Você está na página 1de 36

LOGO DA ###

###
###
###
###
###
###
###
###
### 11######### 15 16
###
###
###
###
###
###
###
###
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

Atingido por projeção de materiais e peças Acidente

NO ATO DE RETIRAR
SEPARAR MATERIAL DE ANDAIME A SER
1 MATERIAS DO
UTILIZADO NO LOCAL DA MONTAGEM Contatos com superfícies cortantes/perfurantes/abrasivas Acidente
ARMAZENAMENTO

Prensamento do corpo ou partes do corpo Acidente

Página 1 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

MOVIMENTAÇÃO DE
MÁQUINAS E
Atropelamento EQUIPAMENTOS AO Acidente
LONGO DO TRAJETO

TRANSPORTAR MATERIAL PARA INERENTE AO PROCESSO


2
LOCAL DA MONTAGEM (SACOLA) DA PLANTA
Exposição a poeira/particulado (saúde) Acidente

INERENTE AO PROCESSO
Exposição a ruído (sáude) DA PLANTA Acidente

Página 2 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

QUEIMADURA - ACESSO PELA


Contato/exposição a material/substância em temperaturas
ÁREA DE CORRIDA DO Acidente
extremas
LIBERAÇÃO DE DOCUMENTAÇÃO NA FORNO
3
SALA DE CONTROLE
Queda de pessoa de nível diferente ACESSO POR ESCADA Acidente

Página 3 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

Queda de pessoa de nível diferente Acidente

USO DA PTA
Página 4 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

USO DA PTA

Colisão/Tombamento/Capotamento Acidente

ACESSO AO TELHADO ( PLATAFORMA


4
ELEVATÓRIA)

Página 5 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

ACESSO AO TELHADO ( PLATAFORMA


4
Item ELEVATÓRIA)
Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

ATIVIDADE PRÓXIMO A
Batida contra - Estrutura e equipamentos ESTRUTURA E Acidente
EQUIPAMENTOS

MANUSEIO DE
Atingido por projeção de materiais e peças Acidente
FERRAMENTAS

Página 6 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ACESSO AO TELHADO ( PLATAFORMA
ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO
4
ELEVATÓRIA)
JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

CO- MONOXIDO DE
CARBONO EXISTENTE Acident
Contato/exposição a produtos químicos
NÃO PROCESSO DA permanen
PLANTA

Página 7 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

ATIVIDADE SOBRE PONTE Acident


Queda de pessoa de nível diferente
ROLANTE permanen

5 ACESSO A PONTE ROLANTE


Página 8 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

5 ACESSO A PONTE ROLANTE


CO- MONOXIDO DE
CARBONO EXISTENTE Acident
Contato/exposição a produtos químicos
NÃO PROCESSO DA permanen
PLANTA

Queda de pessoa de nível diferente ACESSO POR ESCADA Acidente

EQUIPAMENTO EXISTENTES
Batida contra - Estrutura e equipamentos Acidente
NO LOCAL

Página 9 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

USO DE PARAFUSADEIRA
Contato com superfície energizada Acidente
ELÉTRICA

Batida contra - Estrutura e equipamentos MOVIMENTAR TELHA Acidente

Página 10 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

ATIVIDADE SOBRE PONTE Acident


Queda de pessoa de nível diferente
ROLANTE permanen

POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO


6
4º PISO

Página 11 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO


6
4º PISO

CO- MONOXIDO DE
CARBONO EXISTENTE Acident
Contato/exposição a produtos químicos
NÃO PROCESSO DA permanen
PLANTA

USO DE ESCORA DE
Atingido por projeção de materiais e peças MADEIRA PARA POSICIONAR Acidente
TELHA

INERENTE AO PROCESSO DA
Exposição a poeira/particulado (saúde) Acidente
PLANTA
Página 12 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração


POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO
Empresa/Matrícula Executantes
6
4ºADNILSON
PISO ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

INERENTE AO PROCESSO DA
Exposição a ruído (sáude) Acidente
PLANTA
BATIDA CONTRA
Batida contra - Estrutura e equipamentos EQUIPAMENTO EXISTENTE Acidente
NO LOCAL
PROCESSO DE VARRER
Exposição a poeira/particulado (saúde) Acidente
ÁREA
7 LIMPEZA E ORGANIZAÇÃO DE ÁREA
PISO EM DESNIVEL OU
Queda/Escorregão/Tropeço (mesmo nível) Acidente
IRREGULAR

