Você está na página 1de 26

E.

E ANTONIO PADILHA

Mariah Paula Rocha Rosa n-31 6 ano A

1
SUMARIO

2
INTRODUÇÃO

Neste trabalho, aprenderemos mais sobre o lugar onde


vimemos, ou seja a historia de Sorocaba, conheceremos
melhor os principais pontos turísticos que ajudam a
contar a historia de nossa cidade, desde quando o
bandeirante Baltazar Fernandes fundou Sorocaba . O
objetivo deste trabalho, é nós sabermos da historia do
lugar onde vivemos ,pois, é muito bom nós sabermos da
historia de nossa cidade,.Neste trabalho, eu utilizei folhas
de almaço, folhas de sulfite, canetas azul e vermelha,
computador, internet e sites de pesquisa.

3
DESENVOLVIMENTO

-Século XVIII: Fundação de Sorocaba

( A FUNDAÇAO) - Os Tupiniquins foram os primeiros


habitantes da região de Sorocaba. Passava por lá, onde
hoje seria a cidade, o caminho indigena utilizado tambem
por Bandeirantes e Missionarios que se dirigiam ao Sul e
Oeste além do Litoral. Afonso Sardinha, seu filho e
Clemente Alvares estiveram procurando ouro no morro
Araçoiba. Encontraram minério de ferro e comunicaram
ao Governador Geral a descoberta. Este esteve em 1599
na região, onde levantou um pelourinho, simbolo do
poder real, na nova Vila de Nossa Senhora de Monte
Serrat.

4
Nada encontrando, após seis meses, D. Francisco retirou-
se, tendo início à decadência da Vila, que acabou por se
mudar, por ordem do mesmo Governador, em 1611, para
Itavuvu, ficando sob a invocação de São Felipe, em
homenagem ao rei da Espanha. Também esta povoação
teve vida efêmera.

Os paulistanos percorriam os ramais do Peabiru à caça de


índios para escravizá-los. Entre os "caçadores", estava o
Capitão Baltazar Fernandes (O Rebelde), que ganhou esta
região em forma de sesmaria. Em 1654, Baltazar
Fernandes e seu genro, o Capitão André de Zunéga Y Leon
(O Forasteiro), a mando da Camarilla do Rio de Janeiro
mudaram-se para a região. Em data não registrada,
Baltazar Fernandes e sua família, mais os escravos índios,
chegaram à região para o seu povoamento e posse. O
primeiro documento oficial de que se tem notícia é o
testamento de Isabel de Proença, segunda esposa de
Baltazar Fernandes, de 28 de novembro de 1654, quando
aparece pela primeira vez o nome da "Fazenda de
Sorocaba". O pesquisador Rogich Vieira acredita
fielmente que o povoamento deu-se logo após a
frustrada aclamação de Amador Bueno, como "Rei de São
Paulo", em abril de 1641.

5
Fernandes garantiu a fundação doando aos Monges de
São Bento, de sua Parnaíba, a capela de Nossa Senhora da
Ponte e outros bens.

Já tendo construído a Igreja de Nossa Senhora da Ponte,


atual Igreja de Sant'Ana, do Mosteiro de São Bento e sua
casa de moradia, no Lajeado, Baltazar Fernandes garantiu
a fundação do novo povoado, doando aos Monges de São
Bento, de Parnaíba, muitas glebas de terra, a capela de
Nossa Senhora da Ponte e outros bens, com a condição
de que construíssem o convento e mantivessem escola
para quem desejasse dedicar-se aos estudos.

Isso atraiu para a nova paragem muitos moradores


espalhados pela região, auxiliando o povoamento e
motivando a vinda de novos habitantes para a localidade.

Ps: falta “as paisagens que remeiam a fundação de


Sorocaba” ,falar com alguem me dar um site qur fala
sobre isso.

(DESBRIÇAO SOBRE O MOVIMENTO BANDEIRISMO)

Bandeirismo foi um movimento realizado pelos


bandeirantes que queriam ampliar suas áreas de
dominação, que se resumiam apenas às terras paulistas.

6
A partir desse movimento, pretendiam chegar a outros
estados brasileiros como Rio Grande do Sul, Mato Grosso,
Goiás e Minas Gerais

O bandeirismo aconteceu durante quase todo o século


XVII, ao mesmo tempo em que outro movimento
importante na história brasileira: as entradas. Embora a
pretensão de ambos os movimentos fossem parecidas, as
entradas tinham como característica principal não
ultrapassar os limites impostos pelo Tratado de
Tordesilhas, enquanto o bandeirismo não se importava
em trair o acordo.

