Você está na página 1de 130

&

SATANAS
Richard
Wurmbrand
Prefácio

O falecido reverendo Richard Wurmbrand passou 14 anos como prisioneiro do


governo comunista na Romênia, onde ele foi perseguido por sua fé em Jesus
Cristo.

Sua experiência o levou a passar mais anos pesquisando Karl Marx e as doutrinas
comunistas que ele desenvolveu. Enquanto o comunismo retrata-se como um
nobre esforço para o bem da humanidade, e reivindica uma visão ateísta,
Wurmbrand expõe suas verdadeiras raízes, revelando que Karl Marx e os pais dos
movimentos modernos comunistas / socialistas foram inspirados pelos poderes
das trevas.

Ao examinar as confissões, escritos e poesia de Marx e seus seguidores, o autor


demonstra como o "príncipe das trevas", deu a esses homens a "espada" por que
eles têm aterrorizado nações.

Wurmbrand prova que esse movimento não é simplesmente o trabalho de homens


gananciosos, ávidos por riqueza e poder, mas é "segundo a eficácia de Satanás"
com a intenção de destruir a humanidade.

2
PREFÁCIO.......................................................................................................... 02

INTRODUÇÃO...................................................................................................04

Capítulo 1 _ Lealdade Mudada.............................................06

Capítulo 2 _ Contra Todos os Deuses.................................. 18

Capítulo 3 _ Fé em Ruinas.....................................................34

Capítulo 4 _ Tarde Demais....................................................44

Capítulo 5 _ A Cruel Falsificação........................................ 49

Capítulo 6 _ A Guerra Espiritual.........................................71

Capítulo 7 _ Marx, Darwin e Revolução.............................81

Capítulo 8 _ Anjos da Luz..................................................... 98

Capítulo 9 _ A quem Serviremos?......................................110

Capítulo 10 _ Marx ou Cristo?........................................... 114

ANEXO: O Comunismo PodeSer algo Cristão?...............121

3
INTRODUÇÃO

Este trabalho começou como uma pequena brochura contendo apenas dicas sobre
possíveis conexões existentes entre o marxismo e a igreja satanista.

Ninguém se aventurou a escrever sobre isso antes. Portanto, eu estava cauteloso e


até mesmo tímido. Mas, com o passar do tempo, mais e mais evidências iam se
acumulando em meus arquivos, espero que tais evidências possam convencê-lo
do verdadeiro perigo espiritual que é parte integrante do sistema Comunista.

O marxismo tem governado mais de um terço da humanidade.

Se pudesse ser demonstrado que o autores e criadores desse movimento eram de


fato, por trás de portas fechadas adoradores do diabo, conscientemente
explorando poderes satânicos, não seria uma realização tão surpreendente que
exigiria uma ação nossa?

Não ficaria surpreso, se alguns rejeitassem essa tese e a colocassem de lado. A


ciência e a tecnologia avança rapidamente e nós estamos sempre prontos para
trocar o que já se tornou obsoleto em favor do mais moderno e atual.

Isto é algo completamente diferente quando o assunto é sociologia ou religião. As


ideias são difíceis de morrerem, serem mudadas, e uma mentalidade, ao contrário
de um chip de computador, não é facilmente alterada ou substituída. Mesmo
apresentando novas provas não garante que será algo aceito.

As portas de algumas mentes têm suas dobradiças enferrujadas. Todavia eu lhe


oferecerei provas irrefutáveis para apoiar a minha tese, e eu convido você a
considerá-las cuidadosamente.

4
Os comunistas certamente já estão cientes deste livro, que foi traduzido para o
russo, chinês, língua romena, alemã, eslovaca e outras, e também já foi
contrabandeado para países da Cortina de Ferro em grande quantidade.

Por exemplo, o jornal de Berlim Oriental Deutsche Lehrerzeitung, sob o título "O
Assassino de Marx", denunciou o meu livro com veemência, chamando-lhe "a
base mais ampla, o trabalho mais provocativo e hediondo escrito contra Marx."

Marx pode ser tão facilmente destruído? Será este o seu calcanhar de Aquiles?
Será que o marxismo seria desacreditado se a humanidade soubesse de sua
ligação com o satanismo? As pessoas realmente dariam importância a isso?

O marxismo é a grande verdade da vida moderna. Seja qual for a sua opinião
sobre isso, se você acredita ou não na existência de Satanás, seja qual for a
importância que você dá ao culto de Satanás praticado em certos círculos, peço-
lhe para considerar, analisar, e julgar a documentação que apresentarei aqui.

Eu acredito que isso irá ajudá-lo a orientar-se para os problemas com que o
marxismo ainda confronta cada habitante do mundo atual.

A maioria dos membros do Parlamento russo permanecem comunistas. Rússia e


arredores permanecem à beira da guerra civil. - Ed. notas 1993

Richard Wurmbrand

5
Capítulo 1 _ Lealdade Mudada

Escritos cristãos de Marx

Hoje grande parte do mundo ainda é marxista. O marxismo, de uma forma ou de


outra, também é abraçado por muitos dos países capitalistas. Há até mesmo
cristãos, surpreendentemente recebem ajuda de clérigos, alguns em alto nível, que
acreditam que, enquanto Jesus teria trazido as respostas certas sobre como chegar
ao céu, Marx teria as respostas certas sobre como ajudar os famintos, destituídos
e oprimidos aqui na terra.

Segundo acreditavam, Marx, era profundamente humano. Ele havia sido


dominado por uma ideia: como poderia ajudar as massas exploradas. O que
empobrecia e mantinha as pessoas assim era o capitalismo.

Uma vez que este sistema podre fosse derrubado depois de um período de
transição de ditadura do proletariado, uma sociedade então emergiria na qual todo
mundo trabalharia de acordo com suas habilidades em fábricas e fazendas
pertencentes ao coletivo, e seriam recompensados de acordo com suas
necessidades.

O estado não existiria para se pronunciar sobre o indivíduo, não haveria guerras,
não haveria revolução, existiria apenas a eterna fraternidade universal.

Para que as massas pudessem alcançar a felicidade, seria preciso mais do que a
derrubada do capitalismo. Marx escreveu:

A abolição da religião enquanto felicidade ilusória dos homens é um requisito


para a sua felicidade real. O chamado a abandonar suas ilusões a respeito de suas
condições é um chamado para abandonar uma condição que requer ilusões. A

6
crítica da religião é, portanto, a crítica deste vale de lágrimas de que a religião é o
halo.

Alegadamente, Marx era antirreligioso porque a religião impediria o


cumprimento do ideal comunista, que considerava ser a única resposta para os
problemas do mundo.

Esta é a forma como os marxistas explicam seu posicionamento e, infelizmente,


há clérigos que explicam isso da mesma maneira. Rev. Oestreicher da Grã-
Bretanha, disse em um sermão:

Comunismo, seja qual for sua presente e diversificadas formas de expressão, boas
e ruins, se origina de um movimento para a emancipação do homem de sua
exploração pelo seu próximo.

Sociologicamente, a Igreja estava e em grande parte ainda permanece do lado dos


exploradores do mundo.

Karl Marx, cujas teorias apenas encobriam uma paixão pela justiça e fraternidade
que tinha suas raízes nos profetas hebreus, detestava a religião detestava porque
para ela fora usada como um instrumento para perpetuar um status quo em que as
crianças seriam escravas e trabalhariam até a morte, a fim de enriquecer outros
aqui na Grã-Bretanha.

Marx não estava brincando quando disse que a religião era o ópio das massas ...
Como membros do corpo de Cristo é nosso dever aproximarmos simplesmente
em penitência reconhecendo que temos uma dívida profunda com cada
comunista.

O Marxismo causa admiração sobre o pensamento das pessoas devido seu


sucesso, mas o sucesso não prova nada. Curandeiros bem sucedidos também.
Sucesso pode confirmar o erro, assim como a verdade.

7
Por outro lado, a falha, o erro, pode ser construtiva, abrindo o caminho para a
mais profunda verdade.

Mas quem foi Marx? Em sua juventude, Karl Marx afirmava ser e vivia como um
cristão. Seu primeiro trabalho escrito tem o título de “A união dos fiéis com
Cristo,” no qual lemos estas bonitas palavras:

Através do amor de Cristo nós voltamos nossos corações simultaneamente com


nossos irmãos que estão intimamente ligados a nós e por quem Ele deu a si
mesmo em sacrifício.

Marx conhecia uma maneira que tornaria os homens irmãos amorosos uns com os
outros, e esta maneira seria o cristianismo. E continuou:

A união com Cristo é capaz de gerar uma nobreza interior, o conforto na tristeza,
a confiança tranquila, e um coração suscetível ao amor humano, suscetível a tudo
que for nobre e grande, não por uma questão de ambição e glória, mas somente
por causa de Cristo.

Aproximadamente ao mesmo tempo Marx escreve em sua tese “Considerações de


um Homem Jovem sobre a Escolha de Sua Carreira”:

A própria religião em si, nos ensina que o ideal é que todos se esforcem por se
sacrificarem pela humanidade, e quem ousará contradizer tais afirmações?

Se nós escolhermos a posição na qual poderíamos fazer o máximo para Ele,


consequentemente nunca seremos esmagados pelo peso dos encargos, porque
estes são apenas sacrifícios feitos para o bem de todos.

Marx começou como um cristão fiel. Quando ele terminou o ensino médio,
escreveu o texto abaixo em seu certificado de formatura que recebeu o título de
“Conhecimento Religioso",

8
Seu conhecimento de fé cristã e da moral era bastante claro e bem fundamentado.
Ele conhecia também, em certa medida, a história da igreja Cristã.

No entanto, na mesma tese escreveu repetidamente seis vezes a palavra


"destruir", que nenhum de seus colegas utilizou no exame. Desde então, seu
apelido passou a ser” destruir”. Assim, é natural que ele tenha o desejo de
destruir, ele descreveu o homem como “lixo humano” e disse, “Ninguém vem
visitar-me e eu gosto que seja assim, porque quando os homens estão juntos
podem cometer obscenidades. São um bando de malandros.”

Primeiros Escritos Contra Deus de Karl Marx

Pouco tempo depois Marx recebeu este certificado, algo misterioso aconteceu em
sua vida: ele tornou-se profundamente e apaixonadamente anti-religioso. Um
novo Marx começou a surgir.

Ele assim escreveu em um poema: "Eu desejo me vingar contra Aquele que
governa acima." Ele estava convencido de que existe Aquele que governa acima,
mas decidiu brigar com ele. Mesmo que. Aquele lá de cima não tivesse-lhe feito
mal algum. Marx pertencia a uma família relativamente abastada. Em sua
infância, ele não enfrentou a fome.

Ele apresentava uma situação financeira bem melhor do que muitos colegas
estudantes. O que teria produzido um ódio tão terrível contra Deus? Não existia
nenhum motivo aparente. Teria sido Karl Marx, nessa declaração apenas a boca
de outra pessoa? Nós não sabemos.

Em uma idade em que a maioria dos jovens têm belos sonhos de fazer o bem aos
outros e construir a própria carreira, o jovem Marx escrevia as seguintes linhas no
seu poema "Invocação de um Desesperado”

9
De tal modo, Deus tem-me roubado tudo,

Na maldição e cremalheira do destino.

Todos os seus mundos estão além da recordação.

Nada... mas a vingança é deixada para mim.

Eu construirei meu trono nas alturas

Frio, tremendo deverá ser seu ápice

Por baluarte - temor supersticioso.

Por marechal - a mais escura agonia.

Que se parece com um olho saudável, nele

Devem voltar, mortalmente pálido e mudo,

Embreado pela cega e calma, mortalidade.

Marx sonhou arruinar o mundo criado por Deus. Ele disse em outro poema:

Então eu caminharei triunfantemente,

Como um deus, através das chuvas de seu reino.

Cada palavra minha é fogo e ação.

Meu peito é igual do criador.

As palavras “Eu construirei meu trono nas alturas” e a confissão que daquele
sentado no trono irá emanar apenas medo e agonia faz-nos lembrar do orgulhoso

10
pensamento de Lúcifer, “Eu subirei ao céu, exaltarei meu trono acima das estrelas
de Deus” (Isaías 14:13)

Talvez não tenha sido por coincidência que Bakunin, que durante algum tempo
fora um dos amigos mais íntimos de Marx, escreveu,

Tem-se que se adorar a Marx para ser amado por ele. Tem-se que pelo menos
temê-lo a fim de ser tolerado por ele. Marx é extremamente orgulhoso, até a
sujeira e a loucura.

A Igreja Satânica e Oulanem

Por que Marx desejaria um trono?

Encontramos a resposta em um drama pouco conhecido que ele também compôs


durante seus anos de estudante.

Que é chamado Oulanem. Para explicar este título, é necessário fazer-se uma
divagação.

Um dos rituais da igreja satanista é a volta em massa, que os sacerdotes satanista


recitam à meia-noite. Velas negras são colocadas nos castiçais de cabeça para
baixo. O sacerdote satanista se veste com seus mantos ornamentados, mas com o
forro do lado de fora. Tudo que fala está prescrito no livro de orações, mas as
leituras são feitas do fim para o início. Os nomes sagrados de Deus, Jesus e Maria
são lidos inversamente. Um crucifixo é preso de cabeça para baixo ou pisoteado.
O corpo de uma mulher nua serve como um altar. Uma hóstia consagrada,
roubada de uma igreja é inscrita com o nome de Satanás e é usada para uma
comunhão gozadora.

11
Durante a missa negra uma Bíblia é queimada. Todos os presentes prometem
praticarem os sete pecados mortais, como enumerado em catecismos católicos e
nunca fazer bem algum. Segue-se uma orgia.

A adoração ao diabo é muito antiga. A Bíblia tem muito a dizer sobre - e contra -
isto. Por exemplo, os judeus, embora tenham recebido de Deus a verdadeira
religião, às vezes vacilavam em sua fé e “sacrificavam aos demônios”
(Deuteronômio 32:17). E Jeroboão rei de Israel, uma vez ordenou sacerdotes para
demônios (2 Crônicas 11:15).

Então, desde tempos imemoriais os homens têm acreditado na existência do


Diabo... O pecado e a maldade são a marca registrada do seu reino, a
desagregação e destruição o seu resultado inevitável. A grande concentração de
projetos malignos em tempos passados, bem como no comunismo moderno e
nazismo não teriam sido possíveis sem uma força orientadora, o próprio Diabo.
Ele foi o mentor intelectual, o agente secreto, fornecendo a energia unificadora
em sua grande esquema para controlar a humanidade. Caracteristicamente,
"Oulanem" é uma inversão de um santo nome. É um anagrama de Emmanuel, um
nome bíblico de Jesus, que significa em Hebraico "Deus conosco". Tais inversões
de nomes são considerados eficazes em magia negra.

Nós seremos capazes de entender o drama Oulanem apenas à luz de uma estranha
confissão que Marx fez em um poema chamado "O jogador", posteriormente
minimizados por ele e seus seguidores:

Os vapores infernais sobem e enchem o cérebro,

Até eu enlouquecer e o meu coração estar totalmente mudado.

Vê esta espada?

O príncipe das trevas

Vendeu-a para mim.


12
Para mim, ele faz vibrar o tempo e dá os sinais.

Cada vez mais corajosamente eu jogo a dança da morte.

Estas linhas assumem um significado especial quando ficamos sabendo que nos
ritos de iniciação mais elevado, no culto satanista, uma espada "encantada" que
garante o sucesso, é vendida para o candidato. Ele paga por ela, assinando um
pacto, com o sangue retirado de seus pulsos, concordando que sua alma
pertencerá a Satanás após a morte.

(Para que o leitor possa compreender a intenção horrível desses poemas, devo
mencionar, embora com uma repulsa natural que "A Bíblia Satânica", depois de
descrever que "o crucifixo simboliza uma incompetência pálida pendurada em
uma árvore", chama Satanás "o Príncipe da Escuridão inefável que governa a
cada um." Ao contrário de "a maldade duradoura de Belém," "o Nazareno
amaldiçoado," "o rei do impotente", "fugitivo e Deus mudo", "impostor vil e
abominável para a Majestade de Satanás,"

Ao contrário do “lixo duradouro de Belém", "o Nazareno amaldiçoado", "o rei


impotente", "fugitivo e deus mudo", "vil, odiou a majestade de Satanás", o Diabo
é chamado “o Deus da Luz” com anjos agachados e tremendo de medo,
prostrando-se diante dele" e "enviando lacaios cristãos cambaleando para sua
condenação.")

Agora citarei o drama Oulanem propriamente dito:

E eles também são Oulanem, Oulanem.

O nome dos anéis adiante como a morte, anéis adiante

Até que morra longe em um rastejar miserável.

Pare, Eu entendi agora! Levanta-se da minha alma!

Tão claro como o ar, tão forte como meus ossos.

13
Para apertar e esmaga-lo (humanidade personificada)

Com força tempestuosa,

Enquanto para nós dois o abismo boceja na escuridão.

Você afundará e eu seguirei rindo.

Sussurrando em seus ouvidos:

"Desça, vem comigo, amigo.”

A Bíblia, que Marx tinha estudado em seus anos de colegial e que ele conheceu
muito bem em seus anos de maturidade, afirmava que o Diabo seria preso por um
anjo e lançado no abismo (abyssos em Grego; ver Apocalipse 20:3). Marx deseja
desenhar toda a humanidade para este poço reservado para o diabo e seus anjos.

Marx deseja atrair toda a humanidade para este abismo, reservado para o diabo e
seus anjos.

Quem fala através de Marx nesta tragédia? É razoável esperar que um estudante
jovem tenha como o sonho de sua vida a visão de recepcionar a humanidade
entrando no abismo da escuridão (“Trevas exteriores" é uma expressão bíblica
para o inferno) e rir de si mesmo, seguindo aqueles que ele levou a
incredulidade? Em nenhum lugar do mundo este é o ideal cultivado exceto nos
ritos de iniciação da Igreja satanista em seus graus mais elevados.

Quando, no drama, chega a hora da morte de Oulanem, as suas palavras são:

Arruinado, arruinado. Meu tempo se esgotou totalmente.

O relógio parou, a pequena casa ruiu.

Logo meu peito abraçará a eternidade,

E em breve uivarei gigantescas maldições sobre a humanidade.

14
Marx amou as palavras de Mefistófeles em Fausto: “Tudo o que existe merece ser
destruído” Tudo, inclusive o proletariado e os companheiros. Marx cita essas
palavras no 18° Brumário. Stalin agiu segundo estes destruindo até mesmo sua
própria família.

Satanás é chamado em Fausto, o espírito que nega tudo. Esta é precisamente a


atitude de Marx. Ele escreve sobre "a crítica implacável de tudo o que existe",
"guerra contra a situação na Alemanha"; “crítica impiedosa de todos”. Ele
acrescenta, "É o primeiro dever da imprensa para minar as bases do sistema
político existente". Marx disse sobre si mesmo que ele é "o inimigo mais
marcante do assim chamado positivo."

A seita satanista não é materialista. Ele acredita na vida eterna. Oulanem, a


pessoa através de quem Marx fala, não questiona isso. Ele afirma a vida eterna,
mas como uma vida de ódio ampliada ao seu extremo. É interessante notar que a
eternidade para diabos significa tormento. Note a repreensão feita a Jesus por
demônios: “Vieste aqui para nos atormentar antes do devido tempo?” (Mateus
8:29)

Marx é igualmente obcecado:

Ha! Eternidade! Ela é o nosso luto eterno.

Uma indescritível e incomensurável Morte!

Vil artifício concebido de forma a desprezar-nos,

Nós mesmos existindo como relógio, cegamente mecânico,

Feito para ser o tolo calendário do tempo e do espaço,

Não tendo nenhum propósito para acontecer, salvo, ser arruinado,

Assim que existir algo para arruinar.

15
Vamos começar agora a entender o que é que aconteceu ao jovem Marx. Ele
possuía convicções cristãs, mas não levava uma vida consistente. Sua
correspondência com seu pai testifica que ele esbanjava grandes somas de
dinheiro em prazeres e vivia brigando com seus pais briga a respeito desta e
outras questões. Então ele parece ter caído e se direcionado para os princípios da
altamente secreta Igreja satanista recebendo os ritos de iniciação.

Na verdade, Satanás, que seus adoradores veem em suas orgias alucinatórias, fala
através deles. Assim, Marx é apenas porta-voz de Satanás quando, em seu poema
“Invocação de um desesperado", ele pronuncia as palavras, "Eu desejo me vingar
contra aquele que governa acima." - Ouça o fim de Oulanem:

Se há algo que devora,

Eu pularei dentro dele, embora eu traga

Ruinas ao mundo -

O mundo que aumenta entre mim

E o abismo,

Quebrarei em pedaços com as minhas

Maldições duradoras.

Eu lançarei meus braços ao redor de sua dura realidade,

Abraçando-me, o mundo em silêncio

Passarão.

E então afundará para baixo sem nada proferir,

Pereceram, não existiram- mas eles gostariam de

16
Realmente viverem.

Provavelmente Marx tenha se inspirado nas palavras do Marquês de Sade:

Abomino a natureza. Eu gostaria de dividir este planeta, dificultar seu processo,


parar o círculo das estrelas, derrubar os globos que flutuam no espaço, destruir o
que serve a natureza, proteger o que o prejudica em uma palavra, quero insultá-lo
em meus trabalhos... Talvez nós seríamos capazes de atacar o sol, privar o
universo dele ou usá-lo para incendiar o mundo. Estes seriam crimes reais.

Sade e Marx propagam as mesmas ideias!

Homens honestos, assim como homens inspirados por Deus, muitas vezes
procuram servir seus semelhantes escrevendo livros para aumentar o seu
repositório de conhecimento, melhorar sua moralidade, estimular sentimentos
religiosos, ou, pelo menos, proporcionar relaxamento e diversão.

O Diabo é o único ser que conscientemente busca unicamente praticar o mal


contra a humanidade, e ele faz isso através de seus servos eleitos.

Tanto quanto eu sei, Marx é o único autor de renome que já chamou seus
próprios escritos de "merda", "livros nojentos". Ele conscientemente,
deliberadamente oferece a seus leitores imundície. Não é de admirar, então, que
alguns dos seus discípulos, Comunistas na Romênia e Moçambique, forçaram os
prisioneiros para comer o seu próprio excremento e beber a sua própria urina.

Em Oulanem Marx faz o que o diabo faz: ele condena toda a raça humana à
condenação. Oulanem é provavelmente o único drama do mundo em que todos os
personagens estão cientes de sua própria corrupção. Neste drama, não há preto e
branco. Não existe nenhum Claudius e Ofélia, Iago e Desdêmona. Aqui todos são
servos das trevas, todos revelam aspectos de Mefistófeles. Todos são satânicos,
corruptos, condenados.
17
Capítulo 2 _ Contra Todos os Deuses

Satanás na família de Marx

Quando ele escreveu as obras citadas no último capítulo, Marx, um gênio


precoce, tinha apenas dezoito anos. A programação da sua vida já tinha assim
sido estabelecida. Não fazia parte de seu projeto de vida, servir a humanidade, o
proletariado ou socialismo. Ele apenas quis trazer o mundo à ruína, para construir
para si um trono cuja base seria o medo humano.

Nesse ponto, a correspondência entre Karl Marx e seu pai incluiu algumas
passagens especialmente enigmáticas. O filho escreve a seu pai:

“Uma cortina tinha caído. Meu santo dos santos se rasgou em pedaços e novos
deuses tiveram de ser instalados.”

Estas palavras foram escritas em 10 de novembro de 1837 por um jovem que


havia professado o cristianismo até então. Ele já havia declarado que Cristo
estava em seu coração. Agora isso não é mais assim. Quem são os novos deuses
instalados no lugar de Cristo?

O pai responde,

“Eu evitarei insistir em uma explicação sobre um assunto extremamente


misterioso embora parecesse altamente duvidoso.”

Qual foi o assunto misterioso? Nenhum biógrafo de Marx explicou estas frases
estranhas.

Em 2 de março de 1837, o pai de Marx escreve a seu filho:

18
“Seu avanço, a valiosa esperança de ver o seu nome, um dia ser umnome de
grande reputação, e seu bem-estar terreno não são os únicos desejos domeu
coração.” E, continuou:

“Essas são ilusões que tive há muito tempo, mas posso assegurar-lhe que a sua
realização não ter-me-ia feito feliz. Só se o seu coração permanecesse puro e
batesse humanamente e se nenhum demônio fosse capaz de alienar o seu coração
de sentimentos melhores, só então eu ficaria feliz.”

O que teria feito o pai de repente expressar o temor da influência demoníaca


sobre um jovem filho que até então tinha sido um réu confesso cristão? Teria sido
a poesia que ele recebeu como um presente de seu filho para comemorar seu
aniversário de cinquenta e cinco anos?

A citação seguinte foi retirada do poema de Marx "Em Hegel":

Eu ensino palavras todas embaralhadas em uma confusão demoníaca.

Portanto, qualquer um poderá pensar o que escolher pensar.

Aqui também estão descritas palavras de um outro princípio: em Hegel:

Porque eu descobri o mais elevado,

E porque através da meditação, eu encontrei o mais profundo,

Sou grande como um Deus;

Vesti-me de trevas como Ele.