Queda de pessoa de nível diferente ACESSO POR ESCADA Acidente


DESMOBILIZAR MATERIAL E
8
FERRAMENTAS DA ÁREA
Página 13 de 36
LOGO DA
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 -
CONTRATADA
21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (AR


Tarefa a ser executada: POSICIONAR TELHA PARTE INTERNA DO 4º PISO- PLANTA II

Área onde será executada: TELHADO PRÉDIO-PLANTA II Equipe: (Nome/Área/Matricula/Assinatura)

Responsável pela Elaboração Empresa/Matrícula Executantes


ADNILSON ATANÁSIO DCM/ ADNILSON ATANÁSIO BISPO

JONAS BARROS ANDRADE

Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Conseq

DESMOBILIZAR MATERIAL E
8
FERRAMENTAS DA ÁREA PISO EM DESNIVEL OU
Queda/Escorregão/Tropeço (mesmo nível) Acidente
IRREGULAR
QUEIMADURA - ACESSO PELA
Contato/exposição a material/substância em temperaturas
ÁREA DE CORRIDA DO Acidente
DAR BAIXA NA DOCUMENTAÇÃO NA extremas
FORNO
9 SALA DE CONTROLE (ACESSO POR
ESCADA)
Queda de pessoa de nível diferente ACESSO POR ESCADA Acidente

* Ao acessar a Planta deve-se utilizar EPI's básicos tais como: óculos, luva de vaqueta, capacete com jugu
*REGISTRAR ACESSO E PERMANÊNCIA NA
10 RECOMENDAÇÕES GERAIS
CASO DE EMERGÊNCIA P
MAPA DE RISCO.

Página 14 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos Classificação


Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Pouco
Acidente sem afastamento Moderada Baixo Posicionar-se sentido contrário ao raio de projeção de peças
Provável

Acidente sem afastamento Ocasional Leve Baixo Utilizar luva de vaqueta mista.

Pouco
Acidente sem afastamento Moderada Baixo Utilizar luva de vaqueta mista, bota com biqueira
Provável

Página 15 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Atentar-se a movimentação de veículos, antes de atravessar


Acidente com afastamento Ocasional Grave Médio olhar para os dois lados, utilizar fardamento que contenha
faixas refletivas, ver e ser visto atraves de sinalização visual

Acidente sem afastamento Ocasional Moderada Baixo Utilizar máscara descartavel PFF2

Acidente sem afastamento Ocasional Moderada Baixo Utilizar protetor auricular tipo plug

Página 16 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos


Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Atentar-se a isalemnto de área, acessar área do prédio da Planta


Acidente com afastamento Ocasional Grave Médio somente após a liberação do operador, respeitar processo de corrida
e lingotamento do forno.

Acidente sem afastamento Ocasional Moderada Baixo Utilizar corrimão

Página 17 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Mantenha os calçados e a área da plataforma sem lama, óleo, graxa


e outras substâncias escorregadias.Antes de sair da máquina
verifique se a mesma está parada Faça inspeção periódica de
Segurança e vistoria diária da plataforma. A inspeção do
Pouco
Acidente com afastamento Grave Baixo equipamento e do local de trabalho devem ser feitos por pessoas
Provável
competentes. Não opere plataforma em mau funcionamento.Não
projete o corpo para fora do guarda-corpo da máquina.Utilizar cinto
de segurança com talabarte duplo, inpecionar cinto e acessórios de
sua utilização, realizar avaliação das condições de saúde.

Página 18 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Não projete o corpo para fora do guarda-corpo da máquina,Durante o


deslocamento da plataforma somente é permitido uma pessoa dentro
da gaiola. Sempre virada de frente para a direção do
deslocamento da máquina. Sempre coloque um vigia e use a
buzina quando dirigir em área onde a visão seja obstruídaO local e
Pouco posicionamento deve ser firme, plano e isento de buracos e
Acidente com afastamento Grave Baixo
Provável saliências. Nunca opere a máquina em superfícies moles ou
desniveladas, pois a mesma pode tombarNão amarre a máquina a
qualquer estrutura adjacente. Nunca amarre fios, cabos ou itens
similares à plataformaNunca exceder o limite de carga estabelecido
pelo fabricante.Não eleve a plataforma enquanto estiver em
movimento e com o sistema de freio travado

Página 19 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos


Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Quando a plataforma estiver sendo utilizada em áreas próximas à


movimentação de carga, a exemplo de talha, empilhadeira, deve-se
Pouco
Acidente com afastamento Grave Baixo adotar medidas específicas que evitem colisões. Assegure-se de que
Provável
os operadores das outras máquinas suspensas ou no solo estejam
cientes da presença da plataforma elevada

O local onde estiver sendo realizado o trabalho deve ser


Pouco devidamente isolado, impedindo a passagem de pessoas.Nunca use
Acidente com afastamento Grave Baixo
Provável a lança para qualquer objetivo que não seja posicionar o pessoal,
suas ferramentas e equipamentos.