PS:FAZER A BIOGRAFIA DE BALTAZAR FERNANDES QUE ESTA


NO MEU CADERNO DE LIÇAO DE CASA DE LINGUA PORTUGUESA,
REVISAR E FAZER UM RESUMO DELA.

-SECULO XVII\ PARTE DO SECULO XIX


(ENTRE 1733 A PAUCO MAIS DE 1850)

(o tropeirismo)

7
O Tropeirismo, que em Sorocaba teve início por volta de
1750, com a instalação do Registro de Animais em
Sorocaba, tornando-se uma sistemática passagem de
tropas xucras ou arreadas e, consequentemente, a
realização de grandes feiras, famosas em todo o país e
que normalmente, duravam de dois a três meses. Isso se
deve a localização privilegiada de Sorocaba.

Caracterizou-se pelo uso generalizado do lombo de


animal, equino ou muar – especialmente este – para o
transporte de cargas. O que hoje é feito por caminhões,
era, então, feito por esses animais. Eram as tropas
arreadas, um conjunto de 8 a 10 animais, equipados com
cangalhas, nas quais eram penduradas as canastras e ou
bruacas, contendo mercadorias.

O tropeiro tornou-se o responsável direto pela circulação


de produtos destinados à exportação e pelo
abastecimento das regiões interioranas. Era ainda, o
emissário oficial, transmissor de notícias, intermediário
de negócios e protetor dos viajantes, além disso, também
traziam do sul do país até Sorocaba tropas xucras ou
soltas, que eram domadas por famosos peões e vendidas
nas feiras realizadas.

8
As Feiras de Muares eram realizadas nos meses de abril a
junho, além de compradores, ricas famílias da capital e
das cidades vizinhas vinham a procura de produtos e de
divertimento.

Durante a realização da feira, Sorocaba se tornava uma


cidade agitada, mais movimentada do que muitas capitais
da Província. Os poucos hotéis ficavam cheios, muitas
pessoas acomodavam-se na casa de amigos, em alpões e
telheiros. Sorocaba se enchia de artesãos, mascates e
vendedores ambulantes, muitos vindos da Corte para
aqui fazerem suas vendas. O clima era festivo, com
companhias de teatro, circos, cavalhadas, corridas de
cavalo, bebidas, jogos, música, mulheres, negócios, e a
geração de muito dinheiro.

-SECULO XIX – IMPLANTAÇAO DA


ESTRADA DE FERRO SOROCABANA.
A 10 de julho de 1875 é inaugurada a Estrada de Ferro
Sorocabana. Em recompensa pelos serviços prestados,
Maylasky foi mais tarde agraciado por D. Pedro II, com o
título de "Visconde de Sapucahy". Após quase dez anos
de incansáveis lutas, retirou-se da Diretoria da Estrada
em 1880.

9
PS: FALAR COM ALGUEM SOBRE “AS PESSOAS
ENVOLVIDAS NESSA INPLANTAÇAO”

(O LEGADO QUE A ESTRADA DE FERRO DEIXOU


PARA SOROCABA)PS:Esse era para ser depois do
próximo)
Depois de muitas ampliações em suas linhas, em
1907 a ferrovia foi arrendada para a "The Sorocaba
Railway Co.", empresa de capitais ingleses. Em
1918, passou à propriedade do Estado de São
Paulo, até que um acordo permitiu sua incorporação
à RFFSA e posteriormente a sua privatização.
Porém, a Estrada de Ferro Sorocabana foi um dos
fatores que mais colaboraram para o grande
desenvolvimento industrial local, tornando-o no que
é hoje: um dos maiores Parques Industriais do
interior de São Paulo.

(A IMPORTANCIA DESSA ATIVIDADE OARA A


CIDADE DE SOROCABA)
Esse crescimento industrial iniciou-se, principalmente,
após o término da Guerra, quando os americanos
principiaram novamente as plantações de algodão em
quantidade suficiente para exportação, fazendo a

10
matéria-prima brasileira menos procurada. Com a menor
exportação e os preços aviltados, os sorocabanos
endinheirados começaram novamente a pensar no
aproveitamento local do algodão e assim Manoel José da
Fonseca, em 2 de dezembro de 1882, inaugurou sua
Fábrica de Tecidos Nossa Senhora da Ponte. Logo, em
1890, apareceram as Fábricas de Santa Rosália e
Votorantim, e a seguir muitas outras, tornando Sorocaba
uma cidade industrial.