Em seu poema " A Donzela Pálida," ele escreveu:

Desta maneira eu perdi o paraíso,

19
Eu sei muito bem disso.

A minha alma, uma vez endereçada ao verdadeiro Deus,

Está destinada ao inferno.

Não é necessário nenhum comentário. Marx tinha começado com ambições


artísticas. Seus poemas e dramas são importantes para revelar o estado do seu
coração, mas não têm nenhum valor literário, eles não receberam nenhum
reconhecimento. A falta de sucesso no teatro nos deu um Goebbels, o ministro da
propaganda dos nazistas, na filosofia um Rosenberg, o fornecedor do racismo
alemão, na pintura e na arquitetura um Hitler.

Hitler foi um poeta também. Podemos supor que ele jamais leu a poesia de Marx,
mas a semelhança é impressionante. Em suas poesias Hitler mencionava as
mesmas práticas satânicas:

Nas noites difíceis, eu vou às vezes

Para o carvalho de Wotan no jardim, ainda assim,

Para fazer um pacto com as forças das trevas.

Hitler era um poeta também. Pode-se supor que ele nunca leu a poesia de Marx,
mas a semelhança é impressionante. Em seus poemas Hitler menciona as mesmas
práticas satanistas:

Nas noites difíceis, eu vou às vezes

Para o carvalho de Wotan no jardim, ainda assim,

Para fazer um pacto com as forças das trevas.


20
O luar faz runas aparecem.

Aqueles que foram banhadas pelo sol durante o dia

Tornam-se pequenos diante da fórmula mágica.

"Wotan" é o principal deus da mitologia pagã alemã. "Runas" eram símbolos


usados para escrever em tempos antigos.

Hitler logo abandonou a carreira poética, e assim o fêz Marx, que trocou-a por
uma carreira revolucionária em nome de Satanás contra uma sociedade que não
tinha apreciado seus poemas.

Este possivelmente teria sido um dos motivos para a sua rebelião total. Ser
desprezado como judeu talvez tenha sido outro.

Dois anos após seu pai ter expressado sua preocupação, em 1839, o jovem Marx
escreveu: O diferencial entre a Ajuda de Democritus auxiliou a Filosofia da
Natureza de Epicures”,

Em seu prefácio ele alinhou à declaração de Ésquilo, " Eu odeio todos os deuses."

Isso ele classifica, afirmando que ele é contra todos os deuses na terra e no céu,
que não reconhecem a autoconsciência humana como a divindade suprema.

Karl Marx era um inimigo declarado de todos os deuses, um homem que tinha
comprado a espada do príncipe das trevas, e o preço pago foi a sua própria alma.
Ele declarara que seu objetivo era atrair toda humanidade para o abismo e segui-
la rindo.

Poderia Marx realmente ter comprado sua espada de Satanás?

21
A filha de Karl Marx, Eleanor disse que seu pai contava a ela e suas irmãs muitas
histórias quando eram crianças. A que ela mais gostava era sobre um certo Hans
Rockle.

A narrativa da história durou meses e meses, porque foi uma longa, longa história
e nunca terminado. Hans Rockle era um bruxo ... que tinha uma loja de
brinquedos e muitas dívidas ...

Embora fosse uma bruxo, ele sempre tinha necessidade financeira. Por isso, ele
precisou que vender contra a sua vontade seu tesouro precioso, todas as coisas
bonitas que tinha, uma a uma, para o Diabo .... Algumas destas aventuras eram
horríveis e fizeram o seu cabelo ficar em pé!

É normal que um pai conte a seus filhinhos histórias horripilantes sobre a venda
de um dos tesouros mais queridos ao Diabo?

Robert Payne, em seu livro “Marx” também relata este incidente com detalhes,
como descrito por Eleanor - O infeliz Rockle, o bruxo, segurava seus brinquedos
até o último instante mas, relutantemente teve que vende-los. Todavia desde que
ele tinha feito um pacto com o diabo, não havia como escapar.

O biógrafo de Marx continua, que não havia qualquer dúvida de que essas
intermináveis histórias eram autobiográficas. Ele tinha a visão do diabo no
mundo, e também a malignidade do diabo. Às vezes, ele parecia estar ciente que
estava realizando obras do mal.

Na época em que Marx terminara de escrever Oulanem e outros de seus primeiros


poemas que havia escrito sobre ter um pacto com o Diabo, ele não tinha ideia a
respeito do socialismo. Ele mesmo lutou contra isto, era editor de uma revista
alemã, o Rheinische Zeitung, que "não reconhecia validade teórica às ideias
comunistas na sua forma atual, e muito menos o desejo de sua realização
prática, que de qualquer maneira achava impossível.... As tentativas de massas

22
com o intuito de concretizar as ideias comunistas podem ser respondidas por um
canhão, logo que estas se tornaram perigoso ... "

Marx expulsará Deus do Céu

Após chegar a esta fase de seu pensamento, Marx encontrou Moisés Hess, o
homem que teve o papel mais importante na sua vida, o homem que levou-o a
abraçar o ideal socialista.

Hess chamou de "Dr. Marx -. Meu ídolo, que dará o último pontapé na religião e
nessa política medieval "O socialismo não fora a primeira meta de Marx, seu
primeiro objetivo era dar um pontapé na religião e coloca-la para escanteio.

Georg Jung, outro amigo de Marx, nesse momento, escrevia ainda mais
claramente em 1841 que Marx certamente iria expulsar a Deus de Seu céu e ainda
iria processá-lo. Marx chamava o cristianismo de uma das religiões mais imorais.
Não é de admirar, pois Marx acreditava agora que os cristãos das eras iniciais
tinham abatido homens e comido sua carne.

Estas, então, eram as expectativas de quem iniciara Marx nas profundezas do


satanismo.

Não há suporte para a ideia de que Marx tenha concebido nobres ideais sociais
visando ajudar a humanidade, ele viu na religião um obstáculo no cumprimento
desse ideal, e por isso adotou uma atitude antirreligiosa. Pelo contrário, Marx
odiava qualquer noção de Deus ou deuses.

Ele havia determinado que seria o homem quem chutaria Deus - tudo isso antes
mesmo de ter abraçado o socialismo, que nada mais era do que a isca para atrair
intelectuais proletários e assim abraçar este ideal diabólico.

23
Ele determinara ser o homem quem iria chutar fora Deus, isso antes que ele
tivesse abraçado o socialismo, que era apenas a isca para atrair os proletários e
intelectuais para abraçar este ideal demoníaco.

Eventualmente, Marx afirmara não admitir a existência de um Criador.


Incrivelmente, ele afirmou que a humanidade a si mesma se compôs. Ele
escreveu, que para todos os homens chamados socialistas a história do mundo
nada mais é do que a criação do homem através do trabalho humano, o
desenvolvimento da natureza para o homem, possuindo a prova incontestável de
seu nascer de si mesmo .... A crítica da religião termina com o ensinamento de
que o homem é o ser supremo para o homem.

Quando nenhum Criador é reconhecido, não há ninguém para nos dar


mandamentos, ou mesmo alguém a quem devamos prestar contas. Marx confirma
isso ao afirmar, "comunistaspregam absolutamente nenhuma moral."

Quando os soviéticos decidiram adotar em seus primeiros anos o slogan: " Vamos
expulsar os capitalistas da terra e Deus do céu", eles estavam simplesmente
cumprindo o legado de Karl Marx.

Uma das peculiaridades do sortilégio, como mencionado anteriormente, é a


inversão de nomes. Em geral, estas inversões impregnaram toda forma de
pensamentos utilizados por Marx ao longo do tempo.

Em resposta ao livro de Proudhom, “A Filosofia da Miséria”, respondeu com


outro livro intitulado “A Miséria da Filosofia”. Assim, Marx também escrevera:
“Temos que usar ao invés da arma da crítica, a crítica das arm as”

Aqui estão outros exemplos da utilização da inversão usada por Marx em seus
escritos:

24
“Busquemos o enigma do judeu não em sua religião, mas vamos buscar o
enigma de sua religião no judeu real. Lutero quebrou a fé na autoridade, porque
ele restaurou a autoridade da fé. Ele mudou os sacerdotes em leigos, porque ele
mudou os leigos em padres.”

Marx utilizava esta técnica em muitos lugares. Ele utilizava o que poderia ser
chamado de típico estilo satanista.

Mudando um pouco de assunto, na época de Marx, os homens geralmente


usavam barbas, mas não barbas como a dele, e também não tinham cabelo
comprido. A forma e aparência de Marx eram características dos discípulos de
Joanna Southcott, uma sacerdotisa pertencente a um seita ocultista que afirmava
estar em contato com o fantasma Shiloh.

É estranho que cerca de sessenta anos depois de sua morte, em 1814, o grupo de
Chatham Southcottians, fora reunido por um soldado, James White, que, depois
de seu período de serviço na Índia, voltara e assumira a liderança local,
desenvolvendo mais as doutrinas de Joanna ... com um tom comunista.

Marx não costumava falar publicamente sobre metafísica, mas podemos reunir
seus pontos de vista através dos homens com quem ele se associava. Um de seus
parceiros na Primeira Internacional era Mikhail Bakunin, um anarquista russo,
que escreveu:

O maligno é a revolta satânica contra a autoridade divina, revolta em que vemos


o germe fecundo de todas as emancipações humanas, da revolução. Socialistas
reconhecem uns aos outros com as palavras ”Em nome daquele a quem um
grande erro fo i feito. ”

25
Bakunin fez mais do que elogiar a Lúcifer. Ele concebe um programa concreto de
revolução, mas não aquele que iria libertar os pobres da exploração. Assim ele
escreveu:

Nesta revolução, teremos de acordar o Diabo nas pessoas, para atiçar as


paixões mais vis.

Nossa missão é destruir, não edificar. A paixão da destruição é uma paixão


criativa.

Karl Marx, juntamente com Bakunin, formaram o Primeiro Programa


Internacional e aprovaram esse estranho programa. Marx e Engels disseram no
Manifesto Comunista de que o proletariado vê a lei, a moral e religião como um
dos “tantos preconceitos burgueses, atrás dos quais se escondem em uma
emboscada, assim como nestes existem muitos interesses burgueses."

Bakunin revela que Proudhon, outro importante pensador socialista e naquele


época era amigo de Karl Marx, também "adorava Satanás".

Fora Hess que apresentara Marx a Proudhon, que usava o mesmo estilo de cabelo
típico da seita satanista do século XIX de Joanna Southcott. Proudhon, em A
Filosofia da Miséria, declarou que Deus era o protótipo da injustiça. Nós
alcançamos o conhecimento apesar dele, chegamos a sociedade, apesar dele.
Cada passo que avançamos é uma vitória em que superamos o Divino.

Assim ele exclamava:

Venha, Satanás, caluniado pelo pequeno e por reis; Deus é estupidez e covardia,
Deus é hipocrisia e falsidade, Deus é tirania e pobreza; Deus é o mal. Onde a
humanidade se curva diante de um altar, a humanidade, a escrava de reis e
sacerdotes, será condenada .... Eu juro, Deus, com a minha mão estendida para
o céu, que você não é nada mais do que o carrasco da minha razão, o cetro da

26
minha consciência .... Deus é essencialmente anticivilizado, antiliberal, anti-
humano.

Proudhon declara que Deus é mal porque o homem, Sua criação, é mal. Tais
pensamentos não são originais, pois eles são o conteúdo usual de sermões feitos
em culto satanista.

Marx posteriormente brigou com Proudhon e acabou escrevendo um livro para


refutar sua Filosofia da Miséria. No entanto Marx contradizia somente as
pequenas doutrinas econômicas. Ele não fazia nenhuma objeção a demoníaca
rebelião anti-Deus proclamada por Proudhon.

Heinrich Heine, o famoso poeta alemão, foi um terceiro amigo íntimo de Marx.
Ele também era um admirador de Satanás. Ele assim escreveu:

Eu chamei o demônio, e ele veio,

Seu rosto com admiração eu observo atentamente;

Ele não é feio, ele não é coxo.

Ele é um encantado, homem encantador.

"Marx era um grande admirador de Heinrich Heine... seu relacionamento era


entusiasmado e leal".

Por que ele admirava Heine? Talvez devido a pensamentos satânicos como o
seguinte:

Eu tenho um desejo ... ter algumas belas árvores em frente a minha porta, e se o
querido Deus quiser fazer-me totalmente feliz, ele me proporcionará a alegria de
ver seis ou sete de meus inimigos enforcados nessas árvores. Após a morte deles,
com um coração compassivo irei perdoá-los, todo o mal que fizeram para mim
durante as suas vidas. Sim, devemos perdoar os nossos inimigos, mas não antes
de serem enforcados.

27
Não sou vingativo. Gostaria de amar meus inimigos. Mas não posso amá-los
antes de me vingar deles. Só então, meu coração se abrirá para eles. Enquanto a
pessoa não vingar-se, a amargura permanecerá no coração.

Será possível que um homem decente seria amigo íntimo de alguém que pensasse
desta maneira?

Mas Marx e sua comitiva pensava da mesma forma. Lunatcharski, líder filósofo
que já fora ministro da educação da URSS, escreveu em Socialismo e Religião
que Marx anulou todo o contato com Deus e, no lugar colocou Satanás à frente
das colunas marchando com os proletários. É essencial, neste momento declarar
enfaticamente que Marx e seus camaradas, enquanto anti-Deus, não eram ateus,
como hoje em dia os marxistas afirmam serem. Ou seja, enquanto eles
abertamente denunciavam e injuriavam Deus, eles odiavam a Deus em quem
haviam crido. Eles desafiaram não a Sua existência, mas sua supremacia. Quando
a revolução eclodiu em Paris em 1871, o Adepto revolucionário Flourens
declarou: ”Nosso inimigo é Deus. O ódio a Deus é o princípio da sabedoria ”.

Marx elogiou muito os communards (adeptos revolucionários do governo


instalado em Paris em 1871) que abertamente proclamava este objetivo.

Mas o que isso tem a ver com uma distribuição mais equitativa dos bens ou com
melhores instituições sociais? Esses são apenas os sinais exteriores para
dissimular o verdadeiro objetivo - a total erradicação de Deus e Sua adoração.
Nós vimos a evidência disto em países como Albânia, e hoje na Coreia do Norte,
onde todas as igrejas, mesquitas e pagodes foram fechados.

A poesia demoníaca de Marx

Nós notamos isso claramente na poesia de Marx. Em "Invocação de um


Desesperado" e "Orgulho Humano", a súplica suprema do homem é para a sua
28
própria grandeza. Se o homem está condenado a perecer por meio de sua própria
grandeza, esta seria uma catástrofe cósmica, mas ele morrerá como um ser
divino, lamentado por demônios. Na balada de Marx "O Jogador" é descrita as
queixas do cantor contra um Deus que não conhece e nem respeita a sua arte.
Este emerge do escuro abismo do inferno, infernizando a mente e enfeitiçando o
coração, e sua dança é a dança da morte. "O menestrel” desembainha sua espada
e a lança na alma do poeta. A arte emergindo do abismo escuro do inferno,
infernizando a mente ... Isso nos faz recordar as palavras do revolucionário
americano Jerry Rubin: Nós combinamos a juventude, música, sexo, drogas e
rebelião com traição, e isso é uma combinação difícil de bater.

Em seu poema "Orgulho Humano", Marx admitiu que seu objetivo não era o de
melhorar o mundo, reforma-lo, ou revoluciona-lo, mas simplesmente arruiná-lo e
desfrutar deste ser arruinado:

“Com desdém lançarei meu desafio

Em cheio no rosto do Mundo,

E verei o colapso deste gigante pigmeu

Cuja queda não poderá sufocar meu ardor.

Então eu passearei divino e vitorioso

Através das ruínas do mundo

E, darei às minhas palavras uma força ativa,

Me sentirei igual ao Criador.”

Marx adotou o satanismo após uma intensa luta interior. Durante um período de
doença grave, ele deixou de escrever poemas, resultado da tempestade que
ocorria dentro de seu coração. Ele escreveu na época sobre a sua aflição por ter
de fazer um ídolo de uma visão que ele detestava. Ele sentiu-se mal.

29
A razão primordial para a conversão de Marx para o comunismo aparece
claramente em uma carta de seu amigo Georg Jung para Ruge: Não era a
emancipação do proletariado, nem mesmo o estabelecimento de uma ordem
social melhor. Jung escreveu:

Se Marx, Bruno Bauer e Feuerbach associam-se para encontrar um significado


teológico-político, faria bem Deus cercar-se de todos os seus anjos e adentrar na
auto piedade, certamente estes três teriam o intuito de expulsá-lo do céu ....

Seriam esses os únicos poemas expressamente satanistas escritos por Karl Marx?

Nós não sabemos, porque a maior parte de suas obras é mantida em segredo por
aqueles que guardam os seus manuscritos.

Em O Homem Revoltado, Albert Camus afirmou que trinta volumes de Marx e


Engels nunca foram publicados e expressa ousadamente que estes não são muito
parecidos com o que é geralmente conhecido como o Marxismo. Ao ler isso, eu
solicitei que um dos meus secretários escrevesse para o Instituto Marx em
Moscou, perguntando se esta afirmação do escritor francês era exata.

Recebi uma resposta.

O vice-diretor, o Professor M. Mtchedlov, posteriormente disse: Camus mentiu,


no entanto confirmou as suas alegações. Mtchedlov escreveu que de um total de
cem volumes, apenas treze foram encontrados. Ele ofereceu-nos uma desculpa
ridícula para isso: a Segunda Guerra Mundial evitou a impressão dos outros
volumes. A carta foi escrita em 1980, 35 anos após o fim da guerra. E a Estatal da
Casa de pesca da União Soviética certamente teria fundos suficientes.

30
A partir desta carta, é claro que, embora os Comunistas Soviéticos tivessem todos
os manuscritos de uma centena de volumes, eles optaram por publicar apenas
treze. Não há nenhuma outra explicação que a maioria das ideias de Marx foram
deliberadamente mantidas em segredo.

A Devastada Vida de Karl Marx

Todos os satanistas ativos têm as vidas pessoais devastadas, e este foi o caso de
Marx também.

Arnold Künzli, em seu livro de Karl Marx - “Um Psychogram”, escreveu sobre a
vida de Marx, incluindo o suicídio de duas filhas e um genro. Três crianças
morreram de desnutrição. Sua filha Laura, casada com o Socialista Lafargue,
também enterrou três de seus filhos; em seguida, ela e seu marido cometeram
suicídio juntos. Outra filha Eleanor, decidiu junto com seu marido fazer o mesmo
que sua irmã e cunho. Ela morreu, ele acabou desistindo no último momento.

Marx não sentia obrigação de trabalhar para poder sustentar sua família, no
entanto, ele poderia facilmente ter feito isso por meio do seu enorme
conhecimento de isiomas. Em vez disso, ele preferiu viver das esmolas dadas por
Engels. Ele teve uma criança ilegítima com sua serviçal, Helen Demuth. Mais
tarde, ele atribuiu a criança a Engels, que aceitou esta palhaçada. Marx bebia
muito. Riazanov, diretor do Instituto Marx-Engels, em Moscou, admite este fato
em seu livro sobre Karl Marx, “Homem, Pensador e Revolucionário.”

Eleanor era a filha favorita de Marx. Ele a chamava Tussy e frequentemente


dizia, "Tussy sou eu." Ela sentiu-se destruída quando ouviu falar sobre o
escândalo de ilegitimidade de Engels em seu leito de morte. Esse fato, levou-a
cometer suicídio.
31
Recordemos que Marx, no Manifesto Comunista, havia protestado avidamente
contra os capitalistas "terem à sua disposição as esposas e as filhas dos
proletários."

Tal hipocrisia fazia parte do caráter de Karl Marx. Mas, este não foi o único
ponto escuro na vida de Marx, o grande revolucionário.

O jornal alemão Reichsruf (9 de Janeiro de 1960) publicou o fato que o chanceler


austríaco Raabe doou a Nikita Khrushchev, então diretor da Rússia soviética,
uma carta original de Karl Marx. Khrushchev não gostara disso, pois esta seria a
prova de que Marx tinha sido um informante pago da polícia austríaca,
espionagem a revolucionários.

A carta fora encontrada acidentalmente em um arquivo secreto. Isto indicava que


Marx, como informante, delatara seus companheiros durante o seu exílio em
Londres. Ele recebia $ 25 a cada informação relatada. Suas notas eram sobre os
revolucionários exilados em Londres, Paris e Suíça.

Um daqueles que ele delatou, foi Ruge, que se considerava um amigo íntimo de
Marx. Ainda existem cartas afetuosas trocadas entre os dois.

Rolv Heuer descreve a devastada vida financeira de Marx em Genialidade e


Riqueza:

Enquanto ele fora um estudante em Berlim, o filho do papai Marx recebia


mensalmente 700 thalers (moeda utilizada na europa entre os séculos XVI e
XVIII).

Esta era uma soma enorme, porque naquela época, apenas 5 por cento da
população tinha uma renda anual superior a 300 thalers. Durante sua vida, Marx
recebeu de Engels cerca de seis milhões de francos franceses, de acordo com o
Instituto Marx.

32
No entanto, ele sempre cobiçou heranças. Enquanto um tio seu estava em agonia,
Marx escreveu, "Se o cão morrer, eu ficarei livre das minhas dívidas." A que
Engels respondeu, “Eu gostaria de parabeniza-lo pela doença deste que
impossibilitava-o de recebê-la, e espero que a catástrofe aconteça j á .”

"O cão" morreu, Marx escreveu em 8 de Março de 1855, Um evento muito feliz.
Ontem, nós fomos informados sobre a morte, aos noventa anos de idade, do tio
da minha esposa. Minha esposa receberá a soma de uma centena de thalers;
ainda mais, se o cão velho não tiver deixado algum dinheiro para a senhora
responsável pela administração de sua casa.

Ele não tinha nenhum bom sentimento por aqueles que estavam próximos dele
assim como não tinha por seu tio. Ele não estava falando nem com a sua própria
mãe. Em dezembro de 1863 ele escrevera para Engels, Recebi a duas horas um
telegrama informando a morte de minha mãe. Sorte o destino levar um membro
da família.Eu já estava com um pé na cova. Sob as circunstâncias, eu sou mais
necessário do que a velha. Eu terei que ir a Trier para resolver os problemas da
herança.

Isto foi tudo que ele disse sobre o falecimento de sua mãe. Além disso, a relação
entre Marx e sua esposa era comprovadamente pobre. Ela abandonou-lhe duas
vezes, mas sempre voltava. Quando ela morreu, ele se sequer compareceu ao seu
funeral.

Sempre necessitando de recursos, Marx perdeu muito dinheiro na bolsa, onde ele,
grande economista, sabia apenas como perder.

Marx era um intelectual de alto calibre, assim como Engels. Mas sua
correspondência está repleta de obscenidades, incomum para sua classe social.
Linguajar obsceno abundante, e não existe sequer uma carta em que se ouça falar
a respeito de um ideal humanista ou Sonho Socialista.

33
Uma vez que a seita Satanista é altamente secreta, temos apenas relatos sobre as
prováveis ligações de Marx com a seita. Mas sua vida desordenada é, sem dúvida,
um outro elo da cadeia de provas já consideradas.

Capítulo 3 _ Fé em Ruinas

A Conversão de Engels

Partindo de Friedrich Engels, figura proeminente na vida de Marx, farei um breve


comentário do material sobre ele.

Engels fora criado em uma família extremamente devotada. De fato, em sua


juventude, ele compôs belos poemas cristãos. Depois de conhecer Marx, escreveu
sobre ele:

Quem está perseguindo selvagemente? Um homem negro de Trier [cidade natal


de Marx], um monstro notável. Ele não caminha ou corre, ele salta sobre os
calcanhares e se enfurece com exagerada raiva, como se pudesse pegar a grande
tenda do céu e arremessá-la para a terra. Ele estende seus braços no ar; o punho
iníquo está fechado, ele se enfurece sem cessar, como se dez mil demônios o
tivessem pego pelos cabelos.

Engels estava começado a duvidar da fé cristã depois de ler um livro escrito por
um teólogo liberal, Bruno Bauer. Ele travou uma intensa luta em seu coração.
Nesta época, ele escrevera, eu oro todos os dias, na verdade, quase todos os dias,
de verdade, e tenho feito isso desde que comecei a duvidar, mas ainda não posso
voltar. Minhas lágrimas estão jorrando enquanto escrevo.

Engels nunca encontrou o seu caminho de volta para a Palavra de Deus, ao


contrário, ao invés disso, acabou unindo-se a quem ele mesmo havia chamado de
"o monstro possuído por dez mil demônios."

34
Ele havia experimentado uma conversão.

Que tipo de pessoa era Bruno Bauer, o teólogo liberal que desempenhou um
papel decisivo na destruição da fé cristã de Engels e Marx, e que endossou Marx
em suas novas formas anticristãs?

Será que ele teria alguma ligação com os demônios?

