Você está na página 1de 44

Material de divulgação da Editora Moderna

CADERNO
DE QUESTÕES

CIÊNCIAS HUMANAS
Itens inéditos para diagnóstico
da sua turma!

CONHEÇA NOSSAS
OBRAS APROVADAS

Otimizar seu tempo é o nosso compromisso! TRADIÇÃO E PIONEIRISMO QUE VOCÊ CONHECE
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 1

Um dos traços marcantes da economia na atual fase do desenvolvimento capitalista é a neces-


sidade de criação constante de inovações, indicando a necessidade da modernização, de moder-
nizar-se produzindo mais e melhor em menos tempo, implicando a reestruturação do trabalho e do
território, constituindo a ciência, a técnica, a informação, o planejamento, instrumentos cada vez
mais eficazes no controle da natureza e da sociedade.
Disponível em: <http://www.ub.edu/geocrit/9porto/juliaad.html>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Segundo o autor, a inovação no setor produtivo requer modernização para


A) aumentar a produção e a qualidade dos produtos.
B) garantir tecnologia de ponta para aumentar a produção.
C) utilizar o território produtivo de maneira diferente.
D) controlar a natureza e a sociedade para produzir mais.

Questão 2

A consagração do cristianismo como religião oficial do Império Romano, no ano de 380 d. C., mar-
ca o início de uma transformação profunda nas formas de pensar do mundo antigo. A teologia (refle-
xão sobre Deus) torna-se rapidamente o saber supremo (teocentrismo) que todos os filósofos aspi-
ram alcançar. Esta é a razão porque a esmagadora maioria dos filósofos medievais eram teólogos.
Tudo conduz a Deus. O mundo material surge como a manifestação da vontade divina. A própria
política é formalmente submetida aos grandes princípios definidos pela religião. O indivíduo, ao
mesmo tempo que se afirma como único, é limitado na sua autonomia.
Disponível em: <https://filosofiaevertigem.wordpress.com/category/teocentrismo/>. Acesso em: 23 mar. 2016. (Adaptado)

Um elemento que contribuiu para o fortalecimento do Império Romano, de acordo com o texto, foi
A) a descoberta de que todas as coisas conduziam a Deus.
B) a consagração do cristianismo como religião oficial do Império.
C) a preocupação dos filósofos medievais em aderir ao cristianismo.
D) a limitação da autonomia do indivíduo, mesmo sendo ele único.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 3

Disponível em: <http://www.metrojornal.com.br/nacional/foco/microcefalia-avanca-e-


governo-vacina-contra-zika-virus-244485>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O mapa da microcefalia no Brasil nos fornece dados para concluir que


A) a incidência de suspeitas da doença cresceu muito no Distrito Federal.
B) a ocorrência de casos suspeitos da doença dobrou entre 2014 e 2015.
C) a maior concentração de casos suspeitos da doença está na região Nordeste.
D) as regiões Norte e Centro-oeste estão isentas da doença, por enquanto.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 4

A principal reivindicação dos trabalhadores rurais tem sido a reforma agrária. O Estatuto da Terra
não teve até hoje uma aplicação verdadeira. As estruturas existentes, o poder político mantido pe-
los grandes proprietários e empresas com latifúndio, resistem e impedem as mudanças.
A própria complexidade da reforma agrária, com características diferentes de uma área para ou-
tra, no que se refere às formas de uso e posse da terra, e a questão dos recursos financeiros para
as desapropriações e assentamento dos colonos beneficiados, dificultam a sua execução.
Para que a reforma seja completa, não pode se restringir apenas à redistribuição de terras. Deve
vir acompanhada de uma política de crédito rural (com juros e prazos compatíveis com a ativida-
de agrícola), de assistência técnica, de um sistema de pesquisas e técnicas de comercialização.
Política que traga um sentido de organização comunitária fundamentada em elementos sociais,
ecológicos, econômicos e políticos.
Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar./index.php?option=com_content&view=
article&id=228:reforma-agraria-no-brasil&catid=52:letra-r&Itemid=1>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Considerando as características do espaço territorial brasileiro, a questão da reforma agrária se


torna complexa especialmente porque
A) o assunto tem sido a principal reivindicação dos trabalhadores rurais.
B) os grandes proprietários de terras desconhecem o Estatuto da Terra.
C) as estruturas existentes dificultam as desapropriações e assentamentos.
D) a política de crédito rural dificulta o acesso para os pequenos agricultores.

Questão 5

De onde vem o dinheiro que financia o Estado Islâmico?


Uma das origens do dinheiro que financia o grupo está na principal matéria-prima do Iraque: o
petróleo. O país é o segundo maior produtor do óleo no mundo, depois da Arábia Saudita.
Há alguns meses, o EI controla uma parte importante da indústria do petróleo iraquiano no norte
do país. Mossul, uma das cidades dominadas pelo grupo, produz cerca de 2 milhões de barris de
petróleo por dia. O EI também controla a planta de gás de Shaar e Baiji, cidade onde se localiza a
maior refinaria de petróleo do país.
A partir desta área, os insurgentes cortaram o fornecimento de petróleo para a Turquia enquanto
tentam avançar sobre as fontes de energia abundantes do Curdistão iraquiano.
O EI não destrói as fontes energéticas que conquista militarmente. O objetivo é usar os lucros
para construir o tão propalado Estado islâmico ou califado. A estratégia é semelhante à de outros
grupos armados que estabeleceram nas últimas décadas redes econômicas ilícitas para seu finan-
ciamento, compra de armas e enriquecimento de suas lideranças.
Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/08/
140825_financiamento_estado_islamico_lgb>. Acesso em: 23 mar. 2016.

De acordo com o texto, o Estado Islâmico conquista espaço e poder no Oriente Médio
A) pelo dinheiro vindo do petróleo.
B) pelos ideais religiosos.
C) pela violência típica do grupo.
D) pelas armas que adquirem.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 6

A crescente expansão de novas formas de mobilização e organização na sociedade civil brasi-


leira, a partir da década de 70, configurada nos chamados movimentos sociais (MS), vem sendo
objeto de estudo entre cientistas e trabalhadores sociais do país. Na verdade, essa forma de ma-
nifestação das classes populares no Brasil não é recente, acompanhando o desenvolvimento do
capitalismo no país após os anos 30. É esse modelo de desenvolvimento que, a partir dos anos 50,
desencadeia um processo de industrialização, responsável pelo incremento da divisão social do
trabalho, e que faz emergir, nas grandes metrópoles brasileiras, um aglomerado da força de traba-
lho necessária ao seu desenvolvimento e reprodução. Isto se dá sem que o aparato estatal passe a
criar, concomitantemente, novos serviços e equipamentos coletivos que atendam às necessidades
sociais da mão de obra que acorreu àquelas metrópoles. Isto significou, de saída, uma exclusão
radical de extensas camadas da população dos benefícios da urbanização e o consequente agra-
vamento das suas condições de reprodução.
COSTA, M. D. D. Movimentos sociais e cidadania: uma nova dimensão para a política social no Brasil. Revista de
Administração Pública. Disponível em: <http://www.spell.org.br/documentos/ver/14637/movimentos-sociais-
e-cidadania-uma-nova-dimensao-para-a-politica-social-no-brasil/i/pt-br>. Acesso em: 24 mar. 2016.

O texto aponta que os movimentos sociais no Brasil se tornaram mais atuantes porque
A) as cidades cresceram e a demanda por mão de obra aumentou muito nas últimas décadas.
B) as metrópoles brasileiras receberam um número muito maior de indústrias nas últimas décadas.
C) o Estado deixou de criar condições de acesso dos trabalhadores aos benefícios da urbanização.
D) o trabalhador encontrou no crescimento das indústrias mais oportunidades de trabalho.

Questão 7

O processo de globalização desenvolveu-se para atender ao capitalismo (sistema que se tornou


predominante no mundo e iniciou a era da globalização), com destaque aos países desenvolvidos,
de modo que os mesmos pudessem sair em busca de novos mercados, já que o consumo interno
se encontrava carregado.
Ao contrário do que muitos pensam, esse processo não é de hoje, ele existe desde a época
dos descobrimentos, mas só começou a desenvolver-se a partir da Revolução Industrial e passou
despercebido por muito tempo. Já a globalização moderna tem como ponto inicial o fim da Segun-
da Guerra Mundial, quando os países começaram a unir-se com o objetivo de impedir o início de
outras guerras como aquela e as nações vitoriosas da guerra e as devastadas potências do eixo
chegaram à conclusão de que era de grande importância para o futuro da humanidade a criação
de mecanismos comerciais para aproximar cada vez mais as nações umas das outras. Deste con-
senso nasceram as Nações Unidas, e começou a surgir o conceito de bloco econômico pouco após
isso, com a fundação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço – CECA, que posteriormente
viria a se tornar a União Europeia.
Disponível em: <https://f5dahistoria.wordpress.com/2010/12/01/
a-globalizacao-no-mundo-contemporaneo/>. Acesso em: 24 mar. 2016. (Adaptado)

O autor defende que o fenômeno da globalização teve como marco inicial


A) o apogeu do capitalismo.
B) a Segunda Guerra Mundial.
C) a Revolução Industrial.
D) o surgimento da CECA.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 8

Em um mundo onde as pessoas são constantemente bombardeadas por informações, muitas di-
vertidas e agradáveis, a todo momento, é difícil competir com assuntos mais reflexivos, muitas vezes
considerados distantes da vida das pessoas. Para atrair a atenção dos indivíduos e se comunicar
com sucesso é preciso ter uma estratégia que valorize a simplicidade na forma de levar a mensagem
ao público. De fato, o item mais conhecido do Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH) é o Índi-
ce de Desenvolvimento Humano (o IDH), que ganhou notoriedade mundial em grande parte pela sua
simplicidade. Conceitualmente foi assim que ele surgiu: como uma tentativa de ser tão simples como
o Produto Interno Bruto (PIB) para avaliar o bem-estar da sociedade. Isso para que fosse entendido
pela população e por governantes. A escolha de três dimensões foi proposital. Se o índice tivesse
vinte dimensões, poucos o lembrariam. Não é por coincidência que o IDH é muito mais conhecido do
que o RDH. Muitos inclusive chamam o relatório no Brasil de o “Relatório do IDH”.
Disponível em: <http://www.pnud.org.br/hdr/arquivos/rdh_brasil_2009_2010.pdf>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Para o autor, o IDH é apresentado para a população e para os governantes de forma clara e simples
porque o relatório
A) pretende ser compreendido tanto pelas autoridades quanto pela população.
B) almeja ser divertido e agradável como as informações que interessam às pessoas.
C) apresenta dados essenciais para a compreensão do bem-estar da sociedade.
D) veicula informações mais complexas do que as divulgadas pelo RDH.

Questão 9

O envelhecimento da população no mundo de hoje não tem paralelo na história. O aumento per-
centual no número de pessoas idosas, com 60 anos ou mais, é acompanhado pela queda no número
de jovens com menos de 15 anos. Até 2050, o número de idosos no planeta excederá o de jovens,
pela primeira vez na história da humanidade. Em 1950, as pessoas idosas representavam 8% da
população; em 2000, representavam 10% e, segundo as projeções, até 2050, deverão corresponder
a 21%. Cinquenta e quatro por cento, ou seja, a maior parte das pessoas idosas do planeta, vivem
na Ásia. Segue-se a Europa, onde representam 24% da população. Hoje, a idade mediana do mun-
do é de 26 anos. Prevê-se que, até 2050, a idade mediana aumente para 36 anos. Envelhecer é um
problema? Claro que não! É uma das maiores conquistas da humanidade no século XX. Mas como
todas as revoluções, implica mudanças importantes em muitos setores da ação política referentes a
trabalho, saúde, proteção social, urbanismo e muitas outras esferas da vida social.
Disponível em: <https://www.unric.org/pt/envelhecimento>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Analisando o cenário descrito no texto na perspectiva dos direitos humanos, é necessário que
A) as famílias se preparem para planejar um número maior de filhos.
B) as políticas públicas se preparem para uma sociedade mais idosa.
C) os idosos compreendam que envelhecer é um processo natural.
D) as conquistas da humanidade sejam valorizadas e compreendidas.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 10

A energia limpa designa toda fonte de energia que apresenta um impacto menor sobre o ambien-
te do que as convencionais, como aquelas geradas pelos combustíveis fósseis. Isso ocorre porque
essa energia mais sustentável e menos nociva ao ambiente e aos humanos não lança poluentes
na atmosfera e, assim, não interfere na poluição em nível global. Atualmente, cerca de 20% da
energia gerada e consumida no mundo é proveniente de fontes limpas; dessa forma, são fontes
não convencionais.
Sendo renovável, ela pode não liberar resíduos ou gases poluentes geradores de diversos pro-
blemas ambientais durante seu processo de produção ou consumo, como também pode liberar
quantidades baixíssimas desses produtos. Mesmo assim, elas não geram gases do efeito estufa
(ou geram muito pouco), não favorecendo o aquecimento global do planeta. Ainda assim são con-
sideradas fontes limpas de energia.
Disponível em: <https://portogente.com.br/portopedia/84987-energia-limpa>. Acesso em: 23 mar. 2016. (Adaptado)

A produção de energia limpa, segundo o texto,


A) é inofensiva ao meio ambiente porque é renovável.
B) emite gases de efeito estufa em quantidades muito baixas.
C) favorece o aquecimento global do planeta.
D) pode ser mais onerosa do que a produção de energia convencional.

Questão 11

Conceitualmente, a Revolução Verde é considerada a difusão de tecnologias agrícolas que per-


mitiram um aumento considerável na produção, sobretudo em países menos desenvolvidos, que
ocorreu principalmente entre 1960 e 1970, a partir da modernização das técnicas utilizadas. Em-
bora tenha surgido com a promessa de acabar com a fome mundial, não se pode negar que essa
revolução trouxe inúmeros impactos sociais e ambientais negativos, conforme afirma José Maria
Gusman Ferraz, pós-doutorando em agroecologia pela Universidade de Córdoba, na Espanha, e
pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
O caso brasileiro ilustra bem a situação definida pelo pesquisador: se de um lado está a melhoria
econômica, do outro persistem os problemas sociais. “Para usarmos exemplos brasileiros, entre
1970 e 1985, o aumento na produção de alimentos básicos para a população foi de 20%, enquanto
a de produtos de exportação (cacau, soja etc.) cresceu da ordem de 119 a 1.112%. O país ocupa
hoje lugar de destaque entre os países exportadores de alimentos, contrastando com uma popula-
ção de milhões de subnutridos”, destaca.
OCTAVIANO, Carolina. Muito além da tecnologia: os impactos da Revolução Verde. ComCiência. Disponível em:
<http://comciencia.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-76542010000600006&lng=pt&nrm=iso>.
Acesso em: 14 mar. 2016. (Adaptado).

O autor tenta comprovar que a revolução verde não cumpre sua promessa inicial, demonstrando que
A) teve seu apogeu nas décadas de 1960 e 1970, quando surgiu como uma possível solução para
a fome no mundo.
B) pretendia erradicar a fome mundial e, para isso, precisava de tecnologia de ponta para aumentar
a produção de alimentos.
C) convivia com discussões em torno de seus impactos ambientais tanto positivos quanto negativos.
D) fez do Brasil um grande exportador de alimentos, mas não resolveu a fome no país.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 12

O QUE PODEMOS APRENDER COM O JAPÃO?


