homens públicos” (ℓ.15).
d) “falta de punição” (ℓ. 17 e 18).
e) “a mais grave de todas as ruínas” (ℓ.16).

8. No segundo parágrafo do texto CG1A1AAA, o


pronome “lhe” (l.18) faz referência a
4. Seriam mantidos o sentido original do texto e a) “Estado” (l.16).
sua correção gramatical caso o trecho “a ela não b) “portador de direitos e deveres” (l.17).
se resume” (l.36) fosse substituído por não lhe c) “nacionalidade” (l.19).
resume. d) “teoria constitucional moderna” (l.15).
e) “cidadão” (l.15).

9. O sentido original e a correção gramatical do


texto seriam mantidos caso a oração “Peço
sempre a Deus que me livre de semelhante
tentação” (l. 16 e 17) fosse reescrita da seguinte
forma: Rogo-lhe constantemente que Deus me 13. Em “servindo para avaliar-lhes o valor” (l.6-7),
livre de semelhante tentação. o pronome “lhes”, que retoma “outros produtos”
(l.6), equivale, em sentido, ao pronome seu.

10. No texto, o pronome “se”, em “dizia-se” (l.14),


equivale, em sentido, à expressão a si mesma. 14. O pronome “os”, em “os levou consigo” (l.11),
poderia ser corretamente substituído por lhes.

11. O pronome “o”, na oração “nenhuma


revolução ou movimento o fez” (L.19), remete à
ideia expressa no predicado da oração 15. No segundo parágrafo, os termos “suas” ( l.6),
imediatamente anterior. “-o” — em “coloca-o” ( l.6) — e “sua” ( l.8) exercem
a função de pronomes e estabelecem uma cadeia
de coesão com o referente “secretário escolar” (
l.1).

16. Se, devido a uma hipotética alteração na


redação do texto, o termo sublinhado no trecho
“carecedor de trabalhadores aptos a desempenhar
atividades de maior grau de intelectualização”
(l.4-5) tivesse de ser substituído por um pronome,
seria gramaticalmente correta a seguinte reescrita
desse trecho: carecedor de trabalhadores aptos a
desempenhá-las.

12. A forma pronominal “lo”, em “fazê-lo” (l.4),


refere-se a “tema” (l.3), e as formas “as” e “lhes”
(l.14) referem-se a “organizações” (l.14).

Gabarito: 1D 2C 3B 4E 5C 6C 7C 8E 9E 10C 11C


12E 13C 14E 15C 16C