PS: COLOCAR A “BREVE” BIOGRAFIA DE LUIZ MATEUS


MAYHASKY QUE ESTA NO MEU CADERNO DE LÇAO DE
CASA DE LINGUA PORTUGUESA

UMA BREVE MENSAO SOBRE A REVOLUÇAO LITERAL DE


1842
Em São Paulo, a oposição à legislação conservadora do
governo central evoluiu para uma revolta armada. O
pretexto para a rebelião paulista foi a substituição do
Coronel Rafael Tobias de Aguiar[3], Presidente da
Província, pelo Barão de Monte Alegre, José da Costa
Carvalho.

11
A revolta liberal eclodiu na manhã de 17 de maio de
1842, na cidade paulista de Sorocaba – cuja câmara
aprovou, por aclamação, o nome de Tobias de Aguiar
como Presidente da Província –, agitação que se estendeu
às cidades de Taubaté, Pindamonhangaba, Silveiras e
Lorena. Os rebeldes conseguiram também o apoio do
padre Diogo Feijó e de Nicolau Vergueiro – senadores e
ex-regentes do Império – além da população de algumas
vilas, entre elas Itapetininga, Itu, Porto Feliz e Capivari.

UMA “BREVE” BIOGRAFIA DE RAFAEL TOBIAS DE AGUIAR


QUE ESTA NO MEU CADERNO DE LIÇAO DE CASA DE
LINGUA PORTUGUESA.

A PARTIR DO SECULO XIV-


INDUSTRIALIZAÇAO.

A indústria têxtil de antigamente e sua importância.

ndústrias têxteis de origem inglesa instalaram-se na


cidade e tornaram-na conhecida como a Manchester
Paulista. Foi pelos trilhos da velha Sorocabana que
chegou o progresso e logo o pequeno vilarejo desdobrou

12
seu espaço, multiplicou sua população, passou a cidade,
chegou a município e acabou investida na condição de
Comarca.
O declínio da indústria têxtil fez com que a cidade
buscasse novos caminhos e, a partir da década de 1970,
diversificou o seu parque industrial, hoje com
aproximadamente 1.500 empresas, entre elas algumas
principais do país. A história de Sorocaba está presente
em edifícios seculares, verdadeiras relíquias da
arquitetura, como o Mosteiro de São Bento, com suas
paredes de taipa; a Igreja Catedral, a Casa da Marquesa
de Santos (Museu Histórico Sorocabano), o Casarão de
Brigadeiro Tobias, Estação Ferroviária, entre outros.

COMO A CIDADE DE SOROCABA FICOU CONHECIDA COM


A IMPLANTAÇAO
Durante praticamente todo o século XX a cidade de
Sorocaba foi (re)conhecida como Manchester Paulista,
desde que, em 1903, o engenheiro Alfredo Maia atribuiu-
lhe tal título, em virtude das semelhanças entre esta
cidade do interior paulista e a inglesa Manchester – uma
das pioneiras na implantação de extenso parque
industrial ainda nos primeiros anos da Revolução
Industrial e em que, tal como em Sorocaba, a indústria
têxtil predominava.

13
ONDE SE ENCONTRA OS PREDIOS DAS ANTIGAS
INDUSTRIAS TEXTIS E QUAIS AS MUDANÇAS
OCORRERAM.
A fabrica de tecidos de santa rosalia foi convertida em
super mercado Extra, a fabrica de tecidos de santa maria
foi demolida ,a fabrica de nossa senhora da ponte foi
costituída no shopping Patio Ciane e a fabrica de santo
antonio no terminal santo antonio.

A historia da real fabrica de ipanema

Sua fundação
D. Rodrigo de Souza Coutinho, ministro de D. João VI,
encarregou Varnhagen e Martim Francisco de Andrada e
Silva de projetar uma Fábrica de Ferro moderna que
aproveitasse o minério de Araçoiaba. O projeto foi
concluído em julho de 1810, orçado em 60 contos de réis.
A proposta enfatizava a necessidade de trazer técnicos
europeus experientes na técnica siderúrgica.

A empresa foi criada através de Carta Régia[3] de 4 de


dezembro de 1810, como uma sociedade de capital
misto, com 13 ações pertencentes à Coroa Portuguesa e

14
47 a acionistas particulares de São Paulo, do Rio de
Janeiro e da Bahia.