Como um país que não tem Amazônia nem abundantes recursos naturais, e para piorar sofre de
fortes terremotos e tsunamis conseguiu se desenvolver?
A resposta é complexa e pode ser explicada através de um entendimento amplo do que é desen-
volvimento econômico. A política de reestruturação da economia japonesa passa pela reconstrução
do seu parque industrial e rodoviário com grandes investimentos governamentais. Sucede-se com
os pesados investimentos em educação básica e, principalmente, técnica. Um ponto fundamental
que também explica esse efeito de ave “Fênix” foi o direcionamento da política industrial japonesa
destinada, inicialmente, à cópia de produtos líderes de mercado e depois à superação dos mesmos
via pesquisa aplicada, associado com investimento intenso na economia do conhecimento.
Mas há um ponto muito importante que vem complementar toda essa reação: a cultura do japo-
nês. Algumas características podem nos ajudar a identificar esse poder de dar a volta por cima. [...]
A vontade de aprender. Depois da Segunda Guerra Mundial, a política industrial japonesa se
centrou na procura pela imitação. Os produtos líderes de mercado eram analisados e estudados
pelos japoneses. A ordem era chegar o mais perto possível desses produtos. Inicialmente, as
imitações eram de pouca qualidade, os produtos japoneses, na década de 1960 e 1970, não se
caracterizavam por serem competitivos. Já na década de 1980 essa situação mudou. Os japoneses
tinham superado as imitações e ameaçavam grandes mercados como o americano.
Disponível em: <http://www.blogdoprofessorhugo.com/2011/03/
o-que-podemos-aprender-com-o-japao.html>. Acesso em: 24 mar. 2016. (Adaptado)

Um país que já foi assolado pelas guerras e inúmeras catástrofes naturais, o Japão carrega em sua
história uma capacidade admirável de se reerguer. Segundo o texto, o que faz do Japão um país
tão poderoso é
A) o investimento do governo em educação, modernização e infraestrutura.
B) a indústria japonesa ter por hábito copiar produtos líderes de mercado.
C) o funcionário japonês trabalhar mais horas por dia do que os ocidentais.
D) a rapidez e experiência na reconstrução de catástrofes naturais.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 13

São Paulo – Em meio a hippies oferecendo pulseiras e brincos na Praça da República, no centro
de São Paulo, senegaleses vendem miniaturas de esculturas de rinocerontes, hipopótamos e gira-
fas. “Não tem baobá, mas tem ébano”, explica um deles, com um acentuado sotaque francês, para
um cliente. A poucos metros, outro homem vende itens semelhantes, mas é queniano. Na Liberda-
de, tradicional reduto oriental, os tecidos africanos se misturam, no fim de semana, às barracas de
temaki, pastel e tempura.
Na Rua Coimbra, no Brás, onde no começo do século passado circulavam jornais em italiano,
hoje há grande concentração de imigrantes bolivianos. A cada esquina uma barraquinha expõe
CDs, em geral de músicos daquele país. Os letreiros dos vários pontos comerciais anunciam seus
produtos: “peluquerías” e restaurantes que oferecem “sopas”, “salteñas”, “refrescos”, “chichas” e
“pollo”, muito pollo – nosso popular frango.
Disponível em: <http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/01/fluxos-migratorios-recentes-ja-somam-novos-tracos-a-sao-
paulo-2184.html>. Acesso em: 23 mar. 2016.

A cena descrita no texto nos remete a um problema sério que vem assolando o planeta. Trata-se
A) da necessidade de aprendermos a conviver com a diversidade e com o multiculturalismo.
B) da urgência de considerarmos a crise dos refugiados no mundo como uma causa humanitária.
C) da importância de procurarmos combater problemas como o mercado ilegal de produtos pirateados.
D) da relevância de criarmos uma legislação específica para o comércio de produtos populares.

Questão 14

Ser bom profissional, ter conhecimentos técnicos, dons, talentos, habilidades e capacidades bem
desenvolvidas cabe a qualquer pessoa que deseja ter uma carreira de sucesso. Ter bom relacio-
namento com os colegas, facilidade no trabalho em equipe, boa comunicação, flexibilidade, entre
outras características, são aspectos altamente valorizados nas organizações.
Porém, uma conduta ética no trabalho, seguindo padrões e valores, tanto da sociedade, quanto
da própria organização, é essencial para o alcance da excelência profissional. Não basta apenas
estar em constante aperfeiçoamento para conquistar credibilidade profissional, é preciso assumir
uma postura ética. Através dela ganhamos confiança e respeito de superiores, colegas de trabalho
e demais colaboradores.
Disponível em: <http://www.ibccoaching.com.br/portal/comportamento/
importancia-conduta-etica-trabalho/>. Acesso em: 23 mar. 2016. (Adaptado)

O exercício da cidadania no mundo do trabalho, segundo o texto, está fundamentalmente relacionado à


A) amplitude de conhecimentos do profissional.
B) qualidade do relacionamento com os colegas.
C) facilidade de trabalhar em equipe.
D) capacidade de agir pautado na ética.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 15

Driblar a censura foi um aprendizado para todos os artistas e intelectuais que, a partir de 1964,
se engajaram na resistência ao regime militar. Os que estavam vinculados à música popular en-
contraram nas letras das canções uma forma de protesto, quase sempre se valendo de metáforas,
na tentativa de despistar o olhar vigilante da ditadura. Houve também uma mudança de foco da
produção cultural brasileira, que antes do golpe buscava, como se dizia à época, “despertar a visão
crítica e promover o protagonismo” das classes populares.
“Antes de 64, a cultura estava procurando falar para os operários, para os camponeses, ia às
favelas. Agora [na resistência à ditadura] era a classe média falando para a própria classe média,
mas com muito vigor, muito talento e muita garra”, explica a professora Heloisa Buarque de Hollan-
da, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). De acordo com ela, antes havia muito de-
bate sobre a reforma agrária e outras medidas de justiça social. “Esse projeto não dava mais, mas
cantar, a coisa dava. Foi uma resistência que entrou no lugar da política, da participação direta na
luta pelas reformas”, conta.
Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2014-03/
artistas-precisaram-usar-metaforas-para-criticar-o-regime-militar>. Acesso em: 23 mar. 2016.

A situação descrita no texto demonstra como


A) a ditadura foi um período de cerceamento da liberdade que tornou difícil a vida dos brasileiros.
B) a classe média se preparou para lutar contra a ditadura, unindo-se às classes mais populares.
C) a arte foi importante como recurso de formação de opinião na luta contra o regime da ditadura.
D) a luta pela reforma surgiu como amadurecimento da resistência que veio das classes trabalhadoras.

Questão 16

Humanismo, renascimento e revolução científica


O humanismo foi um movimento artístico e intelectual surgido na Itália no século XIV e que valo-
rizou a Antiguidade Clássica. Para os humanistas o homem era a medida de todas as coisas e es-
tava no centro do universo (antropocentrismo). Assim, consideravam o homem não só uma criatura
espectadora da obra de Deus, mas, dotado de razão, era autor de grandes realizações. Essa visão
contrariava a Igreja, que via o homem marcado pelo pecado e dependente da fé para a salvação da
alma. Entretanto, os humanistas buscavam o equilíbrio entre os autores pagãos da Antiguidade e
os ensinamentos cristãos da Bíblia.
Inspirados pelos humanistas, artistas italianos iniciaram um movimento cultural conhecido como
Renascimento. O grande interesse dos renascentistas era recuperar elementos da cultura greco-
-romana para os seus dias.
Disponível em: <http://educacao.globo.com/historia/assunto/modernidade-na-europa/
humanismo-renascimento-e-revolucao-cientifica.html>. Acesso em: 23 mar. 2016.

As informações no texto esclarecem que o Renascimento


A) ressaltava os valores da Antiguidade Clássica, assim como o Humanismo.
B) produzia obras artísticas que tinham o homem como espectador da obra de Deus.
C) recusava reconhecer como arte as obras produzidas por autores pagãos.
D) pretendia copiar os textos e elementos da cultura greco-romana.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 17

A reforma agrária reassumiu uma posição de destaque no debate nacional, nos processos sociais,
nas atividades políticas e em alguns programas governamentais, apresentando-se como uma opor-
tunidade concreta para uma parcela considerável de agricultores familiares e de trabalhadores que
habitam o meio rural. Nesse novo contexto, a política brasileira de reforma agrária se insere como
um vetor de promoção do desenvolvimento sustentável no meio rural. Esses objetivos são almejados
pelo fato de a terra não ser apenas um fator de produção, mas também de riqueza, prestígio e poder,
por isso sua distribuição ocasiona o aumento do poder político e a inclusão social de muitas famílias
rurais. Ademais, o acesso à terra se reverte em transformações econômica, política e social que
atingem a população beneficiária, gerando efeitos positivos nos planos municipal e regional.
Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/11907/6966>. Acesso em: 23 mar. 2016.

De acordo com o exposto, a reforma agrária se insere como um vetor de promoção do desenvolvi-
mento sustentável porque
A) passou a ser vista como fonte de prestígio e poder na esfera política.
B) conquistou uma posição de destaque em alguns programas governamentais.
C) passou a ser entendida como caminho de inclusão social de muitas famílias.
D) conquistou valor político e passou a ser defendida pelos estados e municípios.

Questão 18

Valores são fundamentais ao desenvolvimento humano. Valores são guias de ação e influenciam o
modo pelo qual as pessoas elegem suas prioridades e tomam suas decisões. Assim, valores impreg-
nam comportamentos e normas sociais e estão na base do que as sociedades decidem fazer para
se desenvolver. Uma visão de desenvolvimento meramente como crescimento econômico desconsi-
dera um aspecto importante: que o desenvolvimento, para ser humano, precisa de pessoas partici-
pando, vivendo valores e construindo razões sobre o que é bom ou desejável para uma sociedade.
Disponível em: <http://www.pnud.org.br/hdr/arquivos/rdh_brasil_2009_2010.pdf>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O texto defende valores como algo necessário para o desenvolvimento humano. Segundo o autor,
valores são
A) os guias das ações das pessoas e, por isso, são indiscutivelmente respeitados.
B) as bases do desenvolvimento humano e conduzem à esfera econômica.
C) as rotas que norteiam as ações e a tomada de decisões das pessoas.
D) os julgamentos sobre o que é bom ou desejável para uma sociedade.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 19

A mobilidade urbana se apresenta como um desafio não só nos centros urbanos do Brasil, mas
também nas grandes metrópoles do mundo. O deslocamento de pessoas, em busca de bens e ser-
viços de qualidade, oportunidades de qualificação e empregos, acarreta, nas regiões metropolitanas
e grandes capitais, localidades de concentração populacional.
O notório inchaço urbano obriga com urgência a harmonia e agilidade, o deslocamento de bens
e pessoas com eficiência, conforto e segurança além de mitigar os impactos ambientais, visuais e
de poluição sonora e atmosférica, ressaltando também modelos de minimização da exclusão social.
É neste bojo que o planejamento em transportes em longo prazo é imprescindível, fato este que,
explicado pela adoção do modelo rodoviarista, as metrópoles brasileiras sofrem com os congestio-
namentos e elevado custo no preço das tarifas, ao ponto de ofertas de serviços precários, ineficien-
tes e defasados que acarretam significativa diminuição da qualidade de vida. Entre as estratégias
de melhoria e aperfeiçoamento da mobilidade em empreendedorismo intermodal, as iniciativas pú-
blicas e privadas devem priorizar o gerenciamento de transportes de massas, acima de tudo, trans-
porte sobre trilhos, desenvolvendo logística de integração local, regional, nacional e internacional.
Disponível em: <http://educacao.globo.com/geografia/assunto/atualidades/mobilidade-urbana.html>. Acesso em: 23 mar. 2016.

A partir do texto, é possível reconhecer que os maiores problemas de mobilidade que encontramos
nos centros urbanos do Brasil são ocasionados
A) pela falta de investimento em transporte público rodoviário de qualidade.
B) pela escolha histórica do transporte rodoviário em vez do sobre trilhos.
C) pelo excesso de pessoas que dependem do transporte todos os dias.
D) pelo aperfeiçoamento constante do sistema de transporte de massa.

Questão 20

No Brasil, os anos 60 e 70 foram reconhecidos como anos de mudanças, as quais promoveram


transformações na estrutura da produção e da sociedade, nos comportamentos políticos e nas
manifestações culturais. Lutava-se contra o regime de ditadura militar implantado em 1964, contra
a reforma educacional, o que mais tarde provocou o fechamento do Congresso e a decretação do
Ato Institucional nº 5.
Além disso, o país foi palco de grande “expansão da massificação das informações e dos padrões
de comportamento de consumo”. Nos meios de comunicação, a televisão foi o principal veículo que
penetrou de forma incomparável numa década em que as redes de telecomunicações atingiram
distantes regiões do país. Ela generalizou-se em todas as camadas sociais. A informação era domi-
nada pelo rádio e pela televisão, que influenciou diretamente na transformação dos costumes. Esse
papel tornava-se importante pelo fato de transmitir em cores, ao vivo, partindo de São Paulo-Rio de
Janeiro “os últimos ditames da moda, as discotecas, o culto ao corpo e a valorização dos padrões
de beleza, a exaltação do individualismo e do consumismo”.
Disponível em: <https://dialogoshistoricos.wordpress.com/historia/brasil-anos-60-e-70/>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O momento histórico citado no texto foi marcado por avanços importantes, entre os quais podemos
destacar
A) o fortalecimento do regime militar.
B) a expansão dos meios de comunicação.
C) o crescimento da indústria da beleza.
D) a exaltação do individualismo e do consumismo.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 21

A crise da água no Brasil e no mundo


A água é um dos recursos naturais mais importantes para a sobrevivência da humanidade, pre-
sente na vida do homem em sua forma potável, nos alimentos, na fabricação de produtos importan-
tes para o dia a dia e em muitas outras utilizações.
No entanto, este recurso está passando por uma crise. Atualmente, grande parcela da população
do mundo sofre as consequências da falta de água, que resulta em problemas socioeconômicos e
políticos para as nações.
Ao considerar a superfície terrestre, é possível notar que a maior parte do planeta é constituída
por água, que totaliza cerca de 70% de toda a área da Terra. Porém, menos de 3% é de água doce.
Disponível em: <http://e-internacionalista.com.br/2015/02/23/a-crise-da-agua-no-brasil-e-no-mundo/>.
Acesso em: 23 mar. 2016. (Adaptado)

Apesar da abundância de água no planeta Terra, a crise descrita no texto tem como pressuposto o
fato de que
A) a existência de qualquer forma de vida na Terra depende de água.
B) as pessoas utilizam muita água de maneira exagerada e irresponsável.
C) a maior parte da água disponível no planeta é imprópria para o consumo.
D) as autoridades têm investido muito pouco em infraestrutura hídrica nos últimos tempos.

Questão 22

Caras-pintadas foi um movimento estudantil brasileiro realizado no decorrer do ano de 1992 e


tinha como objetivo principal o impedimento do presidente do Brasil e sua retirada do posto. O mo-
vimento baseou-se nas denúncias de corrupção que pesaram contra o presidente e ainda em suas
medidas econômicas, e contou com milhares de jovens em todo o país. O nome “cara-pintadas”
referiu-se à principal forma de expressão, símbolo do movimento: as cores verde e amarela pinta-
das no rosto. [...]
As origens do movimento remontam ao final da década de 1980 e início da década de 1990, época
em que os estudantes brasileiros, representados pela UNE e pela UBES, tiveram grande protagonis-
mo nas lutas sociais do país. Tal protagonismo deveu-se, sobretudo, às campanhas pela conquista
do passe livre nos transportes e da meia entrada nos cinemas, no âmbito da aprovação da lei or-
gânica dos municípios, consequência da promulgação recente da Constituição brasileira de 1988.
Disponível em: <http://movimentocarapintada2011.blogspot.com.br/2011/02/
origem-do-movimento-os-caras-pintadas.html>. Acesso em: 24 mar. 2016.