Como o próprio Engels, ele começou a vida como um crente e mais tarde como
um teólogo conservador, mesmo escrevendo contra os críticos da Bíblia. Depois
disso, ele tornou-se um crítico radical das Sagradas Escrituras e criador de um
cristianismo materialista que insistia que Jesus era apenas humano, não o Filho de
Deus. Bauer escreveu ao seu amigo Arnold Ruge, também amigo de Marx e
Engels, em 06 de dezembro de 1841:

“Ministrei palestras aqui na universidade diante de um grande público. Eu não


me reconheço quando pronuncio minhas blasfêmias do púlpito. Eles são tão
grandes quanto estas crianças, a quem ninguém deveria ofender, os cabelos
ficam em pé. Ao apresentar as blasfêmias, lembro-me como trabalho
piedosamente em casa escrevendo um pedido de desculpas para as Sagradas
Escrituras e o Apocalipse.

Seja como for, é um demônio horrendo que me possui quando eu subo ao púlpito,
e eu sou tão fraco que sou obrigado a ceder a ele... O meu espírito de blasfêmia
se satisfaz somente quando eu estou pregando abertamente, como professor do
sistema ateu. ”

O homem que o convenceu a tornar-se um comunista era o mesmo Moses Hess


que já havia anteriormente convencido Marx. Hess escreveu, após o encontro em
Colônia, ele separou-se de mim como um Comunista extremamente zeloso. Esta é
maneira com produzo estragos...

35
Produzir estragos, era este o supremo objetivo da vida de Hess? Este também é o
propósito de Lúcifer.

Os vestígios de um dia ter sido um cristão, nunca desapareceram da mente de


Engels. Em 1865, ele expressou sua admiração pela canção da Reforma, “Castelo
Forte é Nosso Deus”, chamando-o de "um hino triunfal, que se tornou a
Marselhesa do século XVI." Há também outras tantas declarações pró-cristãs
oriundas de sua pena.

A tragédia de Engels aumentava, e muito mais intensa do que a de Marx.


Veremos a seguir, um poema cristão maravilhoso escrito em sua juventude, pelo
homem que viria a se tornar o maior cúmplice de Marx na tentativa da destruição
da religião:

Senhor Jesus, Filho único de Deus,

Desceste do Teu Trono celestial

E resgatou Minh ‘almapor mim.

Desçam todas as Suas bem-aventuranças.

Tua Luz, Pai Santo

Fazei que eu possa escolher.

Amável, esplêndido, sem dor é a alegria

Com o que nós levantamos, Salvador, a Ti nosso louvor.

Quando eu der meu último suspiro

Devo suportar as dores da morte,

Firme em Ti posso segurar;

Quando os meus olhos escurecerem,

36
E quando o bater de meu coração silenciar,

Em Ti eu devo descansar.

Até os céus o meu louvor,

Teu Nome Eternamente

Em Ti encontro Segurança.

O tempo de alegria acabara, mas chegastes

Quando em teu amoroso seio eu

Posso escrever uma nova vida calorosa.

E, então oh Deus, com gratidão a Ti

Abraçarei aqueles queridos por mim

Para sempre em seus braços.

Sempre, sempre, sempre vivos.

Eis que Te veneram

Novamente minha vida se rende

Tu vieste a humanidade livre

Para a morte e maus tratos desaparecerem

Bênçãos e fortuna em toda parte.

E agora com Tua volta

Na Terra tudo será diferente;

Para cada homem darás a sua parte.

Depois de Bruno Bauer ter semeado dúvidas em sua alma, Engels escreveu a
alguns amigos, Está escrito: "Pedi e vos será dado." Eu busco a verdade, tenho
37
esperança de encontrar mesmo que apenas um sombra dela. Mesmo assim eu não
posso reconhecer a sua verdade como a verdade eterna. No entanto está escrito,
“Buscai e acharei. Quem é o homem dentre vós que daria ao seu filho uma
pedra, quando ele lhe pedisse pão? Muito menos vosso Pai, que está nos céus.
“Lágrimas correm de meus olhos enquanto eu escrevo isso. Eu estou
completamente tocado, mas eu sinto que não estarei perdido. Eu virei a Deus,
toda a minha alma anseia. Isto, também, é um testemunho do Espírito Santo.Com
isto eu vivo e com isto morrerei... O Espírito de Deus dá testemunho de mim, que
sou um filho de Deus.

Engels estava ciente do perigo do satanismo. Eu seu livro “Schelling, Filósofo em


Cristo”, Engels escreveu:

Desde a terrível Revolução Francesa, um inteiramente novo, espírito diabólico


entrou em uma grande parte da humanidade, e impiedosamente levanta sua
cabeça com ousadia, um adepto incondicional e de forma tão sutil que você
pensaria que as profecias da Bíblia se cumpriram e já estamos nos últimos dias.
O Senhor Jesus disse em Mateus 24:11-13: “E surgirão muitos falsos profetas, e
enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos
esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. E este evangelho
do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e
então virá o fim ”. E no versículo 24: “Porque surgirão falsos cristos e falsos
profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam
até os escolhidos. ” E São Paulo diz, em II Tessalonicenses 2: 3: "Ninguém de
maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a
apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,”

[A vinda do mau] é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais e


prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem;

38
porque não o receberam, não amaram verdade, para que pudessem ser salvos. E
por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para
que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na
iniquidade.”

Engels cita Escritura após Escritura, assim como faria um verdadeiro teólogo que
crê na Bíblia.

Ele continua:

Não temos nada a ver com indiferença ou frieza para com o Senhor. Nós somos
declaradamente inimigos, e no lugar de todas as seitas e partidos temos agora
apenas dois: Cristãos e Anticristãos... Vemos os falsos profetas entre nós... Eles
viajam por toda Alemanha e gostam de se intrometer em todos os lugares; eles
ensinam suas doutrinas satânicas nas praças e levam a bandeira do Demônio de
uma cidade a outra, seduzindo jovens pobres, a fim de jogá-los no mais profundo
abismo do inferno e da morte.

Ele finaliza este livro com as palavras de Apocalipse:

Eis que venho em breve. Mantenha o que você tem, para que ninguém roube de
você a sua coroa. Amém.

O homem que escreveu esses poemas e essas advertências contra o satanismo, o


homem que orava com lágrimas para ter cuidado com esse ameaça, o homem que
reconheceu Marx como sendo possuído de Mil demônios, tornou-se o mais
íntimo colaborador de Marx na sua luta diabólica, ”Para o comunismo suprimir
verdades eternas, ele primeiro elimina toda a religião e todos os bons
costumes... ”.

A Teologia Liberal havia realizado esta monstruosa mudança. Assim, ele


compartilha com Marx e Engels a culpa pelas dezenas de milhões de inocentes
mortos pelo comunismo até o momento. Que tragédia espiritual!

39
Marx Odeia Nações Inteiras

Mudando agora de Engels a Marx, toda a atitude e fala de Marx foram de


natureza satânica.

A despeito de ser um judeu, ele escreveu um livro anti-judaico maléfico chamado


“A Questão Judaica.” Em 1856, ele escreveu no The New York Tribune, um
artigo intitulado "O Empréstimo da Russo ", no qual se lê:

Sabemos que por trás de cada tirano está um judeu, como um jesuíta está por
trás de cada Papa. A medida que o exército dos jesuítas mata cada pensamento
livre, nesse sentido, o desejo dos oprimidos que têm chances de sucesso, a
utilidade das guerras incitado pelos capitalistas cessaria, se não fosse para os
judeus que roubam os tesouros da humanidade. Não é à toa que a 1856 anos
atrás Jesus perseguiu os sanguessugas sem piedade do templo de Jerusalém. Eles
eram como os contemporâneos sanguessugas, impiedosos quem ficar por trás
dos tiranos e regimes tirânicos. A maioria deles são judeus. O fato de que os
judeus tornaram-se tão fortes a ponto de pôr em perigo a vida do mundo nos leva
a revelar a sua organização, sua finalidade; que seu fedor possa despertar os
trabalhadores do mundo para combater e eliminar esse cancro.

Será que Hitler disse algo pior do que isso?

(Curiosamente, Marx também escreveu o contrário, em O Capital, Volume I, sob


o título "O Carácter Capitalista de Produção”: “Na frente do povo eleito, foi
escrito que eles são propriedade de Jeová. ")

Muitos outros Judeus Comunistas imitaram Marx em seu ódio aos judeus. Ruth
Fisher, renomada líder Comunista Alemã Judia e um membro do Parlamento
Europeu, disse: “Esmaguemos os capitalistas judeus, vamos pendurá-los nos

40
postes de iluminação; pisar-los sob nossos pés." Por que somente os capitalistas
judeus e não os outros capitalistas, isso continua a ser uma pergunta sem resposta.

Marx odiava não apenas os judeus, mas também os alemães: "Vencer é o único
meio de ressuscitar os alemães." Ele falou sobre “o estúpido povo Alemão... a
repugnante ignorância nacional dos Alemães ” e disse que ”os alemães, chineses
e judeus têm de ser comparados com vendedores ambulantes e pequenos
comerciantes. ” Ele chamou os Russos: ”comedores de repolho”. Os povos
Eslavos chamou de ”lixo étnico”. Ele expressava seu ódios por inúmeras nações,
mas nunca demonstrava seu amor.

Marx também escreveu no ano novo de 1848 sobre “A Ralé Eslava” que incluía
Russos, Tchecos e Croatas. A estas raças “retrógadas” nada resta a elas, exceto a
"A tarefa imediata de perecer na tempestade mundo revolucionário". "A próxima
guerra mundial fará com que não apenas as classes e dinastias reacionárias,
mas todo os povos reacionários, desapareçam da face da terra. E isso será um
progresso. "

Nem Marx nem Engels estavam preocupados com a destruição de milhões de


pessoas. O primeiro escreveu, “A silenciosa e inevitável revolução está
ocorrendo na sociedade ” Uma revolução que se preocupa pouquíssimo com as
vidas humanas que destrói, assim como um terremoto se preocupa com as
devastações causadas nas casas por onde passa. As Classes e as raças que são
demasiadamente fracas para dominarem as novas condições de existência serão
derrotadas.

Por outro lado, Hitler, que desejava apenas a escravidão e não a destruição destas
nações, era muito mais humano do que Marx.

Engels escreveu na mesma linha de raciocínio:

41
A próxima guerra mundial fará com que os povos reacionários desapareçam
totalmente da face da terra. Isto, também é progresso.

Obviamente, isso não pode ser realizado sem esmagar a delicada flor nacional.
Mas sem violência e sem impiedade nada pode ser obtido na história, Marx, o
homem que se fez passar por um lutador a favor do proletariado, chamava essa
classe de pessoas de "garotos estúpidos, ladinos, jumentos.”

Engels sabia muito bem o que esperar deles. Ele escreveu, "o democrática,
vermelho, sim, até mesmo a máfia comunista, nunca conseguirá amar-nos."

Marx identificava os negros como "idiotas” e constantemente usava o termo


ofensivo "preto " em correspondência privada.

Ele chamou seu rival Lassalle "o Judeu preto" e deixou bem claro que não era
essa intenção mas como um codinome endereçado a uma pessoa específica.

Isto fica claro para mim agora, tanto como a forma de sua cabeça e seu cabelo
mostram textura, ele é descendente de negros que se juntaram a fuga de Moisés
do Egito, (A menos que a sua mãe ou avó do lado paterno, tenham se relacionado
sexualmente com um negro).

... A agressividade de seu camarada também era contra negros.

Marx ainda defendeu a escravidão na América do Norte. Para isso, ele brigou
com seu amigo Proudhon, que defendia a emancipação dos escravos nos EUA,
Marx, escreveu em resposta, Sem escravidão, a América do Norte, o mais
"

progressista dos países, seria transformado em um país patriarcal. Varra a


América do Norte do mapa mundi e você terá uma total anarquia no comércio
moderno e civilização.'’" Abolindo a escravidão você varrerá a América fora do
mapa mundi.

Satanás está presente na filha favorita da família Marx, Eleanor, com a aprovação
de seu pai, casou-se com Edward Eveling. Ele ministrou palestras sobre temas
42
como "A Maldade de Deus."(Assim como os Satanistas. Ao contrário dos ateus,
eles não negam a existência de Deus, mas descrevem-no como ímpio.) Em suas
palestras, ele tentou provar que Deus é "Um incentivador da poligamia e um
instigador de roubo."

Ele defendeu o direito de blasfemar. O poema a seguir descreve as atitudes de seu


movimento em direção ao satanismo:

“A ti os meus versos, desenfreados e ousadia,

Quer montar, ó Satanás, Rei do banquete.

Fora com o teu aspersão, ó sacerdote, e o teu zumbido.

Nunca mais terás Satanás, o padre atrás de ti.

Teu sopro, ó Satã, meus versos inspira,

Quando do meu íntimo, os deuses eu desafio.

Reis dos pontífices, reis dos desumanos:

Agonia é o relâmpago que define nossas mentes tremendo.

A alma que deitaste longe do caminho reto,

Satanás é misericordioso. Veja Heloisa!

Como o turbilhão que espalha suas asas,

Ele passa, ó povo, Satanás, o grande!

Salve, da razão do grande Vindicador!

Sagrado, para ti se levantará incenso e votos!

Tu tens destronado o deus do sacerdote. ”

43
Capítulo 4 _ Tarde Demais

Revelação de Uma Empregada Doméstica

Um norte-americano, Comandante Sergius Riis, tinha sido um discípulo de Marx.


Entristecido com a notícia de sua morte, ele foi para Londres para visitar a casa
em que o professor admirado tinha vivido. A família havia se mudado. A única
pessoa que ele pode encontrar e entrevistar foi uma ex-empregada doméstica de
Marx, Helen Demuth. Ela disse estas palavras surpreendentes sobre ele:

Ele era um homem temente a Deus. Quando muito doente, ele orava sozinho em
seu quarto diante de uma fileira de velas, amarrava uma espécie de fita métrica
em torno de sua testa.

Isto sugere filactérios (judaísmo)-implementos usados por judeus ortodoxos


durante suas orações da manhã.

Mas Marx tinha sido batizado na religião cristã, nunca havia praticado o
judaísmo, e mais tarde tornou-se um lutador contra Deus. Ele escreveu livros
contra a religião e induziu todos os seus filhos ao ateísmo. Que espécie de
cerimônia foi esta que um empregada ignorante acreditou ser um período de
oração?

Judeus, fazem suas orações com filactérios em suas testas, mas não costumam
fazê-las diante de uma fileira de velas. Poderia ter sido algum tipo de prática de
magia?

Sabemos também que Marx, um ateu presumido, tinha um busto de Zeus em seu
estúdio. Na mitologia Grega Zeus, uma divindade pagã cruel, transformou-se em
uma besta e levou cativo a Europa - assim como fez posteriormente, o marxismo.

44
(Coincidentemente, a figura nua de Zeus, conhecido por sua ferocidade, é o único
emblema religioso no saguão principal do edifício das Nações Unidas em Nova
York.)

Cartas Familiares

Outra dica possível está contida em uma carta escrita a Marx por seu filho Edgar
em 31 de março de 1854. Ela inicia com as surpreendentes palavras: "Meu
querido diabo". Quem já ouviu falar de um filho que trata assim seu pai? Mas é
deste jeito que um satanista escreve para seu amado. Poderia o filho ter iniciado
assim?

Outro exemplo significativo, a esposa de Marx se dirige a ele como observaremos


abaixo, numa carta do mês de Agosto de 1844.

Sua última carta pastoral, sumo sacerdote e bispo das almas, novamente é
oferecido sossego e paz as tuas pobres ovelhas.

Marx havia expressado, no Manifesto Comunista, seu desejo de abolir todas as


religiões, que se poderia supor que incluiria a abolição do culto satanista também.
No entanto, sua esposa se refere a ele como sumo sacerdote e bispo. De que
religião?

A única religião europeia com sumos sacerdotes é a Satanista. Que cartas


pastorais, ele, um homem que acreditava-se ter sido um ateu, escreveria? Onde
elas estão? Esta é uma parte da vida de Marx que ficou-se por investigar.

Testemunhos de Biógrafos

Alguns biógrafos de Marx, sem dúvida, tinham uma suspeita sobre a conexão
entre adoração ao diabo e o assunto do seu livro. Mas não tendo a necessária
45
preparação espiritual, eles não poderiam entender os fatos que tinham diante de
seus olhos. Ainda assim, o seu testemunho é interessante.

O marxista Franz Mehring escreveu em seu livro sobre Karl Marx:

Embora o pai de Karl Marx morrera poucos dias após seu filho completar o
vigésimo aniversário, ele parece ter observado com secreta apreensão que o
demônio era seu filho favorito ....

Henry Marx não pensava e não poderia ter pensado que, o rico tesouro de cultura
burguesa que ele entregara a seu filho Karl como um patrimônio de grande valor
para a sua vida inteira, ajudaria a entregar às massas que ele temia.

Marx morreu em desespero, como todos os Satanistas fazem. Em 25 de maio de


1883, ele escreveu a Engels: "Como a vida é inútil e vazia, mas como é
desejável!"

Marx foi um contemporâneo de grandes cristãos: o compositor Mendelsohn, o


filantropo Dr. Bernardo, os pregadores Charles Spurgeon e General William
Booth. Todos viviam perto dele em Londres. No entanto, ele nunca mencionou-
os. Eles passaram despercebidos.

Há um segredo por trás de Marx que alguns marxistas conhecem. Lenin escreveu:
"Depois de meio século, nenhum dos marxistas compreendeu Marx."

O Segredo por trás da Vida de Lenin

Havia um segredo que se escondia por trás da vida Lenine também.

Quando escrevi a primeira edição do presente livro, eu não conhecia nenhum


envolvimento pessoal de Lenin com algum ritual da seita satanista. Desde então,
tenho lido “O Jovem Lenin” por Trotsky, que era amigo íntimo de Lênin e colega
46
de trabalho. Ele escreve que Lenin, com a idade de dezesseis anos, arrancou a
cruz de seu pescoço, arremessou-a no chão, cuspiu e pisoteou-a, um ato bastante
comum em Cerimônia Satânica.

Não há a menor dúvida de que Lênin era dominado por ideologias satânicas. De
que outra forma se poderia explicar a seguinte citação de sua carta ao escritor
russo Maxim Gorki, de 13 - 14 de novembro de 1913:

Milhões de pecados, maldades, opressões e epidemias físicas, são descobertas


pelo povo mais facilmente, e, portanto, menos perigosas, do que a mais
minúscula ideia de um pequeno Deus espiritual, mesmo que disfarçado no mais
conveniente traje.

No final Satanás enganou-lhe, como ele faz todos os seus seguidores.

Lenin foi motivado a escrever o seguinte sobre o estado Soviético:

O estado não funciona como nós desejamos. Como ele funciona? O carro não
obedece. Um homem está ao volante e parece conduzi-lo, mas o carro não se
move na direção desejada. Ele se move com outra força de vontade.

O que é essa outra misteriosa força que supera até mesmo os planos dos líderes
bolcheviques? Será que eles negociaram por fora, com uma força que eles
esperavam por dominar, mas que se revelou mais forte do que eles mesmos
pudessem antecipar e levou-os ao desespero?

Em uma carta de 1921, Lenin escreveu:

Espero que possamos ser enforcados em uma corda podre. E eu não perdi a
esperança de que isso iria acontecer, porque nós não podemos condenar a
burocracia suja. Se isto acontecer, será bem feito.

Esta era a última esperança de Lenin após uma vida inteira de luta pela causa
Comunista: ser justamente enforcado em uma corda podre. Esta esperança não se

47
concretizou, mas quase todos os seus colegas de trabalho acabaram por ser
executados por Stalin depois de confessarem publicamente que eles haviam
servido outros poderes ao invés do proletariado que fingiam ajudar. Qual a
confissão de Lênin: "Espero que possamos ser enforcado em uma corda podre."

É interessante notar que com a idade de 13 anos, Lenin escreveu o que poderia
ser chamado poesia profética prenunciando a falência em que sua vida iria
acabar.

Ele tinha decidido servir a humanidade, mas sem a ajuda de Deus. Estas foram
suas palavras:

Sacrificar a sua vida livremente para os outros,

É uma pena que você terá um triste destino

Que seu sacrifício será completamente inútil.

Que contraste com as palavras de outro lutador, o apóstolo Paulo, que escreveu
no final de sua vida:

Combati o bom combate, terminei a carreira... Desde agora, está reservada para
mim a coroa da justiça, que o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia (II Timóteo
4: 7 e 8).

Existe um "tarde demais" em nossos assuntos espirituais. Esaú se arrependeu com


muitas lágrimas por ter vendido seu direito de primogenitura, mas o acordo não
poderia ser desfeito. E Lenin, fundador do estado Soviético, disse em seu leito de
morte: Eu cometi um grande erro. Meu pesadelo é ter a sensação de que Eu
estou perdido em um oceano de sangue de incontáveis vítimas. É tarde demais
para retornar. Para salvar o nosso país, a Rússia, teríamos que ter homens como
São Francisco de Assis. Com dez homens como ele nós teríamos salvado a
Rússia.

48
Capítulo 5 _ A Cruel Falsificação

Bukharin, Stalin, Mao, Ceausescu, Andropov

Poderá ser instrutivo neste momento dar uma olhada em alguns marxistas.

Bukharin, secretário-geral da Internacional Comunista e um dos principais


doutrinadores do marxismo neste século, muito cedo com a idade de treze anos,
depois de ler o livro do Apocalipse na Bíblia, desejava se tornar o Anticristo.
Percebendo a partir das Escrituras que o Anticristo teria que ser o filho da grande
prostituta apocalíptica, ele insistiu que sua mãe confessasse ter sido uma
prostituta.

Sobre Stalin escreveu: "Ele não é um homem, mas um demônio."

Tarde demais Bukharin percebeu nas mãos de quem havia caído. Em uma carta
que ele fez a sua esposa memorizar pouco antes de sua prisão e execução, ele
disse:

Estou deixando a vida. Estou baixando a minha cabeça .... Eu sinto minha
impotência diante de uma máquina infernal ... ?

Ele havia ajudado a erguer uma guilhotina - o estado Soviético - que matara
milhões de pessoas, apenas para descobrir no final que seu projeto tinha sido feito
no inferno. Ele desejara ser o Anticristo. Ele tornou-se uma vítima do Inimigo.

Do mesmo modo, Kaganovitch, cunhado de Stalin e colaborador mais próximo,


escreve sobre ele em seu diário (que em breve será publicado):

Comecei a entender como Stalin conseguiu tornar-se um deus. Ele não tinha uma
única característica humana ... Mesmo quando exibia algumas emoções, todas
elas pareciam não pertencer a ele. Elas eram tão falsas como uma escama em
cima da armadura. E por trás desta escama Stalin era um pedaço de aço. Por
alguma razão eu estava convencido que ele viveria para sempre... Ele não era
49
humano ... Rosa (sua esposa) disse que ele a fez subir em uma árvore vestindo
apenas meias. Tenho a sensação que ele não era humano. Ele era muito incomum
para ser um ser humano normal. Esse quebra-cabeça. O que é que eu estou
escrevendo? Estou delirante, também?

Stalin descreveu a Kaganovitch seu exercício espiritual. Os crentes de várias


religiões se engajam na prática da meditação por ser algo belo, sábio, e bom, para
ajudá-los a tornarem-se mais amorosos. Stalin deseja justamente no oposto.

Ele contou a Kaganovitch:

Quando eu tenho que dizer adeus a alguém, eu imagino essa pessoa de quatro e
isso a torna repugnante. As vezes me sinto ligado a uma pessoa mas esta deve ser
afastada para o bem da causa. O que você acha que eu sou? Eu imagino essa
pessoa defecando, exalando mau cheiro, peidando, vomitando e eu não sinto
pena dessa pessoa. Quanto mais cedo ela apodrecer sobre a terra, melhor. E eu
ferozmente lanço esta pessoa para fora de meu coração.

Uma das diversões de Stalin era colocar vidros verdes sobre os olhos dos cavalos
para fazê-los ver como feno grama. Pior ainda, ele colocou os óculos escuros do
ateísmo nos olhos dos homens, para que lhes não resplandecesse as pastagens de
Deus, reservadas para as almas crentes.

O diário contém muitos insights reveladores:

Muitas vezes Stalin falava de religião como nosso inimigo mais cruel.

Ele odiava a religião por muitos motivos e também compartilhava esses


sentimentos. A religião é um inimigo astuto e muito perigoso... Stalin também
acreditava que a maior punição para os pais pertencentes a seitas seria separá-
los de seus filhos, independentemente de terem sido condenados ou não.

50
Eu acredito que ele estivesse envolvido secretamente com astrologia.

Uma característica peculiar sua sempre me surpreendeu. Ele sempre falou com
certo respeito velado sobre Deus e a religião. No início, eu pensei que eu
estivesse imaginando, mas aos poucos percebi que era verdade. Todavia ele
sempre foi cuidadoso quando o assunto vinha à tona. E eu nunca fui capaz de
descobrir exatamente qual era seu ponto de vista. Uma coisa tornou-se muita
clara para mim- o tratamento que ele dava quando o assunto era Deus e a religião
era especial. Por exemplo, ele nunca disse diretamente que Deus não existia. . .

As pessoas de alguma forma deixavam de ser elas mesmo quando estavam em


sua presença. Elas todas o adoravam e admiravam.

Eu não acho que ele gostava do grande amor da nação: ele estava acima disto.
Isto poderá soar estranho, mas ele ocupava uma posição anteriormente reservada
somente for Deus.