Para implantá-la foi criado o Distrito do Ipanema e trazida


para a região uma equipe de técnicos sueca, contratada
em dezembro de 1809, liderada por Carl Gustav Hedberg.

Além da presença de jazidas de magnetita, foram


decisivos para a escolha do local, a abundância de
madeira que alimentaria os fornos, e de água, força
motriz por excelência até meados do século XIX.

Em 1815, Hedberg foi substituído pelo alemão Ludwig


Wilhelm Varnhagen, incumbido de construir os altos
fornos da fábrica, inaugurados em 1818. Duas campanhas
de fusão foram realizadas, um com duração de 3 meses e
outra com duração de sete meses.

Em 1820, José Bonifácio visitou a Fábrica e redigiu uma


Memória, com críticas à arquitetura funcional dos altos
fornos.[4]

15
Dos altos-fornos da Real Fábrica de Ferro de Ipanema sob
a direção de João Bloem saíram muitos dos artigos
necessários ao Brasil do século XIX, de panelas de ferro a
maquinário para engenhos de açúcar e café, gradis, ,
escadas, luminárias, etc., com artigos premiados em
feiras nacionais e internacionais, à época.

Sua importância para Sorocaba

A Fábrica vive um momento de crescimento e


investimento sob a direção do Coronel Mursa, entre 1865
e 1890. Com as reformas introduzidas nos perfis internos
dos altos-fornos, dobrou a produção diária de ferro gusa.
Os operários austríacos que trouxe em 1878 permitiram
introduzir um novo processo de refino do ferro, o
processo estiriano, mais eficiente. Uma das técnicas que
Mursa utilizou para garantir suporte econômico para o
empreendimento foi a distribuição de coleções de
objetos ligados a fabricação do ferro em Ipanema. Uma
caixa desses objetos pode ser vista no Museu
Republicano de Itu[5] e outra faz parte do acervo do
Museu Nacional,[6] no Rio de Janeiro.

16
Considerada o berço da siderurgia nacional, a Real Fábrica
de Ferro de Ipanema conserva menos de 20% de seu
conjunto original. Os seus altos-fornos geminados
existem até hoje e encontram-se sob a guarda do ICMBio,
por meio da Floresta Nacional de Ipanema, em Iperó. Os
três altos fornos foram escaneados interna e
externamente em 2015 (por equipe da Universidade de
Ferrara, Itália) e em 2016 (por equipe da Universidade de
São Paulo), permitindo uma análise do vazio interior de
cada um deles.[7]

Colocar a “breve” biografia de Francisco Adolfo de


vanhagem

MONUMENTOS HISTORICOS.

Biblioteca Infantil
A Biblioteca Infantil Municipal "Renato Sêneca de Sá
Fleury" está instalada em prédio tombado pelo Conselho
do Patrimônio Histórico de Sorocaba. Sua construção data
de 1897.
É o único imóvel público do Centro que mantém as
características do final do século XIX, além do jardim

17
interno e quintal, com um Circo e Cozinha Caipira,
utilizados para atividades culturais, cursos e
apresentações artísticas. Seu acervo reúne diversos livros,
revistas, gibiteca, fonoteca e brinquedoteca.

A Biblioteca Municipal em Sorocaba


Biblioteca Municipal

O acervo reúne obras raras da literatura e valioso


material sobre a memória de Sorocaba, com livros,
jornais, revistas, entre outras publicações. Dispõe de mais
de 4 mil volumes em livros impressos no sistema Braile e
390 títulos de livros falados.

Estação Ferroviária em Sorocaba


Estação Ferroviária

A Estação Ferroviária foi inaugurada em 1875, como o


ponto final da Estrada de Ferro Sorocabana que, não por
acaso, tem esse nome: a ideia original dos donos era ligar
Sorocaba a São Paulo pelo caminho mais curto. A
Sorocabana teve grande importância para o
desenvolvimento econômico de Sorocaba e do Brasil,

18
principalmente entre o final do século XIX e o início do
XX.

A Prefeitura de Sorocaba recebeu o direito de uso do


prédio histórico e dos dois armazéns anexos à estação da
antiga Rede Ferroviária Federal, em 2006.

Endereço: Av. Afonso Vergueiro, s/nº, Centro.