Página 20 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos Classificação


Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Realizar registro de acesso a Planta através de crachá no


quadro de presença, utilizar detector de CO, respeitar limite de
Acidentes incapacitantes
permanentes ou (1) Fatalidade
Provável Grave Alto toleância para permanência no local 39PPM, caso de piso de
gas deve-se retirar-se imediatamente do local, aguardar baixar
para retornar as atividades.

Página 21 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos


Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Utilizar cinto de segurança com talabarte duplo;


Inspecionar cinto antes de utilizá-lo
Inspecionar estrutura que servirá como ponto de ancoragem (LINHA
Acidentes incapacitantes
Ocasional Crítica Alto DE VIDA);
permanentes ou (1) Fatalidade
Realizar avaliação de condições de saúde;
Isolar e sinalizar área abaixo; O colaborador
Manter pessoas afastadas.

Página 22 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Realizar registro de acesso a Planta através de crachá no


quadro de presença, utilizar detector de CO, respeitar limite de
Acidentes incapacitantes
permanentes ou (1) Fatalidade
Provável Grave Alto toleância para permanência no local 39PPM, caso de piso de
gas deve-se retirar-se imediatamente do local, aguardar baixar
para retornar as atividades.

Inspecionar escada antes de acessá-la, utilizar cinto de segurança


Acidente com afastamento Ocasional Grave Médio
com talabarte duplo.
Atentar-se a equipamentos existentes no local mantendo-se afastado
Acidente sem afastamento Ocasional Leve Baixo
dos mesmos.

Página 23 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos Classificação


Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Antes de acessar o equipamento deve-se realizar o bloqueio e


consiguinação do mesmo, deve-se realizar teste para garantir o
Acidente com afastamento Ocasional Crítica Alto
bloqueio, aterrar equipamento, instalar seus cadeados e crachás de
identificação no cofre de bloqueio.

Acidente sem afastamento Ocasional Leve Baixo Atenção ao movimentar peças proximo a estrutura existente

Página 24 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos


Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Utilizar cinto de segurança com talabarte duplo;


Inspecionar cinto antes de utilizá-lo
Acidentes incapacitantes Inspecionar estrutura que servirá como ponto de ancoragem (LINHA
Ocasional Crítica Alto
permanentes ou (1) Fatalidade DE VIDA);Realizar avaliação de condições de saúde;
Isolar e sinalizar área; Manter pessoas afastadas, Não projetar parte
superior do corpo para fora do guarda-corpo.

Página 25 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Realizar registro de acesso a Planta através de crachá no


quadro de presença, utilizar detector de CO, respeitar limite de
Acidentes incapacitantes
permanentes ou (1) Fatalidade
Provável Grave Alto toleância para permanência no local 39PPM, caso de piso de
gas deve-se retirar-se imediatamente do local, aguardar baixar
para retornar as atividades.

Posicionar mãos sentido contrario ao raio de ação de chaves e


Acidente com afastamento Ocasional Grave Médio paças, inspecionar ferramentas antes de utilizala, manter área abaixo
da atividade sinalizada e isolada evitando o acesso de pessoas.

Pouco
Acidente sem afastamento Moderada Baixo Utilizar respirador tipo PFF2
Provável
Página 26 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Pouco
Acidente com afastamento Moderada Baixo Utililizar protetor tipo auricular plug
Provável
Atentar-se a equipamentos existentes no local mantendo-se afastado
Acidente sem afastamento Provável Leve Baixo
dos mesmos.
Pouco
Acidente sem afastamento Leve Baixo Utilizar respirador tipo PFF2
Provável

Utilizar bota com biqueira de pvc com elastico na lateral, manter


Acidente sem afastamento Ocasional Moderada Baixo atenção aonde pisa evitando partes molhadas e com lama, procurar
ponto de apoio caso seja necessário caminhar sobre piso molhado.