Parte integrante do drama da existência humana é o fato de que tem-se inimigos


e, às vezes, se vê obrigado a lutar contra eles. Marx tinha prazer nesta triste
necessidade.

Sua frase favorita era dizer - e ele a repetia muitas e muitas vezes - "Não há nada
mais bonito no mundo do que morder os inimigos."

Não é de se admirar que um discípulo dele, Stalin, mencionou que a maior


alegria é cultivar a amizade de uma pessoa até que ele coloque sua cabeça com
confiança no seu peito, para em seguida, cravar-lhe um punhal em suas costas -
isto é um prazer insuperável.

Marx tinha expressado a mesma ideia muito antes. Ele escreveu a Engels sobre
camaradas com quem discordou:

51
Devemos fazer esses patifes acreditarem que continuamos a nossa relação de
amizade com eles, até que tenhamos o poder de varrê-los longe de nosso
caminho, de uma maneira ou de outra.

É significativo que muitos camaradas de Stalin falaram sobre ele como alguém
que era demoníaco.

Milovan Djilas, proeminente líder comunista da Jugoslávia, que pessoalmente


estava bem familiarizado com Stalin, escreveu:

Não foi desta maneira que o poder e energia demoníaca de Stalin consistiu, que
ele fizesse o Movimento [Comunista] e que todas as pessoas enredassem neste
desfiladeiro a um estado de confusão e estupefação, criando e garantindo o seu
reinado de medo.

Ele também falava sobre a classe de dirigentes da U.S.S.R:

Eles aparentemente acreditam no ideal do socialismo, em uma sociedade futura


sem classes. Na realidade, eles não acreditam em nada, exceto o poder
organizado.

Até mesmo a filha de Stalin, Svetlana Alliluyeva, que jamais aprendeu sobre as
profundezas do satanismo, escreveu, Beria (o ministro soviético dos negócios
internos) parece haver uma ligação diabólica com toda a nossa família... Beria
foi assustador, um demônio perverso .... Um terrível demônio tomou posse da
alma de meu pai.

Svetlana ainda mencionou que Stalin considerava a bondade, o amor, o perdão,


ser algo pior do que o maior crime.

Tal é o sacerdócio satânico que governa quase metade da humanidade e que


ordena os atos terroristas em todo o mundo.

52
Stalin era o filho ilegítimo de um patrão com sua empregada doméstica. Seu pai,
temendo notoriedade, subornou um sapateiro para se casar com a moça grávida,
contudo, o caso se tornou conhecido.

Durante sua infância Stalin foi ridicularizado como um bastardo. Durante a


adolescência de Stalin, seu verdadeiro pai foi encontrado morto. Stalin era um
dos suspeitos, mas nenhuma prova foi encontrada contra ele.

Mais tarde, como seminarista, ele juntou-se aos círculos comunistas. Lá, ele se
apaixonou por uma garota chamada Galina.

Uma vez que os comunistas eram pobres, a Galina foi dada a tarefa de se tornar
amante de um homem rico e assim proporcionar dinheiro ao Partido. Quando o
próprio Stalin votou nesta proposta, ela cortou suas veias.

O próprio Stalin cometeu roubos para o Partido, e nisso ele foi muito bem
sucedido. Ele não se apropriou de nenhum dinheiro roubado para si mesmo. A ele
também foi atribuído o dever de se infiltrar na polícia czarista. Ele precisou
desempenhar um papel duplo, denunciando membros secundários do partido, a
fim de descobrir os segredos da polícia e proteger comunistas mais importantes.
Por isso, quando jovem, Stalin teve a pior herança, educação, e desenvolvimento
possíveis.

Portanto, ele ficou facilmente suscetível à influência satanista. Ele tornou-se o


seu nome, Stalin, quer dizer: um homem de aço, sem a menor emoção humana ou
piedade.

(Andropov, último Primeiro Ministro dos soviéticos, deu a mesma impressão que
Stalin. O ministro francês de Relações Exteriores, Claude Cheysson, que o
conheceu, descreveu Andropov em Le Monde como “Um homem sem calor de
alma, que funciona como um computador...Ele não demonstra emoções... Ele é

53
extremamente desapaixonado... Ele é preciso em palavras e gestos, como um
computador. ")

Stalin, assim como Marx, Engels e Bauer antes dele, começou como um crente.
Aos quinze anos, ele escreveu seu primeiro poema, que se inicia com as palavras,
"Grande é a providência do Todo-Poderoso." Ele tornou-se um seminarista
porque ele sentiu sua vocação. Lá ele se tornou primeiro um darwinista, então um
marxista. Quando ele começou a escrever como um revolucionário, os primeiros
pseudônimos que ele usou foram “Demonoshvili,” que significa algo como " O
Endemoninhado" na língua georgiana, e "Besoshvili", "O Diabólico".

Outras evidências da convicção satanistas entre os líderes marxistas também são


significativas. Troitskaia, filha do marechal soviético Tuhatchevsky, um dos
principais homens do Exército Vermelho, que mais tarde foi baleado por Stalin,
escreveu sobre seu pai que tinha uma imagem de Satanás no canto leste de seu
quarto, onde os ortodoxos costumam colocar seus ícones.

Quando um certo comunista na Tchecoslováquia foi nomeado chefe do Conselho


de Estado para Assuntos Religiosos, uma instituição que tem como objetivo
espionar crentes e persegui-los, ele adotou o nome de "Hruza" o que significa em
eslovaco "horror", uma denominação utilizada para "diabo".

Um dos líderes de uma organização terrorista na Argentina adotou sobre si o


apelido de "Satanovsky."

Anatole France, um escritor comunista francês de renome, introduziu alguns dos


maiores intelectuais da França no comunismo. Em uma recente exposição de arte
demoníaca em Paris, uma das peças mostradas foi a cadeira específica utilizada
pelo escritor comunista para presidir rituais satânicos.

Seus braços e pernas com chifres foram cobertos com pele de cabra.

54
O Centro do satanismo da Grã-Bretanha fica localizado no cemitério de Highgate,
em Londres, onde Karl Marx está enterrado. Ritos misteriosos de magia negra são
celebrados neste túmulo. Foi o local de inspiração para o Vampiro Belo, que
atacou várias meninas no ano 1970. Hua Kuo-Feng, diretor da China Vermelha,
também pagou seus respeitos.

Ulrike Meinhof, Gudrun Enslin, e outros terroristas vermelhos alemães também


estiveram envolvidos com ocultismo. Uma das mais antigas seitas de adoradores
do diabo.

Uma das mais antigas seitas de adoradores do diabo, o Yezidi sírio, foi descrita
em uma revista soviética atéia, Nauka, EU Religião (julho 1979). É a única seita
religiosa sobre a qual a revista não escreveu nenhuma palavra de crítica.

Além disso, Mao Tse-Tung escreveu:

Com a idade de oito anos eu odiava Confúcio. Na nossa aldeia havia um templo
confucionista. Com todo o meu coração, Eu desejava apenas uma coisa: destruí-
la até às suas fundações.

É normal uma criança de oito anos de idade, desejar apenas a destruição de sua
própria religião? Tais pensamentos competem a personalidades demoníacos.

No outro extremo está São Paulo da Cruz, que a partir de oito anos de idade
passava três horas em oração todas as noites.

Culto da Violência

Engels escreveu no Anti-Dühring, "O amor universal para os homens é um


absurdo." E, em uma carta a um amigo, ele disse, " Precisamos odiar, em vez de
amar - pelo menos por enquanto”
55
Che Guevara aprendeu bem suas lições marxistas. Em seus escritos, ele faz ecoar
os sentimentos de Engels: "O ódio é um elemento de luta impiedoso, ódio contra
o inimigo, ódio que eleva o revolucionário acima da limitação natural do homem
e faz com que ele se torne uma eficiente, destrutiva, fria e calculista máquina de
matar.”

É isso que o Diabo quer fazer de homens. Ele obteve sucesso nesse intento com
vários líderes notórios da raça humana. Em nossa vida temos visto evidências
mais do que a nossa participação:

Hitler, Eichmann, Mengele, Stalin, Mao, Andropov, Pol P o t .

Marx escreve em O Manifesto Comunista:

Os comunistas acham desprezível fazer segredo de suas opiniões e intenções.


Declaram abertamente que seus objetivos só podem ser alcançados através da
derrubada violenta de toda a estrutura social existente... Existe apenas um método
para diminuir as dores assassinas de morte da velha sociedade, as dores de parto
sangrentas da nova sociedade; apenas um método para simplificar e concentrá-
las, que é o terrorismo revolucionário.

Houve muitas revoluções na história. Cada uma tinha um objetivo. A revolução


americana, por exemplo, foi travada pela independência nacional, a Revolução
Francesa para a democracia. Marx é o único que define como seu objetivo a
"revolução permanente", "O terrorismo e derramamento de sangue por causa da
revolução. Não há objetivo a ser atingido; violência a ponto de paroxismo
(agonia) é o seu único objetivo. Isto é o que distingue o satanismo da
pecaminosidade humana comum.

Marx chamou os terroristas executados por assassinato na Rússia czarista de


"mártires imortais" ou "camaradas incrivelmente capazes. ”

56
Engels escreveu, também, "vingança Comestível que tomamos." Esta expressão
ocorre frequentemente. "No interior (da Rússia), que é um desenvolvimento
esplêndido. As tentativas de assassinato tornam-se frequentes” "Deixando de
lado o problema da moralidade ... para um revolucionário é certo que qualquer
meio leva a esse fim, o violento, como o aparentemente inofensivo. ”

O Marxista Lenin, enquanto vivia sob o Estado democrático de Kerensky na


Rússia, disse: O que é necessário é a energia selvagem e novamente a energia. E
eu pergunto-me: sim, estou horrorizado que, mais do que metade de um ano se
passou, falando sobre bombas e nenhuma uma única bomba fo i fabricada.

Uma outra visão sobre as atitudes fundamentais dos comunistas pode ser
percebida a partir de algumas breve citações.

Marx: "Nós guerreamos contra todas as ideias dominantes da religião, do


Estado, do país, do patriotismo. A ideia de Deus é a tônica de uma civilização
pervertida. Ele deve ser destruída. "

O Manifesto Comunista: “Os comunistas rejeitam dissimular as suas


perspectivas e propósitos. Declaram abertamente que seus objetivos só podem
ser alcançados pela derrubada violenta de todas as condições sociais existentes.
Deixe a classe dominante tremer ante uma revolução comunista .”

Lenin: “Temos que usar qualquer artifício, roubo, trapaça, astúcia, metodologia
ilícita, ocultação, e esconder a verdade. A regra básica é a de explorar os
interesses conflitantes dos estados capitalistas .”

57
Lenin: “O ateísmo é uma parte integrante do marxismo. O marxismo é o
materialismo. Devemos combater a religião. Este é o ABC de todo o
materialismo e, consequentemente, do marxismo

Lenin, em um discurso em 1922: "Primeiro tomaremos Europa Oriental, depois


as massas da Asia. Depois disso, vamos cercar e minar os EUA, que cairá em
nossas mãos, sem uma luta como uma fruta madura .”

Khrushchev:"^e alguém acredita que nossos sorrisos envolvem abandono dos


ensinamentos de Marx, Engels e Lênin, engana-se a si mesmo. Aqueles que
esperam isso devem esperar até que um camarão aprenda a assobiar .”

Crueldade Satanista

Solzhenitsyn revela em seu monumental Arquipélago Gulag que o hobby de


Yagoda, ministro da União Soviética de assuntos internos, despir-se e, nu, atirar
em imagens de Jesus e dos santos. Um casal de camaradas se juntaram a ele nisto.

Outro ritual satanista Comunista praticado em lugares altos! Por que razão
deviam os homens supostamente representando o proletariado disparar na
imagem de Jesus, um proletário, ou da virgem Maria, uma mulher pobre?

Alguns cristãos pentecostais recordaram um incidente que ocorreu na Rússia


durante a Segunda Guerra Mundial.

Um de seus pregadores tinha eliminado um diabo que ameaçou, ao deixar o


possuído, "Eu vou me vingar ." Vários anos mais tarde, o pregador pentecostal que
havia realizado o exorcismo foi baleado por sua fé. O oficial que o executado,
disse pouco antes de puxar o gatilho: "Agora estamos quites ."
58
Os oficiais comunistas às vezes são possuído por demônios? Será que eles,
talvez, sirvam de instrumentos de vingança contra os cristãos que procuram
derrubar o trono de Satanás? Não há dúvida.

Na Rússia, na época de Stalin, alguns comunistas mataram um número de


inocentes nos porões da polícia. Depois de sua ação sangrenta, um dos capangas
teve dúvidas e passou de cadáver a cadáver, desculpando-se:"Eu não tinha a
intenção de fazer isso. Não sei você. Fale comigo, mexa-se, perdoe-me. ” Um de
seus companheiros, em seguida, matou-o. Um terceiro se converteu e,
posteriormente, relatou o incidente.

Russkaia Misl, uma revista de língua russa na França, relatou (13 março de 1975)
o seguinte vindo da União Soviética:

D. Profirevitch, na Rússia, tinha uma filha e um filho a quem ele criou na fé.
Naturalmente, eles tiveram que frequentar escolas comunistas. Quando tinha a
idade de doze anos, a filha chegou em casa e disse a seus pais, "A religião é uma
superstição capitalista. Estamos vivendo em novos tempos ”. Ela deixou o
Cristianismo totalmente. Depois, juntou-se ao Partido Comunista e tornou-se um
membro da polícia secreta. Isto foi um terrível laço para seus pais. Mais tarde, a
mãe foi presa.

Sob o domínio do governo comunista ninguém possui nada, quer se trate de


crianças, uma esposa, ou a liberdade pessoal. O Estado pode levá-los embora a
qualquer momento.

Depois da prisão da mãe, o filho ficou imensamente triste, um ano mais tarde ele
se enforcou. D.Profirevitch encontrou esta carta de suicídio:

“Pai, você vai me julgar? Eu sou um membro da organização da juventude


comunista. Eu tive que assinar que eu iria relatar tudo para as autoridades
soviéticas. Um dia a polícia me ligou, e Varia, minha irmã, pediu-me para

59
assinar uma denúncia contra mamãe, porque como cristã ela era é considerada
um contrarrevolucionária. Eu assinei. Eu sou culpado por sua prisão. Agora eles
me mandaram espionar você. A consequência é a mesma.

Perdoe-me, Pai, eu decidi morrer. ”

O suicídio do filho foi seguido pela prisão do pai.

O Sacerdote Zynoviy Kovalyk foi preso pelos bolcheviques no ano de 1941 e o


confinaram na prisão Brygidka em Lviv, Ucrânia. Quando os alemães
afugentaram os bolcheviques no mesmo ano, o povo da cidade encontrou o corpo
do padre manchado de sangue pregado na parede pelos braços e pernas, como se
fosse o Senhor crucificado. Eles também encontraram cerca de seis mil presos
massacrados, com um tiro na nuca, aos quais os bolcheviques empilharam um em
cima do outro nas adegas e cobriam com gesso.

Dr. O. Sas-Yavorsky (EUA), após a captura de Lviv pelos alemães, perto do final
de junho de 1941, foi procurar seu pai preso e viu na prisão um padre pregado
numa cruz. Em seu estômago que havia sido aberto, os comunistas colocaram o
feto de um bebê, retirado do ventre de sua mãe, cujo cadáver estava deitado no
chão encharcado de sangue. Outras testemunhas reconheceram que aquele era o
corpo do famoso missionário Padre Kovalyk.

Geralmente, para os comunistas a vida humana não tem muito valor, é barata.
Lenin escreveu durante a guerra civil, seria uma vergonha não atirar nos homens
por não obedecer o projeto e evitar a mobilização. Informar mais frequentemente
sobre os resultados.

Durante a guerra civil espanhola, os Comunistas mataram quatro mil padres


católicos. Um sacerdote ortodoxo russo de renome chamado Dudko informou que
60
seis comunistas entraram na casa do Padre Nicholas Tchardjov, puxou seu
cabelo, arrancou os olhos, fez muitos cortes em seu corpo, passou um ferro de
passar roupa sobre ele, em seguida, atirou duas vezes nele. Isso aconteceu na
véspera de São Nicolau. Isso não foi só um crime contra o padre, mas também
uma zombaria do santo.

A imprensa ocidental relatou em 10 de março de 1983, que no Zimbábue, três mil


da tribo Ndebele foram mortos pelos soldados do ditador comunista Mugabe. O
exército tinha sido treinado por instrutores norte-coreanos. Os membros da tribo
receberam ordem para atirar em seus filhos crescidos; se eles se recusassem, eles
seriam baleados junto com seus filhos.

O Diabo imitou Deus prometendo águas tranquilas e pastos verdes que não são
seus para dar. Portanto, ele deve fingir. E a oferta que ele pode proporcionar, ele
deve fingir.

Para ganhar uma posição, ele coloca uma frente falsa (você já se perguntou sobre
organizações de fachada comunistas?) e realiza gestos benevolentes. Mas o que
ele oferece realmente é apenas miséria, morte e destruição - "terrível, completa,
universal e sem piedade."

O diabo é ciumento e fica furioso com a beleza espiritual. Esta ofende-o. Uma
vez que ele não pode ser bonito - ele perdeu sua beleza original por causa do seu
orgulho - ele não quer que ninguém seja. Se não fosse pela beleza espiritual dos
santos, o diabo não pareceria tão feio. Por isso ele quer desfigurar tudo beleza.

É por isso que os cristãos na prisão comunista romeno de Piteshti, bem como
outras cadeias comunistas, foram torturados para - não apenas trair os segredos da
igreja subterrânea, mas a blasfemar também.

61
Regimes em que tais horrores ocorrem uma e outra vez, regimes que transformam
até mesmo cristãos em assassinos e denunciantes de vítimas inocentes, só pode
ser abominado pelos filhos de Deus.

Por que quem os saúda tem participação em suas obras más. (II João 11)

Pecado Satânico

Eu tenho escrito que o marxismo é satânico. Mas não é todo pecado


satânico por sua própria natureza?

Refleti muito tempo sobre isso. Então uma noite eu tive um sonho que esclareceu
o meu pensamento.

Em meu sonho eu vi uma prostituta agarrando jovens que estavam saindo da


igreja. Eu perguntei a ela, "Por que você escolheu este lugar especial para o
trabalho?"

Ela respondeu, “Meu prazer é levar jovens ao pecado, assim como eles vêm de
adoração. A palavra grega para adoração no Novo Testamento é presume, o que
significa etimologicamente 'para beijar '. O adorador ao sair da casa de oração
ainda tem a marca de beijos de Jesus sobre sua boca. Que satisfação para ela
contaminá-lo naquele momento, para fazê-lo mergulhar na cama de lascívia e, em
seguida, dizer-lhe: ' Você vê, Jesus a quem você cultuou não pode mantê-lo longe
do pecado cinco minutos. Ele não é o seu Salvador. Meu mestre é mais poderoso
do que ele. "

Impureza sexual é um pecado humano comum. Mefistófeles pede a Fausto para


seduzir Gretchen quando ela está indo para a igreja com um livro de orações em
suas mãos. Isto é satânico.

62
Escrever, ler ou ver pornografia é outro pecado comum. Mas é uma característica
de pornografia americana, que é cheia de nomes de Deus, Cristo e Maria. Com
cada obscenidade há uma palavra sagrada, com cada gesto feio uma expressão
celestial, profanar e profanar o sagrado. Isto é satânico.

Matar o inocente é um pecado muito comum também. Crucificar Jesus, o Filho de


Deus, entre dois ladrões, a fim de sugerir culpa por associação é satânico. Matar
inimigos políticos, fazer a guerra e agitar revolução - mesmo com assassinatos
em massa - prova pecaminosidade humana. Mas os comunistas russos, terem
matado milhões de seus inimigos, voltando a violência contra até mesmo os seus
amigos, os principais autores de sua revolução. Este é o selo do satanismo. É
revolução não para atingir um objetivo, mas a revolução, era morte por causa de
morte, o que Marx chamou de "revolução permanente".

Dos vinte e nove membros e candidatos no âmbito do Comité Central dos


comunistas soviéticos em 1917, o ano da revolução, apenas quatro tiveram a sorte
de partir desta vida antes de ser privado deste direito. Um dos quatro foi
postumamente declarado "inimigo da revolução".

Treze pessoas foram condenadas à morte por seus próprios companheiros ou


desapareceram. Duas foram tão perseguidas por Stalin que cometeram suicídio.

Para um ser humano, ser um criminoso ou um Mafioso é um pecado hediondo


mas o satanista vai além até mesmo do que a máfia permite.

Tomasso Buscetta, um representante da máfia siciliana, que se tornou um


informante da polícia e revelou os crimes dessa organização, disse:

Crime é uma necessidade que não se pode evitar, mas que sempre tem uma
razão. Com a gente crime gratuito, que é um fim em si mesmo ou o resultado de
um impulso individual, são excluídos. Excluímos, por exemplo, "vendetta

63
transversal”, o assassinato calculado de alguém, nosso objetivo de crime, como
uma esposa, filhos ou parentes.

Crime satânico é de outra ordem. Hitler matou milhões de judeus, incluindo


bebês, com a desculpa de que os judeus tinham feito mal ao povo alemão. Para os
comunistas, foi uma questão de disciplina aprisionar e torturar os membros da
família de uma pessoa que eles consideravam culpada. Quando fui preso, foi dado
como certo que minha esposa deveria ser presa também, e que o meu filho
deveria ser excluído de toda escolaridade.

O marxismo não é uma ideologia humana pecaminosa comum. É satânico em sua


maneira de pecar, como é satânico nos ensinamentos que prega. Apenas em
determinadas circunstâncias, tem-se declarado abertamente seu caráter satânico.

Ninguém pode julgar um mestre por seus discípulos. O pintor Picasso disse: "Um
artista deve descobrir o caminho para convencer seu público de toda a verdade
de suas mentiras."

Quem foi o homem que escreveu esta monstruosidade? O mesmo que escreveu,
"Eu vim para o comunismo como alguém vem para uma fonte .... Minha adesão
ao comunismo é a consequência lógica de toda a minha vida e trabalho. "

Assim, a pessoa se torna um marxista porque seu ideal é uma mentira. Como é
triste! Para obter uma visão sobre a vida e o pensamento de um satanista, basta
ler alguns leves trechos escritos por Alister Crowley (1875-1947), famoso por seu
envolvimento em práticas ocultas:

Não lamentarei os mortos. Eu nunca os conheci.Eu não consolo. Eu odeio o


consolador e o consolado.

O lobo trai somente o ganancioso e traiçoeiro, o corvo trai somente o


melancólico e o desonesto. Mas eu sou aquele de quem está escrito: Ele
enganaria até os escolhidos ... Eu me deleito no sangue dos santos, mas eu não

64
sou suspeito de homens para ser o seu inimigo, o meu pelo e branco e quente, os
meus dentes não são os dentes de alguém que rasga a carne, meus olhos são
suaves, e eles não me conhecem como o chefe dos espíritos mentirosos ...

Tu bonita arte, ó Babilônia, e desejável ...Babilônia, Babilônia, tu poderosa mãe,


que cavalga sobre feras coroadas, deixe-me embebedar no vinho da sua
prostituição; deixe-me seus beijos lacivos até a morte.

Crowley cita uma infinidade de frases como esta de velhas obras de satanistas
completamente desconhecidos, indisponíveis para os não iniciados.

Versões blasfemas da Oração do Senhor

O jornal soviético Sovietskaia Molodioj, de 14 de fevereiro de 1976, acrescentou


recentemente uma prova das ligações entre o marxismo e o satanismo. Ele
descreveu como comunistas militantes invadiram igrejas e zombaram de Deus
sob a Regime czarista. Para este efeito, os comunistas usaram uma versão
blasfema do "Pai Nosso":

Pai nosso, que estás em Petersburgo [hoje Leningrado]:

Maldito seja o teu nome,

Que o seu Reino se desintegre,

Que tua vontade não seja feita, sim, nem mesmo no inferno.

Dá-nos o pão nosso que você roubou de nós,

E pague as nossas dívidas, como nós temos pagado as suas até agora.

E não nos leve mais em tentação,

Mas livrai-nos do mal - a polícia de Plehve [o primeiro-ministro czarista]

E coloque um fim ao seu governo amaldiçoado.


65
Mas como você é fraco e pobre de espírito e no poder e autoridade,

Para baixo você por toda a eternidade. Amém.

O objetivo final do comunismo em conquistar novos países não é estabelecer um


outro sistema social ou econômico. É zombar de Deus e louvar a Satanás.

O jornal alemão União dos Estudantes Socialistas também publicou uma paródia
da Oração do Senhor, indicando que o significado "verdadeiro" da oração
sustenta o capitalismo:

Nossa Capital, qual a arte no Ocidente,

Que seus investimentos sejam certos,

Que você possa ter um lucro,

Que suas ações aumentem em valor,

Em Wall Street, como na Europa.

Nossa venda diária nos dê hoje,

E amplie nossos créditos,

Como nós estendemos os dos nossos devedores.

E não nos levar à falência,

Mas livrai-nos dos sindicatos,

Porque teu é metade do mundo e do poder e as riquezas, por 200 anos.

Mammon.