Flona de Ipanema em Sorocaba

Flona de Ipanema

Localizada atualmente no município de Iperó, a Floresta


Nacional de Ipanema (Flona) tem importância histórica
para Sorocaba, anos antes da fundação da cidade. Afonso
Sardinha, seu filho homônimo e o técnico em minas
Clemente Álvares, por volta de 1589, começaram a
procurar ouro no Morro de Araçoiaba.

19
A extração de minério de ferro no local originou a
primeira siderúrgica da América Latina, a Real Fábrica de
São João de Ipanema, fundada em 1818 pelo o sueco
Frederico Luiz Guilherme de Varnhagem, período em que
a área se encontrava no território de Sorocaba.

Decretada Floresta Nacional em 1992 pelo Instituto


Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais
Renováveis (Ibama), a Flona oferece mais de 5 mil
hectares de Mata Atlântica, com trechos de Cerrado e
Várzea, trilhas ecológicas, visitas aos altos fornos e
construções históricas, o primeiro Cemitério Protestante
do Brasil, entre outras atrações.

Endereço: Acesso pela saída 99-B da Rodovia Castello


Branco ou pelo Km 112 da Rodovia Raposo Tavares

A Largo do Rosário em Sorocaba


Largo do Rosário

20
A Praça "Dr. Ferreira Braga", o Largo do Rosário, é um dos
locais de lazer mais antigos de Sorocaba. O espaço servia
de parada para os tropeiros durante o século XIX.

Uma fonte luminosa foi implantada no local em 1954,


doada por imigrantes sírios-libaneses, em comemoração
ao Terceiro Centenário de Sorocaba.

A praça conta com árvores antigas de grande porte, das


espécies sibipiruna e falsa seringueira, canteiros com
flores, plantas e arbustos e bancos, fabricados com ferro
fundido e madeira, que lembram modelos antigos.

O local também possui um busto de bronze homenageia


o patrono Antônio José Ferreira Braga, conhecido como
"Dr. Braguinha". Advogado, viveu entre os anos de 1845 e
1908, tendo atuado também como promotor público,
deputado da Província de São Paulo e jornalista.

Endereço: entre as ruas Souza Pereira e Monsenhor João


Soares, no Centro.

O Mercado Municipal em Sorocaba

21
Mercado Municipal

O Mercado Municipal foi inaugurado em 1938 como


principal centro comercial de Sorocaba. Construído em
estilo art-decó, o prédio substituiu outro que existia no
local, que já não comportava o volume de mercadorias.

Considerado um dos cartões-postais da cidade, o


Mercado vende uma grande variedade de produtos,
como frios, laticínios, açougue, peixaria, grãos,
hortifrutigranjeiros, especiarias, entre outros.

Ao lado do Mercado, na Praça Nicolau Scarpa, encontra-


se a Torre do Relógio, doada pela comunidade japonesa
em 1954, durante as comemorações do Terceiro
Centenário de Sorocaba.

SOROCABA HOJE.

Falta coisas

22
LISTA DOS PRFEITOS DE SOROCABA(NÃO CONSEGUI
COLAR ENTAO É SÓ COPIAR DO SITE)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_prefeitos_de_Soro
caba

O quanto Sorocaba creceu ao longo do tempo

Com um projeto de expansão iniciado pelo governo


municipal em 1997, a cidade vem passando por diversos
projetos de urbanização, tornando-se, hoje, uma das mais
desenvolvidas do país. Sorocaba recebeu urbanização de
ruas e avenidas, se preparando para o tráfego intenso
que recebe diariamente, principalmente de veículos de
outras cidades.

==

23
REFERENCIAS

24
A FUNDAÇAO DE SOROCABA :
http://wilson-ribeiro.blogspot.com.br/2013/03/sorocaba-
historia-ilustrada-do-municipio.html

O BANDEIRISMO (FUNDAÇAO DE SOROCABA):


https://www.resumoescolar.com.br/historia-do-brasil/o-
bandeirismo/

O TROPEIRISMO:
https://www.suapesquisa.com/colonia/tropeiros.htm

ENTRADA DE FERRO (QUANDO FOI IMPLANTADA)


http://wilson-ribeiro.blogspot.com.br/2013/03/sorocaba-
historia-ilustrada-do-municipio.html

A REVOLUÇAO LIBERAL:
https://www.revistamilitar.pt/artigo/931

INDUSTRIA TEXTIL:
https://www.al.sp.gov.br/noticia/?id=275585

25
26