Acidente com afastamento Provável Moderada Médio Utilizar corrimão

Página 27 de 36
Rev.: 00 – 13/09/2010
Pág.:

Tarefa (ART) - Elaboração Prévia


Data: 29/05/2017

cula/Assinatura)

Área / Empresa Matrícula Assinatura


SPO DCM

DE DCM

Classificação dos Riscos

Classificação
Severidade
Frequência

Consequências / Efeitos Medida de Controle

Manter atenção durante o trajeto, atentar-se a equipamentos


Acidente sem afastamento Ocasional Leve Baixo
existentes no local.
Atentar-se a isalemnto de área, acessar área do prédio da Planta
Acidente com afastamento Ocasional Grave Médio somente após a liberação do operador, respeitar processo de corrida
e lingotamento do forno.

Acidente sem afastamento Ocasional Moderada Baixo Utilizar corrimão

capacete com jugular, bota de segurança, respirador PFF2, protetor auricular tipo PLUG;
RMANÊNCIA NA PLANTA ATRAVÉS DE CRACHÁ DE IDENTIFICAÇÃO NAO QUADRO DE PRESENÇA.
E EMERGÊNCIA PROCURAR RAMAL E DISCAR 5151, FAIXA 5 DO RÁDIO E/OU SEGUIR PLANO DE EVAQUAÇÃO CONFORME

Página 28 de 36
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 - 21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Anexo Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (ART) - Avaliação Local


Área onde será executada:
Data:____/____/____

Executantes Área/ Empresa Matricula Assinatura

Tarefa a ser executada:

Consequências /
Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Medida de Controle
Efeitos
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 - 21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Anexo Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (ART) - Avaliação Local


Área onde será executada:
Data:____/____/____

Executantes Área/ Empresa Matricula Assinatura

Tarefa a ser executada:

Consequências /
Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Medida de Controle
Efeitos
EPS - 002474 - Análise de Risco de Tarefa - ART - Ferrosos Sul - Rev.: 01 - 21/11/2016
Ref.: PTP - 000811 - Diretrizes para Análise de Riscos de Tarefa - ART - Rev.: 01-31/03/2016

Anexo Planilha de Análise de Riscos de Tarefa (ART) - Avaliação Local


Área onde será executada:
Data:____/____/____

Executantes Área/ Empresa Matricula Assinatura

Tarefa a ser executada:

Consequências /
Item Passo da Tarefa Situação de Risco Causas / Descrição Medida de Controle
Efeitos
iscos de Tarefa (ART) - Avaliação Local

Assinatura

Medida de Controle
iscos de Tarefa (ART) - Avaliação Local

Assinatura

Medida de Controle
iscos de Tarefa (ART) - Avaliação Local

Assinatura

Medida de Controle
Instrução para realização de ART:
Para a realização da ART, será utilizada a planilha "Planilha ART" deste documento. O cabeçalho desta planilha identifica o serviço/atividade a ser realizada assim como os
participantes da análise e da execução da terefa.
Esta planilha contém 7 colunas principais, as quais são preenchidas conforme a descrição apresentada a seguir:
-      1ª coluna: ITEM
Esta coluna contém um número de identificação do passo básico, sendo preenchida seqüencialmente para facilitar a consulta a qualquer passo de interesse.
-      2ª coluna: PASSO DA TAREFA
Esta coluna contém os passos executados para a tarefa analisada. Os passos são definidos pelas equipes participantes com base em procedimentos existentes e/ou
levantamento e observação in loco.
Descrever de forma clara e especifica os principais passos sempre iniciando a redação com uma palavra de ação (um verbo na forma infinitiva). Exemplo: remover, colocar, ligar,
abrir, fechar, apertar, folgar,etc.

ATENÇÃO: Se um passo importante da tarefa for omitido pode resultar em exposição dos executantes ao risco potencial ou acidente.
-      3ª coluna: SITUAÇÃO DE RISCO
Esta coluna contém as possíveis situações de riscos identificadas para a tarefa analisada. De uma forma geral, estas situações de riscos estão relacionadas a eventos acidentais