A identificação do cristianismo com os interesses do capitalismo é ultrajante. A


verdadeira igreja sabe que o capitalismo, também, está manchado de sangue, cada
sistema econômico carrega as marcas do pecado. Os cristãos se opõem ao
comunismo não do ponto de vista do capitalismo, mas do reino de Deus, que é o

66
seu verdadeiro ideal social. A descrição acima é nada menos do que zombaria
satânica da santíssima oração de Jesus, como é o que foi publicado pelos
soviéticos.

A zombaria da Oração do Senhor é habitual em muitas terras comunistas.


Crianças etíopes são ensinadas a orar da seguinte forma:

Nosso partido que dominas na União Soviética,

Santificado seja o teu nome,

Venha o Teu Reino,

Tua vontade será feita na Etiópia e no mundo todo.

Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia,

E não perdoe as ofensas dos imperialistas,

Como nós não vamos perdoá-los.

E que possamos resistir à tentação de abandonar a luta,

E livrai-nos dos males do capitalismo. Amém.

Ao longo de uma estação de rádio etíope Luterana confiscado pelo governo


comunista, uma versão satanista da Bíblia foi transmitida. I Coríntios 13ficou
conhecida assim:

Ainda que eu falasse todas as línguas e não tivesse inimizade para com os
latifundiários e capitalistas, Eu seria como o bronze que soa... Categoria odiada
não sofre exploração e é brutal. Categoria odiada inveja suas riquezas e elogia-
se com as revoluções bem sucedidas em vários estados socialistas ....

E agora permanecem a fé, e categoria odiada, mas o maior destas é o ódio


revolucionário.

67
Durante a greve geral organizada pelos comunistas franceses em 1974,
trabalhadores foram chamados a marchar nas ruas de Paris gritando o slogan,
“Giscard d ’E staing est foutu, les démons sont dans la rue! (Giscard d'Estaing
[então presidente francês] está acabado. Demônios estão agora na rua)” Por
que não "o proletariado" ou "o povo"! Por que essa evocação de forças
satânicas? O que tem isto a ver com as exigências legítimas da classe
trabalhadora por melhores salários?

A Dedicação de Líderes Comunistas

Os líderes comunistas foram e são deificados (adorados como um Deus). Ouça o


seguinte poema em homenagem Stalin no Pravda (Moscou, 10, Março 1939).
(Pravda é o órgão central do Partido Comunista da União Soviética)

O sol brilha suavemente e que não sabe que você é este sol?

O barulho agradável das ondas do mar canta uma ode a Stalin.

Os picos cegos nevados das montanhas cantam o louvor de Stalin.

As milhares de flores e prados agradecem você.

Da mesma forma as mesas cobertas.

As colmeias agradecem você.

Os pais de todos os jovens heróis agradecem você, Stalin;

Oh, herdeiro de Lênin, você é para nós O próprio Lênin.

68
Milhares de tais poemas foram compostos. Aqui está um outro hino a Stalin de
fervor e de extraordinária beleza, lembrado do cristianismo bizantino oriental no
quarto séculos e séculos seguintes:

O grande Stalin, O líder dos povos,

Tu que fizeste o homem para o nascimento,

Tu que purificaste a terra,

Tu que restaurastes os séculos, Tu que fizeste surgir a Primavera,

Tu que fizestes vibrar as cordas musicais.

Tu, esplendor da minha Primavera, ó Tu Sol refletido de milhões de corações.

O hino anterior foi publicado no Pravda em agosto de 1936. Em maio de 1935, o


mesmo jornal do partido oficial tinha publicado o seguinte efusão extraordinária:

Ele comanda o sol dos inimigos para jogar.

Ele falou, e do Oriente para os amigos se tornou um grande brilho.

Ele deveria dizer que o carvão é branco,

Será como Stalin quer...

O mestre de todo o mundo - lembre-se - é agora Stalin.

Uma composição feita muito mais tarde por um poeta e líder soviético mostra o
desenvolvimento em grande estilo mas durante o assunto:

69
Gostaria de tê-lo comparado a uma montanha branca - mas a montanha tem um
cume.

Gostaria de tê-lo em comparado com as profundezas do mar - mas o mar tem um


fundo.

Gostaria de tê-lo em comparado com a lua brilhando -, mas a lua brilha à meia-
noite, e não ao meio-dia.

Mao Tse-Tung foi aclamado como o "cuja mente criou o mundo.”Kim Il-Sung,
ditador da Coréia do Norte, também foi deificado, como o foi Nicolae Ceausescu,
ditador comunista da Romênia.

Ceausescu foi outra figura stalinista. Ele foi o objeto de um culto de


personalidade e foi comparado a Júlio César, Alexander o Grande, Pericles,
Cromwell, Napoleon, Pedro o Grande, e Abraão. Esta distinta lista, ao que
parece, não é suficiente. Assim, ele também foi chamado de "o nosso estava
Deus."(A propósito, pós-comunista Romênia, que não permitiu que as
convenções religiosas internacionais se realizassem, mas permitiu uma
convenção de bruxas, na primavera de 1979, em Curtea-de-Argesh.)

Em Bucareste havia um museu contendo presentes trazidos pelo povo para


Ceausescu. Era uma aquarela pintada por um cego que recuperou a visão através
de um milagre. Ele atribuiu isso ao fato de que "ele concentrou todos os seus
pensamentos no Presidente, que não só podia fazer o cego ver, mas podia mover
as montanhas dos Cárpatos. "

Outro retrato mostrou Ceausescu com o rei Vlad Tsepesh, que era conhecido
como "o vampiro Drácula", porque ele costumava empalar seus adversários. De
maneira semelhante, Stalin ampliou a personalidade do czar Ivan, o Terrível.

Os administradores da Romênia atualmente, eram membros do Partido


Comunista. O Leopardo o não perdeu suas pintas.

70
Capítulo 6 _ A Guerra Espiritual

O Pequeno e o Grande Demônio

De acordo com a atual doutrina marxista oficial, que, como foi ilustrada, é apenas
um disfarce, nem Deus nem o Diabo existe. Ambos são fantasias. Devido a este
ensino, os cristãos são perseguidos pelos comunistas.

No entanto, o jornal soviético Kommunisma Uzvara (Abril de 1974) relatou que


muitos círculos ateus foram criados nas escolas da Letônia Vermelha. O nome
dado as crianças do quarto ao sexto grau era "diabinhos", enquanto alunos da
sétima série foram chamados de "servos do diabo."

Em outra escola alunos da oitava série recebiam o nome "filhos fiéis do Diabo".
Na reunião as crianças vieram vestidas como demônios completos, com chifres e
rabos. Assim, eram proibidas de adorar a Deus, embora a adoração ao diabo foi
abertamente permitida e até incentivada entre as crianças em idade escolar. Este
era o objetivo oculto de os comunistas quando eles tomaram o poder na Rússia.

Em Vitebsk (URSS), Zoia Titova, um membro da organização da juventude


comunista, foi pego praticando magia negra. Quando seu caso foi levado perante
a assembleia da juventude comunista, houve recusaram-se unanimemente castigá-
lo, embora os membros que decidiram adorar a Deus foram expulsos.

Os comunistas consideravam errado acreditar em Deus. Por este "crime", "muitas


crianças” foram separadas de suas famílias e mantidas em internatos ateus
especiais.

Incrivelmente, os comunistas ainda quiseram fazer de adoradores de Satanás


líderes da igreja. Um sacerdote ortodoxo russo chamado Platonov, um agitador
anti-judeu, passou para o lado dos comunistas quando eles chegaram ao poder na
Rússia. Para isso, foi eleito bispo e tornou-se um Judas que denunciava membros

71
do seu rebanho a Polícia Secreta, mesmo sabendo que eles seriam severamente
perseguidos.

Um dia, enquanto estava em um ônibus, ele reconheceu sua irmã Alexandra, uma
abadessa que havia sido preso várias vezes, aparentemente, com o conhecimento
de seu irmão. Ele perguntou-lhe: "Por que você não fala comigo? Você não
reconhece o seu irmão? " Ela respondeu: "Você pergunta por quê? Nosso pai e
nossa mãe iriam revirar em seus túmulos. Você está servindo a Satanás. " Ainda
que fosse um bispo ortodoxo oficial na União Soviética, ele respondeu: "Talvez
eu tenha Satanás dentro de mim mesmo."

Pravoslavnaia Rus escreveu: A catedral ortodoxa em Odessa, tão amado pelos


Odessites, tornou-se o ponto de encontro de satanistas logo depois que os
comunistas chegaram ao poder .... Eles também se reuniram na Slobodka
Romana e na antiga casa do conde Tolstoi.

A seguir segue-se uma descrição detalhada das reuniões satanistas dirigidas pelo
diácono Serghei Mihailov, da traiçoeira Igreja Viva, um ramo ortodoxo
estabelecido em conivência com os comunistas. Um atendente descreve a reunião
satanista como uma "paródia da liturgia cristã, na qual sangue humano é
utilizado para a comunhão". Essas reuniões ocorriam na catedral ante seu altar
principal.

Também em Odessa, uma estátua de Satanás era exibida no Museu dos ateus. Era
chamado Baphomet. À noite, os satanistas se reuniam no museu de oração e
cantavam diante da estátua.

Obscenidades Religiosas

Pode ser em algum sentido "lógico" que os comunistas prenderem padres e


pastores como contrarrevolucionários. Mas por que os sacerdotes foram
72
obrigados pelos marxistas na prisão romena de Piteshti celebrar a missa (culto)
sobre excrementos e urina? Por que os cristãos foram comungar torturados com
elementos como estes? Por que zombar com tanto escárnio da religião? Por que o
padre ortodoxo romeno Roman Braga, que conheci pessoalmente quando ele era
um prisioneiro dos comunistas, e que presentemente reside nos E.U.A., teve seus
dentes arrancados um a um com uma barra de ferro, a fim de fazê-lo blasfemar?

Os comunistas tinham explicado a ele e aos outros: "Se você matar os cristãos,
você irá para o céu. Mas nós não queremos que você seja coroado como mártir.
Você deve amaldiçoar a Deus em primeiro lugar e, em seguida, ir para o
inferno. ”

Na prisão de Piteshti os comunistas forçaram um prisioneiro muito religioso a ser


"batizado" diariamente, colocando a cabeça para dentro do cilindro em que seus
companheiros sofredores tinha feito as suas necessidades, enquanto isso obrigava
os outros prisioneiros a cantar o serviço batismal.

Um estudante de teologia foi forçado a vestir-se de folhas brancas (em imitação


do manto de Cristo), e com um órgão sexual masculino feito de sabão pendurado
em seu pescoço com uma corda.

Os cristãos eram espancados até a insanidade para tentar forçá-los a se ajoelhar


diante de uma imagem zombando de Cristo.

Depois de terem beijado o sabão, eles tinham que recitar parte da liturgia.

Alguns prisioneiros foram obrigados a tirar suas calças e se sentar com seus
traseiros nus sobre as Bíblias abertas.

Tais práticas blasfemas foram perpetrados por pelo menos dois anos, com o pleno
conhecimento do topo da liderança do Partido. O que tais afrontas do comunismo
podem fazer em prol do bem-estar do proletariado?

73
Seus slogans anticapitalistas não foram meros pretextos para organizar blasfêmias
satânicas e orgias?

Marxistas deveriam ser ateus que não acreditam nem em céu e nem em inferno.
Nestas circunstâncias extremas, o Marxismo empunhou sua máscara ateísta para
revelar a sua verdadeira face, a face do satanismo.

A Perseguição comunista da religião pode ter uma explicação humana, mas a


fúria de tal perseguição perversa só pode ser satânica.

Nas prisões romenas e na União Soviética, bem como, Freiras que não negam sua
fé foram estupradas no ânus, e meninas batistas eram forçadas a fazer sexo oral
com eles.

Muitos prisioneiros que foram tratados assim morreram como mártires, mas os
comunistas não estavam satisfeitos com isso.

Usando técnicas Luciferianas, eles fizeram mártires morrerem blasfemando por


causa do delírio provocado pela tortura.

Apenas uma vez em toda a sua obra, Marx escreveu sobre a tortura. Durante a sua
própria vida, muitos de seus seguidores foram torturados pelas autoridades
czaristas russas. Desde Marx é geralmente descrito como um humanista, seria de
esperar que ele escrevesse com horror sobre essa prática abominável. Mas o seu
único comentário foi:

A tortura só tem dado origem as mais engenhosas invenções mecânicas e


empregou muitos dos honrosos artesãos na produção dos instrumentos.

A Tortura é produtiva, e leva a invenções engenhosas - tudo isso é o que Marx


tinha a dizer sobre o assunto. Não é de se admirar que os governos marxistas
ultrapassaram todos os outros em aplicar torturar em seus adversários!

Isso por si só mostra a natureza satânica do marxismo.

74
O marxismo também é baseado em um ódio por Deus. Em 1923, na União
Soviética, julgamentos simulados de Deus foram realizadas na presença de
Trotsky e Lunatcharski. Mas tal oposição a Deus e Seu povo não pertencem
somente ao passado.

Profanações satanistas de igrejas católicas ocorreram na década de 1970 em


Upyna, Dotnuva, Zanaiciu, Kalvarija, Sede, etc, localidades na Lituânia. Uma
sobre a qual sabemos aconteceu em Alsedeai em 22 de setembro de 1980.

Em seu livro Hospital Psiquiátrico 14, Moscou, Georgi Fedotov fala de sua
conversa com o psiquiatra Dr. Valdimir Lwitski sobre um cristão chamado
Argentov que foi detido lá.

O médico disse, " Você está puxando o seu amigo Eduard rumo a Deus e nós
para o Diabo. Então eu estou usando os meus direitos como um psiquiatra para
negar que você e os seus amigos tenham acesso a ele".

O cristão Salu Daka Ndebele foi interrogado pela polícia secreta de Maputo, na
Moçambique Comunista. O oficial disse-lhe: "Queremos matar o seu Deus." Ele
ergueu a arma em direção à cabeça do prisioneiro e declarou: "Este é o meu Deus.
Com isso eu tenho o poder de vida e morte. Se o seu Deus vier aqui, Eu vou
atirar nele mesmo. ”

Em Chiasso, Angola comunista, os comunistas abateram animais em uma igreja e


colocaram a cabeça no altar e púlpito. Um cartaz proclamava: "Estes são os
deuses que vocês adoram."

O Pastor Aurélio Chicanha Saunge foi morto, junto com cento e cinquenta
paroquianos. Quando o sacerdote católico lituano Eugene Vosikevic foi morto,
sua boca estava cheia, preenchida com pão, um aparente ritual satânico.

Vetchernaia Moskva, um jornal comunista, deixou passar um deslize freudiano


escrito:

75
Nós não lutamos contra os crentes e nem mesmo contra clérigos. Nós lutamos
contra Deus para arrebatar os crentes dele.

A "luta contra Deus para arrebatar os crentes dele" é a única explicação lógica
para a luta comunista contra a religião.

Nós não nos espantamos com estas palavras em um jornal soviético.

Marx já havia dito em seu livro A ideologia alemã. Chamando Deus "o Espírito
absoluto" como o seu mestre Hegel tinha feito, ele escreveu: "Estamos
preocupados com uma questão muito interessante: A decomposição do Espírito
Absoluto"

Não era uma luta contra a falsa crença em um Deus inexistente que o preocupava.
Ele acreditava que Deus existia e queria ver esse Espírito Absoluto se decompor,
como é o caso de muitos prisioneiros dos comunistas que ficaram presos até
apodrecer na prisão.

Na Albânia, um padre, Stephen Kurti, foi condenado à morte por ter batizado
uma criança. Batismos deve ser realizado em segredo, em muitos países
comunistas, incluindo a Coréia do Norte.

O promotor no julgamento de Benjamin Metropolitana de Leningrado disse: A


Igreja Ortodoxa inteira é uma organização subversiva. Propriamente falando,
toda a igreja deveria estar na prisão.

A única razão pela qual todos os cristãos não estão em prisões na União Soviética
é que os comunistas não são muito poderosos o suficiente. Mas a vontade de
destruir está lá.

Desenfreada pelo Espírito de Deus e fortalecidos pelas forças do mal, eles


realmente querem destruir toda a Terra, incluindo a si mesmos.

76
Na antiga União Soviética, batismos poderiam ser oficializados somente após o
registro. As pessoas que desejavam ser batizadas ou para que seu filho pudesse
ser batizado apresentavam seus cartões de identidade para o representante da
junta da igreja, que por sua vez informavam às autoridades estaduais. O resultado
era perseguição. Kolkhozniks (trabalhadores em fazendas coletivas) não tinham
carteira de identidade e, portanto, poderiam batizar seus filhos apenas em
segredo. Muitos pastores protestantes receberam sentenças de prisão por batizar
pessoas.

A luta comunista contra o batismo pressupõe a crença em seu valor para a alma.

As pessoas religiosas em Israel, o Paquistão ou Nepal se opõem ao batismo em


nome de sua própria perspectiva religiosa, porque é um selo cristão. Mas para os
ateus - como comunistas declaram-se claramente ser - o batismo não deveria
significar nada.

Supostamente ela não beneficia nem prejudica os batizados. Por que, então, esses
comunistas lutam contra o batismo? É porque os comunistas "lutam contra Deus
para arrebatar os crentes dele." Sua ideologia não é realmente inspirada pelo
ateísmo, mas por um ódio fervente por Deus.

"Entre outros fins", disse Lênin, "nós criamos o nosso partido especificamente
para a luta contra os religiosos enganando o povo”.

Práticas Ocultistas

Mais informações sobre a relação entre o marxismo e o oculto pode ser


encontrada em Descobertas Psíquicas Atrás da Cortina de Ferro, de Sheila
Ostrander e Lynn Schroder.

77
É altamente significativo que o Oriente comunista tenham avançado muito mais
do que o Ocidente em pesquisas sobre as forças das trevas manipulados por
Satanás.

Dr. Eduard Naumov, membro da Associação Internacional de Parapsicólogos, foi


preso em Moscou, o físico L. Regelsohn, um hebreu-cristão que assumiu sua
defesa, diz-nos o motivo de sua prisão:

Vladimir Naumov se esforçou para manter a esfera psíquica de vida livre do


domínio das forças do mal que usavam a parapsicologia como uma nova arma
para a opressão da alma humana.

Na Tchecoslováquia, Bulgária, etc., o Partido Comunista gastou enormes somas


em investigação secreta sobre esta ciência. Eles escondiam do Oeste informações
sobre o que acontecia nos vinte Institutos de Parapsicológica localizados na
União Soviética.

Komsomolskaia Pravda (Moscow) publicou um longo artigo sobre


hipnotizadores que ajudavam as pessoas "regredir a vidas passadas." Para o
processo de indução eles usam as seguintes sugestões:

Você desceu na terra, mais profundo, ainda mais profundo. Você e a terra se
tornaram um .... Você está no fundo da terra. Você está cercado por densas
trevas .... Em torno de você está a noite eterna ... Agora nos aproximamos de um
ponto de luz longe ... cada vez mais perto. Nós nos esgueiramos através de um
pequeno buraco para o céu, deixando nosso próprio corpo no fundo da terra ....
Nós superamos as fronteiras do tempo ... e nós voltamos ao seu passado ... "

Nesses artigos, os soviéticos usavam duplo sentido no que falavam. Ciente de que
algumas pessoas poderiam ficar assustadas, eles foram propositalmente
cautelosos, alegando que eles só informavam sem concordar. Mas o que os
leitores pensariam de um editor que reimprimisse artigos provocativos e imagens

78
sensuais sem parar da Playboy enquanto alegava que ele não concordava
plenamente com o que ele estava fornecendo ao público?

Escritores soviéticos disseram claramente que está "máquina do tempo" não era
ficção científica. "Transpersonalismo" oferecia esta viagem no tempo.

Nas missas negras satanistas, todas as orações são ditas a partir do fim para o
começo, e o manto sacerdotal é usado de dentro para fora. A Inversão é a regra
satanista, e esta é aplicada até mesmo para a doutrina da reencarnação.

Enquanto que devotos indianos estão preocupados com suas reencarnações


futuras e tentam melhorar a si mesmos, obedecendo o que eles acreditam ser os
mandamentos de Deus, os satanistas oferecem um retorno a encarnações
anteriores. Eles não se preocupam com um futuro melhor na eternidade.

Marxismo como uma igreja

Assim como Satanás veio a Jesus oferecendo versículos, Marx utilizava textos da
Sagrada Escritura, embora com muita distorção. Volume 2 das obras de Marx e
Engels abrem com as palavras de Jesus aos Seus discípulos (João 6:63), como
citado por Marx em seu livro A Sagrada Família:" É o Espírito que dá vida"
Então nós lemos:

Crítica [sua crítica de tudo o que existe] amou as massas que enviou seu filho
unigênito [isto é, Marx], que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a
vida de críticas. A crítica tornou-se massa e habitou entre nós, e vimos a sua
glória, como a glória do unigênito Filho do Pai. A crítica não teve por
usurpação ser igual a Deus, mas fez-se esvaziar, assumindo a forma de um
encadernador, e humilhou-se até absurdo - sim, um absurdo crítico em línguas
estrangeiras. "

79
Aquele que conhece as Escrituras irá reconhecer isso como uma paródia de
versículos bíblicos (João 3:16; 1:14; Filipenses 2:6-8).

Aqui, novamente, Marx declara suas próprias obras como "absurdo", bem como
"livros imundos".

O marxismo é uma religião, e até mesmo "usa" as Escrituras. Sua principal obra,
O Capital de Marx, é chamado de "a Bíblia da classe trabalhadora."

O Comunismo "tem o orgulho da infalibilidade". Todos os que se opõem ao


"credo" Comunista (esta expressão é usada por Engels) são excomungados. Marx
escreveu: "Bakunin deve tomar cuidado. Caso contrário, vamos excomungá-lo ".

Aqueles que morrem no serviço do marxismo são festejados como "mártires". O


marxismo também tem seus sacramentos: as recepções solenes na organização
das crianças chamadas de "os Filhos de Outubro", os juramentos dados quando
recebem enquanto são "pioneiros", depois do qual vêm as notas mais altas de
início no Komsomol e do Partido. A Confissão é substituída por autocrítica
pública diante da assembleia dos membros do Partido.

O marxismo é uma igreja. Ele tem todas as características de uma igreja. No


entanto, o seu deus não é nomeado em sua literatura popular. Mas, como se vê
pelas provas dadas neste livro, Satanás é, obviamente, o seu deus.

É estranho que, embora o marxismo seja claramente satânico, não é visto como
uma ameaça por muitas igrejas no mundo livre. Algumas estatísticas
esclarecedoras sobre isto estão disponíveis.

Foram convidados professores de seminário nos EUA: "Pode um indivíduo


consistentemente ser um bom membro de sua denominação e aderir ao
marxismo?"

Abaixo estão os valores percentuais dos que responderam Sim:

80
Episcopal - 68%

Luterana - 53%

Presbiteriana - 49%

Metodista - 49%

Igreja de Cristo - 47%

Batista americano - 44%

Católica Romana - 31%

Como é triste saber que aqueles que seguem a Verdade estão sendo enganados
por aqueles que servem o pai da mentira.

Capítulo 7 _ Marx, Darwin e Revolução

Marx e Darwin

Qual foi a contribuição específica de Marx para o plano de Satanás para a


humanidade?

A Bíblia ensina que Deus criou o homem à Sua própria imagem (Gênesis 1:26).
Até o tempo de Marx, o homem continuou a ser considerado como "a coroa da
criação".

Marx foi uma ferramenta escolhida de Satanás para fazer o homem perder a sua
autoestima, a sua convicção de que ele vem de lugares altos e destina-se a voltar
a eles. O marxismo é a primeira filosofia sistemática e detalhada que reduz
drasticamente a noção de homem.

81
Segundo Marx, o homem é essencialmente um estômago que tem de ser
preenchido e reabastecido constantemente. Os interesses predominantes do
homem são de natureza econômica; ele produz, a fim de satisfazer as suas
necessidades. Para isso, ele entra em relações sociais com os outros. Esta é a base
da sociedade, o que Marx chama de infraestrutura. Casamento, amor, arte,
ciência, religião, filosofia, tudo exceto as necessidades do estômago, são todos
superestrutura, determinada em última análise por parte do estado do estômago.

Não é de admirar Marx elogiou o livro de Darwin “A Origem do Homem”, outro


golpe de mestre que faz os homens esquecerem a sua origem e propósitos
divinos. Darwin disse que o homem nasceu do mundo animal.

O homem foi destronado por estes dois. Como satanás não podia destronar Deus,
ele desvalorizou o homem. O homem mostrou-se descendentes de animais e um
simples servo de seu intestino. É uma estranha coincidência que o século XIX
deu ao mundo três personalidades líderes que se opuseram ao cristianismo, todos
com o nome de Charles: Karl (alemão para Charles) Marx, Charles Darwin, e do
poeta francês Charles Baudelaire. Este último escreveu em "Abel e Caim": Raça
de Caim, ascende ao céu E arremessa Deus para a terra. Marx escreveu a
Ferdinand Lassalle em 16 de janeiro de 1861, "O livro de Darwin é muito
importante e me serve de base nas ciências naturais para a luta de classes
históricas".