O movimento social exposto no texto evidencia que


A) o movimento que levou ao impeachment do então presidente da República foi liderado apenas
pelos estudantes.
B) o protagonismo juvenil, quando bem fundamentado e organizado, tem poder para lutar por cau-
sas de qualquer porte.
C) o impedimento e retirada do governo do então presidente da República eram as únicas reivindi-
cações dos caras-pintadas.
D) o cenário econômico pelo qual passava o país era menos importante do que as denúncias de
corrupção contra o presidente.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 23

A suinocultura no Brasil
A produção de carne suína existe no Brasil desde os primórdios da nossa civilização e sua carne e
banha vêm sendo utilizadas pela população brasileira desde então, tendo inicialmente apresentado
um maior dinamismo em Minas Gerais (nas regiões de garimpo). No final do século XIX e início do
século XX, com a imigração europeia para os estados do Sul, a suinocultura ganhou um novo aliado.
Esses imigrantes vindos principalmente da Alemanha e da Itália trouxeram para o Brasil os seus
hábitos alimentares de produzir e consumir suínos, bem como um padrão próprio de industrialização.
Até os anos 1970, a suinocultura era uma atividade de duplo propósito. Além da carne, fornecia
gordura para o preparo dos alimentos (esta inclusive era a demanda mais relevante). A partir dos
anos 1970, com o surgimento e difusão dos óleos vegetais, a produção de suínos como fonte de
gordura perdeu espaço, sendo quase que totalmente eliminada do padrão de consumo da popula-
ção brasileira. Para fazer face a esta transformação, os suínos passaram por uma grande transfor-
mação genética e tecnológica e desde então perderam banha e ganharam músculos.
Disponível em: <http://www.cnpsa.embrapa.br/cias/index.php?option=com_content&view=article&id=5:
origem-dos-suinos&catid=4:suinos-publico&Itemid=19>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O texto nos traz dados históricos da suinocultura no Brasil, demonstrando que


A) a criação foi geneticamente modificada para atender às novas demandas de mercado.
B) a atividade mantém seu foco inicial, que era produzir especialmente carne e banha para o
consumo.
C) a imigração europeia trouxe para o Brasil o hábito de consumir carne de porco nas refeições.
D) a indústria de óleos vegetais incentivou a ampliação da suinocultura para o consumo de banha.

Questão 24

O Brasil conta com uma significativa infraestrutura, fortalecida por uma economia de grande porte
e por instituições do setor público e não governamentais sólidas. Dispõe assim de significativas ca-
pacidades próprias. Ainda existem, porém, desafios a serem enfrentados para seu desenvolvimen-
to, particularmente na dimensão das disparidades regionais, da desigualdade social e étnico-racial.
Esses elementos sugerem que o Brasil requer uma relação de trabalho com o Sistema de Nações
Unidas, adaptada às suas realidades. A história da cooperação internacional no Brasil mostra que
sua contribuição para o planejamento e gestão de programas do Estado Brasileiro foi importante e
estratégica. O momento atual, contudo, é de transição, influenciada pela crescente relevância do
Brasil no cenário internacional e pela prioridade que hoje dá à superação de deficiências históricas
como a erradicação da pobreza extrema e redução das desigualdades.
Disponível em: <https://nacoesunidas.org/img/2011/02/UNDAF2012-2015-Pt.pdf>. Acesso em: 23 mar. 2016.

No cenário das Nações Unidas, o Brasil tem sido respeitado como exemplo para o mundo principal-
mente por
A) sua economia de grande porte e suas instituições sólidas nos setores público e não governa-
mentais.
B) suas diferenças regionais, que incluem desigualdades sociais e até mesmo preconceitos étnico-
-raciais.
C) seus projetos visando à erradicação da pobreza e redução das desigualdades sociais.
D) sua capacidade de superar problemas de infraestrutura em um território tão amplo e diversificado.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 25

As origens do feudalismo remontam ao século III, quando o sistema escravista de produção no


Império Romano entrou em crise. Diante da crise econômica e das invasões germânicas, muitos
dos grandes senhores romanos abandonaram as cidades e foram morar nas suas propriedades
no campo. Esses centros rurais, conhecidos por vilas romanas, deram origem aos feudos me-
dievais. Muitos romanos menos ricos passaram a buscar proteção e trabalho nas terras desses
grandes senhores. Para poderem utilizar as terras, no entanto, eles eram obrigados a entregar ao
proprietário parte do que produziam. Estava instituído, assim, o colonato. Aos poucos, o sistema
escravista de produção no Império Romano ia sendo substituído pelo sistema servil de produção,
que iria predominar na Europa feudal. Nascia, então, o regime de servidão, em que o trabalhador
rural é o servo do grande proprietário.
Disponível em: <http://historiadomundo.uol.com.br/idade-media/feudalismo.htm>. Acesso em: 24 mar. 2016.

O colonato, sobre o qual o texto trata, era um sistema no qual


A) o escravismo, que era típico do Império Romano durante o seu apogeu, ainda prevalecia no feu-
dalismo.
B) os romanos mais pobres trabalhavam nas terras dos grandes proprietários e pagavam a eles
parte do que produziam.
C) os romanos que se tornaram senhores feudais transformavam seus escravos em beneficiários
da terra.
D) a terra era administrada em uma relação de parceria entre o senhor feudal e o pequeno agricul-
tor, na qual os dois ganhavam.

Questão 26

Pela grande riqueza geográfica do Brasil, um país de dimensões continentais, ele tem disponível
um dos maiores potenciais de energia renovável do mundo. Um exemplo disso é que 78% da ener-
gia do Brasil é da forma hídrica, uma fonte renovável e limpa, sendo um exemplo para o mundo
em termos de matriz elétrica. Isso é possível graças às facilidades geológicas e tipos de rio que
facilitam e propiciam a instalação desse tipo de energia em solo nacional.
Em 2003 o Brasil lançou um Programa de Incentivo às Fontes Alternativas, conhecido pela abre-
viação Proinfa, tendo como objetivo incentivar a instalação de unidades de geração hídrica, eólica
e de biomassa. Esse programa conta com os benefícios da garantia de compra de energia elétrica
de forma competitiva pela Eletrobrás e da facilidade de obtenção de linhas de crédito através do
BNDES para a instalação das usinas. Mesmo sendo vantagens atraentes, o Proinfa ainda não foi
iniciado devido aos diversos problemas gerados para uma possível efetivação.
Dentro dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), o Brasil é o único país que tem a
capacidade de utilizar uma matriz energética limpa e renovável durante todas as etapas de cresci-
mento. O Brasil precisa transformar essa vantagem comparativa em vantagem competitiva, e para
isso é necessário o apoio em regulamentações internacionais, subsidiando um crescimento com
menos impactos ao seu entorno.
Disponível em: <https://portogente.com.br/portopedia/84987-energia-limpa>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Sobre a matriz energética brasileira, o autor defende que


A) o Brasil tem provavelmente o maior potencial de matriz elétrica do mundo.
B) as facilidades geológicas do Brasil facilitam a geração de energia renovável.
C) o Proinfa defende o incentivo às fontes alternativas de energia.
D) a geração de energia limpa precisa virar vantagem competitiva para o Brasil.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 27

A queda do muro de Berlim


Inesperada. Ela só ocorreu devido a um comunicado confuso do porta-voz da Alemanha Oriental
e à iniciativa da população, que se aglomerou em frente à muralha. Embora o muro tenha levado
meses para vir completamente abaixo, as imagens dos alemães destruindo-o com martelos e mar-
retas correu o mundo, tornando-se símbolo desse momento histórico. Ele existiu por 28 anos, de
1961 a 1989, e surgiu porque, após a 2ª Guerra Mundial, a Alemanha destruída foi dividida entre
os vencedores, União Soviética (Alemanha Oriental) e EUA (Alemanha Ocidental). A capital, Ber-
lim, situada na parte oriental do país, também foi dividida, de modo que a parte capitalista (Berlim
Ocidental) fosse cercada pelo muro para impedir que a população do lado socialista fugisse para
lá. Instituído da noite para o dia, o muro cortou ao meio praças, avenidas e até cemitérios. Sua
estrutura teve fases: nos primeiros anos, eram cercas de arame farpado, evoluindo para muros de
concreto após 1965 e para a versão de segurança máxima, com torres e armadilhas, a partir de
1975. Durante toda a existência da barreira, os moradores do lado ocidental tiveram livre acesso ao
lado oriental, mas o contrário não.
Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-foi-a-queda-do-muro-de-berlim>. Acesso em: 23 mar. 2016.

De acordo com o texto, os moradores da Alemanha Ocidental tinham acesso ao território da Alema-
nha Oriental, mas o oposto não acontecia. Isso porque
A) a Alemanha socialista convivia pacificamente com a Alemanha capitalista.
B) a Alemanha socialista não dependia do capitalismo para sobreviver.
C) a Alemanha capitalista queria demonstrar sua superioridade econômica.
D) a Alemanha capitalista pretendia fazer as pazes com a Alemanha socialista.

Questão 28

Determinar a maioridade penal não é tarefa simples. Os países adotam diferentes idades míni-
mas a partir das quais o indivíduo deve responder por seus atos perante a justiça. Isso mostra que
não há um consenso sobre o assunto no mundo. A própria Organização das Nações Unidas (ONU)
não possui uma indicação exata de idade, mas oferece diretrizes que devem nortear as políticas
nacionais dos países.
Levantamento da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) com 54 países mostra uma
grande variação da maioridade penal, que oscila entre os 12 e 21 anos no mundo. Para o Comitê
dos Direitos das Crianças, da ONU, a maioridade deveria ocorrer apenas após os 18 anos.
Disponível em: <http://www.promenino.org.br/noticias/especiais/
como-o-mundo-ve-a-questao-da-maioridade-penal>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O texto demonstra que a questão da maioridade penal não depende de uma legislação universal.
A partir daí, infere-se que
A) a ONU possui uma indicação exata da idade mínima para que uma criança responda por seus
atos.
B) os países adotam idades mínimas diferentes com base na indicação feita pelo Comitê pelo Direi-
to das Crianças, da ONU.
C) a maioridade penal precisa ser analisada dentro da cultura e legislação local de cada país.
D) a idade considerada mínima para a maioridade penal oscila entre 12 e 18 anos em diferentes
países do mundo.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 29

Tordesilhas foi a primeira tentativa de delimitação de território em que a forma esférica da Terra
fez grande diferença. A delimitação por um paralelo, como no Tratado de Alcáçovas, era algo re-
lativamente simples, mas o uso de um meridiano mostrou-se um desafio para os cosmógrafos da
época e resultou em erros grosseiros, em muitos casos. O sistema de construção das cartas de
marear usadas pelos portugueses e espanhóis, até boa parte do século 16, tinha base nas cartas
náuticas do Mediterrâneo, em que não existia qualquer projeção cartográfica.
Não foi definido, por exemplo, a partir de que ponto do arquipélago de Cabo Verde seriam consi-
deradas as 370 léguas.
[...]
Os portugueses sustentavam que suas terras chegavam até o Rio da Prata, o que incluía os ter-
ritórios atuais do Uruguai e de Buenos Aires. Os cosmógrafos espanhóis insistiam que suas terras
iam até Cananeia. Existiam diferenças entre as técnicas náuticas adotadas entre portugueses e
espanhóis, além disso, acredita-se também que existiram erros propositais, com fins políticos, em
certos mapas divulgados na época.
[...]
As polêmicas sobre a linha da demarcação de Tordesilhas, entre portugueses e espanhóis, durou
até 1750, com o Tratado de Madri. Mas os problemas com a divisão das terras continuou por longo
tempo.
Disponível em: <http://www.historia-brasil.com/colonia/tordesilhas.htm>. Acesso em: 24 mar. 2016.

De acordo com o texto, um dos maiores problemas da cartografia até o século XVIII era que ela
A) provocava discórdias entre as partes envolvidas na posse das terras.
B) traçava linhas imprecisas em função da falta de conhecimento e tecnologia.
C) gerava conflitos intencionais porque não era justa na demarcação das terras.
D) representava perigo de desvio de rota às grandes navegações daquela época.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 30

Novo controle de natalidade chinês


Implementado no fim dos anos 1970 para administrar a escassez de recursos, o limite chinês de
um filho por casal se tornou uma ameaça ao crescimento, pois a população do país em idade para
trabalhar encolheu no ano passado pela primeira vez em duas décadas.
O governo estima que 90 milhões de casais estejam aptos para ter dois filhos, e a taxa de natali-
dade cresceria nos próximos anos até chegar a um pico de 20 milhões de recém-nascidos por ano,
disse Wang Peian, representante da Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar um dia
depois de a nova política de dois filhos ter sido anunciada em 29 de outubro. [...]
O governo já se revelou exageradamente otimista antes. No fim de 2013, ele permitiu que casais
em que o marido ou a mulher fosse filho único tivessem dois filhos. Na época, as autoridades sa-
nitárias estimaram um acréscimo de 2 milhões de nascimentos por ano graças a essa política. No
entanto, até setembro, apenas 1,76 milhão de casais tinham solicitado permissão para ter outro
filho, de acordo com Wang. O governo não revelou o número de pessoas que de fato deu à luz um
segundo filho.
Disponível em: <http://economia.uol.com.br/noticias/bloomberg/2015/11/09/
novo-controle-de-natalidade-chines-custos-exorbitantes-para-criar-filhos.htm>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O súbito interesse do governo chinês em permitir que os casais tenham mais um filho justifica-se
porque
A) os direitos humanos permitem liberdades de escolha que o controle de natalidade cerceia.
B) a China tem hoje melhores condições de acolher uma população ainda maior do que já acolhe.
C) a população está envelhecendo e há um número pequeno de crianças e jovens na sociedade.
D) os chineses estimaram um acréscimo de dois milhões de nascimentos por ano graças à nova
política.

Questão 31

O setor automotivo está mirando no México e no Uruguai para ampliar as exportações. O merca-
do mexicano ganhou mais atenção depois que o governo do Brasil renovou em condições favorá-
veis aos produtores brasileiros o acordo automotivo que vigora entre os dois países. O resultado
foi sentido em agosto, com a exportação de 13,9 mil veículos para o parceiro latino-americano. No
ano, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o total
enviado ao México somou 35 mil unidades.
Os números puxaram o desempenho do setor neste ano, que acumula alta de 10,5% no número
de carros brasileiros vendidos no Exterior. O presidente da Anfavea afirma que o ganho de escala
com o México veio para ficar, após o acordo fixar cotas de exportação livre de impostos até US$ 1,7
bilhão até 2019. “O México é uma tendência que veio para ficar”, diz.
Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2015/09/montadoras-apostam-
em-acordos-bilaterais-com-mexico-e-uruguai>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Analisando os dados no texto e o cenário da indústria automobilística no Brasil, observa-se que


A) a qualidade dos automóveis produzidos no Brasil melhorou.
B) a política brasileira de comércio internacional está mais eficiente.
C) os empresários brasileiros estão mais engajados nos negócios.
D) os negócios internacionais estão aquecidos pelo bom momento da economia.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 32

Hoje, se o Facebook fosse um país, seria o terceiro maior do mundo, com seus 800 milhões de
usuários. Os fenômenos da globalização e das redes geográficas estão modificando alguns con-
ceitos ensinados nas escolas de antigamente. Na área da geografia, afirma-se que o conceito de
globalização caracteriza a construção de novos espaços, além de novas relações sociais desenvol-
vidas pelo mundo.
Essa nova configuração de redes geográficas na globalização, que transpassam a ideia dos ter-
ritórios nacionais, acaba por acarretar grandes e significativas mudanças nos próprios Estados
nacionais através da presença, em tais Estados, de pontos de redes geográficas e da globalização
pertencentes a corporações transnacionais e da inserção de redes geográficas técnicas, o que pro-
porciona um enorme aumento na circulação de capital, de bens, informações e serviços produzidos
em todo o planeta.
Disponível em: <http://www.zun.com.br/redes-geograficas-e-globalizacao/>. Acesso em: 23 mar. 2016.

De acordo com o texto, a globalização e as redes geográficas estão modificando alguns conceitos
que eram ensinados antigamente em geografia, porque são fenômenos que
A) crescem rapidamente no mundo moderno.
B) permitem que os Estados nacionais se fortaleçam no comércio exterior.
C) possibilitam maior circulação de capital internacional nos Estados nacionais.
D) alteram o conceito de Estado nacional para Estado de relações transnacionais.