que têm potencial para causar danos à integridade das pessoas envolvidas na execução da tarefa. Portanto, essas situações de riscos referem-se a eventos tais como:
SEGURANÇA
Agressão Física Exposição a altas temperaturas
Afogamento Exposição a baixas temperaturas
Ataque de animais (peçonhentos, selvagens, insetos etc.) Exposição a luminosidade elevada ou reduzida
Atingido por projeção de materiais e peças Exposição a poeira/particulado
Atingido por descarga atmosférica Exposição a pressões anormais
Atropelamento Exposição a ruído
Batida contra - Estrutura e equipamentos Exposição a umidade
Colisão/Tombamento/Capotamento Exposição a Vibração (corpo inteiro ou localizada)
Contato com - Partes móveis ou rotativas de Estruturas, Máquinas ou equipamentos Exposição a outros
Contato com superfície energizada Sobrecarga mental/cognitiva
Desmoronamento de taludes, cortes, aterros e similares Sobrecarga muscular dinâmica
Contato/exposição a material/substância em temperaturas extremas Sobrecarga muscular estática
Contato/exposição a produtos químicos MEIO AMBIENTE
Contatos com superfícies cortantes/perfurantes/abrasivas Explosão
Explosão Incêndio
Exposição a altas temperaturas Incêndio Florestal
Exposição a baixas temperaturas Vazamento/derramamento de água
Exposição a pressões anormais Vazamento/derramamento de resíduo líquido não perigoso (efluente sanitário)
Implosão Vazamento/derramamento de resíduo líquido perigoso (efluente industrial)
Incêndio Vazamento gases (inflamáveis/tóxicos/poluentes)
Liberação de Substância tóxica Vazamento/derramamento de polpas ou rejeitos
Liberação de outras substâncias Rompimento de calhas de rejeito
Prensamento do corpo ou partes do corpo Desmoronamento de pilhas out taludes
Queda de pessoa de nível diferente Transbordamento de silos (insumos ou produtos)
Queda de veículo/equipamentos na água ou no mar Falha ou Colapso no Sistema de Controle Ambiental
Queda/Escorregão/Tropeço (mesmo nível) Atropelamento de animais silvestres
SAÚDE Carreamento de Finos/ Sedimentos/ Sólidos
Contato/exposição a produtos químicos Interferência na disponibilidade hídrica
Exposição a fumos Metálicos Queda de carga / minério
Exposição a fontes de radiação não ionizante (radiação solar, campos magnéticos, etc.) Queda de material/ produto/ resíduo no mar
Exposição à - Vapores / névoas / neblinas Vazamentos das fontes radioativas
Exposição a agentes biológicos

Quando um único passo está relacionado a mais de uma situação de risco, este deve ser repetido num número de linhas correspondente ao número de situações de riscos. Cada
situação de risco está relacionada a conseqüências e recomendação especifica.
-      4ª coluna: CAUSAS
As causas genéricas de cada situação de risco são discriminadas nesta coluna. Estas causas envolvem tanto falhas intrínsecas de equipamentos (falhas mecânicas, falhas de
instrumentação, vazamentos e outras) como erros humanos de operação e manutenção. Estas causas são avaliadas separadamente para etapa da tarefa.

-      5ª coluna: Conseqüência/ EFEITO


Os possíveis tipos de efeito relacionados à Saúde e Segurança sendo divididos em:
·         Demandam somente primeiros socorros
·         Acidente sem afastamento
·         Acidente com afastamento
·         Acidentes incapacitantes permanentes ou (1) Uma Fatalidade
·         Mais de uma fatalidade
· Alteração da qualidade do solo, ar ou água
· Danos ou incômodos à vizinhança
· Perda de Biodiversidade

-       6ª coluna: MEDIDAS DE CONTROLE


Esta coluna contém medidas mitigadoras de risco propostas pelos executantes.
Escrever forma clara e especifica que promovam a eliminação ou redução das situações de risco identificados na segunda etapa.
Estabelecer os Procedimentos Seguros para executar os passos da tarefa de maneira segura, evitando situações indesejáveis e prevenindo a ocorrência de acidentes.

Descrever as recomendações com clareza e objetividade, evitando generalizações como, por exemplo: “esteja alerta”, “tome cuidado”. A cada passo da tarefa, devemos ser
específicos, descrevendo exatamente o que o executante deve fazer, e que recursos devem utilizar. Iniciar a redação com uma palavra de ação (um verbo na forma
imperativa) “isole, bloqueie e sinalize a válvula”, “use máscara semi-facial com filtro para vapores orgânicos/contra pó”, “use chave de boca ¾ de polegada”, “use
luvas tipo vaqueta/de PVC”, ”use bota de PVC”.

Nota: Além das colunas explicitadas acima as colunas de Severidade, Probabilidade e Risco devem ser preenchidas para as áreas que adotarem o modelo de ART Modelo 2.

Classificação de risco: Frequência e Severidade - A fronteira/histórico para situações de risco serão considerados os eventos na Sistema Sul e em um periodo de um 12 meses.
Caso a tarefa já esteja mapeada no GPA deve ser utilizado o mesmo resultado da frequencia/probabilidade