O genro de Marx, Paul Lafargue, No Socialismo e os Intelectuais, disse, Quando


Darwin publicou seu livro A Origem das Espécies, ele levou para longe de Deus
o seu papel como criador do mundo orgânico, como Franklin tem despojado-o
de seu raio.

(Não era a intenção original de Darwin prejudicar a religião. Ele havia escrito,
“Há uma grandeza nessa visão da vida, com seus vários poderes, tendo sido
originalmente soprou em algumas formas ou em uma só. ” A fim de tornar sua

82
posição mais enfática, Darwin inseriu a frase "Pelo Criador" depois "soprou" na
segunda edição. Ele permaneceu lá em todas as edições sucessivas publicadas.)

Mais tarde, Freud iria completar o trabalho destes dois gigantes, reduzindo o
homem, basicamente, a um desejo sexual, às vezes sublimado na política, na arte
ou religião. Foi o psicólogo suíço Carl Gustav Jung, que voltou para a doutrina
bíblica de que o impulso religioso é necessidade básica do homem.

A era de Marx foi um momento de efervescência satânicas em muitas esferas da


vida. O poeta russo Sologub escreveu: "Meu pai é o diabo." Outra poeta russo,
Briusov, disse: "Eu também glorifico o Senhor e o Diabo."

Marx era uma criança do tempo de Nietzsche (Hitler e filósofo favorito de


Mussolini), Max Stirner, um anarquista extremo, e Oscar Wilde, o primeiro
teórico da liberdade para a homossexualidade, um vício que hoje se uniu com a
aceitação até mesmo entre o clero.

Forças satânicas tem preparado a Rússia para a vitória do marxismo. O tempo da


revolução foi um período em que o amor, boa vontade e sentimento saudáveis
foram considerados retrógrados.

Meninas ocultavam sua inocência e maridos a sua fidelidade. A destruição era


elogiada como bom gosto, a neurastenia como o sinal de uma boa mente. Este foi
o tema de novos escritores que estouraram na cena da obscuridade. Homens
inventaram vícios e perversões, e foram exigentes na sua evasão de ser pensador
moral.

Como foi que Stalin se tornou um revolucionário depois de ler Darwin? Como
um estudante em um seminário ortodoxo, obteve de Darwin o conceito de que
não somos criaturas de Deus, mas o resultado de uma evolução na qual reina
implacável a competição cruel. É apenas o mais forte e mais cruel que sobrevive.
Ele aprendeu que os critérios morais e religiosos não desempenham nenhum

83
papel na natureza e que o homem é tão parte da natureza como um peixe ou um
macaco. Brutalidade e crueldade Viva!

Darwin tinha escrito um livro científico estabelecendo sua teoria das origens. Não
tinha implicações econômicas ou políticas. Mas, embora muitos possam ir tão
longe a ponto de admitir que Deus criou o mundo através de um longo processo
de evolução, o resultado final da teoria de Darwin foi a morte de dezenas de
milhões de inocentes. Ele, portanto, se tornou o pai espiritual do maior
assassinato em massa da história.

Além do tumulto intelectual do século XIX pode ser rastreada a influência da


Revolução Francesa, que foi espiritualmente muito parecida com o cataclismo
russo do século XX.

Durante a revolta na França, Anarchasis Clootz, um revolucionário francês e


Illuminatus, declarou-se "o inimigo pessoal de Jesus Cristo." Ele proclamou antes
da Convenção de 17 de novembro de 1792: "O povo é o soberano e o deus do
mundo .... Somente os tolos acreditam em qualquer outro Deus, em um Ser
Supremo ". Em seguida, a Convenção promulgou um decreto proclamando "a
anulação de todas as religiões."

Para aqueles de nós que levam a sério as palavras de oração do Senhor, "Livra-
nos do mal", o significado é claro: nós imploramos a Deus amoroso para nos
proteger e a sociedade ao nosso redor das falsas doutrinas, da arte perniciosa que
habitua-nos para o mal, sob o pretexto de beleza, e da imoralidade na vida. Então,
não precisamos ter medo de ciladas do Diabo.

Você tem uma escolha: Você quer se tornar como o Diabo, cruel e vicioso, ou
como Jesus, o Deus-homem de santo amor e paz?

84
Sionismo falso de Moses Hess

Para completar o quadro, vamos considerar Moses Hess, o homem que converteu
Marx e Engels ao ideal socialista.

Existe uma lápide em Israel na qual está inscrita as palavras, "Moses Hess,
fundador do Partido Social-Democrata alemão." Hess expõe suas crenças no
Catecismo Vermelho para o povo alemão:

O que é negro? O preto é a clero .... Esses teólogos são os piores aristocratas ....
O clérigo ensinam os príncipes a oprimir o povo em nome de Deus. Em segundo
lugar, ele ensina as pessoas a deixarem-se oprimir e explorar em nome de Deus.
Em terceiro lugar e, principalmente, ele oferece por si mesmo com a ajuda de
Deus uma vida esplêndida na terra, enquanto as pessoas são aconselhados a
esperar o céu.

A bandeira vermelha simboliza a revolução permanente até a vitória concluída


das classes trabalhadoras em todos os países civilizados: A República
Vermelha.... A revolução socialista é a minha religião .... Os trabalhadores,
quando eles conquistaram um país, devem ajudar seus irmãos no resto do
mundo.

Esta era a religião de Hess quando emitiu pela primeira vez o seu Catecismo.

Na segunda edição, acrescentou alguns capítulos. Desta vez, a mesma religião, ou


seja, a revolução socialista, usa uma linguagem cristã, a fim de credenciar-se com
crentes. Junto com a propaganda da revolução, existem de fato algumas palavras
agradáveis sobre o cristianismo como uma religião de amor e humanidade.

Mas a sua mensagem deve ser mais clara: o seu inferno não deve ser sobre a terra
e seu céu além. A sociedade socialista será a verdadeira realização do
cristianismo. Assim Satanás se transforma em anjo de luz.

85
Depois Hess convencer Marx e Engels das ideias socialistas, afirmando desde o
início que sua finalidade seria a de atribuir "O último chute a religião medieval"
(seu amigo Georg Jung disse que ainda mais claramente: "Marx”, certamente irá
expulsar Deus do seu céu’"), um interessante desenvolvimento teve lugar na vida
de Hess.

Ele, que havia fundado o socialismo moderno também fundou um movimento


totalmente diferente, uma marca específica do sionismo.

Assim Hess, fundador de um socialismo cujo objetivo era "Expulsar Deus do


céu", foi também fundador de um tipo diabólico do sionismo que iria destruir o
sionismo piedoso, o sionismo de amor, entendimento e concórdia com as nações
vizinhas. Ele que ensinou a Marx a importância da luta de classes escreveu em
1862 estas palavras surpreendentes: "a luta de raças é primária, a luta de classes
é secundária."

Ele acendeu o fogo da guerra de classes, um fogo nunca extinto, em vez de


ensinar as pessoas a cooperarem para o bem comum.

O mesmo Hess, então gera um sionismo distorcido, um sionismo de raça. Como


nós rejeitamos o marxismo satânico, assim também deve todo judeu ou cristão
responsável rejeitar esta perversão diabólica do sionismo.

Hess afirma Jerusalém para os judeus, mas sem Jesus, o Rei dos Judeus. Que
necessidade tem Hess de Jesus? Ele escreveu:

Todo Judeu tem o making-of de um Messias em si mesmo, cada judia a Mater


Delorosa em si mesma.

Então, por que no mundo ele não fez do judeu Marx um Messias, um homem
ungido por Deus, em vez de um inimigo redobrado em expulsar Deus do céu?
Para Hess, Jesus é "um judeu, a quem os pagãos endeusaram como seu
Salvador." Nem Hess nem os judeus parecem necessitar DEle por si mesmos.

86
Hess não deseja salvar ele mesmo, e para um indivíduo buscar a santificação
pessoal, ele disse. O objetivo dos judeus, segundo ele, deve ser "um estado
messiânico", "para preparar a humanidade para a revelação da essência
divina ", o que significa que, como ele reconhece, em seu Catecismo Vermelho,
para travar a revolução socialista através da luta racial e de classe.

Moses Hess, que atribuir a seu ídolo Marx a tarefa de pôr fim à religião medieval,
substituindo-a pela religião da revolução socialista, escreveu estas palavras
surpreendentes: "Eu sempre fu i edificado po r orações em hebraico." O que as
orações que aqueles que consideram a religião o ópio do povo diz ?

Já vimos que o fundador do ateísmo científico rezou enquanto usava filatérios


ante velas acesas. Orações judaicas pode ser mal utilizadas em um sentido
blasfemo, assim como orações cristãs são pervertidas em rituais satanistas.

Hess ensinou Marx que o socialismo era inseparável do internacionalismo. Marx


escreveu em seu Manifesto Comunista de que o proletariado não tem pátria. Em
sua Catecismo Vermelho Hess zomba da noção pátria dos alemães, e ele teria
feito o mesmo com a noção de pátria de qualquer outra nação europeia. Hess
criticou o programa de Erfurt do Partido social-democrata alemão por seu
reconhecimento incondicional do princípio nacional.

Mas Hess é internacionalista, com uma diferença: Patriotismo judeu deve


permanecer. Ele escreveu: Todo aquele que nega o nacionalismo judaico não é
apenas um apóstata, um renegado no sentido religioso, mas um traidor de seu
povo, e sua família. Caso seja verdade que a emancipação dos judeus é
incompatível com o nacionalismo judaico, em seguida, o judeu deve sacrificar a
emancipação .... O judeu deve ser, acima de tudo, um patriota judeu.

Concordo com ideias patrióticas de Hess, na medida em que o que é molho para o
ganso é molho para o simplório. Sou a favor de todo o tipo de patriotismo - dos
judeus, os árabes, os alemães, os russos, os norte-americanos.
87
O patriotismo é uma virtude, se isso significa que o esforço para promover
economicamente, politicamente, espiritualmente e religiosamente o bem-estar de
sua própria nação, desde que seja feito de amizade e cooperação com outras
nações. Mas o patriotismo judeu de um socialista revolucionário que nega o
patriotismo de todos os outros países é altamente suspeito. Este parece ser um
plano diabólico para fazer todos os povos odiarem os judeus.

Se eu fosse um não-judeu que viu os judeus aceitarem o plano de patriotismo


unilateral de Hess, eu iria me opor. Felizmente, não existiram judeus que
aceitassem o plano satânico. Na verdade, foi Herzl, que deu uma volta sã ao
sionismo. Na sua forma moderna nenhum vestígio de satanismo permaneceu.

A luta proposta por Hess é falsa, tão falsa como a luta de classes, que ele
ordenou.

Hess não abandonou o socialismo por este tipo específico de sionismo. Depois de
escrever Roma e Jerusalém , ele continuou a ser ativo no movimento socialista
mundial.

Hess não indicava claramente os seus pensamentos; por conseguinte, é difícil de


avaliar. É o suficiente saber que de acordo com ele, "O mundo cristão vê Jesus
como um santo judeu que se tornou um homem pagão. " É o suficiente para nós
lermos em seu livro, "Nós hoje temos muito tempo para uma salvação muito mais
abrangente do que aquela que o cristianismo jam ais fo i capaz de oferecer."

Do Catecismo Vermelho segue a mais abrangente salvação que é esta; a


revolução socialista.

Poderia acrescentar que Hess não era apenas a fonte original do marxismo e do
homem que tentou criar um Deus anti-sionismo, mas também o antecessor da
teologia da libertação atualmente aprovado no Conselho Mundial de Igrejas e
catolicismo.

88
Um mesmo homem, que é quase desconhecido, tem sido o porta-voz dos três
movimentos satânicos: comunismo, racista, uma marca de ódio do sionismo, e
uma teologia da revolução.

Ninguém pode ser cristão sem amar os judeus. Jesus era judeu, assim como à
virgem Maria, e todos os apóstolos. A Bíblia é judaica. O Senhor disse: "A
salvação vem dos judeus " (João 4:22). Hess, por outro lado, exaltou os judeus
como se ele conscientemente quisessem criar uma reação anti-judaica violenta.
Ele disse que sua religião era a da revolução socialista. O clero de todas as
"outras " religiões eram bandidos.

Revolução foi a única religião para a qual Hess teve em alta conta. Ele escreveu:
Nossa religião (o judaísmo) tem como ponto de partida o entusiasmo de uma
raça que, desde a sua aparição no palco da história previu efeitos finais da
humanidade e que teve um pressentimento do tempo messiânico em que o espírito
da humanidade seria cumprido, não só neste ou naquele indivíduo ou
parcialmente, mas nas instituições sociais de toda a humanidade .

Desta vez - que Hess chama de "messiânico " - é o momento da vitória da


revolução socialista mundial.

A ideia de que a religião judaica teve como ponto de partida o conceito de uma
revolução socialista sem Deus é uma piada feia e um insulto para o povo judeu.

Hess fala insistentemente em termos religiosos, mas ele não acredita em Deus.
Ele escreve que "o nosso Deus não é nada mais do que a raça humana unida no
amor."

O caminho para se chegar a tal união é a revolução socialista, em que dezenas de


milhões de exemplares de sua amada humanidade serão torturados e mortos.

89
Ele não faz segredo do fato de que ele deseja, nem o domínio do céu, nem o de
poderes terrestres, que são tão opressivos. Não há nada de bom em qualquer
religião, exceto na revolução social.

É inútil e ineficiente elevar as pessoas para a verdadeira liberdade e fazê-los


participar dos bens de existência, sem libertá-los da escravidão espiritual, isto é,
da religião.

Ele fala de um só fôlego sobre o "absolutismo do celestial e terreno e a tirania


sobre os escravos."

As profundidades satânicas do comunismo podem ser entendidas apenas por


saber o tipo de homem que Moses Hess era, para ele influenciar Marx e Engels,
com quem fundou a Primeira Internacional, assim como Bakunin. Sem um
conhecimento de Hess, Marx é ininteligível, porque é ele quem trouxe Marx para
o socialismo.

Considere as palavras de Marx já citadas:

Eu ensino palavras todas misturadas em uma confusão diabólica. Assim,


qualquer um pode pensar o que ele escolher para pensar .

Marx escreveu de tal maneira. Os escritos de Hess são uma confusão ainda mais
diabólica, que são difíceis de desembaraçar, mas que devem ser analisadas para
notarmos as possíveis conexões existentes entre Marx e satanismo.

O primeiro livro de Hess foi chamado de A Sagrada história da humanidade. Ele


proclamou que ele fosse "uma obra do espírito santo da verdade", dizendo ainda
que, como o Filho de Deus libertou os homens de sua própria escravidão, Hess
iria libertá-los da escravidão política. "Eu sou chamado para testemunhar a luz,
como João fo i. "

Naquela época, Marx, que ainda estava em oposição ao socialismo e não tinha
conhecido pessoalmente Hess, começou a escrever um livro contra ele. Por
90
razões desconhecidas, este livro nunca foi concluído. Mais tarde, ele se tornou
discípulo de Hess.

Como indicado anteriormente, os objetivos declarados Hess eram dar um último


chute à religião medieval e produzir estragos . Na introdução de seu livro Juízo
Final, ele declara sua satisfação que o filósofo alemão Kant tinha supostamente
"decapitado o velho Pai Jeová, juntamente com toda a fam ília sagrada ." (Hess
cobre suas próprias ideias com o nome do grande filósofo. Kant não tinha tais
intenções, ele havia escrito o contrário: “. Eu tive que limitar o conhecimento
para dar lugar para a f é ")

Hess diz que o judeu, bem como a religião cristã estão "mortos ", o que não o
impede de escrever, em Roma e Jerusalém sobre "nossos santos escritos ", "a
língua sagrada de nossos pais" , "nosso culto" , "as leis divinas "," os caminhos da
Providência ", e" a vida dos deuses . "

Não é que em diferentes fases da vida teve opiniões diferentes. Em seu livro
pseudo-sionista, ele declara que ele não renega seus antigos esforços ateus. Não,
esta é uma "confusão diabólica ." Intencional.

Hess era judeu e um precursor do sionismo. Porque Hess, Marx, e outras pessoas
como eles eram judeus, algumas pessoas consideram o comunismo uma
conspiração judaica. No entanto, Marx também escreveu um livro anti-judaico.
Também, a este respeito, ele simplesmente seguiu Hess.

Este "sionista", Hess, que eleva os judeus até o céu, escreveu em seu livro Sobre
o Sistema Monetário:

Os judeus, que tinham o papel, na história natural do mundo animal social,


desenvolver na humanidade um animal selvagem, tem cumprido isso, seu
trabalho profissional. O mistério do judaísmo e do cristianismo fo i revelado na
moderna judaico-cristã. O mistério do sangue de Cristo, como o mistério do

91
velho culto judaico do sangue, aparece aqui revelado como sendo o mistério do
animal predador.

Não se preocupe se você não entender estas palavras. Elas foram escritas
"misturadas em uma confusão diabólica", mas o ódio ao judaísmo neles contido é
claro. Hess é um racista, judaico, bem como anti-judaico, de acordo com as
necessidades do espírito que inspiraram suas obras e que ele chama de "santo"

Hitler poderia ter aprendido seu racismo de Hess. Ele, que ensinou Marx que a
classe social é um fator decisivo também escreveu o contrário: "A vida é um
produto imediato da raça”. Instituições e concepções sociais, assim como as
religiões, são criações típicos e originais da raça. O problema da raça se
esconde po r trás de todos os problemas de nacionalidades e liberdade. Toda a
história passada estava preocupado com a luta de raças e classes. Luta de Raças
éprimário; luta de classes é secundário.

Como é que Hess consegue fazer tantas ideias contraditórias triunfar?

Vou usar a espada contra todos os cidadãos que resistem aos esforços do
proletariado.

Vamos ouvir o mesmo de Marx:

A violência é a parteira que leva a nova sociedade para fo ra do útero da antiga.

O primeiro professor de Marx foi Hege, o filósofo, que apenas abriu caminho
para Hess.

Marx, também, sugou o veneno de Hegel, para quem o cristianismo era


miserável, em comparação com o passado glorioso da cultura grega.

Hegel escreveu: "Os cristãos se acumularam de tal monte de razões para o


conforto na desgraça ... que no final devemos ficar arrependidos que não

92
podemos perder um pai ou uma mãe, uma vez po r semana ", enquanto que para a
"desgraça grega era infortúnio, dor era a dor. "

O cristianismo foi satirizado na Alemanha antes de Hegel. Mas ele foi o primeiro
a satirizar o próprio Jesus. Ele também escreveu coisas agradáveis sobre o
cristianismo, a mesma "confusão diabólica."

Somos o que somos na dieta. Marx se alimentava ideias satânicas; por isso ele
estabeleceu doutrinas satânicas.

A Organização "Inferno”

Os comunistas têm o hábito de criar organizações de fachada. Todos os itens


acima sugerem a probabilidade de que os movimentos comunistas são eles
próprios organizações de fachada para o ocultismo satânico.

Os meios para lutar contra o satanismo são espirituais, não carnais, caso
contrário, enquanto uma organização satanista segue em frente, como o nazismo,
e é derrotada, outro se levantará e terá maior vitória.

Himmler, o ministro de assuntos internos da Alemanha nazista, pensava ser ele o


rei Henrique, reencarnação do Fowler. Ele acreditava que isso era possível assim
aproveitava poderes ocultos para servir no exército nazista.

Vários líderes nazistas estavam envolvidos com magia negra.

O que era mera suposição quando eu publiquei a primeira edição do presente


livro é agora um fato comprovado. A prova foi dada pelos próprios comunistas. A
história começa com o caso Netchaiev, o que levou Dostoyevski a escrever seu
famoso romance Os Demônios.

93
Netchaiev, chamado de "esplêndido, jovem fanático" por Bakunin, colaborador
de Marx na fundação da Primeira Internacional, escreveu o Catecismo do
Revolucionário como o guia para a organização russa " Vingança Popular." Ele
apareceu por volta de 1870. O objetivo desta organização foi formulado como se
segue.

Nossa causa é a terrível, completa, universal e destruição impiedosa .... Vamos


nos unir com o mundo do crime selvagem, estes revolucionários verdadeiros e
apenas da Rússia.

O primeiro homem, o grupo Netchaiev morto era um de seus companheiros


fundadores, Ivanov, que se atreveu a criticar sua liderança. Foi permitida
qualquer crítica.

O plano de Netchaiev foi dividir a humanidade em duas partes desiguais.

Um décimo ganha liberdade pessoal e os direitos ilimitados sobre os outros nove


décimos. Estes devem perder a sua personalidade e se transformar em uma
espécie de rebanho.

Eles vão se envolver em trabalho de espionagem. Cada membro da sociedade vai


espionar o outro e será obrigado a denunciar .... Todos são escravos e iguais na
escravidão.

Netchaiev escreveu em seu Catecismo:

Um revolucionário deve se infiltrar em todos os lugares, nas classes superiores e


inferiores ... nas igrejas ... na literatura.

Seu discípulo Pedro Verhovensky comentou:

Já estamos terrivelmente poderosos .... Os jurados que absolveram criminosos


são completamente nossos.

94
O promotor que estremece no tribunal não deve ser considerado liberal o
suficiente é nosso. Administradores, homens de letras, que são muitos, muitos
mesmo, e eles não sabem que nos pertencem.

Com base em um programa de uma organização com um nome impressionante


foi formada - o Revolucionário Liga Mundial. Sua constituição foi assinada por
Netchaiev e Bakunin, colaborador íntimo de Marx. No início da Liga consistia
em apenas um punhado de homens.

O revolucionário Duke Peter Dolgorukov escreveu em 31 de outubro de 1862:

Em Londres eu conheci Kelsiev (que pertencia à organização acima), um homem


de mente estreita, mas bom, terrivelmente fanático, com o rosto de um homem
macio. Kelsiev me disse baixinho, com um olhar benevolente: "Se tivermos que
matar, por que não o abate, desde que isso nos seja útil?" ... Todos estes homens
de Londres falam continuamente sobre "queimar, abater, cortar em pedaços."
Estas palavras nunca deixaram a sua língua desde Bakunin até a Inglaterra ...

Em 1869, em Genebra, Netchaiev escreveu uma proclamação na qual, referindo-


se ao homem que atirou no Imperador Alexandre II, ele aconselha:

Devemos considerar que Karakazov fe z como prólogo. Sim, este fo i um prólogo.


Vamos fazer com que o próprio teatro comece logo.

Em outro anúncio diz:

Logo, logo chegará o dia em que vamos desfraldar a grande bandeira do futuro,
a bandeira vermelha, e vamos atacar com grande barulho o palácio im perial...

Teremos um grito: "Para os eixos!" E, em seguida, vamos matar o partido do


imperador. Não tenha pena .... M atar no pub é e em outros lugares, se esses
malandros de base se atreverem a entrar neles, matar em casas, matar em
aldeias.

95
Lembre-se, quem não vai ao nosso lado, vai contra nós. Quem é contra nós é
nosso inimigo. E nós temos que destruir os inimigos por todos os meios.

Em 1872, uma sociedade revolucionária formada sob o nome simples "A


Organização ", que tinha um círculo supersecreto friamente chamado "Inferno ".
Embora seus objetivos continuam a ser perseguidos por mais de um século por
grupos que mudam continuamente seus nomes, a sua existência ficou
desconhecida para o mundo exterior.

Os historiadores soviéticos que se atreveram a escrever sobre as atividades do


"inferno ", um precursor do Partido Comunista russo, apenas recentemente, em
1965, noventa e três anos após a sua formação. No revolucionário subterrâneo na
Rússia, E. S. Vilenskaia escreveu: "inferno” era o nome do centro acima da
organização secreta, que não apenas era usado para aterrorizar a monarquia,
mas também tinha funções punitivas para os membros da organização secreta.

Em Tchernishevsky ou Netchaiev, podemos ler que um dos seus membros


(Fediseev) do "inferno" se comprometeu a envenenar o próprio pai, a fim de dar à
organização sua herança.

Tchernishevsky, que pertencia a esse movimento, escreveu, vou participar da


revolução; não estou assustado pela sujeira, po r bêbados com bastões, pela
matança.

Nós não nos importamos se temos de derramar três vezes tanta comida quanto os
rebeldes da Revolução Francesa. Então, e se tivermos que matar centenas de
milhares de agricultores?

Aqui estão alguns dos objetivos expressos desta organização satânica:

A mistificação é o melhor, quase o único meio de impelir os homens a fazer uma


revolução.

96
É o suficiente para matar alguns milhões de pessoas e as rodas da revolução
será oleada.

Nosso ideal é a horrível, completa, universal e impiedosa destruição.

E ainda:

A humanidade deve ser dividido em duas partes desiguais.

Um décimo recebe liberdade pessoal e direitos ilimitados sobre os outros nove


décimos.

Este último deve perder a sua personalidade e tornar-se uma espécie de rebanho.

Em seus escritos, estamos constantemente encontrando as palavras:

"Não temos medo."

Um exemplo típico é a seguinte proclamação:

Não temos medo de que podemos encontrar três vezes mais alimentos que terá
que ser destruído para a derrubada da ordem existente assim como os jacobinos
(Revolucionários Franceses) tiveram que derramar em sua revolução, em 1790

.... Se para o cumprimento dos nossos objetivos tivermos que matar cem mil
proprietários, isso será feito sem medo algum.