Questão 33

Toda atividade humana, principalmente de caráter empresarial, tem efeitos ambientais. Há algu-
mas décadas, a geração de poluentes pelas empresas era entendida como uma consequência ine-
vitável nos processos industriais, o que provocou um grau de deteriorização ambiental acentuado
em muitas regiões do mundo.
Em 1972 a ONU organizou a I Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente, que resultou na cria-
ção de órgãos de proteção ambiental em diversos países. Durante muito tempo estes órgãos se
ocupavam apenas em fiscalizar o atendimento dos padrões ambientais estabelecidos. Por sua vez,
as empresas potencialmente poluidoras estavam preocupadas unicamente em atender à legislação
ambiental. À medida que os problemas ambientais ficaram mais evidentes e a ideia de qualidade
total no setor produtivo ganhou consistência, percebeu-se que o controle de impactos ambientais
só seria efetivo através de um Sistema de Gestão Ambiental.
Disponível em: <http://www.cimm.com.br/portal/material_didatico/
3664-industria-e-meio-ambiente#.Vua9A9LR-Uk>. Acesso em: 23 mar. 2016.

De acordo com o texto, a criação de um Sistema de Gestão Ambiental passou a ser preocupação
da ONU porque
A) as empresas potencialmente poluidoras estavam preocupadas em atender à legislação ambiental.
B) a geração de poluentes era entendida como uma consequência do desenvolvimento.
C) os problemas ambientais ganharam uma dimensão evidente e a preocupação se tornou maior.
D) o meio ambiente era o foco da preocupação de governos e entidades protetoras dos recursos do
planeta.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 34

A nanotecnologia é a tecnologia que permite a manipulação de átomos e que usa técnicas da


física, biologia, engenharia de materiais e outras ciências. Com o desenvolvimento dela, muitos pro-
dutos foram modificados e melhorados, até mesmo a área dos cosméticos sofreu muitas mudanças.
A nanotecnologia é uma ciência multidisciplinar que envolve o desenvolvimento e preparação de
sistemas com um tamanho na escala dos nanômetros. É um ramo que compreende a utilização de
partículas pequenas com um tamanho entre 1-1000 nm e que explora novas propriedades da ma-
téria a uma nanoescala. Com a alteração do seu tamanho, os nanomateriais alteram propriedades
como a estabilidade, reatividade e habilidade de interagir com outras moléculas e sistemas. Assim,
este tipo de tecnologia permite investigar novas oportunidades que se podem aplicar positivamente
em diferentes campos da ciência.
O estudo em torno da nanotecnologia é recente, tendo seu marco inicial em 1959, quando o físico
americano Richard Feynman afirmou que ao homem um dia seria possível manipular os átomos de
forma a construir estruturas de dimensões nanométricas, desde que as leis naturais fossem manti-
das, o que possibilitaria a construção de materiais inexistentes na natureza.
Disponível em: <http://docplayer.com.br/4211147-O-uso-da-nanotecnologia-
na-formulacao-de-cosmeticos.html>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Sobre o advento da nanotecnologia, o texto ressalta que um dos impactos ambientais que o desen-
volvimento desta ciência almeja ter é
A) explorar as propriedades da matéria em uma nanoescala.
B) desenvolver sistemas com tamanho em escala de nanômetros.
C) alterar propriedades da matéria, como a estabilidade e a reatividade.
D) manipular os átomos e construir materiais inexistentes na natureza.

Questão 35

Tradicionalmente distinguem-se três períodos no processo de industrialização em escala mundial:


1760 a 1850 – A Revolução se restringe à Inglaterra, a “oficina do mundo”. Preponderam a
produção de bens de consumo, especialmente têxteis, e a energia a vapor.
1850 a 1900 – A Revolução espalha-se por Europa, América e Ásia: Bélgica, França, Alemanha,
Estados Unidos, Itália, Japão, Rússia. Cresce a concorrência, a indústria de bens de produção se de-
senvolve, as ferrovias se expandem; surgem novas formas de energia, como a hidrelétrica e a derivada
do petróleo. O transporte também se revoluciona, com a invenção da locomotiva e do barco a vapor.
1900 até hoje – Surgem conglomerados industriais e multinacionais. A produção se automatiza;
surge a produção em série; e explode a sociedade de consumo de massas, com a expansão
dos meios de comunicação. Avançam a indústria química e eletrônica, a engenharia genética, a
robótica.
Disponível em: <http://www.culturabrasil.org/revolucaoindustrial.htm>. Acesso em: 23 mar. 2016.

De acordo com o texto, constata-se que a Revolução Industrial


A) foi gradativamente se expandindo ao redor do mundo, mantendo o mesmo modelo e proposta de
seu local de origem.
B) alcançou seu apogeu durante o século XIX, quando chegou ao auge das relações comerciais no
mercado internacional.
C) teve seu início em uma área restrita e foi gradativamente se expandindo pelo mundo, continuan-
do ainda em processo de transformação.
D) esgotou seu potencial de crescimento ao longo do século XX, com o surgimento dos conglome-
rados industriais e das multinacionais.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 36

1992
18 de setembro
A proximidade da votação da abertura do processo de impeachment leva novamente milhares de
jovens às ruas. Em São Paulo, cerca de 750 mil pessoas permaneceram até as 21 horas. O movi-
mento social passava a dominar a situação e os rumos do país.
29 de setembro
A Câmara dos Deputados vota a favor do processo de impeachment. Foram 448 deputados a
favor, 38 contra, 23 ausentes, 1 absteve-se. Nesse momento, já não havia apenas estudantes e jo-
vens, mas sim milhões de pessoas. O comparecimento ao Vale do Anhangabaú não teve estimativa
oficial. As pessoas pintavam o rosto de verde e amarelo e tinham a certeza da saída do presidente.
Saída de Fernando Collor
No dia 29 de dezembro de 1992, o presidente do Brasil renunciou ao cargo para preservar os
direitos políticos. Porém, o Congresso Nacional realizou o julgamento, mesmo após a renúncia, na
inércia dos acontecimentos e evitando desgaste junto à sociedade mobilizada.
Na década de 1960, os protestos eram pela mudança do regime político do país. Já os caras-
-pintadas só queriam a queda do presidente. Foi um movimento que se extinguiu em si mesmo
depois de atingir seu objetivo.
Disponível em: <http://movimentocarapintada2011.blogspot.com.br/2011/02/
origem-do-movimento-os-caras-pintadas.html>. Acesso em: 24 mar. 2016.

De acordo com o autor, o movimento em prol do impeachment do ex-presidente Collor, em 1992,


A) foi motivado por problemas semelhantes aos que levaram a população às ruas na década de
1960.
B) foi fortalecido pela participação dos jovens estudantes que se uniram à causa e levaram milhares
às ruas.
C) foi considerado a primeira grande conquista política de movimentos sociais em massa no nosso
país.
D) foi sacramentado na história do país como a primeira vez que a pressão popular leva um presi-
dente à renúncia.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 37

Disponível em: <http://www.cnpsa.embrapa.br/cias/index.php?option=com_


content&view=article&id=60>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Os dados disponibilizados pela Embrapa demonstram que a produção brasileira de grãos e carnes
A) cresceu igualmente em 2010 e 2011.
B) crescerá igualmente até o ano 2021.
C) demonstrou pouco crescimento em 2010 e 2011.
D) crescerá mais de 20% até o ano de 2021.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 38

O Brasil possui atualmente 6,5 milhões de hectares em florestas plantadas, aquelas que geram
renda para o produtor, em sua maioria compostas por eucalipto e pínus. Por terem crédito positivo
quando o assunto é o controle da emissão de carbono, o Ministério da Agricultura pretende aumen-
tar esse número para 9 milhões de hectares até 2020.
Segundo dados referentes a 2011 da Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas
(Abraf), o setor de papel e celulose recebe 36% da produção madeireira nacional, enquanto 15%
vão para madeira serrada, 11% para siderurgia e carvão vegetal, 12% para painéis e compensados,
e 26% para lenhas e outras aplicações.
O mercado de papel e celulose é o mais estruturado do setor, composto por grandes empresas
que, na maioria dos casos, possuem condições de fazer a chamada colheita mecanizada, com a
utilização de grandes e sofisticadas máquinas. Mas, mesmo com toda a tecnologia disponível, as
motosserras se destacam na colheita, especialmente em áreas montanhosas, em propriedades
pequenas e em terrenos acidentados, onde as grandes máquinas não entram.
Disponível em: <http://www.portaldoagronegocio.com.br/artigo/os-destinos-da-
madeira-plantada-no-brasil-3601>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O texto esclarece que a indústria do papel e celulose


A) encontra na floresta plantada uma alternativa para minimizar os danos causados ao ambiente.
B) utiliza alta tecnologia para garantir a colheita mecanizada da madeira nas amplas áreas plantadas.
C) compete com o setor de lenhas para dividir a produção de madeira originária das florestas.
D) engloba apenas empresas de grande porte, capazes de garantir tecnologia de colheita e de re-
florestamento.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 39

O Brasil é um país marcado por profundas desigualdades e por uma enorme diversidade socio-
espacial. Essas marcas podem ser evidenciadas em todas as escalas, entre as diversas regiões
do país, entre os 27 estados da federação, entre cada um dos 5.561 municípios e, inclusive de
forma intensa, internamente a cada um desses entes federados que representam o poder local.
A população brasileira é atualmente em grande medida (82%) urbana, sendo que 70% desses
brasileiros se concentram em apenas 10% do território. A concentração urbana fica mais bem ex-
plicitada quando se constata que apenas 455 municípios – pouco mais de 8% dos 5.561 – somam
mais de 55% do total de habitantes do país. As nove principais Regiões Metropolitanas concentram
30% da população urbana e, particularmente, a grande parcela dos mais pobres. Dessa forma, as
grandes aglomerações urbanas revelam com maior profundidade a característica desigual do país,
concentrando a pobreza e a riqueza, muitas vezes no mesmo território. O processo de urbanização
acelerada pelo qual passou o país, além de promover a transferência populacional da área rural
para a urbana, concentrou boa parte destes fluxos migratórios.
Disponível em: <http://www.ta.org.br/site/Banco/7manuais/6PoliticaNacional
MobilidadeUrbanaSustentavel.pdf>. Acesso em: 23 mar. 2016.

Para que o Estado e o poder público possam começar a resolver os problemas discutidos no texto,
um possível caminho seria
A) reconhecer que existem grandes aglomerações urbanas e uma pequena parcela da população
residindo em áreas rurais.
B) evitar que a pobreza e a riqueza convivam nos centros urbanos, muitas vezes dividindo os mes-
mos espaços.
C) impedir que as grandes aglomerações urbanas revelem com mais profundidade a característica
desigual do país.
D) investir em políticas públicas que gerem oportunidades para todos, principalmente nas regiões
de baixa demografia.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de atividades PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 40

A educação de trabalhadores, até bem pouco tempo, não era tida como necessária. A partir das
transformações no processo de trabalho e no processo industrial, esse conceito mudou e surgiu a
necessidade de um “operário pensante”. [...]
A educação de adultos das classes pobres sempre foi vista pela classe dominante como des-
necessária e até “prejudicial” à felicidade desses trabalhadores. O discurso da elite naturalizava a
condição financeira; assim, os menos favorecidos deveriam aceitar a posição à qual foram destina-
dos na sociedade.
Na verdade, o que se escondia por trás dessa ideia é que a educação seria subversiva e poderia
criar indivíduos perigosos: capazes de entender seu papel enquanto cidadãos, questionadores,
insubordinados, “inimigos da sociedade” estabelecida.
O trabalho na agricultura ou mesmo na indústria era braçal e dependia de um treinamento míni-
mo. Seria um desperdício gastar energia e dinheiro com alfabetização de adultos já inseridos no
mercado de trabalho, sendo melhor investir na educação de base – a educação infantil.
Disponível em: <http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/educacao/0326.html>. Acesso em: 23 mar. 2016.

O perigo da educação de trabalhadores apontado no texto está no fato de que


A) os menos favorecidos deveriam aceitar a posição à qual foram destinados na sociedade.
B) a educação das massas trabalhadoras seria perigosa porque seria subversiva ao sistema.
C) o trabalho na agricultura e na indústria era braçal e dependia apenas de um treinamento mínimo.
D) os investimentos em alfabetização de adultos eram menos importantes do que a educação das
crianças.

CIÊNCIAS HUMANAS
CADERNO DE
RESPOSTAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 1 – Fácil do cristianismo como religião oficial do Império.


A força do cristianismo trouxe respeito e adep-
tos ao Império Romano e foi um marco na mu-
A6. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
dança das formas de pensar do mundo antigo.
e/ou sistemas; produção, circulação e trabalho.
B) correta. A consagração do cristianismo como
Gabarito: A religião oficial do Império fortaleceu ainda
mais aquele que já era poderoso. Foi um mar-
Justificativas
co nas formas de pensar do mundo antigo.
A) correta. É importante inovar no setor produtivo
C) incorreta. Os filósofos medievais realmente
para modernizar o sistema. Assim é possível eram ou se tornaram teólogos. Mas este não
aumentar tanto a produção quanto a qualidade foi o elemento que contribuiu para o fortaleci-
dos produtos. mento do Império Romano há quase 400 anos
B) incorreta. A tecnologia de ponta não garante antes de Cristo. O fator determinante para o
resultados melhores. Segundo o texto, a ino- fortalecimento do Império foi a consagração do
vação requer modernização para que a produ- cristianismo como religião oficial do Império.
ção aumente tanto em quantidade quanto em A força do cristianismo trouxe respeito e adep-
qualidade de produtos. tos ao Império Romano e foi um marco na mu-
C) incorreta. Utilizar o território de maneira di- dança das formas de pensar do mundo antigo.
ferente pode aumentar a produção. Ou não. D) incorreta. O cristianismo realmente limitava a
Segundo o texto, é importante inovar no setor autonomia do indivíduo, mesmo consideran-
produtivo para modernizar o sistema. Assim é do que ele era único. Mas este não foi o ele-
possível aumentar tanto a produção quanto a mento que contribuiu para o fortalecimento do
qualidade dos produtos. Império Romano há quase 400 anos antes de
Cristo. O fator determinante para o fortaleci-
D) incorreta. O texto fala do controle da nature-
mento do Império foi a consagração do cristia-
za, mas não enfatiza esse controle. O foco do
nismo como religião oficial do Império. A força
texto está no fato de que é importante inovar
do cristianismo trouxe respeito e adeptos ao
no setor produtivo para modernizar o sistema.
Império Romano e foi um marco na mudança
Desse modo, é possível aumentar tanto a pro-
das formas de pensar do mundo antigo.
dução quanto a qualidade dos produtos.
Comentário
Comentário
É importante ler com atenção o texto: informações
É importante observar que tanto quantidade quan- como “a consagração do cristianismo como reli-
to qualidade são os focos da produção almejada gião oficial do Império Romano”, “a própria polí-
pelo texto. Assim, o excerto ressalta que é impor- tica é formalmente submetida aos grandes prin-
tante inovar no setor produtivo para modernizar o cípios definidos pela religião” são algumas das
sistema. Desse modo, é possível aumentar tanto ideias-chave para a resolução da questão.
a produção quanto a qualidade dos produtos. Uma leitura detalhada do texto nos leva a concluir
que o fator determinante para o fortalecimento do
Questão 2 – Fácil Império foi a consagração do cristianismo como
religião oficial do Império. A força do cristianismo
trouxe respeito e adeptos ao Império Romano e
B1. Compreender conceitos, ideias, fenôme-
foi um marco na mudança das formas de pensar
nos e/ou sistemas; tempo, espaço, fontes his-
do mundo antigo. As respostas A, C e D trazem
tóricas e representações cartográficas.
elementos que comprovam B: a consagração do
cristianismo como religião oficial do Império con-
Gabarito: B
tribuiu para o fortalecimento do Império Romano.
Justificativas
A) incorreta. De fato, na visão do cristianismo,
Questão 3 – Fácil
todas as coisas conduziam a Deus. Mas este
não foi o elemento que contribuiu para o for-
C1. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
talecimento do Império Romano há quase 400
tempo, espaço, fontes históricas e represen-
anos antes de Cristo. O fator determinante para
tações cartográficas.
o fortalecimento do Império foi a consagração