Na realidade, o número de vítimas foi muito maior. Churchill diz em suas


Memórias da Segunda Guerra Mundial que Stalin confessou que:

Dez milhões de pessoas morreram como resultado da coletivização da


agricultura na União Soviética.

O fato importante a lembrar é que os comunistas já confessaram, depois de um


atraso de quase cem anos, que no início de seu movimento era um círculo
chamado "Inferno"

97
Porquê "inferno "? Por que não "A Sociedade para a Melhoria dos Pobres " ou "...
da humanidade "?

Por que a ênfase forte sobre o inferno?

Hoje os comunistas são mais cautelosos. Mas no começo seu própria nome
revelava que seu objetivo declarado era recrutar homens para a condenação
eterna.

Capítulo 8 _ Anjos da Luz

A Missa Satânica
Dr. Lawence Pazder, em Michelle lembra, dá-nos as palavras exatas de uma
missa satânica altamente secreta, mantido através de análise de regressão de uma
garota que tinha assistido a esses cerca de vinte anos antes.
Na missa Satanás aparece e diz:

Fora da escuridão e fogo vermelho


Vem um homem dos mortos-vivos;
Eu só ando na terra durante a noite, eu só queimo a luz.
Eu só vou para onde todo mundo tem medo;
Eu irei e encontrarei os que já se desviaram. Todas as forças mais sombrias que
são minhas.
Virem uma luz, façam noite.

Satanás é, obviamente, personificado pelo sumo sacerdote da seita. Então Satanás


tem uma Bíblia em sua mão e diz:

98
Não há olhos que podem ver o que este livro diz.
O que está escrito no livro está morto.
Não há olhos que podem ver, nem mesmo um amigo.
Os livros são meus no final.
Você pode escrever todos os dias, você pode escrever toda a noite,
Mas escrever não trará a luz.
Eu vou queimá-lo com isso, eu vou fazê-lo preto
Eu vou queimar suas palavras de frente para trás.

Eu vou queimar cada página, eu vou comer cada palavra


E cuspi-la para nunca mais ser ouvida.
O fogo crescerá, os seus olhos virão.
O livro de palavras não pode suportar a mim.
Quando eles envelhecerem, eles irão saber e dirão.
O único poder vem do inferno.
Mateus, Marcos, Lucas e João.
Queimem no fogo e depois que você se forem.
Suas palavras serão mentiras,
Meus filhos irão ver.
No incêndio a sua palavra morre.
A única coisa que resta a queimar é a verdade
É a luz que me revela para você.
Eu voltarei, você esperará para ver.
Eu voltarei para tomar o mundo para mim.
Tudo o que se fo i deve retornar.
Fui lançado fora, mas posso queimar.
Voltem, meus filhos, retornem.
Toque em cada pedaço de chão.

99
Toque todos que puderem.
Faça um animal de cada homem.

Da vinda da Besta.Satanás fala novamente:

O Santo, o mais alto


Ha, não por muito tempo, muito em breve eu serei.
Todos os países que você vê, eu colocarei minhas armadilhas,
Esperando para entrar em colapso.
Dinheiro e números e o poder do ódio,
Estas são as coisas que eu respeito.
O número de pessoas - tantas, cada qual tão pequeno,
Então, com tanto dinheiro, o pequeno é alto.

Depois segue-se o canto da congregação:

É hora de mudar de preto para vermelho


É hora de mudar de vida ao morto.
Príncipe da escuridão ...
Ajude-nos a celebrar a festa

Friedrich Nietzsche, na quarta parte de Assim falou Zaratustra, em "despertar ",


prevê o texto de outra missa negra que ele mesmo compôs.
O seu espírito não difere muito do apresentado acima.
Tragicamente, chegou-se à luz que missas negras, estão infiltradas nas vidas de
muitos norte-americanos, especialmente crianças.

"Satanás, Satanás, Satanás. Ele é Deus, ele é Deus, ele é Deus ".

100
Estas palavras blasfemas estão escondidas nas letras de discos de rock que jovens
escutam por hora, muitos sem consciência ao que eles estão sendo submetidos.
As palavras estão escondidos nas letras através de "mascaramentopara trás."

Um certo número de grupos de rock têm utilizado esta técnica. Led Zeppelins
best-seller gravado "Escada para o Céu", que reconhecidamente faz pouco
sentido como está escrito, contém a mensagem mascarada, "Cantareiporque vivo
com Satanás." Outra canção contém as palavras: "Eu decidi fum ar maconha" .

Persuasão subliminar é mais poderosa, e, portanto, mais perigosa do que a


influência consciente.

Missas negras públicas são raras hoje em dia, mas Stefan Zweig em sua biografia
de Fouché descreve um lugar em Lyon durante a Revolução Francesa.

Um revolucionário, Chaber, foi morto, e a missa negra foi celebrada em sua


honra. Naquele dia, os crucifixos foram arrancados de todos os altares e as vestes
sacerdotais foram confiscadas.

Uma enorme multidão de homens carregando um busto do revolucionário desceu


sobre o mercado. Três procônsules estavam lá para homenagear Chaber ", o
Deus-Salvador que morreu pelo povo."

A multidão levou cálices, imagens sagradas e utensílios utilizados na missa. Atrás


deles estava um burro usando uma mitra de bispos em sua cabeça. Um crucifixo e
uma Bíblia tinham sido amarrados a sua cauda.

No fim, o Evangelho foi lançada ao fogo junto com missais, livros de orações, e
ícones.

Ao anos foi dado beber de um cálice de Comunhão como uma recompensa por
seus serviços de blasfêmia.

101
O busto de Chalier foi colocado em um altar no lugar da imagem de Cristo
esmagada. Dezenas de ex-padres católicos participaram.

Uma medalha foi emitida para comemorar este evento. Missas negras secretas
não são desta forma, mas o espírito é basicamente o mesmo.

A revista russa Iunii Kommunist descreve em detalhes uma missa satanista em


que o pão e o vinho, são misturados com esterco e lágrimas tiradas dos olhos de
um galo vivo, são "transubstanciado" sobre o alegado corpo e sangue de Lúcifer.

Durante esta cerimônia as palavras da missa são lidas a partir do fim para o
começo, como é habitual em rituais satânicos. Em seguida, um pacto é celebrado
entre Satanás e seus adoradores.

Os pontos do contrato são:

A renúncia da doutrina cristã;

> Novo batismo em nome do Diabo, com uma mudança de nome;

> Renúncia de padrinhos, com a substituição de outros protetores;

> Trazer algumas roupas pessoais como um presente a Satanás;

> Jurar lealdade a Satanás a o estar no círculo mágico;

> Inscrição dos novos membros nomeados no "O Livro dos Mortos", em
oposição ao Livro da Vida de Cristo;

> A promessa de consagrar um dos filhos para o diabo, assim como


presentes e atos que lhe agradam;

> Um juramento para manter os segredos do clã das bruxas e aviltar a


religião cristã.

102
Por que os comunistas desenterraram tais ensinamentos dos livros velhos de
demonologia e os recomendou aos jovens, dizendo: "eles são alimentos ricos
para o pensamento "? Isso é tudo o que o marxismo tem para oferecer a mente
humana ?

A revista comunista continua:

Neste antimundo diabólico, que externamente é completamente o nosso, o homem


deve responder com o mal para todo o sucesso na vida.

Em seguida, ele descaradamente afirma o seguinte como o slogan do Satanismo:

"Satanás não é o inimigo do homem. Ele é a Vida, Amor, Luz ".

Este artigo termina com uma citação de Uspenskii expressando a esperança de


que os comunistas: Há ideias que tocam os cantos mais íntimos de nossas vidas.
Uma vez que estes são tocados, as marcas permanecem para sempre. Eles irão
envenenar a vida.

Este material insidioso é apresentado de uma maneira sutil, como se a fornecer


informações, mas seu verdadeiro objetivo é despertar a curiosidade mórbida do
leitor, com efeitos devastadores.

Durante a cerimônia de iniciação para o terceiro grau na igreja satanista, o


iniciado tem que fazer o juramento: "Eu sempre vou fazer só o que eu quero" Em
outras palavras, não há nenhuma autoridade além de si mesmo. Esta é uma
negação aberta dos mandamentos de Deus: "...para que lhes obedeçam e não se
prostituam nem sigam as inclinações do seu coração e dos seus olhos. " (Números
15:39).

Marxistas apelar para as paixões mais vis, agitando a inveja contra os ricos e
violência para com todos. ”É o lado do mal que fa z a história", escreveu Marx, e
ele desempenhou um papel importante na formação da história.

103
As revoluções não fazem o amor triunfar. Em vez disso, matar torna-se uma
mania. Nas revoluções russa e chinesa, depois que os comunistas tinham
assassinado dezenas de milhões de inocentes, eles não conseguiam parar de
assassinar brutalmente era um assassinato atrás do outro.

Tudo é permitido?

O culto satanista é muito velho, mais velho do que o cristianismo. O profeta


Isaías poderia ter visto um, quando escreveu: "Todos nós andávamos
desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o
Senhor fe z cair sobre ele (o Salvador) a iniquidade de nós todos. ”

(Isaías 53:6).

Sentimento religioso verdadeiro é no polo oposto. Alguns rabinos hassídicos


nunca disseram "eu", por considerá-lo um pronome que pertencia somente a
Deus. Sua vontade é vinculativa para o comportamento humano.

Por outro lado, quando um homem ou mulher é iniciado no sétimo grau do


satanismo, ele jura que seu princípio será: "Nada é verdadeiro, tudo éperm itido ."
Quando Marx preencheu um jogo de perguntas para sua filha, ele respondeu à
pergunta: "Qual é o seu princípio favorito ?" com as palavras, "Duvidar de cada
coisa ."

Marx escreveu no Manifesto Comunista de que seu objetivo era a abolição não só
de todas as religiões, mas também de toda a moral, o que tornaria tudo permitido.

Foi com um sentimento de horror que eu li o mistério do sétimo grau do


satanismo inscrito em um cartaz na Universidade de Paris durante os motins
1968. Ela havia sido simplificado para a fórmula, "É proibido proibir ", que é a
consequência natural do "Nada é verdade, e tudo éperm itido ."

104
O jovem, obviamente, não sabia a estupidez da fórmula. Se é proibido proibir, ele
também deve ser proibido proibir proibindo. Se tudo é permitido, proibir é
permitido, também.

Os jovens pensam que a permissividade significa liberdade. Marxistas conhecem


melhor. Para eles, a fórmula significa que é proibido proibir ditaduras cruéis
como as da China Vermelha e da União Soviética.

Dostoyevski já havia dito que: "Se Deus não existe, tudo épermitido." Se não há
Deus, nossos instintos são gratuitos. A expressão máxima desse tipo de liberdade
é o ódio. Quem é livre neste sentido considera benignidade uma fraqueza do
espírito.

Engels disse: "amor Generalizado de homens é absurdo." O pensador anarquista


Max Stirner, autor de Eu e Eu sou domínio e Único, um dos amigos de Marx,
escreveu: "Eu estou legitimamente autorizado a fazer tudo o que sou capaz de
fazer." O comunismo é demônio coletivo da posse.

Soljenitsine em o Arquipélago de Gulag revela alguns de seus horríveis


resultados nas vidas e almas das pessoas.

O Mítico Marx

Deixe-me dizer mais uma vez que estou consciente de que as provas que tenho
dado, a data pode ser considerada circunstancial. Mas o que eu escrevi é
suficiente para mostrar que o que os marxistas dizem sobre Karl Marx é um mito.

105
Ele não é reconhecido pela preocupação com a pobreza de seus semelhantes, para
qual a revolução era a única solução. Ele não amava o proletariado, mas os
chamou de "nozes", "estúpidos", "burros", "patifes", até falou obscenidades.

Ele nem sequer amava seus companheiros na luta pelo comunismo. Ele chamava
Freiligrath "osporcos", Lassalle "judeu negro", Bakunin "um zero teórico."

Um Tenente Tchekhov, um lutador na revolução de 1848, que passou noites


bebendo com Marx, comentou que o narcisismo de Marx tinha devorado tudo de
bom que tinha estado nele.

Marx certamente não amava a humanidade. Giuseppe Mazzini, que o conhecia


bem, escreveu que ele tinha "um espírito destrutivo. Seu coração explode de ódio
em vez de amor para com os homens ".

Mazzini ele mesmo era um "Carbonari." Esta organização, fundada em 1815 por
Maghella, um genovês maçom, declarou seu "objetivo final seria a Revolução
Francesa e de Voltaire - a aniquilação completa do catolicismo e, finalmente, do
cristianismo." Começou como uma operação italiana, mas, posteriormente,
desenvolveu uma orientação europeia mais ampla.

Embora Mazzini fosse crítico de Marx, ele manteve sua amizade com ele. A
Enciclopédia Judaica diz que a Mazzini e Marx foram confiado a tarefa de
preparar o endereço e a constituição da Primeira Internacional. Isso significa que
eles eram pássaros da mesma pena, embora, por vezes, um bicou o outro.

Eu não conheço nenhum testemunhos de contemporâneos de Marx que


contradizem a avaliação de Mazzini.

Marx o homem amoroso é um mito construído apenas após sua morte.

Na verdade, seu verso favorito foi essa citação de G. Werth: ”Não há nada mais
bonito no mundo do que morder seus inimigos." Em suas próprias palavras, ele
disse sem rodeios: "Nós somos impiedosos. Não pedimos nenhuma piedade.
106
Quando chegar a nossa vez, não vamos fu g ir aterrorizados. "Estes não são os
sentimentos de um amante.

Marx não odiava a religião, pois estava no caminho da felicidade da humanidade.


Pelo contrário, ele simplesmente queria tornar a humanidade infeliz neste mundo
e por toda a eternidade. Ele proclamou isso como seu ideal. Seu objetivo
declarado era a destruição da religião. O socialismo, a preocupação com o
proletariado, humanismo eram apenas pretextos.

Depois de Marx ter lido A Origem das Espécies, de Charles Darwin, ele escreveu
uma carta a Lassalle na qual exulta que Deus - nas ciências naturais, pelo menos -
tinha levado o “golpe de morte."

Que ideia, então, antecipara todos os outros no espírito de Marx? Era a situação
do pobre proletariado?

Se assim fosse, qual o valor da teoria de Darwin para o movimento? A única


conclusão defensável é que o objetivo principal de Marx era a destruição da
religião. O bem dos trabalhadores era apenas um pretexto. Onde proletários não
lutassem por ideais socialistas, marxistas iria explorar as diferenças raciais ou o
chamado conflito de gerações.

A principal coisa era, a religião deve ser destruída.

Marx acreditava no inferno. E o seu objetivo, a força motriz de sua vida, foi a de
enviar homens para o inferno.

Robin Goodfellow

Marx escreveu: Com os sinais que desorientam a classe média, a aristocracia, a


ajuda dos profetas de regressão, reconhecemos nosso amigo corajoso, Robin
Goodfellow, a velha toupeira que pode trabalhar na terra tão rapidamente-

107
estudiosos da revolução que leram isto, aparentemente nunca olharam para a
identidade deste Robin Goodfellow, valente amigo de Marx, o trabalhador para a
revolução.

O evangelista do século XVI, William Tyndale usava Robin Goodfellow como


um nome para o Diabo. Shakespeare em Sonho de uma Noite de Verão o chamou
de "o espírito knavish que engana andarilhos da noite, rindo de seu mal ."

Assim, de acordo com Marx, considerado o pai do comunismo, um demônio fo i


o autor da revolução comunista e era seu amigo pessoal.

Túmulo de Lenin

Em sua revelação para São João, Jesus disse algo muito misterioso para a igreja
de Pérgamo (uma cidade na Ásia Menor): "Eu s e i... onde habitas, mesmo onde o
trono de Satanás " (Apocalipse 2:13).

Pérgamo era aparentemente um centro do culto satanista nesse período. Agora, os


mundialmente famosos Baedecker guias turísticos para o estado de Berlim,
relataram que o Museu da Ilha continha o altar de Pérgamo de Zeus até 1944.
Arqueólogos alemães haviam escavado, e este tinha estado no centro da capital
nazista durante o regime de satanista de Hitler.

Mas a saga do assento de Satanás ainda não terminou. Svenska Dagbladet


(Estocolmo) para 27 de janeiro, 1948, revela que:

1. O exército soviético, após a conquista de Berlim, o altar saiu de Pérgamo, da


Alemanha para Moscou, Esta tremenda estrutura mede 127 pés de comprimento
por 120 metros de largura por 40 pés de altura.

108
Surpreendentemente, o altar não foi exibido em nenhum museu soviético. Para
qual finalidade ele foi transportado para Moscou?

Nós já mostramos que homens nos altos escalões da hierarquia soviética


praticavam rituais satânicos. Será que eles reservaram o altar de Pérgamo para
seu uso privado? Há muitas perguntas sem resposta. Basta dizer que os objetos de
tão elevado valor arqueológico geralmente não desaparecem, mas são o orgulho
de museus.

2. O arquiteto, Stjusev, que construiu o mausoléu de Lenin, usou esse altar de


Satanás, como um modelo para o mausoléu em 1924.

Muitos visitantes esperam na fila todos os dias para visitar este santuário de
Satanás em que a múmia de Lenin está lá preservada. Os líderes religiosos de
todo o mundo tributam a sua homenagem ao marxista "santo padroeiro" deste
monumento erguido para Satanás.

O templo satanista em Pérgamo era apenas um dos muitos de sua espécie. Por
que Jesus colocá-lo a parte? Provavelmente não por causa do papel de menor
importância que desempenhou na época. Em vez disso, suas palavras foram
proféticas. Ele falou sobre o nazismo e o comunismo, através do qual este altar
seria uma honra.

É interessante notar que com ironia sobre o túmulo do pai de Lenin havia uma
cruz com a inscrição "A luz de Cristo ilumina todos" e uma infinidade de
versículos da Bíblia.

109
Capítulo 9 _ A quem Serviremos?

Um Convite à Ação

Este livro foi escrito de forma exploratória. Pensadores cristãos, como outros
estudiosos, muitas vezes sucumbiram à tentação de provar ideias preconcebidas.
Elas não estão necessariamente presentes, somente a verdade na medida em que
verifiquei isso. Às vezes, eles poderão estar propensos a esticar a verdade ou
exagerar sua argumentação para provar seu ponto.

Não tenho a pretensão de ter fornecido a prova indiscutível de que Marx era um
membro de uma seita de adoradores do diabo, mas eu acredito que há pistas
suficientes para implicar este fortemente.

E certamente suficientemente leva a sugerir a influência satânica sobre a sua vida


e os ensinamentos, admitindo que existem lacunas em uma cadeia de evidências
de que levaria a uma conclusão definitiva sobre este assunto. Eu tenho o impulso
inicial. Oro para que os outros também continuem esta importante pesquisa sobre
a relação entre o marxismo e o satanismo.

Enquanto isso, como poderá a igreja derrotar o marxismo?

O mundo anticomunista secular poderá usar armas de sanções econômicas,


pressões políticas, ameaças militares e ampla propaganda de base. A igreja
certamente deverá apoiar quaisquer ações que conscientemente possam endossar
na batalha contra os inimigos de Deus. Mas também tem uma arma própria.

O Metropolitano Ucraniano da Igreja Católica, rito bizantino, Andrew Contagem


Sheptytsky, uma vez foi solicitado que fizesse orações de exorcismo em Roma
contra os comunistas, cujo "regime não pode ser explicado a não ser po r um bem
enorme do Diabo ."

110
Jesus não disse a seus discípulos para reclamar dos demônios, mas, para expulsá-
los (Mateus 10:8). Eu acredito que este pode ser efetivamente realizado, embora
este livro não poderá entrar em detalhes sobre esse tipo de oração.

Leitores Reajam

As primeiras edições deste livro produziram respostas interessantes. Muitos o


saudaram como uma nova descoberta na compreensão do marxismo e me deram

dicas valiosas a respeito de onde eu poderia encontrar um novo material.

Por outro lado, uma personalidade holandesa dedicou várias colunas de sua
revista teológicas para minimizar a importância da descoberta. "Bem”, ele diz,
”M arx pode ter favorecido a magia negra, mas isso não conta muito. Todos os
homens são pecadores, todos os homens têm maus pensamentos. Não vamos nos
assustar com isso.

É verdade que todos os homens são pecadores, mas nem todos são criminosos.
Todos os homens são pecadores, mas alguns são assassinos e alguns são juízes
justos que os jugam. Os crimes do comunismo são inigualáveis.

O outro sistema político matou sessenta milhões de homens em meio século?

Outros sessenta milhões foram mortos em China Vermelha. (Algumas


estimativas são muito mais elevadas.)

Há graus de pecado e de criminalidade. A enormidade do crime é uma medida da


intensidade da influência satânica sobre o fundador do comunismo moderno. Os
pecados do marxismo, como os do nazismo, superaram o comum. Eles são, na
verdade satânicos.

Eu também recebi cartas de satanistas que ofereceram um pedido de desculpas


por sua religião. Um deles escreve:
111
A defesa do satanismo necessita apenas da Bíblia colocar provas documentais.
Pense em todas as milhares de pessoas da terra, criados por Deus à própria
imagem, você mentiu, destruídos pelo fogo e enxofre (Sodoma e Gomorra), uma
miscelânea letal de pragas, e, para coroar tudo, o afogamento da população da
Terra, exceto para a fam ília de Noé. Todas estas devastações provocadas por um
"misericordioso" Deus / Senhor / Jeová. O que poderia um deus impiedoso ter
feito então ?

Mas em todo a proposta não há registro de uma morte que ainda está sendo
provocada por Satanás! Então, vamos ouvi-lo de Satanás!

Este satanista não estudou bem a Bíblia. A morte e o engano entraram no mundo
por meio de Satanás, induzindo Eva a pecar.

Este satanista tirou suas conclusões cedo demais. Deus ainda não terminou a Sua
criação. Inicialmente cada pintura é uma mistura sem sentido, muitas vezes sem
beleza de linhas e pontos de várias cores.

Da Vinci levou vinte anos para fazer delas a bela Mona Lisa. Deus também cria
no tempo. Com o tempo, Ele molda os seres e os destrói para dar-lhes uma nova
forma. A semente que não tem nem beleza nem fragrância morre como semente,
a fim de tornar-se uma esplêndida, flor perfumada. As lagartas precisam morrer,
como tal, a fim de tornarem-se borboletas bonitas. Homens são permitidos por
Deus para passar pelo fogo da purificação de sofrimento e morte.

A apoteose de criação será um novo céu e uma nova terra em que a justiça
triunfará. Então, aqueles que seguiram Satanás terão que sofrer uma eternidade de
arrependimentos.

Jesus suportou flagelação e crucificação. Mas quem quiser conhecer a Deus deve
olhar para além do túmulo de ressurreição e ascensão de Jesus. Em contraste, os

112
inimigos de Jesus que conspiraram Sua morte trouxeram seu povo e seu templo à
destruição e perderam suas próprias almas.

Nosso crítico desejava compreender a Deus através da razão, o que não é o


instrumento adequado para uma criatura. Deus não pode ser compreendido pela
mente, mas apenas apreendido por um coração crente.

Um jamaicano perguntou se a América que explora seu país não é tão satânica
quanto Marx. Não é.

Os americanos são pecadores, como são todos os homens. A América tem um


pequeno grupo de adoradores do diabo. Mas a nação norte-americana, como tal,
não adora o Diabo.

Nauka, eu Religião, a revista do ateu diretor de Moscou, continha um longo


artigo escrito por dois filósofos, Belov e Shilkin. Eles disseram que o
temperamento de Wurmbrand pode ser invejado pelos maiores jogadores de
futebol. Seu grito é selvagem. Este lutador convoca uma cruzada contra o
socialismo, que ele chama de uma prole de Satanás.

Ele foi preso na Roménia pela distribuição de literatura religiosa instigando


revolta contra o governo!

Neste artigo duas coisas devem ser observadas.

Em primeiro lugar, eu sou chamado um "pastor diabólico " por causa do meu
livro Era Karl M arx um satanista? embora os autores não puderam produzir um
único fato para refutar a documentação de apoio das ligações de Marx com uma
seita satanista.

Em segundo lugar, o artigo felicita líderes cristãos, até mesmo anticomunistas,


que tomaram uma posição contra mim. Eles podem ser adversários do
comunismo, mas contanto que eles se oponham a Wurmbrand, principal inimigo
do comunismo, eles são aprovados por Moscou.
113
Uma notável carta veio de um nigeriano que tinha sido um líder sindical marxista
durante vinte anos. Meus escritos ajudaram a ver que ele tinha sido desviado por
Satanás. Além disso, ele se tornou um cristão.

Capítulo 10 _ Marx ou Cristo?

Uma Palavra Para os Marxistas ...

Se eu fosse tratar de um arquivo de classificação marxista, gostaria de expressar


as seguintes preocupações:

Muitos marxistas hoje não são animados pelo espírito que controlava Hess, Marx
ou Engels. Eles realmente amam a humanidade, pois eles estão confiantes de que
estão matriculados em um exército que luta para o bem universal.

Não é o seu desejo ser uma ferramenta de alguma seita satanista estranha.