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Gabarito: C B) incorreta. Os proprietários de terras conhecem


o Estatuto da Terra. Eles não concordam com
Justificativas
o documento, mas sabem de sua existência.
A) incorreta. O mapa nos mostra que a incidência
C) correta. Os grandes latifundiários são um im-
de casos suspeitos da doença não teve cres-
pedimento para a reforma agrária porque fa-
cimento no Distrito Federal. Havia registro de
zem parte da estrutura existente, dificultam as
um caso na primeira medida (em verde) e há
desapropriações e o assentamento de colonos
também somente um caso na segunda medi-
porque não querem possuir menos terras para
da (em preto).
que os outros possuam alguma.
B) incorreta. O gráfico nos mostra que havia 147
D) incorreta. De fato, as políticas de crédito rural
casos em 2014. Em 2015, os dados apontam não são simples para os pequenos agriculto-
1761 casos. Portanto, infelizmente, não foi res. Mas, quando falamos em reforma agrária,
apenas o dobro. O aumento foi de mais de dez o problema não está no crédito rural, afinal é
vezes o volume do ano anterior. preciso ter terra primeiro, para depois pensar
C) correta. Os dados no mapa nos mostram que em crédito. O que dificulta a reforma agrária
a maior concentração de casos suspeitos da são os grandes latifundiários, que fazem parte
doença está na região Nordeste: Rio Grande da estrutura existente, dificultam as desapro-
do Norte, Paraíba, Bahia e Pernambuco. priações e o assentamento de colonos porque
D) incorreta. Há registros de suspeitas da doença não querem possuir menos terras para que os
no Tocantins (região Norte), no Mato Grosso outros possuam alguma.
do Sul e em Goiás (região Centro-oeste). Comentário
Comentário É importante observar que procuramos na
É importante ler com atenção os dados numéricos questão algo que torna a reforma agrária
e a legenda do mapa. Se no Distrito Federal havia complexa, difícil. Os grandes latifundiários, que
um caso e continua havendo um, não houve cres- fazem parte da estrutura existente, dificultam as
cimento. Se os casos no país subiram de 147 para desapropriações e o assentamento de colonos
2 761, o problema não dobrou. Subiu mais de porque não querem possuir menos terras para
10 vezes no período registrado. E, se há casos em que os outros possuam alguma.
Tocantins e Goiás, as regiões Norte e Centro-oeste
não estão isentas da doença. Além disso, os da- Questão 5 – Fácil
dos no mapa nos mostram que a maior concentra-
ção de casos suspeitos da doença está na região C4. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
Nordeste: Rio Grande do Norte, Paraíba, Bahia e poder, Estado e instituições.
Pernambuco. Portanto, a resposta correta é C.
Gabarito: A

Questão 4 – Fácil Justificativas


A) correta. A maior parte do financiamento das
C7. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas; ações do Estado Islâmico, segundo o texto,
comunicação e tecnologia. vem da exploração do petróleo.
B) incorreta. Os ideais religiosos extremistas não
Gabarito: C dão força ao grupo. O que os fortalece é o di-
nheiro que os financia, que vem principalmen-
Justificativas
te da exploração do petróleo.
A) incorreta. De fato, a reforma agrária tem sido
C) incorreta. A violência típica do Estado Islâmico
a maior reivindicação dos trabalhadores ru-
os torna temidos, mas não poderosos. O poder
rais. Entretanto, esta não é a maior dificulda-
que sustenta o grupo vem da indústria do pe-
de que ela enfrenta. A maior dificuldade tem
tróleo, explorado nos territórios conquistados.
sido o fato de que as estruturas existentes,
D) incorreta. As armas que o Estado Islâmico ad-
como os grandes proprietários de terra, difi-
quire os tornam temidos. Mas o poder que os
cultam as desapropriações e os assentamen-
sustenta vem dos negócios com o petróleo,
tos de colonos.
bem precioso na região onde dominam.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Comentário urbanização da vida. E termina informando que


É necessário observar que o texto trata o petróleo os movimentos sociais se tornaram mais atuantes
como a fonte principal do financiamento das porque o Estado deixou de criar condições de
ações do Estado Islâmico. Observando o mundo acesso dos trabalhadores aos benefícios da
real, temos a constatação de que o bem é tão urbanização.
abundante e tão precioso que já foi motivo de
conflitos contra o Iraque, por exemplo. Questão 7 – Fácil

Questão 6 – Fácil B6. Compreender conceitos, ideias, fenômenos


e/ou sistemas; produção, circulação e trabalho.
A5. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
Gabarito: C
e/ou sistemas; cidadania e movimentos sociais.
Justificativas
Gabarito: C
A) incorreta. O que é considerado o apogeu do
Justificativas capitalismo é o final do século XX e início do
A) incorreta. É fato que as cidades cresceram e XXI. O texto nos informa que as origens da
a demanda por mão de obra aumentou muito globalização remontam aos tempos da Revo-
nas últimas décadas. Mas o crescimento e for- lução Industrial.
talecimento dos movimentos sociais no Brasil B) incorreta. O texto nos informa que a Segunda
decorrem do fato de que o Estado deixou de Guerra Mundial marca o início de uma segun-
criar condições de acesso dos trabalhadores da fase da globalização, que o autor chama
aos benefícios da urbanização. de globalização moderna. O texto nos informa
B) incorreta. As metrópoles brasileiras realmente que as origens da globalização remontam aos
receberam um número muito maior de indús- tempos da Revolução Industrial.
trias nas últimas décadas. Mas isso não explica C) correta. O texto nos informa que, embora a
o crescimento e fortalecimento dos movimentos globalização nos pareça um fenômeno muito
sociais no Brasil. Os movimentos sociais se tor- atual e recente, as origens desse fenômeno
naram mais atuantes porque o Estado deixou remontam aos tempos da Revolução Industrial.
de criar condições de acesso dos trabalhado- D) incorreta. O texto nos informa que a origem dos
res aos benefícios da urbanização. blocos econômicos, como a CECA, marca um
C) correta. Os movimentos sociais se tornaram novo conceito na globalização: os blocos que
mais atuantes porque o Estado deixou de criar se fortalecem para garantir espaços que trans-
condições de acesso dos trabalhadores aos be- cendem as fronteiras individuais das nações.
nefícios da urbanização. As cidades cresceram,
Comentário
as indústrias cresceram, mas as condições de
É importante observar que estamos em busca
trabalho não melhoraram proporcionalmente.
do marco inicial da globalização, ou seja, do
D) incorreta. O trabalhador, de fato, encontrou nas
momento histórico que, segundo o texto, é
indústrias mais oportunidades de trabalho. En-
considerado a origem do fenômeno. O texto nos
tretanto, as cidades cresceram, as indústrias
informa que, embora a globalização nos pareça
também, mas as condições de trabalho não
um fenômeno muito atual e recente, as origens
melhoraram proporcionalmente a esse cresci-
desse fenômeno remontam aos tempos da
mento. Por este motivo, os movimentos sociais
Revolução Industrial.
se tornaram mais atuantes, uma vez que o Es-
tado deixou de criar condições de acesso dos
trabalhadores aos benefícios da urbanização.
Questão 8 – Fácil

Comentário
B3. Compreender conceitos, ideias, fenôme-
É importante observar que estamos buscando a nos e/ou sistemas; identidades, diversidades
causa do crescimento dos movimentos sociais e direitos humanos.
no Brasil. O texto descreve um cenário de
crescimento, tanto das empresas quanto da Gabarito: A

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Justificativas Questão 9 – Fácil


A) correta. O relatório do Índice de Desenvolvi-
mento Humano, que é parte do Relatório de C3. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
Desenvolvimento Humano (RDH), almeja ser identidades, diversidades e direitos humanos.
compreendido mundialmente tanto pelos go-
vernantes quanto pela população. Por isso, a Gabarito: B
linguagem clara e objetiva é fundamental. Justificativas
B) incorreta. O texto afirma que os leitores se in- A) incorreta. O texto não focaliza a necessidade
teressam mais por textos divertidos e agradá- de se ter mais filhos. Ele trata da necessidade
veis. Mas não afirma que este é o objetivo do de novas políticas públicas (trabalho, saúde,
relatório IDH. O relatório do Índice de Desen- proteção social, etc.), para acolher a popula-
volvimento Humano, que é parte do Relatório ção crescentemente mais idosa que o planeta
de Desenvolvimento Humano (RDH), almeja está recebendo.
ser compreendido mundialmente tanto pelos
B) correta. O texto finaliza apontando que, dian-
governantes quanto pela população. Por isso,
te do cenário de envelhecimento mundial, é
a linguagem clara e objetiva é fundamental.
necessário que os setores de ação pública
C) incorreta. Realmente, o relatório apresen- (trabalho, saúde, proteção social, urbanismo,
ta dados essenciais para a compreensão do etc.) mudem para acolher o novo cenário da
bem-estar da sociedade. Entretanto, este não humanidade.
é o motivo para a escolha de uma linguagem
C) incorreta. O texto enfatiza que envelhecer não é
simples. O relatório do Índice de Desenvolvi-
um problema. Mas, na perspectiva dos direitos
mento Humano, que é parte do Relatório de
humanos, o texto ressalta que, diante do cená-
Desenvolvimento Humano (RDH), almeja ser
rio de envelhecimento mundial, é necessário
compreendido mundialmente tanto pelos go-
que os setores de ação pública (trabalho, saú-
vernantes quanto pela população. Por isso, a
de, proteção social, urbanismo, etc.) mudem
linguagem clara e objetiva é fundamental.
para acolher o novo cenário da humanidade.
D) incorreta. O relatório IDH é parte de um rela-
D) incorreta. O texto aponta o envelhecimento
tório maior, o Relatório de Desenvolvimento
populacional como uma conquista da humani-
Humano, conhecido como RDH. Ambos são
dade. Quanto melhor as condições de vida e
igualmente complexos e importantes para
saúde, maior a longevidade das pessoas. En-
que compreendamos qual é o nível de bem-
tretanto, na perspectiva dos direitos humanos,
-estar das sociedades no mundo. Mas este
o texto finaliza apontando que, diante do cená-
não é o motivo pelo qual a escolha de uma
rio de envelhecimento mundial, é necessário
linguagem simples foi feita. O relatório do Ín-
que os setores de ação pública (trabalho, saú-
dice de Desenvolvimento Humano almeja ser
de, proteção social, urbanismo, etc.) mudem
compreendido mundialmente tanto pelos go-
para acolher o novo cenário da humanidade.
vernantes quanto pela população. Por isso, a
linguagem clara e objetiva é fundamental. Comentário

Comentário É necessário analisar os dados apresentados no


texto, que esclarecem o quanto a população mun-
É necessário observar que o texto fala de duas
dial está envelhecendo rapidamente. É preciso
leituras: as leituras comuns, que fazem parte do
também ver que o texto traz esta informação de
dia a dia das pessoas, que são veiculadas em
maneira bem otimista: envelhecer não é proble-
linguagem simples, divertida e agradável, e a
ma. É uma conquista da humanidade. A partir daí,
veiculação de informação mais complexa. Daí,
é necessário observar que o texto finaliza apon-
é importante localizar o relatório IDH no texto:
tando que, diante do cenário de envelhecimento
o relatório do Índice de Desenvolvimento Huma-
mundial, é necessário que os setores de ação
no, que é parte do Relatório de Desenvolvimento
pública (trabalho, saúde, proteção social, urbanis-
Humano (RDH), almeja ser compreendido mun-
mo, etc.) mudem para acolher o novo cenário da
dialmente tanto pelos governantes quanto pela
humanidade.
população. Por isso, a linguagem clara e objetiva
é fundamental.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 10 – Fácil de extinguir a fome no mundo, utilizando o


Brasil como exemplo: o país se tornou um dos
A2. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos maiores produtores de alimentos do mundo,
e/ou sistemas; natureza-sociedade: questões mas ainda convive internamente com a pobre-
ambientais. za e a fome.
B) incorreta. A Revolução Verde pretendia erradicar
Gabarito: B a fome mundial e para isso, de fato, precisava
Justificativas de tecnologia de ponta para aumentar a produ-
ção de alimentos. Mas o autor tenta comprovar
A) incorreta. A energia limpa quase não polui e
que ela não cumpre a promessa de extinguir a
emite gases em um nível muito baixo. Mas não
fome no mundo, utilizando o Brasil como exem-
é totalmente inofensiva ao meio ambiente, em-
plo: o país se tornou um dos maiores produto-
bora seja renovável. É menos nociva, pouco
res de alimentos do mundo, mas ainda convive
nociva, mas ainda assim, nociva.
internamente com a pobreza e a fome.
B) correta. A energia renovável, energia limpa,
C) incorreta. A Revolução Verde realmente convi-
emite uma taxa baixíssima de gases do efeito
via com discussões em torno de seus impac-
estufa e, portanto, não favorece o aquecimen-
tos ambientais tanto positivos quanto nega-
to global.
tivos. Ainda convive com este dilema. Mas o
C) incorreta. O aquecimento do planeta é pro- autor tenta comprovar que ela não cumpre a
vocado pelos gases emitidos pelas energias promessa de extinguir a fome no mundo, uti-
convencionais. A energia limpa emite uma lizando o Brasil como exemplo: o país se tor-
taxa quase nula de gases do efeito estufa, nou um dos maiores produtores de alimentos
não contribuindo, então, para o aquecimento do mundo, mas ainda convive internamente
do planeta. com a pobreza e a fome.
D) incorreta. Embora haja estudos que apontam D) correta. O autor tenta comprovar que a Revo-
para o fato de que as energias renováveis cus- lução Verde não cumpre a promessa de extin-
tam mais caro do que as convencionais, o tex- guir a fome do mundo utilizando, o Brasil como
to não trata de custos. Trata apenas do fato de exemplo: o país se tornou um dos maiores
que a energia limpa emite uma taxa baixíssi- produtores de alimentos do mundo, mas ainda
ma de gases do efeito estufa e, portanto, não convive internamente com a pobreza e a fome.
favorece o aquecimento global.
Comentário
Comentário
Queremos saber como o autor tenta comprovar
É necessário observar no texto as palavras usa- que a Revolução Verde não cumpre sua promes-
das para demonstrar que a energia renovável sa inicial. É necessário constatar que o autor ten-
QUASE não polui. Assim, é possível observar que ta comprovar que ela não cumpre a promessa
a energia renovável, energia limpa, emite uma de extinguir a fome no mundo, utilizando o Brasil
taxa baixíssima de gases do efeito estufa e, por- como exemplo: o país se tornou um dos maiores
tanto, não favorece o aquecimento global. produtores de alimentos do mundo, mas ainda
convive internamente com a pobreza e a fome.
Questão 11 – Fácil
Questão 12 – Fácil
C2. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
natureza-sociedade: questões ambientais. C6. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
produção, circulação e trabalho.
Gabarito: D
Justificativas Gabarito: A
A) incorreta. A Revolução Verde surgiu nas dé- Justificativas
cadas de 60 e 70 como uma possível solu- A) correta. O texto ressalta que o investimento
ção para a fome no mundo. Mas o autor tenta em educação, modernização da indústria e in-
comprovar que ela não cumpre a promessa fraestrutura são as chaves para que o Japão