Infelizmente, o Marxismo Satanista tem uma filosofia materialista que cega seus
seguidores para as realidades espirituais. Mas a matéria não é tudo que existe. Há
uma realidade do espírito, da verdade, da beleza e ideais.

Existe também um mundo de espíritos malignos, cujo chefe é Satanás. Ele caiu
do céu por orgulho e chamou para baixo com ele uma série de anjos. Em seguida,
ele seduziu os progenitores da raça humana.

Desde a queda, seu engano foi perpetuado e aumentado através de todos os


dispositivos possíveis, até hoje vemos a bela criação de Deus devastada por
guerras mundiais, revoluções sangrentas e contrarrevoluções, ditaduras,
exploração, o racismo de muitos tipos, falsas religiões, agnosticismo e ateísmo,
crimes e relações tortas, infidelidades no amor e amizade, casamentos desfeitos,
filhos rebeldes.
114
A humanidade perdeu a visão de Deus. Mas o que tomou o lugar desta visão? É
algo melhor?

O homem deve e terá algum tipo de religião. É parte de sua natureza o culto. Se
ele não tem uma religião temente a Deus, ele terá a religião de Satanás e irá
perseguir aqueles que não adoram a seu "deus".

Presumivelmente alguns líderes do comunismo foram e são conscientemente


satanistas, mas há também um satanismo inconsciente. Um homem pode ser
satanista sem estar ciente de que tal religião existe. Mas se ele odeia a ideia de
Deus e do nome de Cristo, se ele vive como se ele fosse a única questão, se ele
nega os princípios religiosos e morais, ele é de fato um satanista. Aqueles que
mergulhar no ocultismo estão na mesma classe.

Aos domingos, em Frankfurt, Alemanha Ocidental, mais e mais pessoas estão


indo as reuniões espíritas, onde os mortos são supostamente convocados, do que
para os serviços religiosos. Não são conhecidas igrejas satanistas em Munique e
Düsseldorf, por exemplo. "Existem muitas dessas igrejas na França, Grã-
Bretanha, EUA e outros países também .”

Na Grã-Bretanha, há trinta e cinco mil bruxas praticantes.

Universidades norte-americanas e até mesmo escolas oferecem cursos de


bruxaria, astrologia, voodoo, magia e na França quarenta mil missas negras são
realizadas anualmente.

Os seres humanos podem abandonar a Deus, mas Deus nunca abandonou suas
criaturas. Ele enviou ao mundo o seu Filho unigênito, Jesus Cristo, para salvar a
raça humana. Encarnado, como uma criança pobre judia, viveu na terra, amando
e tendo compaixão, filho de um carpinteiro, e, eventualmente, de um professor da
justiça.

115
Homens oprimidos não podem salvar a si mesmo, mais do que um homem se
afogando pode buscara si mesmo para fora da água. Então Jesus, cheio de
compreensão para os nossos conflitos interiores, tomou sobre si todos os nossos
pecados, incluindo os pecados de Marx e seus seguidores, e suportou o castigo
pelo que fizemos. Ele expiou nossa culpa por morrer numa cruz no Gólgota,
depois de sofrer a mais terrível humilhação e dor agonizante.

Agora, temos a Sua palavra que quem coloca a fé nEle é perdoado e viverá com
Ele no paraíso eterno. Até mesmo os marxistas notórios podem ser salvos. É
interessante notar que dois ganhadores do prêmio Nobel soviético, Boris
Pasternak e Aleksandr Solzhenitsyn, ambos ex-comunistas, depois de descrever
as extremidades do crime para o qual o marxismo satânico conduz, confessaram a
sua fé em Cristo.

Svetlana Alliluyeva, filha de Stalin, o pior dos marxistas assassinos em massa,


também se tornou um cristão.

Lembremo-nos de que o ideal de Marx deveria ser descer para o abismo do


inferno e chamar toda a humanidade, em sua homenagem. Não vamos segui-lo
nesse caminho vicioso, mas sim seguir a Cristo que nos leva para cima, para os
picos de luz, sabedoria e amor, em direção a um céu de glória indescritível.

O Grande Golfo

É manifestamente impossível comparar Jesus com Marx. Jesus pertence a um


reino inteiramente e completamente diferente.

Marx era humano e, provavelmente, um adorador do Maligno. Jesus é Deus e


reduziu-se à nível de humanidade, a fim de salvá-la. Marx propôs um paraíso
humano. Quando os soviéticos tentaram implementá-lo, o resultado foi um
inferno.
116
O reino de Jesus não é deste mundo. É um reino de amor, justiça e verdade. Ele
chama a todos, incluindo marxistas e satanistas:

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei


(Mateus 11:28).

Todos os que creem nEle terão a vida eterna em Seu paraíso celestial.

Não há possibilidade de acordo entre o cristianismo e o marxismo, assim como


não pode haver acordo entre Deus e o Diabo. Jesus veio para destruir as obras
do Maligno (1 João 3:8). Como cristãos devemos segui-lo, nos esforçarmos para
destruir o marxismo mantendo amor pelo marxista individual e tentando ganhá-lo
para Cristo.

Alguns proclamam que são cristãos marxistas. Eles são ou enganadores ou são
enganados. Uma pessoa não pode ser um cristão marxista mais do que qualquer
um pode não pode ser um cristão e adorar ao diabo.

Ao longo dos anos, os objetivos satanistas do marxismo não mudaram. O filósofo


marxista Ernst Bloch escreveu em seu livro O ateísmo no cristianismo que a
sedução do primeiro casal humano pela serpente abre o caminho da salvação
para a humanidade. Assim, o homem começa a se tornar um deus, é o caminho
da rebelião.

O Sacerdócio e os possuidores de bens reprimiram esta verdade. O pecado


original consiste no fato de que o homem não quer ser como Deus.

O homem deve conquistar o poder. A teologia da revolução crê que o homem


deve conquistar o poder de Deus. O mundo deve ser mudado na imagem do
homem. Não deve haver céu. A crença em um Deus pessoal é a queda no pecado.
Esta queda deve ser reparada.

Existe um abismo entre o cristianismo e o comunismo, que pode ser superado


apenas em um sentido:
117
Marxistas devem abandonar seu professor de inspiração, o diabo, arrepender-se
dos seus pecados, e tornarem-se seguidores de Jesus Cristo.

Marxistas estão preocupados com problemas sociais e políticos, mas estes terão
de ser resolvidos fora dos princípios do marxismo. Para Marx, o socialismo era
apenas um pretexto. Seu objetivo era destruir a humanidade para a eternidade, um
plano diabólico. Em contraste, Cristo deseja nossa salvação eterna.

Na luta entre o cristianismo e o comunismo, os crentes "nossa luta não é contra


carne e sangue, mas contra os principados, contra as potestades, contra os
príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade nas
regiões celestes" (Efésios 6:12).

Cada um de nós tem de escolher não apenas entre o bem e o mal abstrato, mas
entre Deus e Satanás. Marx acreditava em Deus e odiava-O. Mesmo na sua
velhice, ele adorava a Satanás.

O marxista médio e o simpatizante do marxismo não devem seguir Marx nesta


aberração espiritual. Vamos rejeitar o burguês Marx, portador da escuridão, e
Engels, proprietário de fábrica e, portanto, de acordo com o dogma marxista, um
explorador. Vamos sim escolher a luz do mundo e da humanidade nobre do
Benfeitor, Jesus, o homem de trabalho, o carpinteiro, o Salvador, o Senhor de
tudo.

’’Proletários do mundo, Perdoem-me!”

Como o satanismo marxista tem devastado o mundo é terrível. O que tem


penetrado altos escalões da igreja é impensável. Contudo, tal é o caso.

Para dar apenas um exemplo, o falecido Papa João Paulo I elogiou Giuseppe
Carducci, um professor universitário italiano, como um exemplo de um bom

118
professor da juventude. Quem é o homem recomendado por ninguém menos do
que o Papa? Carducci tornou-se famoso pela seu "Hino a Satanás", que começa
assim:

"Meu verso ardente é para Ti. Invoco você, Satanás, rei da festa "Ele termina:"
Em santidade, o incenso e os votos devem ascender a ti, Satanás. Você derrotou
Jeová, o deus dos sacerdotes. "(Eu acredito que este Papa que ele não conhecia
este a quem ele recomendou, mas é errado um bispo endossar um desconhecido.)

Em 1949, um general soviético disse a um padre católico, Werenfried van


Straaten, "Nós somos elite de Satanás, mas você, você é elite de Deus?"

Não devemos permanecer em silêncio sobre estas questões.

Vimos neste livro que adoradores do diabo estão dispostos a ir. Que a sua
dedicação para o mal é um incentivo para nós nos comportamos como eleitos de
Deus!

Durante os problemas na Polônia, em 1982, podia se ver inscrições de zombaria


nas paredes. Por exemplo ", disse Marx, Proletários do mundo, perdoem-me!"
Em vez dos habituais "Proletários do mundo, uni-vos !"

Estremeci quando li essas palavras.

Diz-se sobre Engels que ele se arrependeu antes de sua morte. Não existe registro
sobre Marx. Em 1983, muitos comemoraram o centenário de sua morte. Poderia
ele ter realizado esta mesma comemoração no inferno?

Ao escrever este livro, eu passei muitas noites sem dormir, pensando no que
Marx deveria suportar vendo no inferno talvez os rios de lágrimas e sangue. Que
ele tem causado a fluir.

119
Jesus contou uma história sobre um homem rico no fogo eterno, que expressa um
desejo ardente: seus irmãos devem ser advertidos para não acabar no mesmo
lugar de tormento.

Será que Marx também têm o mesmo desejo - que seus seguidores devem ser
advertidos para não andar em seus passos que conduzem à perdição?

O povo polonês está correto quando ele diz que Marx disse "... perdoe-me"? Será
que ele realmente grita do fogo- realmente “Envie alguém para minha casa, pois
tenho muitos companheiros, para que possa testemunhar a eles, para que eles
também não venham parar neste lugar de tormento '(Lucas 16:27, 28)?

Os comunistas soviéticos causaram danos à sua causa, renegando Stalin, que


havia se tornado um ídolo popular. Só podemos especular por que permitiram tal
inversão da política, uma vez que certamente não estava em seus melhores
interesses remover o cadáver de Stalin do mausoléu. Da mesma forma, os
comunistas chineses prejudicaram sua própria causa, renegando Mao e prendendo
sua esposa.

Talvez nas profundezas ocultas de sua alma, Soviéticos e os líderes comunistas


chineses sentiram o que era agora o desejo ardente de seus antigos ídolos, que era
demasiado tarde arrependerem-se sobre o que tinham feito e ensinado.

Quanto a mim, eu amo todos os homens, incluindo marxistas e satanistas. Seja


Marx, Engels e Moisés.

Se Hess estivesse vivo hoje, o meu desejo mais ardente seria levá-los a Jesus
Cristo, o único que tem a resposta para os males do homem e o remédio para seus
pecados.

Este é o meu desejo para você, leitor. Você andou comigo através das páginas
terríveis deste livro. Agora peço-lhe para considerar cuidadosamente sua
lealdade.

120
Abandone Satanás e seus servidores do mal. A história prova que nunca ele não é
fiel à sua própria gente. Portanto, escolha a vida, o amor e a esperança e o céu.

Marxistas proletários do mundo, uni-vos em torno de Jesus Cristo!

ANEXO - PODE SER CRISTÃO O COMUNISMO?

Marxismo Teologia "cristã"

Ernesto Cardenal é um sacerdote católico, que é um comunista autodeclarado e


foi ativo no governo comunista da Nicarágua. Ele é também um dos expoentes
mais importantes da chamada Teologia da Libertação, que existe, no catolicismo
e protestantismo e procura misturar o cristianismo com o comunismo.

Aqui estão alguns trechos de seu livro A Hora Zero :

Um mundo do comunismo perfeito é o reino de Deus na terra. Eles são a mesma


coisa para mim .... Através do Evangelho cheguei a revolução, não através de
Karl Marx, mas por meio de Cristo. O Evangelho me levou a tornar-me um
m arxista.... Tenho a vocação de poeta eprofeta ....

Castro disse que as qualidades de um bom revolucionário também são as


qualidades de um bom padre .... Não nos esqueçamos de que os primeiros
cristãos eram os melhores cristãos, ou seja, revolucionários e cristãos
subversivos....

O marxismo é o fruto do cristianismo, sem o cristianismo, o marxismo seria


impossível; Marx seria impensável sem os profetas do Antigo Testamento.
Alterar o sistema de produção, poderemos criar o novo homem do Evangelho ...

O mexicano jesuíta José Miranda diz em seu livro auxiliar Marx, a Bíblia que os
Dez Mandamentos são marxistas, mesmo o primeiro mandamento, amar a Deus.
121
Para ele, o amar o Senhor acima de todos os meios é amar a justiça. Se a igreja
sempre afirmou qualquer outra coisa, fo i uma monstruosidade.

Eu acredito que os comunistas, também, pertencem à igreja. Eu acredito que a


verdadeira igreja inclui muitos que não se percebem como cristãos, mesmo
aqueles que se consideram ateus. Muitos deles pertencem mais à igreja do que
alguns que se sentam na Cúria Romana.

Desde Constantino, a Igreja sempre fo i para a cama com o Estado. Se os cristãos


e marxistas lessem os escritos de cada um, não haveria conflitos mais entre
cristãos e socialism o....

Parece-me que os sacerdotes e os revolucionários- o trabalhador mais


progressista da igreja-são inspirados diretamente pelo Espírito Santo.

Para mim, o Deus da Bíblia é também o Deus do marxismo-leninismo .... O


apóstolo João diz: ”Ninguém jam ais viu a Deus. ” O que os marxistas ateus dizem
que é muito parecido com o que São João diz:

”Ninguém jam ais viu a Deus. ”

Outro Escritor cita Cardenal da seguinte forma: Eu sou acima de tudo


revolucionário e, como tal, luto po r um país socialista que está em vias de passar
por uma ditadura do proletariado, em que certamente não poderá mostrar-se
fraco para com os inimigos de sua pátria, nem mesmo nos momentos em que
chega ao ponto de ter de executar os homens para essa finalidade.

É evidente que o homem que pensa assim não conhece a verdade, elogiando o
regime em Cuba como modelo de liberdade.

A Teologia da Libertação não é um fenômeno isolado.

122
É o subproduto de uma tendência geral para sintetizar o marxismo e o
cristianismo, mas também é visto em várias formas de compromisso na política,
arte, economia, e assim por diante.

Dois judeus, Bernstein e Schwartz, compuseram o musical A Missa para a


inauguração do Centro John Kennedy de Artes Cênicas em Washington em 1971.
Nele, durante o canto do Kyrie Eleison, a Gloria, e o Credo, um grupo de
cantores e dançarinos berraram suas suspeitas: Deus nos fe z o chefe;

Deus nos fe z o chefe;

Deus nos deu na cruz.

Nós transformou em uma espada

Para espalhar a palavra do Senhor.

Usamos seus santos decretos

Para fazer o que quisermos. É.

Dê-nos a paz que não continua a ruptura.

Dá-nos alguma coisa ou vamos começar a tomar.

Estamos fartos de seu silêncio celestial,

E nós só temos a ação com violência.

Os multimilionários "cristãos" presentes no concerto aplaudiram. Suas mulheres,


vestidas com saias de fenda e corpetes com decotes, joias e peles, juntaram-se aos
aplausos. A música é agora repertório padrão.

Eu posso entender homens como o padre Cardenal. Há um anel de verdade na


sensação que ele expressa de solidariedade para com os comunistas, que aparece
para ele como campeões da causa dos pobres sempre perto do coração dos
cristãos.

123
Na Bíblia, Jó é chamado de homem justo. Ele descreve para seus amigos
duvidosos, o programa da sua vida:

... pois eu socorria o pobre que clamava por ajuda e o órfão que não tinha quem
o ajudasse.... Eu era o pai dos necessitados e me interessava pela defesa de
desconhecidos... Eu quebrava as presas dos ímpios e dos seus dentes arrancava
as suas vítimas. (Jó 29:12, 16, 17).

Estas palavras podem ser pronunciadas por qualquer revolucionário. Jó continua:

Não é certo que chorei por causa dos que passavam dificuldade? E que a minha
alma se entristeceu po r causa dos pobres ? (30:25).

”Se neguei justiça aos meus servos e servas, quando reclamaram contra mim,
que farei quando Deus me confrontar? Que responderei quando chamado a
prestar contas? (31:13, 14).

Os verdadeiros cristão sempre reagem assim.

A afirmação de Cardenal que "a Igreja sempre tem ido para a cama com o estado"
não é verdade. Por exemplo, a guerra de secessão nos EUA, o que levou à
abolição da escravatura, foi influenciado pela Cabana do Pai Tomás, escrito por
uma senhora cristã, Harriet Beecher Stowe. Ela disse simplesmente: "O Senhor
escreveu. "

Durante um serviço de Comunhão, ela teve uma visão de um escravo velho que
estava sendo espancado até a morte por um bandido branco. Isto tornou-se a
história de flagelação do Pai Tomás. O livro foi uma banana de dinamite levada
as bases da escravidão.

Charles Spurgeon, o maior pregador batista do século passado, foi também um


lutador ardente contra a escravidão. Ele escreveu: "Se a escravidão não é errado,
nada está errado ." Wilberforce, um cristão e um capitalista, causou a abolição da

124
escravidão no Império Britânico, muito antes da Guerra Civil dos Estados
Unidos.

Lincoln, também um cristão, emitiu a Proclamação da Emancipação que libertou


os escravos nos EUA.

A teologia da libertação, que ignora estes fatos, é amplamente solicitada no


Terceiro Mundo. Seus teóricos podem chamar-se cristãos só por causa do caos no
pensamento predominante na igreja neste momento.

De acordo com a 28 de julho de 1949 decreto do Santo Ofício da Igreja Católica


Romana, as seguintes categorias de católicos devem ser excomungado:

Todo aquele que pertence ao Partido Comunista;

Todo aquele que fa z propaganda para ele de qualquer maneira;

Todo aquele que vota por ele e seus candidatos;

Todo aquele que escreve para a imprensa comunista, lê e espalha-o;

Todo aquele que continua a ser um membro de uma organização comunista;

Todo aquele que confessa o ensino materialista e anticristão do comunismo ateu;

Todo aquele que defende e propaga-o.

Essa punição aplica-se também aos partidos que fazem causa comum com o
comunismo.

Muitos dos teólogos Revolucionários pertencem apenas formalmente à Igreja


Católica, e ainda têm uma grande influência entre os crentes. Nas igrejas
ortodoxas, também, existe uma tendência para explorar, para o benefício do
comunismo, as energias espirituais que a religião desperta e canais.

Os teólogos da libertação proclamam um paraíso terrestre. O comunismo é esse


paraíso, o capitalismo seu inimigo. A igreja já não espera a vinda de Jesus nas

125
nuvens do céu. O triunfo do comunismo será equiparado a Sua vinda. Isso explica
por que nos países comunistas o governo comunista que odeia a Deus pagou o
clero.

É preciso ser dito que, entre católicos e ortodoxos, também há bispos que temem
absorção em atividades terrestres e buscam sim uma vida espiritual mais
profunda. Nem todos se dobraram a Baal.

Quanto aos protestantes, em audiências perante o Comitê EUA Casa em


Atividades Não-Americanas em 26 de Fevereiro, 1966, Richard Arens,
conselheiro geral do Comitê, declarou:

Até agora, na liderança do Conselho Nacional de Igrejas, encontramos mais de


100 pessoas em capacidade de liderança em que seus registros Comunista de
frente ou registros de serviços em causas comunistas. A s filiações agregadas da
liderança está na casa dos milhares.

E o Conselho Mundial de Igrejas por anos tem subsidiado guerrilheiros


comunistas na África.

O católico Gustavo Gutierrez escreveu em A Teologia da Libertação: "A igreja


deve estar situada diretamente dentro do processo da revolução."

O teólogo luterano Dorothee Solle, fundador dos Cristãos para o Socialismo,


escreveu: "Estamos no início de um novo capítulo na história cristã. Não será
escrito sem Karl Marx. "

Estes são os fatos, abertos e não contestados, sobre o que está acontecendo na
igreja universal.

Nós não atendemos à advertência do Senhor para ter cuidado com os lobos em
pele de cordeiro. Se travestidos de benfeitores falam-nos de fazer o bem para a

126
humanidade, nós ficamos viciado, esquecendo que o pior dos homens pode falar
coisas bonitas.

Os socialistas alemães em 1907 abriram sua convenção com hino de Lutero,


Castelo Forte, substituindo "Deus" com "Liga Socialista." Alguns grupos
Revolucionários praticam o batismo. Um chamado para um novo serviço de
comunhão em que o pastor iria proclamar: "Este é o corpo do pão que os ricos
devem aos pobres. "

Grupos Revolucionários falaram da "santa igreja comunista", "a igreja


igualitária fo ra da qual não há salvação" Sua "Oração do Senhor", declara, "Não
há senhores e não servos -. Amém Dinheiro e bens devem ser abolidos "(ver
James Billington, Fogo na Mente dos Homens, Basic Books, 1985).

O diabo se disfarça de anjo de luz. Quando os comunistas chegaram ao poder,


matanças sem precedentes foram realizadas, que eclipsam até mesmo de Hitler
Holocausto.

Clérigos que estiveram do lado do comunismo tornaram-se também suas vítimas.


Se o comunismo irá conquistar os países do Terceiro Mundo, os teólogos da
libertação sentarão na prisão, juntamente com aqueles que se opuseram a esta
ideologia.

O Perfeito Comunismo: Reino de Deus na Terra?

Cardenal diz: "O comunismo e o reino de Deus são a mesma coisa para mim."

A palavra "comunismo", em si, é vaga. Ele é levada a significar apenas um


sistema econômico em que todo mundo irá trabalhar de acordo com suas
habilidades e receberá de acordo com suas necessidades.
127
Não haverá nenhum estado, nenhuma divisão do mundo entre países, e não
haverá classes sociais, porque os meios de produção pertencem a toda a
humanidade.

Suponha que isto pudesse ser alcançado, onde está Deus na foto?

> Por que isso deveria ser equiparado ao reino de Deus?

> Uma sociedade dos incrédulos, mesmo de homens que odeiam e desprezam
a Deus, poderiam escolher ou ser forçados a viver em tal estado.

A Escritura diz sobre o reino de Deus que, "Todos os confins da terra se


lembrarão e se converterão ao Senhor, e todas as fam ílias das nações adorarão
diante de ti" (Salmo 22:27).

O reino de Deus não será uma sociedade sem estado. O povo dos santos do
Altíssimo terá domínio sobre ele (Daniel 7:27).

Não é um reino provocado por um partido político, mas por Jesus, o Filho do
homem (Mateus 16:28).

Obviamente, não haverá nenhum dos males que afligem a sociedade agora, como
a guerra, a fome, a peste, a poluição, a injustiça, a exploração, o racismo, etc. O
reino de Deus será um Reino de retidão, paz, amor, alegria, e o direito de
possuir sua própria mansão e jardim (João 14:2).

O Cardeal Pai, que afirma que ele é um profeta, deve saber o que seu antecessor
bíblico Miquéias disse: "Nos últimos dias ... eles devem sentar-se cada um
debaixo da sua videira e debaixo da sua figueira" (4:1, 4).

O profeta Isaías reforça essa ideia: "Não edificarão para que outros habitem; não
plantarão para que outros comam" (65:22). Assim, a Escritura apoia a noção de
propriedade privada.

O que parece ser o aperfeiçoado comunismo na realidade?

128
Perfeição como nós, humanos, experimentamos é a realização final de anos de
prática na área de esportes, música, digitação, ou habilidades de qualquer tipo.
Um violinista aperfeiçoa sua performance de um concerto de Beethoven,
praticando seu violino. Um lançador de beisebol alcança sucesso refinando sua
técnica através de intensivo, esforço persistente.

Comunismo perfeito, descreveu como libertação econômica, liberdade, paz e


justiça, poderiam ser alcançados apenas através da prática de tais políticas na
sociedade que espera se beneficiar.

Mas, na experiência real, os comunistas prenderam, torturaram, aterrorizaram


centenas de milhões de pessoas por quase 70 anos. Como poderia tal prática
resultar em uma sociedade justa, leve, e amorosa?

O Comunismo cristão é uma impossibilidade utópica, um pesadelo de


exploração. A teologia da revolução é um patente absurdo, uma contradição em
termos.

“Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a
justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas? Que
harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente?

(2 Coríntios 6:14-15)

”Você não pode servir a Deus e a Mamom”, disse Jesus.


Escolhei hoje a quem irão servir.

Kontakt by info@horst-koch.de

www.horst-koch. de

129
Weitere Artikel von Pfr. Richard Wurmbrand: Deutsch -

1. Was Christen glauben

2. Marx und Satan

3. Christus wird siegen... (Biographie)

4. Die Erwählung des jüdischen Volkes

5. Zeichen und Wunder

6. Atheismus - Ein Weg?

Living Sacrifice Book Company

P.O. Box 2273

Bartlesville, OK 74005-2273

"Quero me vingar contra Aquele que governa acima ..."

"A ideia de Deus é a nota chave de uma civilização pervertida.

Ele deve ser destruído." Karl Marx

130