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

seja uma espécie de Fênix, capaz de renascer é o dos novos movimentos migratórios e a
das cinzas a cada catástrofe que já sofreu. necessidade urgente de considerarmos a
B) incorreta. A indústria japonesa realmente teve crise dos refugiados no mundo como uma
sua fase de copiar produtos internacionais e causa humanitária.
estudá-los. Mas a intenção era superá-los. E B) correta. O problema ao qual o texto nos reme-
ela já alcançou esse nível. O texto ressalta te é o dos novos movimentos migratórios e a
que o investimento em educação, moderniza- necessidade urgente de considerarmos a cri-
ção da indústria e infraestrutura são as cha- se dos refugiados no mundo como uma causa
ves para que o Japão seja uma espécie de humanitária.
Fênix, capaz de renascer das cinzas a cada C) incorreta. É importante o combate aos produ-
catástrofe que já sofreu. tos piratas. Mas esta não é a ênfase do texto.
C) incorreta. O funcionário japonês realmente tra- O texto enfatiza os imigrantes e como eles ga-
balha mais horas por dia do que os funcioná- nham a vida, muitas vezes de forma informal.
O problema ao qual o texto nos remete é o dos
rios ocidentais, em média. Mas este não é o
novos movimentos migratórios e a necessidade
motivo pelo qual o Japão se reconstrói com ra-
urgente de considerarmos a crise dos refugia-
pidez, apesar de tantas catástrofes pelas quais
dos no mundo como uma causa humanitária.
já passou. O texto ressalta que o investimento
em educação, modernização da indústria e in- D) incorreta. É necessário criar legislação para
fraestrutura são as chaves para que o Japão o comércio de produtos populares. Mas este
seja uma espécie de Fênix, capaz de renascer não é o problema ao qual o texto nos remete.
O problema ao qual o texto nos remete é o dos
das cinzas a cada catástrofe que já sofreu.
novos movimentos migratórios e a necessidade
D) incorreta. De fato, o Japão tem vasta expe-
urgente de considerarmos a crise dos refugia-
riência em reconstrução após ser assolado dos no mundo como uma causa humanitária.
por tantas catástrofes. Mas este não é o mo-
tivo pelo qual ele se reconstrói com rapidez. Comentário
O texto ressalta que o investimento em edu- É importante observar que a variedade de na-
cação, modernização da indústria e infraes- cionalidades citadas no texto demonstra como
trutura são as chaves para que o Japão seja os imigrantes procuram recursos de sobrevivên-
uma espécie de Fênix, capaz de renascer das cia nos lugares aonde chegam. O enunciado nos
cinzas a cada catástrofe que já sofreu. pede para associar o texto a um problema. Esta-
mos falando de imigrantes. Portanto, o problema
Comentário ao qual o texto nos remete é o dos novos movi-
A questão nos pede que encontremos uma justifi- mentos migratórios e a necessidade urgente de
cativa para que o país seja tão poderoso. O texto considerarmos a crise dos refugiados no mundo
nos diz que o investimento em educação, moder- como uma causa humanitária.
nização da indústria e infraestrutura são as cha-
ves para que o país seja uma espécie de Fênix,
Questão 14 – Fácil
capaz de renascer das cinzas a cada catástrofe
que já sofreu.
B5. Compreender conceitos, ideias, fenômenos
e/ou sistemas; cidadania e movimentos sociais.
Questão 13 – Fácil
Gabarito: D
A5. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos Justificativas
e/ou sistemas; cidadania e movimentos sociais.
A) incorreta. Embora a amplitude de conhecimen-
tos do profissional seja importante, ela não bas-
Gabarito: B
ta, segundo o autor. É preciso, acima de tudo,
Justificativas ter uma postura ética em tudo o que se faz.
A) incorreta. A necessidade de aprendermos B) incorreta. Embora a qualidade do relacionamen-
a conviver com a diversidade e com o multi- to com os colegas seja importante para o suces-
culturalismo existe. Mas ela não é um proble- so de um profissional, é preciso, acima de tudo,
ma. O problema ao qual o texto nos remete ter uma postura ética em tudo o que se faz.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

C) incorreta. Facilidade para trabalhar em equipe tante como recurso de formação de opinião em
é importante. Mas é preciso, acima de tudo, todas as esferas da população.
ter uma postura ética em tudo o que se faz.
D) correta. É preciso, acima de tudo, ter uma pos- Questão 16 – Médio
tura ética em tudo o que se faz. Todas as outras
qualidades fortalecem o profissional, mas é a
A1. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
ética que determina a credibilidade profissional.
e/ou sistemas; tempo, espaço, fontes históri-
Comentário cas e representações cartográficas.
O texto aponta diversas características de um
Gabarito: A
bom profissional. Ressalta que todas elas se
complementam e fortalecem o profissional, mas é Justificativas
preciso, acima de tudo, ter uma postura ética em A) correta. O Renascimento se pautava no pen-
tudo o que se faz. samento humanista. Foi fortemente influen-
ciado pelo Iluminismo e buscava retomar os
Questão 15 – Médio valores da cultura clássica, em especial a gre-
co-romana. Inspirava-se nos textos da cultura
clássica na busca do equilíbrio entre o homem
C5. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
criador e criatura.
cidadania e movimentos sociais.
B) incorreta. As obras renascentistas não viam
Gabarito: C o homem como mero espectador da obra de
Deus. Admitia a criação divina, mas colocava
Justificativas
o homem como dotado de razão e autor de
A) incorreta. A ditadura realmente foi um período
grandes realizações.
de cerceamento da liberdade que tornou difícil
C) incorreta. O movimento renascentista foi a
a vida de muitos brasileiros. Mas a tônica do
primeira aproximação entre o paganismo e
texto está em como a música foi importante
o cristianismo. No Renascimento, os autores
como recurso mobilizador de massas na luta
pagãos da Antiguidade Clássica eram con-
contra o sistema.
templados, assim como aqueles cuja arte se
B) incorreta. De forma geral, a classe média se
pautava nos ensinamentos cristãos da Bíblia.
preparou para lutar contra a ditadura, unindo-
D) incorreta. O Renascimento se inspirava na cul-
-se às classes populares. Mas não descreve
tura clássica. Inspirar-se não é copiar. Encon-
como esta união se deu. Descreve como a
trava nos elementos da cultura greco-romana
música foi importante como recurso mobiliza-
fonte de inspiração para o desenvolvimento de
dor de massas na luta contra o sistema.
uma obra que buscasse o equilíbrio entre a
C) correta. O texto ressalta como a arte, espe-
criação divina e o homem como autor de gran-
cialmente a música, foi importante como re-
des realizações.
curso mobilizador de massas na luta contra
o sistema. Comentário

D) incorreta. A luta pela reforma surgiu como É necessário observar que o texto começa defi-
amadurecimento da resistência, que veio tanto nindo o Humanismo e termina situando a relação
das classes populares quanto da classe mé- entre o Humanismo e o Renascimento.
dia. Mas este não é o foco do texto. O foco Partindo do pensamento humanista, constata-se
está na música como recurso mobilizador de no texto que, para os humanistas, “o homem era
massas na luta contra o sistema. a medida de todas as coisas e estava no centro
do universo. [...] consideravam o homem não só
Comentário
uma criatura espectadora da obra de Deus, mas
É importante observar que os dois parágrafos
dotada de razão, autora de grandes realizações”.
falam sobre a maneira como a música agiu, tan-
to nas classes trabalhadoras quanto na classe
média, como recurso mobilizador de massas.
Portanto, o texto enfatiza como a arte foi impor-

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 17 – Médio Gabarito: C


Justificativas
B6. Compreender conceitos, ideias, fenômenos A) incorreta. O texto defende que os valores
e/ou sistemas; produção, circulação e trabalho. guiam as ações das pessoas, mas não afirma
que eles são respeitados.
Gabarito: C
B) incorreta. O texto defende que os valores pre-
Justificativas cisam estar na base dos comportamentos e
A) incorreta. Não é a reforma agrária que passou normas sociais, mas afirma que não estão na
a ser vista como fonte de prestígio e de poder. base da esfera econômica.
A terra é que passou a ser vista como um fa- C) correta. O texto afirma que os valores são
tor de riqueza, prestígio e poder. guias de ação (rotas que norteiam as ações) e
B) incorreta. A reforma agrária realmente conquis- influenciam o modo pelo qual as pessoas ele-
tou uma posição de destaque em alguns pro- gem suas prioridades e tomam suas decisões.
gramas governamentais. Mas este não é o mo- D) incorreta. O texto afirma que é preciso que
tivo pelo qual ela se insere como um vetor de haja pessoas participando para que o desen-
promoção de desenvolvimento sustentável. Isso volvimento seja humano. E, por meio desta
porque a terra deixou de ser apenas um fator participação, elas vivem valores e constroem
de produção e tornou-se também um fator de razões sobre o que é bom ou desejável para
riqueza, prestígio e poder, capaz de promover a uma sociedade. Mas os valores são definidos
inclusão social de muitas famílias rurais. como guias de ação que influenciam o modo
C) correta. A reforma agrária passou a ser com- pelo qual as pessoas elegem suas prioridades
preendida como um caminho possível para a e tomam suas decisões.
inclusão social de muitas famílias no espaço ru- Comentário
ral. Isso porque a terra passou a ser valorizada
É importante procurar no texto uma definição
como fonte de riqueza, de prestígio e de poder.
principal sobre o que são valores. A definição
D) incorreta. Pode ser que a reforma agrária te- aparece logo nas duas primeiras linhas do texto.
nha conquistado valor político e, por isso, pas- É necessário buscar sinônimos na resposta. A
sado a ser defendida pelos estados e muni- resposta C parafraseia o que está originalmente
cípios. Mas este não é o motivo pelo qual ela no texto. Nas outras possíveis respostas, temos
se insere como um vetor de promoção de de- desvios da ideia apresentada no texto, o qual não
senvolvimento sustentável. Isso porque a terra afirma que os valores são indiscutivelmente res-
deixou de ser apenas um fator de produção e peitados; o texto afirma que a esfera econômica
tornou-se também um fator de riqueza, pres- desconsidera os valores como base do desenvol-
tígio e poder, capaz de promover a inclusão vimento humano; e ele não fala em julgamentos.
social de muitas famílias rurais. Portanto, C responde corretamente à questão.
Comentário
A reforma agrária é resultado de uma nova maneira Questão 19 – Médio
de ver a terra: esta entendida como fonte de rique-
za, de poder. Por esta perspectiva ela se torna um A4. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
vetor de promoção de desenvolvimento sustentável. e/ou sistemas; poder, Estado e instituições.
Isso porque a terra deixou de ser apenas um fator
de produção e tornou-se também capaz de promo- Gabarito: B
ver a inclusão social de muitas famílias rurais. Justificativas
A) incorreta. Realmente, o investimento em
Questão 18 – Médio transporte não tem sido suficiente nas gran-
des cidades brasileiras. Mas não apenas no
A3. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos transporte rodoviário. O texto nos alerta que é
e/ou sistemas; identidades, diversidades e di- necessário priorizar os transportes sobre tri-
reitos humanos. lhos, porque são mais eficientes como trans-
porte de massa.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

B) correta. Segundo o texto, o transporte de mas- nicação, especialmente pela televisão, que
sa, especialmente o sobre trilhos, pode ser a proporcionou a oportunidade de acesso à in-
solução para a mobilidade urbana. E o texto formação para um número maior de pessoas.
nos lembra que foi adotado no Brasil um mode- B) correta. Um grande avanço foi o crescimento
lo rodoviarista, e não um modelo sobre trilhos. do acesso aos meios de comunicação, espe-
C) incorreta. De fato, o texto aponta que há um cialmente pela televisão, que proporcionou a
contingente muito grande de pessoas que de- oportunidade de acesso à informação para um
pende do transporte público. Mas esta não é número maior de pessoas.
a causa dos problemas de mobilidade urbana C) incorreta. De fato, a televisão proporcionou
que vivenciamos nos grandes centros. Segun- mais acesso à moda e ao culto ao corpo, fo-
do o texto, o transporte de massa, especial- mentando a indústria da beleza. Mas este não
mente o sobre trilhos, pode ser a solução para foi necessariamente um avanço significativo.
a mobilidade urbana. E o texto nos lembra que No cenário da época, um grande avanço foi o
foi adotado no Brasil um modelo rodoviarista, crescimento do acesso aos meios de comu-
e não um modelo sobre trilhos. nicação, especialmente pela televisão, que
D) incorreta. O texto nos alerta para a necessi- proporcionou a oportunidade de acesso à in-
dade de investimento, expansão e aperfeiçoa- formação para um número maior de pessoas.
mento do transporte de massa. Mas alerta para D) incorreta. A exaltação do individualismo e do
o fato de que é necessário fazer esse inves- consumismo foram mesmo marcas das déca-
timento, que não está sendo feito de manei- das em foco. Mas este não foi necessariamen-
ra eficiente. Segundo o texto, o transporte de te um avanço significativo daquele período.
massa, especialmente o sobre trilhos, pode ser No cenário da época, um grande avanço foi
a solução para a mobilidade urbana. E o texto o crescimento do acesso aos meios de comu-
nos lembra que foi adotado no Brasil um mode- nicação, especialmente pela televisão, que
lo rodoviarista, e não um modelo sobre trilhos. proporcionou a oportunidade de acesso à in-
formação para um número maior de pessoas.
Comentário
Comentário
É importante observar que o texto começa des-
crevendo a insuficiência do transporte de massa, É importante prestar atenção ao enunciado da
ressalta que a malha brasileira é rodoviária e não questão: procura-se um avanço significativo para a
ferroviária e, posteriormente, enfatiza a necessi- época. Todas as alternativas apresentam fatos que
dade de transporte de massa. Segundo o texto, ocorreram na época, mas nem todos são avanço.
o transporte de massa, especialmente o sobre O único avanço é o fato de que o crescimento do
trilhos, pode ser a solução para a mobilidade ur- acesso aos meios de comunicação, especialmente
bana. E o texto nos lembra que foi adotado no pela televisão, proporcionou a oportunidade de aces-
Brasil um modelo rodoviarista, e não um modelo so à informação para um número maior de pessoas.
sobre trilhos. Portanto, o problema está na esco-
lha histórica por investir em transporte rodoviário, Questão 21 – Médio
em detrimento do transporte sobre trilhos.
B2. Compreender conceitos, ideias, fenôme-
Questão 20 – Médio nos e/ou sistemas; natureza-sociedade: ques-
tões ambientais.

B7. Compreender conceitos, ideias, fenôme- Gabarito: C


nos e/ou sistemas; comunicação e tecnologia.
Justificativas
Gabarito: B A) incorreta. É fato que a existência de vida na
Justificativas Terra depende de água. Entretanto, o pressu-
posto da crise hídrica no mundo não se deve
A) incorreta. O fortalecimento do regime militar
a essa necessidade, mas sim ao fato de que
não foi um avanço. Foi um retrocesso para a
a quantidade de água doce, boa para consu-
democracia do país. Um grande avanço foi o
mo, é de apenas 3% de toda a água existente
crescimento do acesso aos meios de comu-
no planeta.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

B) incorreta. É correto afirmar que as pessoas uti- D) incorreta. O texto não nos dá dados para che-
lizam muita água desnecessariamente. O pres- gar à conclusão de que a corrupção pesava
suposto, segundo o texto, é o fato de que so- mais do que o cenário econômico, que era
mente 3% da água de todo o planeta é potável. lamentável. O que o texto nos mostra é que
C) correta. Segundo o texto, menos de 3% da o protagonismo juvenil, quando bem funda-
água disponível no planeta é doce. Portanto, mentado e organizado, tem poder de lutar por
com o aumento do consumo, a crise tende a causas de qualquer porte. Os mesmos jovens
se agravar. que lutavam pelo impeachment do presidente
da República lutavam também pelo direito à
D) incorreta. A infraestrutura hídrica não tem sido
meia-entrada no cinema.
suficiente para atender às demandas da popu-
lação. Mas o problema é ainda mais grave: a Comentário
quantidade de água doce própria para o con- É importante observar que buscamos nesta ques-
sumo no mundo é muito pouca, corresponden- tão evidências que podemos retirar do texto. O
do a apenas 3% do total disponível. texto não nos dá, por exemplo, evidências de que
Comentário o problema econômico era mais ou menos impor-
tante do que a corrupção. Não dá aos estudan-
É preciso analisar o enunciado: apesar da abun-
tes exclusividade na liderança do movimento de
dância de água no planeta, não há abundância de
impeachment do presidente. E nos informa que
água doce em estado líquido no planeta. O texto
os estudantes já haviam lutado e ainda lutavam
esclarece que menos de 3% da água é doce. Por-
por outras causas. Portanto, resta-nos como res-
tanto, não é um bem abundante.
posta correta o fato de que o texto nos demonstra
que o protagonismo juvenil, quando bem funda-
Questão 22 – Médio mentado e organizado, tem poder de lutar por
causas de qualquer porte.
B5. Compreender conceitos, ideias, fenômenos
e/ou sistemas; cidadania e movimentos sociais.
Questão 23 – Médio
Gabarito: B
B1. Compreender conceitos, ideias, fenôme-
Justificativas
nos e/ou sistemas; tempo, espaço, fontes his-
A) incorreta. O movimento que levou ao impea- tóricas e representações cartográficas.
chment do então Presidente Fernando Collor
teve forte participação dos estudantes, mas Gabarito: A
não foi liderado apenas por eles. As forças
Justificativas
sindicais, partidos de oposição ao governo,
A) correta. Com o advento da indústria dos óleos
indústrias e a mídia também foram muito in-
vegetais, o consumo de gordura de porco
fluentes no processo que culminou na queda
deixou de fazer parte da cultura nacional.
do então presidente.
Com isso, a espécie foi geneticamente mo-
B) correta. O texto nos demonstra que o prota-
dificada para produzir menos gordura e mais
gonismo juvenil, quando bem fundamentado e
carne. Os animais perderam gordura e ga-
organizado, tem poder de lutar por causas de
nharam músculos.
qualquer porte. Os mesmos jovens que luta-
B) incorreta. A atividade da suinocultura não
vam pelo impeachment do presidente da Re-
mantém mais o seu foco inicial. Ela já não pro-
pública lutavam também pelo direito à meia-
duz banha, porque deixou de ser uma carac-
-entrada no cinema.
terística típica do cardápio brasileiro.
C) incorreta. O impedimento e retirada do gover-
C) incorreta. A suinocultura já existia no Brasil
no do então presidente da República era a
antes da imigração europeia. Portanto, não foi
maior causa defendida pelos caras-pintadas.
a imigração que trouxe o hábito. Ela apenas
Mas não a única. Os mesmos jovens também
incentivou a ampliação da criação dos porcos,
lutavam por direito ao passe escolar livre,
uma vez que também eram grandes consumi-
meia-entrada nos cinemas, etc.
dores de carne e banha de porco.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

D) incorreta. A indústria de óleos vegetais foi gra- Comentário


dativamente substituindo o consumo de banha É importante observar que algumas das possíveis
de porco por consumo de óleos vegetais in- respostas apresentam problemas que ainda te-
dustrializados. A mudança foi tão significativa mos. Embora a desigualdade e a pobreza ainda
que a espécie foi geneticamente modificada sejam problemas, as ações tomadas pelos últimos
para produzir mais músculos e menos banha. governos como projetos de erradicação da misé-
Comentário ria e da pobreza são muito respeitadas em âmbito
internacional.
O texto começa explicando o consumo de carne e
banha pela população brasileira e pelos imigran-
tes europeus. Daí apresenta um fato que mudou Questão 25 – Médio
esta relação alimentar. Com o advento da indús-
tria dos óleos vegetais, o consumo de gordura de A6. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
porco deixou de fazer parte da cultura nacional. e/ou sistemas; produção, circulação e trabalho.
Com isso, a espécie foi geneticamente modifica-
da para produzir menos gordura e mais carne. Os Gabarito: B
animais perderam gordura e ganharam músculos. Justificativas
A) incorreta. O escravismo de fato era um sis-
Questão 24 – Médio tema típico do Império Romano durante seu
apogeu e prevaleceu durante o início do feu-
C1. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas; dalismo. Mas foi gradativamente substituído
tempo, espaço, fontes históricas e represen- pelo sistema servil de produção. Isso não de-
tações cartográficas. fine o colonato, que se caracterizava pelos ro-
manos mais pobres trabalhando nas grandes
Gabarito: C propriedades de senhores feudais e pagando
Justificativas a eles parte do que produziam, pois não eram
donos da terra.
A) incorreta. O Brasil é reconhecido por ser uma
economia de grande porte e por ter institui- B) correta. O colonato se caracterizava pelos ro-
ções sólidas nos setores públicos e não go- manos mais pobres trabalhando nas grandes
vernamentais. Mas o respeito na esfera das propriedades de senhores feudais e pagando
Nações Unidas vem dos projetos visando à a eles parte do que produziam, pois não eram
erradicação da pobreza e redução das desi- donos da terra. Era a transição da escravidão
gualdades sociais. para o trabalho servil.
B) incorreta. As diferenças regionais existem e C) incorreta. Os romanos que se tornaram se-
incluem grandes desigualdades sociais e pre- nhores feudais estabeleciam acordos com os
conceitos étnico-raciais. Mas não é isso que mais pobres, também romanos, para que es-
nos faz admirados e respeitados no cenário tes administrassem e produzissem nas gran-
internacional. O respeito na esfera das Na- des propriedades dos senhores feudais. Por
ções Unidas vem dos projetos visando à erra- usarem a terra para tirar o próprio sustento, os
dicação da pobreza e redução das desigual- pequenos agricultores pagavam aos senhores
dades sociais. feudais uma parcela do que produziam. Isso
era o colonato.
C) correta. O respeito na esfera das Nações Uni-
das vem dos projetos visando à erradicação da D) incorreta. No colonato, apenas o senhor feudal
pobreza e redução das desigualdades sociais. ganhava. Os pequenos agricultores que culti-
vavam as grandes propriedades dos senhores
D) incorreta. O Brasil tem, de fato, um território
feudais tiravam de lá basicamente o seu sus-
amplo e diversificado. Mas não tem sido capaz
tento e o de sua família. Os lucros acabavam
de superar seus problemas de infraestrutura.
ficando com os proprietários da terra.
O respeito na esfera das Nações Unidas vem
dos projetos visando à erradicação da pobre- Comentário
za e redução das desigualdades sociais. É necessário observar que o que buscamos no texto
é a definição de colonato. A queda do sistema es-

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

cravista do Império Romano é apresentada no texto, ele nos informa. O texto é construído a partir de
e a transição de escravidão para um regime de ser- uma série de informações para que, posterior-
vidão vai aos poucos consolidando a definição de mente, o autor nos dê sua opinião e defenda seu
colonato como um sistema no qual os romanos mais ponto de vista.
pobres trabalhavam nas terras dos grandes proprie- Ele defende que é preciso fazer com que o poten-
tários e pagavam a eles parte do que produziam. cial de geração de energia limpa seja transforma-
do em vantagem competitiva para o Brasil, e não
Questão 26 – Médio fique apenas como colaboração internacional.

B2. Compreender conceitos, ideias, fenôme- Questão 27 – Médio


nos e/ou sistemas; natureza-sociedade: ques-
tões ambientais. B4. Compreender conceitos, ideias, fenômenos
e/ou sistemas; poder, Estado e instituições.
Gabarito: D
Justificativas Gabarito: C
A) incorreta. O texto ressalta que o Brasil tem Justificativas
provavelmente o maior potencial de matriz elé- A) incorreta. Após a Segunda Guerra Mundial,
trica do mundo. Mas isso não é o que o autor não havia uma relação pacífica entre Estados
defende. Isso é algo que ele apenas nos infor- Unidos e União Soviética. Da mesma forma,
ma. Ele defende que é preciso fazer com que não havia relação tranquila entre Alemanha
o potencial de geração de energia limpa seja capitalista e socialista, cada uma liderada por
transformado em vantagem competitiva para um dos vencedores da Guerra.
o Brasil e não fique apenas como colaboração
B) incorreta. A Alemanha socialista não conse-
internacional.
guia sobreviver sem relações com o mundo
B) incorreta. O autor nos informa que as facilida- capitalista. Tanto que seu sistema político en-
des geológicas do Brasil facilitam a geração trou em colapso em 1989, o que ocasionou o
de energia renovável. Mas isso não é o que o final da Guerra Fria e a queda do Muro.
autor defende. Isso é algo que ele apenas nos
C) correta. A Alemanha capitalista era visivelmen-
informa. Ele defende que é preciso fazer com
te superior economicamente. O cerceamento à
que o potencial de geração de energia limpa
Alemanha comunista e à União Soviética como
seja transformado em vantagem competitiva
um todo foi uma das motivações da Guerra
para o Brasil e não fique apenas como colabo-
Fria. A queda do regime socialista na Alemanha
ração internacional.
Oriental, socialista, foi um marco para o fim da
C) incorreta. O autor nos informa que o Proinfa Guerra Fria e para a queda do Muro de Berlim.
é um programa que defende o incentivo às
D) incorreta. A Alemanha capitalista não pretendia
fontes alternativas de energia. Mas isso não
fazer as pazes, mas provar que seu sistema
é o que o autor defende. Isso é algo que ele
de governo era mais eficiente e poderoso. Os
apenas nos informa. Ele defende que é preci-
Estados Unidos, líderes da Alemanha Ociden-
so fazer com que o potencial de geração de
tal (capitalista), pretendiam derrubar o sistema
energia limpa seja transformado em vantagem
socialista defendido pela União Soviética.
competitiva para o Brasil e não fique apenas
como colaboração internacional. Comentário
D) correta. O autor defende que é preciso fazer É necessário analisar politicamente o cenário das
com que o potencial de geração de energia duas Alemanhas e de seus líderes, Estados Uni-
limpa seja transformado em vantagem compe- dos e União Soviética, em seus respectivos sis-
titiva para o Brasil, e não fique apenas como temas políticos. O desfecho que culmina com a
colaboração internacional. queda do Muro de Berlim é um indício da superio-
ridade da Alemanha Ocidental e, portanto, do sis-
Comentário
tema capitalista motivado pelos Estados Unidos.
É necessário observar com clareza o enunciado:
queremos saber o que o autor defende, não o que

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Questão 28 – Médio de conhecimento e de tecnologia para dese-


nhar mapeamentos mais assertivos.
A3. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos B) correta. O problema com a cartografia daquele
e/ou sistemas; identidades, diversidades e di- tempo é que ela traçava linhas imprecisas em
reitos humanos. função da falta de conhecimento e de tecnologia
para desenhar mapeamentos mais assertivos.
Gabarito: C C) incorreta. Não era a cartografia que fazia com
Justificativas que os colonizadores considerassem a demar-
A) incorreta. A ONU não possui uma indicação cação de terras injusta. Era a disputa pelo po-
exata da idade mínima para que uma crian- der sobre mais e mais terras. No que diz res-
ça responda por seus atos. O texto deixa cla- peito à cartografia, o problema naquele tempo
ro que cada país trata a questão como julgar é que ela traçava linhas imprecisas em função
melhor. Portanto, a decisão fica a critério da da falta de conhecimento e de tecnologia para
legislação e da cultura local. desenhar mapeamentos mais assertivos.

B) incorreta. O texto explicita que países diferen- D) incorreta. Embora houvesse erros nos regis-
tes adotam idades diferentes para a maiorida- tros cartográficos, não eram erros que des-
de penal e deixa claro que cada país trata a viariam as rotas das grandes navegações da
questão como julgar melhor. época, causando perigos. A cartografia ape-
nas ignorava detalhes importantes, que não
C) correta. O texto esclarece que a maioridade
eram identificados por falta de tecnologia e de
penal é decidida por cada país. Deixa claro
conhecimento.
que cada país trata a questão como julgar
melhor. Portanto, a decisão fica a critério da Comentário
legislação e da cultura local. É necessário analisar o texto a partir do nosso reper-
D) incorreta. O texto informa que a idade penal tório sobre as grandes navegações. A preocupação
oscila entre 12 e 21 anos em diferentes países. de Portugal e Espanha estava em conquistar mais e
mais terras. O conhecimento tecnológico rudimentar
Comentário
não permitia o traçado de mapas mais precisos.
É necessário observar que o enunciado nos pede
algo que podemos inferir a partir do texto. Portanto,
não é uma informação que esteja explícita no tex- Questão 30 – Médio
to, mas algo que pode ser observado a partir dos
explícitos. O texto deixa claro que cada país trata C3. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
a questão como julgar melhor. Portanto, a decisão identidades, diversidades e direitos humanos.
fica a critério da legislação e da cultura local.
Gabarito: C
Justificativas
Questão 29 – Médio
A) incorreta. Os direitos humanos realmente pro-
curam garantir liberdades de escolha em di-
A7. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
versos setores da vida humana para garantir
e/ou sistemas; comunicação e tecnologia.
uma vida digna para as pessoas. Mas este
Gabarito: B não é o motivo pelo qual a China decidiu per-
mitir mais um filho por casal. O motivo é o fato
Justificativas
de que a população está envelhecendo e não
A) incorreta. Não era a cartografia que provocava haverá jovens suficientes para suprir mão de
discórdias. Mesmo que ela fosse extremamen- obra no futuro próximo.
te precisa, as discórdias sobre a divisão de
B) incorreta. As condições de vida na China não
terras entre os grandes colonizadores conti-
mudaram, embora o país tenha conquistado
nuariam acontecendo. A disputa era pelo po-
um bom lugar comercial no mundo globaliza-
der, e não pela precisão do mapa. O problema
do. Este não é o motivo pelo qual a China de-
com a cartografia daquele tempo é que ela
cidiu permitir mais um filho por casal. O motivo
traçava linhas imprecisas em função da falta
é o fato de que a população está envelhecen-

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

do e não haverá jovens suficientes para suprir cio internacional está mais eficiente. O país re-
mão de obra no futuro próximo. novou em condições favoráveis aos produtos
C) correta. O motivo pelo qual o governo chinês brasileiros o acordo automotivo internacional
optou por permitir mais um filho por casal é o com os países mencionados no texto.
fato de que a população está envelhecendo e D) incorreta. Os negócios internacionais podem
não haverá jovens suficientes para suprir mão até estar aquecidos, embora não estejamos
de obra no futuro próximo. vivendo um bom momento na economia em
D) incorreta. É fato que os chineses estimaram função da crise mundial. Independentemen-
um aumento de natalidade de mais de dois te do momento econômico, o que mudou foi
milhões de crianças por ano graças à nova o fato de que a política brasileira de comércio
política. Mas este não é o motivo pelo qual a internacional está mais eficiente. O país re-
China decidiu permitir mais um filho por ca- novou em condições favoráveis aos produtos
sal. O motivo é o fato de que a população está brasileiros o acordo automotivo internacional
envelhecendo e não haverá jovens suficientes com os países mencionados no texto.
para suprir mão de obra no futuro próximo. Comentário
Comentário É importante observar que estamos procurando
É necessário observar que a resposta não está observar o cenário da indústria automobilística
explícita no texto. É preciso analisar a condição no Brasil, e não as condições favoráveis para os
do envelhecimento populacional, que é um pro- negócios no momento econômico mundial. In-
blema no mundo, para chegarmos à conclusão de dependentemente da qualidade dos automóveis
que o motivo para a mudança de política é o fato produzidos no Brasil, da motivação dos empresá-
de que a população está envelhecendo e não ha- rios ou do momento da economia, o que mudou
verá jovens suficientes para suprir mão de obra foi o fato de que a política brasileira de comércio
no futuro próximo. internacional está mais eficiente. O país renovou
em condições favoráveis aos produtos brasileiros
o acordo automotivo internacional com os países
Questão 31 – Médio mencionados no texto.

B4. Compreender conceitos, ideias, fenômenos


e/ou sistemas; poder, Estado e instituições.
Questão 32 – Difícil

Gabarito: B A2. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos


Justificativas e/ou sistemas; natureza-sociedade: questões
ambientais.
A) incorreta. Independentemente da qualidade
dos automóveis produzidos no Brasil, o que Gabarito: D
mudou foi o fato de que a política brasileira
Justificativas
de comércio internacional está mais eficiente.
O país renovou em condições favoráveis aos A) incorreta. É fato que as redes geográficas
produtos brasileiros o acordo automotivo inter- crescem rapidamente no mundo moderno.
nacional com os países mencionados no texto. Mas o motivo pelo qual os conceitos antiga-
mente ensinados em geografia vão se modi-
B) correta. O que mudou foi o fato de que a po-
ficando com a globalização e as redes geo-
lítica brasileira de comércio internacional está
gráficas é que tanto a globalização quanto as
mais eficiente. O país renovou em condições
redes geográficas que vão se formando pela
favoráveis aos produtos brasileiros o acordo
globalização ampliam o entendimento de terri-
automotivo internacional com os países men-
tórios para além dos limites nacionais.
cionados no texto.
B) incorreta. A globalização e as redes geográ-
C) incorreta. Os empresários brasileiros podem
ficas realmente permitem que os Estados
até estar mais engajados nos negócios. Inde-
nacionais se fortaleçam, mas este fortaleci-
pendente do engajamento deles, o que mudou
mento só se dá em rede. Os países se tornam
foi o fato de que a política brasileira de comér-
altamente interdependentes. O que muda nos

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

conceitos de geografia são os limites de cada C) correta. Quando a geração de poluentes e os


Estado, que passam a fazer sentido em rede. problemas ambientais ganharam uma dimen-
Portanto, a globalização e as redes geográ- são muito evidente e a preocupação se tornou
ficas alteram a maneira pela qual vemos os maior, surgiu a necessidade da criação de um
limites nacionais. sistema de gestão ambiental.
C) incorreta. A globalização realmente permite D) incorreta. O meio ambiente não era o foco dos
maior circulação de capital internacional. Mas governos. Quando a geração de poluentes e
o que muda os conceitos tradicionais da geo- os problemas ambientais ganharam uma di-
grafia é a forma pela qual enxergamos o mun- mensão muito evidente e a preocupação se
do hoje: as redes geográficas ampliam a visão tornou maior, surgiu a necessidade da criação
dos territórios para além dos limites nacionais. de um sistema de gestão ambiental.
D) correta. Segundo o texto, a nova configuração Comentário
de redes geográficas na globalização trans-
O enunciado nos pede para identificar quando foi
passa a ideia dos territórios nacionais e se
que a criação de um sistema de gestão ambiental
fortelecem em relações transnacionais.
se tornou uma preocupação da ONU. O texto vai
Comentário nos mostrando como as empresas agiam, mesmo
É necessário observar que o enunciado focaliza seguindo a legislação ambiental. É demonstrado
as questões da nova geografia do mundo. Por- que, quando a geração de poluentes e os proble-
tanto, o foco não está apenas nos aspectos eco- mas ambientais ganharam uma dimensão muito
nômicos da globalização, mas sim em como as evidente e a preocupação se tornou maior, surgiu
redes geográficas nos levam a ver o mundo em a necessidade da criação de um sistema de ges-
blocos. O texto afirma, no segundo parágrafo, que tão ambiental.
as redes geográficas na globalização nos levam a
transpassar a ideia de territórios nacionais. Questão 34 – Difícil

Questão 33 – Difícil C2. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;


natureza-sociedade: questões ambientais.
A4. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos
Gabarito: D
e/ou sistemas; poder, Estado e instituições.
Justificativas
Gabarito: C
A) incorreta. Explorar as propriedades da matéria
Justificativas a uma nanoescala é a base da nanotecnolo-
A) incorreta. As empresas potencialmente polui- gia. É a base da pesquisa científica. Mas não
doras estavam realmente preocupadas ape- impacta diretamente no meio ambiente.
nas em atender à legislação ambiental. Mas B) incorreta. Desenvolver sistemas com tamanho
isso era considerado natural. Quando a gera- em escala de nanômetros é a base da nano-
ção de poluentes e os problemas ambientais tecnologia. Mas não impacta diretamente no
ganharam uma dimensão muito evidente e a meio ambiente.
preocupação se tornou maior, surgiu a neces- C) incorreta. A nanotecnologia altera o tamanho
sidade da criação de um sistema de gestão da matéria, reduzindo-a a uma nanoescala.
ambiental. Com isso, altera as suas propriedades, como
B) incorreta. A geração de poluentes era entendi- a estabilidade e a reatividade. Mas o que pode
da realmente como uma consequência natural impactar o meio ambiente vai além.
do desenvolvimento. A criação de um Sistema D) correta. Os cientistas almejam a manipulação
de Gestão Ambiental ocorreu quando a gera- dos átomos para construir materiais inexisten-
ção de poluentes e os problemas ambientais tes na natureza. Tais elementos podem reduzir
ganharam uma dimensão muito evidente e a impactos ambientais, pois criam alternativas
preocupação se tornou maior, surgiu a neces- para elementos que dependem de exploração
sidade da criação de um sistema de gestão da natureza.
ambiental.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Comentário Industrial. Mas uma análise do cenário atual nos


É necessário separar o que a pesquisa já faz dos leva a concluir que ela continua em andamento.
resultados que ela pretende alcançar. A nanotec- Cada vez mais “revolucionária”, especialmente
nologia já explora as propriedades da matéria em com o advento da tecnologia.
uma nanoescala. Já desenvolve sistemas com A Revolução Industrial teve seu início na Inglater-
tamanho em escala de nanômetros, e já altera ra, em região bem restrita, e foi gradativamente
as propriedades da matéria, como a estabilidade se expandindo pelo mundo. Este processo conti-
e a reatividade. O que os cientistas almejam é a nua até hoje em expansão e fortalecimento, em-
manipulação dos átomos para construir materiais bora haja opiniões controversas que afirmam que
inexistentes na natureza. Tais elementos podem o sistema já está em crise e em fase de colapso.
reduzir impactos ambientais, pois criam alternati-
vas para elementos que hoje dependem da explo-
Questão 36 – Difícil
ração da natureza.

C5. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;


Questão 35 – Difícil cidadania e movimentos sociais.

A7. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos Gabarito: B


e/ou sistemas; comunicação e tecnologia. Justificativas
A) incorreta. O movimento dos caras-pintadas
Gabarito: C
não foi motivado por problemas semelhantes
Justificativas aos que levaram a população às ruas na dé-
A) incorreta. A Revolução Industrial, de fato, foi se cada de 1960. No movimento contra a ditadu-
expandindo gradativamente ao redor do mun- ra, as denúncias eram contra o abuso do po-
do, mas não manteve nem o modelo nem a der e a política ditatorial. No caso de Collor, as
proposta original. As iniciativas iniciais foram denúncias eram de corrupção, além de haver
se fortalecendo, expandindo-se para novos uma forte insatisfação com a crise econômica
territórios e transformando as relações comer- que o país vivenciava.
ciais. Este processo ainda continua em evolu- B) correta. A participação dos jovens no movimen-
ção. Um exemplo disso são os mercados de to de impeachment do ex-presidente Collor foi
livre comércio, como o Mercosul, a Alca, etc. decisiva para o fortalecimento e os rumos do
B) incorreta. No século XIX, a Revolução Industrial movimento. Os jovens assumiram um papel de
já havia progredido muito. Mas ela continua em liderança que virou história no país.
progresso. Talvez nunca tenha sido tão forte
C) incorreta. O movimento foi essencial, mas não
quanto é hoje com o advento da tecnologia, que
a primeira grande conquista política dos mo-
permite inovações tão amplas e tão frequentes.
vimentos sociais em massa no nosso país.
C) correta. A Revolução Industrial teve seu início Os movimentos trabalhistas na Era Vargas
na Inglaterra, em região bem restrita, e foi gra- foram importantes. O movimento contra a
dativamente se expandindo pelo mundo. Este ditadura foi essencial. O movimento dos
processo continua até hoje em expansão e caras-pintadas seguia o curso da história
fortalecimento, embora haja opiniões contro- como mais um grande movimento, desta vez
versas que afirmam que o sistema já está em liderado por jovens estudantes.
crise e em fase de colapso.
D) incorreta. Collor não foi o primeiro presidente
D) incorreta. A Revolução Industrial não esgotou
a renunciar por pressão popular. Tivemos Ge-
seu potencial. O advento da tecnologia no sé-
túlio Vargas, em 1945, e Jânio Quadros, em
culo XX e o seu fortalecimento nas primeiras
1961, cujas renúncias foram motivadas tanto
décadas do século XXI comprovam que a Re-
pela pressão do poder político quanto pelo po-
volução está em andamento.
der popular. No caso de Deodoro da Fonseca,
Comentário em 1891, a pressão era por parte dos milita-
O texto nos apresenta as três fases principais que res, e as ruas não se envolveram no movimen-
são estudadas quando falamos em Revolução to que levou à renúncia.

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

Comentário Gabarito: A
É importante observar que estamos em busca Justificativas
de uma análise do movimento dos caras-pinta- A) correta. O texto informa a amplitude de flo-
das. Este não foi o primeiro movimento social de restas plantadas no Brasil e lembra que elas
massa no país. Outros o antecederam, como os emitem menos gás carbônico. Por este motivo,
movimentos trabalhistas na Era Vargas, e o mo- pretende ampliar a área plantada em aproxi-
vimento contra a ditadura na década de 1960. A madamente 1/3 até 2020.
participação dos jovens no movimento de impea- B) incorreta. O texto esclarece que, apesar do
chment do ex-presidente Collor foi decisiva para uso da colheita mecanizada, a colheita de-
o fortalecimento e os rumos do movimento. Os jo- pende das motosserras manuais para acessar
vens assumiram um papel de liderança que virou áreas de difícil acesso para as colheitadeiras.
história no país. C) incorreta. O texto não apresenta uma compe-
tição, mas sim o convívio de dois segmentos
Questão 37 – Difícil que consomem a mesma matéria-prima, apre-
sentando também a porcentagem de consumo
A1. Reconhecer conceitos, ideias, fenômenos de madeira para cada setor.
e/ou sistemas; tempo, espaço, fontes históri- D) incorreta. O texto informa que predominam as
cas e representações cartográficas. grandes empresas, mas não que apenas elas
dominam o mercado.
Gabarito: D
Comentário
Justificativas
O texto nos apresenta o cenário da indústria de pa-
A) incorreta. Os dados nos fornecem elementos pel e celulose e como o consumo de madeira origi-
para analisar a safra 2010-2011, e não para nária de florestas plantadas abastece esta indústria.
analisar duas safras. Portanto, não é possível O texto informa a amplitude de florestas plantadas
compará-las. no Brasil e lembra que elas emitem menos gás car-
B) incorreta. Os dados indicam que haverá cres- bônico. Por este motivo, pretende ampliar a área
cimento até o ano de 2021. Mas não apontam plantada em aproximadamente 1/ 3 até 2020.
crescimento igual. O crescimento da produção
de carnes aponta uma tendência de cresci- Questão 39 – Difícil
mento superior ao do mercado de grãos.
C) incorreta. Os dados não nos permitem com- C4. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
parar as safras de 2010 e 2011. Temos dados poder, Estado e instituições.
para apenas uma safra: a de 2010-2011.
D) correta. Estima-se um crescimento de mais de Gabarito: D
20%, tanto para grãos quanto para carnes, na Justificativas
safra 2020-2021.
A) incorreta. O país já reconhece que existem
Comentário grandes aglomerações urbanas e uma peque-
É necessário observar os dados atentamente e na parcela da população residindo em áreas
concluir que há apenas duas safras representadas rurais. Para que o poder público possa come-
no gráfico: a de cultivo 2010 e colheita 2011, e a de çar a resolver os problemas da desigualdade
cultivo 2020 e colheita 2021. A partir daí, é possível social e dos grandes aglomerados urbanos é
verificar os dados de projeção e concluir que esti- necessário investir em ações de políticas pú-
ma-se um crescimento de mais de 20%, tanto para blicas que gerem oportunidades para as pes-
grãos quanto para carnes, na safra 2020-2021. soas em regiões pouco exploradas do país.
B) incorreta. Evitar que a pobreza e a riqueza
Questão 38 – Difícil convivam é uma atitude preconceituosa e não
resolve problemas. Para que o poder público
possa começar a resolver os problemas da de-
C6. Aplicar conceitos, ideias e/ou sistemas;
sigualdade social e dos grandes aglomerados
produção, circulação e trabalho.
urbanos é necessário investir em ações de polí-

CIÊNCIAS HUMANAS
Caderno de RESPOSTAS PROVA BRASIL – 9 o ano

ticas públicas que gerem oportunidades para as Justificativas


pessoas em regiões pouco exploradas do país. A) incorreta. Acreditava-se que os menos favore-
C) incorreta. Não há como impedir que a situação cidos deveriam aceitar a posição à qual foram
da desigualdade social no país seja revelada. destinados na sociedade e, portanto, a educa-
Ela é explícita, evidente demais. Para que o ção era desnecessária. Entretanto, este não
poder público possa começar a resolver os é o motivo pelo qual a educação de trabalha-
problemas da desigualdade social e dos gran- dores se tornava um perigo. A educação das
des aglomerados urbanos é necessário inves- massas seria perigosa porque despertaria nos
tir em ações de políticas públicas que gerem trabalhadores a consciência sobre o sistema
oportunidades para as pessoas em regiões ao qual estavam submetidos. Era, portanto,
pouco exploradas do país. subversiva ao sistema.
D) correta. O texto aponta os problemas. Pen- B) correta. A educação das massas seria peri-
sando neles pela perspectiva do Estado e do gosa porque despertaria nos trabalhadores
Poder Público como solucionadores, constata- a consciência sobre o sistema ao qual esta-
-se que os problemas da desigualdade social vam submetidos. Era, portanto, subversiva
e dos grandes aglomerados urbanos podem ao sistema.
ser amenizados se houver investimento em C) incorreta. O trabalho na agricultura e na in-
ações de políticas públicas que gerem opor- dústria era braçal e era necessário apenas
tunidades para as pessoas em regiões pouco um treinamento mínimo. Entretanto, este não
exploradas do país. é o motivo pelo qual a educação de trabalha-
Comentário dores se tornava um perigo. A educação das
massas seria perigosa porque despertaria nos
É necessário observar que o texto não aponta
trabalhadores a consciência sobre o sistema
soluções. Ele descreve dois problemas: os aglo-
ao qual estavam submetidos. Era, portanto,
merados urbanos e a desigualdade social, que se
subversiva ao sistema.
faz ainda mais evidente nos aglomerados urba-
nos. Pensando, então, em propostas de solução, D) incorreta. Os investimentos em educação
pode-se observar que somente um projeto bem eram considerados mais importantes para as
estruturado de políticas públicas pode começar crianças do que para os adultos. Mas esta era
a resolver o problema. Assim, para que o poder uma desculpa para não educar os adultos.
público possa começar a resolver os problemas Não é o motivo pelo qual a educação de tra-
da desigualdade social e dos grandes aglomera- balhadores se tornava um perigo. A educação
dos urbanos é necessário investir em ações de das massas seria perigosa porque despertaria
políticas públicas que gerem oportunidades para nos trabalhadores a consciência sobre o siste-
as pessoas em regiões pouco exploradas do país. ma ao qual estavam submetidos. Era, portan-
to, subversiva ao sistema.

Questão 40 – Difícil Comentário


É necessário observar no enunciado que estamos
B3. Compreender conceitos, ideias, fenôme- procurando o motivo pelo qual a educação era
nos e/ou sistemas; identidades, diversidades considerada um perigo, uma ameaça. A educação
e direitos humanos. das massas seria perigosa porque despertaria
nos trabalhadores a consciência sobre o sistema
Gabarito: B ao qual estavam submetidos. Era, portanto, sub-
versiva ao sistema.

CIÊNCIAS HUMANAS